Arquivo da categoria: Sem categoria

“Papillon”, “A Primeira Noite de Crime” e mais estreias do streaming

Lista traz os lançamentos da semana no Looke

Confira as grandes estreias do cinema que chegam nessa semana ao catálogo do Looke, serviço brasileiro de streaming que conta tanto com o modelo de assinatura quanto o de compra e aluguel digital.

Papillon estreia no Looke. (Foto: Divulgação)

  • O Mistério do Relógio na Parede (Família, Comédia, Fantasia – já disponível): Lewis, de apenas 10 anos, acaba de perder os pais e vai morar em Michigan com o tio Jonathan Barnavelt. O que o jovem não tem ideia é que seu tio e a vizinha da casa ao lado, Sra. Zimmerman, são, na verdade, feiticeiros. Com Cate Blanchett e Jack Black.
  • A Primeira Noite de Crime (Terror, Ação – já disponível como pré-lançamento): Prelúdio que monstra o início da história da franquia de sucesso. Quando um novo partido político ascende nos Estados Unidos, é anunciado um novo experimento social.
  • Papillon (Drama, Crime – estreia dia 24): Henri Charrière, chamado de Papillon, pequeno bandido do subúrbio de Paris da década de 30, é condenado à prisão perpétua por um crime que não cometeu. Estrelado por Charlie Hunnam e pelo vencedor do Globo de Ouro 2019 e indicado ao Oscar de melhor ator Rami Malek.
  • Estas Me Matando Susana (Romance, Comédia, Drama – estreia dia 24): Susana deixa seu marido Eligio (Gael García Bernal) e parte para os EUA. Desesperado, ele vai atrás dela. Fora de seu país, sem falar o idioma e rejeitado, ele terá que superar tudo isso para reconquistar Susana.
  • Gintama (Ação, Comédia, Aventura – estreia dia 28): Live action baseado no mangá homônimo de grande sucesso mundial. Em um universo onde a humanidade foi conquistada por alienígenas, os samurais do Japão lutam contra os invasores e acabam derrotados.

Completam os lançamentos da semana na plataforma:

  • Best F(r)iends Volume II
  • Um Sonho na Índia
  • Legalize Já – A Amizade Nunca Morre
  • The New Romantic
  • Terror Extremo
  • O Colar de Coralina
  • A Disputa
  • Circus Kane – O Circo dos Horrores
  • Amigos Alienígenas

“Rapsódia – o Musical” estreia em Janeiro no Teatro Serrador

O espetáculo “Rapsódia – O Musical” estreia temporada no Teatro Serrador (RJ). Com uma pegada que promete agradar aos fãs de Rocky Horror ou Sweeney Todd, o revival de Rapsódia – O Musical estreia dia 10 de janeiro e fica até 16 de fevereiro com sessões às quintas, sextas e sábados, às 19h30.

Apresentado pela primeira vez em 2013, o espetáculo da Cerejeira Produções, volta aos palcos repaginado. Com novas canções e direção, ele ganhou um ar mais contemporâneo.

“Rapsódia – O Musical” estreia no Teatro Serrador, no Rio de Janeiro. (Foto: Renato Marques)

– Pode se dizer que quem assistiu o Rapsódia no passado vai viver uma nova experiência, bem mais sangrenta. No revival, haverá muito sangue no palco, mas não é para se enganar, o musical conta com muito humor e músicas divertidas – diz Mau Alves, que assina o texto e direção. 

A história é contada por Pátrio (Hugo Kerth), um jovem sonhador que viaja para a cidade de Rapsódia a convite do seu primo mais velho, Jeremias (Mau Alves), que é dono de uma fábrica de sabonetes. Lá, ele conhece Rubi (Joana Mendes), Coné (Gustavo Klein) e Catarina (Julia Morganti), funcionários bem excêntricos do seu primo. Ao longo da história, Pátrio descobre um porão abandonado que esconde um segredo bem macabro.

No elenco ainda estão Anna Claudiah Vidal, Camila Matoso, a drag Velma Real, Isabela Quadros, Malu Cordioli, Clara da Costa, César Viggiani, Robson Lima e Vitor Lima.

