Como utilizar o papel de parede no décor do quarto do bebê

*Por Ellen Silveira

Decorar o quarto do bebê nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente se você é mamãe de primeira viagem. São inúmeros detalhes e muitas vezes não sabemos por onde começar.

Neste caso, a minha dica é priorizar o décor das paredes. Eu sempre opto pelos papéis de parede, já que garantem aconchego e conforto ao ambiente. Na maioria das vezes, o cliente nos sinaliza tons ou temas específicos e baseamos a escolha do item em cima desses pilares, já que sempre o tratamos como protagonista do projeto, buscando o conceito e estilo da decoração. Feito isso, escolhemos os móveis e os tecidos.

6f28e0f12ee9329306776af7b129a3ad_L.jpg
WVS Arquitetura dá dicas de como utilizar papel de parede no quarto do bebê. (Foto: Divulgação)

Se você ainda está em dúvida com relação às cores, priorize os matizes mais claros e suaves, como os pastéis, para proporcionar um cantinho tranquilo para o sono e dia a dia do bebê.

Hoje em dia é muito comum usarmos papéis em todo o quarto. Gosto da uniformidade que essa instalação traz ao cômodo, mas, caso resolva usar em uma parede específica, é importante escolher aquela de maior destaque, como a do berço ou da cama da babá.

Para que a aplicação do papel fique perfeita, é imprescindível que a superfície esteja nivelada. Caso a parede apresente ondulações, é necessário prepará-la com gesso ou massa corrida. Já nivelada, o próximo passo é passar um pano úmido para que fique limpa e livre de pó antes da aplicação.

Como existem várias estampas, texturas e padronagens para os papéis, é muito importante que ele seja aplicado por um profissional, que irá assessorar para que os desenhos e estampas sejam casados e que as emendas fiquem perfeitamente ajustadas, além de evitar o desperdício e compra desnecessária de material.

Para indicar a durabilidade do papel, deve-se ter certeza de que o local a ser colocado esteja livre de umidade, mofo, pó ou sujeira constante, pois isso fará com que ele desgrude e danifique facilmente. Outro cuidado que deve ser tomado é verificar se não existe infiltração ou se ele ficará exposto ao sol, pois isso ajuda a diminuir a vida útil do produto. Caso o local siga todos esses requisitos, a durabilidade deve ultrapassar os cinco anos, dependendo da qualidade.

Com as novas tecnologias investidas na fabricação deste tipo de revestimento, alguns chegam a durar até o dobro deste período. Os papéis de fibras naturais são mais delicados e não devem ser molhados. A limpeza deve ser feita somente com espanador ou aspirador de pó. Já os papéis vinílicos, tem uma durabilidade ainda maior. São fabricados em PVC e resistem à umidade e poeira, além de serem mais fáceis de limpar: apenas um pano úmido com detergente liquido é suficiente.

*Ellen Silveira é decoradora da WVS Arquitetura, sócia do arquiteto Dino Vasconcelos e colaboradora da Celina Dias Bebê.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s