Arquivo da categoria: Teatro

Aladdin, o Musical, direção de Carla Candiotto, a partir de 2 de novembro no Teatro Porto Seguro. Um espetáculo mágico que inclui o voo do tapete

Doze atores e um pianista estão no palco como uma trupe de teatro, de contadores de histórias que cantam, dançam e interpretam com agilidade e de forma muito divertida uma das mais incríveis narrativas de aventura. Como todas as peças da diretora, seu conteúdo agrada toda a família

O Teatro Porto Seguro recebe a nova montagem da Chaim Produções, o infantil Aladdin, o Musical, com direção de Carla Candiotto, que estreia dia 2 de novembro, sábado, às 15h. O elenco é formado por Andreza MeddeirosBruno OspedalCaio MutaiEdmundo VitorGiu MallenGustavo Della SerraJoyce CosmoLéo RommanoMarco Antonio CostaNábia VillelaPedro Navarro e Thays Parente.

No palco, uma carroça estilizada se transforma numa caixa mágica e funciona como teatro ambulante, mercado, quarto e gruta. Em cena, 12 atores e um pianista vestem 25 figurinos e interpretam uma trupe de teatro que viaja pelo mundo contando uma das mais incríveis narrativas de aventura. Entre os personagens, destaque para o tigre branco Namur (companheiro de Jafar, o feiticeiro maldoso e ávido por poder), o espirituoso gênio da lâmpada e o tapete que acha que é um cachorro e funciona, comicamente, com acrobacias. 

Aladdin é um ladrãozinho de pequenos furtos, que, através de uma lâmpada mágica e um gênio, começa a repensar a vida e o amor. A princesa Jasmine é uma adolescente que deseja ser livre para escolher os seus próprios caminhos, diferente das mulheres de gerações anteriores que vislumbravam apenas o casamento como desejo máximo e definitivo.

Teatro Porto Seguro recebe Alladin, o Musical. (Foto: Caio Gallucci)

O ganancioso Jafar se comporta com a astúcia e movimentos corporais de um gato. O Tapete Voador faz várias acrobacias. O Tigre possui formação acrobática. No Aladdin de Carla Candiotto, o personagem Gênio é um jovem bailarino. “O gênio gostaria de estar no mundo do show business, ele faz uma pequena homenagem a Broadway”, descreve a diretora.

Para embalar a história que se desenrola no universo da fantasia e imaginação, a diretora utiliza uma fusão de linguagens artísticas, característica marcante em sua obra. Tem teatro físico, circo, manipulação de bonecos e teatro de sombras, truques e efeitos especiais, além de vídeos com imagens de palácios, luas e estrelas. “É uma história sobre mágicas, tem um gênio que mora numa lâmpada, um tapete que fala e um tigre que pensa. Enfim, a magia existe o tempo todo.”

Além de conteúdo e concepção, esta montagem de Carla Candiotto aposta na qualidade também na escolha da equipe de criativos, como tem sido ao longo de sua carreira. Com direção musical de Carlos Bauzys, design de luz de Wagner Freire, figurino de Fábio Namatame, cenário de Bruno Anselmo, coreografia de Alonso Barros, videografismo e videomapping de André Grynwask e Pri Argoud (Um Cafofo), design de som de Tocko Michelazzo e visagismo de Dicko Lorenzo, o espetáculo tem texto de Carla Candiotto e Igor Miranda e músicas de Carlos Bauzys (com letras de Igor).

Ficha Técnica:

Texto: Carla Candiotto e Igor Miranda. Músicas: Carlos Bauzys e Igor Miranda. Direção: Carla Candiotto. Direção Musical: Carlos Bauzys. Assistente de Direção: Igor Miranda. Assistente de Direção Musical: Rodolfo Schwenger. – Design de Luz: Wagner Freire. Figurino: Fabio Namatame. Visagismo: Dicko Lorenzo. Cenário: Bruno Anselmo. Videografismo e videomapping: André Grynwask e Pri Argoud (Um Cafofo). Coreografias Diretor de movimento: Alonso Barros. Assistente de Coreografia / Diretora Residente: Vanessa Costa. Design de som: Tocko Michelazzo. Fotos divulgação: Caio Gallucci. Assessoria de Imprensa: Fernanda Teixeira (Arteplural).