SERVIÇO: 

Rapsódia – O Musical

Teatro Serrador

R. Sen. Dantas, 13 – Centro, Rio de Janeiro – RJ

Tel: (21) 2220-5033

Temporada: 10 de Janeiro a 16 de fevereiro

Quintas, sextas e sábados, às 19h30

Lotação: 276 lugares

Classificação etária: 16 anos

Duração: 70 minutos

Ingressos: 40 reais (inteira)

FICHA TÉCNICA:

Elenco: Mau Alves, Julia Morganti, Gustavo Klein, Hugo Kerth, Joana Mendes, Anna Claudiah Vidal, Camila Matoso, a drag Velma Real, Isabela Quadros, Malu Cordioli, Clara da Costa, César Viggiani, Robson Lima e Vitor Lima

Gênero: Musical

Texto e direção: Mau Alves

Direção Musical: Tony Lucchesi

Direção Coreográfica: Clara da Costa

Letras: Mau Alves e Sarah Benchimol

Direção Residente: Ana Varella

Iluminação: Rubia Vieira

Cenografia: Renato Marques

Designer de Som: Rodrigo Oliveira – 220 Decibéis

Figurino: Carmen Costa

Assistente de Direção: Andressa Tristão

Assessoria de imprensa: MercadoCom – Ribamar Filho

Realização: Cerejeira Produções

Levi’s® Women’s High Rise

A visão da Levi’s® High Rise para Primavera/Verão 2018

A Levi’s® conquista a lealdade dos fãs, geração após geração, com um espírito inovador desde 1873, apresenta sua nova coleção Women’s High Rise. Nesta temporada ela amplia a série 700 de modelos High Rise para incluir o novíssimo 724 High Rise Straight Leg. Junto com os já conhecidos 720 e 721 – super skinny e skinny – o novo 724 segue a mesma filosofia da cintura alta Levi’s®: a parte de cima do seu jeans é onde o fit perfeito acontece, enquanto a parte debaixo – reta ou skinny, longa ou cropped – é onde você adiciona seu estilo pessoal. Com um fit idêntico ao 720 e ao 721 na parte de cima, a calça reta 724 abre na parte debaixo, oferecendo uma nova forma de compor sua silhueta.

Coleção Women’s High Rise. (Foto: Divulgação)

O novo 724 High Rise tem cintura alta e perna reta – idêntico ao 721 na parte de cima, e similar ao icônico 501® na parte debaixo, trazendo o melhor dos dois mundos – e estará disponível tanto no comprimento normal quanto cropped.

Cachoeira, rio, nascente, represa ou piscina? Brotas tem todas as opções para se refrescar

A época de calor é perfeita para as atividades na água na capital do turismo de aventura

Já com temperaturas de verão, viajar para um destino de muita natureza e com várias opções para banho em água doce é um privilégio. Pois em Brotas, a capital do turismo de aventura, o turista pode escolher entre se refrescar em cachoeiras – são mais de 20 abertas à visitação -, no Rio Jacaré-Pepira, um dos mais limpos do Estado de São Paulo, na Represa do Patrimônio, lago de aproximadamente 14,5 hectares, na famosa nascente Areia que Canta, onde é possível acompanhar a água do Aquífero Guarani brotar do solo, jogando para cima pequenos grãos de areia muito brancos, e em piscinas dos ecoparques abertos para day use.

Aliás, há novidade no Ecoparque Recanto das Cachoeiras. Acaba de entrar em operação uma piscina semiolímpica com borda infinita e vista para um vale de encostas de vegetação preservada que poderia ser cenário de filme, tamanha a beleza! Não bastasse a vista espetacular, a piscina de 500 mil litros de água tem área que simula correnteza e cachoeira, é aquecida e tem bar molhado. E, do lado, spa com hidromassagem ao ar livre. Perfeito para relaxar após fazer as trilhas que levam às três cachoeiras da propriedade ou para quem quer mesmo é descansar.

