Arquivo da categoria: Arquitetura e Design

PARANATEX SE INSPIRA NO DESERTO E TRAZ ESTAMPA DE CACTOS PARA DECORAÇÃO DE INTERIORES

A empresa aposta no padrão botânico como tendência no décor na coleção Magna Casa lançada recentemente e feita em 100% algodão com acabamento semi-impermeável Easy Clean

A decoração inspirada no deserto comemora a força da natureza que moldou o mundo fora de nossas portas e muitas pessoas desejam trazer essa beleza majestosa para dentro de casa. Então, uma dica é usar os tecidos de decoração da Paranatex Têxtilcom estampas divertidas de cactos da coleção Magna Casa com acabamento Easy Clean, obtido por meio de um tratamento especial que confere uma cobertura semi-impermeável, o qual protege as fibras de possíveis manchas.

ViewImage (2).jpg
Paranatex apresenta novos tecidos com cactos. (Foto: Divulgação)

Os cactos são vistos em algumas culturas como símbolo de amor incondicional, porque mesmo em condições difíceis ele prospera. E por ser um tipo de planta que possui capacidade de armazenar água simboliza também o “tesouro escondido”, bem como a resistência e a capacidade de se adaptar a situações e ambientes, pois sobrevive em habitats extremamente quentes e secos.

Com os tecidos da Paranatex nesta estampa é possível produzir uma série de itens com um estilo mais descontraído, como móveis estofados, almofadas, cúpulas de abajur, cortinas, artesanatos em geral e servem também para revestir até paredes. Os cactos são desenhados nos tons de azul e verde com flores na cor rosa e vermelha em um fundo off white.

Os cactos apresentam algumas curiosidades bem interessantes, por exemplo, os espinhos têm dois papéis principais: eles impedem a perda de água através da transpiração e mantém a planta segura de animais. Além disso, a água do cacto tem uma densidade mais alta comparada com a água da torneira, todavia comenta-se que é segura para beber.

Luminárias divertidas para uma decoração despojada

Modelos incomuns que viraram luminárias ganham cada vez mais lugares nas casas

A decoração também serve para exibir tudo o que o morador mais ama, por isso, nada melhor do que apostar em objetos que, além de serem funcionais, são modernos e despojados. Com o fun design, luminárias podem compor a decoração de todos os ambientes da casa, desde a sala à área gourmet.

imagem_release_891415.jpg
Ilumini Light lança luminárias divertidas. (Foto: Divulgação)

Engana-se quem pensa que luminárias assim só fazem a cabeça das crianças. De vários estilos, tamanhos e cores, a Ilumini Light oferece vários modelos de luminárias. As de lightbox são uma boa opção para quem gosta de frases divertidas, como: “Keep Calm and Turn Me On” e “Antes só vinho do que mal acompanhado”. E, para a área de lazer: a lightbox “Beer” ou o cachepot no formato de vaso de planta.

Foguetes, unicórnios, vaquinha, elefantes, dinossauro e Hello Kitty, opções de abajures não faltam para o quarto das crianças, assim, até o medo do escuro vai embora. Porém, diferentemente dos abajures, que só iluminam um pequeno espaço do cômodo, os lustres pendentes oferecem luz geral. Para quem gosta de diversificar, a Ilumini Light também possui pendentes em formatos de nuvens e estrelas.

A decoração que parecia “morna” ganha um toque alegre com os inusitados objetos, e passam a iluminar a casa e o sorriso de quem mora nela.

PARANATEX LANÇARÁ A COLEÇÃO MAGNA CASA NA 3ª ABUP TÊXTIL

Na feira, o público encontrará uma variedade de estampas, como listras e abacaxis, em acabamento semi-impermeável nos tons vermelho, verde, azul, ouro rosé,

image020.jpgA fabricante de tecidos de decoração Paranatex Têxtil lançará a coleção Magna Casa na Abup Têxtil, que acontecerá de 21 a 24 de março, no Centro de Eventos Pro Magno, em São Paulo. Prestes a completar 50 anos, a empresa pesquisou e reuniu as últimas tendências para apresentar aos seus clientes estampas inspiradas em aspectos vindos de várias regiões do mundo, como também na natureza, frutas, figuras geométricas, tapetes kilinsikatstie dye, listras, falsos lisos, além dos estilos étnico africano e folk, com destaque para cultura brasileira representada através das bananeiras.

