Arquivo da tag: Artesanal

Pace e Bene Padaria Artesanal tem fornadas diárias de diversos tipos de pães de fermentação natural

Localizada no coração de Perdizes, casa possui versões para todos os paladares, tais como integral, multigrãos, ciabata, baguete, pão da casa, além de pães especiais como queijo brie com damasco, tomate seco com queijo e chocolate, entre outros

Prestes a completar um ano de funcionamento, a Pace e Bene Padaria Artesanal tem o propósito de entregar diariamente pães fabricados com ingredientes da mais alta qualidade, resultado de produtos elaborados em fermentação natural que, além de nutritivos são crocantes e deliciosos. Localizada no bairro paulistano das Perdizes, lá são expostos em suas vitrines fornadas de pães de tamanhos e sabores diversos.

As opções variam entre os pães produzidos todos os dias, como o Francês Artesanal (R$ 30,99 o quilo), Integral (R$ 35,99 o quilo), Multigrãos (R$ 35,99 o quilo), Pão da Casa (R$  30,99 o quilo), Baguete (R$ 30,99 o quilo), Pão de Azeitona (R$ 35,99 o quilo), e a Ciabata (R$ 30,99 o quilo). Além disso, a Pace e Bene oferece especialidades como Pão de Tomate Seco com Queijo (R$ 35,99), Queijo Brie com Damasco (R$ 35,99), Calabresa (R$ 35,99 e de Chocolate (R$35,99). Aos domingos, a casa produz Focaccia (R$ 35,99 o quilo).

Pão Pace e Bene Padaria Artesanal. (Foto: Karen Caetano)

“Nossos pães são feitos com fermentação natural, é um processo muito mais lento que o industrializado, levando por volta de 15 horas, o que resulta em um sabor incomparável e em um pão muito mais leve na digestão, pois ele não fermenta no organismo evitando desconforto e inchaço”, explica Marcos Antonio Martins, proprietário da Pace e Bene. “Todas as nossas receitas têm o acompanhamento e supervisão de uma nutricionista”, completa Marcos.

O pão também é protagonista em diversos pratos do cardápio na Pace e Bene. Os toasts, por exemplo, são feitos com fatias generosas do Pão da Casa. As opções são  presunto parma com brie, queijo de cabra e tomate confit, e de molho de tomate, com agrião e ovo frito (valores entre R$12 e R$18 cada um). Os hambúrgueres (R$22) são servidos com o Pão Brioche, produzido por lá também. A releitura da receita de Ovos Benedict, aqui batizada de Bendito Ovo, uma versão que leva barriga de porco, maçã verde e ovo frito, é também servida no Pão Brioche (R$ 28,00). Para acompanhar, uma taça do vinho italiano Volpato tinto, branco ou rosé (R$ 18 cada taça).

A casa tem ainda almoço executivo de terça a domingo, com um menu diferente a cada dia, com pratos a partir de R$ 35 – sendo que de terça a sexta eles dão direito a entrada de salada ou sopa e sobremesa.

A Pace e Bene Padaria Artesanal funciona de terça a sábado, das 9h às 20h30; e aos domingos, das 9h às 16h. Para mais informações, siga a casa nas redes sociais: https://www.facebook.com/Paceebenepadariaartesanal/ e https://www.instagram.com/paceebenepadariaartesanal/

Café da manhã de padoca na Pace e Bene Padaria Artesanal tem tudo artesanal, assim como nos tempos de nossas avós

Localizada no bairro das Perdizes, a casa oferece salgados, doces, bolos, cafés, chocolates e tortas para começar o dia do jeito que os paulistas adoram

Pão na chapa e um coado, misto quente e um espresso, pães variados com manteiga, geleia e requeijão: é desta maneira que os paulistanos iniciam suas manhãs. E, desde a sua inauguração, a Pace e Bene Padaria Artesanal vem oferecendo cada vez mais produtos de qualidade e que tenham a ver com a proposta artesanal da casa.

Para acompanhar os pães de fermentação natural, que são produzidos todos os dias, a casa incluiu em seu menu duas opções da marca Café Alta Paulista, da região de Garça, interior São Paulo, e que tem produção artesanal desde a colheita até a torrefação: versão Mundo Novo para o espresso, que é um café de corpo intenso, com notas de chocolate amargo e melado de cana e acidez média (R$6,00 a xícara), e para o coado, a variedade escolhida é a Catuaí 62, um grão amarelo que tem muita doçura em seus frutos e notas de caramelo com toques de frutas (R$9,00).

