Arquivo da tag: África

O que você precisa saber antes de ir a Seychelles

Com paisagens paradisíacas, Seychelles é um destino que cada dia mais cai no gosto dos brasileiros. O arquipélago é obrigatório na wish list de todo mundo e o melhor é que é um sonho que pode ser realizado facilmente. Veja abaixo uma lista de informações que você precisa saber antes de viajar para Seychelles:

blog-7.jpg
Seychelles é uma paraíso africano. (Foto: Divulgação)

Sobre o destino:

As três ilhas principais, chamadas Mahé, Praslin e La Digue, são as mais povoadas, com o maior número de hotéis, restaurantes e atividades e as mais populares entre os viajantes. Há também ilhas sem hotéis que são uma ótima opção para passar o dia além de diversas ilhas exclusivas, com uma única opção de acomodação, que oferecem uma viagem com mais privacidade e sofisticação, como a Felicité (Six Senses Zil Pasyon), Desroches (Four Seasons Resort), North Island, Silhouette Island (Hilton Seychelles Labriz), Denis Island, Fregate Island, entre outras.

Seychelles tem um terreno montanhoso, com encostas repletas de árvores, que contrastam com as águas cristalinas e areia branca das praias, formando um visual lindíssimo. Mas o destino vai muito além das praias paradisíacas e com paisagens inconfundíveis. Há incontáveis atrações e experiências para todos os gostos, diferentes viagens em um único roteiro e uma biodiversidade impressionante.

O que levar:

O viajante que está indo para Seychelles deve levar roupas leves que casam com um clima tropical – quente, úmido e ensolarado. O ideal é trazer na mala chapéus, óculos escuros, protetor solar, uma câmera e um look casual para jantar à noite (calça e sapatos apropriados para os homens). Sapatos resistentes são indicados para quem quer fazer trilhas.

Visto:

Não há necessidade de visto para entrada no país, apenas passaporte com validade de seis meses.

Vacina:

Para entrar no país é obrigatória a apresentação do Certificado Internacional de Vacina Contra Febre Amarela.

Como chegar:

Existem diversas companhias aéreas que realizam a rota entre os países com apenas uma conexão, nos Emirados Árabes, na África e até mesmo na Europa: Emirates Airline (conexão em Dubai), Turkish Arlines (conexão em Istambul), Qatar Airways (conexão em Doha), Ethiopian Airlines (conexão em Adis Abeba), South African Airways em code share com Air Seychelles (conexão em Joanesburgo) e Air France (conexão em Paris). A Latam Airlines também voa até Joanesburgo e de lá é possível comprar um ticket da Air Seychelles.

O aeroporto internacional de Seychelles fica localizado na ilha principal do destino, chamada Mahé. Ali é a porta de entrada de todos os voos internacionais. Ainda é possível chegar em Seychelles por vias marítimas, como barcos e cruzeiros.

Deslocamento entre ilhas:

O deslocamento entre as ilhas é bem simples. Entre Mahé e Praslin, as ilhas maiores e principais, há um ferry de aproximadamente uma hora operado pela companhia Cat Cocos, com seis opções de horários todos os dias, ida e volta. É possível também fazer um voo curto de 15 minutos pela Air Seychelles, saindo do aeroporto internacional de Mahé até o aeroporto de Praslin. Para as ilhas exclusivas, existem transfers de barco também ou de helicóptero, com a companhia Zil Air. Para a ilha Desroches, que é mais afastada e faz parte do grupo de ilhas exteriores, há um voo de 35 minutos a partir do aeroporto internacional de Mahé.

Transporte interno:

O transporte interno de cada ilha é diferente, dependendo de seu tamanho e características. Mahé e Praslin, por exemplo, têm um território muito maior do que suas vizinhas e os hotéis, praias e atrações ficam mais distantes. O ideal é utilizar táxis ou contratar serviços de transfers terrestres para visitar as ilhas. Há também ônibus públicos em Mahé que podem ser utilizados, com um terminal na capital Victoria. Já La Digue é uma ilha pequena, onde não há carros. Todo o transporte é feito de bicicleta, a pé, carros de boi ou carrinhos de golfe para levar os viajantes aos hotéis. Em ilhas exclusivas é similar, com bicicletas à disposição dos hóspedes e carrinhos de golfe para levá-los em diferentes partes do resort.

Para quem está interessado em alugar um carro em Mahé ou Praslin, é importante lembrar que é preciso de uma licença internacional de direção e que em Seychelles se dirige na mão esquerda.

