Arquivo da categoria: Arquitetura e Design

Salas integradas são realçadas pela cor cinza

Mesmo que o cinza seja uma cor neutra, as salas integradas de 60 m² desse apartamento ganharam destaque. A moradora brincava com os arquitetos Priscila e Bernardo Tressino da PB Arquitetura, que não queria nada muito colorido, mas também nada marrom e bege.

A solução foi investir no cinza, conta Priscila. “Eu gosto desse contraste que o cinza cria entre parede, teto e o batente das portas”.

image001.jpg
Cinza realça salas integradas. (Foto: Divulgação)

Para serem diferentes do restante da paleta cinza, duas paredes foram marcadas. Uma com deco painel de madeira para fazer o trabalho 3D, juntamente com o espelho, e a outra, com o papel de parede sutil.

A mesa nesse formato foi escolhida devido ao “ar” mais convidativo. Priscila explica que, como é uma mesa de oito lugares, o formato grande dificulta a conversa entre os convidados, mas ao utilizar na forma de elipse ou redonda, o móvel ganha um visual mais aconchegante e agradável. “Nesse projeto, conseguimos utilizar esse formato, pois tínhamos uma metragem maior, porém quando o ambiente é pequeno, fica mais difícil”, aconselha.

Aberto às sugestões, os moradores exigiam um projeto clean e prático. Os arquitetos, então, utilizaram duas poltronas giratórias. Assim, as pessoas conseguem o movimento tanto para a sala de jantar quanto para a sala de estar, e a conversa flui melhor.

Para uma iluminação clean, foram utilizados spots embutidos, uma fita de Led no cortinero entre a sala e o terraço, e um pendente para a mesa de jantar.

Já, o tapete de patchwork com fundo vermelho foi um paradigma quebrado, brinca Priscila. “Os clientes foram resistentes no começo, mas depois adoraram o resultado da combinação do cinza e vermelho do tapete”, ressalta.

Em outra sala a televisão ganhou espaço, porém nessa os moradores preferiram algo mais intimista. Segundo os arquitetos, isso não é tão comum pois geralmente as plantas dos apartamentos são reduzidas.

Salas integradas onde o cinza trouxe aconchego e sofisticação.

Anúncios

Apartamento moderno tem quarto geek para mãe e filho

Priscila e Bernardo Tressino da PB Arquitetura equilibraram gostos e tendências

Apaixonados pelo mundo geek, mãe e filho moram em um apartamento de 85 m², em São Caetano do Sul. Para a reforma, o trabalho dos arquitetos Priscila e Bernardo Tressino da PB Arquitetura foi, então, colocar tendências modernas e montar um quarto “nerd” para os moradores.

Ter um cômodo que levasse a cor vermelha era um dos desejos da moradora, mas ela também tinha medo de que o tom fosse pesado demais. Assim, os arquitetos decidiram investir no vermelho para a cozinha, um ambiente não tão visível e que teve o equilíbrio do branco e do preto.

image001.jpg
PB Arquitetura realiza projeto de quarto geek. (Foto: Divulgação)

Bernardo explica que os pendentes de lâmpada de filamento de carbono realçaram ainda mais a cozinha moderna, visto que eles podem ser observados da sala também. Já a sala ganhou mais amplitude visual com o coringa “espelho” e um papel de parede neutro com muito brilho.

A bancada também recebeu mais cadeiras. “A ideia é de que a sala conseguisse comportar o maior número de pessoas, pois os moradores adoram receber visitas”, conta Priscila.

Sem se preocupar com a churrasqueira, a ideia da moradora era fazer da varanda gourmet um “cantinho do vinho”, já que o churrasco sempre ficaria em segundo plano. Para isso, os arquitetos providenciaram um banco de demolição, uma mesa de centro também de demolição, e um piso que mais se parece um tapete.

Outro cantinho especial é o quarto geek. Personagens de desenhos e filmes foram parar nas estantes e nichos desse quarto. A traseira de um Cadllac se transformou em poltronas, a cabine de telefone e a coruja do Harry Potter também fazem parte do cômodo.

