Arquivo da tag: Amazonas

Carnaval na Amazônia é opção tanto para sossego quanto para festa

Rede Juma, do Amazonas, oferece festa e descanso no feriado de Carnaval. (Foto: Divulgação)

Juma Ópera e Juma Amazon Lodge são opções de hospedagem; saiba o que fazer durante feriado na região

A Amazônia brasileira é destino certo em qualquer época do ano, inclusive no Carnaval. Aliás, mais ainda no Carnaval. Isso porque o destino oferece calma, sossego e interação com a natureza para quem assim preferir e também agito, desfiles de escola de samba e muita festa para os foliões mais animados.

Nessa época, a capital Manaus é palco do CarnaBoi, festa que dura cinco dias e reúne milhares de pessoas pelas ruas e pontos turísticos. Na mistura entre a maior celebração popular brasileira e a cultura indígena local não podia faltar a presença do folclore dos bois-bumbás Caprichoso, Garantido, Brilhante, Corre-Campo e Garanhão. Os visitantes podem ainda escolher se divertir pulando entre os foliões dos blocos de rua, no desfile das escolas no Centro de Convenções do Amazonas, mais conhecido como Sambódromo, ou ainda no concurso de fantasias no Teatro Amazonas.

Bangalô do Juma Amazon Lodge oferece descanso e privacidade. (Foto: Divulgação)

E justamente diante do Teatro está uma das mais bacanas opções de hospedagem de Manaus, o Juma Ópera. Prestes a ser inaugurado, o hotel-boutique fica em um casarão restaurado e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que, em 1914, recebeu o então presidente norte-americano Theodore Roosevelt durante expedição na região. Com rígidas diretrizes de sustentabilidade, o empreendimento tem espaços para eventos, restaurante, bares e um rooftop com piscina e vista privilegiada ao Rio Negro, Teatro e Palácio da Justiça.

Já aos turistas que veem no Carnaval a chance de aproveitar para relaxar, então a floresta Amazônica é o melhor destino. Sua porção brasileira, inclusive, foi eleita recentemente como uma das 10 melhores regiões do mundo para se visitar em 2020 pelos guias de viagem Lonely Planet. Nesta selva com mais de 5 milhões de km², é possível fazer caminhadas acompanhadas de guias especializados, ver de perto o Encontro das Águas e apreciar as riquíssimas e únicas fauna e floral locais. Além, claro, de se deliciar com a culinária regional.

Esta opção existe para os hóspedes do Juma Amazon Lodge, hotel de selva localizado no meio da floresta, integrado à mata e construído sobre palafitas de mais de 15 metros de altura. Além de restaurante, o local tem quartos com vistas privilegiadas, passeios incluídos nas diárias, piscina com água do rio Juma e redário.

Reservas e mais informações podem ser obtidas no site www.jumalodge.com.br, telefone (92) 3232-2707, WhatsApp (92) 99142-2708 ou e-mail reservas@jumahoteis.com.br.

Hotéis no Amazonas são o cenário ideal para o casamento e a lua de mel dos sonhos

Em meio ao centro histórico de Manaus e no coração da selva, o Juma Ópera e o Juma Amazon Lodge oferecem a melhor estrutura para celebrações e momentos românticos

Matrimônios são um dos rituais de passagem mais comemorados da vida, momentos que ficam guardados para a posteridade e que exigem muito tempo de meticuloso planejamento. Listas, reuniões e decisões traçadas às minúcias para que se corresponda ao imaginário de sonho idealizado pelos noivos. Um dos aspectos mais importantes é o lugar onde a cerimônia irá ocorrer. Tradicionais preferem igrejas e muitos daqueles que não são apegados aos dogmas religiosos resolvem se casar na praia. Mas que tal fugir do lugar comum? Pois os Hotéis Juma propõem algo diferente: celebrações de casamentos no coração da Amazônia.

