Arquivo da tag: Artists’ Alley

Julio Shimamoto é o homenageado do Artists’ Alley na CCXP19

Julio Shimamoto assina pôster do artist’s alley. (Foto: Divulgação)

Considerado mestre das HQs de terror, artista assina o pôster oficial e a credencial do espaço

Não é só o Batman que está completando 80 anos em 2019. O desenhista e roteirista brasileiro Julio Yoshinobu Shimamoto, mais conhecido como Shima, também celebra seu 80º aniversário este ano. Por isso, o artista será o grande homenageado do Artists’ Alley, assinando o pôster e a credencial do espaço dedicado aos quadrinistas, além de participar de painéis que serão divulgados em breve. Shima marcará presença todos os dias do festival e estará acompanhando por Márcio Jr., coautor da graphic novel “Cidade de Sangue” (2018) – outro nome de peso confirmado para a 6ª edição da CCXP.

Representante de uma geração de grandes nomes dos quadrinhos de terror, Shima desenvolveu sua paixão pelas artes plásticas durante a infância, desenhando com gravetos no sítio do pai em Borborema, no interior de São Paulo. Ainda na juventude, tornou-se desenhista no Departamento Promocional da multinacional “Sears, Roebuck & Co.” (Lojas Sears) e, desde então, nunca mais abandonou os pincéis. Com seu traço denso, passou por praticamente todas as editoras e publicações do país: La Selva, Taika, Outubro, Ebal, Noblet, Folha de São Paulo, Ática, Editora do Brasil, Cooperativa Editora e de Trabalho de Porto Alegre, Vecchi, Grafipar, Abril, D-Arte, Press, Maciota, Record, Globo, Bloch, Via Lettera, Devir, Marco Zero, Novo Mundo, Escala, Nova Sampa e Opera Graphica. Entre suas obras mais aclamadas estão Musashi I e II (2003) e Subs (2006).

Aos 80 anos, Shima segue na ativa, envolvido em projetos autorais e produzindo quadrinhos experimentais. Recentemente, desenvolveu uma técnica na qual aplica uma camada de tinta sobre uma peça de cerâmica para depois desgastá-la utilizando objetos pontiagudos. As imagens surgem em negativo, em uma nova versão do estilo claro-escuro, técnica consagrada no Renascimento por artistas como Caravaggio. A partir do negativo, passa a escanear e xerocar estas imagens, para depois montar as páginas das histórias por meio de colagens. E foi justamente com essa técnica inovadora que ilustrou “Cidade de Sangue”, com texto de Márcio Jr, agitador cultural goiano cuja versatilidade abrange incursões pela música, cinema, escrita e, claro, HQs.

A CCXP19 já confirmou quadrinistas brasileiros consagrados como Mike Deodato Jr., Laerte, Germana Viana, Rebeca Prado, Ju Loyola, André Dahmer, Robson Rocha, Jun Sugiyama e Alexandre Carvalho. Entre os nomes internacionais estão Neal Adams, Joëlle Jones, Frank Quitely, Eduardo Risso e Charlie Adlard, entre outros. O Artists’ Alley da CCXP é um dos maiores do mundo e o maior do Hemisfério Sul. Para conhecer a lista completa de artistas basta acessar: https://www.ccxp.com.br/artists-alley.

Ingressos CCXP
3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social)           
Sexta-feira: (ESGOTADO)                                                                                               
Sábado: (ESGOTADO)     
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social)                       
4 dias: (ESGOTADO)                                                                                                     
Epic: R$ 1.500,00                                                                                                           
Full: (ESGOTADO)                                                                                                         
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00 

CCXP19

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)

Artists’ Alley da CCXP19 recebe quatro novos quadrinistas

Mikel Janín, Mike McKone, Gerardo Zaffino e David Roman são os novos artistas confirmados para o espaço

A CCXP tem o maior Artists’ Alley do Hemisfério Sul e, para reforçar o time, o festival acaba de anunciar mais quatro quadrinistas. Mike Mckone, Mikel Janín, Gerardo Zaffino e David Roman são os novos nomes confirmados para o espaço, que já conta com grandes artistas de destaque no Brasil e no exterior, como Neal Adams e Mike Deodato, entre outros. Em sua 6ª edição, o evento faz parte das celebrações oficiais pelo aniversário de 80 anos do Batman e acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo.


Mikel Janín participa pela primeira vez do festival e chega para celebrar os 80 anos do Homem-Morcego. Vindo da Espanha, Janín deixou sua carreira como arquiteto em 2010 para prosseguir com o trabalho na indústria de quadrinhos. Sob contrato exclusivo com a DC desde 2011, o artista trabalhou como desenhista, pintor e capista em títulos como “Guerra da Trindade”, “Batman Eternal”, “Grayson” e “Liga da Justiça Sombria”, entre outros. Mais conhecido por sua longa e impressionante trajetória na revista Batman, que é pontuada pelo histórico casamento de Batman e Mulher Gato na edição 50 da série, ele é o atual desenhista da revista mensal do personagem.