Elenco e personagens:

  • Andreza Meddeiros (Samirah, Ensemble)
  • Bruno Ospedal (Tigre/Ensemble)
  • Caio Mutai (Aladdin/Ensemble)
  • Edmundo Vitor (Cover Aladdin/Ensemble)
  • Giu Mallen (Cover Mãe/Ensemble)
  • Gustavo Della Serra (Tapete / Ensemble)
  • Joyce Cosmo (Cover Jasmine/ Ensemble)
  • Léo Rommano (Sultão/Cover Jafar/Cover Gênio/ Ensemble)
  • Marco Antonio Costa (Jafar/Enemble)
  • Nábia Villela (Mãe/Ensemble)
  • Pedro Navarro (Gênio/ Ensemble)
  • Thays Parente (Jasmine/Ensemble)

Pianista: Rodolfo Schwenger

Orquestra gravada:

Marcelo Mantra – REED 1

Paulo Pupo – REED 2

Paulo Jordão – Trompete

Douglas Freitas – Trombone

Helena Imasato – Violino 1

Ney Aguiar – Violino 2

Vupulos Vaplan – Viola

Franklin Martins – Cello

Marisa Gurgel – Piano

Gibson Freitas – Baixo

Gustavo Rosa – Percussão

Rosangela Rafhaelle – Bateria

Produção e Realização: Chaim Produçõe. Patrocinadores do espetáculo: Ministério da Cidadania Chaim Produções. Patrocínio: Porto Seguro (SP), Rede Impar (Apenas no Rio, SP e Brasília), Colgate (SP). Apoio: UOL (Apenas Rio e São Paulo).

Aladdin, o Musical

De 2 de novembro a 8 de dezembro – Sábados e domingos, às 15h.

Ingressos: R$ 90,00 plateia / R$ 50,00 balcão e frisas.

Classificação: Livre.

Duração: 75 minutos.

TEATRO PORTO SEGURO

Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo.

Telefone (11) 3226.7300.

Capacidade: 496 lugares.

Formas de pagamento: Cartão de crédito e débito (Visa, Mastercard, Elo e Diners).

Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos.

Estacionamento no local: Estapar R$ 20,00 (self parking) – Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto.

Serviço de Vans: TRANSPORTE GRATUITO ESTAÇÃO LUZ – TEATRO PORTO SEGURO – ESTAÇÃO LUZ. O Teatro Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro. COMO PEGAR: Na Estação Luz, na saída Rua José Paulino/Praça da Luz/Pinacoteca, vans personalizadas passam em frente ao local indicado para pegar os espectadores. Para mais informações, contate a equipe do Teatro Porto Seguro.

Bicicletário – grátis.

Vendas: http://www.tudus.com.br

Facebook: facebook.com/teatroporto

Instagram: @teatroporto

“O Anti-Musical, O musical” estreia no Teatro Núcleo Experimental

Após sucesso no Rio, o espetáculo “O Anti-Musical – o Musical”, produzido pelo CEFTEM (Centro de Estudos e Formação em Teatro Musical), estreia temporada em São Paulo no Teatro do Núcleo Experimental em temporada de 08 a 30 de outubro, terças e quartas, às 21h.

O espetáculo tem direção de Fabiana Tolentino, dramaturgia e canções originais de Tauã Delmiro, direção musical de Miguel Briamonte e coreografia de Mariana Barros.

“O Anti-Musical, o Musical” estreia no Teatro Núcleo. (Foto: Divulgação)

A dramaturgia do espetáculo busca comunicar o universo da obra de Luigi Pirandello e do romance O Mágico de Oz, de L. Frank Baum. Através de uma obra meta-teatral explora, com humor, elementos recorrentes na dramaturgia e na música dos grandes espetáculos musicais. Também questiona o sistema infraestrutural que as produções do gênero adquiriram no país e expõe as contradições de ser artista nesse país que assiste ao sucateamento das suas políticas públicas e culturais.

Sinopse: Após a transposição de duas obras de Luigi Pirandello para os palcos fracassarem, um grupo de teatro recebe de uma empresa a proposta de montar o musical “O mágico de Oz”. Essa é uma tarefa árdua para a companhia, já que os integrantes odeiam teatro musical. Considerando sua aversão a estética inerente ao gênero, decidem subverter a proposta do patrocinador e dar uma nova dimensão poética a obra, criando assim um anti-musical.

A temporada de Anti-Musical vai até 30 de outubro com sessões de terças e quartas às 21h.

