ITMO E MÚSICA BRASILEIRA DE QUALIDADE MARCAM O DISCO DE ESTREIA DO LADODALUA

Com um time experiente liderado pelo mestre de capoeira Dalua, grupo apresenta ao público trabalho autoral com percussão

Ladodalua lança seu primeiro disco. (Foto: Priscila Prade)
Ladodalua lança seu primeiro disco. (Foto: Priscila Prade)

Um projeto amadurecido por sete anos, sem a pressa habitual de se abrir ao mundo da indústria cultural. É com este espírito que o LADODALUA brinda o público com seu disco de estreia, intitulado com o nome do grupo. O trabalho está disponível em lojas físicas e virtuais com preços entre R$23 e R$25.

O grupo, liderado pelo percussionista e mestre em capoeira Dalua, conta ainda com Emilio Martins (percussão), Cello Resende (cavaquinho e voz), Elder Costa (guitarra e voz), Edy Trombone (trombone, bombardino e percussão) e Dr. Otavio Gali (contrabaixo acústico e elétrico). No álbum LADODALUA, apresentam um repertório que mescla músicas autorais – gravadas pela primeira vez, mas já conhecidas do público do grupo -, como “Capoeira Camará” e “Eu sou desse chão”, e releituras de músicas da MPB, a exemplo de “Baião”, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira.

A marca do disco é a percussão, assim como a simbiose entre ritmos afro-brasileiros e a influência do jazz, soul, funk, samba e rock. “Ficou acertado entre nós que a voz principal do nosso som seria a percussão, que é a matriz das reações corpóreas para o ritmo. Viemos da capoeira, que é um ponto comum entre os gostos de todos do grupo”, diz Dalua.

Para Dalua, produtor musical do grupo, o novo trabalho traz a possibilidade de colocar em prática uma identidade construída ao longo de sua carreira como músico de apoio nas bandas de Lenine, Luciana Mello, Jair Rodrigues, Ana Carolina e Maria Rita, entre outros: “A minha escola, além da capoeira, é a diversidade de artistas com que trabalhei. Para mim, e para todos os instrumentistas do grupo, já era chegada a hora de colocar nossas influências em prática com um trabalho em que pudéssemos nos escolher como parceiros”.

Outro ponto de destaque do disco é o trabalho gráfico de Gringo Cardia, que soube entender e valorizar as principais características do LADODALUA em um interessante encarte. Percebe-se uma minuciosa escolha nas figuras, sobretudo da capa; uma enigmática imagem de 1906 no interior de Minas Gerais. Trata-se de um retrato de época, flagrada em uma inauguração de igreja.

O disco pode ser adquirido na Livraria Cultura, por R$24,90, na loja Pops discos por R$23,00, e nas plataformas digitais ‘Itunes’, Spotify e Deezer.

FAIXAS:

1.       Baião (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira)

2.       Eu sou desse chão (Dalua / Cello Resende)

3.       Capoeira Camará (Paulo Cunha)

4.       Samba Cubano (Lucas Santanna e Plinio Profeta). Participação especial: Shamarr Allen – voz e trompete

5.       Onde tem tambor tem gente (Elder Costa)

6.       Todo dia era dia de índio (Jorge Bem Jor)

7.       Saudade das minas (Dalua / Elder Costa / Emilio Martins / Celle Resende / Edy Trombone / Augusto Albuquerque)

8.       Parabolicamará (Gilberto Gil)

9.       Laço (Cello Resende)

10.   Berimbau (Baden Powell / Vinicius de Morais)

11.   Eu não tenho onde morar (Dorival Caymmi)

12.   Ladodalua (Cello Resende)

 

Florinda apresenta preview Primavera/Verão 2016

Vestido 3D da Florinda. (Foto: Divulgação)
Vestido 3D da Florinda. (Foto: Divulgação)

A Florinda lança hoje seu preview de Primavera/Verão 16 nas lojas de Fortaleza e no dia 23 nas multimarcas de todo o Brasil. A coleção “Flor de Mee” é inspirada nas obras da botânica inglesa Margaret Mee, que se especializou em retratar plantas da Amazônia brasileira.

