Zeca Baleiro, Paulo Lepetit e Naná Vasconcelos celebram miscelânea musical do Brasil com ‘Projeto Café no Bule’

CD produzido pelo Selo Sesc tem 13 composições inéditas do trio; músicas bailam por vários estilos, do xote ao rock

O maranhense Zeca Baleiro, o pernambucano Naná Vasconcelos e o paulista Paulo Lepetit estão juntos pela primeira vez para lançar uma celebração à miscelânea musical do Brasil: o CD “Projeto Café no Bule”, que o Selo Sesc coloca à venda em 4 de setembro. São 13 composições inéditas do trio (todas são dos três em conjunto, exceto “Cajú”, de Naná com Vinicius Cantuária) em uma mistura de ritmos: afoxé, xote, ciranda, blues, maracatu, jazz e rock.

Zeca Baleiro realiza show no Sesc Pinheiros. (Foto: Divulgação)
Zeca Baleiro realiza show no Sesc Pinheiros. (Foto: Divulgação)

Longe de ser uma catalogação de gêneros, o CD quer mostrar que a produção musical nacional é viva e sujeita a novos significados. Vem lapidada pela polivalência do trio. Naná assina percussão variada e efeitos. Lepetit, baixo, u-bass, violão, guitarra e teclados. Zeca, violão, guitarra, cavaco, ukulele e teclados.

A ideia do disco surgiu de um contato viabilizado por Zeca Baleiro entre Naná e o compositor Itamar Assumpção (morto em 2003) para a concepção de um disco. No meio deste processo estava Paulo Lepetit, que acompanhava Itamar. De lá para cá, Zeca, Naná e Lepetit começaram a pensar em um projeto dos três.

“Há casos em que Naná gravou primeiro a levada e eu e Lepetit desenvolvemos a letra, a melodia e a harmonia conjuntamente depois, como é o caso das faixas ‘Ciranda da Meia-Noite’, ‘Batuque na Panela’ e ‘Xote do Tarzan’. Outras nasceram de um groove de baixo e violão, seguido pela letra e a levada rítmica, como em ‘Yellow Taxi’ e ‘Vou de Candonga’. Em ‘A Dama do Chama-Maré’ e ‘A Maré Tá Boa’, Naná começou a letra e nos deu para musicar, fazer a segunda parte, e depois ele pôs a percussão. Fiz a letra e mandei para o Lepetit, que harmonizou”, conta Zeca Baleiro.

A gravação durou dois anos espaçados, com três vindas de Naná a São Paulo, onde Lepetit tem um estúdio em parceria com Zeca. O título “Projeto Café no Bule” remete à expressão popular. Tem um significado de “aqui tem conteúdo”.

“Foi tudo muito natural e espontâneo. Não pensamos em seguir fórmula alguma. As composições foram apontando caminhos. Procuramos colocar o mínimo de elementos além de nós três. Tocamos a maioria dos instrumentos. Guitarras, cavacos, teclados, baixos. E fomos pontuando com alguns convidados específicos para dar um colorido diferente a cada canção”, relata Lepetit.

Naná Vasconcelos completa: “foi uma levada simples, sem seleção de repertório. Fomos fazendo. Eu fiz algumas letras, o Zeca completou. Ele e Lepetit colocaram melodias… e assim foi. Já os batuques são ideias minhas, nos quais estão englobados ritmos brasileiros como a ciranda, o xote e o maracatu”.

O diretor regional do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, afirma que “ao reunir estes três grandes nomes da MPB, o Selo Sesc reafirma seu compromisso com a criação de um catálogo amplo e democrático, inspirado na infinita fonte de criação musical existente no Brasil”. Para ele, “esse ‘bule’ de Naná, Zeca e Paulo engrossa o nosso café musical, servido em um disco cujas manifestações de nossa cultura são cotejadas com naturalidade, leveza e bom humor”.

O CD “Projeto Café no Bule” custa R$ 20,00 e estará à venda a partir de 4 de setembro nas unidades do Sesc e pelo site no link http://www.sescsp.org.br/livraria.

 Shows de lançamento

Zeca e Lepetit estão no Sesc Pinheiros entre 4 e 7 de setembro para lançamento do disco (confira horários abaixo). “Estamos preparando um show que expresse essa mistura de ritmos do CD”, afirma Lepetit. 

SERVIÇO
Shows de lançamento do “Projeto Café no Bule”
Com Zeca Baleiro e Paulo Lepetit
Local:
Teatro Paulo Autran (1.010 lugares), do Sesc Pinheiros
Data: 4 a 7/9. Sexta e sábado, às 21h; domingo e segunda (feriado), às 18h
Duração: 90 minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 10 anos
Ingressos: R$ 40,00 (inteira). R$ 20,00 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência). R$12,00 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). Ingressos à venda pelo Portal www.sescsp.org.br a partir de 25/8 (terça-feira), às 16h30, e nas bilheterias do SescSP a partir de 26/8 (quarta-feira), às 17h30. Venda limitada a quatro ingressos por pessoa. Não é permitida a entrada após o início do espetáculo.

 

 

SESC PINHEIROS

Endereço: Rua Paes Leme, 195.

 Bilheteria: Terça a sábado das 10h às 21h. Domingos e feriados das 10h às 18h. Tel.: 11 3095.9400.

 Estacionamento com manobrista: Terça a sexta, das 7h às 22h; sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h. Taxas (veículos e motos): para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 6,00.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s