Nos coordenados, as cores são intensas assim como as referências dos motivos kilinsikats e folks vindas de vários países tais como: Turquia, Irã, Rússia, China, Paquistão, Marrocos, Índia e Indonésia . A Designer Têxtil Angélica Giovannini comenta: “são utilizados, principalmente, os tons de vermelhos, verdes, azuis e amarelos. Numa outra família de inspiração mais natural e tropical, trabalhamos coordenados com desenhos temáticos de folhas de bananeiras, cachos de bananas com fundos coloridos contrastantes, cactos e abacaxis com listras”.

Tecidos que continuam no catálogo da Paranatex

O público que for ao estande da empresa, poderá apreciar outras coleções que não são novidades, mas permanecem linha. São elas: OmegaOlimpoAcrópoleCentauroSantorini e (lisas). Já as estampadas são: Centauro Plus, Omega Plus e Grécia. Inclusive, a cor da Pantone 2017, Greenery, pode ser vista em detalhes de folhas e flores.

Como utilizar o papel de parede no décor do quarto do bebê

*Por Ellen Silveira

Decorar o quarto do bebê nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente se você é mamãe de primeira viagem. São inúmeros detalhes e muitas vezes não sabemos por onde começar.

Neste caso, a minha dica é priorizar o décor das paredes. Eu sempre opto pelos papéis de parede, já que garantem aconchego e conforto ao ambiente. Na maioria das vezes, o cliente nos sinaliza tons ou temas específicos e baseamos a escolha do item em cima desses pilares, já que sempre o tratamos como protagonista do projeto, buscando o conceito e estilo da decoração. Feito isso, escolhemos os móveis e os tecidos.

6f28e0f12ee9329306776af7b129a3ad_L.jpg
WVS Arquitetura dá dicas de como utilizar papel de parede no quarto do bebê. (Foto: Divulgação)

Se você ainda está em dúvida com relação às cores, priorize os matizes mais claros e suaves, como os pastéis, para proporcionar um cantinho tranquilo para o sono e dia a dia do bebê.

Hoje em dia é muito comum usarmos papéis em todo o quarto. Gosto da uniformidade que essa instalação traz ao cômodo, mas, caso resolva usar em uma parede específica, é importante escolher aquela de maior destaque, como a do berço ou da cama da babá.

Para que a aplicação do papel fique perfeita, é imprescindível que a superfície esteja nivelada. Caso a parede apresente ondulações, é necessário prepará-la com gesso ou massa corrida. Já nivelada, o próximo passo é passar um pano úmido para que fique limpa e livre de pó antes da aplicação.

Como existem várias estampas, texturas e padronagens para os papéis, é muito importante que ele seja aplicado por um profissional, que irá assessorar para que os desenhos e estampas sejam casados e que as emendas fiquem perfeitamente ajustadas, além de evitar o desperdício e compra desnecessária de material.

Para indicar a durabilidade do papel, deve-se ter certeza de que o local a ser colocado esteja livre de umidade, mofo, pó ou sujeira constante, pois isso fará com que ele desgrude e danifique facilmente. Outro cuidado que deve ser tomado é verificar se não existe infiltração ou se ele ficará exposto ao sol, pois isso ajuda a diminuir a vida útil do produto. Caso o local siga todos esses requisitos, a durabilidade deve ultrapassar os cinco anos, dependendo da qualidade.

Com as novas tecnologias investidas na fabricação deste tipo de revestimento, alguns chegam a durar até o dobro deste período. Os papéis de fibras naturais são mais delicados e não devem ser molhados. A limpeza deve ser feita somente com espanador ou aspirador de pó. Já os papéis vinílicos, tem uma durabilidade ainda maior. São fabricados em PVC e resistem à umidade e poeira, além de serem mais fáceis de limpar: apenas um pano úmido com detergente liquido é suficiente.

*Ellen Silveira é decoradora da WVS Arquitetura, sócia do arquiteto Dino Vasconcelos e colaboradora da Celina Dias Bebê.

