Arquivo da tag: Anti-Herói

Série ‘The Boys’ chega ao campo de batalha de PUBG MOBILE

Conteúdo exclusivo de The Boys chega na próxima semana para os jogadores de PUBG MOBILE

(Foto: divulgação)

PUBG MOBILE, um dos jogos mobile mais populares do mundo, anunciou uma colaboração com a Prime Video, Sony Pictures Consumer Products e Sony Pictures Television Studios para trazer aos jogadores conteúdo exclusivo de sua série de super-heróis subversiva indicada ao Emmy, The Boys.

A partir de domingo (5), os jogadores poderão participar do evento “Supes Spree”, em que se juntam ao infame anti-herói dos The Boys, Billy Butcher, para construir seu próprio esquadrão de investigação e buscar evidências de irregularidades de super-heróis. No jogo, uma série horripilante de assassinatos insolúveis, de repente, toma conta de Nova York. Os corpos mutilados de corretores de Wall Street e seus clientes começam a aparecer por toda a cidade. A polícia não tem pistas e as autoridades da cidade estão exigindo respostas. Para completar cada desafio, os jogadores devem trabalhar com personagens de The Boys ou seus amigos no jogo para expor a verdade. Os jogadores deverão coletar evidências, para desbloquear as histórias e, finalmente, revelar o super-herói por trás desses ataques hediondos para ganhar os Duds de Billy Butcher. A colaboração também contará com uma série de desafios semanais, oferecendo aos jogadores mais oportunidades de ganhar vantagens e recompensas adicionais por tempo limitado.

The Boys é uma série de TV inovadora que mudou para sempre a indústria do entretenimento com sua visão irreverente dos super-heróis”, disse Anthony Crouts, Diretor Sênior de Marketing do PUBG MOBILE. “Nós sempre nos esforçamos para entregar novos conteúdos aos nossos jogadores e essa colaboração nos dá a incrível oportunidade de integrar elementos em tempo real da nova temporada de The Boys diretamente no PUBG MOBILE.

Com lançamento junto com a estreia da terceira temporada de The Boys hoje (3), os jogadores poderão pegar vários itens de colaboração exclusivos, incluindo os super trajes icônicos de Homelander, Starlight e Soldier Boy, bem como skins de armas, mochilas, um pára-quedas exclusivo Super e muito mais.

A colaboração entre PUBG MOBILE x The Boys estará disponível de 3 de junho a 3 de julho para a maioria dos jogadores localizados na América do Norte, América do Sul e Europa.

PUBG MOBILE está disponível para download pelo App Store e Google Play Store.

CONHEÇA OS ANTI-HERÓIS MAIS AMADOS DO DISNEY+

Aproveitando o sucesso de “O Livro de Boba Fett”, preparamos uma lista com outros anti-heróis queridinhos pelo público

A nova série original “O Livro de Boba Fett” já está disponível exclusivamente no Disney+, apresentando um novo (e conhecido) personagem: Boba Fett (Temuera Morrison), o lendário caçador de recompensas. Na produção, ele e a mercenária Fennec Shand (Ming-Na Wen) navegam pelo submundo da galáxia e retornam às areias de Tatooine para reivindicar o território outrora governado por Jabba the Hutt e seu sindicato do crime.

Apesar de ser apresentado ao público como vilão em Star Wars – Episódio V: O Império Contra-ataca (1980), Boba na verdade é um anti-herói, que age conforme seu interesse.

Para aqueles que não sabem, anti-herói é o personagem que fica no meio termo entre ser um herói ou um vilão. Normalmente, ele cativa o público apesar de seus erros, tem caráter duvidoso, mas também age positivamente em alguns momentos. E, pensando nisso, fizemos uma lista com outros anti-heróis amados e que estão presentes no Disney+. Confira:

Stitch – Lilo & Stitch (2002)

(Foto: divulgação)

Apesar de se tornar melhor amigo de Lilo, e um dos queridinhos do público por sua fofura, Stitch é um ser alienígena e é considerado um dos criminosos mais perigosos da galáxia.

Diego – A Era do Gelo (2002)

(Foto: divulgação)

O tigre-dentes-de-sabre inicia sua jornada com a missão de pegar o bebê humano e levá-lo ao seu chefe para que, assim, eles consigam se vingar dos seres humanos. Mas, no fim, Diego acaba se afeiçoando ao bebê.

