Pantera Negra

Por Rodrigo Bocatti

Desde sua apresentação em “Capitão América – Guerra Civil”, todos os fãs ficaram ansiosos pelo filme solo do Pantera Negra e ele finalmente chegou. Fechando os filmes da Marvel Studios antes do lançamento de “Vingadores: Guerra Infinita”.

O longa se passa imediatamente após as consequências de Guerra Civil, com isso o T’Challa (Chadwick Boseman) tem que assumir o comando da nação de Wakanda como rei, já que seu pai foi morto. Porém, a inexperiência dele e o ritual do país o obrigam a aceitar o desafio de M’Baku pelo posto de rei, mas valido de sua honra, o atual rei não mata seu rival, fazendo-o se render.

pantera-negra-1515091042327_v2_900x506.jpg
Pantera Negra é o último filme da Marvel antes de Vingadores: Guerra Infinita. (Foto: 

Como rei e Pantera Negra, ele vista eus antepassados e aprender como ser um bom líder para sua nação. Como primeira tarefa ele decide interceptar uma venda de arma feita de Vibranium (metal encontrado em Wakanda), que Ulysses Klaue (Andy Serkis) iria fazer para o agente da CIA, Everett Ross (Martin Freeman). Mas antes, o rei visita o laboratório do país, comandado por sua irmã, Shuri (Letitia Wright) que apresenta melhorias no traje do herói e ainda brinca com o clássico “De Volta Para o Futuro”, quando apresenta um tênis que se adapta ao pé.

T’Challa junto com Nakia (Lupita Nyong’o) e a chefe das Dora Milaje, Okoye (Danai Gurira) estão no cassino observando a transação, mas a missão não é bem sucedida, já que Killmonger (Michael B. Jordan) e sua equipe conseguem resgatar o vilão, frustrando o conselho e W’Kabi (Daniel Kaluuya), que esperava que o monarca vingasse a morte de seus pais. Toda sequência, de luta no cassino e a perseguição nas ruas da Coreia do Sul é fantástica.

A reviravolta vem quando descobrimos que o verdadeiro vilão se mostra descendente de Wakanda e leva o corpo do Garra Sônica até W’Kabi, que é da tribo que protege as fronteiras do país. Com o apoio, ele reivindica o trono, desafio que é aceito por T’Challa.

Com reviravoltas, inimigos se tornando aliados e o início de uma guerra civil em Wakanda. T’Challa tem que reestabelecer a ordem e enfrentar seu passado para poder recuperar o trono. O filme tem um ar político e é um dos melhores da Marvel até hoje.

Nos pós-créditos vemos o Pantera Negra abrindo as fronteiras de Wakanda pra o mundo e compartilhando suas tecnologias e Vibranium. E também que Bucky Barnes (Sebastian Stan) recuperando suas memórias, mas sem seu braço biônico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s