‘it – Capítulo 2″

Por Henrique Moita

27 anos se passaram e Pennywise está de volta a Derry. Será que o Clube dos Perdedores conseguirão deter o palhaço de vez?
“It: Capítulo 2”, traz a sequência do clássico de Stephen King, que fez um enorme sucesso.

Dessa vez, o filme se passa 27 anos após o primeiro, que é o tempo que a criatura Pennywise costuma “hibernar”, e o Clube dos Perdedores tem que voltar para a cidade de Derry para cumprir o juramento que fizeram, ainda quando crianças, que caso a criatura voltasse a aparecer, eles também voltariam para enfrentá-la.

A dúvida principal com relação ao filme é se conseguiriam manter o mesmo nível do seu antecessor e, na minha opinião, isso infelizmente não aconteceu.

Pennywise volta após 27 anos e quer vingança. (Foto: Divulgação)

Uma das coisas que eu mais tinha gostado no primeiro longa é o fato que você ficava o tempo inteiro tenso, não sabendo quando aconteceria aquele susto que os filmes do gênero proporcionam, e isso quase nunca ocorria. Já nesse segundo, houve um exagero enorme nesses “sustos”. Sendo eles cada vez mais óbvios, o que faz perder aquela tensão do filme.

Eu comparo a história de It como as histórias escritas pelo personagem de James McAvoy, o Bill. Uma história muito boa, com um final fraco. Mas isso não é culpa do roteiro e sim da obra original. Contudo, o filme tem algo bom a se destacar. E é a atuação.
Bill Skarsgård está maravilhosa mais uma vez no papel do palhaço Pennywise. Acho incrível o fato dele ter se negado a usar efeitos especiais para que seus olhos estivessem olhando em duas direções o tempo todo e ele mesmo aprendeu a fazer isso.

Os atores que interpretam os membros do Clube dos Perdedores também estão muito bem no filme. Você consegue ver claramente os personagens, antes apresentados como crianças, em suas versões adultas. Ajuda o fato de, fisicamente, eles terem ficado muito parecidos também. E o alívio cômico do filme continua na mão do personagem de Richie. E tanto Finn Wolfhard e Bill Hader fazem esse papel com maestria.

O filme também conta com um cameo de Stephen King, ao melhor estilo Stan Lee nos filmes da Marvel.

Em suma, It é um filme bom, porém, não tão bom quanto o primeiro no quesito tensão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s