O Anti-musical, O Musical

Temporada: de 08 a 30 de outubro 

Duração: 1h45

Horário: 21h

Classificação Etária: 12 anos

Local: Teatro Núcleo Experimental

R. Barra Funda, 637 – Barra Funda – São Paulo

Ingressos:  Preço: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia entrada)

FICHA TÉCNICA 

Dramaturgia e canções originais: Tauã Delmiro

Direção: Fabiana Tolentino

Direção Musical: Miguel Briamonte

Coreografia: Mariana Barros

Coordenação Pedagógica: Reiner Tenente

Elenco: Anita Janasi, Camila Johann, Cristiana Paiva, Emanoel Fernandes, Fabiana Fields, Gabriela Carvalho, Gabriela Tarifa, Giovana Abreu, Isabela Yunes, Laura Pompeo, Luiz Mota, Natan Tricarico, Rita Nascimento, Vitoria Eliza

Cenografia/Figurino: Ana Elisa Schumacher​

Artes Visuais: Lurryan Nascimento

Assessoria de imprensa: MercadoCom / Ribamar Filho

Produção: CEFTEM (Centro de Estudos e Formação em Teatro Musical)

“Chaves – um tributo musical” é uma sessão de nostalgia

Por Vanessa Alsberg

Está em cartaz no teatro Opus, o musical do Chaves, e nós do diver já fomos conferir para indicar aos nossos leitores =)

O musical presta uma homenagem a Roberto Gómez Bolaños, mostrando que com sua criação, nem todo palhaço precisa usar um nariz vermelho para fazer as pessoas rirem.

Com músicas da série para relembrar os velhos tempos, e algumas inéditas do musical, você se emociona do início ao fim da apresentação.

(Foto: Vanessa Alsberg)

Os atores te levam a uma verdadeira viagem no tempo, com a nostalgia de estar assistindo a mais um episódio inédito de Chaves, se reencontrando com Chiquinha, Quico, Seu Madruga, Bruxa do 71, Dona Florinda, Professor Girafales, Seu Barriga, Nhonho, Godinez e Pópis que acompanham chaves, um menino órfão que vive com fome, em suas trapalhadas.

Musical nos leva de volta a frente da TV vendo Chaves. (Foto: Vanessa Alsberg)

A peça está realmente incrível, uma linda produção que vale a pena conferir!!

O teatro fica no último piso do shopping villa lobos, e você pode conferir “Chaves- um Tributo Musical” de sex às 21h, sábado às 16h e 20h, domingo às 15h e 19h
Duração: 150 minutos

Sergio Mallandro está de volta a São Paulo com novo show em curta temporada.

O espetáculo “O Errado Que Deu Certo” às sextas feiras entre Setembro e Outubro no Teatro Procópio Ferreira

Um dos artistas mais conhecidos do Brasil desde os anos 80 se reinventou criando um stand up comedy de maior sucesso do Brasil, lotando imensos teatros.

Nele, Mallandro conta historias de sua carreira e de sua vida de um jeito hilário. Nas histórias cita seu padrasto general, Xuxa, Marlene Mattos, Wagner Monte, Maradona, Jorge Benjor, Silvio Santos. Também conta como é viver e morar junto com sua ex-mulher Mary Mallandro. Sérgio promete que sou show não é só “glu glu, yeah yeah” e que tem historias hilárias e uma boa participação do público e, ainda, que no final abre a Porta dos Desesperados. Em seu novo show vem também muita interação e vídeos que leva o publico a uma pura nostalgia além de dar muitas risadas.

Sérgio Mallandro está em curta temporada em São Paulo. (Foto: Divulgação)

Meia entrada :

Estudantes de Ensino Fundamental, Médio, Superior e Pós-graduação; No caso dos Estudantes, é necessária a apresentação do documento de identidade estudantil (carteira de estudante) com data de validade atual no ato da compra e na entrada do espetáculo. Não aceitamos certificado de matrícula do período em curso

ou boleto de pagamento do mês vigente. (www.documentodoestudante.com.br)

Professores da Rede Estadual e Municipal; Maiores de 60 anos; Portadores de Necessidades Especiais. Venda direta, pessoal e intransferível, sendo necessária a apresentação de documento original, com foto, que comprove a condição no ato da compra e na entrada do espetáculo. No caso dos Professores da rede pública de ensino, é necessária a apresentação da carteira funcional emitida pela Secretaria de Educação ou outro documento com identificação que comprove esta condição no ato da compra e na entrada do espetáculo.

Sergio Mallandro – O errado que deu certo

Dias: 06/09; 13/09; 20/09; 04/10: 11:10.

Sextas às 21h30

Capacidade: 624 lugares

Duração : 90 min

Recomendação : 14 anos

Vendas onlinehttps://bileto.sympla.com.br/event/61714-2/d/68428/s/353801

Vendas pela bilheteria do Teatro Procópio Ferreira (aberta terça e quarta, das 14h às 19h; e de quinta a domingo, das 14h até o início do espetáculo), sem taxa de conveniência.