No charme de um casarão tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), de frente para o principal cartão-postal de Manaus, o Teatro Amazonas, está o Juma Ópera. Erguido durante o Ciclo da Borracha, período de maior prosperidade econômica vivido pela Região Norte, o edifício sofreu um acurado processo de restauração. Assim, manteve o desenho e as características da Belle Époque, que tanto influenciou as históricas construções da Paris dos Trópicos. Sem dúvida, um cenário de encanto e romantismo.

O projeto arquitetônico prevê três espaços para a realização de eventos, sendo que dois deles podem ser unificados para a produção de grandes festas, como pode exigir este tipo de solenidade. A área útil gerada pela junção dos dois ambientes chega a 320 m². Em menor escala, o rooftop onde se encontra a piscina pode ser ainda uma opção ou suporte, pois compreende também um bar de apoio. Para a organização do evento, o Juma Ópera oferece a primazia da gerência de Rodrigo Dezan Cunha, profissional com vasta expertise em hotelaria, catering e recepções numerosas, capaz de comandar banquetes e festividades com magnitude.

Com 41 apartamentos, quase todos voltados para a praça onde se avista a famosa casa de espetáculos e os palacetes de época, o hotel está preparado para receber e também hospedar os convidados. A fim de que todos usufruam da melhor experiência possível, as instalações ainda incluem academia, a já citada piscina na cobertura e o restaurante, que explora a fusão de ingredientes amazônicos à cozinha contemporânea. O cardápio leva a assinatura da consagrada chef Sofia Bendelak.

Na lua de mel, por sua vez, é hora de curtir a dois em clima de romance. Para isso, nada melhor do fugir para um lugar remoto e esquecer que o mundo existe. No meio da selva amazônica, o Juma Lodge – a cerca de 100 km da capital amazonense – inclui um trajeto que em si já é um passeio. Entre trechos terrestres, fluviais e aéreo, a bordo de um hidroavião, os recém-casados podem vislumbrar a diferença de tonalidade dos rios Negro e Solimões no esplêndido Encontro das Águas. É este o ponto onde ambos se juntam para a formação do mítico Amazonas, repleto de lendas e fonte de inspiração do folclore nortista.

Em consonância com o costume local, os 19 bangalôs – com varandas para o verde – do Juma Lodge ficam suspensos sobre palafitas a 15 metros de altura. Portanto, a salvo do grande fluxo hídrico que toma conta da área de sete mil hectares do hotel no período de cheia.

Sustentabilidade é levada a sério com a adoção de uso da energia solar e práticas de reciclagem. Restaurante, bar, piscina, museu e redário são infraestruturas que o empreendimento proporciona aos hóspedes, além de um telescópio profissional que promete trazer as estrelas para perto do casal, suscitando atmosfera de fascínio e sedução. 

A exuberância da floresta e a riqueza arquitetônica de Manaus nas férias de dezembro e janeiro

Prédios históricos do Ciclo da Borracha são ilustres vizinhos do Juma Ópera, novo hotel da capital do Amazonas. Dos mesmos proprietários, Juma Amazon Lodge oferece experiência única no coração da selva

De um lado, a cidade, suas esquinas, seu passado e sua organização. De outro, a selva, cheia de segredos e encantos. Com a proximidade das férias de dezembro e janeiro, escolher Manaus como destino de viagem é unir o melhor desses dois mundos. A capital do Amazonas guarda um conjunto arquitetônico que reflete um dos períodos mais representativos da economia brasileira. E ainda é ponto de partida para uma jornada de descobertas pela floresta.

Heranças do Ciclo da Borracha, cujo o ápice se deu nos primeiros anos do século 20, edifícios como o Palácio Rio Negro, o Mercado Municipal e o Teatro Amazonas são até hoje pontos turísticos e símbolos da Paris dos Trópicos, como Manaus foi chamada durante sua urbanização moldada à francesa, ao gosto dos barões do látex. É também no coração desse Centro Histórico que está o Juma Ópera.