Fuso horário:

GMT +4. Os visitantes conseguem aproveitar cerca de 12 horas de sol por dia ao longo do ano.

Moeda:

A moeda oficial do destino é a Rúpia de Seychelles e cartões de crédito Mastercard e Visa são bem aceitos nas ilhas. Há caixas eletrônicos nos maiores bancos de Mahé, Praslin e La Digue, além dos aeroportos das duas ilhas principais, onde é possível sacar Rúpias de Seychelles.

Línguas Oficiais:

Seychelles tem três línguas oficiais, devido ao seu processo de colonização por países europeus. Os seychellois falam inglês, francês e creole, facilitando bastante a comunicação com os turistas.

Clima:

Seychelles possui um clima quente o ano inteiro, com temperatura média entre 24ºC e 32ºC. Então não importa a época da viagem, a temperatura sempre será excelente para aproveitar as férias.

Gorjeta:

A maioria dos serviços já inclui uma taxa de 5% a 10%, assim a gorjeta não é obrigatória em Seychelles.

Para mais informações sobre Seychelles, acesse www.visiteseychelles.com

“Semana Marrocos” desembarca em São Paulo

Evento no Conjunto Nacional promove os Evento no Conjunto Nacional promove os mistérios e belezas dessa joia africana 

Entre os dias 27 de abril e 2 de maio, o Turismo do Marrocos estará em São Paulo, no Conjunto Nacional, mostrando a enorme riqueza que esse país oferece aos seus visitantes.

A “Semana do Marrocos” será um evento cultural gratuito que contará com diversas atrações da cultura marroquina: apresentações de música e dança, exposição de artesanato, demonstrações da arte de pintura corporal de hena, caligrafia árabe, a tradicional cerimônia do chá de menta e um desfile de cafetãs (peça emblemática do vestuário marroquino).

Marrocos - Ouarzazate_Créditos_ Turismo do Marrocos.jpg
Exposição sobre o Marrocos acontece no Conjunto Nacional. (Foto: Divulgação)

“O Marrocos está estrategicamente localizado entre o Oceano Atlântico e o Mar Mediterrâneo, o que lhe confere uma geografia peculiar, formada por vales e montanhas que encantam turistas com paisagens arrebatadoras”, afirma Abdellatif Achachi, Diretor Geral do Turismo do Marrocos para Portugal e Brasil. “Europa, África e Oriente Médio se misturam, formando um mosaico encantador entre o passado e o presente e reunindo uma incrível diversidade de pessoas”, completa.

Países como o Brasil, tidos como “mercados emergentes”, se transformaram recentemente em grandes emissores de turistas para o destino, e parte desse crescimento se dá graças a novas operações aéreas, como as da companhia Royal Air Maroc, que oferece voos diretos do Brasil a Casablanca, saindo de São Paulo e Rio de Janeiro.

Marrocos: um destino em ascensão

Porta de entrada para a África, o Marrocos vem se tornando um dos destinos turísticos mais procurados do mundo. Sua arquitetura peculiar, as cidades históricas, os desertos variados, uma gastronomia instigante e a hospitalidade calorosa levam o destino a figurar no topo da lista de desejos dos viajantes.

A indústria turística marroquina vem apresentando uma guinada positiva nos últimos anos. Dados oficiais do país informam que 11,4 milhões de turistas visitaram o país em 2017, um aumento de 10% em relação a 2016. No ano passado, 45 mil brasileiros visitaram o Marrocos.

Serviço
Semana do Marrocos
Data:
 27 de abril a 02 de maio
Horário: 10h às 20h
Local: Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073 – Consolação, São Paulo)

Cape Town: um destino, múltiplas experiências

Trust Intercâmbio e Turismo oferece alternativa para quem deseja treinar o inglês fora do convencional

Quando falamos em intercâmbio, destinos como Canadá, EUA e Austrália são os primeiros que vem à cabeça de quem planeja estudar fora do país. Agora, se você é uma pessoa que gosta de fugir do convencional e explorar lugares diferentes, a Trust Intercâmbio e Turismo apresenta um destino incrível: Cape Town. Também conhecida como Cidade do Cabo, esta cidade é a segunda maior da África do Sul, tendo um pouco mais de 3,5 milhões de habitantes.

Ensino de primeira linha

ViewImage (2)
Cape Town é uma das cidades mais propícias para o intercâmbio. (Foto: Divulgação)

Para quem vai fazer intercâmbio, Cape Town é uma ótima escolha, pois conta com escolas excelentes e reconhecidas em âmbito internacional, como a Good Hope Studies, a LAL Language Centres, e a International House.