Mike McKone tem uma vasta lista de créditos no mundo dos quadrinhos. Nascido na Inglaterra, o primeiro trabalho publicado pelo quadrinista foi para a série da DC Comics, a “Liga da Justiça da América”. Nos anos seguintes, ilustrou quase todos os personagens principais da editora e de sua concorrente, a Marvel, incluindo longos períodos nos títulos “Novos Titãs”, “Espetacular Homem-Aranha” e “Quarteto Fantástico”. Seus projetos recentes incluem a graphic novel dos “Vingadores: Guerra sem Fim” e “Liga da Justiça Unida”.

Nascido em Buenos Aires, na Argentina, Gerardo Zaffino começou a trabalhar em capas para a IDW e depois levou seu estilo único para a Marvel e para a Vertigo. Atualmente, seu trabalho pode ser encontrado nas edições de Conan e nas capas de “Cosmic Ghost Rider”, “King Thor” e muitos outros títulos das principais editoras dos EUA.

Encerrando o time de novos convidados está David Roman, desenhista de um dos maiores fenômenos pop da atualidade, “Rick and Morty”. Roman estudou na Espanha e na Itália, onde começou sua carreira profissional como artista de mural e afresco, com ênfase em fotorrealismo. Sendo fã de quadrinhos, era apenas uma questão de tempo até que aplicasse todas as suas habilidades à nona arte. Sua primeira revista publicada foi “Xtreme Champion Tournament”. O artista também criou uma surpreendente capa em couro para o badalado título da Aftershock Comics, “Babyteeth”, que foi revelada na San Diego Comic Con 2017. Atualmente, Roman é o responsável pelas capas de “Rick and Morty”, de “Star Wars” e de “Walking Dead”, entre outras. O artista ainda foi contratado pela Cartoon Network para dar vida às artes de Steven Universe Trading Cards.

O anúncio dos novos convidado coincide com a notícia do cancelamento da presença Alex Maleev, John Romita Jr., Keith Giffen e Lee Bermejo, que precisaram cancelar suas participações no festival por motivos pessoais, porém prometeram estar com os fãs brasileiros numa próxima ocasião. Para mais informações basta acessar http://www.ccxp.com.br.

Ingressos CCXP  
3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro  

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social). 
Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social). 
Sábado: (ESGOTADO)
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social). 
4 dias: (ESGOTADO)
Epic: R$ 1.500,00
Full: (ESGOTADO)
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00 

CCXP19 

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019  

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP) 

CCXP19 anuncia Artists’ Alley com mais de 500 artistas

Área dedicada aos quadrinistas terá trabalhos de grandes artistas brasileiros e estrangeiros, dos mais variados gêneros como ficção-científica, infantil, mangá, LGBTQI+ e humor

O Artists’ Alley é conhecido como o coração da CCXP. Em sua 6ª edição, a área recebe mais de 500 artistas, divididos em 352 mesas e também no estande da Chiaroscuro Studios, localizado bem em frente ao espaço – que reúne desde quadrinistas consagrados a novos talentos, vindos de diversas partes do país e também do exterior. Os trabalhos apresentados abordarão os mais variados gêneros, incluindo aventura, charge, cartum, ficção-científica, humor, infantil, juvenil, LGBTQI+, mangá, policial e suspense, entre outros, reflexo do pujante mercado nacional de quadrinhos, que tem na CCXP uma vitrine importante para aproximar os fãs de seus artistas favoritos e também para alcançar novos públicos.

Artist’s Alley da CCXP reunirá 500 artistas. (Foto: Divulgação)

No local, os visitantes podem conhecer os lançamentos, adquirir HQs e outros itens exclusivos, além de conhecer quadrinistas brasileiros consagrados como Mike Deodato Jr., Laerte, Germana Viana, Rebeca Prado, Ju Loyola, André Dahmer, Robson Rocha, Jun Sugiyama e Alexandre Carvalho. Entre os nomes internacionais estão Neal Adams, Joëlle Jones, Frank Quitely, Eduardo Risso e Charlie Adlard, entre outros. O Artists’ Alley da CCXP19 – que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo – é um dos maiores do mundo e o maior do Hemisfério Sul. Para conhecer a lista completa basta acessar: https://www.ccxp.com.br/artists-alley.