O mais novo hotel da capital amazonense resgata o esplendor de um edifício tombado pelo Patrimônio Histórico, erguido em meio ao período de prosperidade vivido pela cidade. Boa parte das linhas originais foi mantida pelo projeto arquitetônico, que procurou oferecer aos hóspedes visão desimpedida do vizinho mais ilustre: o Teatro Amazonas, cuja majestosa cúpula, composta por cerca de 36.000 peças esmaltadas, pode ser enxergada a partir da maioria dos quartos.

Áreas comuns também têm o teatro como pano de fundo, entre elas a academia, o restaurante — onde a chef Sofia Bendelak retoma a consagrada exploração dos produtos amazônicos em harmonia com técnicas e segredos da cozinha de vanguarda — e a piscina. Situada no rooftop, ela permite observar ao fundo a orla do Rio Negro.

O maior afluente da margem esquerda do Rio Amazonas é parte do caminho de quem segue rumo ao Juma Amazon Lodge, hotel de selva localizado a 100 quilômetros de Manaus. Na travessia que mescla trechos terrestres e fluviais, o hóspede passa pelo Encontro das Águas, famosa atração local, em que os rios Negro e Solimões se unem depois de correrem paralelamente por 6 quilômetros. O visitante pode perceber, de forma clara, a diferença de tonalidade e de temperatura entre eles.

Em uma área preservada de 7.000 hectares, o Juma Amazon Lodge foi construído sobre palafitas, respeitando método utilizado pela população ribeirinha da Amazônia ao construírem suas casas. Resguardados pelas copas das árvores, bangalôs e demais instalações ficam a 15 metros de altura, nível máximo atingido pelo rio no período da cheia.

Os dias de quem se hospeda no Juma Amazon Lodge são marcados pelo espírito de aventura. Em passeios pela mata e nas atividades de observação, crianças e adultos são estimulados a conhecer hábitos de animais e características da flora. Tudo na companhia de guias nativos, empenhados em revelar belezas e ensinar a preservar um dos mais importantes ecossistemas do mundo.

Da rica combinação entre selva e cidade, nasce uma viagem que exercita lições de história, de ciência e, principalmente, de cidadania.

Reservas e mais informações podem ser obtidas no site http://www.jumalodge.com.br/, telefone (92) 3232-2707 ou e.mail reservas@jumalodge.com.br.

9 viagens que custam menos que um IPhone 11 Pro Max!

Pensando em comprar o novo IPhone 11?

Os preços dos novos modelos de IPhone 11, 11 Pro e 11 Pro Max, lançados em setembro pela Apple, foram revelados ontem (9/10) para o mercado brasileiro. E, como de costume, os preços chamaram a atenção da internet. A versão mais completa da linha, o 11 Pro Max, chegará às lojas brasileiras por R$ 9.599. Já o modelo mais simples, custará aos cofres do consumidor que quiser adquirir o telefone pela loja oficial da marca a bagatela de R$ 4.999. Em comparação com o ano passado, a nova geração de smartphones está cerca de 4% mais barata que a anterior.

Mas mesmo com a redução de valores, e se essa quantia fosse convertida em uma viagem e/ou experiência mundo afora? Até onde você conseguiria chegar e o que conseguiria fazer com o preço de IPhone 11 Pro Max? 

Hospede-se em um ecolodge no meio da floresta Amazônica!

(Foto: Divulgação)

Adquirir o celular mais desejado do planeta logo no lançamento pode até ser legal, mas você já imaginou o quão incrível seria passar alguns dias em um hotel no meio da Floresta Amazônica? No Cristalino Lodge, na cidade de Alta Floresta, sul da Amazônia, a experiência não só é possível, como é mais barata que top de linha de Apple. O destino, aliás, é um convite para os hóspedes se reconectarem com a natureza e deixarem a tecnologia de lado para garantir momentos inesquecíveis envoltos por um bioma rico e encantador como pano de fundo. O pacote com quatro noites de hospedagem em apartamento Standard, pensão completa, transfer e duas explorações diárias com guias locais sai a partir de R$ 5.600 por pessoa + taxas.