A Good Hope Studies é uma excelente escolha para quem procura o melhor aprendizado aliado com custo benefício. Esta escola é classificada como premium, ou seja, uma das melhores da cidade para quem almeja aprimorar o inglês. Já a LAL Language Centres é conhecida pelo ensino mais moderno e pelos chamados cursos inteligentes, onde se alia ensino prático e teórico.

A International House, por sua vez, é uma das mais tradicionais de Cape Town. Com uma estrutura invejável e excelente localização, ela oferece uma variedade de cursos que fogem do convencional, como inglês especializado em aviação, em negócios e preparatório para o exame de Cambrigde.

E o que fazer para relaxar?

Nem só de estudos vive o ser humano. Para as horas em que você precisar relaxar, pode contar com a vida noturna animada da cidade. O lugar mais indicado para quem deseja explorar os passeios é a Long Street, uma rua com os bares e baladas mais agitados de Cape Town. Às sextas e sábados estudantes de diversas escolas e faculdades vão para essa rua se divertir, o que aumenta suas chances de conhecer diferentes culturas. Além claro de ser uma maneira de desfrutar da hospitalidade dos cidadãos locais, conhecidos por sua alegria e receptividade.

Se você prefere um tempo ao ar livre ou com atividades radicais, um passeio imperdível é o bungee jump feito na Bloukrans Bridge, uma ponte de 216 metros de altura. É a forma perfeita de apreciar a bela vista da cidade e alimentar o espírito aventureiro.

Cape e suas maravilhas

ViewImage (3)
Cape Town é uma das cidades com a vida noturna mais ativa. (Foto: Divulgação)

Falar da Cidade do Cabo é sinônimo de montanhas, florestas e praias paradisíacas. Ao circular você pode conhecer o Cabo da Boa Esperança, o farol de Cape Point e uma das sete maravilhas do mundo, a Table Moutain, em que você faz uma trilha de tirar o fôlego e ao chegar no topo, tem uma vista maravilhosa.

A África do Sul é cheia de paisagens exuberantes, que vão desde desertos até pastagens e praias. Alguns exemplos de belezas naturais são as cordilheiras do Karoo, o Drakensberg e para quem vai no inverno, a neve nos pontos mais elevados do país.

Leve a roupa de banho, mas não se esqueça dos casacos!

Se você vai passar um tempo por lá, prepare sua mala; Cape Town recebe uma corrente de ar direto da Antártida, o que resulta em um clima que varia de 4°C a 12º no inverno e 15° a 29° no verão. Ou seja, mesmo se tratando de uma cidade praiana, é sempre bom estar preparado para a queda de temperatura.

Locomoção é sua menor preocupação

Dificilmente quem faz intercâmbio tem um veículo próprio, então transporte é uma preocupação constante. Em Cape Town você pode ficar tranquilo, afinal a cidade conta com um sistema de transporte público estruturado e de muita qualidade sendo que as linhas de ônibus e metrô atingem todas as partes da cidade. Se a ideia é tentar algo diferente, você pode utilizar os rikkis, que são táxis compartilhados.

In english? Em português? Tudo é valorizado!

ViewImage (4)
Cape Town se destaca por seus locais culturais. (Foto: Divulgação)

Outro ponto positivo de se escolher a Cidade do Cabo é a valorização da língua portuguesa. Calma! Não estamos dizendo que você não vai treinar inglês, porém devido as transações de mercado com o Brasil, muitas empresas procuram pessoas fluentes em português para trabalhar. É uma oportunidade para quem procura experiência profissional. Quem busca atividades mais humanitárias, pode fazer trabalho voluntário, que proporciona um bem-estar maravilhoso e um mergulho na cultura sul-africana.

Os 18 destinos turísticos mais interessantes para 2018

Hostelworld revela pesquisa que analisou os dados de reservas realizadas em 2017 para descobrir os destinos de viagem mais interessantes para 2018

O Hostelworld, maior plataforma de reservas online de hostels do mundo, voltada a viajantes em busca de experiências de viagens sociais, analisou os dados de reservas realizadas em 2017 para descobrir os destinos mais interessantes em 2018.

Com base nos lugares mais visitados em 2017, aqueles que tiveram maior aumento da demanda e outras escolhas de especialistas, a lista dos Top 18 Destinos para 2018 apresenta os melhores destinos para jovens viajantes no próximo ano.