Loki – Loki (2021)

(Foto: divulgação)

Loki é o Deus da trapaça e foi o vilão responsável pela primeira reunião dos Vingadores. Apesar disso, é mal compreendido e sua luta é para mostrar a todos que ele tem valores, ainda que distorcidos – e vistos, principalmente, na sua série original do Disney+.

Malévola – Malévola (2014)

(Foto: divulgação)

A icônica vilã que marcou gerações na animação de A Bela Adormecida (1959) ganhou dois filmes solos, provando que, mesmo com sua fama de má, ela também tem um lado humano. Nas produções descobrimos que a personagem foi uma jovem de coração puro, mas depois de uma terrível traição, se transforma em uma mulher amarga e vingativa.

Din Djarin – The Mandalorian (2019)

(Foto: divulgação)

Desde que decidiu colocar um bebê sob sua proteção e constantemente arriscar sua própria vida para salvá-lo, ele começou ser visto mais como um herói tradicional, mas não podemos esquecer que o caçador de recompensas também matou sem esforço um bando de capangas com seu arsenal mortal.

Ralph – Detona Ralph (2012)

(Foto: divulgação)

Ralph é o grande vilão do jogo Conserta Félix Jr. Cansado de ser desprezado e querendo receber uma atenção maior de Felix Jr, sai em busca de uma medalha em outros jogos, com a intenção de provar o seu valor.

Natasha Romanoff – Viúva Negra (2021)

(Foto: divulgação)

Romanoff é uma grande agente e, mesmo sendo uma Vingadora, a espiã tem um passado sombrio e busca vencer suas batalhas a qualquer custo.

Han Solo – Franquia Star Wars

(Foto: divulgação)

Mesmo sendo um dos heróis da Rebelião, Han sempre se preocupou com seus próprios interesses, se envolvendo em brigas com caçadores de recompensas e devendo dinheiro à senhores do crime.

Crítica O Doutrinador

Por Marcela França

Quando o Justiceiro foi lançado pela Marvel e Netflix em 2017, fui uma das primeiras pessoas que assistiu tudo em menos de dois dias. Me atrevo dizer que foi até menos de uma noite, mas o tempo não é a questão aqui tratada. A questão é que num mundo de injustiças, políticos corruptos que lideram governos falidos, é comum o sentimento de revolta e desgosto com a situação. E apesar de Justiceiro se tratar mais num aspecto de vingança, é inquestionável que a intenção final é fazer justiça com as próprias mãos.

Foi com um pensamento de Justiceiro que me pediram para ver o filme “O Doutrinador”, que se baseia numa HQ homônima criada por Luciano Cunha, e adaptada para os cinemas por Gabriel Wainer. E talvez tenha sido esse o meu grande erro.

' O Doutrinador ' - Foto Aline Arruda
O Doutrinador chega hoje aos cinemas. (Foto: Aline Arruda) 

O filme conta a história de um agente federal altamente treinado, Miguel (Kiko Pissolato), que consegue provas contra um governador que está roubando dinheiro da saúde pública e deixando os hospitais em um estado de caos, mas consegue sua libertação através de um sistema corrupto.

Após sua filha morrer devido uma bala perdida e falta de atendimento médico em um hospital público, Miguel começa uma jornada pessoal de vingança contra o governador, uma vez que ele foi o responsável de roubar a verba para saúde pública, e todos os políticos envolvidos. É neste momento que nasce o Doutrinador, um justiceiro que resolve fazer justiça com as próprias mãos exterminando políticos e donos de empreiteiras corruptos, mas que vive o mesmo tempo o dilema se é um mocinho ou um vilão.

Apesar do enredo ser uma versão “abrasileirada” de o Justiceiro, a história e os motivos que fazem Miguel à se tornar um justiceiro mascarado são bons e interessantes. Mas a produção deixa a desejar em alguns aspectos. Em alguns momentos vemos que a história corre rápido demais e deixa um ar de “faltou alguma coisa aqui”, como também ela se estende de maneira prolongada em algumas subtramas desnecessárias e acaba cansando um pouco o espectador.

