Confira os cinco melhores destinos para mergulho

Com um bom condicionamento físico para nadar 200 metros e ficar por pelo menos 10 minutos boiando para praticar o mergulho livre, é possível aventurar-se em mergulhos nos principais destinos do planeta voltados para essa atividade. Além dos pré-requisitos citados, também é necessário tirar um certificado por meio da PADI (Professional Association of Drive Instructors) em quase todos os países do mundo. Veja os cinco melhores lugares elegidos pela agência de viagens ViajaNet para explorar o fundo do mar.

Honaunau-Napoopoo (Estados Unidos)

image016

Conhecida também como Two Step Beach, a praia fica no estado americano do Havaí. Ao invés de areia, sua base é formada por rochas vulcânicas. A profundida rasa varia de 10 a 25 pés e possibilita mergulhos sem o auxílio de grandes equipamentos. Com um simples snorkel – máscara de olhos e tubo de respiração – é possível enxergar a variedade de peixes e corais embaixo d’água.

Ilhabela (Brasil)

image017

Uma das principais ínsulas do litoral norte de São Paulo, Ilhabela possui 36 km de praias e algumas delas são verdadeiros points da prática. A Ilha das Cabras, a Praia de Castelhanos (foto) e a Praia do Julião, por exemplo, são indicadas para os mais experientes no mergulho livre. A Praia do Portinho e Praia da Feiticeira são perfeitas para os iniciantes do esporte, já que os arquipélagos ficam bem próximos da orla.

Tailândia

image018

O país, conhecido por belas praias, não decepciona quando o foco são as profundezas marítimas. Os novatos podem começar nas águas calmas e claras de Kho Tao (Ilha da Tartaruga), e aqueles que têm mais conhecimento sobre a atividade podem seguir pela Phuket, onde são encontrados tubarões, baleias e arraias no Ponto do Tubarão. As Ilhas Similan são pouco exploradas e habitadas por animais exóticos, por isso, pede mergulhadores mais experientes.

Nassau (Bahamas)

image019

A capital das Bahamas guarda verdadeiros tesouros no fundo do mar. Nassau traz uma proposta para os mais corajosos: antigas embarcações naufragadas. A fauna marinha também chama atenção dos curiosos que se encantam com as cores e belezas dos animais encontrados entre os destroços desses barcos.

Polinésia Francesa

image020

O território oferece opções paradisíacas para os entusiastas da atividade. Entre janeiro e fevereiro, por exemplo, é possível interagir com tubarões-napoleão, arraias e barracudas em Rangiroa. Quem visita Bora Bora tem a oportunidade de alimentar tubarões-lixa em águas cristalinas e mornas, que chegam até a 26ºC.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s