‘TENET’

Por Henrique Moita

Quando você pensa que já viu de tudo em relação a viagens no tempo, somos apresentados a ‘Tenet’, novo filme de Christopher Nolan. E se tem Nolan na direção, é praticamente certeza que teremos um filme, no mínimo, bom. E com ‘Tenet’, não é diferente.

Mas qual é a proposta da viagem do tempo de ‘Tenet’? Ela é, teoricamente simples.

Imagine que você está assistindo aos famosos VHS, ou, como ficaram conhecidas, fitas de vídeo. Lembra quando tínhamos que usar a função de rebobinar para voltar a um determinado ponto do filme, ou até mesmo assistir novamente? Caso, você fizesse isso da maneira mais lenta, dava para ver as imagens de trás para frente, não é mesmo? É basicamente assim que as pessoas voltam no tempo em ‘Tenet’, como se estivessem rebobinando uma fita.

Porém como isso seria visto por outras pessoas? Esse justamente é a questão. Ficaria estranho não é mesmo? Para resolver isso, as pessoas, quando são “invertidas” (termo usado no filme para quem estaria “rebobinando”), tem que aprender a andar de um modo que, visualmente, para as outras pessoas pareça natural. E isso não é tarefa fácil. Ou pelo menos, não deveria ser…

‘Tenet’ chega aos cinemas. (Foto: divulgação)

Depois dessa “breve” explicação de como funciona a viagem no tempo, vamos ao enredo do filme. Nele, seguimos a história de um ex-agente da CIA, conhecido como O Protagonista (interpretado pelo filho do ator Denzel Washington, John David Washington), que é recrutado por uma organização secreta, para que possa impedir um possível apocalipse, causado por uma Terceira Guerra Mundial eminente. Para isso, ele deve achar pedaços de uma arma, que estão em posse de um renegado russo.

Obviamente, O Protagonista não está sozinho nessa missão e aqui ele é ajudado por Neil (interpretado por Robert Pattinson) durante toda sua jornada. E, para aqueles que ainda se prendem a Pattinson interpretado o “”””””vampiro”””””” Edward na saga ‘Crepúsculo’, esqueçam disso um pouco. Aqui já começamos a ver como ele tem sim capacidade para fazer outros filmes, inclusive os de ação e que o manto do próximo Batman, pode estar sim em boas mãos (não dá para cravar até assistirmos né).

Uma coisa que eu gostei bastante em ‘Tenet’ é que, quando eles tem que andar “invertidos” perto de civis, eles tomam o cuidado de parecer normais. Porém, quando não precisam disfarçar, eles conseguem usar essas imagens de pessoas invertidas até como tática para operações, por já saberem o tempo na qual as coisas vão acontecer (ou já aconteceram).

Em resumo, minha avaliação para esse filme seria 8,5/10. Ele é bom, intenso quando precisa ser, porém tem algumas pequenas forçadas de barra para que O Protagonista se destaque, como aprender MUITO rápido a controlar a inversão, ou até mesmo alguns plot-twists que, ao meu ver, já era um pouco óbvios logo na hora que ocorreram. Mas que Tenet será mais um sucesso para a carreira já consagrada de Nolan, isso é inegável.

2 comentários em “‘TENET’”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s