Da mesma maneira que Batman tem seu “Robin”, o Doutrinador conta com a ajuda da jovem Nina, Tainá Medina, uma hacker que também foi vítima do sistema, e também possui um humor negro que gera boas risadas ao longo da trama.

O Doutrinador chega com uma nova aposta ao cinema nacional, defendendo que é possível realizar bons filmes aqui no Brasil: que possuem uma boa história, produção e atuação, apesar das pequenas falhas. O filme tem previsão de virar série em 2019.

Nota: 3,5

‘O Doutrinador’ não poupa nenhum corrupto em novo trailer

FILME SOBRE O VIGILANTE, BASEADO EM PERSONAGEM DE HQ, CHEGA AOS CINEMAS EM 1º DE NOVEMBRO

“O Doutrinador” é implacável. Essa é a impressão deixada pelo novo trailer do filme, que acaba de ser divulgado, em que o anti-herói persegue sem tréguas políticos e empresários inescrupulosos. Inspirado em personagem de HQ criado por Luciano Cunha, o longa de ação nacional chega aos cinemas em 1º de novembro.

Kiko Pissolato interpreta o personagem principal, e o elenco reúne ainda Eduardo Moscovis,  Marília Gabriela, Helena Ranaldi, Carlos Betão,Tainá Medina, Natália Lage e Tuca Andrada, entre outros. Além dos cinemas, “O Doutrinador” poderá ser visto na TV em 2019, em uma série que  será exibida pelo Canal Space.

Com direção de Gustavo Bonafé e codireção de Fábio Mendonça, o filme e a série foram criados por Luciano Cunha e Gabriel Wainer, que também participaram das mesas de roteiro, assinado por Mirna Nogueira, LG Bayão, Guilherme Siman, Rodrigo Lages e Denis Nielsen. A produção é da Paris Entretenimento e a distribuição da Downtown/Paris Filmes.

Sinopse
“O Doutrinador” é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. O Doutrinador é Miguel, um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários. Uma tragédia pessoal o leva a eleger a corrupção endêmica brasileira como sua maior inimiga. E ele começa a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta contra a corrupção.
Ficha Técnica

Direção: Gustavo Bonafé
Roteiro: Mirna Nogueira, LG Bayão, Rodrigo Lages, Denis Nielsen, Guilherme Siman, Gabriel Wainer e Luciano Cunha
Produção: Marcio Fraccaroli, Sandi Adamiu, Bruno Wainer
Produção Executiva: Renata Rezende
Direção de Fotografia: Rodrigo Carvalho
Produtora de elenco: Renata Kalman
Diretor de Arte: Marghe Pennacchi
Figurinista: Flavia Lhacer
Montador: Federico Brioni e Sabrina Wilkins

Elenco

Kiko Pissolato (Miguel)
Samuel de Assis (Edu)
Tainá Medina (Nina)
Marília Gabriela (Ministra Marta Regina)
Eduardo Moscovis (Sandro Correa)
Helena Ranaldi (Julia Machado)
Natália Lage (Isabela)
Natallia Rodrigues (Penélope)
Tuca Andrada (Delegado Siqueira)
Gustavo Vaz (Anterinho)
Carlos Betão (Antero Gomes)
Nicolas Trevijano (Diogo)
Eduardo Chagas (Oliveira)

