Arquivo da categoria: Games

Just Dance 2019

Por Vanessa Alsberg

Recebemos o mais novo Just Dance na UbiSoft para Playstation 4 e testamos. Já podemos começar com noticia boa: não precisa comprar acessórios do videogame para começar a dançar e se divertir!!!
Além das tradicionais opções de usar a “PSCam” (câmera para o PS4) e o “move” (controle do PS que permite a captura de movimentos dos usuários), é possível também utilizar o seu celular para jogar =)
É só colocar a mídia no console, e escolher a opção de como jogar. Basta instalar um aplicativo no aparelho e pronto. Legal né?

Aqui, nós testamos com a PSCam, e aí foi só diversão. Essa nova versão veio com as músicas mais atuais, e até uma música brasileira, o funk “bum bum tam tam”, que foi a primeira que eu escolhi para dançar.

E tem mais notícia boa: você não fica só com as músicas da temporada. Existe uma opção, que você pode jogar as músicas das versões anteriores do Just Dance.

Além da diversão e de aprender uns passinhos novos, existe um modo de jogo que computa as calorias gastas durante as danças, assim é possível aproveitar para perder uns quilinhos e entrar em forma 😉

Para jogar off-line, é possível competir em até 4 jogadores, já em rede, essa opção aumenta para 6 jogadores.
E aí, Let’s Dance?

KINGDOM HEARTS 3: O FIM DE UMA ERA, MAS O COMEÇO DE OUTRA

Por Henrique Moita

O que acontece quando se mistura Disney com Square Enix

Acontece a criação de um dos melhores jogos que eu já joguei na vida, a grande franquia, Kingdom Hearts.

Tudo começou em 2002, quando em uma ousada empreitada, foi lançado o primeiro jogo da franquia, no qual fomos apresentados a Sora, Riku e Kairi, um trio que vivia em uma ilha e tem suas vidas mudadas drasticamente, quando ela é atacada por Heartsless (criaturas das “trevas”) que acabam separando os três amigos. Então assumimos o papel de Sora que vai atrás de seus amigos.

No começo de sua aventura ele se depara com dois icônicos personagens da Disney, Donald e Pateta, que também estão à procura de seu amigo Mickey, aqui retratado como seu rei. Donald é retratado como o mago do reino e Pateta é como se fosse o chefe da guarda real. Esse acaba se tornando o trio principal do jogo, no qual você só controlará Sora, mas terá o apoio da dupla.

Kingdom Hearts 3 é um dos melhores jogos a atualidade. (Foto: Reprodução)

Ficaria muito longo resumir a história de Kingdom Hearts, afinal, são cerca de 9 jogos, lançados para diversas plataformas ao longo desses anos. Então iremos apenas deixar aqui a opinião desse jogo em si que, como o próprio título já falou simboliza o fim de uma saga, mas deixa aberto a enorme possibilidade e deixa muitos fãs na expectativa de que possa se começar uma nova saga.

Kingdom Hearts 3 foi o primeiro da história principal a ser lançado para a nova geração. Tanto o primeiro quanto o segundo jogo da franquia, foram lançados apenas para o PlayStation 2 e desde então, o máximo que vinhamos recebendo, era a remasterização dos jogos para as plataformas da Sony, já que os outros jogos da franquia, eram lançados para os consoles portáteis, como o Nintendo DS, PSP e até mesmo para mobile. Portanto não é de se espantar o salto na qualidade gráfica que o jogo possui com relação aos seus antecessores. O jogo está lindo, com detalhes fantásticos em especial o mundo do famoso pirata CAPITÃO Jack Sparrow, que, por se tratar do único filme “live-action” presente no jogo, mostrou praticamente com perfeição os atores que dão vida aos personagens da série, como Orlando Bloom, Keira Knightley e Johnny Depp.

Nesse jogo, a Square deu preferência para os filmes feitos pela Pixar e para os filmes da Disney que seguem o mesmo modo de animação apresentados pela empresa. Tanto que o único mundo presente no jogo que não segue esse padrão, e o do Hércules. Mas isso não deixa o mundo do personagem para trás. Ao contrário, nesse jogo temos algo diferente com relação aos anteriores. Foi tirado os campeonatos e acrescentado o Monte Olimpo e a cidade grega de Thebas. Ambos muito bem retratados com grandes detalhes.