Lepri lança pisos e revestimentos cerâmicos sustentáveis na Expo Revestir 2017

Lepri – Finas Cerâmicas Rústicas participará da 15ª edição da Expo Revestir, a mais importante feira de arquitetura e construção da América Latina. Durante o evento, que acontecerá entre os dias 7 e 10 de março, no Transamérica Expo Center, em São Paulo, a empresa apresentará inovações em pisos e revestimentos cerâmicos sustentáveis desenvolvidas para facilitar a mão de obra e decorar ambientes de áreas externas e internas.

imagem_release_882830.jpg
Lepri leva lançamentos para Expo Revestir 2017. (Foto: Divulgação)

Lançamentos Lepri que serão apresentados na Expo Revestir 2017:

Brick Metallo Natura – este novo revestimento cerâmico reproduz a aparência de tijolos de demolição, com veios ressaltados e toque metalizado. Para esta linha, a Lepri desenvolveu um processo exclusivo de esmaltação, que é feito manualmente com queima realizada em atmosfera controlada. Além disso, tanto na produção da massa quanto na do esmalte, a empresa utiliza vidros de telas de TVs e monitores de computadores descartados. O Brick Metallo Natura pode ser aplicado em paredes de áreas internas e está disponível em duas opções de espessuras – 1 e 2 cm -, que podem ser assentadas juntas para criar diferentes paginações e dar movimento às paredes, ou em combinação com diferentes tons, trazendo ao local um ar de graciosidade e luminosidade.
Cores disponíveis: Perlato, Oro, Oro Rosa e Scintillare
Medidas: 7 x 26 cm, com 1 cm e 2 cm de espessura.

Brick Metallo Contemporâneo – mais uma novidade da Lepri, esta linha de revestimentos cerâmicos utiliza um processo exclusivo de esmaltação manual com queima em atmosfera controlada, que cria um visual metalizado nas paredes de áreas internas, devido à sua própria luminosidade e também com a incidência da luz. Reafirmando seu compromisso com o meio ambiente, a Lepri desenvolveu tanto a massa quanto o esmalte do produto com vidros de telas de TVs e monitores de computadores descartados.
Cores disponíveis: Glitter, Oro, Oro Rosa e Perlato
Medidas: 7 x 23 cm e 7 x 46 cm, com 1 cm de espessura.

Brick Real Eco Cerâmica –  este revestimento é uma inovação entre os produtos cerâmicos e tijolinhos: é produzido apenas com materiais naturais, sem adição de produtos químicos nocivos à saúde, com cerâmica queimada a aproximadamente 400 ºC, o que proporciona uma economia de até 2/3 do consumo energético dos materiais tradicionais. O Brick Real Eco Cerâmica utiliza resíduos cerâmicos de sanitários em sua produção, obtidos por meio da parceria entre a Lepri e a Deca, sendo indicado para ambientes internos e externos. Fabricado atualmente apenas em revestimentos para paredes, a linha está em processo de desenvolvimento pela Lepri para oferecer também a opção para pisos.
Cores disponíveis: Natural
Medidas: 7 x 30 cm e 10 x 30 cm

Brick Contemporâneo – este revestimento cerâmico inspirado nos tijolos ingleses e norte-americanos, que confere um toque rústico e único ao ambiente, ganha cinco novas tonalidades – Lombardia, Lacio, Calabria, Umbria, Cinza Chumbo e Porto Fino – no formato 7 x 23 cm, além de uma nova cartela de medidas para as demais cores da linha. Ele é resistente e de fácil manutenção, e sua aplicação é simples, com assentamento feito em amarração, alinhamento ou escama de peixe e sem rejunte. Seu uso é indicado para pisos e paredes de áreas internas ou externas, além de fachadas residenciais e comerciais.
Cores disponíveis: Calabria (lançamento), Cinza Chumbo (lançamento), Lacio (lançamento), Lombardia (lançamento), Porto Fino (lançamento), Nagoya, Pátina Cioccolato, Pátina Terracota, Piemonte, Sardenha, Sicilia, Silver, Tabaco, Terracota,Toscana e Veneto.
Medidas: 7 x 23 cm, 7 x 26 cm e 7 x 46 cm, 7 x 75 cm, 7 x 80 cm, 14 x 46 cm (apenas nas cores Tabaco, Terracota e Nagoya), com 1 cm e 2 cm de espessura.