Vídeo de ‘O Doutrinador’ revela o universo da hacker Nina

LONGA SOBRE O ANTI-HERÓI BRASILEIRO CHEGA AOS CINEMAS EM 1º DE NOVEMBRO
Em vídeo de making of, a atriz Tainá Medina conta sobre sua personagem no longa “O Doutrinador”: Nina, uma jovem de 24 anos que trabalha em uma loja de HQs, mas que também é uma hacker. Ela tem uma questão séria com a justiça – sua mãe foi presa arbitrariamente. “A forma que ela vê para reparar as injustiças é burlando o sistema, é sendo uma hacker, é entrando e sendo meio que um ratinho que vai roendo as pontas, gerando um caos”, explica Tainá. Além de cenas inéditas do filme, o vídeo traz também um depoimento do diretor Gustavo Bonafé, que complementa: “Criamos uma hacker que também vai a manifestações de rua. É uma menina que faz parte dessa nova juventude que está começando a ter voz política”.  Para assistir, clique aqui.
Com lançamento nos cinemas marcado para 1º de novembro, “O Doutrinador” também terá uma versão em série para TV, que será exibida pelo canal Space em março de 2019.  Kiko Pissolato vive o protagonista da produção, que traz ainda no elenco Eduardo Moscovis, Marília Gabriela, Helena Ranaldi, Carlos Betão e Tuca Andrada, entre outros. Com direção de Gustavo Bonafé e codireção de Fábio Mendonça, o filme e a série foram criados por Luciano Cunha e Gabriel Wainer, que também participaram das mesas de roteiro, assinado por Mirna Nogueira, LG Bayão, Rodrigo Lages, Denis Nielsen e Guilherme Siman. A produção é da Paris Entretenimento e a distribuição da Downtown/Paris Filmes.

 

Sinopse
“O Doutrinador” é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. O Doutrinador é Miguel, um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários. Uma tragédia pessoal o leva a eleger a corrupção endêmica brasileira como sua maior inimiga. E ele começa a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta contra a corrupção.
Ficha Técnica
Direção: Gustavo Bonafé
Roteiro: Mirna Nogueira, LG Bayão, Rodrigo Lages, Denis Nielsen, Guilherme Siman, Gabriel Wainer e Luciano Cunha
Produção: Marcio Fraccaroli, Sandi Adamiu, Bruno Wainer
Produção Executiva: Renata Rezende
Direção de Fotografia: Rodrigo Carvalho
Produtora de elenco: Renata Kalman
Diretor de Arte: Marghe Pennacchi
Figurinista: Flavia Lhacer
Montador: Federico Brioni e Sabrina Wilkins
Elenco
Kiko Pissolato (Miguel)
Samuel de Assis (Edu)
Tainá Medina (Nina)
Marília Gabriela (Ministra Marta Regina)
Eduardo Moscovis (Sandro Correa)
Helena Ranaldi (Julia Machado)
Natália Lage (Isabela)
Natallia Rodrigues (Penélope)
Tuca Andrada (Delegado Siqueira)
Gustavo Vaz (Anterinho)
Carlos Betão (Antero Gomes)
Nicolas Trevijano (Diogo)
Eduardo Chagas (Oliveira)
Sobre a Paris Entretenimento
Após dois anos como coprodutora de grandes sucessos de bilheteria, como a trilogia “Até que a Sorte nos Separe”, a Paris Entretenimento consolidou-se como produtora em 2015, com o lançamento do longa “Carrossel – O Filme”, que fez 2.7 milhões de espectadores e tornou-se o quarto filme nacional mais visto do ano.
Entre 2016 e 2017, a Paris Entretenimento foi a produtora que mais lançou filmes no país, com um total de sete longas- metragens exibidos em circuito comercial. Os gêneros variados dessas produções consolidam nossa proposta de abrangência de mercado, explorando diferentes nichos de acordo com as tendências comerciais da época. Desses sete filmes lançados nos últimos meses, dois são adaptações de séries infantis de televisão (“Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina” e “Detetives do Prédio Azul – O Filme”), outros dois são infanto-juvenis voltados ao público masculino (“Internet – O Filme”) e feminino (“Meus 15 Anos”), uma comédia romântica destinada ao público adulto (“Um Namorado Para Minha Mulher”), e dois documentários (“Teresinha” e “Aqualoucos”), este último lançado na 41a Mostra Internacional de Cinema.
Nossa busca por atender à demanda do público brasileiro continua em 2018, por isso selecionamos nossos projetos futuros com base nas tendências de mercado para os próximos meses. Em novembro de 2017 iniciamos a produção de “O Doutrinador”, aventura do gênero super-herói que será lançada nos cinemas em Setembro de 2018 e, em seguida, em formato seriado pelo canal Space.
Sobre a Downtown Filmes 
Fundada em 2006, a Downtown Filmes é a única distribuidora dedicada exclusivamente ao cinema brasileiro. Desde 2011, ocupa a posição da distribuidora número 1 no ranking de filmes nacionais. De 2013 até hoje, vendeu mais de 50% de todos os ingressos de filmes brasileiros lançados. Até dezembro de 2017, a Downtown Filmes lançou 120 longas nacionais, que acumularam mais de 100 milhões de ingressos.
Entre os maiores sucessos da distribuidora estão “Minha Mãe É Uma Peça” e “Minha Mãe É Uma Peça 2”, estrelados por Paulo Gustavo; “De Pernas Pro Ar”, “De Pernas Pro Ar 2”, e “Loucas Pra Casar”, com Ingrid Guimarães; “Até que a sorte nos separe”, ”O Candidato Honesto” com Leandro Hassum; “Os Parças” com Whindersson Nunes, Tom Cavalcante e Tirulipa, “Fala Sério, Mãe!” com Ingrid Guimarães e Larissa Manoela, “Chico Xavier” e “Elis”.
Para 2018, o lineup da Downtown conta com 20 títulos, entre eles “Os farofeiros”, lançado em março, “O Doutrinador”, adaptação da série de quadrinhos de mesmo nome, “O Candidato Honesto 2”, “Tudo Por um Pop Star” e “O Palestrante Motivacional” estrelado por Fabio Porchat.

