“Maria e o caso das gravuras desaparecidas”: o futuro de João e Maria após a história dos Irmãos Grimm

image004.jpgAnos se passaram após aquele dia na floresta em que João e Maria foram induzidos a entrar na casa feita de doces da bruxa. Mas o reflexo desta experiência de “quase serem assados” ainda acompanha os irmãos. Por isso, João divide a sua vida entre uma ida à taberna e a permanência na cozinha. Por outro lado, apesar de não conseguir ficar muito tempo sem guloseimas, Maria, agora com 35 anos, seguiu em frente e tornou-se uma reconhecida detetive particular.

Quando algumas gravuras do famoso Albrecht Dürer desaparecem do apartamento do herdeiro do pintor, Maria é procurada para solucionar este mistério. A recompensa pode ser generosa, o que faz a detetive viajar às pressas para Nuremberg com seu irmão, promovido a ajudante.

Mas em meio a um festival gastronômico que promete movimentar toda a cidade, com um anfitrião expansivo demais e duendes ranzinzas, Maria precisará usar toda a sua inteligência para descobrir a verdade, já que nem tudo em Nuremberg é o que parece.

P.J. Brackston é o pseudônimo de Paula Brackston, autora de “A filha da feiticeira” e “A feiticeira do inverno”, ambos publicados pela Bertrand Brasil. “Maria e o caso das gravuras desaparecidas” chega às livrarias em julho.

P.J Brackston é mestre em Escrita Criativa pela Universidade Lancaster. Foi agente de viagens, secretária, professora de inglês e até pastora de cabras antes de se tornar escritora. P.J vive nas montanhas do País de Gales com seus filhos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s