Brick Anticatto – Macchiatto, Mix de Verdes e Verde Palma são os novos tons deste revestimento cerâmico da Lepri, de ar retrô. Esmaltado e com bordas de acabamento arredondado devido ao processo de envelhecimento, textura lisa e toque aveludado, o Brick Anticatto pode ser aplicado em pisos e paredes de áreas internas e externas que necessitam de um produto resistente e de fácil manutenção. Ao combinar bricks de diferentes espessuras na paredes cria-se volume, dando ao ambiente um visual atraente e aconchegante. Para esta linha, a Lepri também utiliza um processo exclusivo de esmaltação manual, com queima realizada em atmosfera controlada.
Cores disponíveis: Macchiatto (lançamento), Mix de Verdes (lançamento), Verde Palma (lançamento), Fossil Ivory, Calabria, Nagoya, Nero, Notte, Piemonte, Rio Vermelho, Saara, Sardenha, Sicilia, Tabaco, Terracota, Terrapura, Torrone Cioccolato, Torrone Rosso, Torrone White, Toscano e Veneto (1 cm de espessura). Granulatto Cioccolato, Granulatto Crema, Granulatto Fendi e Granulatto Terracota (1 e 1,8 cm de espessura).
Medida: 7 x 23 cm

Brick Natura – Com a proposta de reproduzir os tijolos de demolição, este revestimento cerâmico caracterizado pela aparência dos veios ressaltados chega em cinco novos tons – Funghi, Tartufo di Borgonha, Tartufo Nero, Tartufo Rosso e Patina Bianca – e uma nova espessura, de 2 cm. Ideal para paredes de ambientes internos e externos, o Brick Natura oferece um toque rústico e se adequa a qualquer projeto, criando um efeito de volume nas paredes, quando assentado numa mistura de diferentes espessuras (1 e 2 cm) do revestimento, além de realçar a decoração e transformar ambientes comuns em espaços aconchegantes e acolhedores. Para a sua fabricação, a Lepri utiliza uma técnica inovadora de reaproveitamento de rejeitos de mineração, nesse caso da lama da barragem de Fundão da cidade de Mariana, Minas Gerais, que, em breve, será introduzida na produção de outras linhas de produtos da marca. Produzido com o objetivo de reduzir o impacto ambiental, a linha vai ao encontro da filosofia da Lepri de buscar sempre novos métodos de aproveitamento de materiais para a fabricação de produtos ecologicamente sustentáveis.
Cores: Funghi (lançamento), Tartufo di Borgonha (lançamento), Tartufo Nero (lançamento), Tartufo Rosso (lançamento), Patina Bianca (lançamento), Bianco, Capuccino, Mariana, Mocha, Mont Blanc, e Rosso.
Medidas: 7 x 26 cm, com 1 cm e 2 cm de espessura.

Brick Mattone – esta cerâmica com design especial, que reproduz a aparência de tijolos de demolição, apresenta os novos tons Funghi, Grasparossa e Patina Bianca, além da medida de 7 x 26 cm e da espessura de 2 cm, que, quando paginada em combinação com o revestimento de 1 cm de espessura, cria um efeito de movimento com alto relevo nas paredes. O Brick Mattone é fácil de aplicar, pode ser assentado em amarração, escama de peixe ou alinhamento e sem rejunte, e também é resistente e de simples manutenção, tornando-o ideal para destacar a decoração de fachadas de casas, prédios, condomínios, além de paredes de ambientes internos e externos, deixando o local mais aconchegante, com um toque rústico.
Cores disponíveis: Funghi (lançamento), Grasparossa (lançamento), Patina Bianca (lançamento), Barolo, Bianchetto, Brunello, Carbone, Castagna, Chiaro, Fragola, Grigio, Malbec, Nebbia, Nocciola e Rosso.
Medida:  7 x 23 cm e 7 x 26 cm, com 1 cm e 2 cm de espessura.

Brick Torrone – a linha Brick Torrone ganha novos formatos – 7 x 46 cm, 7 x 75 cm, 7 x 80 cm 14 x 46 cm – com 1 e 2 cm de espessura.  De textura áspera e rugosa, que confere um toque rústico ao ambiente, o Brick Torrone ainda produz um efeito visual diferenciado sob a luz, devido à impressão em alto relevo do revestimento. É resistente e de fácil manutenção, ideal para pisos e paredes de áreas internas e externas, e seu assentamento pode ser feito em amarração ou alinhamento.
Cores: Torrone Cioccolato, Torrone Fendi, Torrone Rosso, Torrone Silver, Torrone Tabaco, Torrone Terracota e Torrone White.
Medida: 7 x 23 cm e 7 x 46 cm, 7 x 75 cm, 7 x 80 cm (apenas nas cores Torrone White, Cioccolato e Rosso), com 1 cm e 2 cm de espessura.

