Carnaval da Madeira: um show de cores no arquipélago português

Em fevereiro, a ilha se enche de brilho e música para um dos mais animados eventos

Celebrado entre os dias 7 e 18 de fevereiro, o Carnaval da Madeira enfeita toda a ilha com brilho, plumas e cores em animados desfiles pelas ruas de seus municípios. Com ambiente animado e muita música, a festa atrai visitantes do mundo inteiro ao arquipélago português.

Todo o espetáculo é uma fusão da tradicional festividade madeirense de máscaras e fantasias, com as influências carnavalescas do Brasil e seu ritmo mais popular: o samba. Durante todo o período, Funchal oferece folia de rua com shows de música e uma programação intensa e agitada para os visitantes.

Carnaval da Madeira (2) - Credito Turismo da Madeira.jpg
Carnaval agita a Ilha da Madeira. (Foto: Divulgação)

Na sexta-feira (9) acontece o desfile das crianças de diferentes escolas de Funchal, que utilizam máscaras confeccionadas por elas mesmas. Também neste dia, a energia de centenas de foliões da Associação de Desenvolvimento Comunitário do Funchal contagia o público pela Avenida Arriaga até o Jardim Municipal, onde se realiza um grande espetáculo. Ainda há uma festa em que homens se fantasiam de mulheres e vice-versa.

Na noite de sábado (10), a principal atração do Carnaval da Madeira é o desfile de carros alegóricos, que reúne milhares de foliões na Avenida do Mar e nas Comunidades Madeirenses. Entre veículos multicoloridos, passistas e bailarinos fantasiados fazem coreografias previamente ensaiadas e dançam ritmos contagiantes.

É na segunda-feira de Carnaval que se celebra a “Noite dos Hippies”, que convida os participantes a se fantasiarem com roupas e máscaras alusivas ao tema.

Nascido na Rua da Carreira, o Cortejo Trapalhão agora é realizado na Avenida do Mar na terça-feira, e lembra os blocos de rua promovidos no Brasil. Os participantes animados usam fantasias de diferentes personagens e com criatividade sem limites. Qualquer pessoa pode participar e é comum ver grupos de amigos por entre a multidão. Além disso, para aqueles que querem virar a noite na folia, algumas casas noturnas e hotéis também promovem festas temáticas para divertir visitantes e residentes desse pequeno paraíso português.

Parque Maeda deve reunir 900 pessoas em jantar dançante

Tradicional Noite do Sushi acontece no dia 3 de fevereiro; convites já estão à venda

Cerca de 900 pessoas são esperadas na tradicional Noite do Sushi, um jantar dançante realizado mensalmente pelo Parque Maeda, complexo turístico localizado em Itu, interior de São Paulo.

Noite do Sushi - Parque Maeda (3).jpg
Primeira Noite do Sushi, de 2018, deve reunir 900 pessoas no Maeda. (Foto: Divulgação)

O evento é realizado em parceria com a Acendi (Associação Cultural Esportiva Nikkey de Itu), e reserva saborosas experiências ao paladar. No cardápio, 20 tipos de sushi e 3 de sashimi, além de pratos quentes como risoto de camarão, salmão ao molho de alcaparras e camarão marinado.

Para acompanhar a culinária oriental serão servidos diversos tipos de salada, como salada verde, maionese, palmito, salpicão e vinagrete, além de arroz, lagarto ao molho demi-glace, canelone 4 queijos e pernil à pururuca.

Na pista, a música ficará por conta da Banda Estilo Marcado, com repertório variado. O jantar será servido das 20h às 22h e os convites já podem ser adquiridos no próprio parque. Visitantes vindos de outras cidades podem reservar seu convite pelo telefone (11) 2118-6200. O Parque também disponibiliza reserva de mesas para grupos acima de cinco pessoas.

Hospedagem

A Noite do Sushi recebe um público diversificado, vindo de todo o estado de São Paulo. Para que a viagem até a cidade de Itu seja tranquila e agradável, o Parque Maeda conta com um amplo espaço para hospedar os visitantes.