Desde favoritos já conhecidos como Espanha, Tailândia e Estados Unidos, até lugares que tiveram um aumento da procura, como Nicarágua, Israel e África do Sul, a lista dos Top 18 Destinos de 2018 tem um lugar para todo mundo e para todos os gostos.

ViewImage (5).jpg
Islândia é um dos países mais procurados para 2018. (Foto: Divulgação)

• Islândia – lar da Lagoa Azul, de gêiseres e da Bjork, esta pequena nação insular ainda é relativamente desconhecida da massa de viajantes;

• Israel – 2017 viu as pessoas se encontrarem em Israel, com aumento de 60% nas reservas desse país que combina perfeitamente o antigo e o moderno;

• Escócia – com suas paisagens deslumbrantes, a Escócia aparece entre os Top 18 Destinos e é o lugar mais popular para moradores do Reino Unido em busca de férias perto de casa;

• Croácia – passe o verão europeu curtindo as praias da Costa da Dalmácia ou faça reencenações das suas cenas preferidas de Game of Thrones sem a menor vergonha. A escolha é sua!;

• Vietnã – O Vietnã é um favorito definitivo entre os viajantes – para ter um gostinho do coração do vibrante país, reserve sua passagem de acordo com algum dos muitos festivais lunares;

• África do Sul – brincar com pinguins na Cidade do Cabo, surfar no Oceano Pacífico em Durban ou procurar pelos Cinco Grandes em um safári. A cada ano, mais e mais pessoas se aventuram em uma viagem por essa nação tão complexa e linda. Reservas pelo país tiveram um aumento de 50% só nesse último ano;

• Espanha – mantendo seu lugar como o destino mais visitado do mundo pelo segundo ano, a Espanha tem a combinação perfeita de pequenos vilarejos tranquilos e capitais animadíssimas;

• Estados Unidos – subindo da quinta para a quarta posição entre os destinos mais procurados, os Estados Unidos continuam um destino popular para viajantes de todo o mundo. Visitar a cidade que nunca dorme ou passar a noite sob as estrelas em uma viagem ao Grand Canyon são só algumas das incontáveis opções;

• Colômbia – se jogue na vida noturna de Bogotá em uma viagem pela Colômbia, e descubra por que a cidade já foi nomeada como a Cidade da Música pela UNESCO;

• Sri Lanka – uma nação insular que abriga uma grande variedade de culturas, idiomas e pessoas, e ainda é relativamente desconhecida para muitos que viajam pelo Sudeste Asiático;

• Tailândia – a primeira escala das viagens em busca de descoberta pessoal pelo Sudeste Asiático, a Tailândia aparece em terceiro lugar entre as reservas globais que ficam cada vez mais populares a cada ano;

• Filipinas – mergulhe na movimentada cidade de Manila antes de esquecer do resto do mundo na ilha de Borocay;

• Nicarágua – o país da América Central tem praias deslumbrantes em dois oceanos e selva intocada no interior. As reservas para esse paraíso cresceram 87% no último ano, então parece que o segredo se espalhou entre os viajantes em busca de algo novo;

• Guatemala – outro tesouro escondido da América Central, que provavelmente vai ser descoberto em breve, com uma rica mistura de antigas ruínas Maia, história da Espanha colonial e arranha-céus modernos;

• Camboja – os templos de Angkor Wat continuam a atrair pessoas de todo o mundo para se maravilhar com todo seu esplendor. Mas isso não significa que você deve perder o mundo moderno, e o Aeon Mall é o lugar perfeito para uma terapia de compras intensiva;

• Nepal – no topo do mundo, planícies férteis se aninham entre os gigantes do Himalaia. Após o devastador terremoto de 2015, a fronteira entre o Nepal e o Tibete está mais uma vez aberta aos viajantes;

• México – a Cidade do México se espalha e cresce diante dos olhos, um lugar onde você tem museus, galerias e arquitetura de classe mundial encontrando a História Antiga;

• Portugal – Lisboa é o lar dos hostels, e sua mistura única de vida noturna animada, paixão e amor pela vida leva as pessoas a se sentirem em casa, mesmo que nunca tenham estado por lá antes. Esteja avisado que a vida noturna começa tarde, então se prepare para ver o sol nascer e aproveitar as siestas no meio da tarde.