Essa é a época do ano perfeita para as atividades na água em Brotas. Com sol forte no céu e temperaturas facilmente batendo os 30 graus, até as cachoeiras, que geralmente são mais frias, estão agradabilíssimas para banho e nado. Na terra do cantor Daniel, água significa aventura. São mais de dez atividades aquáticas. A mais conhecida é o rafting. Mais que uma atividade de aventura, descer o Jacaré-Pepira, passando pelas quedas, em bote inflável é uma experiência que propicia aos participantes enfrentar desafios, trabalhar em grupo e interagir com a natureza. Outra maneira de descer o rio é em caiaque. Mais rápido e ágil que o bote do rafting, é mais adrenalina.

Também vale muito a pena fazer boia-cross. Acomodado em uma boia individual, o turista deixa-se levar pela correnteza por um trecho do Jacaré-Pepira de corredeiras mais suaves ou medianas. Tradição entre os brotenses desde a década de 60, a atividade possibilita uma profunda interação com a natureza já que, além de estar dentro da água, há tempo e silêncio para observar a natureza às margens do rio. Se preferir algo mais tranquilo, o turista pode flutuar no rio usando coletes salva-vida, atividade muito relaxante. Na água, há ainda outras opções como canoagem, stand up paddle, aquaball, circuito cable e rapel.

Não há como não se render às águas de Brotas. Aliás, uma das quatro hipóteses para a origem do nome “Brotas” é em função dos vários “olhos d´água” existentes. E o município sabe aproveitar este rico recurso. Em 1911, já produzia a própria energia elétrica graças às corredeiras do Jacaré Pepira. A antiga Casa das Máquinas, localizada no interior do Parque dos Saltos, é testemunha da história. Outro exemplo é a Usina Jacaré, que funcionou entre 1944 e 1970 e para a qual as águas do rio foram represadas, formando a Represa do Patrimônio. Atualmente, Brotas usa suas águas para o turismo, atividade que cresce a cada ano. Sorte é de quem aproveita essa riqueza.

Serviço

Brotas fica a 240 quilômetros da capital São Paulo e é acessada por rodovias duplicadas, como a Bandeirantes, Anhanguera e Washington Luís.

David Lloyd virá pela primeira vez à CCXP

Quadrinista de “V de Vingança” estará todos os dias no maior Artists’ Alley do Hemisfério Sul

A menos de uma semana para o início do maior festival de cultura pop do planeta, a CCXP anuncia mais uma grande atração de seu line-up. O cocriador da graphic novel “V de Vingança”, David Lloyd , ocupará a mesa C21-22 do Artists’ Alley durante todos os dias do evento – que acontece entre 6 e 9 de dezembro, no São Paulo Expo. A participação do artista será uma celebração aos 30 anos do início da publicação de “V de Vingança” pela DC Comics, editora que concluiu a história iniciada em 1982 pela revista britânica Warrior, e que se tornou um clássico dos quadrinhos com influência cultural para além das hqs.

David Lloyd profile
Cocriador de V de Vingança estará no Artist’s Alley. (Foto: Divulgação)

David LIoyd iniciou sua carreira em meados dos anos de 1970 desenhando “Halls of Horror”, “TV Comic” e outros títulos para a Marvel britânica. Com o escritor Steve Parkhouse, criou o herói pulp Night Raven. Após o surgimento da revista Warrior, em 1982, seu editor lhe pediu a criação de um personagem no estilo pulp. Junto com Alan Moore, o artista criou “V de Vingança”. A história se passa e um futuro distópico, no qual um governo fascista comanda a Inglaterra. A série foi interrompida com o fim da revista, mas retomada pela DC em 1988, sendo adaptada pelo cinema em 2005. Mais recentemente, criou a plataforma digital de quadrinhos Aces Comics.

Conheça 6 hotéis que já são a própria experiência da viagem

Hospedagens submersas, a céu aberto ou em mosteiros históricos são opções atraentes também em viagens de incentivo

De olho no turista mais exigente que não abre mão de conforto e sofisticação, a rede hoteleira vem se diversificando. Com tantos atrativos incomuns, esses hotéis e resorts, por si só, já representam uma experiência marcante da viagem. Eles podem não apenas ser uma excelente oportunidade para viajantes em férias, mas também estratégicos em viagens de incentivo.