São 50 chalés com capacidade para sete pessoas, 32 chalés para casal e 33 apartamentos com capacidade para 3 pessoas. Cada chalé tem banheiro, TV e frigobar, além de roupas de cama e banho. A pousada serve um delicioso café da manhã e tem uma piscina privativa.

Mais informações sobre a hospedagem podem ser obtidas no site: http://www.parquemaeda.com.br/pousada.

Serviço – Noite do Sushi

Quando: 3 de fevereiro, das 20h às 22h.

Endereço: Parque Maeda – Rodovia Deputado Archimedes Lammoglia, km 18, Estrada Tapera Grande, Itu, SP.

Ingressos antecipados (até 28/01): R$60 por pessoa

Após 29/01, conforme disponibilidade: R$70 por pessoa

Bebidas e sobremesas serão cobradas à parte.

Cariocas da Sound Bullet trazem turnê nacional de disco para São Paulo

As bandas Lavolta e Robur também tocam no evento

A Rua Augusta é conhecida por abrigar e revelar diversas bandas importantes da cena, e no Augusta 339 não é diferente. No dia 03 de fevereiro, a Sound Bullet (RJ) é recebida pelas paulistas LAVOLTA e Robur, em uma noite feita para celebrar o rock independente. Os ingressos custam R$ 20 (dinheiro) e R$ 22 (cartão) e a classificação etária é livre.

Sound Bullet 2_crédito Pedro Guarilha.jpg
Sound Buleet se apresenta em São Paulo. (Foto: Pedro Guarilha)

Retornando a São Paulo, os cariocas da Sound Bullet tocam as canções do álbum “Terreno”, considerado um dos melhores discos de 2017 por diversas listas de blogs especializados. Músicas do trabalho de estreia e singles como “When it Goes Wrong” também estarão no setlist da apresentação. A banda é formada por Guilherme Gonzalez (guitarra e voz), Fred Mattos (contrabaixo e voz), Henrique Wuensch (guitarra) e Pedro Mesquita (bateria). A sonoridade contagiante do grupo ainda carrega influências que vão do post-punk revival e alternativo ao math rock.

Quem também se apresenta é a LAVOLTA, de São Bernardo do Campo, que tocam as músicas do trabalho mais recente, o EP “Karma” (2017) e o disco de estreia “Sublimar” (2016). A LAVOLTA é formada por Lorenzo Capelli (voz), João Pedro Cesar (guitarra), Marco Angelotti (baixo) e Enzo Pellegrino (bateria).

 

Completando a noite, o Robur é um duo de guitarra e bateria formado por Renato Perussi (guitarra e voz) e Lucas Cagliari (bateria). No repertório do show, as canções do EP “Vol.1”, como a canção “Até o Fim”, que ganhou clipe recentemente.

O Augusta 339 é um pub localizado na Consolação, na Rua Augusta, nº 339 e oferece ao público bandas e DJ’s para animar a noite.

Serviço

Sound Bullet + Lavolta + Robur

Data: 03/02/2018 (sábado)

Horário: 18h

Local: Augusta 339

Endereço: Rua Augusta, nº 339 – Consolação – São Paulo/SP

Ingressos: R$20 (dinheiro) l R$22 (cartão)

Classificação etária: Livre

Evento: https://www.facebook.com/events/1572697082778779/

DUNKIRK VOLTA AOS CINEMAS BRASILEIROS

Longa foi indicado em oito categorias do Oscar® e terá exibições especiais em salas de cinemas de São Paulo

Dunkirk, da Warner Bros. Pictures, está de volta em circuito especial na cidade de São Paulo de 25 a 31 de janeiro para celebrar as oito indicações ao Oscar®, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor. Essa é uma nova chance para o espectador assistir ao filme nas telonas, no formato em que foi pensado e realizado pelo diretor Christopher Nolan. A obra ultrapassou a marca dos R$ 14,5 milhões de reais em arrecadação e foi vista por mais de 792 mil pessoas em 2017.

