Arquivo da tag: Barra Funda

Anavitória volta ao Espaço das Américas com turnê “O Tempo É Agora”

Sem violões, novo trabalho das meninas mira a estética pop dos anos 90 e revela amadurecimento artístico da dupla; show acontece no sábado, dia 22 de dezembro

Na mitologia da música pop, o lançamento do segundo álbum é considerado o passo mais delicado na carreira de um artista, sobretudo para quem alcançou grandes resultados no trabalho de estreia. Nesse momento, ele precisa afirmar sua personalidade sem repetir a alquimia que já deu certo antes. Tem que conseguir se transformar, mas não pode perder a própria essência. Ser diferente do que era, mas continuar sendo profundamente ele mesmo. Lançado de surpresa no dia 3 de agosto de 2018, O Tempo É Agora (Universal Music) não deixa dúvidas: a dupla Anavitória entendeu exatamente como resolver a equação do segundo álbum. Em 11 faixas inéditas, fica claro o crescimento das meninas como cantoras, compositoras e personalidades artísticas. Esse último quesito, aliás, pode ser confirmado também na comédia romântica “Ana e Vitória”, que estreou nos cinemas no mesmo dia em que o disco chegou às lojas físicas e plataformas digitais.

imagem_release_1446733.jpg

Filme e álbum são peças complementares, mas independentes. As músicas são as mesmas, mas surgem em versões completamente diferentes em um e no outro. O álbum não é, portanto, da trilha sonora do filme. E, ao contrário do que se possa imaginar, as canções nasceram antes de o roteiro existir. Foram escritas ao longo dos dois últimos anos como reflexo do contato das artistas com as descobertas da estrada. O filme se faz valer dessas novas músicas e de alguns elementos das vidas reais de Ana Clara Caetano, 23, e Vitória Falcão, 23, para contar a história de amigas de escola que, apenas dois anos depois de juntarem as vozes e os nomes na dupla Anavitória, voaram de Araguaína (Tocantins) para o panteão da música pop contemporânea brasileira. É tudo feito de fantasia e de realidade.

Nesses dois anos de estrada, a partir do contato com vários artistas e bandas de diferentes procedências em festivais no Brasil e na Europa, surgiu nas meninas o desejo de amadurecer o show para algo mais pop, catártico e pulsante. Sabendo que o repertório do álbum de estreia era delicado demais para alcançar esse efeito, traçaram imediatamente a missão que o futuro trabalho teria de cumprir. Junto com Felipe Simas, empresário e mentor artístico da dupla, traçaram as referências estéticas: seguiriam a cartilha do pop produzido entre o final dos anos 1980 e o começo dos 1990 por nomes como James Blunt, Coldplay e Robbie Williams, entre outros. Passaram essas instruções ao produtor Tiago Iorc, parceiro desde o primeiro momento, que sugeriu Moogie Canazio para dividir com ele a produção musical do novo trabalho.

Vivendo nos Estados Unidos, Moogie recebeu as referências e, a partir delas, escalou um time dos sonhos para as meninas. As guitarras ficaram nas mãos de Tim Pierce, figura mítica que já gravou em discos de Michael Jackson, Avril Lavigne, Madonna, Bon Jovi, Phil Collins, Santana, Celine Dion, Bruce Springsteen e Elton John. Os baixos foram tocados por Sean Hurley, músico que acompanhou John Mayer, Lana Del Rey, Lady Antebellum, Michael Bublé, Leonard Cohen, Alanis Morissette, Colbie Caillat e Alicia Keys. A bateria ficou a cargo de Jamie Wollam, atual integrante da banda Tears for Fears. E os teclados ficaram a cargo de Roberto Pollo, músico brasileiro radicado em Los Angeles.