“Acomodações como essas podem ser incluídas em ações de incentivo, mas antes de programar alguma viagem para esses hotéis, é essencial conhecer o perfil do viajante. Em geral, são opções indicadas para pessoas que conhecem vários países, e utilizarão o resort, completo, para que possam descansar e curtir a infraestrutura do local. Além disso, é ótima opções para viagens menores, de duas ou três noites”, avalia Raphael Santana, CEO da Fanato, operadora referência em turismo de experiência e viagens de incentivo.

Segundo o turismólogo, como o objetivo de uma viagem de incentivo é oferecer um leque de experiências customizadas e diferenciadas, algo que fique na memória afetiva dos viajantes, a escolha de uma acomodação 5 estrelas, muitas vezes, já é um grande diferencial.

Que tal dormir acompanhado pelo céu estrelado na Finlândia? O Kakslauttanen Artic Resort, que ocupa a lista de hotéis mais incríveis do mundo, disponibiliza acomodação em formato de iglus ou cabanas de madeira com teto de vidro para que os hóspedes contemplem o céu, ou com sorte a aurora boreal, até adormecerem.

Quem não abre mão da natureza, mas preza pelo conforto, tem como opção as Ilhas Maldivas. Há desde bangalôs na boca do mar, como resorts que trazem restaurantes subaquáticos. “A melhor época para conhecer esse paraíso, com mais de mil ilhas e bancos de areia, é entre novembro e abril, período livre da temporada de chuvas”, recomenda.

Em Marrakesh, no Marrocos, outra estrela é o luxuoso e lendário La Mamounia, hotel 5 estrelas, que faz com que o viajante se sinta como um verdadeiro sultão. A piscina do spa lembra as suntuosas construções palacianas. Há quatro restaurantes de luxo e jardins que convidam para um passeio no final da tarde.

Hotel com 7 estrelas, o Burj Al Arab, em Dubai, ficou conhecido por sua arquitetura que lembra uma embarcação a vela, por ser uma das acomodações mais altas do mundo e pelo luxo que está em todos os cantos. O encantamento começa já no check-in com um hall feito em folhas de ouro, há ainda uma praia privativa, carros luxuosos que ficam disponíveis para os hóspedes, além de outros atrativos.

Para os fãs de história, a dica é o Augustine, um mosteiro que virou um hotel 5 estrelas em Praga, capital da República Tcheca. O local é uma propriedade formada por um conjunto de sete edifícios que datam o ano de 1284. Entre eles, existe o Mosteiro Agostiniano de St. Thomas, do século XIII, onde é possível participar de visitas guiadas ao Monastério, a igreja e sua incrível biblioteca. Clima que lembra o cenário do clássico “O Nome da Rosa”, com Sean Connery.

Outra experiência inesquecível é o Poseidon Undersea Resort, nas Ilhas Fiji. Situado a quase 12 metros de profundida no Oceano Pacífico, o resort conta com suítes com visão panorâmica do fundo do mar. O lugar é um convite para os fãs da vida marinha.

Verão: chegou a hora dos vinhos!

Em franca expansão no Brasil, o mercado de vinhos oferece opções para a estação mais quente do ano

O Verão está chegando e as temperaturas estão subindo. Junto com o calor, é cada vez mais comum a busca por bebidas refrescantes, que sejam capazes de amenizar, ao menos um pouco, a sensação térmica elevada nesta época do ano. E não é só de cerveja que vivemos no Verão. O vinho pode ser uma excelente alternativa para os dias mais quentes. Além de refrescante, a bebida possui propriedades benéficas a saúde e ainda apresenta 50% menos conteúdo energético que sua concorrente.

Verão_Vinho_6.jpg
Garage Vinhos sugere bebidas para o verão. (Foto: Divulgação)

De acordo com Abel Blumenkrantz, executivo da Garage Vinhos, a principal dica para consumir vinho no Verão é buscar bebidas com boa acidez, notas frutadas e com bastante frescor, que é o caso dos brancos, rosés e dos espumantes. “Por serem leves e terem baixa presença de taninos, causam uma sensação refrescante e, além disso, acompanham muito bem os pratos mais cotados para a referida estação, como saladas, aperitivos, canapés e pratos leves com frutos do mar e queijos magros”, detalha Abel.