O destaque da coleção são as aplicações manuais de pétalas em organza com efeito 3D, bordadas à mão e inseridas em vestidos de modelagem ampla. A mistura de materiais como renda e crochê se dá em uma cartela de cores que abrage tons de branco, lilás verdes florestais, azuis fortes e neutros e preto.

Os shapes variam entre fluídos e estruturados, com fendas e inspirações setentistas. Para a linha jeanswear, modelagens de cintura alta, flare e boyfriend. Os macaquinhos também incorporam a coleção, com diferentes tingimentos e modelos.

Moda leve, despojada e bem-humorada que está também disponível em sua recém inaugurada loja online! Veja mais da coleção nas imagens anexadas.

Serviço
Florinda
http://loja.vivaflorinda.com.br/
Av. Dom Luís, 1056 – Fortaleza
SAC via WhatsApp: (85) 8152-6166
www.vivaflorinda.com.br

Coleção de lingeries inspirada em Contos de Fadas

Marca mineira aposta na feminilidade e força das reais princesas do dia a dia

Contos de Fadas inspira nova coleção da Del Laras. (Foto: Divulgação)
Contos de Fadas inspira nova coleção da Del Laras. (Foto: Divulgação)

A Del Laras, marca mineira de lingeries, traz a coleção Belas Histórias. Inspirada em Contos de Fadas Clássicos e no conceito de que cada alma feminina tem a sua história mágica. As princesas da vida real são todas as mulheres extraordinárias, que valorizam a sua feminilidade e a capacidade de se sentirem sensuais e lindas, mostrando que a força da mulher também está no fato de poder ser feminina.

 

Com peças que levam a um passeio entre o real e a fantasia, a coleção tem como foco destacar o grande valor de ser mulher. São conjuntos que exploram desde a delicadeza do bordado inglês, do tule e das fitas como também a sensualidade da lycra, do cetim e da renda. É a mistura de todos os lados da mulher.

Arte Grega é inspiração para nova coleção de lingeries da Del Laras

A empresa aposta na sofisticação e no charme escondido na história

Coleção Arte Grega, da Del Laras. (Foto: Divulgação)
Coleção Arte Grega, da Del Laras. (Foto: Divulgação)

Pensando na ligação que toda mulher tem com a perfeição, buscando ser melhor em tudo o que faz a Del Laras, marca mineira de lingeries, traz a coleção Greco Artes. O dia a dia, a natureza e as manifestações dos gregos eram retratados na arte. Eles procuravam o equilíbrio, o ritmo, a harmonia, por isso esta coleção foi inspirada nas Artes Gregas, trazendo a sofisticação e o charme que a antiguidade carrega.

 

Segundo a empresa, cada peça foi pensada para valorizar a beleza

Coleção Arte Grega, da Del Laras. (Foto: Divulgação)
Coleção Arte Grega, da Del Laras. (Foto: Divulgação)

escondida em toda mulher, unindo o sofisticado ao sedutor, características bem apreciadas pelo universo feminino.  Materiais como renda, cetim, tule liso, guipure e até semijoias desenhadas exclusivamente para suas peças dão vida aos conjuntos desenvolvidos para oferecer além da beleza muito conforto.

Dimy libera imagens de campanha do seu Verão 16

Coleção Verão 2016, da Dimy. (Foto: Divulgação)
Coleção Verão 2016, da Dimy. (Foto: Divulgação)

Amanda Wellsh estrela campanha de Verão 2016 da Dimy. Este é o primeiro shooting da top para a marca. O fotógrafo Zee Nunes foi responsável pelos cliques, com styling de Renata Correa e beleza de Rodrigo Costa.

Trancoso foi o cenário eleito da temporada para representar a junção dos quatro elementos (terra, fogo, água e ar), que inspiraram a nova coleção. A modelo aparece com vestidos cheios de recortes e transparências e muito handmade – rendas, bordados com efeito 3D e franjas.