“O Tempo É Agora” foi gravado entre maio e junho de 2018 no East West Recording Studios, em Hollywood, na Califórnia. Segundo Ana, essa imersão no universo pop internacional e a atuação da banda fizeram total diferença para que o disco chegasse ao som que elas planejaram. E até a precária comunicação entre as duas cantoras e músicos, que só falavam inglês, contribuiu para esse objetivo. “Foi legal colocar os gringos pra fazer nosso som porque eles mudaram tudo o que a gente mostrou pra eles”, diz a compositora. “Músicas como ‘Trevo (Tu)’ (do álbum de estreia) e ‘Ai, Amor’ (do novo trabalho) vieram do mesmo berço e poderiam acabar caindo no mesmo lugar de arranjo acústico que já tinha funcionado tão bem no primeiro disco. A gente não queria isso. Não queríamos repetir nada, queríamos fazer um caminho diferente.” Para tanto, os violões que dominavam Anavitória, o álbum de estreia, quase desapareceram de todo em O Tempo É Agora. O instrumento só aparece em duas faixas, “Porque Eu Te Amo” e “Dói Sem Tanto”.

É notável a evolução de Ana como compositora, que assina sozinha quase metade do repertório do novo álbum: “Ai, Amor”, “Calendário”, “Preta”, “Cecília” e “Dói Sem Tanto”. As outras seis canções também são dela, dividida com diferentes parceiros. A faixa-título “O Tempo É Agora”, um dos grandes momentos do disco, é uma das raras parcerias dela com Vitória. Com Tiago, Ana assina duas: “Porque Eu Te Amo” e “A Gente Junto”. As três restantes são divididas com seu namorado, Mike Tulio, vocalista da dupla OutroEu: “Canção de Hotel”, “Se Tudo Acaba” e “Outrória”. Essa última, cujo título sugere um casamento entre os nomes das duas duplas, ganhou participação especial da OutroEu. Além das referências internacionais, as composições refletem a admiração de Ana pelo pop brasileiro, de nomes como Skank, Nando Reis, Marisa Monte e Sandy & Junior.

Além do já citado álbum de estreia, Anavitória (2016), a história construída pela dupla em dois anos inclui ainda alguns singles (Fica, Amores Imperfeitos e Agora é Hexa), o EP infantil Anavitória Canta para Pessoas Pequenas, Pessoas Grandes e Não Pessoas Também (2017) e o EP carnavalesco Anavitória Canta para Foliões de Bloco, Foliões de Avenida e Não Foliões Também (2018). Produzidos por nomes de universos distintos como Dudu Borges (ligado ao sertanejo), Kassin (indie-rock), Radamés Venâncio e Paul Ralphes (axé), Henrique Portugal (pop-rock) e Max de Castro (MPB), esses trabalhos todos serviram para que as meninas ganhassem vivência de estúdio e pudessem se envolver efetivamente na criação estética do novo álbum.

E é inacreditável que tenham conseguido tantos feitos em tão pouco tempo. Os dados atualizados impressionam. O álbum de estreia logo se tornou Disco de Platina e deu a elas duas indicações ao Grammy Latino em 2017, Melhor Disco Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa e Melhor Canção em Língua Portuguesa. Venceram o de Melhor Canção. A canção “Fica” é Single de Platina no Brasil e “Trevo (Tu)”, em Portugal. Conquistaram 2,5 milhões de seguidores Spotify, 1,5 milhão Youtube e 1 milhão no Instagram. Entre 2016 e 2018, correram o Brasil com a turnê do primeiro álbum, chegando à Portugal entre junho e julho de 2018. Na semana do Dia dos Namorados, fizeram um mini-turnê de cinco shows com Nando Reis.

Mais do que tudo isso, as meninas abriram campo para uma nova cena de pop no país. Não fossem elas, a vida teria sido muito mais difícil para tantos outros artistas que acabaram de chegar e encontraram em Anavitória um espelho para ver o próprio rosto, um mapa para seguir com os próprios pés.

As meninas do Anavitória cresceram para além da dupla, mas nunca foram tão profundamente elas mesmas.