Lodge Rhulani – Um Refúgio no meio da Savana

Lodge é uma típica acomodação privada, localizada no meio da Savana. Com caráter exclusivo, são poucos os privilegiados que conseguem fazer uma reserva, pois muitas dessas propriedades chegam a ter menos de 20 quartos disponiveis.
imagem_release_1060628.jpg
Rhulani garante uma experiência única no meio da Savana. (Foto: Divulgação)
 No Rhulani a experiência é inigualável, tanto com pratos típicos, servidos em jantares a luz de estrelas regados por ótimos vinhos, quanto por rituais de fogueira, canto e danca. A forma de receber é impecável e carinhosa e o contato com a natureza, bem como o a preocupação  e o incentivo para que os hospedes se envolvam genuinamente  com a preservação da natureza e animais é o DNA deste lugar.
Estas são apenas as primeiras impressões que o Lodge Rhulani imprime, além de outras que se tornaram a sigla do seu nome e características do seu servico impecavel: Respect; Heart; Uniform; Legendary; Accountability; Never say no; Impressive.
Localizado na Reserva Privada de Makiwe, a maior da Africa do Sul, com 75 mil hectares, onde apenas entram pessoas autorizadas e hóspedes com reservas feitas, é uma experiência única de contato com a natureza a vida selvagem. A região é 100% livre de malária o ano todo e é conhecida por ser o lar do cão selvagem e desempenha com maestria papel para garantir a sobrevivência deste animal em extinção.
Experiências
Ao entrar no quarto com um pé direito triplo, o aroma Africanology já te envolve no luxuoso espirito da Savana. A cama tem um véu transparente em frente de uma lareira, o banheiro com chuveiro ao ar livre permite um banho literalmente um “banho de lua” com vista 360 graus para a Savana. No deck, piscina e espreguiçadeiras vislumbram o que mais parece um cenário de filme. Toda a estrutura do Lodge se integra com a natureza, e por isso é possível se ter a sorte em ver um dos “Big 5” passar em frente de sua janela.
Os safaris saem do convencional, é comum terminá-los com “Sundowner” em meio a selva, um happy hour ao por do sol.
Além disso, todos os Lodges da Reserva Privada de Madikwe se uniram no combate ao tráfico de chifres de Rinocerontes e preservação de todas as espécies da região. De forma privada e por meio de doações, os Lodges mantém uma equipe de veterinários e um time de primeira de colaboradores, que fazem a captura dos animais para exames de DNA e chipá-los, com objetivo de acompanhar-los por toda a vida, desta forma, conseguem um rastreamento preciso em casos de caça ilegal.
A noite anterior do check out, ao chegar no quarto tem um presentinho. Um mimo que abre o sorriso no rosto e na alma.

Aquário de São Paulo é uma ótima opção para aproveitar as férias na capital

Por Gabriela Zaniratto e Rodrigo Bocatti

Quando se fala em férias de verão logo se pensa em curtir praia ou piscina, porém muitas pessoas irão ficar em São Paulo e os pais têm que criar alternativas para passeios com as crianças. O Aquário de São Paulo é uma boa opção para os pequenos em janeiro.

Localizada próximo à estação Santos-Imigrantes, da linha 2 – Verde do Metrô, o Aquário reúne diversas espécies do universo aquático do Brasil e do mundo. Passando pelos corredores, os visitantes podem ver espécies de jacarés, peixes, arraias e moreias. A decoração do local chama a atenção de todos e promove uma verdadeira viagem ao fundo do mar. A cenografia é composta por partes submarinos, barco pirata e muitas outras boas surpresas.

20161217_144811
Cenografia de submarino faz parte da decoração do Aquário de São Paulo. (Foto: Gabriela Zaniratto)

Seguindo pelo caminho você se depara com uma ponte, onde no lago abaixo existem grande e lindas carpas, que colorem o ambiente. Uma pequena cor antes de ver o rei dos mares.

20161217_145401
Tubarões prendem a atenção de todos. (Foto: Gabriela Zaniratto)

Com a sensação de estarmos dentro de um submarino, e em um dos maiores tanques do Aquário, é possível avistar algumas espécies de tubarões, que pelo design da cabine, faz com que alguns passem literalmente por cima das cabeças. As crianças ficam fascinadas com o tamanhos dos animais e é uma diversão para toda a família.

Passando a fascinação pelos tubarões é hora de se divertir um pouco com os pinguins, que vez ou outra fazem a festa dos visitantes, com exibições espontâneas. Mas mesmo sem mergulhos eles são fofos e é indispensável vê-los e se admirar com essas aves aquáticas.

Após a primeira parte da visitação é possível aproveitar o almoço dentro do próprio Aquário, que oferece lanches ou comidas, para ter energias para continuar o passeio. E poder ver o único peixe-boi presente no local, em meio a diversos peixes e no tanque do lado tem o show particular das focas, que divertem os visitantes, assim como a lontra e o tamanduá – o aquário apoia o Projeto Tamanduá.