Quebratto – dez novas cores – Amarelo Canario, Branco fosco, Black, Cobalto, Guindo, Itapua, Laranja Amarillo, Lava Brown e Lava grey, Rojo – e dois novos tamanhos – 5 x 5 cm e 7 x 3,5 cm – são introduzidos à linha Quebratto, revestimento composto por peças teladas de cerâmica com formatos irregulares e produzido com vidros de lâmpadas fluorescentes recicladas.
Cores disponíveis: Amarelo Canario (lançamento), Branco fosco (lançamento), Black (lançamento), Cobalto (lançamento), Guindo (lançamento), Itapua (lançamento), Laranja Amarillo (lançamento), Lava Brown (lançamento), Lava grey (lançamento), Biancetto, Cioccolato, Eco Cinza Manhattan, Eco Cumaru, Eco Ipê, Fendi, Miscelânia, Nero, Paglia, Rojo Bianco e Rosso.
Tamanho: 3 x 3 cm, 5 x 5 cm (lançamento) e 7 x 3,5 cm (lançamento).

Régua – este revestimento cerâmico com formato de régua ganha novas cores – Argille e Petroleo –, além das texturas Lisa e Gaudi, com desenhos em baixo relevo inspirados nos pisos da avenida Passeig de Gràcia, um dos endereços mais charmosos de Barcelona, projetada por Antoni Gaudí. A Régua pode ser aplicada em pisos, paredes e fachadas e é ideal para ambientes secos e molhados como decks de piscinas, pois possui ranhuras, textura antiderrapante e, exclusivamente na cor Argille, característica antitérmica. Sua produção é feita com lâmpadas fluorescentes recicladas, produtos que normalmente levam cerca de 200 anos para se decomporem.
Cores: Argille (lançamento), Petroleo (lançamento), Paglia e Rosso.
Medida: 4 x 46 cm, 7 x 23 cm, 10 x 40 cm, 10 x 50 cm, 10 x 60 cm, 10 x 80 cm, 10 x 130 cm, 15 x 40 cm, 15 x 50 cm, 15 x 60 cm, 15 x 80 cm, 15 x 130 cm.

Invecchiatto – a linha Invecchiato tem novas cores (Argille e Petroleo), medida (46 x 46 cm) e texturas: Lisa, caracterizada pela superfície plana; Travertino, com ranhuras que remetem aos veios o mármore de mesmo nome; e Gaudí, com desenhos em baixo relevo inspirados nos pisos da avenida Passeig de Gràcia, projetada por Antoni Gaudí. Esta cerâmica, por ser fabricada com materiais naturais, acabamento envelhecido e bordas arredondadas, proporciona uma agradável sensação térmica tanto no verão quanto no inverno, e também ao tato – principalmente a cor Argille, por ser antitérmica. Pode ser aplicada em pisos e paredes de áreas internas, externas e de alto tráfego secas e molhadas, por ser antiderrapante. Ideal para piscinas, garagens, calçadas, churrasqueiras, restaurantes e varandas.
Cores: Argille (lançamento), Petroleo (lançamento), Cioccolato, Champagne, Nero, Paglia, Rosso e Verona.
Medidas: 46 x 46 cm, 11,5 x 11,5 cm, 23 x 23 cm, 11,5 x 23 cm.

Hexágono – este revestimento cerâmico de formato hexagonal e com alta resistência à abrasão profunda, apresenta novas texturas (Lisa e Gaudi) e cores (Argille e Petroleo). A textura lisa é caracterizada pela superfície plana, enquanto a Gaudi apresenta desenhos em baixo relevo inspirados nos pisos da avenida Passeig de Gràcia, localizada em Barcelona e projetada por Antoni Gaudí. O revestimento Hexágono pode ser utilizado em pisos e paredes de áreas internas, externas e de alto tráfego secas e molhadas, por ser antiderrapante e antitérmica (característica exclusiva para a cor Argille), portanto ideal para piscinas, garagens, calçadas, churrasqueiras, restaurantes e varandas.
Cores: Argille (lançamento), Petroleo (lançamento), Paglia e Rosso.
Medidas: 42 x 42 cm e 11 x 11 cm.

