Arquivo da categoria: Livros

Novo romance de John Green terá lançamento mundial em outubro

Tartarugas até lá embaixo, o livro mais esperado do ano, chega ao Brasil pela Intrínseca, que prepara uma tiragem inicial de 200 mil exemplares para a obra

image.pngAguardado por milhões de leitores em todo o mundo, o novo romance do norte-americano John Green chega às livrarias no dia 10 de outubro. Intitulado Tartarugas até lá embaixo, o livro, que teve a capa divulgada nos EUA na semana passada, é o primeiro lançado pelo autor em seis anos. O supercelebrado John Green tem quatro best-sellers publicados no Brasil pela Intrínseca — entre os quais estão A culpa é das estrelas e Cidades de papel, adaptados para o cinema com estrondoso sucesso. Juntos, os livros venderam no país mais de 4,5 milhões de exemplares. Para o lançamento de Tartarugas até lá embaixo, a editora prepara uma impressionante tiragem inicial de 200 mil cópias.

A trama de Tartarugas até lá embaixo acompanha Aza Holmes, uma menina de 16 anos que decide investigar o paradeiro de um bilionário desaparecido misteriosamente. Aza faz de tudo para agir como uma grande detetive, enquanto tenta também ser uma boa filha, amiga e aluna. Paralelamente, ela precisa ainda encontrar formas de lidar com seu transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Tartarugas até lá embaixo é sem dúvida o mais pessoal dos livros de John Green, autor que desde criança teve a rotina afetada pelo TOC. Recheado de frases sublinháveis e repleto de referências à cultura pop, o livro fala sobre amizades duradouras, reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e — por que não? — estranhos répteis neozelandeses.

Tartarugas até lá embaixo

De John Green

Editora: Intrínseca

Tradução: Ana Rodrigues          

256 páginas

Impresso: R$ 34,90

E-Book: R$ 22,90

SHOPPING METRÔ TUCURUVI TRAZ LITERATURA COM MUITA DIVERSÃO EM FEIRA DO LIVRO

Evento recebe o ilustrador Eduardo Vetillo para sessão de fotos e autógrafos e programação de atividades gratuitas

Os amantes da literatura têm o melhor ponto de encontro em agosto e setembro, a Feira do Livro do Shopping Metrô Tucuruvi. O evento é realizado em parceria com a Pé da Letra Editora. Famílias e amigos podem aproveitar atrações gratuitas nos finais de semana, como show de mágica, contação de histórias, teatro com fantoches, escultura de bexigas e visita do ilustrador Eduardo Vetillo, no espaço montado no Piso Plataforma.

SMT_2ª Feira do Livro (2).jpg
Shopping Metrô Tucuruvi recebe no edição da Feria do Livro. (Foto: Divulgação)

“A criatividade é a principal marca do universo literário, por isso, trouxemos uma experiência única para os nossos clientes”, convida Laís Marques, gerente de Marketing do Shopping Metrô Tucuruvi.

A Feira do Livro traz clássicos infantis e infanto-juvenis como Chapeuzinho VermelhoAlice no País das Maravilhas, além dos lançamentos Os Segredos dos Super-Heróis e Linhas e Letrinhas. Os adultos contam com sessão especial que reúne romance, ficção e gastronomia. Os preços das obras variam de R$ 5 a R$ 70.