Ingressos CCXP   

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro   

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).   
Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social).   
Sábado: (ESGOTADO)  
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).   
4 dias: (ESGOTADO)  
Epic: R$ 1.500,00  
Full: (ESGOTADO)  
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00  

CCXP19  
Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019   
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)  

Rafael Coutinho é mais um quadrinista confirmado na CCXP19

O artista, um dos brasileiros de mais destaque nas últimas décadas, estará todos os dias no Artists’ Alley

Designer, animador, artista plástico e quadrinista. Rafael Coutinho é também o mais novo integrante do time de brasileiros confirmados para o Artists’ Alley da CCXP19. Um dos artistas de mais destaque no cenário nacional nas últimas décadas, ele assina as revistas “O Beijo Adolescente”, “Cachalote” e seu trabalho mais recente, “Mensur”. Coutinho marcará presença todos os dias no maior festival de cultura pop do planeta – que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Além de ter uma mesa no Artists’ Alley, o quadrinista participará de painéis e outras atividades que serão anunciadas em breve.

Nascido em São Paulo no ano de 1980, Rafael Coutinho se formou em Artes Plásticas pela UNESP, em 2004, e desde então coleciona diversos trabalhos em seu currículo. O artista produziu, como animador e diretor, os curtas-metragens “Aquele Cara” (2006) e “Ao Vivo” (2008). Como quadrinista, participou das publicações “Bang Bang” (editora Devir, 2005) e “Contos dos Irmãos Grimm” (editora Desiderata), além de assinar ilustrações para diversos veículos de comunicação no Brasil. Foi integrante do grupo Base-V, produzindo murais, exposições e publicações de arte experimental. Ainda como artista plástico, fez pinturas e esculturas para a Galeria Choque Cultural.

Rafael Coutinho é mais um artista confirmado no Artist’s Alley. (Foto: Divulgação)

Em 2010, Coutinho terminou seu primeiro roteiro de longa-metragem, “Spread”, em parceria com o roteirista Peppe Siffredi. Foi também neste ano que o artista concluiu sua graphic novel de estreia, “Cachalote” (Ed. Quadrinhos na Cia), junto com o escritor Daniel Galera. Outro trabalho de sucesso, a minissérie em quadrinhos “Beijo Adolescente” foi lançada pelo portal do IG, em 2011, e publicada impressa de forma independente pela Editora Cachalote, fundada pelo próprio quadrinista.

No teatro, Rafael Coutinho atuou como artista gráfico e cenógrafo da peça “Puzzle”, de Felipe Hirsch, em apresentações na Feira Internacional do Livro de Frankfurt e de São Paulo, entre 2013 e 2014. Ainda em 2014, foi curador da exposição sobre seu próprio pai, “Ocupação Laerte”, para o Instituto Itaú Cultural, além de ilustrar o clássico “Barão de Munchausen” (Cosac Naify). Em 2015, lançou a terceira parte da série o “Beijo Adolescente”, além de coordenar, junto com Clarice Reichstul e Érico Assis, a antologia “O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015”. Em 2016, ilustrou a edição de “Forest Gump” (Ed. Aleph – 2016). Por fim, em 2017, lançou “MENSUR” (Cia das Letras) e “Modo Avião” (Lote 42).

Ingressos CCXP   

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro   

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).   
Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social).   
Sábado: (ESGOTADO)  
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).   
4 dias: (ESGOTADO)  
Epic: R$ 1.500,00  
Full: (ESGOTADO)  
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00  

CCXP19  

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019   

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)  

CCXP19 terá LAERTE no Artists’ Alley

Com passagens por importantes veículos como O Pasquim, O Bicho, O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo, a quadrinista, roteirista e apresentadora estará todos os dias no festival

A pouco menos de dois meses para o início de sua 6ª edição, a CCXP acaba de anunciar mais uma atração de peso. LAERTE, uma das mais completas e renomadas artistas do Brasil, terá uma mesa no Artists’ Alley e será presença garantida em todos os dias do maior festival de cultura pop do planeta, que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Autora de trabalhos em revistas que marcaram a história como O Pasquim e O Bicho, ela também participará de painéis e outras atividades que serão divulgadas em breve.

Laerte e seus quadrinhos estarão no Artist’s Alley. (Foto: Divulgação)

LAERTE concluiu o Curso Livre de Desenho, da Fundação Armando Álvares Penteado, em 1968. No ano seguinte ingressou na faculdade de jornalismo da Universidade de São Paulo, mas não chegou a terminar o curso. O início de sua carreira como desenhista aconteceu em 1970, com o personagem Leão para a revista Sibila. De lá para cá, a artista multifacetada coleciona trabalhos em veículos importantes: além do Pasquim e do Bicho, ela também assinou charges e tirinhas para o Estado de São Paulo e a Folha de São Paulo, bem como as revistas “Piratas do Tietê” e “Labirinto do Minotauro”.

Na TV, LARTE atuou como roteirista e colaborou para programas de sucesso da TV Globo, entre eles “TV Pirata” e “Sai de Baixo”. A artista também contribuiu para o programa infantil que conquistou as crianças dos anos de 1990, a “TV Colosso”. Como apresentadora, esteve à frente do “Transando com Laerte”, exibido no Canal Brasil. Já no cinema, participou do curta “Vestido de Laerte”, de Claudia Priscila e Pedro Marques, e do longa “Laerte-se”, de Lygia Barbosa e Eliane Brum.