THIAGO VENTURA ESTREIA NO TEATRO BRADESCO

Comediante apresenta novo espetáculo “Pokas”, na próxima terça-feira (10/09), às 21h

Após divertir diversas capitais do Brasil e do exterior, Thiago Ventura, considerado um dos maiores comediantes de stand-up do Brasil na atualidade, está de volta a São Paulo para outra performance mais do que especial, que já fez muita gente chorar de dar risada no Teatro Opus.

O talentoso humorista se apresenta pela primeira vez na carreira, no tradicional palco do Teatro Bradesco (Shopping Bourbon). Ele promete muita diversão com seu terceiro show solo “Pokas”, nesta terça-feira (10/09), às 21h. Os ingressos custam a partir de R$ 30 (meia-entrada/estudante) e continuam à venda pelo site Uhuu.com. Mais informações no serviço abaixo.

Thiago Ventura realiza show no Teatro Bradesco. (Foto: Divulgação)

Em “Pokas”, Thiago Ventura faz piadas e conta histórias engraçadas sobre os últimos anos como comediante de stand-up. Fala de liberdade de expressão, livre-arbítrio, sexualidade, drogas, dogmas e da vida pessoal, sempre com seu inconfundível estilo da quebrada.

Thiago Ventura 

Administrador de empresas e ex-bancário, Thiago Ventura se dedica à comédia stand-up desde 2010. Desde maio de 2016, o artista está em cartaz com “Isso é tudo que eu tenho” e “Só Agradece” (shows que geraram dois DVDs homônimos), e agora está na estrada com o novo show, “Pokas”. 

Ventura é fenômeno de público e crítica por onde passa, já participou dos maiores festivais de comédia do Brasil. Faz parte do elenco  dos grupos: 4 Amigos, Comédia ao Vivo e A Culpa é do Cabral, em 2017 e 2018 fez turnê internacional no Japão, Estados Unidos e Europa (Lisboa, Dublin, Galway, Amsterdã, Bruxelas, Londres e Paris).

Seus vídeos geram mais de 20.000 compartilhamentos e mais de 2 milhões de views em pouco mais de 3 dias, e muitos vídeos contam com mais de 50 milhões de visualizações.

Duração: 80 min
Classificação etária: LIVRE

Brincante e Cia estreia espetáculo que “engana morte”

Brincante e Cia estreia espetáculo que “engana morte” com arte
Baseado em conto africano, trupe de multi-artistas apresenta A Noite que a Morte Dançou, que conta com números de dança, circo e música em interação com público.

Último final de semana para assistir o espetáculo A Noite que a Morte Dançou, que o grupo Brincante e Cia apresenta nos dias 17 e 18 de agosto, no próprio Instituto Brincante, na Vila Madalena, em São Paulo.

Brincante e Cia encerra temporada em São Paulo. (Foto: Divulgação)

O enredo conta, a partir de números de dança, circo, música e da interação com o público uma releitura de um conto africano que fala da visita inconveniente da morte em uma cidade e que foi contornada pelo companheirismo e a criatividade artística de 2 irmãos gêmeos.

“O espetáculo é um convite para que o público tenha uma experiência sobre o fazer artístico”, diz Rosane Almeida, co-fundadora do Instituto Brincante e uma das cinco multi-artistas presentes no espetáculo. Cada um deles interpreta diversos papéis e executa diferentes modalidades artísticas.

Para ajudar a “entreter” a morte, além da própria trupe, outros artistas-convidados e até o público são convocados a cantar, dançar, recitar poemas e executar outros fazeres artísticos. Entre os artistas-convidados estão Ricardo Herz, Toninho Ferraguti, Bete Amim e Flora Popoovik.

Oficina gratuita antes do espetáculo

O processo de criação artística coletivo também está presente na Oficina Arte do Brincante, no dia 9 de agosto, das 14h às 17h, com inscrições gratuitas (vagas limitadas). Para se inscrever, basta se acessar site http://www.institutobrincante.org.br/eventos/205
A vivência oferece (com teoria e prática) um espaço para a reflexão e repertório através de canções, brincadeiras, histórias e procedimentos da cultura popular brasileira, com a finalidade de promover a criação individual e do grupo. A partir dos princípios das manifestações brasileiras, mostra como utilizar este material – do corpo, da palavra, da música – de modo a ampliar o processo criativo do participante, independente da sua área de atuação.
O material criado na oficina – seja poético, plástico ou coreográfico – será inserido no espetáculo.