Aliás, isso é uma coisa que não podemos nos queixar em relação ao jogo. Os detalhes, de todos os mundos, juntos com a qualidade gráfica colocada anteriormente, faz desse jogo um dos mais bonitos que já vi, chegando a ficar espantado com tamanha qualidade.

Porém, não só de elogios vivem os jogos. Kingdom Hearts 3 é um jogo fantástico, sim, mas temos algumas coisas para criticar também.

Toda primeira vez que eu jogo qualquer título no qual eu posso escolher uma dificuldade, eu coloco na padrão, para aproveitar de maneira “mais rápida” a história do jogo. Em KH3, eu vi uma queda significativa nessa dificuldade se comparados aos outros jogos da série. Nos outros títulos, lembro que morria “algumas várias” vezes mesmo nessa dificuldade e nesse jogo, morri no máximo duas vezes e ainda assim, graças a um item que podemos comprar na loja, logo no começo do jogo, quando a barra de vida zera, ela é automaticamente preenchida novamente por completo, nos perdemos o item, mas facilmente podemos compra-lo novamente, por um valor muito pequeno. A única luta que eu achei um pouco mais difícil, foi a última, mas ainda assim, se comparada aos últimos “chefões” apresentados, essa também é muito mais fácil.

Outra coisa que achei muito desnecessário, foram as interações com “atrações da Disney”, que eram interações com brinquedos de parques de diversões, como splash, ou uma montanha-russa, chegando até mesmo a ter uma interação com um carrossel. Isso acaba de certo modo facilitando ainda mais o jogo, que já está fácil. Por mais que tenham aquelas pessoas que falam “Se não quiser, é só não usar”, ainda assim, achei um pouco ruim essa parte e principalmente a facilidade com que se obtém essas interações.

Outra coisa a se criticar é a insistência do estúdio em colocar o “mundo” do Ursinho Pooh no jogo. Na minha opinião, e vejo que na de muitos fãs da franquia também, esse é um mundo que, se não existisse, não faria a mínima falta.

Por fim (juro que é a última crítica), senti que poderíamos ter jogado um pouco mais com outros personagens. Sei que o foco da história é o Sora, mas depois de ser apresentado a essa possibilidade no jogo Birth By Sleep, gostaria que isso se repetisse eu pudesse ter explorado mais a missão feita por Riku e Mickey, não só uma pequena luta na qual controlamos Riku. Isso, inclusive, poderia ser colocado nos próximos jogos da série.

Essas foram algumas das coisas das quais eu menos gostei em relação ao jogo. Porém isso chega a se tornar praticamente irrelevante ao se comparar ao resto do jogo. As “side quests” requisitadas são, de certo modo até, interessantes e divertidas. A história do jogo em si então. Que coisa maravilhosa! Foi um final perfeito para a, como ficou conhecida, Saga Xehanort.

As Keyblades então, outra grande surpresa, não só pelo fato delas agora mudarem de forma, mas principalmente o fato de você poder melhora-las ao longo do jogo, através de itens obtidos.

A história ainda é um pouco confusa em alguns detalhes, mas não seria Kingdom Hearts se fosse diferente.

O que nos resta agora, é esperar para os próximos jogos da série, já que o final deixa muito em aberto essa possibilidade. E por favor Square, não nos faça esperar mais 14 anos por isso.

Crimson Curse, primeira expansão de cartas, chega a GWENT: The Witcher Card Game

A CD PROJEKT RED, criadora da série de jogos The Witcher, anuncia a chegada de Crimson Curse: primeira expansão de cartas para GWENT: The Witcher Card Game.

The Witcher ganha expansão. (Foto: Divulgação)

Dettlaff van der Eretein, o poderoso vampiro que os jogadores conheceram pela primeira vez em The Witcher 3: Wild Hunt – Blood and Wine, aparece como o grande vilão dessa expansão convocando seus semelhantes à batalha. Quando a Lua de Sangue sobre o mundo dos bruxos se torna vermelha, novas raças de monstros despertam, novos vilões surgem e novos heróis ascendem para atender seu chamado.