A CCXP19 já confirmou importantes quadrinistas do Brasil e do exterior para sua programação. Além de LARTE, outros artistas nacionais como Mike Deotado Jr., Germana Viana, Rebeca Prado, Ju Loyola, André Dahmer, Robson Rocha, Jun Sugiyama e Alexandre Carvalho já foram anunciados. Entre os nomes internacionais estão Neal Adams, Frank Miller, Joëlle Jones, John Romita Jr., Frank Quitely, Eduardo Risso, Lee Bermejo, Alex Maleev, Keith Giffen e Charlie Adlard.

Ingressos CCXP   

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro   

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).   
Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social).   
Sábado: (ESGOTADO)  
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).   
4 dias: (ESGOTADO)  
Epic: R$ 1.500,00  
Full: (ESGOTADO)  
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00  

CCXP19  

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019   

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)  

CCXP anuncia a quadrinista Joëlle Jones para o Artists’ Alley

Primeira mulher a desenhar duas edições inteiras seguidas de Batman, a norte-americana faz parte das comemorações pelos 80 anos do personagem e estará todos os dias no festival

A CCXP acaba de confirmar mais um nome de peso para o Artists’ Alley. Pela primeira vez no Brasil, a norte-americana Joëlle Jones estará no festival para as celebrações dos 80 anos do Batman. A artista foi a primeira mulher a desenhar capas e páginas internas de duas edições consecutivas de revistas do herói, desde sua primeira aparição em 1939. A atual escritora da revista Mulher-Gato estará em todos os dias da CCXP para vender seus trabalhos, autografar, conversar com o público e participar de painéis. A 6ª edição do maior festival de cultura pop do planeta acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo.  

Joëlle Jones estará na CCXP. (Foto: Divulgação)

O respeitado portfólio da quadrinista inclui capas e artes internas para muitas revistas da Marvel, roteiro e arte para “Lady Killer”, publicado pela Dark Horse Comics, além de projetos em editoras como BOOM!, Vertigo, Oni Press e New York Times. Seu trabalho também conquistou a atenção da grife de luxo Prada, que a contratou para fazer artes exclusivas da marca.  Recentemente, criou o design do vestido de casamento da Mulher-Gato, história que saiu pela Panini no Brasil em maio. Clique aqui para download do material de divulgação da artista.  

Além de Joëlle Jones, a CCXP já anunciou grandes nomes para o Artists’ AlleyEntre os artistas já confirmados estão os internacionais John Romita Jr., Frank Quitely, Eduardo Risso, Lee Bermejo, Alex Maleev, Keith Giffen e Charlie Adlard. Brasileiros como Germana Viana, Rebeca Prado, Ju Loyola, André Dahmer, Robson Rocha, Jun Sugiyama e Alexandre Carvalho também estarão presentes.  

Ingressos CCXP   

2º lote – de 1º de maio até 31 de julho   
Quinta-feira: R$ 200,00 (inteira), R$ 100,00 (meia) e R$ 120,00 (ingresso social).   
Sexta-feira: R$ 260,00 (inteira), R$ 130,00 (meia) e R$ 150,00 (ingresso social).   
Sábado: (ESGOTADO)  
Domingo: R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia) e R$ 220,00 (ingresso social).   
4 dias: (ESGOTADO)  
Epic: R$ 1.400,00  
Full: (ESGOTADO)  
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 1.900,00  

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro   

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).   
Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social).   
Sábado: (ESGOTADO)  
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).   
4 dias: (ESGOTADO)  
Epic: R$ 1.500,00  
Full: (ESGOTADO)  
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00  

CCXP19  

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019   

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)  

Sobre a CCXP – Em 2018, o festival recebeu 262 mil visitantes, batendo recorde de público e se estabelecendo mais uma vez como o maior festival de cultura pop do mundo. A CCXP já faz parte do calendário cultural do país e este ano acontecerá entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Saiba mais em www.ccxp.com.br

CCXP confirma John Romita Jr., um dos maiores quadrinistas do mundo, e mais três artistas

Frank Quitely, Eduardo Risso e Lee Bermejo são outros nomes que marcarão presença em todos os dias do Artists’ Alley e fazem parte das homenagens de 80 anos do Batman

A CCXP acaba de confirmar mais quatro nomes de peso para Artists’ Alley. John Romita Jr., ou “Romitinha”, como os fãs brasileiros costumam chamá-lo, retorna ao festival após esbanjar simpatia e conquistar o público em sua participação no ano passado. Frank Quitely e Eduardo Risso, destaques da CCXP de 2016, são outras duas presenças confirmadas no evento, que receberá pela primeira vez o quadrinista Lee Bermejo. No currículo, os artistas têm em comum trabalhos feitos para revistas do Batman – icônico personagem da DC que teve a sua primeira aparição na “Detective Comics N° 27”, lançada em 1939. O Cavaleiro das Trevas completa 80 anos e será homenageado no festival, que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Outros nomes já confirmados para a o Artists’ Alley são Alex Maleev, Keith Giffen e Charlie Adlard.