Café da manhã artesanal é na Pace e Bene. (Foto: Divulgação)

Além disso, dos cafés servidos na loja, para quem quiser levar para casa, a Pace e Bene tem pacotes de 250g para fazer um café coado muito saboroso e com muito aroma. Outra opção é o kit com dois pacotes de 250g e uma caneca (R$65,00), perfeito para presentear quem é apaixonado por café.

A casa fica aberta do café da manhã ao café da tarde, e no menu tem pão na chapa artesanal (R$6,00), misto quente no pão artesanal (R$15,00), cesta de pães variados acompanhada de geleia, manteiga e requeijão (20,00), além de outras opções de bebidas quentes como macchiato (R$ 7,00), chocolate quente (R$ 9,50) e chás (R$ 6,00) até os mais especiais, como o capuccino italiano (que não leva chocolate, R$ 9,50), macchiato doppio (R$ 9,50) e mocha (R$ 10,00), entre outros.

A Pace e Bene Padaria Artesanal funciona de terça a sábado, das 8h às 19h; e aos domingos, das 9h às 16h. Para mais informações, siga a casa nas redes sociais: https://www.facebook.com/Paceebenepadariaartesanal/ e https://www.instagram.com/paceebenepadariaartesanal/

Dia dos Pais diferentão na Pace e Bene Padaria Artesanal

O segundo domingo de agosto terá cardápio especial para todos os tipos de pais – pais de filhos, pais de pets e “pães” – mães que fazem o duplo papel

O Dia dos Pais na Pace e Bene, padaria artesanal localizada no bairro de Perdizes, vai ter um sabor bem especial. A data, que neste ano cai no dia de Santa Clara – que juntamente de São Francisco de Assis cumprimentava as pessoas com a expressão “Pace e Bene” (frase de inspiração para o nome da casa) e abençoava os animais, terá uma programação especial.

No dia 11, a Pace e Bene aguardará pais de todos os tipos: pais com crianças, “pães” – que são as mães que cumprem a função dupla – e pais de pets, não só pelo fato da casa ter um amplo espaço pet friendly, mas também pelo dia de Santa Clara. O menu “Dia dos Pais Pace e Bene” será composto por:

  • Costela ao barbecue – Acompanha mandioca cozida na manteiga de garrafa e arroz com cebola caramelizada
  • Medalhão de mignon a carbonara – Acompanha espaguete na manteiga e farofa de pão da casa
  • Salada porcine finocchio – Radicchio, rúcula, erva doce, crocantes de suíno e molho de limão siciliano

A Pace e Bene fica aberta do café da manhã ao café da tarde e tem um menu com  cafés, doces (como o imperdível cannolo de ricota e limão siciliano, R$ 10,00), tortas, saladas, risottos e massas. A casa também está no iFood durante seu horário de funcionamento e aceita encomendas prévias para festas, eventos e qualquer tipo de comemoração.

Para mais informações e reservas, contate a casa por suas redes sociais https://www.facebook.com/Paceebenepadariaartesanal/https://www.instagram.com/paceebenepadariaartesanal/ e por telefone (11) 2367-5777.

Let’s Beer entrega chope artesanal gelado e carnes premium em casa

Delivery personalizado da cervejaria artesanal da Vila Mariana leva para a mesa dos paulistanos cortes nobres prontos para o preparo e seleção de chopes especiais e harmonizados; churrasco fora do comum pode ser pedido por aplicativo

O churrasco virou um patrimônio do paulistano, mas também um sinônimo de comida e bebida em quantidade, e não qualidade. Pensando nisso, a Let’s Beer, bar artesanal referência da Vila Mariana, passa a entregar à domicílio kits montados com a supervisão da chefe, parrillero e sommelier da casa, harmonizando com cortes nobres e prontos para o preparo com chopes artesanais e especiais que já chegam gelados no destino.

Os kits são renovados e variam semanalmente e contém também acompanhamentos para ressaltar os sabores da combinação. A picanha e o bife de Chorizo, por exemplo, vão acompanhados por cervejas de potência mediana, como as English Pale Ales ou as Special Bitters. As tiras de costela são as preferidas dos fãs de cervejas mais alcoólicas, como Doppelbock e a American IPA que fazem um contraste ideal com a gordura.