Lepri – Finas Cerâmicas Rústicas na Expo Revestir 2017

Data: 7 a 10 de março
Horário: das 10h às 19h
Local: Transamérica Expo Center (Av. Doutor Mário Vilas Boas Rodrigues, 307 – Santo Amaro, São Paulo)
Site: www.lepri.com.br
Facebook: www.facebook.com/lepriceramicas
Instagram:
@lepricerâmicas
Twitter:
twitter.com/lepriceramicas
Pinterest:
https://pt.pinterest.com/lepriceramicas/
Linkedin:
www.linkedin.com/company/lepri?trk=company_logo

Arquiteta fala sobre a importância de escolher móveis ergonômicos para empresas

Atualmente, os funcionários de uma empresa tendem a passar tanto tempo no trabalho quanto em casa. Por isso, a implantação de estações de trabalho confortáveis e funcionais pode ser importante tanto para gerar conforto quanto para manter a saúde dos colaboradores em dia.

A arquiteta Marina Debasa, sócia do escritório de arquitetura Arquitetude, fala sobre a importância de escolher móveis ergonômicos para empresas. “Os funcionários de uma empresa passam, geralmente, 8 horas por dia sentados. E se o local não for apropriado, isso pode prejudicar muito a saúde dos trabalhadores”.

ViewImage.jpg
A Arquitude dá dicas de como utilizar móveis ergonômicos. (Foto: Arqutetude)

Marina comenta que uma estação de trabalho inadequada pode ocasionar vários problemas de saúde ao funcionário, desde dores nas costas e na lombar até enjoos e enxaqueca. “Manter uma postura inadequada durante o horário de trabalho pode causar problemas que se agravam com os anos, levando o funcionário a necessitar, inclusive, ser afastado do trabalho”.

Por esse motivo, a arquiteta sempre recomenta o uso de móveis ergonômicos para empresas. “Mesas e cadeiras ergonômicas são bem mais confortáveis e ajudam os funcionários a manter uma postura mais saudável por mais tempo, o que pode prevenir o aparecimento de problemas crônicos na coluna ou lesões por esforço repetitivo”.

Marina conta que mesas ergonômicas possuem uma superfície lisa e adequada ao trabalho do funcionário. “Além disso, elas devem ter altura padrão de 74 centímetros e cantos e quinas arredondadas para evitar concentrar muita pressão em um único ponto. Mesas com gavetas podem ser boas opções, pois proporcionam locais de armazenamento para o funcionário”.

Já as cadeiras precisam ter apoio para os braços, ajuste de altura e apoio para a coluna, bordas arredondadas para facilitar a distribuição do peso e circulação sanguínea e assento que mantenha as coxas paralelas ao chão. “Cadeiras ergonômicas devem ter cinco pés com rodízios, revestimento estofado e amortecedores para evitar traumas na coluna”.

A arquiteta finaliza lembrando que móveis ergonômicos não devem ser encarados como gastos ou supérfluos, mas como um material de trabalho essencial. “Ter móveis ergonômicos evita que os funcionários adoeçam devido a problemas causados por má postura durante o trabalho, um problema até bem comum atualmente. E um funcionário parado gera muito mais prejuízo à empresa”.

 

Três dicas para transformar seu álbum de fotos de férias em peças de decoração

Com as energias renovadas pela viagem com a família, o parceiro ou sozinho mesmo, é chegada a hora de esvaziar a memória do celular e revelar as imagens capturadas. Além de um álbum de fotos, é possível investir em outras técnicas de revelação que deixarão suas recordações com cara de obra de arte. Confira:
paint the moon_201728162646.jpg
Foto Registro dá dicas de como decorar a casa com fotos de viagens. (Foto: Paint The Moon)
1. Não tenha medo de ampliações e aposte no fosco
A foto fofa do bebê fazendo uma gracinha ou aquele pôr do sol lindo podem decorar uma parede inteira da sua casa. Não se prenda ao clássico formato 10×15, aposte em tamanhos maiores como 50×75 ou mesmo 75×120. Também vale escolher acabamento fosco para tirar um pouco a característica de foto e dar um ar mais artístico.
2. Tendência P&B
Nada dá um ar de atemporalidade como uma imagem em branco e preto, por isso abuse desse recurso – que está em alta em 2017 – e eternize suas lembranças. Serviços como o oferecido pelo site FotoRegistro permitem que o usuário transforme suas fotos coloridas em P&B sem precisar se preocupar com brilho, contraste e saturação de cor: eles se responsabilizam pelo ajuste sem custo adicional.
3. Diferentes materiais
Em se tratando de materiais, fotos reveladas em alumínio e acrílico vieram para ficar. Porém, quem ainda prefere os clássicos quadros, pode revelar em Canvas. Há muitas possibilidades e ferramentas disponíveis para quem gosta de decorar com fotos, basta procurar quem oferece o melhor serviço para não ter dor de cabeça depois.