John Romita Jur estará na CCXP. (Foto: Divulgação)

John Romita Jr. é considerado um dos melhores contadores de histórias da indústria de quadrinhos. O artista fez sua estreia na CCXP em 2018, e voltará ao evento para promover seu novo trabalho com Frank Miller, o aguardado “Superman: Ano Um”. Filho de John Romita Sr., um dos quadrinistas mais famosos dos quadrinhos do Homem-Aranha, John Romita Jr. começou sua carreira cedo, aos 13 anos, quando propôs a criação de um personagem a Stan Lee. O artista trabalhou em diversos títulos do Homem-Aranha, Homem de Ferro, Superman e Batman, além de ser o criador de personagens como KickAss, Hit Girl, Duende Macabro, Gatuno, Madame Teia, Cristal e a grande favorita do autor: Mary Tyfoid. Na CCXP, o artista estará presente no Artists’ Alley em todos os dias do festival, além de participar de outras atividades que serão divulgadas em breve.

Lee Bermejo, em sua primeira visita ao Brasil, fará sua estreia no festival. O ilustrador foi responsável por diversos quadrinhos do universo do Batman e trabalhou em várias graphic novels ao lado do roteirista Brian Azzarello, entre elas a recentemente lançada “Batman: Damned”. Como artista solo, Bermejo roteirizou e ilustrou “Batman: Noel” e “Suiciders”, além de desenhar várias capas para DC, Marvel e Dark Horse.

Já Eduardo Risso retorna ao país, após o sucesso de sua passagem pela CCXP em 2016. O quadrinista trabalhou nas renomadas publicações “Caín”, “100 Balas”, “Homem do Espaço”, “100 Balas – Irmão Lono”, “Logan” e “Batman: Preto & Branco”, entre outras. Risso também tem projetos com Brian Azzarello, como a obra “Moonshine”, e com Enrique Sanchez Abulí, como “Torpedo 1972”. O artista já recebeu os principais prêmios do mercado: foi vencedor do Eisner (2001, 2002 e 2004) e do Harvey (2002, 2003 e 2008), entre outros.

Frank Quitely é grande conhecido no mundo dos quadrinhos, tendo escrito e ilustrado suas primeiras histórias no final dos anos 1980. Após a autoral “Electric Soup”, lançada no cenário underground, passou a integrar a revista “Juiz Dredd”, vendida em todo o Reino Unido. O reconhecimento de seu trabalho o levou a editoras importantes, entre elas DC, Marvel e Image Comics. Em seu currículo, estão publicações de destaque, como “Os Novos X-Men”, “Sandman: Noites Sem Fim”, “We3 – Instinto de Sobrevivência”, “Superman – Grandes Astros”, “Batman & Robin” e “O Legado de Júpiter”. Junto com Mark Millar, o artista foi responsável pela obra “O Legado de Júpiter”, que ganhará uma série pela Netflix. 

Os anúncios acontecem no último dia de vendas do primeiro lote de ingressos da CCXP, que se encerra no fim do dia de hoje (30 de abril). Para quem ainda não comprou seu ingresso, é possível adquirir para quinta-feira, sexta-feira e domingo, além do pacote Epic Experience e da credencial Unlock CCXP. Já estão esgotadas as credenciais de sábado, as que dão acesso aos quatro dias de evento e o pacote Full Experience. Mesmo com a virada de lote em 1º de maio, não serão disponibilizados novos ingressos para os dias já esgotados.

Serviço CCXP

1º lote – até 30 de abril

Quinta-feira: R$ 180,00 (inteira), R$ 90,00 (meia) e R$ 110,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).

Sábado: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (ingresso social). (ESGOTADO)

Domingo: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (ingresso social).

4 dias: R$ 960,00 (inteira), R$ 480,00 (meia) e R$ 540,00 (ingresso social) (ESGOTADO)

Epic: R$ 1.300,00

Full: R$ 8.000,00 (ESGOTADO)

Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 1.800,00

2º lote – de 1º de maio até 31 de julho

Quinta-feira: R$ 200,00 (inteira), R$ 100,00 (meia) e R$ 120,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 260,00 (inteira), R$ 130,00 (meia) e R$ 150,00 (ingresso social).

Domingo: R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia) e R$ 220,00 (ingresso social).

Epic: R$ 1.400,00

Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 1.900,00

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social).

Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).