Juntamente com uma infinidade de novas ferramentas, a Crimson Curse introduz mais de 100 novas cartas jogáveis para o título e habilidades inéditas. A expansão estará disponível para PC, PlayStation 4 e Xbox One no dia 28 de março de 2019. Para mais informações, visite o site oficial e acompanhe as notícias em playgwent.com

Perguntados e Perguntados 2 lançam atualização inspirada no Carnaval do Brasil

Até a segunda semana de março, jogadores dos populares games de trivia da Etermax poderão curtir atualizações inspiradas no evento brasileiro, como novas imagens, ícones e cerca de 1.500 perguntas

Contagiados pelo ritmo brasileiro, os populares jogos mobile de trivia da Etermax, Perguntados e Perguntados 2 acabam de receber uma atualização de Carnaval. Todos os jogadores da América Latina, inclusive os mais de 55 milhões de usuários brasileiros, já podem entrar no clima da folia com muitas novidades nos games, como as cerca de 1500 perguntas temáticas sobre a data.

O conteúdo de cada uma das seis categorias de Perguntas e Perguntados 2 foi renovado e está cheio de curiosidades sobre o carnaval brasileiro.  A atualização também muda temporariamente os ícones dos dois jogos e as imagens da tela de carregamento (splash), tornando a interface muito mais colorida e sintonizada com a ocasião. Até os personagens Willy, Hector, Tina, Tito, Bonzo, Albert e Pop ganharam fantasias para a festa.

Quem jogar os games até a segunda semana de março, ainda poderá aproveitar ofertas especiais nas lojinhas in-game de Perguntados e Perguntados 2. Ajudinhas, vidas, moedas e barras de ouro poderão ser adquiridas a preços especiais e a assinatura de membro VIP custará metade do preço.

Para baixar Perguntados na App Store e na Google Play visite http://bit.ly/perguntadoscarnaval

Para baixar Perguntados 2 na App Store e na Google Play visite http://bit.ly/perguntados2carnaval

Para mais informações sobre a Etermax e Perguntados visite www.etermax.com e www.triviacrack2.com

PES x FIFA

Por Henrique Moita

A muito tempo, vem sendo travada uma batalha nos campos de futebol virtual. Essa disputa se dá entre duas grandes empresas no mundo dos videogames, EA e Konami, que nos entregam anualmente as famosas franquias FIFA e PES (Pro Evolution Soccer), respectivamente.

Lembro que comecei a jogar PES quando, na época, ele ainda era conhecido por aqui como Winning Eleven, nome que ainda é usado no Japão. Nessa época eu tinha um PS2 destravado, por tanto, eu não tinha simplesmente um Winning Eleven, eu tinha um Winning Eleven com o famoso Bomba Patch, 100% atualizado, com todos os times da primeira divisão do futebol brasileiro, e às vezes, contava até com alguns times da segunda divisão. Por esse motivo, sempre fui muito fã da franquia.

Mas, no ano de 2013 a Konami resolveu nos presentear com o terrível PES 2014. E isso ocorreu logo depois de um dos melhores jogos da franquia até hoje já lançados que foi o 2013. Nesse momento a EA agarrou a ótima oportunidade que teve e começou a crescer muito com a sua franquia do FIFA e desde então, ambas empresas vem competindo pra ver quem lança o melhor jogo de futebol e eu venho acompanhando de perto essa disputa. Deixei de ser um fã apenas do PES e comecei a comparar os jogos anualmente, para decidir qual dos dois comprar. Então chegamos ao intuito desse post, comparar ambos os jogos lançados pelas duas empresas, FIFA19 x PES 2019, levando em conta diversos critérios. Logo depois do critério, terá quem eu acho que leva a melhor na comparação, seguido da explicação.