O sofisticado tom sobre tom na decoração

Assim como na moda, a técnica de sobrepor cores agrega peso e classe à arquitetura de interiores. Mas é preciso alguns cuidados para não errar e não causar uma sensação visualmente desagradável no ambiente 

No mundo da moda, o tom sobre tom é um clássico que sempre está em alta. Na arquitetura e decoração, esse recurso também pode ser empregado nos ambientes para tornar o monocromático mais sutil e atraente. A arquiteta Ana Lívia Werdine dá dicas para quem quer lançar mão desse recurso, mas tem medo de errar. O tom sobre tom na decoração deixa os ambientes muito elegantes e atemporais. O cuidado é para que não fiquem monótonos e, para isso, é importante mesclar texturas e materiais ou acrescentar toques de cor. Assim eu vejo também as produções de moda, um look de várias peças tom sobre tom é muito chique, mas é bom ter essa mistura para não correr o risco de ficar sem graça”, destaca Ana Lívia, que possui intimidade com o universo da moda, uma vez que já atuou como modelo.

ViewImage.jpg
Projeto de Ana Lívia Werdine. (Foto: Divulgação)

Hoje, inserindo técnicas do mundo fashion ao escopo arquitetônico, a profissional conta quais ambientes são ideais para receber a combinação de tom sobre tom: “Esse recurso pode ser usado em qualquer ambiente, desde um quarto, sala, lavabo até na cozinha. Em quartos infantis também, mas neste caso sugiro toques de cor nas almofadas, cobre leitos, além de brinquedos”.

O tom sobre tom pode parecer uma combinação simples, mas tanto na moda quanto na decoração tem quem peque ao lançar mão do recurso. “Um erro comum neste tipo de composição é usar tons praticamente iguais. Um pouco de contraste, além do uso de diferentes materiais, é bem vindo”, salienta Ana Lívia.

A profissional ainda dá dicas para que o décor não fique triste e sem vida na hora de projetar lançando mão desta sobreposição de nuances. “Quando usar tons de cinza ou preto, por exemplo, o ambiente deverá ser bem iluminado, ter elementos contemporâneos e/ou toques de cor. O amarelo e o azul, por exemplo, jogam muito bem com tons de cinza e alegram a decoração”, explica.

Em um projeto recente, a arquiteta utilizou o recurso e obteve sucesso. “No projeto em questão, um apartamento em um bairro nobre de Belo Horizonte, utilizei peças de design assinado e um desenho moderno no tapete para quebrar a monotonia do tom sobre tom das cores. Tudo isso com um toque contemporâneo e atual. O resultado ficou elegante e agradou em cheio nossa cliente”, comemora.

Ana Lívia encerra reforçando as vantagens do tom sobre tom na decoração: “A vantagem deste recurso é que o ambiente não fica cansativo aos olhos e fica mais atemporal. Daqui a dez anos este projeto permanecerá atual”.

Tok&Stok lança nova Coleção Horácio assinada por Mauricio de Sousa

Linha inédita com um dos personagens mais clássicos da Turminha traz alegria, diversão e cores para começar o ano

O filhote de Tiranossauro Rex vegetariano, mais gentil, amigo e romântico dos quadrinhos chega à Tok&Stok com uma linha exclusiva assinada pelo desenhista Mauricio de Sousa. Com produtos como bichos de pelúcia, avental, copo e roupa de cama, a coleção faz parte da campanha de volta às aulas para decorar e divertir crianças e adultos.

