Vinhos para o inverno: 5 características essenciais

Especialista da Grand Cru Campinas ressalta particulares indispensáveis para combinar os rótulos com as baixas temperaturas

Cada dia mais popular entre os brasileiros, o consumo do vinho cresce ainda mais na estação mais fria do ano. Especialista no assunto e sócio proprietário da Grand Cru Campinas, que tem lojas na Alameda do Parque D. Pedro e no Cambuí, André Dian explica o que observar na hora da escolha para não errar as harmonizações.

Conheça cinco características ideias para os vinhos no inverno. (Foto: Divulgação)

Dian defende que o melhor vinho é sempre aquele que, em primeiro lugar, combina com a comida e, em segundo, com o paladar do cliente. “Para os dias de inverno, os vinhos ideais são os mais estruturados, com bom corpo e, de preferência, boa passagem pela madeira para ganhar complexidade aromática. No entanto, temos que levar em consideração o gosto de cada um”, explica.

Saldão de Inverno: Até 65% OFF em vinhos + frete grátis para sul e sudeste

André apresenta as cinco principais características a serem consideradas e sugere rótulos que as contemplam:

1 – Estruturados: concentrados e muito bem elaborados, apresenta paladar com equilíbrio entre grau alcoólico, acidez e textura. Não está relacionado apenas com o sabor, mas com todas as condições necessárias para um vinho envelhecer bem;

Sugestão: Portugal – Pombal do Vesuvio 
Harmonização: cordeiro assado no forno, queijos meia cura e bacalhau à braz.

2 – Tanino: muito presente nos tintos, esse elemento proporciona uma textura marcante, seca e encorpada. Por auxiliar na longevidade, auxilia na conservação da bebida;

Sugestão: Argentina – Bramare Lujan Malbec 
Harmonização: cordeiro assado na brasa, stinco suíno, guisados, queijos duros, risoto de linguiça, fraldinha e massa com ragu de cogumelos.

3 – Acidez: responsável pelo sabor e frescor. Um exemplar com a acidez adequada estimula a salivação e a concentração do apreciador. É um dos elementos necessários para compreender a qualidade do produto;

Sugestão: Itália – Palazzo dela Torre 
Harmonização: risotos, espaguete à carbonara, cogumelos porcini e presunto parma.

4 – Aroma: a boa complexidade aromática está presente nos vinhos que tiveram uma passagem eficaz por madeira nova. É capaz de transmitir notas diferentes, como chocolate, baunilha, tabaco, couro e etc;

Sugestão: Espanha – Casajus Antiguos Viñedos
Harmonização: risoto de presunto cru, massa com ragu de cogumelos e picanha suína.

5 – Equilíbrio: rótulos equilibrados são os que conseguem reunir, ao mesmo tempo, todos os elementos anteriores, sem exagerar ou atenuar apenas um.

Sugestão: Chile – Sideral premium Blend 
Harmonização: carne vermelha grelhada ou lombo de porco com molho de ervas e alecrim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s