Confira a programação de atividades culturais gratuitas:

·         Sábado, dia 19, às 15h | Sessão de fotos e autógrafos com Eduardo Vetillo

·         Domingo, dia 20, às 16h | Hora do Conto

·         Sábado, dia 26, às 15h | Show de Mágica

·         Domingo, dia 27, às 16h | Bola Mania e esculturas de balões

Feira do Livro no Shopping Metrô Tucuruvi

Datas: até 14 de setembro

Horário: segunda-feira a sábado, das 10 às 22h, e domingo, das 12h às 20h

Atrações gratuitas nos finais de semana

Local: Piso Plataforma

Endereço: Av. Dr Antonio Maria Laet, 566 – Tucuruvi – São Paulo

Autora niteroiense que já vendeu mais de 120 mil exemplares estreia na Galera Record

image004 (1).jpgA niteroiense FML Pepper é um fenômeno literário desde que estreou, escrevendo e publicando suas histórias de forma independente na internet. Foi a única brasileira escolhida pela Amazon americana, por exemplo, entre as doze personalidades femininas do mundo que fizeram diferença na literatura em 2015. Sua trilogia “Não pare!” vendeu mais de 120 mil exemplares e passou dois anos no ranking de títulos mais vendidos da Amazon. Em agosto, chega às livrarias “Treze”, a estreia de Pepper pela Galera.

A trama acompanha as vidas de Rebeca e Karl. Ela é uma jovem ladra profissional. Treinada desde criança pela própria mãe para aplicar golpes impecáveis, ela também herdou da matriarca um cinismo mordaz: Rebeca não acredita em nada que envolva fé ou sentimentos, e os números e a lógica são a única “religião” que norteia sua vida. Mas isso vai mudar quando as previsões feitas por acaso por uma cartomante começarem a se realizar e a moça se vir perseguida por um grupo de criminosos.

Do outro lado, Karl é um lutador de MMA que sofre um acidente durante uma luta. Com um coágulo inoperável no cérebro, ele precisa adotar uma vida mais tranquila sob o risco de morrer a qualquer momento. Mas, quando ele conhece Rebeca, vai jogar tudo para o alto na tentativa de ajudar a garota.

FML Pepper começou a escrever por acaso: temporariamente presa a uma cama devido a uma gravidez de alto risco, a até então bem sucedida dentista descobriu uma nova vocação. Dona de uma página cheia de seguidores apaixonados nas redes, ela foi escolhida pela Amazon americana uma das personalidades femininas que fizeram a diferença na literatura em 2015, e levou ainda o 1º lugar de ficção juvenil na Amazon Brasil em 2016. Mora em Niterói com o marido e o filho.

Meg Cabot escreve para adultos em “O garoto está de volta”

image004.jpgNa série “Garotos”, Meg Cabot usa sua escrita engraçada e espertinha na construção de tramas para adultos. Os livros “O garoto da casa ao lado”, “Garoto encontra garota” e “Todo garoto tem” têm histórias independentes, mas um traço comum: nesta franquia, Meg experimenta com a linguagem, narrando a história por meio de e-mails, mensagens de texto, posts no Facebook , reportagens de jornal e páginas de diário, por exemplo.

É assim também em “O garoto está de volta”, que chega às livrarias pela Galera em agosto. O enredo acompanha o relacionamento complicado entre Becky Flowers e Reed Stewart. Os dois foram namorados na época da escola, mas um incidente no dia do baile de formatura acaba separando o casal. Ele vai embora da pequena Bloomville, torna-se um jogador de golfe famoso, e nunca mais retorna à cidade natal. Ela fica por lá e transforma-se numa bem sucedida profissional no ramo de realocação de idosos.

Um escândalo com os pais de Reed o fará retornar dez anos depois. E Becky vai ser  contratada pela família Stewart para ajudar. Sem conseguirem evitar um ao outro e ainda cheios de perguntas e sentimentos que acreditavam pertencer ao passado, os dois vão ter muito o que resolver. Os personagens secundários absolutamente disfuncionais garantem o humor que é característica marcante da autora.

Meg Cabot nasceu em Bloomington, Indiana. Trabalhou como ilustradora e é autora das séries “O diário da princesa”, “A mediadora” e “Desaparecidos”, entre outras. Seus livros venderam mais de 25 milhões de exemplares no mundo.