Os ingressos estarão disponíveis a partir das 10h de quarta-feira, dia 3 de outubro. Para efetuar a compra, basta ir pessoalmente às bilheterias do Espaço das Américas (de segunda a sábado das 10h às 19h – sem taxa de conveniência) ou acessar o site da Ticket 360 (https://goo.gl/xgibPV ). Os ingressos vão de Pista 1º Lote: R$ 90,00 (inteira) e R$ 45,00 (meia) | Setor A, B, C: R$ 260,00 (inteira) e R$ 130,00 (meia).

Serviço – Anavitória com “O Tempo É Agora”  | Espaço das Américas 

Show: Anavitória 
Data: 22 de dezembro de 2018 (sábado)
Abertura da casa: 20h
Início do show: 22h
Censura: 12 anos
Local: Espaço das Américas (Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – São Paulo – SP)
Capacidade para este evento: 6.274
Acesso para deficientes: sim
Ingressos: Setor Platinum:  Pista 1º Lote: R$ 90,00 (inteira) e R$ 45,00 (meia) | Setor A, B, C: R$ 260,00 (inteira) e R$ 130,00 (meia)
Compras de ingressos: Nas bilheterias do Espaço das Américas (de segunda a sábado das 10h às 19h – sem taxa de conveniência ) ou Online pelo site Ticket 360 (https://goo.gl/xgibPV)
Formas de Pagamento: Dinheiro, Cartões de Credito e Debito, Visa, Visa Electron, MasterCard, Diners Club, Rede Shop. Cheques não são aceitos.

Objetos proibidos: Câmera fotográfica profissional ou semi profissional (câmeras grandes com zoom externo ou que trocam de lente), filmadoras de vídeo, gravadores de audio, canetas laser, qualquer tipo de tripé, pau de selfie, camisas de time, correntes e cinturões, garrafas plásticas, bebidas alcóolicas, substâncias tóxicas, fogos de artifício, inflamáveis em geral, objetos que possam causar ferimentos, armas de fogo, armas brancas, copos de vidro e vidros em geral, frutas inteiras, latas de alumínio, guarda-chuva, jornais, revistas, bandeiras e faixas, capacetes de motos e similares.

Agência Haute realiza mais uma edição da Tokka Festa no dia 1º de setembro

Com o intuito de celebrar a diversidade, a agência paulistana confirma a quarta edição de seu selo LGBTQ+ em São Paulo, em um formato ainda maior

Após três edições de sucesso, no dia 1º de setembro, a agência Haute realiza mais uma Tokka, festa que nasceu com o intuito de reunir grupos de amigos para celebrar juntos a diversidade. Nessa edição, o público participará de um evento não linear, que envolve ativações diferenciadas, com projeções mapeadas e locuções em um estilo lúdico.

3b6abc1c996f4f76da7dabda41c18ff0.jpg
Agência Haute realiza quarta edição da Tokka. (Foto: Divulgação)

A partir das 18h, o selo irá reunir amantes de diferentes ritmos musicais na Rua Barra Funda, 659 – Barra Funda, em São Paulo, com apresentações dos projetos Cosmopolitam Crew, coletivo de DJs – da renomada festa de Belo Horizonte “Cosmopolitan Rooftop”; e From House to Disco, com um set que mescla diferentes vertentes da House Music. Além do DJ Diskover, agenciado pela Briefing Agency e dono do single “Without You” e dos DJs Luan Poffo, Lucas Rios e Pedro Gariani que completam o line up, com sets diferenciados e antenados nas tendências de diversos gêneros musicais.

Os ingressos para a edição de setembro estarão disponíveis através do site https://www.ingresse.com/tokka , pelo valor de R$ 65 – sujeito à termino de lote.

Serviço:

TOKKA – 1º DE SETEMBRO

Horário: 18:00h – 4:00h

Local: Rua Barra Funda, 659 – Barra Funda

Valor: a partir de R$ 65*

Ingressos disponíveis em: https://www.ingresse.com/tokka  

*Sujeito à término de lote

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA – COLETIVA COMUNICAÇÃO

Tem “Arraial de São Paulo” no Memorial da América Latina

Que tal reviver o clima de uma das festas típicas mais amadas do Brasil?