Os vinhos brancos, mais tradicionais no Brasil, são cotados para a estação graças à sua acidez equilibrada, seu aroma de frutas cítricas e seu baixo teor alcoólico. São refrescantes e fáceis de beber, sendo muito bem aceitos até mesmo por aqueles que não estão acostumados com a bebida. Já os rosés apresentam quase que as mesmas características do vinho branco leve, porém com um pouco de tanino e coloração em tons de cereja claro e salmão. “São vinhos igualmente refrescantes e versáteis, muito bem aceitos até mesmo para serem apreciados individualmente”, explica o especialista.

Mais tradicionais nas estações com temperaturas elevadas, os espumantes também são uma ótima pedida. Conhecidos pela perlage, as famosas bolinhas originárias da presença do gás carbônico da bebida, os espumantes têm frescor e sabor diferenciados, que dependem também do tipo de uva utilizado na produção e da região de origem. Para os vinhos brancos, rosés e espumantes, o ideal é que sejam servidos em temperatura entre 8 e 10 °C. “Ao degustarmos em temperatura inferior a essa faixa, as papilas gustativas presente em nossas línguas podem se “fechar”, fazendo com que não seja possível apreciarmos a bebida na sua totalidade de sabores”, comenta.

Divvino

Mas se você é do tipo que não abre mão dos tintos, de acordo com Abel Blumenkrantz eles também podem ser degustados nessa época. “O segredo é ficar ligado nas uvas que são utilizadas, e na região em que ele é produzido. Geralmente vinhos com notas frutadas, com poucos taninos e com corpo equilibrado acompanham muito bem um entardecer ou uma noite de altas temperaturas”, sugere. No caso dos tintos, a temperatura ideal é entre 13 e 15 °C. “É importante se lembrar de que adicionar cubos de gelos nessas bebidas não é uma prática recomendada, pois deixará a bebida aguada e dissolverá o sabor original”, completa.

Confira seleção de rótulos especiais para o Verão:

Dicas de vinhos brancos: Bis Branco (Portugal – R$ 53) e Casas del Toqui Sauvignon Blanc Gran Reserva (Chile – R$ 66)

Dicas de vinhos rosés: Finca La Daniela Malbec Rosé (Argentina – R$ 55) e Navaldar Rosé (Espanha – R$ 59,90)

Dicas de espumantes: Las Perdices Charmat Brut (Argentina – R$ 58) e Las Perdices Champenoise Brut Rosé (Argentina – R$ 85)

Dicas de vinhos tintos: Casas del Toqui Pinot Noir Reserva (Chile – R$ 66)

Rota da Uva de Jundiaí é excelente opção de lazer perto da capital

Turismo e gastronomia de cores, paisagens, sabores e muita fartura

Já pensou em fazer uma pequena viagem de fim semana com toda a família bem pertinho de São Paulo? A Rota da Uva de Jundiaí é uma excelente opção. A Rota é localizada nos bairros Caxambu, Toca, Colônia e Roseira, todos na zona rural da cidade. São 27 locais entre restaurantes, adegas, sítios, bares, quiosques disponíveis para o turista visitar. Além destes, a Rota sugere a visitação em mais 7 lojas de produtos como linguiças artesanais, cervejas e frutas.

A região tem grande influência italiana devido a instalação de imigrantes da região de Veneto, por exemplo. Para o presidente da Associação da Rota da Uva e CEO do complexo turístico e gastronômico Villa Brunholi, Paulo Brunholi, hoje os filhos ou netos daqueles que chegaram ao Brasil, ainda tentam manter as tradições aprendidas com seus pais e avós, transformando Jundiaí em um grande complexo turístico rico gastronomicamente. “A proposta do passeio, é mostrar a cultura local e tentar manter as tradições e a história da imigração italiana na cidade, que se mantém viva nos corações de quem mora na cidade e queremos que seja levada no coração dos turistas”, comenta.