Após simular uma verdadeira ponte aérea, é hora de entrar em terras africanas e australianas. Podemos ver lêmures, suricatos, morcegos, macacos colobus e cangurus, além de animais pouco conhecidos dos brasileiros, como a equidina, um mamífero que bota ovos que foi uma das mascotes das Olimpíadas de Sidney, em 2000.

O vombate é um animalzinho muito fofo. Ele lembra uma raposa e um coala, pelo seu jeito e sua pelugem. Porém, a grande atração atualmente é o casal de Coalas, Billy e Julie (únicos da espécie em exposição no Brasil), que fazem a alegria de todos, pelo seu jeito fofinho de ser. Apesar de dormirem muito, ao final da tarde é hora de saborearem seus galhos de eucaliptos e os visitantes podem acompanhar a refeição.

20161217_162714
Coala em seu momento de alimentação. (Foto: Gabriela Zaniratto)

Outra atração que chama bastante a atenção são os ursos polares, um casal que faz toda uma performance para os visitantes e podem ser vistos também no subsolo do aquário, por onde é possível acompanhá-los quando estão embaixo d’água.

Os shows dos leões marinhos também são disputados por quem visita o ambiente. Há uma interação entre tratadores e os animais, que se exibem e fazem muitas gracinhas em troca de petiscos.

Fazendo uma avaliação final, o Aquário de São Paulo é um roteiro para toda família, onde as crianças e adultos ficam maravilhados com tantas espécies em exibição. A diversão rola solta lá dentro e as crianças ficam felizes e saem com os olhos brilhando de felicidade, além de muito mais conhecimento e consciência sobre o mundo animal.

Aquário de São Paulo

Endereço: Rua Huet Bacelar, 407 – Ipiranga

Horários de funcionamento: 9h às 19h.

Bilheteria e entrada permitida até às 17h

Preço: crianças de 3 a 12 anos – R$ 50

Ingresso adulto – R$ 80,00

Ingresso melhor idade/professor* – R$ 40,00

Site: http://www.aquariodesp.com.br/

Telefone: (11) 2273 – 5500

*Válido para professores/pedagogos de Educação infantil, Ensino fundamental I e II, Ensino Médio e Curso Superior que ESTÃO EM ATIVIDADE e com IDENTIFICAÇÃO FUNCIONAL E HOLERITE

Resort de luxo da África do Sul investe em vinho exclusivo

Safáris e bons vinhos são duas palavras recorrentes quando se pensa em uma viagem pela África do Sul. A combinação fica ainda melhor quando desfrutada no hotel cinco estrelas Sabi Sabi Private Game Reserve, que agora conta com um vinho da casa feito em parceria com a vinícola Stellenrust, de Stellenbosch – uma famosa região produtora de vinhos da África do Sul.

Sabi Sabi aposta em vinhos  exclusivos para o fim de ano. (Foto: Divulgação)
Sabi Sabi aposta em vinhos exclusivos para o fim de ano. (Foto: Divulgação)

O Sabi Sabi é famoso por ter mais de 35 anos de excelência em safári e serviço impecável, enquanto Stellenrust é uma das maiores e mais renomadas vinícolas de Stellenbosch, em atividade desde 1928. Ter os vinhos da Stellenrust como os vinhos do Sabi Sabi foi uma escolha natural e essa relação se mantém desde 2010.

As duas empresas compartilham diversos princípios que as fazem líderes em suas respectivas áreas: hospitalidade, paixão, compromisso com o meio ambiente e com as pessoas. Em 2012, Sabi Sabi e Stellenrust reuniram-se e assumiram um risco quando decidiram experimentar o processo Bush Maturation – uma empreitada que parecia impossível e que, para alguns pessimistas, jamais funcionaria. Bush Maturation significa maturar o vinho em um clima levemente tropical, mas dentro de um ambiente controlado. No processo, o vinho foi transportado e colocado em dois barris de carvalho francês de 225 litros – um barril contendo Shiraz e o outro Cabernet Sauvignon. Eles foram guardados na adega do Sabi Sabi Earth Lodge, o lodge mais premiado do Sabi Sabi, sob uma temperatura de 18˚C. Sem saber exatamente qual seria o resultado final, regularmente enviavam amostras para serem testadas em Stellenrust, onde foram finalmente aprovadas.