Serviço
Espetáculo A Noite que a Morte Dançou
Instituto Brincante – Rua Purpurina, 412

17/08 – 18h e 21h
18/08 – 16h e 19h

Preços: R$ 40 inteira e R$ 20 meia entrada.
Ingressos à venda de segunda a quinta das 14h às 21h e no dia dos espetáculos com 1 hora de antecedência. Ou pelo site http://www.institutobrincante.org.br/eventos/205

Álbum “Canteiro de Alumiá” revela músicas de um Brasil poético

Com 10 canções”de arranjos artesanais e sonoridade armorial”, Ricardo Dutra e Quinteto Aralume fazem o pré-lançamento do álbum Canteiro de Alumiá nos dias 20 e 21 de julho no Teatro Arthur de Azevedo, com entrada gratuita

Chamado de “trovador contemporâneo”, o compositor, cantador e instrumentista Ricardo Dutra e o Quinteto Aralume, de música instrumental brasileira, lançam o álbum Canteiro de Alumiá, no Teatro Arthur de Azevedo, nos dias 20 e 21 de julho, com entrada gratuita. De maneira poética e imbuídas de lirismo melódico, os temas das 10 composições do álbum abordam histórias do povo brasileiro e a natureza que os rodeia, unidas ao refinamento artesanal dos arranjos, que proporcionam a este trabalho a sonoridade armorial.

“[…] Ricardo Dutra, qual um menestrel, canta o que seus olhos veem e o seu coração sente construindo uma narrativa que busca um mundo mais sensível, idílico, onde a natureza em seu equilíbrio seja a verdadeira regente de todas as relações… Numa espécie de evocação a todos os cantadores, o encontro de Ricardo com o Aralume celebra musicalidades presentes no Brasil de Dentro… Um belo disco onde a criação e a busca sonora se confundem com o viver e com o sonho da construção de um mundo mais humano“, escreveu o professor da USP e violeiro Ivan Vilela que faz a apresentação do disco no encarte do álbum.

Canteiro de Alumiá se apresenta este domingo. (Foto: Divulgação)

Parceria inusitadaA inspiração para a parceria surgiu depois que Ricardo Dutra assistiu a uma aula espetáculo do Quinteto Aralume, que realizava uma homenagem a Antonio Madureira, líder do Quinteto Armorial, grupo que fez sucesso na década de 1970, ao criar uma música erudita brasileira de raízes populares. O Quinteto Armorial nasceu no contexto do Movimento Armorial, idealizado pelo escritor Ariano Suassuna, este movimento cultural surgiu no Recife e se espalhou pelo Brasil. 

Fui tomado por uma sensação estética e histórica da música dos trovadores… foi uma experiência luminosa que me deu outra perspectiva da música do cancioneiro antigo… uma idéia central do disco, do cultivo à luz, do canteiro que você cultiva, que você planta a luz, e essa luz é a música, é o canto,… E o próprio nome Aralume, que pela etimologia seria uma junção de uma luz numa pedra num altar, neste disco, Aralume é o próprio ato de arar a luz“, disse Antonio Madureira apos ouvir o álbum, em seu depoimento transcrito no encarte do CD. O que é Canteiro de Alumiá?

nome do espetáculo Canteiro de Alumiá merece uma explicação. A palavra canteiro neste espetáculo traz seus diversos significados: o canteiro de obra, o canteiro de cantaria (arte de talhar pedra), e também o canteiro de flores, sendo a flor um elemento poético bem utilizado nas letras das canções. Todos estes canteiros formam o Canteiro de Alumiá, um lugar de tarefa e lapidação desta obra musical, que alumia com o encanto das canções que nele brota e fecunda.O álbum também conta com a participação especial da cantora Leticia Torança em três faixas.


O projeto tem o apoio do Edital Música da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. 

Serviço

Pré-Lançamento CD Canteiro de Alumiá
Teatro Arthur de Azevedo
Duração: 60 minutos
20 e 21 de julho – Sabado às 19h; e Domingo às 17hAv. Paes de Barros, 955 – Mooca, São Paulo 
Entrada gratuita

Teatro Gamaro traz shows de humor na programação de julho

Thiago Ventura (dia 13/7) e Diogo Almeida (21/7) animam o público no mês das férias

Em julho, o Teatro Gamaro irá garantir muito humor, diversão e risadas, com nomes consagrados do stand-up comedy.

Dia 13, sábado, às 18h, Thiago Ventura apresenta seu novo projeto-solo, Pokas, que traz histórias sobre os seus últimos anos como comediante, abordando temas como liberdade de expressão, livre arbítrio, sexualidade, drogas, dogmas e vida pessoal, sempre com seu inconfundível estilo “da quebrada”.

Ingressos a R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia). Classificação: 16 anos.