7 dias em um resort all inclusive em Maceió, Alagoas

(Foto: Divulgação)

O preço do novo IPhone 11 Pro Max poderia lhe render um logo e merecido descanso no Pratagy Beach All Inclusive Resort – Wyndham, de Maceió, Alagoas. O empreendimento, que está inserido à beira da deserta praia de Pratagy, uma das mais belas e tranquilas da região, é uma excelente opção para relaxar e curtir ótimos e belos momentos ao lado da família e dos amigos. O pacote de uma semana no resort para dois adultos e uma criança, com regime de alimentação All Inclusive, em novembro de 2019, sai a partir de R$ 6.998,00. Considerando o preço da passagem… férias garantida!

Aproveite o sol de Porto de Galinhas com o #mozão em um Hotel design

(Foto: Divulgação)

Um IPhone novo ou alguns dias em Porto de Galinhas com o #mozão em um hotel design pra lá de bacana? Quem preterir o smartphone e optar pela viagem, pode se hospedar no Kembali Hotel, que é exclusivo para maiores de 18 anos e aproveitar dias de intenso calor neste magnífico hotel. Dono de uma atmosfera contagiante e bem alegre, o empreendimento consegue unir – e muito bem – tranquilidade, design, música e boa gastronomia em um só lugar. A decoração, a propósito, é um dos pontos fortes do negócio. Os detalhes criativos, dispostos em todos os cantos do Kembali são de saltar os olhos. Deu vontade? Pacotes com 7 noites de hospedagem a partir de R$ 3.609,00 o casal para a última semana de novembro (25 a 2/12/2019). Considerando o preço da passagem aérea, dá até para incluir no orçamento, quem sabe, o modelo de entrada da Apple, o IPhone 11… ;P

Faça um safári pela África do Sul

(Foto: Divulgação)

Aventurar-se pela África do Sul também pode ser uma opção bastante interessante para o consumidor que preterir o gadget do momento a experiência única de um safári pelas savanas africanas. O pacote de 8 dias da Interpoint Viagens & Turismo para o país sai a partir de US$ 2.210, cerca de R$ 9.068,00. Na oferta está incluso hospedagem em três regiões diferentes – Hoedspruit, Stellenbosch e Cape Town –, café da manhã diário, todas as refeições em um dos hotéis, traslados privativos e safáris em serviço regular com guia local.

Vivencie o Pós luxo do Botanique Hotel & SPA

(Foto: Divulgação)

Embora não seja considerado como um artigo propriamente de luxo, ostentar o IPhone da vez no Brasil, reconhecido por comercializar os modelos mais caros do mundo, pode significar, em partes, um alto poder aquisitivo. Mas e se o preço do smartphone fosse empregado em algo que realmente vale a pena, como em um fim de semana no Botanique Hotel & SPA? Encravado nas montanhas da Mantiqueira, no Triângulo das Serras, em São Paulo, o empreendimento foi construído e pensado para oferecer uma genuína experiência além do luxo, que se traduz no luxo 100% brasileiro, com padrões de conforto e elegância absolutamente singulares. Diárias para o fim de semana a partir de R$ 2.240 o casal com o mínimo de duas noites e café da manhã diário.

Tente a sorte no maior cassino da América Latina

(Foto: Divulgação)

Que tal tentar a sorte apostando no maior cassino da América Latina, o Enjoy Punta Del Este, no Uruguai? Com sorte você pode faturar um outro IPhone 11 Pro Max e aproveitar um dos balneários mais famosos do continente. Mas para garantir um lugar à mesa de pôquer, Black Jack, roleta ou até mesmo no banquinho da caça-níquel é preciso desembolsar R$ 3.423,00 em pacote de 4 noites, em novembro, de domingo a quinta, com café da manhã diário, passagem aérea e traslados na suíte Punta e investir na própria sorte, é claro. #boasorte

Réveillon em Floripa!!!