São 10 restaurantes que o turista pode visitar e aproveitar para se deliciar com muita fartura, como por exemplo almoçar no restaurante e adega Beraldo di Cale, onde tem tudo aquilo que se espera e muito mais. Antes do almoço é sugerido degustar a Mexeriquinha, cachaça com um leve sabor da fruta que leva o nome, para abrir o apetite. Uma bela salada acompanhada de queijos regados com um pouco de azeite ou uma generosa porção de polenta, podem ser servidas como entrada. O restaurante, de forte influência italiana, serve massas frescas todos os dias no almoço e no jantar.

A Vendinha do Alto, é um restaurante também de origem italiana, mas pode ser uma boa ideia, passar uma tarde lá. O ambiente é bem caseiro e as funcionárias fazem com que você se sinta em casa, principalmente pelo carinho e capricho que o ambiente proporciona. O pão de torresmo com um cafezinho é a grande pedida para os turistas. Além disso, a torta de abacaxi é altamente recomendada pelos moradores da região.

Para os amantes de frutos do mar, nem tudo na região é sobre massa fresca. O restaurante Italianão, apesar do nome, serve generosas porções de filé de tilápia, camarões empanados e diversos pratos com ingredientes frescos e sabores do mar. Mas para quem não gosta ou é alérgico a este tipo de alimento, o restaurante também serve massas, parmegianas, risotos e picanha.

Começar o dia com o café colonial do complexo turístico e gastronômico Villa Brunholi, é imperdível. São três mesas fartas de comidas, entre doces e salgados, pães e bolos, sucos, café, chocolate quente. Dentre os mais de 80 itens, do café colonial servido aos sábados e domingos, o pudim de uva com queijo mascarpone, premiado no Festival de Sabores de São Paulo, sempre marca presença.

No Villa Brunholi, o visitante além de se deliciar com as comidas preparadas ali mesmo, pode conhecer a mini fazenda, com porco, cabras, pavão, coelhos e mini-horse, diversão garantida para as crianças. Todas as árvores do complexo, são frutíferas e são disponíveis para os visitantes. Além disso, tem uma pequena horta onde os turistas podem pegar alguns temperos como tomilho e alecrim, por exemplo.

A Adega Maziero, é um ponto mais que especial para os religiosos. O vinho rosé suave produzido pela adega, foi escolhido para a celebração das missas realizadas pelos dois últimos papas que visitaram o Brasil, Bento XVI e Francisco. Padre Pedro, contou como foi feita a seleção do vinho. “Membros da organização brasileira escolheram vinhos de 23 lugares diferentes, destes, 3 foram selecionados e levados ao Papa, para que ele escolhesse o melhor”, conta o padre com um sorriso orgulhoso no rosto.

Na adega do português, a única adega da região que não tem origem italiana, os homens não têm vez. O sítio e a adega estão sob o comando gentil da Angela Moniz e mais duas mulheres. Os pais da Angela vieram de Portugal e partiram do mesmo princípio dos vizinhos italianos e seguiram no cultivo de uva e produção de vinho. Com a idade avançada dos pais, Angela tomou a frente dos negócios e decidiu que é hora de dar a vez às mulheres. “Um dia me dei conta de que seu eu fosse tocar a adega, eu não faria como uma adega machista dos anos 60. A mulher merece e tem capacidade de ocupar o espaço na agricultura”, disse.

Na Rota Da Uva nem tudo é sobre comer e provar vinhos, os turistas podem visitar o hortifrúti da família Miossi. Alface, rúcula, couve, salsinha, espinafre, todas as hortaliças são cultiva sem adição de agrotóxicos. Se quiser adquirir algumas hortaliças, é só colher diretamente da plantação. Uma excelente atividade de interação com a terra e alimentos para as crianças.

Kioske Roseira, é uma das lojas especiais sugeridas pela Rota. Lá é onde se pode experimentar a tradicional coxinha de queijo da cidade. Embora o sabor de coxinhas mais popular no Brasil, seja de frango, algumas acrescidas de catupiry, em Jundiaí a escolha tradicional é de queijo. As coxinhas mesmo que que se chamem no diminutivo, são bem grandes, então é importante visitar o quiosque de barriga vazia. Comer as coxinhas junto com o delicioso suco natural de uva é uma excelente combinação.

