Qual preço você pagaria para esquecer um namorado que acaba de perder?

Lançamento mistura fantasia urbana e realismo mágico em um fascinante drama que prende o leitor do início ao fim da obra

image003.jpgA garota que não queria lembrar se passa em um mundo muito parecido com o nosso, com uma grande diferença: é possível usar um feitiço para consertar qualquer coisa.

Contado a partir de quatro pontos de vista diferentes e com uma narrativa não linear, traz a história de jovens que têm que lidar com a verdade por trás da morte de um dos amigos e com as consequências da magia hekamista que os envolve desde crianças. As hekamistas são bruxas que podem preparar feitiços para ajudar quem está passando por dificuldades. Porém a magia têm consequências claras e um tanto imprevisíveis. Um feitiço desenvolvido para melhorar o desempenho em atividades físicas, por exemplo, pode prejudicar a parte acadêmica. A vida, é claro, funciona de forma semelhante e é precisamente nesse ponto que o livro se aproxima da realidade de forma poética e fascinante.

Após a morte do namorado, Ari recorre a um feitiço para apagar Win da memória. Mas esquecer o rapaz não é tão simples, ainda mais depois que Ari percebe que entre seus amigos, seu namorado e até ela mesma há segredos demais.

O romance navega entre passado e presente em uma narrativa que mistura amor, mistério e drama e, aos poucos, o livro vai desmanchando os estereótipos que, a princípio, o leitor possa ter criado.

Além disso, a obra se vale da premissa de que quanto mais poderoso o feitiço, piores os seus efeitos colaterais, para ressaltar, sem moralismo, que não há atalhos para superar as grandes dores da vida, não há solução milagrosa sem consequências, às vezes bem piores do que a dor original, para todos os envolvidos.

Anúncios

Vivenda do Camarão reúne opções de pratos para a Páscoa

Com preço acessível, restaurantes da rede são alternativas para quem quer praticidade na Semana Santa

A Vivenda do Camarão, pioneira e maior rede de franquias com pratos à base de camarão, peixes e frutos do mar do Brasil, reuniu excelentes opções de refeições para aqueles que buscam praticidade e comodidade durante o feriado da Páscoa. Além dos preços acessíveis, que são um dos atrativos da marca, nos restaurantes da rede é possível encontrar variedade de pratos saborosos, como bacalhau, trutas e massas que acompanham molhos com camarão, além de risotos, paella, strogonoff de camarão, moqueca, e bobó, atendendo todos os tipos de paladar.

e88foh.jpg
Bacalhau a Belle Meuniere. (Foto: Divulgação)

 

Arezzo lança coleção Monograma

Novos acessórios desembarcam em todas as lojas da rede pelo Brasil

Após anunciar a uber Gisele Bundchen como musa de sua campanha inverno 2017, dirigida por Giovanni Bianco, a Arezzo continua com novidades para as suas consumidoras.

308336_690640_00210_036_v3_web_.jpg
Arezzo apresenta nova coleção de bolsas. (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de reforçar ainda mais o seu DNA, a marca lança no final de março a sua coleção Monograma. Como grandes outras grifes internacionais, a Arezzo aposta nesta tendência para fortalecer a identidade visual de seus produtos.Destaque para os tênis com bordados, presentes no mood Vintage Fever, e para as bolsas que chegam em diversos shapes.

“Através de um dos elementos mais emblemáticos para uma marca, a bolsa, criamos um símbolo que representa Arezzo e que transmite os nossos valores através de uma peça. O círculo representa a eternidade, perfeição e comprometimento, pois não tem começo e nem fim. Eles são graciosos e suas curvas são vistas como feminino. E foi pensando em tudo isso que escolhemos o nosso elemento principal”, comenta Aneliza Paiva, responsável pela criação e desenvolvimento das bolsas da marca Arezzo.