304163_676278_colecao_horacio__5__web_.jpg
Coleção Horácio, da Tok&Stok, assinada por Mauricio de Sousa. (Foto: Divulgação)

Horácio apareceu pela primeira vez nas tiras de jornal do personagem Piteco, publicadas no Diário de S.Paulo, no ano de 1961. Depois, ganhou espaço próprio em páginas dominicais na Folhinha de S.Paulo, suplemento infantil lançado em 1963. Mauricio tem um carinho especial pelo Horácio: até hoje, é o único personagem roteirizado apenas por ele. Talvez por isso, há quem diga que Horácio e Mauricio são, na verdade, a mesma pessoa.

“Eu criei o Horácio quando não se falava tanto em dinossauros. Hoje, todas as crianças sabem o que é um dinossauro e creio que o Horácio contribuiu um pouco para isso. Essa nova linha de produtos da Tok & Stok é bem a carinha dele. Com certeza, será um sucesso!”, fala Mauricio de Sousa.

Memórias de viagens

Profissionais do décor e da arquitetura dão dicas de como compor os ambientes da casa com as lembranças trazidas das viagens, sem sobrecarregar os espaços visualmente

As férias estão terminando e, para lembrarmos com carinho dos momentos de lazer, não são raras as vezes que costumamos trazer para casa uma mala recheada de lembranças dos locais que visitamos. Porém, é preciso tomar cuidado para que os souvenires ou mesmo as fotos das viagens não ocupem todos os ambientes da casa, criando uma sobrecarga visual e desorganizada.

ViewImage (1).jpg
Projeto de Laura Santos. (Foto: Daniel Mansur)

A arquiteta Simone Rocha relata a importância da distribuição dos souvenires na casa para que eles não sobrecarreguem o espaço nem os mobiliários. “O importante, na hora de dispor estas fotos e objetos é distribuir de forma que não entulhem os móveis. Em vez de colocar várias fotos de um mesmo local ou das mesmas pessoas, por exemplo, pode-se filtrar apenas as mais bonitas ou significativas, para não poluir o ambiente. Padronizar a forma de exposição também pode ser uma boa ferramenta, seja com o uso de quadros únicos que acomodam várias fotos, de molduras avulsas, porém iguais, ou até mesmo com um mesmo tipo de tratamento das fotos a serem expostas. Esta padronização garante um visual mais leve e organizado. Para os objetos, sugiro escolher pontos da casa para que eles possam realmente se destacar na decoração. Evite misturar adornos de tipos e tamanhos muito variados, mantendo a mesma proposta de organização das fotos. Desta maneira, os objetos irão aparecer muito mais”, indica.

Para a designer de interiores Laura Santos, essa setorização é muito importante para que não haja uma poluição visual nos ambientes, deixando-os carregados de informações. “É interessante ter um local separado para esses souvenires como um nicho ou prateleiras específicas. Assim, você cria um assunto, um tema no ambiente e um local adequado para colocá-los, criando um espaço com mais personalidade e harmônico. Normalmente separa-se um quarto para isso ou mesmo o corredor, criando uma parede de memórias. O ideal é colocar, sempre, todos juntos para dar esse estilo, sem pesar ou carregar o ambiente”, ressalta.

O uso de prateleiras e estantes também é uma recomendação de Simone Rocha, que ainda indica outras formas de como aproveitar os espaços para receber os mais variados souvenires. “Eles podem ser dispostos em qualquer tipo de ambiente: salas, quartos, cozinhas, escritórios e até lavabos. O primeiro passo é ajustar a escala do objeto a ser exposto com o local onde ele ficará. Peças maiores pedem ambientes maiores, para que possam realmente aparecer, sem sobrecarregar o visual. Uma boa ideia é aproveitar as superfícies verticais das paredes, com quadros ou objetos pendurados. Desta forma, você agrega charme ao ambiente, sem ocupar muito espaço. As estantes com nichos abertos são a forma mais tradicional de se dispor os souvenires. Se ela tiver partes abertas e fechadas, melhor ainda, pois dará mais destaque aos nichos expostos. Se for uma prateleira mais profunda, uma boa solução é colocar livros deitados e, sobre eles, algum tipo de adorno. Desta forma, sua peça ganha um pouco mais de altura e destaque”, revela a arquiteta, que ressalta também a necessidade de se avaliar as dimensões dos mobiliários para receberem tais objetos, para que não percam sua real funcionalidade.