De acordo com Nolan e Emma Thomas, produtora do filme, “é um momento emocionante ter o reconhecimento da Academia por esse trabalho e talento de tantas pessoas incríveis que trouxeram a história de Dunkirk para os cinemas. Mas, acima de tudo, essa conquista nos ajuda a acreditar que fizemos justiça para honrar todos aqueles cujas vidas foram afetadas pelos eventos reais ocorridos em Dunquerque, França”.

*Consulte programação dos cinemas para checar horários e salas

Heineken apresenta novo projeto de verão, Heineken Block, inspirado nos eventos de rua que dominam a cena de diversas capitais ao redor do mundo

A partir do dia 17 de fevereiro, sábado, a Heineken, cerveja Premium líder no mundo, apresenta seu o novo projeto de verão, Heineken Block, que ocupará a Vila dos Ingleses, no centro de São Paulo, que será aberta pela primeira vez para receber o público. O projeto é inspirado nas Block Parties, festas que ocupam as ruas de diversas cidades ao redor do mundo para celebrar a música, arte e o convívio em espaços públicos ao ar livre.

Heineken Block (1).png
Heineken Block abre as portas em São Paulo. (Foto: Divulgação)

Heineken Block faz parte da plataforma global da marca intitulada Cities, que tem o objetivo de inspirar os consumidores a desvendar os segredos de suas cidades e transformar de maneira positiva o espaço público. No Heineken Block, seis artistas que trazem em suas trajetórias intervenções urbanas serão convidados para ressignificar a Vila dos Ingleses.

 

“Com Heineken Block queremos convidar as pessoas a descobrir locais pouco explorados da cidade e inspirá-las a ocupar e transformar estes espaços”, afirma Vanessa Brandão, diretora da marca. “Há alguns anos, Heineken foi pioneira ao redescobrir os rooftops e, agora, apresenta ao consumidor brasileiro a tendência mundial de festas de rua como forma de aproveitar o verão ao ar livre na cidade”, conclui Vanessa.

A Vila dos Ingleses é um conjunto de 28 casas construídas entre 1915 e 1919 no centro de São Paulo para abrigar os engenheiros ingleses que trabalhavam na construção da Estação da Luz. Para receber o Heineken Block, a Vila ganhará uma série de intervenções artísticas, além de shows de diferentes vertentes, pensados como um recorte do que há de mais novo e diverso no cenário musical atual.

Idealizado e realizado pela Hands, o Heineken Block terá programação até 11 de março, sempre aos sábados e domingos, com acesso gratuito mediante cadastro na lista que será disponibilizada em breve no site do projeto. As informações sobre as festas e a lista também serão disponibilizadas na página do evento no Facebook.

Heineken Block @ Vila dos Ingleses
Local: Rua Mauá, s/n, Luz
Abertura para convidados: 17 de fevereiro, sábado, às 15h
Abertura para público: 18 de fevereiro, domingo, às 15h
Dias de funcionamento: sábados e domingos, até 11 de março

STEVEN SPIELBERG FALA SOBRE A CRIAÇÃO DO UNIVERSO DO FILME JOGADOR N°1

Dirigido por Spielberg, o longa tem estreia prevista para 29 de março

A Warner Bros. Pictures divulga novo vídeo (legendado) de Jogador Nº1, filme com estreia prevista para 29 de março. O autor do livro que inspirou o novo longa, Ernest Cline, fala sobre a influência dos filmes de Steven Spielberg na história e Spielberg comenta como foi encontrar a narrativa ideal para a nova produção de ficção científica. Em meio às falas, surgem imagens de longas que marcaram a carreira de Spielberg e cenas exclusivas de Jogador N°1.

