‘Casa Gucci’ – Envolvente do começo ao fim

Com boas atuações de Lady Gaga, Adam Driver e Al Pacino, o longa conta a história do crime que chocou o mundo da moda chega aos cinemas no próximo dia 25

Por Antonio Lemos

(Foto: divulgação)

Ao longo deste ano, assisti quase todos os estilos de filmes. Alguns me prenderam desde o início, outros foram aquém da expectativa e o restante valia pelo entretenimento com aquele “joinha”. ‘Casa Gucci’ faz parte daquela prateleira dos que me prenderam do início ao fim. Dirigido por Ridley Scott, o drama biográfico baseado no livro homônimo escrito por Sara Gay Forden, conta a história de Patrizia Reggiani e Maurizio Gucci desde o momento em que se conheceram no final da década de 1970 até o assassinato do empresário que abalou o mundo da moda no anos 1990.

Maurizio é interpretado por Adam Driver, que inicia a trama meio desligado sobre os negócios da família, capitaneada por seu pai, Rodolfo Gucci (Jeremy Irons), em parceria com seu irmão e sócio, Aldo Gucci (Al Pacino). Tímido e desajeitado, é fisgado amorosamente por Patrizia (Lady Gaga), que trabalha junto ao seu pai em uma empresa de transportes.

Cauteloso com a fortuna e o nome da família, Rodolfo não aprova o romance e deserda Maurizio, que passa a trabalhar com o pai da moça e obtém a independência, posteriormente acaba se casando. O detalhe é que nenhum Gucci aparece na cerimônia.

Até o momento, parecia que o amor de ambos seria um mar de rosas, mas, Patrizia tem outros planos, bastante arriscados para si mesma e para o marido. Tudo começa com a consulta telefônica com Pina, interpretada por Salma Hayek. As previsões da cartomante dizendo que uma montanha de dinheiro estava no caminho do casal fez virar a cabeça da morena.

Com a morte do sogro Rodolfo, ela tenta estabelecer um bom relacionamento com o tio Aldo. Com apenas dois herdeiros restantes para potencialmente assumir os negócios da família, o personagem de Al Pacino sabe que seu filho “idiota”, Paolo (Jared Leto), não é a melhor opção e Maurizio obviamente é o escolhido para manter o legado. No entanto, ele se torna um peão nas mãos de sua esposa cuja ambição não tem limites e logo os conflitos entre os dois começam a surgir.

Fica claro durante o longa que Patrizia nunca seria aceita como um membro da família Gucci, mas nada impede que faça de tudo para que o esposo alcance o topo nos negócios, graças às rasteiras dadas em Aldo e Paolo. Enquanto o tio é preso e condenado por sonegar impostos, o primo é acusado de quebrar os direitos autorais, e logo depois acabou vendendo suas ações. Para Patrizia, a dupla estava “afundando” o império e ninguém queria trabalhar para os Gucci.

Por conta dos conflitos e tentar livrar a empresa das dívidas milionárias, Maurizio e Patrizia se separam. A personagem de Gaga tenta de tudo para reconciliar, se humilha e quer fazer a vida do ex um inferno. Por meio de Pina, a morena contrata dois homens para fazer o “serviço”: matar Maurizio. Na manhã do dia 27 de março de 1995, o filho de Rodolfo foi assassinado, quando entrava em seu escritório. Dois anos depois, Patrizia acabou sendo presa e condenada por mandar eliminar o seu ex.

Se ‘Casa Gucci’ será indicado ao Oscar, são outros quinhentos, mas as atuações dos principais atores fazem que as quase 2h40min valham a pena. Lady Gaga como Patrizia é bastante caricata com seu sotaque italiano, o que faz com que o entrosamento com Adam Driver funcionasse bem. Aliás, parece que Gaga encontrou outro lugar para desfilar o seu talento além da música, já que em ‘Nasce uma Estrela’ (2018), sua apresentação tinha sido bastante elogiada a ponto de ser indicada ao prêmio máximo do cinema. Al Pacino, como Aldo Gucci, mostra aquele estilo italianão de falar, tipo Don Michael Corleone, de ‘O Poderoso Chefão’. Jared Leto como Paolo Gucci também mostra o lado cômico em querer ser livre e dono do seu próprio nariz. Devo confessar que demorei muito para reconhecê-lo, já que estava acostumado em assistir aos filmes nos quais interpretou o Coringa (‘Esquadrão Suicida’, ‘Aves de Rapina’ e ‘Liga da Justiça de Zack Snyder‘), além de ser vocalista da banda 30 Seconds to Mars.

Com muito glamour, ganância, loucura, morte e poder, ‘Casa Gucci’ chega aos cinemas no dia 25 de novembro, e para quem quiser conhecer sobre a história do crime que abalou o cenário da moda, o livro “Casa Gucci: Uma história de glamour, ganância, loucura e morte”, da Editora Seoman, é a grande pedida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s