(Foto: Divulgação)

E se ao invés de assistir a virada do ano pela tela do mais novo smartphone da maçã você for curtir o réveillon no badalado litoral de Florianópolis? O hotel Slaviero Essential Ingleses Convention, que terá festa, queima de fogos e ceia especial com bebidas inclusas oferece pacotes com o mínimo de 4 dias a partir de R$ 3.800,00 para o casal. Adicionando o preço das passagens aéreas ida e volta ainda sobra o suficiente para curtir os dias nas famosas e belas praias da ilha da magia e as noites cheias de agitação – com diferentes opções para agradar todos os gostos.

Sessão de fotos no Tibete

(Foto: Divulgação)

Visitar a cidade do Dalai Lama tem todo um contexto espiritual. Mas para algumas pessoas ter o registro do que viveu ali apenas na alma não é suficiente. Por isso, o Shangri-La Lhasa oferece uma sessão de fotos de cerca de 4 horas, com trajes e maquiagem típica, pela propriedade do hotel, com as famosas montanhas do Tibete ao fundo, bem no coração do Himalaia. Para levar para casa um total de 40 fotos por R$ 586,86. As diárias para hospedagem no hotel partem dos R$ 400,00. Uma semaninha de hospedagem sai a R$ 2.800. Considerando o valor da passagem aérea… dá e sobra!

Durma como um rei em um palácio português

(Foto: Divulgação)

Ter um IPhone 11 Pro Max de 512 GB pode até ser considerado algo digno da realeza, mas quem preterir o modelo por algum aparelho mais modesto e de outra marca, por exemplo, poderia ter a oportunidade de contar aos amigos e familiares que dormiu como um monarca na suíte D. Manuel ou D. Luís Felipe, do Pestana Palace, em Lisboa. O hotel, que é um dos mais luxuosos do mundo, está inserido em um palácio restaurado do século XIX e serviu de morada para a cantora Madonna em 2017. A noite em uma das suítes sai a partir de R$ 7.182,00.

Hotel-boutique histórico Juma Ópera abre em Manaus no segundo semestre em frente ao Teatro Amazonas

Empreendimento, que pertence ao mesmo grupo do hotel de selva Juma Amazon Lodge, terá 42 amplas acomodações, cozinha regional e rooftop com piscina

Protagonista de uma cena urbana moldada à europeia, notadamente francesa, o Teatro Amazonas é uma obra-prima erguida em 1896, durante o Ciclo da Borracha, período em que Manaus vivenciava o clima da Belle Époque. É diante desse cartão-postal que o Juma Ópera abre no segundo semestre de 2019. Com a exclusividade de um hotel-boutique de alto padrão e ocupando um casarão histórico, disporá de 42 acomodações espaçosas, restaurante dedicado à cozinha regional e internacional e rooftop com piscina. Sustentabilidade também será sua marca, preocupação já vista no Juma Amazon Lodge, prestigiado hotel de selva com mais de 20 anos de existência e dos mesmos proprietários.

Assim como outros edifícios do centro histórico da capital do Estado, erguidos em meio ao apogeu econômico, um dos prédios do Juma Ópera também resultou dos anos de prosperidade local. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), exigiu um meticuloso processo de recuperação. Conectada a ele, uma nova ala foi levantada com fachada e estrutura alinhadas à concepção arquitetônica do casarão original, onde o ex-presidente americano Theodore Roosevelt ficou no início do século 20, durante sua expedição à Amazônia com o Marechal Rondon.

Juma Ópera abre suas portas no segundo semestre, em Manaus. (Foto: Divulgação)

Todo o projeto, com a assinatura do conceituado arquiteto Roberto Vinograd, busca estar em equilíbrio com as antigas construções no entorno. Por incorporar à rede subterrânea a fiação elétrica proveniente da rua, o Juma Ópera proporciona uma visão livre do Teatro Amazonas. Espaços como o bar, a piscina da cobertura e o restaurante foram pensados de modo que o hóspede desfrute de momentos agradáveis tendo sempre a majestosa casa de espetáculos como pano de fundo.