Restaurante tem a cara do Nordeste. E por isso tem a cara de São Paulo também…

A casa traz o melhor da cozinha do Nordeste.  Nas noites de quinta a sábado e no almoço de sábados, domingos e feriados, há música ao vivo, para ouvir e dançar, em um salão anexo ao principal, onde há um charmoso palco em forma de sanfona. Praticamente toda a decoração do restaurante foi trazida do Nordeste

“Eu vou contar pra você como se come bem no Baião e, se não quiser ler todo o release, nas fotos preste atenção…”

Tudo bem, tudo bem, o verso (cordel?) que abre esse texto não é tão bom assim, mas a casa que apresentamos é:  Baião – Cozinha Nordestina! O novo restaurante fica à rua Traipu 91, tels: 4306-2078 e 4306-2082, em um ponto que já recebeu restaurantes como a “Pizza na Roça” e a “A Toca”.

a porção Combinado do Agreste é uma das mais pedidas da casa (3).jpg
Baião – Cozinha Nordestina traz comida da região. (Foto: Divulgação

A casa encanta os clientes logo ao primeiro contato.  Na entrada, há um enorme boneco de cangaceiro. Logo após, uma aconchegante sala de espera e um “quiosque”, onde uma “baiana legítima” faz o acarajé todos os dias, no almoço e no jantar, com exceção das noites de segunda-feira. Logo depois fica o salão principal, com capacidade para 120 pessoas e simpáticos garçons em trajes típicos do Nordeste. Um bar feito com pau a pique e telhas separa o salão principal de uma pista de dança, onde há um palco em forma de sanfona.

Da pista, é possível observar uma organizada cozinha-show. Há também algumas poucas mesinhas do lado de fora, na lateral da casa, e um jardim à frente, do lado direito da entrada, que representa o sonho do nordestino de que um dia exista água e verde em abundância nos nove estados da região. Embaixo, descendo uma bela e colorida escadaria que remete às ruas de Pipa, no Rio Grande do Norte, há outro salão (70 lugares), com cozinha independente, que por enquanto é utilizado para festas e eventos, e em datas especiais, como o Dia das Mães.

O proprietário da casa, José Lourenço dos Santos Júnior, 40 anos, o “Júnior”, é sócio, ao lado do pai (José Lourenço dos Santos, o “Seu Lourenço”), da tradicional pizzaria Paulino, nos endereços das ruas João Ramalho (Perdizes) e João Moura (Pinheiros).  Filho de alagoanos e apaixonado por comida regional, frequentou desde cedo os restaurantes nordestinos da Cidade e sempre teve, segundo conta, “o sonho de montar um restaurante com a comida do Nordeste em São Paulo”.

Antes de abrir o Baião viajou três vezes ao Nordeste para “comer em restaurantes famosos, como o Camarões, em Natal; Parraxaxá, no Recife, e Bodega do Sertão, em Maceió; mas também em pequenos estabelecimentos encontrados à beira do caminho, em cidadezinhas e à beira da praia”. Nas viagens adquiriu também, principalmente em Caruaru, em Pernambuco; e Trancoso, na Bahia, quase toda a decoração da casa, como o porta-guardanapos, que é um lindo carrinho de boi, as luminárias, os jogos americanos (ops!,nordestinos!) e as centenas de bonequinhos com personagens da região.  Destaque também para os nove cordéis que fazem referência a todos os estados da região:  Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, e para as fotografias de nordestinos famosos homenageados nas paredes do restaurante.

Agora, Júnior está em contato com as secretarias de Turismo e de Cultura dos estados do Nordeste para obter imagens – fotos e filmes – para passar permanentemente na TV do restaurante.

Um dos grandes destaques da casa é o já citado palco em forma de sanfona, homenagem ao seu pai e sócio na pizzaria. “Como ele é sanfoneiro e a música, além da gastronomia, sempre foram meus maiores elos com o Nordeste, esse palco foi uma forma de referência, respeito e agradecimento”, diz Júnior.

A casa abre de segundas às quartas-feiras, das 11h30 à meia-noite; às quintas, sextas e sábados, das 11h30 às 3h; e aos domingos e feriados das 11h30 às 18h. Ou seja: continua atendendo e servindo o almoço até às 18h. “Queremos ser uma boa alternativa para os paulistanos e turistas que não têm horários definidos para comer na Cidade”, afirma Júnior.  A música ao vivo acontece de quintas a sábados, das 21h às 3h, e aos sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h.  “A música é de qualidade, sempre nordestina, Forró Pé de Serra tocado em um salão separado e no tom adequado, para não atrapalhar quem está no salão principal e quer simplesmente conversar”, diz o proprietário do estabelecimento. Quando não estão os músicos, o som ambiente traz canções do Nordeste de qualidade, também no tom certo, de autores como Luiz Gonzaga, Alceu Valença e Dominguinhos.