Para mais um quarto, a divisória de draywall deu lugar a um closet, mesmo com a pouca metragem do ambiente. Priscila afirma que o papel de parede forte 3D que conseguiu dar destaque, seguindo a linha moderna de todo o apartamento.

O quarto do filho de 11 anos, que se aventura sendo youtuber, precisou de mais espaço para gravações de dicas de vídeo game. A solução encontrada pelos arquitetos foi de elevar a cama, a escrivaninha ficou logo abaixo. E ainda o menino consegue mostrar um visual legal para a câmara, o desenho de um lobo no armário.

Um apartamento que transparece os gostos dos moradores sem deixar de lado as tendências atuais.

Square Foot lança tapetes em tons claros e modelagem leves

A Square Foot, grife de tapetes comandada há 15 anos pela designer Lina Miranda, lança tapetes em tons claros e modelagem leves e confortáveis, perfeitos para qualquer ambiente, tanto casual quanto moderno. Os tapetes apresentam especialização em modelos Tibetanos e Dhurries, com desenhos, texturas e cores superatuais, dando um toque sofisticado em diferentes ambientes.

imagem_release_1208937.jpg
Square Foot lança tapetes. (Foto: Divulgação)

Todo o processo de fabricação da Square Foot é artesanal, e a grife ainda se destaca por seu atendimento exclusivo e personalizado, dando suporte e consultoria aos seus clientes.

Para acompanhar as novidades, siga a marca de tapetes no instagram, @squarefootlm.

K&G DÁ DICAS PARA DECORAR A PAREDE ATRÁS DA CABECEIRA DA CAMA COM PAPÉIS DE PAREDE E PAINÉIS FOTOGRÁFICOS

Para atualizar o dormitório não são necessários investimentos altos e nem grandes reformas, uma dica é adornar a parede atrás da cama

Você quer mudar a decoração do quarto e tem espaço atrás da cabeceira da cama que ainda está em branco, mas não tem certeza do que colocar lá? Para ajudá-lo com inspirações, a K&G Papel de Parede e Decorações sugere papéis e painéis fotográficos para criar uma parede divertida, clássica ou ousada para uma atualização rápida nas paredes atrás das camas, sejam elas com cabeceira ou não.

image048.jpg

Algumas pessoas gostam de contrastes e são atraídas pela ideia de colocar um papel de parede de cor ou estampa mais forte e audaciosa no quarto, mas temem que seja “excessivo”, para esses casos, decorar somente a parede atrás da cama com algo mais vibrante é uma maneira de satisfazer essa preocupação com equilíbrio. As demais paredes, basta deixá-las com cores mais neutras que a combinação será perfeita.

Uma vez que o foco principal em um quarto geralmente é a cama, embelezar a parede atrás dela ajudará a enfatizar essa área específica, e esse cantinho da casa pode ser transformado com imagens de animais, desenhos geométricos, listras, arabescos, imagens em 3D como tijolos, cascas de árvores, etc. Por isso, se você é criativo, o uso do papel de parede ou do painel fotográfico pode ir muito além do óbvio.

Se achar que o cômodo não tem um toque de calor insira estampas semelhantes à madeira, este padrão também possibilita, de certa forma, uma atmosfera de calmaria e isolamento que convida ao relaxamento.

Butzke apresenta sua primeira linha infantil

A linha “Alpina” é assinada pelo jovem designer curitibano Paulo Ferraz

Uma relação secular com a madeira, caracterizada por um grande know how na fabricação de móveis para área externa. Os móveis da Butzke carregam muito da história do mobiliário brasileiro, com criações de alguns dos designers mais premiados do país, entre eles Carlos Motta, Arthur Casas, Zanini de Zanine e Fabricio Roncca. Agora, a empresa, de Timbó (SC), acaba de apresentar sua primeira linha infantil, lançada oficialmente na ABIMAD 2018, realizada na última semana, entre os dias 30 de janeiro e 02 de fevereiro.