A conclusão dessa jornada pioneira foi finalizada em 2016, quando o vinho foi então engarrafado e acrescentado na extensa carta de vinhos da adega do Earth Lodge, onde só entram excelentes vinhos sul-africanos, uma das razões pelas quais o Sabi Sabi foi recentemente premiado com duas estrelas no “The Best Wine Lists in the World – 2016” (“Melhores Cartas de Vinho do Mundo – 2016”, em tradução livre).

Despedida na África

Entre o Natal e Ano Novo cruzeiro  percorre o sul do continente africano, visita portos exóticos e possibilita a despedida do ano cruzando o afamado Cabo da Boa Esperança, na rota das grandes navegações

Cape Town é o porto de partida e chegada de cruzeiro bordo do Nautica, navio de luxo da Oceania Cruises que parte no dia 21 de dezembro para a viagem  de quinze dias que contempla portos da África do Sul como Capetown, Mossel Bay, Richards Bay, Durban, East London, Port Elizabeth além de Maputo, em Moçambique e Walvis Bay, na Namibia.

Oceania Cruises dá dicas de fim de ano navegando pela África. (Foto: Divulgação)
Oceania Cruises dá dicas de fim de ano navegando pela África. (Foto: Divulgação)

A experiência de elegância e conforto cinco estrelas do navio para 684 hóspedes se estende também às excursões em terra. Seja nas muitas opções de CapeTown, com degustações de vinho na regiao de Stellenbosh, à experiência de chá completo, num parque, na mesma cidade que é visitada por dois dias consecutivos. OU nas muitas opções em Durban, já no Oceano Indico, a mais indiana das cidades africanas. Já em Mossel Bay, safari para fotografar focas – são mais de 2500 nesse santuário- ou golfinhos, atende àqueles que querem viver a natureza de forma intensa. A intensidade das cores e da fauna africana aparece também em uma inesquecível magnitude em Walvis Bay, na Namíbia , com suas centenas de diferentes pássaros e nas paisagens de Moçambique.Além de tudo isso ainda poderá ser incluída extensão pré ou pós cruzeiro para reservas animais da África do Sul, como o Kruger Park.

Valor do cruzeiro: a partir de R$ 13.032,00 por pessoa. Inclui o cruzeiro de 15 dias, em cabine dupla, todas as refeições, nclusive em restaurantes de especialidades. Promoção especial oferece, à escolha do passageiro,  5 excursões em terra ou pacote de bebidas ou ainda US$ 500 de crédito para gastar a bordo.

Mais informações: www.oceaniacruises.com

GSP Travel oferece experiência de viagem entre Cape Town e Durban, na África do Sul, em trens de luxo

Os viajantes passarão pelo Museu do Diamante e o do Apartheid, além de conhecer a Reserva de Safári Nambiti

GSP Travels oferece passeios entre Cape Town e Durban, na África do Sul. (Foto: Divulgação)
GSP Travel oferece passeios entre Cape Town e Durban, na África do Sul. (Foto: Divulgação)

A experiência, que começa em Cidade do Cabo e termina em Durban é feita nos trens da Rovos Rail, os mais luxuosos do mundo. Durante o roteiro, os viajantes poderão conhecer a cadeia de montanhas e vinhedos da região, passar pela vila Matjiesfontein, que possui contexto histórico expressivo no país, e visitar a maior escavação do mundo feita pelo homem, o Big Hole e seu Museu de Diamante.

Além das regiões turísticas, haverá passagem pela capital do país, Johannesburg, com visita ao Museu do Apartheid.

Quem realizar este roteiro adquirirá tanto conhecimento a partir do contexto histórico como contato com a natureza, pois a experiência também prevê um passeio pela Reserva de Safári Nambiti, que possui uma incrível biodiversidade, incluindo savana, pastagens, campos e acácias altas.

Para conhecer a parte cultural do país, os viajantes passarão por Ardmore Ceramics, uma loja de artesanatos que retrata a história do povo Zulu, cujo senso de ritmo, cor, dança e música, bem como o espírito da imaginação Africano, exerce sua influência sobre os outros continentes do mundo.

São sete dias de viagem. Durante o percurso, alimentação e bebidas alcoólicas serão servidas a bordo dos trens.

Estas e outras informações de experiências e roteiros podem ser conferidos com a GSP Travel que, com conceito VIP Yourself, oferece ao cliente excelência nos mínimos detalhes: da qualidade superior de hospedagem, gastronomia, cultura e entretenimento aos serviços especialíssimos, que o surpreendem cliente pela exclusividade desde o momento da compra. Para saber mais, acesse www.gsptravel.com.br ou contate gsptravel@gsptravel.com.br.