Designer de botas cria versão brasileira do modelo australiano Ugg

Manuseadas uma a uma, as criações semi artesanais de Andreia Nunes são mais delicadas do que sua musa, com o pé feito em camurça e o cano em tricô

Criada na Polônia na década de 1920 e queridinha entre surfistas australianos em 1978, a bota Ugg era chamada de Ugly Boots, sendo rebatizada em 1995 pela marca que comprou seus direitos. Confortáveis, quentinhas e inusitadas, elas conquistaram o coração de estrelas de Hollywood por volta de 2010. Mas, por outro lado, provocou a ira de muitos fashionistas que continuaram achando que o primeiro nome servia muito melhor do que o repaginado. Entre amantes e haters, a Ugg se tornou uma mania internacional e até hoje tem muitos adeptos.

Três anos antes do boom da Ugg, em 2007, a designer Andreia Nunes descobriu a bota em uma viagem a Nova Iorque e se apaixonou. “Era julho, verão, e por isso não me senti atraída em comprar, mas quando voltei ao Brasil me arrependi. A tal bota não me saía da cabeça”, conta a empresária. “Como não achei para vender aqui, decidi fazer a minha”. Com pé de camurça e cano longo em tricô, a bota Andreia Nunes supera sua musa no quesito estilo e é tão confortável quanto.

Bota feita por Andreia Nunes. (Foto: Nilva Damian)
Bota feita por Andreia Nunes. (Foto: Nilva Damian)

Femininas, descoladas e com design mais elaborado do que o de sua musa Ugg, as botas AN foram desenvolvidas para a mulher contemporânea, que busca inovação e exclusividade, algo a mais do que os já conhecidos modelos industriais. Manuseadas uma a uma, a produção conta com uma meticulosa gestão da qualidade.

Na contramão da indústria, na qual a velocidade de produção vem se tornando uma exigência cada vez maior do mercado da moda comercial, criações exclusivas e trabalhos manuais são cada vez mais valorizados pelo mercado internacional de luxo. Neste inverno, mais do que nunca, modelos feitos à mão prometem estar entre os top 10 das wishlists das fashionistas, com destaque para peças de tricô, crochê, bordados, rendas e aplicações de pedraria.

O cano em tricô, por ser maleável, permite o uso de variadas formas: esticado até o joelho, como um modelo cano alto; dobrada para versões cano médio ou curto; ou enrugada como uma polaina, para looks mais arrojados. Em variadas cores, as botas Andreia Nunes estão disponíveis na loja virtual da marca e revendas físicas no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Bota feita por Andreia Nunes. (Foto: Nilva Damian)
Bota feita por Andreia Nunes. (Foto: Nilva Damian)

Responsabilidade social
Pela primeira vez, este ano a marca Andreia Nunes irá beneficiar projetos sociais. Botas de cores exclusivas, criadas especialmente para ações filantrópicas, terão um percentual das vendas revertido para organizações sem fins lucrativos. Quem comprar a bota pink estará ajudando diretamente o Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (IMAMA), em prol de campanhas para a saúde da mulher.

Parte do valor das botas verdes será destinada ao Projeto Primeiro Saque, pela inclusão de crianças carentes por meio do tênis. A venda das botas azuis apoia os encontros da Conexão Alpha, um projeto de desenvolvimento da inteligência emocional de pessoas em busca de vivências e treinamentos comportamentais para o autoconhecimento.

Flormel lança linha de chocolates funcionais com quatro sabores

Chocolates da Flormel trazem benefícios à saúde. (Foto: Divulgação)
Chocolates da Flormel trazem benefícios à saúde. (Foto: Divulgação)

Não há dúvidas de que o chocolate é o melhor amigo da mulher! Por ser rico em antioxidantes, o chocolate com alta concentração de cacau pode contribuir para a prevenção do envelhecimento celular. Além disso, os polifenois presentes no doce podem colaborar para a proteção da pela contra os raios nocivos do sol.

Pensando em todos esses benefícios, a Flormel acaba de lançar uma linha de barras de chocolate funcionais com alta concetração de cacau e adoçadas naturalmente com Taumatina, uma proteína 100% natural sem evidências negativas para o organismo, capaz de substituir de maneira eficaz o açúcar e sem deixar o sabor residual do adoçante.

Disponível nos sabores Cranberry, Avelã, Amêndoa e o sabor Proteico, ideal para quem treina ou pratica algum esporte, as barras de chocolates da Flormel contém baixas calorias se comparadas com as tradicionais barras do mercado.  Além de ser acima de 50% cacau, não possuem adição de açúcar e são zero glúten e lactose (exceto o sabor Proteico que possui whey protein em sua composição). Os chocolates também possuem fibras, essenciais na alimentação saudável e o selo ANAD (Associação Nacional de Assistência ao Diabético).