Vamos então as comparações:

  • Gráficos: KONAMI (PES 2019)

Uma das coisas que parece que a Konami mais se dedica, ano após ano é na qualidade gráfica do seu jogo. As faces dos jogadores que ela consegue o licenciamento beiram a perfeição, enquanto a EA fica um pouco atrás nesse quesito, mostrando, muitas vezes faces que nem parecem com jogadores reais. E olha que nessa lista tem nomes muito famosos, como o próprio Neymar. Até Cristiano Ronaldo, garoto propagando desse FIFA19, está muito mais bem feito no PES do que no FIFA;

  • Licenciamento: EA (FIFA19)

É extremamente difícil competir com a EA nesse quesito, eu diria quase impossível, pelo menos por enquanto. FIFA19 leva ampla vantagem na questão dos licenciamentos, contanto com diversas ligas, das mais até as menos conhecidas, incluindo seleções femininas. Quando a questão é exclusividade então, a EA dá um baile na concorrência, contando com a Premier League, a famosa liga inglesa, totalmente licenciada, com os menus e aparências na tela personalizados. A Konami nesse quesito está bem pra trás, mas vem correndo atrás do prejuízo. Esse ano, conseguiu a licença de diversos campeonatos menores, o que é muito importante para a venda nesses países, e também trouxe a exclusividade de diversos times brasileiros o que é extremamente importante para nós, ainda mais quando a própria EA não dá muita bola para o futebol brasileiro em seus jogos e não chega nem a licenciar os jogadores dos times, nos oferecendo nomes e jogadores genéricos para os times aos quais ela pode colocar no jogo. Sei que isso não é muito culpa da EA e sim da burocracia que ela tem que enfrentar para licenciar jogadores brasileiros, mas não custava nada fazer um esforço e conseguir isso também.

  • Narração: EA (FIFA19)

Essa comparação é até um pouco fácil de fazer. Por mais que muitos jogadores de FIFA não gostem da narração do jogo, principalmente por ela ser feita por alguém que não é narrador, que é o caso do Tiago Leifert, não tem como negar que a EA está muito à frente nesse quesito. A narração do Tiago é muito mais fluida que a do Milton Leite (narrador do PES), que por vezes chega a ser meio travada e deixa diversos momentos sem qualquer fala, enquanto a narração da EA quase nunca para, tem diversas curiosidades sobre muitos times e jogadores durante a partida, tornando ela muito mais dinâmica e próximas da realidade. Isso é algo na qual a Konami tem que trabalhar e muito para fazer ficar bom. Muitos jogadores brasileiros do PES preferem colocar a narração argentina ou até mesmo a japonesa.

  • Jogando off-line: EA (FIFA19)

Esse critério foi bem difícil de escolher o vencedor, resultando quase em um empate, mas resolvi dar a vitória para EA, por um simples motivo: Alex Hunter.

O modo história, criado pela EA, dividido em três parte, na qual a última é contada nesse FIFA 19 foi uma sacada excelente da empresa para vender mais. Eu, assim como muitos, fiquei curioso para saber o que mais poderia acontecer com Hunter na sua jornada para se tornar um ídolo mundial no futebol. Nessa versão, também saberemos mais da história da sua meio irmã Kim Hunter e do seu amigo de categoria de base Danny Willians.

Esse modo fez com que o jogo da EA ganhasse nessa categoria, pois, tirando isso, ambos oferecem modos de jogos normais e alguns até divertidos, como o jogo sem regras da EA ou até mesmo o mix de 4 times da KONAMI.

  • Jogando On-line: EA (FIFA19)

Esse modo, ao contrário do off-line, foi bem fácil de determinar o ganhador, por um simples motivo: a KONAMI não tem servidores dedicados ao jogo.

Esse fator faz com que as partidas on-line do PES apresentem muitos lags, pois depende muito da conexão de ambos os jogadores e todos nós sabemos como a internet aqui no nosso país está bem longe de estar entre as melhores.

  • Atualizações dos Times: EA (FIFA19)

Esse também ficou bem fácil de se determinar o vitorioso, até porque, quem inventou essas atualizações, foi a própria EA. A KONAMI copiou a ideia, mas ainda falta muito para chegar aos pés da concorrência. Mas isso não torna o jogo menos atualizado, por um simples motivo, que será nossa próxima comparação.

  • Edição do jogo: KONAMI (PES 2019)

Como o jogo da KONAMI não é atualizado com tanta frequência como o da EA e mesmo quando é, ainda falta algum foco nos times da América do Sul, a própria empresa disponibiliza um menu para podermos editar o jogo inteiro, praticamente.