Verus lança o livro interativo “Só se vive uma vez”

Nele, o leitor pode escolher os rumos da história

image003.jpg“Só se vive uma vez” é o segundo volume da série “Pense rápido”, de Bridie Clark. Neste livro interativo, cabe ao leitor construir a história colocando-se na pele da personagem principal e tomando decisões. No final de cada capítulo há opções de rumos a serem seguidos, um convite para criar uma história única a cada vez.

A Academia Kings é uma escola de ensino médio bastante elitizada cujos alunos vêm das famílias mais ricas da cidade. Este pode ser um lugar difícil para um bolsista se acostumar, mas depois de vencer a primeira etapa no livro anterior, chegou a hora de assumir a postura de veterano. É preciso lidar com o estresse de se manter em dia com uma grande quantidade de trabalhos. Sem contar com as festas incríveis de aniversário de dezesseis anos realizadas por boa parte das meninas da classe.  Para bancar isso tudo, talvez seja preciso um trabalho. Mas isso cabe ao leitor decidir. Será que é melhor um emprego como babá na cidade (e fingir não notar o flerte descarado do pai da criança)? Ou um estágio no New York Times — oferecido em forma de suborno? O que escolher: ir para uma superfesta em Palm Beach ou se esbaldar em Kentucky?  Quaisquer que sejam as decisões que você tome, o ano promete ser inesquecível.

Bridie Clark trabalhou como editora de livros e revistas e já escreveu para o New York Times, Vanity Fair, New York Magazine. Seu primeiro romance, “Porque ela pode”, foi publicado em dezenove países. Atualmente vive em Greenwich, em Connecticut, com o marido e a filha.

Romance adolescente e infância traumática são temas de “O problema do para sempre”, lançamento de agosto da Galera

image004.jpgEm “O problema do para sempre”, a best-seller Jennifer L. Armentrout embarca numa trama dramática para contar a história de superação de Mallory. A adolescente teve uma infância difícil e sobreviveu a lares onde o silêncio era a melhor opção diante dos abusos. Ela só conseguiu sobreviver a tudo isso graças a Rider, um companheiro de abrigo que, mesmo sendo apenas 6 meses mais velho, atuava como seu protetor. Até que um dia, depois de uma surra das grandes, ele desaparece.

Quatro anos depois, Mallory vive bem melhor, numa casa com pais adotivos e amorosos. Ela estudou em casa durante todo esse tempo, mas chega a hora de finalmente ir a uma escola de verdade no último ano do Ensino Médio. Falar em público e expressar suas opiniões serão apenas algumas de suas dificuldades porque, no primeiro dia, ela dá de cara com Rider. E os sentimentos que nutria pelo então amigo aparecem com força. Mas os traumas também são fortes do lado de lá, e agora é ela quem precisará ajudá-lo.

Além do retrato preciso da primeira paixão adolescente, a autora ainda fala sobre a superação de traumas e a importância de se encontrar a própria voz num mundo em que as vontades externas sempre tentam se sobrepor.

Jennifer L. Armentrout vive em West Virginia com o marido e os cachorros. Começou a escrever nas aulas de álgebra, e é autora dos livros da Saga Lux, entre outros best-sellers.

Thriller argentino “Mate o próximo” chega às livrarias pela Verus

image005.jpgAo ser diagnosticado com um tumor no cérebro, Ted McKay acredita que a melhor saída é o suicídio, ainda que ele tenha uma família perfeita, com um trabalho digno e duas filhas maravilhosas. Decidido, ele organiza tudo. A esposa e as meninas estão viajando e ele tem a casa toda para pôr o plano em prática. Ted se preocupa em deixar um bilhete para a mulher afim de se certificar de que será ela quem irá encontrar o seu corpo e não as filhas pequenas. Ele escolhe também o melhor local para cometer o suicídio e retira todas as fotos da família de vista para que não corra o risco de se arrepender.