Acusticamente tratados, todos os amplos apartamentos ganharam cores e formas pelas mãos da conhecida arquiteta Débora Aguiar. Há suítes com banheira, e boa parte delas está voltada para o histórico teatro, também vislumbrado a partir da academia. Completam as instalações refinadas lojas na fachada e dois espaços para eventos no prédio, que somam 361 m² quando unidos.

No Juma Ópera, peixes e pitadas de culinária indígena formam a base do menu do restaurante, localizado sob uma impressionante cúpula, composta de aço e vidro. Uma experiência relaxante é sentar-se para apreciar a riqueza arquitetônica do prédio ou o visual externo, com um drink à mão. A bebida pode ser degustada no bar do lobby ou na piscina da cobertura, do alto da Manaus histórica, em sua extensão até a orla do Rio Negro.

A.Brand apresenta coleção Amazônia

Vem do verde e do encontro das águas. Vem dos bichos, da mata fechada, dos mitos, lendas e do povo da floresta. Vem da relva, da selva. Mas não só. Batizada de Amazônia, a nova coleção da A.Brand parte de um resgate. Ao olhar para as nossas raízes e origens, a diretora criativa Aninha Dias concebeu o verão 19 da marca, que surge de uma vontade de olhar para dentro.

O ponto de partida é o encontro das águas dos rios Negro e Solimões, onde nasce no Brasil o rio Amazonas, que dá vida à maior floresta tropical do mundo. As roupas brincam com as riquezas da fauna e da flora e se apropriam de elementos do folclore e artesanato local, como na releitura da cerâmica marajoara. Os bichos da floresta, suas formas e cores, viram estampas alegres como o tucano, a onça e o bicho preguiça, assim como a vegetação, suas folhas e flores.

342762_811848_0223_caruso_a__1__web_.jpg
A.Brand lança coleção inspirada na Amazônia. (Foto: Renan Oliveira)

O resgate aos elementos naturais inspira ainda a escolha de materiais, como linho, palha e algodão. E a seda, sempre uma aposta da marca, imprime a fluidez, garantindo leveza e movimento nas produções. Na cartela de cores, vê-se os tons da floresta, numa paleta que contempla caju, terra, guaraná, açaí, vermelho uirapuru, rosa arara, azul ribeira, azul Xingu, verde floresta, verde graviola, bege oca e palha.

Nos acessórios, cintos de trama, sandálias com estética de cobra e bijoux que simulam madeira e palha, completam a coleção. O resultado é uma tradução em looks e acessórios dos elementos tradicionais do norte brasileiro.

Tudo de maneira cool e divertida, que é o DNA da marca. “A Amazônia é um mundo inteiro de possibilidades. A A.Brand, através da sua coleção, quer chamar a atenção para a importância de respeitar e preservar o maior coração do mundo”, explica Aninha Dias.

A coleção Amazônia completa já pode ser encontrada nas lojas físicas e no e-commerce  da marca.

Mulher-Maravilha – Gal Gadot revela novos detalhes sobre a trama do filme!

Por Legião dos Heróis

Durante uma entrevista recente, a atriz Gal Gadot, que agora já é oficialmente nossa Mulher-Maravilha, revelou que o filme é uma história de envelhecimento e amadurecimento para a heroína, o que faz muito sentido se você considerar que é um filme de origem e que se passa um século atrás.

Gal Gadot revela novos detalhes da "Mulher Maravilha". (Foto: Divulgação)
Gal Gadot revela novos detalhes da “Mulher Maravilha”. (Foto: Divulgação)

“Em Batman vs Superman nós somos apresentados à uma Mulher-Maravilha sombria,” diz Gadot. “Ela tem estado por perto há um tempo. Algo aconteceu 100 anos atrás que fez com que ela não quisesse mais se envolver com o mundo dos homens. No entanto nós vamos contar toda a história de amadurecimento de Diana. Nós vamos ver como ela se torna Mulher-Maravilha. Ela é muito diferente da Diana que você vê em Batman vs Superman. Ela é mais ingênua e mais pura. Ela é uma jovem idealista que não entende direito a complexidade da vida”.

