Capitão América: Guerra Civil” inicia fase 3 da Marvel nos cinemas em grande estilo

Por Gabriela Zaniratto e Rodrigo Bocatti

Quando o arco de “Guerra Civil” foi anunciado alguns fãs ficaram ressabiados em a Marvel levar aos cinemas uma das maiores sagas dos quadrinhos, onde reúne praticamente todos os heróis da Casa das Ideias, porém o tempo foi passando e detalhes da trama foram sendo revelados e o público percebeu que não seria uma adaptação e sim um arco dentro do universo cinematográfico da Marvel (UCM). Claro que dentro do longa tivemos algumas referências as HQs, a principal uma cena em que o Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) lança seus raios no e o Capitão América (Chris Evans) os bloqueia com o escudo.

Os irmãos Russo levaram as telonas um filme (na minha opinião o melhor filme da Marvel até o momento) em que eles trazem toda a atmosferas de todo passado dos heróis. O confronto ideológico vem sendo construído desde “Vingadores” (2012) e “Vingadores – Era de Ultron” (2015), e o ataque que acontece no começo do filme, onde a equipe do Capitão – Falcão (Anthony Mackie), Viúva Negra (Scarlett Johansson) e Feiticeira Escarlete (Elizabeth Olsen) impedem o Ossos Cruzados (Frank Grillo) e sua gangue, o que acaba causando um incidente e matando alguns habitantes de Wakanda, que estavam na Nigéria realizando pesquisas. Porém como era um longa mais focado no Sentinela da Liberdade os acontecimentos de “Capitão América – Soldado Invernal” (2014) também contribuíram para a construção da trama do longa.

"Capitão América: Guerra Civil" leva ao cinemas um dos melhores arcos dos quadrinhos. (Foto: Divulgação)
“Capitão América: Guerra Civil” leva ao cinemas um dos melhores arcos dos quadrinhos. (Foto: Divulgação)

Os atores estão claramente mais à vontade em seus papéis. O Falcão e sua roupagem está sensacional e suas cenas de ação são muito bem coreografadas e ele mostra toda sua versatilidade com a armadura. A Feiticeira Escarlete é outra que elevou o potencial de seus poderes. O Pantera Negra (Chadwick Boseman) é bem construído e suas motivações são muito claras e é o melhor personagem. Apesar do filme se tratar de um tema sério os risos ficam a cargo do Homem-Formiga (Paul Rudd) e Homem-Aranha (Tom Holland), que tem cenas curtas, mas bem produzidas e com humor na medida certa.

O arco de toda construção da razão por trás do conflito de “Capitão América: Guerra Civil” e as motivações de cada herói de escolher um lado é bem explicado no início da trama. O motivo, como todos sabem, é o tradado de Sokovia que colocaria as Organizações das Nações Unidas como o organização controladora por trás dos Vingadores, mas no dia da reunião um atentado contra o prédio da ONU acontece e o principal suspeito é Bucky Barnes/Soldado Invernal (Sebastian Stan), que foge ao perceber que está sendo cassado. E o Capitão América, amigo pessoal do acusado, acredita em sua inocência e também entra no radar das autoridades e heróis que aderiram ao tratado, Viúva Negra (Scarlett Johansson), Máquina de Combate (Don Cheadle), Visão (Paul Bettany) e Homem de Ferro.

Cena clássica dos quadrinhos foi reproduzida no cinema. (Foto: Divulgação/© Marvel 2016)
Cena clássica dos quadrinhos foi reproduzida no cinema. (Foto: Divulgação/© Marvel 2016)

Em uma cena de perseguição (mostrada nos trailers) em que o Soldado Invernal é perseguido pelo Pantera Negra, Capitão América e Falcão, onde os “foras da lei” são presos pelo governo e é no decorrer da cena que conhecemos o Zemo (Daniel Brühl), não irei chamar de Barão pois no filme ele não mostra toda importância dele nos quadrinhos, mas pode vir a evoluir nos próximos longas.

Ao longo da história vamos vendo as lutas se desenrolando e temos uma surpresa no filme. E vemos as motivações para a batalha são cada vez mais claras, até chegar no aeroporto, onde os confrontos são bem coreografados e intensos. No arco final temos algumas reviravoltas que são importantes para o entender da trama.

No final temos um leve deslumbre de uma das nações mais importantes dos quadrinhos e dá a entender que ali ficará o QG da equipe do Capitão América, já que o rei T’Challa dá abrigo depois de se desculpar e prender o verdadeiro culpado pelo atentado a seu povo. Agora resta saber se no filme do Pantera Negra veremos o que sobrou dos Novos Vingadores ou se os veremos apenas quando Thanos anunciar sua chegada a terra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s