Thiago Ventura se apresenta esse sábado no Teatro Gamaro. (Foto: Divulgação)

O sábado seguinte, dia 21, às 17h, Diogo Almeida leva ao palco o humor refinado em sua vasta vivência na área educacional, com o show Vida de Professor. Nas redes sociais, seus vídeos somam mais de 10 milhões de visualizações. Em seus shows, o artista tem arrancado risos e levado diversão para profissionais da educação, pais e alunos, que se identificam com as situações. Ingressos a R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia). Classificação: 12 anos

Diogo Almeida fecha a programação de férias do Teatro. (Foto: Divulgação)

A bilheteria do Teatro Gamaro funciona de quarta a domingo, exceto feriado, das 14 às 19 h. Pagamentos podem ser feitos em dinheiro ou nos cartões Visa e Mastercard (crédito e débito). É possível ainda adquirir o ingresso pela internet, no link https://teatrogamaro.com.br/ingressos/

COM ROTEIRO INÉDITO, CHAVES – UM TRIBUTO MUSICAL TEM ESTREIA MARCADA PARA AGOSTO, EM SÃO PAULO

E Zás… Ele está chegando!!! O espetáculo Chaves – Um Tributo Musical já tem sua estreia marcada para o dia 23 de agosto, no Teatro Opus (Shopping Villa-Lobos), em São Paulo. O musical homenageará o gênio da comédia Roberto Gómez Bolaños e todo o seu legado, que diverte e emociona diferentes gerações até hoje.
 Esta é a primeira produção dessa natureza endossada e licenciada pelo Grupo Chespirito, e pelo SBT. A montagem promete surpreender os fãs do seriado – e o público em geral – com coreografia original de Gabriel Malo, roteiro inédito da diretora musical Fernanda Maia e direção geral de Zé Henrique de Paula, ambos conhecidos por musicais como Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812 e Urinal – o musical. O espetáculo será permeado por canções clássicas da série e composições inéditas. Chaves – Um Tributo Musical é apresentado por Ministério da Cidadania UOL. A realização é de Adriana Del Claro, em parceria com a Move Concerts

Os ingressos estão disponíveis para venda desde 27 de junho pelo site uhuu.com e bilheteria do Teatro Opus, no valor entre R$37,50 e R$140.

Chaves – Um Tributo Musical já está com os ingressos à venda. (Foto: Divulgação)

O gênio da comédia Roberto Gómez Bolaños conquistou crianças e adultos do mundo inteiro com seu humor simples e carismático, criando personagens que serviram de inspiração para diferentes gerações de atores, comediantes e escritores. Para isso, teve como referência (e homenageou) nomes clássicos da comédia. É possível encontrar registros do artista mexicano compondo esquetes que fazem alusão a humoristas como Charles Chaplin, Jerry Lewis e à dupla Oliver Hardy e Stan Laurel (O Gordo e o Magro).

Foi assim que surgiu a ideia de se criar um roteiro inédito que não apenas trouxesse de volta aquela atmosfera lúdica, inocente e saudosista da vila da série, mas que também desse pitadas da vida de Bolaños e de sua trajetória como um grande mestre das artes cênicas e do clown.

Mesmo não se tratando de um “episódio do Chaves transposto para os palcos”, e sim de uma homenagem com uma história inédita, o musical irá reproduzir fielmente o cenário mais conhecido da carreira de Bolaños – a Vila do Chaves -, com curadoria do Grupo Chespirito e SBT, para envolver o público ainda mais na memória afetiva do mundo do seriado. Além de Chaves, muitos outros personagens icônicos estarão no palco do Teatro Opus e o público irá se deliciar com as presepadas de Seu Madruga, Quico, Chiquinha, Sr. Barriga, entre outros. Os espectadores também podem esperar boas surpresas durante as apresentações.

Sobre a série
Há mais de 45 anos em exibição no México, Chaves é um case de sucesso mundial, com transmissões na Itália, França, Coréia do Sul, Colômbia, Chile, Venezuela, Argentina, Peru, Panamá, Porto Rico e Estados Unidos. No Brasil, os episódios completarão 35 anos no ar em agosto; e são, atualmente, exibidos nos canais SBT e Multishow.
 Elenco:

MATEUS RIBEIRO – CHAVES
ANDREZZA MASSEI (participação especial) – DONA CLOTILDE
PATRICK AMSTALDEN (ator convidado) – PROFESSOR GIRAFALES
MARIA CLARA MANESCO – DONA FLORINDA
FABIANO AUGUSTO – ROBERTO BOLAÑOS
CAROL COSTA – CHIQUINHA
DIEGO VELLOSO – QUICO
ANDRÉ POTTES – SEU MADRUGA
ETTORE VERISSIMO – Sr. BARRIGA
MILTON FILHO – BENJAMIN
LARISSA LANDIM – ENSEMBLE E COVER DE CHIQUINHA
NAY FERNANDES – COVER DE D. FLORINDA E D. CLOTILDE
DANTE PACCOLA – ENSEMBLE E COVER DE CHAVES
DAVI NOVAES – ENSEMBLE E COVER BOLAÑOS E Sr. BARRIGA
LUCAS DRUMMOND – ENSEMBLE E COVER DE CHAVES E ROBERTO BOLAÑOS
MARCELO VASQUEZ – ENSEMBLE E COVER DE GIRAFALES
THIAGO CARREIRA – ENSEMBLE E COVER DE QUICO E SEU MADRUGA