Para conhecer a Rota da Uva, o turista pode ir por conta própria mas o indicado é fazer um tour guiado. Estes passeios guiados acontecem aos primeiros, terceiros e quartos sábados de todo mês, saindo da estação ferroviária de Jundiaí, por volta das 10h30 e custa apenas R$25.

Jorge & Mateus voltam ao Espaço das Américas com turnê “Terra sem CEP”

Show acontece na quinta-feira, véspera de feriado, dia 01 de novembro de 2018; ingressos já estão à venda

Jorge & Mateus voltam ao Espaço das Américas com sua turnê “Terra sem CEP” na quinta-feira, véspera de feriado, dia 1 de novembro. O oitavo projeto de carreira da dupla é composto por 14 faixas inéditas que embalam a vida e as histórias de muitas pessoas.

O repertório autêntico, que reafirma a essência dos “meninos de Itumbiara”, mescla letras românticas, como “Amores Sinceros”, “Coração Calejado” e “Trincadinho”, e canções que falam de amor de uma forma leve e alegre, a exemplo de “Propaganda” e “Menina Maluquinha”.

imagem_release_1444564.jpg
(Foto: Divulgação)

Jorge & Mateus se entregaram a mais um trabalho marcado pelo romantismo, que tem sido uma das principais características da dupla desde o início da carreira, em 2005. Para se ter uma ideia do potencial de “Terra Sem CEP”, logo após a divulgação no meio digital, todas as faixas de “Terra Sem CEP” dominam os rankings das principais plataformas de música. “Estamos felizes demais por essa repercussão e queremos convidar a todos para embarcarem com a gente nessa ‘Terra Sem CEP’. Temos certeza de que este show no Espaço das Américas será uma noite bastante especial para todos nós, por isso, esperamos por vocês”, convidam os músicos.

Os ingressos já estão à venda e podem ser comprados nas bilheterias do Espaço das Américas (de segunda a sábado das 10h às 19h – sem taxa de conveniência) ou on-line através do site da Ticket 360 (https://goo.gl/xgibPV). Os ingressos vão de Pista: 1º Lote – R$ 140,00 (inteira) e R$ 70,00 (meia) | Camarote Premium: 1º Lote – R$ 200,00 (inteira) e R$ 100,00 (meia) |Mezanino: 1º Lote: R$ 220,00 (inteira) e R$ 110,00 (meia).

Serviço – Jorge & Mateus com turnê “Terra sem CEP” | Espaço das Américas 

Show: Jorge & Mateus 
Data: 1 de novembro de 2018 (quinta-feira/ véspera de feriado)
Abertura da casa: 21h
Início do show: 00h
Censura: 18 anos
Local: Espaço das Américas (Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – São Paulo – SP)
Capacidade da casa para este evento: 7.750 lugares
Acesso para deficientes: sim
Ingressos: Pista: 1º Lote – R$ 140,00 (inteira) e R$ 70,00 (meia) | Camarote Premium: 1º Lote – R$ 200,00 (inteira) e R$ 100,00 (meia) |Mezanino: 1º Lote: R$ 220,00 (inteira) e R$ 110,00 (meia)
Compras de ingressos:
 Nas bilheterias do Espaço das Américas (de segunda a sábado das 10h às 19h – sem taxa de conveniência ) ou Online pelo site Ticket360 https://goo.gl/xgibPV
Formas de Pagamento: Dinheiro, Cartões de Credito e Debito, Visa, Visa Electron, MasterCard, Diners Club, Rede Shop. Cheques não são aceitos.

Objetos proibidos: Câmera fotográfica profissional ou semi profissional (câmeras grandes com zoom externo ou que trocam de lente), filmadoras de vídeo, gravadores de audio, canetas laser, qualquer tipo de tripé, pau de selfie, camisas de time, correntes e cinturões, garrafas plásticas, bebidas alcóolicas, substâncias tóxicas, fogos de artifício, inflamáveis em geral, objetos que possam causar ferimentos, armas de fogo, armas brancas, copos de vidro e vidros em geral, frutas inteiras, latas de alumínio, guarda-chuva, jornais, revistas, bandeiras e faixas, capacetes de motos e similares.