Alpina.jpg
Butzke apresenta linha de móveis infantis. (Foto: Divulgação)

Com o nome de “Alpina”, a linha infantil é a assinada pelo jovem designer curitibano Paulo Ferraz, de 26 anos. De acordo com o profissional, a inspiração veio após uma viagem aos alpes italianos. “Fiquei encantado com as inúmeras mesas de piquenique da região. A maioria delas eram rústicas e improvisadas, porém muito funcionais. Aquilo ficou gravado em minha memória”, explica Ferraz. Meses depois surgiu a oportunidade de projetar para a Butzke. “O Michel Otte, diretor da marca, pediu eu desenhasse algo no seguimento infantil por ser uma área em que eu já vinha projetando. Foi aí que liguei as coisas”, detalha.

Durante o processo de desenvolvimento o designer percebeu a oportunidade de debater um tema recente. As crianças nunca estiveram tanto tempo dentro de casa. Atualmente, existe a dificuldade em saber qual o limite do uso de dispositivos digitais e do estilo de vida indoor. Essa visão mudou a essência do projeto. Passamos a buscar algo vibrante, que despertasse os sentidos e que convidasse a tocar e interagir. Com a ‘Alpina’, quero dar motivos para que as crianças curtam momentos especiais fora de casa, deixando um pouco de lado o estilo de vida indoor”, comenta o designer.

A linha “Alpina” é composta por mesa, banco com encosto e banco sem encosto.  As peças foram fabricas somente com madeiras certificadas, e estão disponíveis em diversas cores e acabamentos. “Conseguimos desenvolver uma linha muito bonita e extremamente funcional. A montagem não necessita de ferramentas e é superintuitiva. A ‘Alpina’ também é muito segura para as crianças e traz todos os selos de sustentabilidade da Butzke”, detalha o designer. 

Jovem talento

Com apenas 26 anos, o designer Paulo Ferraz ganhou destaque internacional no ano passado após ser convidado para participar do Salão Internacional do Móvel de Milão 2017, na Itália. Na ocasião, o profissional expôs a “Picolézinho”, cadeira que reinterpreta o prendedor de bolsa na forma de um picolé mordido.

“O mobiliário infantil entrou na minha vida de um jeito interessante. Demorei um certo tempo para perceber que os meus melhores projetos eram na verdade móveis infantis. Ultimamente tenho focado mais neste seguimento, é verdade. Porém não pretendo me restringir até porque muitas oportunidades estão surgindo ”, completa Paulo Ferraz.

A linha “Alpina” da Butzke, assinada por Paulo Ferraz, está disponível em lojas de móveis e decoração espalhadas por todo Brasil. Mais informações pelo telefone (47) 3312-4000 ou nos sites http://www.butzke.com.br e http://www.ferrazpaulo.com.br.

Arquiteta Carmem Avila ensina como utilizar diferentes tons de madeiras em um ambiente

A profissional destaca o seu uso tanto para ambientes residenciais, como corporativos

A madeira é conhecida por agregar conforto aos ambientes e continua a ser um dos elementos muito utilizado na decoração de interiores. Versátil e clássico, a madeira pode escurecer ou iluminar um ambiente, trazer um clima moderno ou rústico, além de apresentar tons e texturas diferentes.

barao_itapetininga13.JPG
Carmen Avila ensina como utilizar a madeira nos ambientes. (Foto: Divulgação)

Para Carmem Avila, do escritório Carmem Avila Arquitetura, não é necessário optar por apenas um tipo específico de madeira no décor. Acostumada a realizar a mescla em seus projetos – tanto comerciais, corporativos ou residenciais, a arquiteta ressalta a necessidade de trazer um olhar atento para a combinação e seguir algumas precauções visando não sobrecarregar os ambientes. A seguir, as dicas elencadas por ela para trabalhar o mix com esse importante elemento da natureza.

·         Evite o excesso de texturas

 “Para um ambiente onde a madeira estará presente em grande escala é importante dosar as texturas com elementos de superfícies neutras e uniformes” explica Carmen. 

·         Composição piso e paredes

A arquiteta explica que é possível trazer a harmonia para a utilização da madeira tanto no piso como também nas paredes. Para equilibrar a composição, o segredo é pensar em paredes ou outras superfícies lisas. “Por exemplo, um piso de tacos em palito Ipê e uma das paredes também no mesmo material, podem ser acompanhados por superfícies brancas ou off-white”, destaca.

