Livro de Shonda Rhimes chega ao Brasil pela Editora BestSeller

“O ano em que disse sim” é um relato sobre o ano em que a autora de Grey’s Anatomy e Scandal se propôs a dizer “sim” para tudo o que mais a assustava

Editora BestSeller lança "O Ano Em Que Disse Sim". (Foto: Divulgação)
Editora BestSeller lança “O Ano Em Que Disse Sim”. (Foto: Divulgação)

Ela é mãe de três filhas, roteirista, produtora, diretora, vencedora do Globo de Ouro e (quase) nunca fala “sim”. Shonda Rhimes é o nome por trás de séries consagradas: Grey’s Anatomy, Private Practice, Scandal e How To Get Away With Murder são alguns exemplos. Influente em Hollywood, a fundadora de ShondaLand, importante produtora de televisão norte americana, é uma pessoa introvertida que prefere manter-se afastada dos holofotes. Shonda não esconde o quanto é focada no trabalho e admite que tem ataques de pânico antes de qualquer entrevista.

Foi preciso o alerta (sem o sincero) de sua irmã para que Shonda decidisse mudar de postura. Durante o Dia de Ação de Graças, Delorse foi taxativa ao afirmar “Você nunca diz ‘sim’ para nada”. Segundo Shonda, estas seis palavras “soaram como uma granada” e a motivaram a repensar suas atitudes, o que gerou o projeto que dá nome ao livro.

“O ano em que disse sim” é um relato bem humorado sobre como uma das maiores roteiristas de Hollywood se comprometeu a enfrentar os seus maiores medos e dizer “sim” durante um ano. O resultado é uma obra pessoal e inspiradora sobre aceitação.

Logo nas primeiras páginas a roteirista alerta que não quer ser julgada “Não. Você não vai embarcar neste livro para me julgar. Não é assim que vamos começar esta jornada.”. Entre as várias situações embaraçosas pelas quais Shonda passou durante o tempo do projeto, ela revela, por exemplo, os bastidores de sua primeira entrevista noJimmy Kimmel Live, seu colega de emissora.  O programa, que foi gravado e não “ao vivo”, para minimizar o desconforto da roteirista, foi um sucesso porque Shonda mal precisou falar. Nas palavras de Rhimes: “O que estou fazendo (no programa)? 1) Sorrindo. 2) Tentando com muito afinco não olhar diretamente para a câmera. 3) Rindo das piadas de Jimmy. 4) Segurando uma taça muito grande enquanto Scott Foley me serve vinho. 5) Olhando diretamente para a câmera, embora me tivessem dito para não fazê-lo MUITO. 6) Rindo mais um pouco das piadas de Jimmy.”.

Escrever este livro também estava na lista das “inquietudes” de Shonda, e foi por isso que persistiu na ideia de lançá-lo. Estar confortável demais foi o pontapé inicial do “ano do sim” e através de cada afirmativa, Rhimes se obrigou a explorar, empoderar, aplaudir, amar e reconhecer o seu verdadeiro eu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s