Arquivo da tag: Autora

Rocco lança “COLCHÃO DE PEDRA”, de Margaret Atwood

Em livro até agora inédito no Brasil, Margaret Atwood reúne contos recheados de personagens sombrios, elementos góticos e humor afiado

(Foto: divulgação)

Presenças fantasmagóricas, aberrações da natureza, alucinações, assassinatos, antigos rancores, sonhos frustrados. Colchão de pedra, obra que chega agora às livrarias de todo o Brasil pela editora Rocco, reúne uma série de narrativas que, assinadas pela premiada autora canadense Margaret Atwood, estão repletas de figuras sombrias e elementos góticos.

Os três contos iniciais da coletânea, por exemplo, são interligados por um personagem comum: o egocêntrico poeta Gavin Putnam. No primeiro texto, ele passeia pelas memórias um tanto confusas da namorada de juventude. No segundo, enquanto coloca à prova a paciência da atual esposa, que é muitos anos mais nova, ele relembra uma parte de seu passado inconsequente. Por fim, Putnam ressurge na história de uma antiga amante, que, depois de décadas de ressentimentos, decide comparecer a seu velório.

Na trama seguinte, uma jovem se vê vítima de uma rara doença ou de uma inesperada maldição. Quando seu corpo começa a ganhar uma aparência sobrenatural, ela precisa lidar com a vergonha da família. Não demora até que sua morte seja encenada e ela decida viver totalmente isolada no quarto de uma fazenda.

Na narrativa que dá título ao livro e que em breve vai virar filme, Verna, uma viúva, embarca em um cruzeiro pelo Ártico depois da morte nada acidental do seu quarto marido. O inesperado acontece quando ela vê entre os passageiros o homem por quem foi abusada e humilhada décadas antes. Astuta, ela planeja cautelosamente a sua vingança. Nas telas, a protagonista será vivida por ninguém menos que Julianne Moore.

As marcas da violência, a consciência da mortalidade e os mitos da velhice são só alguns dos temas que perpassaram as nove histórias de Colchão de pedra. Irreverente e cheia de surpresas, a obra é mais uma prova da genialidade de Margaret Atwood e de seu extraordinário talento para explorar as facetas mais perversas da humanidade.

Margaret Atwood, cuja obra foi publicada em mais de 35 países, é autora de mais de quarenta livros de ficção, poesia e ensaios críticos. Além de O conto da aia, seus romances incluem Olho de gato, finalista do Booker Prize; Vulgo Grace, ganhador do Giller Prize, no Canadá, e do prêmio Mondello, na Itália; O assassino cego, vencedor do Booker Prize de 2000; O ano do dilúvio e a trilogia MaddAddão. Ela mora em Toronto.

Autora de “A Barraca do Beijo” participa da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Beth Reekles virá pela primeira vez ao Brasil sentir o carinho dos fãs; livro de sucesso virou filme e ainda assim continua a conquistar os leitores adolescentes

ogilvystrip_148795_0_web.jpgCom apenas 23 anos, a escritora Beth Reekles já conquistou uma legião de fãs por todos os cantos do mundo. “A Barraca do Beijo”, publicado no Brasil pela editora Astral Cultural, foi sucesso noWattpad, com mais de 19 milhões de acessos e 40 mil comentários, venceu o Prêmio Watty de Ficção Adolescente Mais Popular e acabou até virando filme. Beth participa da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, realizada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) no dia 05 de agosto, às 11h, na Arena Cultural BIC®, em um bate-papo aberto com o público.

O livro conta a história de Elle Evans, uma garota bastante popular e querida na escola. Tudo na sua vida parece ser perfeito ao lado de Lee Flynn, seu melhor amigo e quase irmão. Porém, Elle tem um problema: nunca beijou ninguém! Sua vida vira de pernas para o ar quando ela e Lee têm a brilhante ideia de fazer uma barraca do beijo no festival da escola. O que deveria servir apenas para arrecadar dinheiro para uma causa social e movimentar o evento escolar, torna-se um marco na vida de Elle: seu primeiro beijo.

Mas não pense que foi qualquer primeiro beijo: foi com Noah Flynn, o bad boy da escola e crusheterno de Elle. O único problema se dá ao fato de Noah ser o irmão mais velho de Lee. O que parecia impossível torna-se realidade e agora, a garota precisará decidir entre viver uma paixão proibida (e escondida) com seu paquera ou abrir o jogo de uma vez por todas com seu melhor amigo e colocar tudo a perder.

Romance conta a história da menina que encontrava explicação científica para tudo, menos para a morte da sua melhor amiga

Finalista do National Book Award de 2015, Suzy e as águas-vivas é um relato sobre as perdas e curas da vida na pré-adolescência. Livro teve direitos comprados pela atriz Reese Witherspoon

Verus lança livro da National Book Award de 2015. (Foto: Divulgação)
Verus lança livro da finalista National Book Award de 2015. (Foto: Divulgação)

Alguns corações batem apenas uns 412 milhões de vezes. Pode parecer muito, mas a verdade é que isso mal chega a doze anos. Suzy Swanson sempre soube coisas que outras pessoas não sabem. Ela pode explicar os padrões de sono das formigas. Sabe que o corpo de um aluno do ensino fundamental tem em média 20 bilhões de átomos de Shakespeare. Mas ela não consegue entender por que Franny Jackson, sua melhor amiga, morreu afogada, mesmo sendo uma das melhores nadadoras da escola. Até que, numa visita da escola a um aquário, ela descobre que ocorrem 150 milhões de picadas de águas-vivas no planeta a cada ano.

Assombrada pela perda de sua ex-melhor amiga — e pelo momento final e terrível entre elas —, Suzy se refugia no mundo silencioso de sua imaginação. Convencida de que a morte de Franny foi causada pela ferroada de uma água-viva, ela cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo… sozinha. Enquanto se prepara, Suzy descobre coisas surpreendentes sobre o universo — e encontra amor e esperança bem mais perto do que ela imaginava.

Este romance dolorosamente sensível explora o momento crucial na vida de cada um de nós, quando percebemos pela primeira vez que nem todas as histórias têm final feliz, mas que novas aventuras estão esperando para florescer, às vezes bem à nossa frente.

Best-seller do New York Times; finalista do National Book Award de 2015; eleito um dos melhores Middle Grade de 2015 pelo Publishers Weekly, School Library Journal, New York Times e Time Magazine; e ganhador dos prêmios E.B. White Readaloud Award e Green Earth Book Award, “Suzy e as águas-vivas” teve seus direitos comprados para o cinema pela atriz Reese Witherspoon, dona da produtora Type A Films.