Let’s Beer leva carne e cerveja em casa. (Foto: Divulgação)

As carnes chegam em casa resfriadas e prontas para irem à grelha, deixando para os amantes de churrasco apenas a função de acender a churrasqueira. Os chopes vão em embalagens exclusivas, em sacos com gelo prontos para servir e aproveitar. O peso das peças variam entre 1,7 e 1,9 kg e os kits completos são a partir de R$ 190,00. Os pedidos podem ser feitos pelo site onde está disponível a lista de chopes e carnes com explicações do sommelier para a escolha do que mais combina com o momento desejado. No aplicativo oficial do Delivery da Let’s Beer, também estão disponíveis os kits (disponível na GooglePlay e na Apple Store).

——————

Serviço

Let’s Beer
Endereço: R. Joaquim Távora, 961 – Vila Mariana
Funcionamento: Seg. a quinta.: 18h às 23h.
Sex e sábado.: 12h às 00h. Dom.:13h às 22h

Delivery

https://www.letsbeer.com.br/ | GooglePlay e Apple Store

Lotação: 35 lugares
Comodidades: Ar Condicionado, Área para Fumantes e Wi-Fi.
Telefone: 11 2589-9695

Aceita todos os cartões de débito e crédito, exceto: Dinners e vales refeição.

New York Cafe oferece bagel artesanal em Curitiba

Desde 2012 a casa trabalha com a receita mais tradicional de uma das iguarias mais consumidas nos Estados Unidos

O bagel, tradicional pãozinho consumido nos Estados Unidos, é produzido de maneira artesanal em Curitiba pelo New York Cafe, estabelecimento que oferece o melhor da gastronomia e da cultura nova-iorquina na capital paranaense. Todo o processo é feito artesanalmente, explica o Chef e proprietário do estabelecimento, Luis Santo. “Desde 2012 seguimos a receita e tradição judaica das bagels shops de Nova York. Como aprendi no Murray’s Bagels, shop de Nova York que utiliza até hoje o processo completamente manual e artesanal”, diz.

BAGEL LOX 03 (SALMAO DEFUMADO) COM CREAM CHEESE.JPG
New York Cafe lança bagel artesanal. (Foto: Divulgação)

Para atingir um resultado cada vez mais próximo do bagel original, todo o estudo e processo de fabricação levaram cinco anos. O bagel é um pão de fermentação lenta, moldado em formato de anel, manualmente, que é cozido antes de ser assado, adquirindo uma textura diferente com uma casca crocante e interior macio, porém denso. O segredo para que essa produção seja deliciosa e encorpada está no processo de fabricação, que requer paciência, devido à fermentação lenta, pois somente por meio dela o pãozinho adquire cor, textura, consistência e sabor.

No New York Cafe, o bagel é servido em sanduíches com recheios clássicos e recheios de delis/diners. “Estamos estruturando uma maneira para vendê-los em quantidade para clientes que queiram levar para casa”, conta Luis. Em breve, o New York Café irá disponibilizar a entrega de pães quentinhos e fresquinhos no local de preferência do cliente. “Toda semana entregaremos um pão diferente, além de oferecer kits com cafés e xícaras, para diversificar os produtos oferecidos atualmente e para que o cliente tenha uma experiência diferente, porém nos padrões do New York Cafe em sua casa”, conta o empresário, que reforça que a ideia é de levar um pedacinho da cidade mais cosmopolita do mundo para dentro da casa do cliente com a maior conveniência possível.

O New York Cafe fica na Rua XV de Novembro (nº 2916), no bairro Alto da XV, e funciona diariamente das 15h às 23h. Mais informações no site www.newyorkcafe.com.br, na página oficial do empreendimento no Facebook ou pelo telefone (41) 3077-6922.

New York Cafe oferece pastrami artesanal

Iguaria legitimamente norte-americana, feita de carne de Angus, compõe pratos e sanduiches da casa

Uma das delícias mais difundidas em Nova York, está ganhando cada vez mais o cenário mundial. É o pastrami. Uma carne curada, defumada e cozida lentamente a vácuo. O New York Cafe, estabelecimento que oferece o melhor da gastronomia e da cultura nova-iorquina na cidade de Curitiba, é um dos únicos estabelecimentos da capital a fabricar o próprio pastrami da maneira artesanal, como a iguaria deve ser preparada.

Pastrami BAGEL NY DELI (PASTRAMI) NY CAFE.jpg
Pastrami artesanal é a novidade do New York Cafe. (Foto: Divulgação)

“O pastrami aqui no New York Cafe é feito por meio de um processo de cura da carne que dura de sete a dez dias. Após isso, a carne vai para o sous vide (cocção a vácuo) por 48 horas em baixa temperatura. Em seguida ela é defumada por cerca de 8 horas”, conta o Chef e proprietário do estabelecimento, Luiz Santo. A casa utiliza o peito de boi Angus para o preparo, em um corte chamado brisket.