Epic: R$ 1.500,00

Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00

CCXP19

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)

Top 5 Stands e Atrações da CCXP18

Por Andressa Barbieri

De quinta a domingo da última semana foram dias foram uma imersão no universo nerd para os mais de 260 mil visitantes que compareceram a CCXP18 na cidade de São Paulo.

A feira é muito conhecida por ter diversas atrações interativas trazidas pelos expositores e lojas com produtos voltados ao público nerd, alguns deles exclusivos para o evento.

Confira agora o Top 5 Stands e Atrações mais interessantes que fizeram parte da CCXP18!

  1. Superman Experience

WhatsApp Image 2018-12-10 at 16.37.47
Superman completou 80 anos e ganhou uma ativação em sua homenagem. (Foto: Andressa Barbieri)

Não tinha como ser diferente. A melhor atração da CCXP18 foi destinada aos 80 anos do Superman. Apesar de ser uma atração rápida, todos que participaram dessa experiência saíram arrepiados do espaço.

A atração era composta por um vídeo comemorativo onde eram reproduzidas cenas de animações e capas de quadrinhos do Homem de Aço e sua evolução ao longo das décadas. A música tema do herói tocando no último volume durante toda a exibição deixava o público arrepiado.

No final do vídeo, o telão se recolhia na lateral e revelava uma estátua perfeita em tamanho real do Superman. Foi uma homenagem realmente à altura do personagem.

  1. Artists’ Alley by Ford

CCXP
Artist’s Alley é um dos pontos mais procurados da CCXP. (Foto: CCXP/ I Hate Flash)

Todo ano a CCXP destina um grande espaço da feira para os artistas independentes mostrarem seus trabalhos, e esse ano não foi diferente.

O mais interessante desse espaço é que você pode conhecer artistas que não conhecia antes por, infelizmente, não terem tanta visibilidade, encontrar aqueles que você já gosta e sempre quis conhecer pessoalmente e também se deparar com artistas lendários que você nunca sonhou em conhecer na vida!

O Artists’ Alley tem espaço pra todo o tipo de talento e conhecer e apoiar artistas independentes talentosíssimos do Brasil e do resto do mundo é um privilégio que só a CCXP nos oferece. É o coração do evento.

  1. Warner

A Warner apostou em diversas ativações de suas novas produções para os fãs se sentirem parte desses universos.

Dentre todas as atividades, a que mais se destacou foi a atração relacionada ao filme Aquaman, onde os participantes entravam em uma cabine com reproduções do fundo do oceano que iam de uma parede à outra, passando pelo teto, seguidas da exibição do trailer do filme na mesma disposição. Na saída, os visitantes podiam tirar fotos de estátuas de Arthur Curry e da Princesa Mera.

  1. Netflix

ccxp2018_dia3_netflix_arielmartini_2
Netflix levou réplica da Casa da Moeda da Espanha, cenário de La Casa de Papel, para CCXP. (Foto:Crédito: CCXP/ I Hate Flash)

O stand da Netflix não tinha como passar despercebido por nenhum visitante da feira. Além das atividades que contavam com a participação do público, como réplicas de cenários de suas produções, jogos interativos e karaokê, a marca ainda levou uma réplica da Casa da Moeda da Espanha, da série La Casa de Papel. Até quem não acompanha a série ficou curioso e acabou encarando a fila para conhecer a réplica muito bem produzida por dentro.

  1. Loja Oficial Harry Potter

WhatsApp Image 2018-12-10 at 16.37.21
Réplica da casa de Hagrid era uma das atrações da CCXP. (Foto: Andressa Barbieri)

Uma das atrações mais procuradas do evento é, com certeza, a loja de produtos oficiais de Harry Potter. A fila sempre lotada não deixa dúvidas disso. Esse ano a grande novidade foi a réplica da cabana do Hagrid que contava com a presença do hipogrifo Bicuço, a primeira fora dos estúdios do parque do bruxinho, e foi parada obrigatória para todos os fãs de Harry Potter presentes na CCXP. Porém, algumas coisas deixaram os fãs um pouco decepcionados, como o fato de ser proibido entrar na cabana para conhecer o interior da casa de Hagrid e a falta de novidades na loja.

Apesar de trazer alguns lançamentos, principalmente ligados ao novo filme da franquia de Animais Fantásticos, a loja pareceu um pouco mais do mesmo que foi apresentado ano passado. Mas, mesmo sem muitas novidades, visitar a loja valeu muito a pena e os bruxos da CCXP certamente aumentaram seu acervo de produtos do universo de Harry Potter.

CCXP começa com presença de astros de Game of Thrones e homenagem ao cineasta Chris Columbus

Começou ontem o maior festival de cultura pop do planeta. A CCXP abriu os portões ao meio dia para receber o público que ansiava por percorrer os corredores do São Paulo Expo, em busca de experiências épicas que só acontecem por aqui. E o primeiro dia foi recheado de celebridades do universo do entretenimento.