Gal ainda completou “Eu acho que o coração do filme está nesse amadurecimento de Diana. Ela é tão passional sobre a vida e tão passional sobre amor, verdade e justiça. E ela é muito inspiradora, até mesmo pra mim. Uma das razões que Patty Jenkins concordou em fazer esse filme foi por conta do coração da história. A ação é fantástica, Você terá ação. Mas nós temos uma história muito, muito sólida pra contar”.

Mulher-Maravilha estreia em 23 de junho de 2017 no Brasil!

Mulher-Maravilha – Liberadas diversas novas informações do filme!

Por Legião dos Heróis

Junto da nova imagem oficial de Mulher-Maravilha, também foram divulgadas novas informações importantes sobre o vindouro filme.

Themyscira é uma ilha escondida onde as amazonas da mitologia grega têm prosperado durante séculos, vivendo em harmonia e liberdade se autogovernando longe dos olhos dos homem. Na imagem, além da Mulher-Maravilha, podemos ver a Rainha Hipólita (Connie Nielsen), a General Antiope(Robin Wright) e sua tenente, Menalippe (Lisa Loven Kongsli).

Nova imagem e informações sobre o filme da Mulher-Maravilha são reveladas. (Foto: Divulgação)
Nova imagem e informações sobre o filme da Mulher-Maravilha são reveladas. (Foto: Divulgação)

Com uma introdução estonteante em Batman vs Superman: A Origem da Justiça, a Mulher-Maravilha de Gal Gadot é uma peça importante do Universo Estendido da DC, com um papel crucial nos filmes da Liga da Justiça.

Dirigido por Patty Jenkins, Mulher-Maravilha será uma história de origem que ilustra a transformação da jovem princesa Diana na maior guerreira de todos os tempos. No entanto, ela vai precisar de ajuda para chegar lá. Três mulheres a preparam para o mundo dos homens: a mãe de Diana, Rainha Hipólita (Connie Nielsen), e suas duas tias militares a General Antíope (Robin Wright) e sua Tenente, Menalippe (Lisa Loven Kongsli). Este trio de imortais é responsável pela formação Diana, mas elas nem sempre concordam. Hipólita, uma líder revolucionária, anseia em abrigar sua amada filha do mundo exterior, mas Antíope quer prepará-la para a guerra. “Ela é a única criança que elas criaram juntas”, diz a diretora Patty Jenkins. “E o amor por ela se manifesta de maneira diferente em cada um delas”.

De acordo com a diretora, a criação de Themyscira foi feita a partir de ilhas exóticas na costa da Itália e do sul da China, o que ajudou na concepção de um lugar fantástico e desafiador. O produtor Charles Roven acrescenta que a ilha fictícia “é influenciada pela mitologia grega” mas também “é um lugar que tem um tipo de sensação única. Mas uma vez que você está lá, não deseja sair tão rápido.”

Única também é a caracterização das Amazonas. “Para mim, elas não devem se vestir com armaduras de homens”, diz Jenkins à revista. “Elas devem ser diferentes. Devem ser autênticas, palpáveis e atraentes para as mulheres”. A estilista Lindy Hemming trabalhou a partir de uma visão de mulheres com ombros largos e pernas torneadas, com roupas práticas, mas que ainda destaquem as metáforas dos quadrinhos, em particular os braceletes e até mesmo os saltos altos.

“Eu, como mulher, quero que a Mulher-Maravilha seja gostosa pra caramba, lute pra caramba, e tenha um visual ótimo ao mesmo tempo, da mesma forma que os homens querem que o Superman tenha um peitoral enorme e um corpo impraticável. Isso cria o sentimento de querer ser como o herói. E a minha heroína, na minha cabeça, tem pernas muito longas,” finaliza a diretora.