Entre as opções do cardápio, destaque para o Acarajé (feito com massa de feijão, acompanhado de camarão, vatapá, caruru e vinagrete – R$ 15,50); a porção de mini acarajés (seis unidades com camarão, vatapá, caruru e vinagrete – R$ 38,50), os bolinhos (oito  unidades – como de macaxeira com carne de sol, por R$ 24,50; e de camarão; por R$ 28,50; e Maria Bonita e Lampião, com massa à base de macaxeira e recheio com queijo coalho, rapadura e pimenta biquinho, por R$ 24,50); Tapioca de carne seca com nata (R$ 13,50 individual); porções, como Carne de panela com farofa e pimenta biquinho, por R$ 25,00), Chips (de macaxeira, de batata doce ou de batata – R$ 10,50); Enrolado de linguiça (com banana da terra, crocante e molho da casa – R$ 25,00), Linguiça na Cachaça (com cebola roxa, tomate cereja, pimenta biquinho, azeitonas verdes, salsa e cebolinha – R$ 34,00) e Combinado do Agreste (carne de sol acebolada, linguiça apimentada, macaxeira frita e queijo coalho empanado e flambado na cachaça – R$ 65,00 – serve de três a quatro pessoas); Caldinhos, como de Mocotó (R$ 15,00), Sururu (R$ 14,00) e Feijão (R$ 11,00); Salada de Frutos do Mar (com cenoura, batatas, tomate, palmito, ervilhas, cebola e frutos do mar – R$ 55,00 para duas pessoas), Salada de Abóbora Assada com Ervas (mix de folhas, queijo coalho grelhado e castanhas do Pará – R$ 31,50 – serve duas pessoas), Cuscuz (carne de sol com queijo coalho, R$ 24,90; carne de sol com banana da terra, R$ 24,90; camarão, com molho de coco, R$ 26,80; vatapá, com camarão e vinagrete, R$ 25,80; e carne seca na nata, R$ 24,90); Galinha Caipira (acompanham arroz branco, pirão, mandioca, jerimum e batata doce – R$ 58,00 e R$ 32,00), Carne de sol com queijo coalho (acompanham arroz branco, feijão fradinho e farofa paçoca – R$ 90,00 e R$ 58,00 individual), Baião de Dois com carne de sol e queijo coalho (com macaxeira, jerimum e batata doce – R$ 79,00 para duas pessoas e R$ 48,00 individual; com filé mignon o valor é de R$ 95,00 e R$ 61,50),  Rabada (com polenta com agrião e arroz branco – R$ 50,00 para duas pessoas e R$ 32,00 individual), Dobradinha (com arroz branco, farofa e salada verde – R$ 47,00 para duas e R$ 30,00 individual), Buchada (com pirão e arroz– R$ 85,00 para duas pessoas e R$ 53,00 individual); Arrumadinho (feijão de corda, vinagrete, farofa e carne de sol – R$ 69,50 para duas pessoas e R$ 47,50 individual), Moqueca de Camarão e Peixe (acompanham arroz branco, pirão de peixe e farofa de dendê – R$ 150,00 para duas pessoas e R$ 91,00 individual), Bobó de Camarão (acompanham arroz branco, pirão de peixe e farofa de dendê – R$ 165,00 para duas pessoas e R$ 97,50 individual), Camarão no Coco (com arroz de manga e salada verde – R$ 160,00), Ensopado de Bode (acompanham arroz branco, legumes e farofa de dendê – R$ 85,00 para duas pessoas e R$ 40,0 individual); Bode na brasa (com arroz, farofa e feijão fradinho – R$ 90,00, para duas pessoas), Pintado enrolado na folha de bananeira na brasa (com farofa de banana, arroz branco e vinagrete – R$ 98,00 para duas pessoas) e o Peixe assado inteiro (com macaxeira cozida, arroz, feijão fradinho e vinagrete – R$ 130,00 para duas pessoas). Os pratos são muito bem servidos.