Porém, quando está prestes a apertar o gatilho, Ted é surpreendido pelo toque insistente da campainha.  Do outro lado da porta está Justin Lynch, um homem que aparentemente sabe bastante coisa a respeito de Ted e, por isso, lhe faz uma proposta: participar de uma espécie de “rede de assassinatos”. Primeiro, Ted precisa matar Blaine, um homem que assassinou a ex-namorada a facadas e saiu impune. Logo em seguida o alvo será Wendell, um empresário famoso que também pretendia se suicidar. Garantindo a justiça à família da ex-namorada de Blaine e permitindo o descanso almejado pelo ricaço Wendell, Ted será mais uma parte desta corrente e, ao invés de precisar se matar, poderá esperar pela próxima pessoa desta “rede” que irá garantir que sua morte seja fruto de uma fatalidade e não de um suicídio.

Ted aceita a proposta do estranho homem, sem imaginar que este é apenas o começo de um jogo macabro de manipulações. Alguém plantou um caminho de migalhas, que Ted vai recolher. Alguém que o conhece melhor que ninguém, que o fará duvidar de suas próprias motivações e também das pessoas que o cercam.

Federico Axat foi considerado uma revelação na literatura argentina. O autor se inspira nas obras de Stephen King para compor suas histórias. “Mate o próximo” teve os direitos de tradução vendidos para 34 idiomas e Michael Sugar, deSpotlight: segredos revelados será um dos produtores na adaptação do livro para os cinemas.

Sobre o autor

Federico Axat nasceu em Buenos Aires em 1975, é engenheiro de profissão, mas, por interesse e vocação, acabou se dedicando também à escrita. Sua obra se caracteriza por altas doses de suspense, reviravoltas surpreendentes e finais sempre inesperados.

“Perto o bastante para tocar” chega às livrarias este mês pela Bertrand Brasil

image004.jpgJubilee tem uma doença rara: ela é alérgica ao toque de outras pessoas, o que dificulta o seu convívio social. Sua vida se resume a roupas compridas e luvas para que nunca seja pega desprevenida. Até que certa vez, no colégio, ela foi beijada por um garoto e quase morreu. Além do fato de ter ficado hospitalizada, Jubilee ainda precisou lidar com a descoberta de que tudo não passou de uma aposta.

Humilhada, ela decidiu ficar em casa. Isso foi há nove anos e desde então Jubilee não pisou mais na rua. Pouco tempo depois do incidente na escola, sua mãe se casou e foi morar com o marido. Mas isto não foi um problema para Jubilee. Ela até se surpreendeu com a quantidade de coisas que poderia resolver através de um computador: faculdade, compras, cursos em Havard, pagar contas, conversar com desconhecidos em chats… Mas um dia seu padrasto ligou informando o falecimento da esposa e agora, sem a mesada que recebia da mãe, a jovem vai precisar arranjar um emprego. O que significa ter contato direto com outras pessoas.

Jubilee começa a trabalhar na biblioteca da cidade e é lá que conhece Eric, um homem divorciado que adotou o afilhado após os pais do menino falecerem. Deste encontro surge um interesse mútuo e Eric e Jubilee precisarão superar diversas situações para ficarem juntos.

Colleen Oakley é a autora best-seller de “Antes de partir”, escolhido pela revista People como um dos melhores livros do ano de 2015, além de ter conquistado indicações pela US Weekly e pelo Library Journal. Ela é jornalista e atualmente vive em Atlanta com o marido e dois filhos.

Sofi Oksanen surpreende ao escrever romance com tons fantásticos

Autora de “As vacas de Stálin”, “Expurgo” e “Quando as pombas desapareceram”, finlandesa mantém neste novo a crítica social de livros anteriores

image004.jpgApós o suposto suicídio de sua mãe, Norma Ross se vê sozinha no mundo. As duas foram companheiras por toda a vida, unidas pelo laço de sangue e por um grande segredo. Há uma magia em Norma — ao mesmo tempo uma dádiva e uma maldição: seus cabelos crescem muito mais rápido que o normal, sensíveis à menor mudança de humor. Por isso, Norma e sua mãe, Anita, fizeram de tudo para proteger esse segredo de um mundo que a trataria como uma aberração, um caso a ser estudado. No entanto, agora, após a morte de Anita, Norma encontra fotos e vídeos no apartamento da mãe que revelam que ela sabia muito mais sobre seu problema do que dizia.

