Uma noite de crime: Um novo ar para a franquia já batida

Por Gabriela Fontes

Franquia de Uma Noite de Crime ganha novo filme. (Foto: divulgação)

Ao falar sobre ‘Uma noite de crime’ é natural se lembrar da atmosfera que rodeia todos os filmes: a tensão durante o expurgo, a segurança falhando em defender os protagonistas e a urgência em sobreviver a noite mais perigosa do ano. Contudo, não é essa a intenção do novo filme. Seu cenário é diferente, rodeado de poeira, cavalos e os tão conhecidos chapéus de cowboys. Seus elementos compõem o clima do Texas, lugar onde a história é ambientada.

Seguindo a tradição das edições anteriores, autoridades parlamentares têm imunidade e não podem ser feridas durante o expurgo, é permitido o uso de armas de classe 4, serviços públicos e de emergência não funcionarão até as 7h da manhã do dia seguinte. Porém, diferente dos expurgos anteriores, esse não acaba quando o alarme ressoa anunciando o fim das 12h de agonia.

O longa mostra um país violento, sendo xenofóbico abertamente antes mesmo da noite de crime começar. Tudo parece ter voltado ao normal, até que seu ponto de virada acontece quando um repórter é assassinado ao vivo. O movimento #expurgoparasempre é mostrado como tendo dominado as redes sociais meses antes, incitando o ódio e levando a população a continuar o expurgo com o intuito de tornar a América boa de novo, limpando as ruas de qualquer um que destoe de seus ideais.

A forma de se salvar do caos é evidente desde o começo do filme, mas ao termos tantas informações jogadas em nossa face é difícil memorizar o que poderia ser feito. O cenário apocalíptico toma conta das ruas enquanto os protagonistas seguem até El Paso, tentando atravessar a fronteira para o México em busca de salvação.

Os personagens não são explorados como deveriam, suas motivações e histórias não são apresentadas de maneira clara. O enredo mostra as diferenças raciais entre seus protagonistas, assim como o discurso de um dos personagens ao dizer que “ser branco não torna ninguém melhor, mas cada um deveria permanecer em seu país”, porém pouco é explorado além disso. Em resumo, a receita dos filmes anteriores é repetida, porém sua história de superação torna a experiência razoável. Sem nenhuma novidade, apenas podemos esperar para ver se a franquia ganhará mais filmes com a mesma história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s