Ficha Técnica:

DIREÇÃO GERAL: ZÉ HENRIQUE DE PAULA
TEXTO E DIREÇÃO MUSICAL: FERNANDA MAIA
PREPARADORA DE ELENCO: INÊS ARANHA
COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO: TATIANA VÉLIZ LOBOS
PRODUÇÃO EXECUTIVA: CLÁUDIA MIRANDA / RODRIGO BURGESI
ASSISTÊNCIA DE DIREÇÃO MUSICAL E PREPARAÇÃO VOCAL: RAFAEL MIRANDA
COREOGRAFIA: GABRIEL MALO
ASSISTENCIA DE COREOGRAFIA: BIA FREITAS
CENOGRAFIA: ERON REIGOTA E BRUNO ANSELMO
ASSISTÊNCIA DE CENOGRAFIA: JOÃO PAULO OLIVEIRA
CENOGRAFIA FOYER: CESAR COSTA
FIGURINOS: FÁBIO NAMATAME
CAMAREIRAS: MARISA HIODO
ILUMINAÇÃO: FRAN BARROS
ASSISTENTE DE ILUMINAÇÃO, PROGRAMAÇÃO E OPERAÇÃO DE LUZ: TULIO PEZZONI
DESIGN E OPERAÇÃO DE SOM: JOÃO BARACHO
STAGE MANAGER: JOÃO PAULO OLIVEIRA
MARKETING E PLANEJAMENTO: ANNE CRUNFLI
PROJETOS INCENTIVADOS: MALAGODI PROJETOS CULTURAIS
FINANCEIRA/ ADM: DANIELA FIGUEIREDO
DIRETORA COMERCIAL: SIMONE CARNEIRO
DIRETOR DE ARTE: GUSTAVO PERRELLA
ASSESSORIA DE IMPRENSA: AGÊNCIA TAGA
MÍDIAS SOCIAIS: GUMMA CREATIVE CONSULTING, AGÊNCIA TAGA
FOTOGRAFIA: STEPHAN SOLON
CONSULTORIA: ANTONIO FELIPE PURCINO E GUSTAVO BERRIEL
ASSESSORIA DE REDES SOCIAIS: CRISTINA BORDINHAO, ISABELA LEITE, JACQUELINE PLENSACK VIANA
PRODUÇÃO GERAL: ADRIANA DEL CLARO
REALIZAÇÃO: ADRIANA DEL CLARO E MOVE CONCERTS, MINISTÉRIO DA CIDADANIA- SECRETARIA ESPECIAL DA CULTURA E GOVERNO FEDERAL 
Acompanhe as novidades de “Chaves – Um Tributo Musical” nas redes sociais:
Instagram | Facebook

SERVIÇO:

CHAVES – UM TRIBUTO MUSICAL
Apresentado por Ministério da Cidadania e UOL
Realização: Adriana Del Claro e Move Concerts

Estreia: 23 de agosto de 2019

Sessões:
Sexta-feira, 21h
Sábado, 16h e 20h
Domingo, 15h e 19h

Duração: 120 minutos
Classificação: Livre

Teatro Opus
4º Piso do Shopping Villa-Lobos 
Av. das Nações Unidas, 4777 – Alto de Pinheiros – São Paulo, SP – https://www.teatroopus.com.br

INGRESSOS

Sexta-feira, 21h

SetorValor Meia-Entrada
Plateia Baixa LateralR$ 110,00 R$ 55,00
Plateia Alta
Plateia 2ª alta
Plateia Premium
R$ 90,00
R$ 75,00
R$120,00
 R$ 45,00
R$ 37,50
R$ 60,00
Balcão NobreR$ 75,00 R$ 37,50

Sábado, 16h e 20h e domingo 15h e 19h

SetorValor Meia-Entrada
Plateia Baixa LateralR$ 120,00 R$ 60,00
Plateia Alta
Plateia 2ª alta
Plateia Premium
R$ 110,00
R$ 75,00
R$140,00
 R$ 55,00
R$ 37,50
R$ 70,00
Balcão NobreR$ 75,00 R$ 37,50