Para encontrar as respostas sobre a morte de Anita, Norma passa a trabalhar no salão de cabeleireiro onde a mãe trabalhava. Mas, assim como Norma tem seus motivos para querer esse emprego, Lambert, o dono do salão e chefe de uma família ligada ao crime organizado, tem suas razões para querer manter a jovem sob vigilância constante. Presa numa rede de mentiras e paranoia, Norma precisa lutar por sua liberdade — e para encontrar a verdade.

Norma é um drama familiar sombrio com tons fantásticos. Sofi Oksanen tece uma história fascinante enquanto, de forma elegante, une passado e presente, introduzindo personagens e um mundo instigantes.

 SOBRE A AUTORA

Sofi Oksanen nasceu em 1977 na cidade de Jyväskylä, na Finlândia. Com seu romance de estreia, As vacas de Stalin, foi lançada à elite de escritores europeus, tornando-se uma das vozes mais poderosas da literatura contemporânea. O livro Expurgo fez de Oksanen um fenômeno de vendas nos países escandinavos e se tornou o primeiro romance a ganhar os dois prêmios mais prestigiados da Finlândia — o Prêmio Finlândia (2008) e o Prêmio Runeberg (2009). Em 2010, ganhou o Prêmio Literário do Conselho Nórdico e Le Prix du Roman FNAC, prêmio francês que pela primeira vez contemplou um autor estrangeiro. E, em 2013, recebeu o Prêmio Nórdico da Academia Sueca pelo conjunto de sua obra.

 

Chega às livrarias novo livro da série StarCraft

Baseado no aclamado jogo da Blizzard, “StarCraft: Evolução” desenvolve as tensões remanescentes após o fim da guerra entre terranos, zergs e protoss

image004.pngInspirado no universo de StarCraft, da Blizzard Entertainment, uma das maiores desenvolvedoras de softwares de entretenimento do mercado, responsável por alguns dos jogos mais aclamados pela crítica especializada, chega às livrarias este mês pela Galera o livro “StarCraft: Evolução”. No último capítulo da saga StarCraft, escrita por Timothy Zahn, as três poderosas facções — protoss, zergs e terranos — entraram em um cessar-fogo depois de quase uma década em uma guerra violenta. No entanto, a paz ainda está longe de ser uma realidade.

Apesar disso, o Imperador Valerian Mengsk está determinado a governar de maneira diferente de seu pai, Arcturus, e manter a paz. Por isso, deixando de lado o próprio receio, ele concorda em atender ao chamado urgente da super-rainha do Enxame zerg, Zagara. Ela afirma que o Enxame mudou e que tudo o que os zergs mais desejam é viver em paz enquanto restituem a vida ao planeta Gystt, destruído pelos protoss.

No entanto, uma equipe de inspeção de terranos e protoss enviada para investigar o lugar começa a suspeitar que nem todos os zergs estão de acordo com os planos pacíficos de Zagara. O planeta Gystt esconde segredos obscuros que, se forem libertados, levarão desastre a todo o universo.

Timothy Zahn é bacharel em física pela Michigan State University e mestre pela University of Illinois. Ele é autor de mais de quarenta romances, quase noventa contos, novelas e quatro coleções de short-fiction. Em 1984, ganhou o Hugo Award por melhor novela. Zahn é mais conhecido por seus romances inspirados no universo de Star Wars, entre elesHerdeiro do ImpérioAscensão da Força Sombria e O Último Comando.