Nele, podemos colocar os famosos option files, tão conhecidos dos jogadores da KONAMI, onde fica parecendo que o jogo é totalmente licenciado, com a possibilidade de adição e edição de novos jogadores, times, escudos, etc. Nesse modo também existe a parte na qual você mesmo pode fazer as suas transferências, caso não queira esperar a atualização do jogo. Novamente, esse foco é melhor nos times sulamericanos, pois os times europeus até que recebem uma boa atenção da empresa.

Enfim, esses foram os itens que eu avaliei para determinar qual jogo é “melhor”. Em conclusão, caso você queira jogar um SIMULADOR de futebol, creio que o FIFA19 será a sua escolha. Agora, caso você queira um jogo mais ARCADE, para uma diversão maior, certamente o PES 2019 te agradará mais. Porém, gostaria de deixar claro que ambos os jogos são muito bons, mas obviamente, não são perfeitos, você vai ver reclamações de ambas as comunidades, mas o que importa no final é a sua diversão, afinal, é para isso que servem os jogos.

Jogadores se preparam para o “Dia D” no Black Desert Online

O servidor sul-americano do game comemora a chegada do Campo Sombrio com eventos especiais e um Diário de Viagem inédito

Aqueles que jogaram o Black Desert Online recentemente já devem ter passado algumas horas testando o Campo Sombrio, o modo Battle Royale do game. E agora, no próximo dia 27 de fevereiro, o novo modo de jogo será lançado oficialmente no servidor sul-americano do game e, para comemorar, a publisher preparou uma serie de missões especiais para os aventureiros do MMORPG.

Essas missões terão diferentes objetivos, como coletar itens, eliminar inimigos, sobreviver a batalhas e muito mais. Aos jogadores, basta completar a missão diária para receber uma Adaga de Ouro, ou então completar todas as fases para obter uma Caixa de Acessórios de Alta Qualidade II.

Campo Sombrio chega no fim do mês para os jogadores de Black Desert. (Foto: Divulgação)

Quem prefere explorar o mundo vasto e lúdico do Black Desert Online também não ficará sem novidades nos próximos dias, já que a partir da última atualização do game, na manhã de 13 de fevereiro, é possível acompanhar um inédito Diário de Viagem, com registros das incríveis aventuras vividas por Igor Bartali no mundo de Black Desert há cerca de 50 anos. Revivendo suas aventuras, os personagens receberão novas missões que, ao serem completadas, recompensarão os jogadores com um status bônus em seu personagem e toda sua Família.

Nos próximos dias, também será possível aproveitar a data mais romântica no Black Desert Online: o Dia de São Valentim, quando personagens poderão processar Chocolate e aproveitar seus efeitos in-game. Garrafas com Mensagens – que podem conter missões, itens e pergaminhos de chefes – também poderão ser encontradas no oceano durante uma sessão de pescaria. Tudo isso enquanto queimas de fogos de artifício ocorrem em grandes cidades deste vasto universo, Velia, Heidel e Calpheon.

Para os que ainda não fazem parte do time de aventureiros do MMORPG que chegou para revolucionar o gênero, o Black Desert SA preparou uma chave de acesso especial que permite jogar gratuitamente durante o período do evento Desafio do Nível 56. Após criar uma nova conta e resgatar o código “Achieve56levels” no site oficial do game, basta alcançar o nível 56 com um personagem dentro de 14 dias para receber um passe de jogo permanente. Mais detalhes sobre todos os conteúdos, eventos e promoções em: https://blackdesert.playredfox.com

Razer expande a linha Quartz com nove produtos na cor rosa

Menos de um ano após o lançamento dos estilosos periféricos pink, Razer amplia a linha com mouse, teclado, headset, mousepad, microfone, controle wireless para PS4, suporte para headset, capa de celular e notebook 

A Razer, marca líder mundial em estilo de vida para gamers, anuncia uma grande ampliação da sua linha de produtos Quartz Pink, que foi lançada em 2018 e em pouco tempo se tornou um sucesso de vendas em todo o mundo. Com a atualização, os jogadores terão ainda mais opções de estilosos periféricos e acessórios cor-de-rosa para utilizarem no PC, consoles e Razer Phone. Além de um novo mouse, um teclado, um headset e um mousepad –  que já faziam parte da linha e foram atualizados – , chegam à família Quartz Pink um microfone, um suporte de headset, um controle para PS4, uma capinha de celular e um notebook gamer Razer Blade Stealth 13’’. Os lançamentos já estão disponíveis nos Estados Unidos e Europa e chegarão ao Brasil a partir de abril.      