Uma orquestra interpretou a música tema da série Game of Thrones para anunciar um dos painéis mais aguardados do festival e receber as estrelas da série. Maisie Williams e John Bradley-West subiram ao palco levando o público ao delírio. Numa entrevista descontraída com seus diretores, os artistas conversaram sobre a expectativa para a última temporada e a saudade que estão de quando começaram as gravações, além de brincaram sobre alguns momentos dos personagens ao longo da trama. Ao final, foi apresentado um teaser da última temporada que vai ao ar nos canais HBO em 2019. O auditório do Cinemark, lotado, ovacionou Maisie e Bradley do início ao fim.

Outro ponto alto da programação do espaço foi a presença de Guilherme Briggs, Paola Oliveira e Lorenzo Di Bonaventura, produtor de Transformers, para um bate-papo sobre o filme Bumblebee, com estreia prevista no Brasil para o dia 25 deste mês. Durante a apresentação da Paramount, cenas foram apresentadas em primeira mão, o que animou ainda mais auditório. O local também foi palco da homenagem ao cineasta Chris Columbus, diretor de filmes como Os Goonies e franquia Harry Potter, que foi recebido por Erico Borgo, no primeiro painel desta edição, para um bate-papo que lembrou os grandes sucessos de sua carreira.

Os bastidores da série American Gods foram tema da conversa do protagonista Ricky Whittle com Aline Diniz. O elenco de Ilha de Ferro, da Globoplay, também passou pelo auditório para contar histórias sobre a nova produção de grande sucesso do Grupo Globo

Creators Stage

Grande novidade da quinta edição do festival, o Creators Stage recebeu o Encontro Nacional de Podcasts – com Phelipe Cruz, do Papel Pop, Bárbara dos Anjos Lima, do Estamos Bem, Thiago Borbs, do Judão, Jurandir Filho, e Cris Dias e Alexandre Maron, do BrainCast – para uma conversa sobre Cultura Pop e a popularização desse meio de comunicação. Segundo os participantes, o formato traz mais liberdade com conteúdo e tempo. “Você pode trabalhar com pessoas e assunto que gosta, pode mudar de ideia e falar de onde você estiver”, explica Cris Dias. “Para criar um podcast, basta ter uma voz”, completa Alexandre Maron.

O criador e roteirista de Ladybug, Jeremy Zag, foi outra atração do espaço. Ele subiu ao palco para falar sobre a terceira temporada da série do canal Gloob e apresentou ao público local trechos e imagens exclusivas, além de presentear os fãs com a notícia que vai produzir um musical da série. “É uma mistura de Homem-Aranha com Frozen”, brincou. A novidade agradou Júlia Rocha, 15 anos, fã da série. “Meu principal objetivo na CCXP é ver coisas exclusivas e, principalmente os spoilers. Foi surpreendente!”, vibrou.

Se os fãs ficaram felizes, o artista saiu do evento encantado. “Eu sou um grande fã de animações desde a minha infância, vou para todas as Comic Cons de San Diego. Essa é a minha primeira vez no Brasil e estou muito, muito, muito impressionado com o tamanho do festival e com a energia vinda daqui. Honestamente, não vejo diferença daqui para a de San Diego, vocês estão de parabéns!”, contou Jeremy Zag.

Auditório Ultra

Super-Man
80 anos de Superman foi um dos destaques da CCXP. (Foto: CCXP/ I Hate Flash)

O dia no Auditório Ultra começou com uma reunião de feras dos quadrinhos. John Romita Jr., Tom Grummett, David Michelinie, Ivan Reis e Joe Prado debateram sobre os 80 anos do icônico Superman. Os artistas falaram sobre o primeiro contato com o super-herói, seja pelas histórias ou então pelos famosos produtos assinados por José Luis García-López.

Para celebrar outro aniversário, desta vez de anti-herói Venon, seu cocriador, David Michelinie, teve um painel inteiro dedicado ao seu trabalho. Pela primeira vez no Brasil, o artista contou estar impressionado com a CCXP. “Está sendo fantástico! Os espaços foram muito bem elaborados e distribuídos, ideal para garantir o ambiente de trocas de histórias”, contou.  

Auditório Prime

Bruno Honda abriu o Auditório Prime com a masterclass sobre carreiras. O ilustrador e quadrinista, que atualmente trabalha na Mauricio de Sousa Produções, falou sobre a importância de um planejamento estratégico na produção de entretenimento em geral, desde quadrinhos até conteúdo em vídeo. Também passou pelo palco o capista Felipe Massarera, que ilustrou um desenho do Batman enquanto falava com o público. Já a equipe da StartAmima Studios, contou sobre sua produção original de animação, O Grilo Feliz.  Cris Peter falou sobre representatividade e diversidade nos quadrinhos e, por último, os designers da Galápagos Jogos conversaram sobre as dificuldades e curiosidades de produzir os jogos de tabuleiros de grandes franquias.