Bombons

ImageProxy (1)
Atendendo aos pedidos dos consumidores, além das barras de chocolate, a Flormel também lança uma linha de bombons zero adição de açúcares, nos deliciosos sabores maciços Cranberry e Crocante com pedaços de castanha de caju, e sabores recheados com Creme de Avelã Crocante e Creme Extra Cacau. Os bombons estão disponíveis nos formatos individuais, com 15 gramas cada, ideais para uma rápida e deliciosa sobremesa sem culpa

Descobrindo a Anime Friends

A partir desta sexta-feira (17) , o Anime Friends invade São Paulo novamente. O youtuber Victor Porto, do “Eu sou Eu” esteve no evento para mostrar o que de melhor  acontece no Campo de Marte.

Serviço:

O que é: Anime Friends 2015;
Quando: Dias 10, 11, 12, 17, 18 e 19 de julho;
Onde: no Campo de Marte; Av. Santos Dumont, 2241 – Santana; próximo ao metrô Santana;
Quanto: Os valores se diferenciam de acordo com o número do lote. Para compras até dia 17 de maio, os ingressos variam de R$ 30 a R$ 60 e podem ser adquiridos no site do Anime Friends ;

O clássico preto e branco é destaque na Primavera / Verão da C&A

A coleção traz peças-chave de cada categoria. Xadrezes e estampas com ícones do fundo do mar estrelam a estação mais colorida e quente do ano

Coleção Primavera/Verão, da C&A. (Foto: Divulgação)
Coleção Primavera/Verão, da C&A. (Foto: Divulgação)

A coleção de Preview Primavera / Verão 2015 aposta na famosa dupla de cores preto e branco, sinônimo de elegância. Considerado um clássico da moda, a marca desenvolveu uma combinação harmônica e atemporal que pode criar looks para todas as ocasiões, tanto à noite como de dia. Peças em formas geométricas nas cores azul, verde e branco alegram a temporada das flores. A principal estampa com estrela do mar e mini âncoras lembra a chegada do verão. Para os pés, o conforto fica por conta das espadrilles e das sandálias Birken.

A C&A desenvolveu a coleção pensando no mix de peças que não poderá faltar para a estação, com preços incríveis como tops a R$ 29,90 e vestidos a R$ 89,90. Apesar da tendência resgatar o tradicional P&B, os xadrezes também marcam presença nesse período. Já as peças sensuais ganham cores como preto, azul e vinho. Para ressaltar o estilo romântico, a coleção desenvolveu criações nas cores rosa e azul marinho, além de bolinhas em P&B.

O estilo Navy é formado por peças com listras em azul marinho e branco – muito em alta na temporada – promete invadir as araras da fast fashion. Também conhecida como “moda marinheiro”, essa tendência nunca mais foi esquecida pelos grandes estilistas e sempre ressurge repaginada. Peças como blusas, saias, tops e vestidos sinalizam esse estilo.

Coleção Primavera/Verão, da C&A. (Foto: Divulgação)
Coleção Primavera/Verão, da C&A. (Foto: Divulgação)

Os calçados e acessórios trazem de volta as sandálias Birken e as espadrilles, modelos fortes para a estação. As bolsas ganham cores como o branco, preto e o caramelo. Os preços dos calçados femininos variam de R$ 59,99 a R$ 139,99 e os masculinos estão na faixa de R$ 69,99 a R$ 109,99.

Os tradicionais jeans sempre surgem no guarda-roupa para ajudar na hora de compor o look. O macacão jeans em preto e os shorts desfiados serão as peças must have. A categoria jeans tem preços que variam de R$ 69,90 a R$ 139,90.

O universo masculino elegeu camisetas P&B com detalhes de bolso, calça jeans, bermudas em tons predominantes de verde e azul, como roupas coringa do guarda-roupa dos homens. As bermudas coloridas estão na faixa de R$ 79,90. A coleção já está disponível em todas as lojas da rede. Os consumidores também podem adquirir a coleção pelo e-commerce (www.cea.com.br).