Linha rosa da Razer. (Foto: Divulgação)

“Nossos fãs pediram novos produtos Quartz Pink, nós ouvimos e demos um banho de rosa e cinza a alguns dos mais recentes lançamentos da marca. Os jogadores terão uma verdadeira vantagem tanto na performance quanto no visual”, disse Min-Liang Tan.

A linha Quartz Pink, que chegou ao mercado em 2018 com apenas quatro itens, tem mais nove produtos:

  • Mouse Razer Basilisk
  • Mouse pad Razer Goliathus Extended
  • Teclado Huntsman
  • Headset Kraken 3ª geração
  • Controle Raiju Tournament Edition para PS4
  • Microfone Seiren X
  • Suporte para Headset com Razer Chroma
  • Capa protetora para o Razer Phone 2
  • Laptop Razer Blade Stealth 13’’

Primeiro DLC de Dakar 18 pronto para chegar na América do Sul novamente!

“Desafío Ruta 40 Rally” é o primeiro desafio da Série Dakar, mais conteúdo surpresa adicional “Desafío Inca Rally”

A Bigmoon Entertainment lança os primeiros DLCs para a simulação de ralis cross-country Dakar 18. O já anunciado “Dakar Series: Desafío Ruta 40” está agora disponível gratuitamente para PlayStation®4, Xbox One e PC através das respectivas páginas da loja digital. Além deste DLC, a equipe também está lançando um conteúdo adicional gratuito: o “Dakar Series: Desafío Inca Rally” e muito mais.

Dakar Series – Desafío Ruta 40:

O “Desafío Ruta 40 Rally” faz parte da mundialmente famosa “Série Dakar”, uma série de ralis de cross country e é o primeiro evento desta série a ser adicionado ao Dakar 18. A corrida aconteceu entre os dias 27 e 31 de agosto. 2018 na Argentina. Assim como no jogo principal, a equipe da Bigmoon Entertainment concentrou todos os seus esforços em simular esse desafio para torná-lo o mais realista possível. Isso expandiu o mundo já existente do jogo principal em 12.000 km² adicionais, incluindo cinco novas etapas em torno do belo interior da Argentina. Para garantir que os jogadores não se percam no mundo desafiador, o DLC inclui novos road books – novamente com base nos materiais originais entregues aos pilotos durante o evento.

Dakar Series – Desafío Inca Rally:

O “Desafío Inca” faz parte da mundialmente famosa “Série Dakar”, uma série de ralis de cross country e é o segundo evento desta série a ser adicionado ao Dakar 18. A corrida aconteceu entre os dias 13 e 16 de setembro de 2018 no Peru. Assim como no jogo principal, a equipe da Bigmoon Entertainment concentrou todos os seus esforços em simular esse desafio para torná-lo o mais realista possível. Este DLC celebrará o Rally Dakar deste ano sendo no 100% Peru e trará 3 novas etapas ao redor do magnífico deserto de Ica. Como de costume, este novo desafio inclui novos road books – novamente baseados nos materiais originais entregues aos pilotos durante o evento.

Museu do Videogame Itinerante pela primeira vez no Shopping Metrô Itaquera

Evento reúne mais de 300 consoles, torneio de jogos, concurso de cosplay e campeonato de Just Dance

O Shopping Metrô Itaquera promove evento totalmente gratuito e aberto ao público, que resgata 46 anos de história dos videogames durante os dias 9 a 24 de fevereiro. Além da exposição com mais de 300 consoles de todas as gerações, visitantes contarão com torneios de jogos antigos, concurso de cosplay e torneio de Just Dance.

Diegho San, o brasileiro que é bicampeão mundial de Just Dance, será uma das atrações do Museu do Videogame Itinerante, durante o período de duração do evento no centro de compras. A atração traz mais de 300 consoles de todas as gerações em exposições, dezenas de videogames antigos para jogar, além de contar com o Palco Just Dance, simuladores de corridas, torneios de jogos antigos e atuais, controles gigantes e as áreas PlayStation VR, Nintendo Switch e Xbox One X. 