Fotos & Encontros

O primeiro dia de encontros com os ídolos tirou muito suspiro dos fãs. Durante uma tarde de autógrafos, patrocinada pela operadora Oi, os visitantes tiveram acesso a importantes nomes da cultura pop, como Manu Bennett, o Exterminador, da série Arrow; Chris Columbus, diretor dos filmes Esqueceram de Mim, Harry Potter e Gremlins; e Ricky Whitlle, ator protagonista da série American Gods. O público saiu encantado e ainda mais apaixonado. Para Ricardo Vieira, de Brasília, essa é uma lembrança para se guardar por toda a vida. “O Chris Columbus é demais. Ele atendeu os fãs com muito carinho e gentileza”, ressalta.

Board Games

O evento conta também com a Arena Board Games. No espaço, os visitantes têm acesso a mais de 20 clássicos e modernos jogos de tabuleiro, que são sucesso entre os apaixonados pela categoria. “A arena foi um dos grandes motivos pelo qual decidi vir ao CCXP. Eu sou um apaixonado por esses jogos e não tenho acesso diretamente a eles no meu cotidiano. Esse é o lugar ideal para jogar e conhecer o que tem de novidade”, comentou André Queiroz, do Rio de Janeiro.  

Para o CCXP 2018, a marca Galápagos apresentou o Attack on Titan – Todos contra os titãs. Neste jogo, os participantes se transformam em heróis de um dos animes mais assistidos do mundo e, junto com seus companheiros, organiza estratégias para destruir o titã. A novidade foi um dos destaques do espaço.

Oi Game Arena

Parte importante da cultura pop, os games têm espaço garantido na Game Arena. As semifinais do Desafio CCXP de League of Legends reuniram amantes do eSports para conferir os confrontos entre as equipes Flamengo X IDM Gaming e Red Canids X Team One. Jogadores amadores, fãs, grupos de amigos, pais e filhos tiveram a oportunidade vivenciar no mundo real o que costumam experimentar no virtual.

Disposto a dedicar grande parte do primeiro dia da CCXP na Arena Games, Luís Carlos Tomás Pereira, de Palmas, TO, explica a emoção de estar presenciando a partida: “a sensação de ver alguém que eu torço jogando na minha frente é indescritível”, vibrou. Os ganhadores classificados, Flamengo e Team One, irão competir pelo primeiro lugar no sábado, 9.

Cosplay Universe

Na CCXP os grandes encontros não são somente entre ídolo e fã. Os personagens dos games, quadrinhos, animes e telinhas são materializados para o mundo real e, por isso, não é difícil ver um papo de amigos entre Triss, The Witcher 3, e o Arqueiro Verde no Cosplay Universe. Quem passou por lá hoje teve a oportunidade de ver se perto a musa russa Irina X, uma das cosplayers mais famosas do mundo. Ricardo Gourlat e Rogério Miranda vieram especialmente para a atração. “Vale muito a pena, como fã de games, por exemplo, você dificilmente vai ter a chance estar perto do personagem que curte de uma maneira tão realista e só o Cosplay proporciona está oportunidade”, conta Ricardo. “Venho todos os anos e sempre dou uma atenção especial ao Cosplay por ser a realização do mundo que me diverte diariamente”, completa Rogério

David Lloyd virá pela primeira vez à CCXP

Quadrinista de “V de Vingança” estará todos os dias no maior Artists’ Alley do Hemisfério Sul

A menos de uma semana para o início do maior festival de cultura pop do planeta, a CCXP anuncia mais uma grande atração de seu line-up. O cocriador da graphic novel “V de Vingança”, David Lloyd , ocupará a mesa C21-22 do Artists’ Alley durante todos os dias do evento – que acontece entre 6 e 9 de dezembro, no São Paulo Expo. A participação do artista será uma celebração aos 30 anos do início da publicação de “V de Vingança” pela DC Comics, editora que concluiu a história iniciada em 1982 pela revista britânica Warrior, e que se tornou um clássico dos quadrinhos com influência cultural para além das hqs.

David Lloyd profile
Cocriador de V de Vingança estará no Artist’s Alley. (Foto: Divulgação)

David LIoyd iniciou sua carreira em meados dos anos de 1970 desenhando “Halls of Horror”, “TV Comic” e outros títulos para a Marvel britânica. Com o escritor Steve Parkhouse, criou o herói pulp Night Raven. Após o surgimento da revista Warrior, em 1982, seu editor lhe pediu a criação de um personagem no estilo pulp. Junto com Alan Moore, o artista criou “V de Vingança”. A história se passa e um futuro distópico, no qual um governo fascista comanda a Inglaterra. A série foi interrompida com o fim da revista, mas retomada pela DC em 1988, sendo adaptada pelo cinema em 2005. Mais recentemente, criou a plataforma digital de quadrinhos Aces Comics.