* Descontos não cumulativos com meia entrada e outras promoções, limitado até 200 ingressos de cada sessão/espetáculo.
** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo.
*** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais em São Paulo:
– IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br
– PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– DIRETORES, COORDENADORES PEDAGÓGICOS, SUPERVISORES E TITULARES DE CARGOS DO QUADRO DE APOIO DAS ESCOLAS DAS REDES ESTADUAL E MUNICIPAIS mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação de São Paulo ou holerite acompanhado de documento oficial com foto.
– PROFESSORES DA REDE PÚBLICA ESTADUAL E DAS REDES MUNICIPAIS DE ENSINO mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação de São Paulo ou holerite acompanhado de documento oficial com foto.
**** Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição
do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

ATENÇÃO: Não será permitida a entrada após o início do espetáculo.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:
Site:www.uhuu.com
Atendimento:falecom@uhuu.com

Bilheteria Teatro Opus 4º Piso do Shopping Villa-Lobos 
Av. das Nações Unidas, 4777 – Alto de Pinheiros – São Paulo, SP.
De terça a domingo, das 12h às 20h.

Sérgio Mallandro – O Errado Que Deu Certo

Um dos artistas mais conhecidos do Brasil apresenta novo show em São Paulo.

Sérgio Mallandro, um dos artistas mais conhecidos do Brasil desde os anos 80, se reinventou criando stand-up comedy que vem lotando as principais casas do País. O humorista apresenta, no próximo dia 29 de junho, no palco do Teatro Opus (Shopping Villa-Lobos), em São Paulo, o show “O Errado Que Deu Certo”.

Os ingressos custam de R$40 a R$100 e já estão à venda pelo site Uhuu.com. Mais informações no serviço abaixo.

Sérgio Mallandro se apresenta no fim de junho, em São Paulo. (Foto: Divulgação)

Em “O Errado Que Deu Certo”, Sérgio Mallandro conta histórias de sua carreira e de sua vida de um jeito hilário. Nas histórias cita seu padrasto general, Xuxa, João Dória, Bolsonaro, Maradona, Jorge Ben Jor, Silvio Santos, Rodrigo Hilbert, entre outros. Também conta como é viver e ter morado junto com sua ex-mulher, Mary Mallandro. Sérgio promete que seu show não é só “glu glu, yeah yeah” e que tem histórias hilárias, novas piadas e cheio de surpresas, além de boa participação do público. No final, abre a Porta dos Desesperados pra fechar com chave de ouro a apresentação.

Sergio Mallandro O ERRADO “realmente” QUE DEU CERTO também estreia, este ano, com participação no filme MIB – HOMENS DE PRETO, da Sony Pictures, sendo escolhido por uma minuciosa pesquisa para ser o representante do nosso País no longa.

Duração: 100 minutos aproximadamente
Classificação: Não recomendado para menores de 14 anos

SERVIÇO:
SERGIO MALLANDRO
O Errado Que Deu Certo
29 de junho de 2019
Sábado, às 21h30

Teatro Opus
4º Piso do Shopping Villa-Lobos 
Av. das Nações Unidas, 4777 – Alto de Pinheiros – São Paulo, SP.
https://www.teatroopus.com.br

 INGRESSOS

SetorValor Meia-Entrada
Plateia BaixaR$ 100,00 R$ 50,00
Plateia AltaR$ 90,00 R$ 45,00
Balcão NobreR$ 80,00 R$ 40,00

50% Desconto para lojistas do shopping Villa Lobos. Limitado a 100 (cem) ingressos por sessão, 2 (dois) ingressos por CPF. Disponível na bilheteria do teatro.
* Descontos não cumulativos com meia entrada e outras promoções, limitado até 200 ingressos de cada sessão/espetáculo.
** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo.
*** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais em São Paulo:
– IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações:www.documentodoestudante.com.br
– PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– DIRETORES, COORDENADORES PEDAGÓGICOS, SUPERVISORES E TITULARES DE CARGOS DO QUADRO DE APOIO DAS ESCOLAS DAS REDES ESTADUAL E MUNICIPAIS mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação de São Paulo ou holerite acompanhado de documento oficial com foto.
– PROFESSORES DA REDE PÚBLICA ESTADUAL E DAS REDES MUNICIPAIS DE ENSINO mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação de São Paulo ou holerite acompanhado de documento oficial com foto.
**** Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição
do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:
Site:www.uhuu.com
Atendimento:falecom@uhuu.com

Bilheteria Teatro Opus 4º Piso do Shopping Villa-Lobos 
Av. das Nações Unidas, 4777 – Alto de Pinheiros – São Paulo, SP.
De terça a domingo, das 12h às 20h.