·         Madeira na cozinha

A aplicação de madeira na marcenaria da cozinha deve ser combinadas com o piso neutro e bancadas uniformes. “Inox, pedras sintéticas ou Corian são materiais que harmonizam com o elemento. Dessa forma, nada impede trazer para a cozinha banquetas de madeira em outro tom, pois as grandes superfícies já equilibram as texturas”, acrescenta Carmem.

·         Composição piso de madeira e móveis de madeira natural

A arquiteta sempre aposta e considera interesse esse tipo de combinação, pois a diversidade de tons da madeira valoriza a leitura do ambiente entre as diferenças das espécies. “Neste caso, é importante que tapetes, estofados, almofadas, papéis de parede ou os objetos decorativos sejam de uma única cor e com pouca ou nenhuma estampa”, indica.

·         Madeira maciça e imitações de madeira

Atenção na mistura de madeiras maciças com imitações. “É importante tomar esse cuidado, pois muitas vezes, a madeira natural pode desvalorizar a peça industrial e vice-versa”, alerta a profissional.

 

Por fim, tenha em mãos amostras dos materiais que pretende instalar em um mesmo ambiente. “Esse recurso facilita a definição dos demais elementos do espaço”, finaliza Carmem.

Cortinas de renda fazem sucesso nos casamentos ao ar livre

Muitos noivos sonham em casar ao ar livre, seja no campo, na praia, numa fazenda, e a decoração da festa é sempre um dos pontos-chave para o grande dia, seja simples, moderna, rústica, chic, temática, as cortinas de renda são o top de decoração para enfeitar e fazem sucesso com todos os estilos. É por causa do clima leve e romântico que muitas noivas optam por casamentos em cenários mais naturais com uma cerimônia diferente e criativa.

Os tons das cortinas de renda suaves prevalecem e dão um aspecto refinado, como a cor branca ou marfim, que valorizam a decoração e agregam charme ao espaço, destacando com o verde da natureza.

ViewImage (3).jpg
Cortinas enfeitam o salão de casamento. (Foto: Divulgação)

As cortinas de renda, além de criar um elemento autêntico à decoração, podem estar presas por fios de nylon ou fitas de cetim. Colocadas em lugar estratégico, como atrás do altar decorado trazem muito encanto e deixam o cenário propício para as fotos com a família e amigos.

E os noivos que optam por fazer uma festa noturna ao ar livre, podem investir numa decoração um pouco mais sofisticada, escolhendo o estilo Rústico Chic. No local, vale abusar dos grandes lustres e cadeiras e mesas requintadas com toalhas de mesa de renda nas cores vermelha ou branca com desenhos de flores da Interlar,que traduzem muito requinte. Assim, a composição da mesa ganha em beleza e sensibilidade.

Por isso, a cortina de renda é uma boa alternativa, pois ajuda a resgatar o clássico dos casamentos tradicionais e equilibra com o estilo rústico do mobiliário dando um efeito incrível.

Casa nova pede decoração especial

Casamento significa vida nova. É hora de organizar a casa e montar o enxoval. O importante é não deixar tudo para a última hora, assim dá tempo para escolher os itens que serão comprados, combinar os objetos com a decoração e evitar imprevistos próximos à data.

Na sala, um dos itens mais charmosos é a cortina e a que está em alta é a rendada, proporcionando um ar romântico ao ambiente, como as que se inspiram na Renda Portuguesa, em que os fios são entrelaçados, dando um toque leve e delicado. E para deixar as cortinas ainda mais bonitas, a Interlar comprou um software alemão específico para os desenhos.

Já para compor a decoração da cozinha, uma boa pedida também são as de renda. Essas peças são 100% poliéster, com acabamento em ilhós cromado, podem ser com ou sem forro, garantindo um lindo caimento e não tem o problema de encolher. Nas cores branca e marfim ampliam e clareiam os espaços, além de combinar com itens estampados. Um passo fundamental é escolher cortinas de qualidade, para que durem bastante.

As cortinas de renda são lindas para decorar a festa de casamento e para a  casa dos noivos, afinal beleza é essencial até na decoração!

Beleza suspensa

Os lustres impactantes estão de volta ao décor, com a vocação de serem os protagonistas dos ambientes. Eles podem ser destaque tanto em ambientes residenciais, como corporativos

Os lustres estão com tudo na decoração, principalmente os mais impactantes que se destacam no ambiente. É preciso, porém, saber como harmonizar o restante do décor para que o layout não fique sobrecarregado.