O pastrami do New York Cafe reúne as receitas judaicas antigas que o Chef aprendeu durante o período em que morou em Nova York e de onde trouxe a maior parte de sua bagagem gastronômica. “Aqui utilizamos os processos e técnicas culinárias utilizadas em cozinhas avant-garde, além de métodos que são normalmente aplicados em restaurantes de primeira classe”, afirma Luiz. O Chef destaca o processo de preparação completamente artesanal da iguaria. “Misturamos o clássico com o moderno, como por exemplo as técnicas utilizadas em churrasco 100% americano, como o processo de cura e defumação, unindo técnicas diferentes como a sous vide e a finalização em forno para ter uma carne macia, suculenta e com sabor excepcional, que derrete na boca”, conta.

São necessários 10 a 11 dias para que o pastrami possa enfim ser consumido. Esse tempo é fundamental para garantir ao preparo um sabor e textura semelhantes aos fabricados no seu local de origem, os Estados Unidos. No New York Cafe, o pastrami é fatiado e finalizado no forno, servido em sanduiches como o NY Deli, que recebe o pastrami de angus curado e defumado, cozido lentamente em sous vide, smoked moustard sauce, picles artesanal e queijo provolone e custa R$ 28,50.

O New York Cafe fica na Rua XV de Novembro (nº 2916), no bairro Alto da XV, e funciona de segunda a sexta das 15h às 23h, sábado das 12h às 23h, e domingo das 14h as 22h. Mais informações no site www.newyorkcafe.com.br, na página oficial do empreendimento no Facebook ou pelo telefone (41) 3077-6922.

Cerveja Capitu lança cerveja artesanal sem glúten, produzida com mandioquinha

Capitu Diadorim sem glúten é uma Belgian Saison refrescante e saborosa  para quem quer aproveitar os benefícios de uma alimentação sem glúten, sem abrir mão das saboras cervejas artesanais 

A Cerveja Capitu, em parceria com a Better Food for You, empresa especializada em alimentos saudáveis, lança sua primeira cerveja artesanal sem glúten. A Capitu Diadorim sem glúten é uma Belgian Saison desenvolvida para paladares exigentes e produzida para quem busca uma vida com mais harmonia, mas não quer abrir mão de vivenciar os sabores intensos de uma cerveja artesanal.

Cerveja Capitu lança cerveja artesanal. (Foto: Divulgação)
Cerveja Capitu lança cerveja artesanal. (Foto: Divulgação)

Em meio aos caprichos de sua levedura belga, a Capitu Diadorim é uma cerveja com sabor intenso e notas frutadas. A receita leve e aromática possui como um de seus ingredientes principais a mandioquinha, naturalmente sem glúten, proporcionando à bebida um sabor sutil e aveludado e garantindo drinkability e muita refrescância. Seus sabores condimentados aparecem com o delicado e intenso sabor maltado.

Nativa da América do Sul, e difundida por todo o Brasil, a mandioquinha é um alimento fonte de carboidratos naturais que, além de secar e suavizar o corpo da cerveja, também agrega alguns encantos, intensificando as notas “terrosas” frequentemente presentes em uma Saison. A mandioquinha, por ser constituída quase que inteiramente por carboidratos naturais fermentáveis, substitui com muita elegância o açúcar que tradicionalmente é incorporado pelos cervejeiros belgas em suas receitas, a fim de obter um final mais seco.

“Pessoas próximas, amigos e parentes amantes da cerveja artesanal, pediam constantemente para que desenvolvêssemos uma cerveja sem glúten que fosse saborosa e que tivesse proximidade sensorial com a velha e boa Cerveja Artesanal”, explica Frederico Ming, sócio fundador da Cerveja Capitu.

A cervejaria utiliza a mesma receita da sua clássica Diadorim, utilizando ingredientes tradicionais como maltes de cevada, lúpulos e levedura, para produzir a receita sem glúten. A diferença está na técnica de quebra do glúten da cevada durante o processo cervejeiro, garantindo assim, que ela possa ser apreciada tanto pelos amantes da cerveja artesanal, quanto por aqueles que possuem alguma desordem relacionada ao glúten ou que simplesmente optaram por retirar a proteína da dieta. Sem o glúten a digestão da cerveja fica muito mais fácil, evitando a sensação de inchaço frequentemente associado a algumas cervejas tradicionais.