Museu Intinerante do Videogame chega ao Shopping Itaquera. (Foto: Divulgação)

A exposição totalmente interativa resgata quatro décadas de história da evolução dos videogames. De acordo com Cleidson Lima,  curador do Museu do Videogame, entre as relíquias estão o primeiro console fabricado no mundo, o Magnavox Odyssey, de 1972; o Atari Pong (primeiro console doméstico da Atari), de 1976; Fairchild Channel F, de 1976 (primeiro console a usar cartuchos de jogos); o Telejogo Philco Ford, de 1977 (o primeiro videogame fabricado no Brasil); o Nintendo Virtual Boy, de 1995 (primeiro a rodar jogos 3D); o Vectrex, de 1982 (console com jogos vetoriais que já vinha com monitor); o Microvision (primeiro portátil a usar cartucho), de 1979 e o R.O.B (robozinho lançado juntamente com o Nintendo 8 bits, em 1985).

Um dos diferenciais do Museu do Videogame Itinerante é que, além de conhecer consoles e jogos raros, os visitantes também podem jogar em alguns videogames que fizeram história, tais como o Telejogo Philco-Ford, Atari 2600 , Odyssey, Nintendinho 8 bits, Master System, Mega Drive, Sega CD, Super Nintendo, Neo Geo, Panasonic 3DO, Turbografx, Nintendo 64, Game Cube, Sega Dreamcast, Xbox, Playstation 1, PlayStation 2, entre outros. 

Além das ilhas de antiguidades, o Museu do Videogame Itinerante também tem espaço para as novas gerações de consoles. Os visitantes poderão conhecer e jogar lançamentos da PlayStation em totens multimídia com PlayStation 4 já conhecidos nos grandes eventos de games no Brasil e no exterior. É possível também pilotar supermáquinas em cockpits para PS4 que trazem gráficos como se estivesse em uma pista real. 

Outra área de destaque será a do PlayStation VR, na qual os visitantes poderão experimentar a nova tecnologia de realidade virtual para os consoles PlayStation 4. Para os amantes da Nintendo, o evento contará ainda com a área do Switch, novo console da companhia japonesa que será uma mistura de console e portátil. Atração é o novo console da Microsoft: o Xbox One X.

Para aqueles que curtem dançar e suar a camisa, uma outra atração no evento será o palco Just Dance. Nele, o jogador é desafiado a imitar os mesmos movimentos de dançarinos profissionais virtuais e, assim, alcançar a melhor pontuação no ranking do evento. Os mais bem colocados poderão, inclusive, participar do concurso Just Dance, da Ubisoft, e faturar brindes e prêmios.

Um dos momentos mais aguardados será o concurso de cosplay, atividade em que as pessoas se caracterizam e interpretam seus personagens preferidos de anime (animações japonesas), mangá (quadrinhos japoneses) ou videogames.

Para mais informações sobre o Museu do Videogame, basta acessar o endereço www.facebook.com/museudovideogameitinerante ou o site www.museudovideogame.org.

Serviço

Museu do Videogame Itinerante

Data: 09 a 24 de fevereiro

Local: Shopping Metrô Itaquera (Av. José Pinheiro Borges, Itaquera, Praça de Eventos em frente à Nike)

Horário: De segunda-feira a sábado, das 10 às 22 horas, domingos e feriados, das 14 às 20 horas

Entrada gratuita

Far Cry New Dawn: Trailer de História



 Os problemas acabam de se tornar reais. Enfrente bandidos implacáveis e suas líderes, As Gêmeas, enquanto tentam sobreviver em um perigoso ambiente pós-apocalíptico. Forme alianças inesperadas, monte um arsenal mortal a partir de sucatas de equipamentos e outras armas, e acabe com qualquer ameaça. Por um tempo houve paz e prosperidade, mas tudo está um caos novamente! Far Cry New Dawn chega ao PS4, Xbox One e PC em 15 de fevereiro de 2019.

Mais informações em www.farcrygame.com