Segundo a arquiteta e designer de ambientes Gislene Lopes, para o lustre ser o protagonista é necessário que o ambiente seja limpo e sem excessos. Dessa forma, ele terá o seu devido destaque. “É importante, também, estar ciente do efeito de iluminação do lustre a ser utilizado para que o restante da iluminação trabalhe em conjunto com ele. Em ambientes maiores, com vãos sem muitos elementos como, por exemplo, um hall de edifício ou pé-direito duplo, pode-se aproveitar ainda mais o espaço para criar o cenário perfeito para a colocação de um lustre diferenciado”, explica.

Segundo Gislene Lopes é muito importante ficar atento a proporção do lustre em relação à mesa para não criar um desconforto visual. (Foto: Jomar Bragança)

Um lustre imponente deve ser inserido na decoração com seus devidos cuidados para que não polua visualmente o ambiente. E, vale ressaltar, que as regras atuais não são mais as mesmas de antigamente, dando mais liberdade para a composição do layout. “O lustre na sala de jantar antes era um elemento que não podia faltar e ficava sempre centralizado em relação à mesa. Hoje, já não existe mais tanta regra para isso. Deve-se, no entanto, estar atento à sua posição e tamanho para não prejudicar as circulações e nem perder a proporção dele em relação à mesa e também aos outros móveis”, revela Gislene.

Vale ressaltar ainda, que não é somente no layout residencial que os lustres mais arrojados podem ser inseridos. De acordo com a designer de ambientes Laura Santos, os ambientes corporativos também têm espaço para eles. Em seu projeto para a Casa Cor Rio 2017, o “Network Living”, a profissional inseriu um elegante e impactante lustre. “A ideia principal da criação do ‘Network living’ é um ambiente de estar em um ambiente trabalho, uma questão que está em voga nos dias atuais, com o foco cada vez maior no bem-estar dos profissionais. Com isso, trago para o corporativo, tendências atuais do décor residencial, como o lustre impactante, que se encaixa perfeitamente em quaisquer dos dois estilos de ambientes”, relata.

Para a designer, a decoração dos ambientes corporativos atualmente está mais acolhedora e trazendo melhorias para o desempenho dos profissionais. E, a iluminação, é um dos pontos principais para a eficácia de um ambiente de trabalho. “Aqueles ambientes sisudos, frios, estão dando cada vez mais espaço para espaços aconchegantes, com toque de casa. No espaço corporativo, o projeto luminotécnico merece uma atenção especial, assim como fiz com este meu ambiente para a Casa Cor Rio. O lustre, por exemplo, traz mais requinte à composição do layout e traz a sensação de estar em casa”, afirma.

Gislene Lopes lembra que é preciso estar atento à principal funcionalidade do lustre, a de iluminar o ambiente. Toda a iluminação do espaço deve ser respeitada e bem harmonizada para que não haja discrepâncias no projeto. “Ao usar um lustre com iluminação mais expressiva, é necessário ter atenção com o restante da iluminação para não tirar o efeito proposto pelo lustre utilizado. Deve-se concentrar a iluminação em pontos estratégicos e trabalhar em conjunto com o lustre e escolher o efeito de acordo com o conceito e proposta de todo o projeto. Um projeto luminotécnico bem feito é fundamental para garantir a escolha correta do lustre e sua posição”, encerra.

SHOPPING METRÔ TUCURUVI OFERECE VIAGEM CULTURAL NA FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO E DECORAÇÃO

Interart reúne peças de 10 países e três regiões diferentes do Brasil, com exposição e venda de produtos

 Quem gosta de conhecer hábitos e costumes de outros países deve visitar o Shopping Metrô Tucuruvi nas próximas semanas. A Feira Internacional de Artesanato e Decoração (Interart) chega ao shopping center com peças exclusivas e pratos típicos produzidos por artistas e cozinheiros nativos de 10 países, além de estados brasileiros como Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A mostra cultural acontece entre os dias 20 de outubro e 15 de novembro, na Praça de Eventos do Piso Plataforma, e tem entrada gratuita.