Lua de mel na África do Sul é opção para casais aventureiros

Conhecida pela vida selvagem exuberante e por cidades bem estruturadas, a África do Sul representa o destino perfeito para lua de mel de casais que buscam conhecer lugares que fujam do convencional e sejam capazes de render momentos inesquecíveis a dois.

 Entre as melhores opções para recém-casados está o Sabi Sabi Private Game Reserve, um lodge de safári localizado ao sudoeste do Kruger National Park – maior reserva ambiental do país – e reconhecido como um dos hotéis cinco estrelas mais premiados do mundo. As diárias incluem safáris com supervisão de rangers experientes, café da manhã, almoço e “boma” (jantar típico ao ar livre com iluminação de tochas e apresentação de danças tradicionais).

Sabi Sabi Private Game Reserve oferece quartos para amantes de aventura. (Foto: Divulgação)
Sabi Sabi Private Game Reserve oferece quartos para amantes de aventura. (Foto: Divulgação)

O Sabi Sabi Private Game Reserve é formado por quatro lodges cuja arquitetura é inspirada em diferentes momentos da história da África do Sul.

O passado colonial é representado pelo Selati Camp, cuja decoração lembra uma antiga ferrovia que cortava a região no século 19, época marcada pela corrida do ouro. Os ambientes iluminados com charmosas lamparinas, à moda das minas de ouro, criam efeito intimista e romântico, e, não por acaso, o Selati Camp é um dos lodges preferidos dos casais em lua de mel na região.

O espírito étnico e contemporâneo do país pode ser apreciado no Bush Lodge, ideal para famílias com crianças. Além do EleFun Centre, o espaço recreativo direcionado para crianças de 4 a 12 anos, possui um moderno spa com produtos e tratamentos elaborados pela marca sul africana de cosméticos Amani. Ainda dentro dessa proposta há o Little Bush Camp, um lodge às margens do rio Msuthu que oferece refúgio intimista para casais e pequenos grupos. Tem seis suítes e não hospeda menores de 12 anos.

O futuro dos lodges de luxo da África do Sul serviu de inspiração para a inovadora arquitetura do Earth Lodge, que foi construído no interior de um declive de terra e possui apenas 13 suítes – garantindo maior sensação de exclusividade para o casal. Desde 2014 o espaço faz parte do “National Geographic Unique Lodges of the World”, uma coleção de hotéis boutique que reúne hotéis comprometidos com turismo sustentável.

Sabi Sabi Private Game Reserve oferece quartos para amantes de aventura. (Foto: Divulgação)
Sabi Sabi Private Game Reserve oferece quartos para amantes de aventura. (Foto: Divulgação)

Não por acaso, o Earth Lodge foi escolhido para a segunda lua de mel da cantora Preta Gil ao lado do personal trainer Rodrigo Godoy. Durante a viagem, que aconteceu em fevereiro de 2016, o casal ficou hospedado na suíte presidencial Amber, que tem 220m² e é equipada com sala de estar, biblioteca, dressing room e uma piscina exclusiva para os hóspedes.  Para relaxar no tempo livre, os hóspedes podem aproveitar o moderno spa Amani do Earth Lodge ou degustar um bom vinho na adega do lodge, um local perfeito para um jantar intimista regado com os excelentes vinhos sul-africanos.

Entre uma aventura e outra, o casal que escolher o Sabi Sabi também pode curtir bons momentos a dois através dos serviços elaborados especialmente para lua de mel ou ocasiões românticas. Os serviços incluem o romantic turn-down (uma “arrumação de quarto” específica pra casais que é feita no final do dia e inclui iluminação especial com lamparinas, chocolates etc), jantares a dois ao ar livre e espumantes. Tudo pensando com carinho, de forma a garantir lembranças inesquecíveis do destino e da savana sul-africana.

Fora os serviços e arquitetura impecáveis, o Sabi Sabi Private Game Reserve se destaca por proporcionar interações únicas entre hóspedes e a vida selvagem local. Todos os dias é possível participar de dois safáris diários, um ao amanhecer e outro no final de tarde. Durante cada passeio os hóspedes têm a oportunidade de ter encontros emocionantes com a fauna local, incluindo os Big 5 – os cinco grandes animais símbolo de África do Sul (leão, leopardo, elefante, rinoceronte e búfalo) – além de espécies de como o guepardo, cães selvagens, girafas, hipopótamos e muito mais.