De segunda a sexta no almoço há opções de pratos executivos, diferentes a cada semana (com valores que variam entre R$ 21,90 e R$ 49,90. Com sobremesa (Quindim, Bolinho de chuva com doce de leite de rapadura e pera ao vinho, há um acréscimo de R$ 3,00), além dos pratos normais da casa. O cardápio executivo muda todos os meses.

Entre as bebidas, um muito bem tirado chope Brahma claro (R$ 7,70) e Black (R$ 9,50) em lindas canecas com o logo da casa (repare na original chopeira, que lembra a saia de uma baiana).  Muitas pessoas também pedem cervejas, que chegam em cumbucas com gelo. A boa Carta de Vinhos e Espumantes traz interessantes sugestões de harmonização com os pratos, petiscos e sobremesas. E todos os vinhos são produzidos no Nordeste do País, na região do Vale do Rio São Francisco. Destaque ainda para a Carta de Cachaças, com um bom número de sugestões produzidas no Nordeste, como a Rainha Paraibana, (R$ 8,00) da cidade de Bananeiras (na Paraíba, claro), a também paraibana Serra Limpa, de Duas Estradas (R$ 11,50) e a Gogó da Ema, de São Sebastião, Alagoas (R$ 12,80).  Há mais cachaças da Paraíba e de outros estados do Nordeste, como a Kariri Ouro (Barbalha, Ceará, R$ 7,00), Serra das Almas (Rio das Contas, Bahia, R$ 8,50), Mucuri Prata (Aracaju, Sergipe, R$ 3,50) e Carvalheira Ouro (Recife, Pernambuco, R$ 10,60), além de cachaças de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

            Entre as sobremesas, Mil Folhas de Tapioca (com doce de leite de rapadura e sorvete de cupuaçu, com telhado de banana doce – R$ 15,00;  Pudim de Tapioca (R$ 14,00), Torta de queijo coalho com calda de goiabada, R$ 13,50; Cocada branca cremosa (10,50), Banana Real (com massa de pastel, com banana da terra, salpicada com açúcar e canela – R$ 11,80); Ciranda do Baião (petit gateau, pudim de tapioca, churros com doce de leite de rapadura, ganache de chocolate e sorvete de cupuaçu – R$ 32,00 – serve de duas a três pessoas); e sorvete (tapioca, paçoca, abóbora com coco, rapadura e chocolate – R$ 8,50 uma bola e R$ 15,00 duas bolas).

Festa à Fantasia na Folia agita a criançada no Clube Esperia

Evento acontece na terça-feira (13) de Carnaval a partir das 14h

No dia 13 de fevereiro, terça-feira de Carnaval, a partir das 14h, o Clube Esperia, na zona norte de São Paulo, promove mais uma edição da sua famosa “Festa à Fantasia na Folia”. O evento é aberto ao público e promete muita diversão para os pequenos, que irão se esbaldar ao som das tradicionais marchinhas carnaval e muitas brincadeiras.

_MG_6859.JPG
Clube Espera realiza tradicional festa á fantasia. (Foto: Divulgação)

Este ano a festa chega com o tema “Super-Heróis” e repleta de atrações especiais. Personagens de desenhos infantis, DJ, brinquedos infláveis e a bateria mirim da Escola de Samba Unidos de Vila Maria vão encantar os pequenos foliões. Para repor as energias, uma praça de alimentação com opções incríveis e para deixar a festa ainda mais colorida e animada, a criançada pode soltar a imaginação e vir fantasiada.

“Nosso objetivo é promover entretenimento de qualidade para toda a família. Essa é uma festa que faz a alegria não só das crianças, mas dos adultos também. Por ser aberta ao público, os pequenos podem convidar amigos da escola, primos e coleguinhas e acabam se divertindo ainda mais”, comenta o Vice-Presidente Social, Vanderlei Nicoletti.