SMT_Interart (31).jpeg
Shopping Metrô Tucuruvi realiza feira internacional de artesanato e decoração. (Foto: Divulgação)

“Os visitantes terão uma experiência cheia de aprendizado e poderão trocar conhecimento com os artistas. Pinturas, esculturas, tecidos e os pratos típicos de diferentes continentes compõem as 360 opções da feira”, convida Laís Marques, gerente de Marketing do Shopping Metrô Tucuruvi.

“O evento tem a proposta de engajar o público com a arte e a história de cada região representadas pelas peças expostas e comercializadas”, detalha Osvaldo de Almeida Jr., diretor de Comunicação da Interart.

O espaço asiático traz xales, lenços, pashminas, almofadas e roupas indianas, em conjunto com os itens importados do Emirados Árabes e do Paquistão. A Indonésia representa dois continentes, a Ásia e a Oceania, que conta também com as pérolas e corais em colares, pulseiras e anéis da Polinésia Francesa.

As manifestações artísticas do Senegal e Quênia exibem cores e costumes das tribos africanas com pinturas, máscaras, esculturas e estampas batik, técnica de desenho que utiliza cera quente antes de tingir o tecido. A República Tcheca, país de origem da cerveja pilsen, dá um toque de sofisticação ao evento com peças de cristais e pedras de zircônia.

O estande América traz as tradições da Argentina, Equador, Peru e Brasil. Talhas em madeira, miniaturas coloridas em cerâmica, bolsas, chapéus, azeites, pêssegos e os deliciosos alfajores são as dicas para quem pensa em levar uma recordação para casa.

Feira Internacional de Artesanato e Decoração

Data: até 15 de novembro

Horário: segunda-feira a sábado, das 10h às 22h, domingo e feriado, das 14h às 20h

Local: Praça de Eventos, Piso Plataforma – Shopping Metrô Tucuruvi

Endereço: Av. Dr Antonio Maria Laet, 566 – Tucuruvi – São Paulo

Entrada: Gratuita

Cerâmica Atlas apresenta nova coleção com texturas e nuances inspiradas em pedras e tijolos

14 novos revestimentos cerâmicos com impressão em alta definição permitem personalizar ambientes internos e externos com beleza e praticidade

Opção imbatível para quem busca beleza e praticidade, os revestimentos com texturas e nuances inspiradas em pedras e tijolos vêm ganhando cada vez mais força em projetos residenciais e corporativos. Alinhada com esta tendência, a Cerâmica Atlas, referência nacional em pastilhas e revestimentos, apresenta uma nova safra de peças cerâmicas com o visual de tijolos aparentes, mármores e pedras.
ViewImage.jpg
Peça Fiji, no formato 12 cm x 24 cm, é um dos destaques da nova coleção (Foto: Guilherme Gongra)
Para proporcionar uma aparência tão fidedigna ao revestimento, a Atlas aposta na impressão em alta resolução. Após a preparação da massa, as peças recebem em sua superfície um acabamento impresso a partir de imagens transmitidas via computador à máquina-impressora. Isso permite reproduzir detalhes como veios, texturas e variações de tonalidade muito próximas aos apresentados pelos materiais naturais, além de permitir à Atlas estabelecer uma base infinita para exercer sua criatividade em novas peças ou fabricar materiais sob encomenda, o que eleva o potencial produtivo a um nível inédito na cinquentenária história da empresa.
No intuito de oferecer soluções completas para diferentes tipos de espaços, os novos revestimentos permitem personalizar fachadas, ambientes internos e externos, inclusive piscinas, com excelente custo-benefício, pois dispensa os cuidados exigidos pelos materiais naturais, seja na aplicação ou na manutenção, além de apresentar uma maior durabilidade do que estes materiais, reforçada pela pequena absorção de água do material cerâmico (entre 3 e 6%).
As peças também oferecem diferentes opções de combinações e paginação, com as variações em junta reta (sob encomenda, mediante consulta), amarrada e à granel. Um exemplo da variedade de opções é a referência Fiji, cujo visual que remete ao da pedra natural e que pode ser encontrada nos formatos 10 x 10 cm ou 12 x 24 cm.