‘O Doutrinador’ invade o Palácio do Governo

ANTI-HERÓI BRASILEIRO CHEGA AOS CINEMAS EM 1º DE NOVEMBRO

Acabam de ser divulgados os primeiros minutos do longa “O Doutrinador”. Na cena, o público verá que não adianta fugir do vigilante sombrio que caça corruptos. Durante um protesto em frente ao palácio, o governador Sandro Correia (Eduardo Moscovis) se esconde embaixo da mesa, mas não consegue evitar seu destino.

A produção nacional de ação, inspirada em personagem de HQ criado por Luciano Cunha, tem nova data de estreia nos cinemas: 1º de novembro. Já a série de TV “O Doutrinador” será exibida pelo canal Space em março de 2019.

Protagonizado por Kiko Pissolato, o filme traz ainda no elenco Marília Gabriela, Helena Ranaldi, Carlos Betão,Tainá Medina e Tuca Andrada, entre outros. Com direção de Gustavo Bonafé e codireção de Fábio Mendonça, o filme e a série foram criados por Luciano Cunha e Gabriel Wainer, que também participaram das mesas de roteiro, assinado por Mirna Nogueira, LG Bayão, Guilherme Siman, Rodrigo Lage e Denis Nielsen. A produção é da Paris Entretenimento e a distribuição da Downtown/Paris Filmes.

Sinopse

“O Doutrinador” é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. O Doutrinador é Miguel, um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários. Uma tragédia pessoal o leva a eleger a corrupção endêmica brasileira como sua maior inimiga. E ele começa a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta contra a corrupção.

CINÉPOLIS INICIA VENDA DE COMBO EXCLUSIVO DE DEADPOOL 2

Filme faz sua estreia nacional dia 17 de maio
A rede Cinépolis, maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, inicia no dia 10 de maio a venda do combo criado exclusivamente para o lançamento do filme “Deadpool 2″.
O combo será composto por dois refrigerantes, uma pipoca grande na embalagem tematizada do filme e uma luminária no formato de nosso anti-herói preferido, o Deadpool.
5b987d94-c056-4966-b7c6-455fd319ef9c.jpg

Com distribuição da Fox Film do Brasil, “Deadpool 2” faz sua estreia nacional no dia 17 de maio e conta no elenco com Ryan Reynolds, Josh Brolin, Zazie Beetz Morena Baccarin. A direção é de David Leitch.

SINOPSE
O bocudo mercenário da Marvel está de volta! Maior, melhor e, ocasionalmente, mais pelado do que nunca. Quando um super soldado chega em uma missão assassina, Deadpool é forçado a pensar em amizade, família e o que realmente significa ser um herói – tudo isso, enquanto chuta 50 tons de bundas. Porque, às vezes, para fazer a coisa certa, você precisa lutar sujo.

Elenco: Ryan Reynolds, Zazie Beetz, Brianna Hildebrand, Karan Soni, Morena Baccarin, T.J. Miller
Direção: David Leitch
Roteiro: Rhett Reese, Paul Wernick, Ryan Reynolds
Produção: Simon Kinberg, Ryan Reynolds, Lauren Shuler Donner