Os ingressos podem ser adquiridos através do site do Clube Esperia: http://portal.esperia.com.br/site/

Serviço:

Dia: 13 de fevereiro, terça-feira de Carnaval
Horário: das 14h às 18h
Local: Salão Social do Clube Esperia
Endereço: Av. Santos Dumont, 1313 – Santana – Zona Norte – São Paulo/SP
Telefone: (11) 2223-3335

Ingressos: http://portal.esperia.com.br/site/

Preços:

Crianças pagam a partir dos 2 anos

Associados: R$ 20,00
Não associados: R$ 30,00

Mesa 4 lugares (Convites não inclusos): R$ 60,00

As maravilhas do Centro de Portugal no inverno

Diversas atividades inesquecíveis aguardam quem deseja visitar a região nesta época do ano

Situado entre o norte e Lisboa, o Centro de Portugal encanta os visitantes por ser incrivelmente heterogêneo e possuir um inverno extremamente ameno, o que possibilita o turismo durante o ano inteiro.

Bacalhau Domes de Sá _ Créditos Divulgação .jpg
Gastronomia portuguesa é uma das melhores do mundo. (Foto: Divulgação)

Muitos dizem que o inverno é uma das melhores épocas para se visitar a região, pois os lugares estão mais vazios e dificilmente é preciso enfrentar filas para conhecer as principais atrações turísticas, o que pode otimizar bastante o tempo de viagem.

Durante os meses de baixa temporada, é possível conhecer os lugares em um ritmo diferente, permitindo que se tenha uma ideia melhor de como é a vida cotidiana ali.

Separamos algumas dicas de roteiro que ilustram porque o inverno do Centro de Portugal é um dos melhores do mundo:

Gastronomia

Dizem que viajar e comer é a combinação perfeita para o inverno, e esse destino português é o ideal para quem procura explorar localidades únicas e provar iguarias inesquecíveis.

A pluralidade do Centro de Portugal se reflete nos sabores que vão do mar às montanhas. Na costa, frutos do mar são os ingredientes principais de ensopados que não podem faltar em um jantar tradicional. O bacalhau, carro-chefe da gastronomia lusitana, também tem seu apreço nesta região, com seu lugar de honra em Ílhavo. O leitão à Bairrada, a vitela assada à moda de Lafões e os queijos amanteigados que aguçam os sentidos são apenas alguns destaques do seu leque de delícias.

Aldeias Históricas

As 12 Aldeias Históricas da região foram parte fundamental das defesas portuguesas nos tempos antigos e possuem uma grande ligação com a história do Brasil, como no caso de Belmonte, onde nasceu Pedro Álvares Cabral. Hoje, elas são um atrativo fascinante para uma verdadeira viagem no tempo.

Serra da Estrela

A Serra da Estrela é a cadeia montanhosa com a maior altitude de Portugal Continental, e encanta os turistas com suas belezas naturais, pequenos vilarejos históricos, gastronomia sem igual e parques que ostentam paisagens de tirar o fôlego. Porém, seu grande diferencial está no fato de abrigar a única estação de esqui do país.

A Estância de Ski – Serra da Estrela está situada em um dos pontos mais altos do país, onde a temperatura pode chegar a 20ºC negativos no inverno. As ofertas de atividades são variadas, fazendo a alegria tanto das famílias em uma viagem de lazer, quanto dos atletas profissionais que buscam desafiar seus limites.

Rotas do Vinho

Quem não gosta de degustar um bom vinho em dias frios? Com seus cenários inesquecíveis e patrimônio histórico sem igual, o Centro de Portugal oferece experiências exclusivas para os amantes dos vinhos. Aventure-se pelos roteiros vinícolas na Rota da Vinha e do Vinho do Oeste, a Bairrada ou a famosa região do Dão, onde se produz vinhos desde o século XII, realizando uma genuína experiência portuguesa.