Você gosta dos quitutes, das quadrilhas e quando junho acaba já sente saudade das Festas Juninas? Então pode começar a se alegrar, pois está chegando uma Festa Junina fora de época, ou melhor, uma Festa Julina super animada!!!  Ela acontecerá no Memorial da América Latina, dias 21 e 22 de julho, das 11h às 21h, com entrada gratuita.  Pode levar crianças (tem área kids com atrações a partir de R$6,00 e fraldário) e animais de estimação; ir de transporte público (a estação de metrô/trem Barra Funda fica ali ao lado e tem vários pontos de ônibus pertinho), carro (diversos estacionamentos pagos nos arredores), e bike (bicicletário ao lado do portão 9 e ciclofaixa no canteiro central da Av. Auro Soares de Moura Andrade). A animação fica por conta da programação cultural com apresentações de quadrilhas da melhor idade, pets e pessoas com deficiência, entre outras, além de grupos de forró universitário, pé de serra, sanfoneiros e repentistas.

341509_806790_img_3267_web_.jpg
Memorial da América Latina recebe arraial. (Foto: Rafael Guirro)

Delícias para comer e beber – Vai uma pamonha? Tem doces e salgadas (R$8,00 a R$12,00). Prefere milho com manteiga no pratinho? Vai encontrar por R$8,00. O cachorro quente tamanho família também estará presente (a partir de R$20,00), assim como os espetinhos – carne, frango, misto, linguiça, kafta e queijo coalho (R$7,00) –  e camarão (R$20,00 a R$25,00) . O caldo de milho sai por R$10,00 e a pipoca de R$5,00 a R$10,00.  As sobremesas da mais brasileira das festas são um capítulo à parte, não é mesmo? Tem curau (R$6,00); canjica / arroz doce (R$6,00 a R$12,00); doces de leite / abóbora/ batata doce / paçoca / cocada / pé de moleque (R$59,99/kg); maçã do amor (R$5,00); sorvete de massa de milho / goiabada com milho / doce de leite com milho (R$7,00); pastéis (a partir de R$7,00) e churros (a partir de R$8,00) com recheios e/ou coberturas que levam milho ou amendoim.

E que tal uma delícia de milho para o lanche da tarde? Ou quem sabe para o café da manhã? Hummmm…O bolo de milho com 150g sai R$8,00 e a fatia a partir de R$5,00. Já  o pão de milho varia entre R$10,00 e R$12,00, e a broa de milho custa R$12,00. Vamos às bebidas? Tem suco de milho (R$7,00 a R$10,00); vinho quente (a partir de R$6,00); quentão (R$8,00 a R$30,00) e licor de milho verde (R$50,00/garrafa). E se você quiser variar vai encontrar outras opções na praça de alimentação como lanche de carne louca no pão francês, hambúrguer, sanduíche de picanha, buraco quente, yakissoba, tempurá, acarajé, salsichão, frango a passarinho, fogazza, bolinho de bacalhau, canoli, pastel de Belém, água, sucos, cervejas artesanais e refrigerantes.

 

Arraiá bão tem música e dança – Diversas quadrilhas se apresentarão no palco montado especialmente para a ocasião – três no sábado (incluindo melhor idade e pessoas com deficiência) e três no domingo (pet e outras) – intercaladas com shows de forró universitário, pé de serra, sanfoneiros e repentistas. A programação cultural vai das 14h às 20h nos dois dias do evento.

 

A Festa Julina/Festival do Milho que acontece simultaneamente ao 12º Festival do Morango (Praça da Sombra) é uma realização da Art Shine Promoções e Eventos com apoio cultural da Fundação Memorial da América Latina, Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

 

Serviço – Entrada gratuita
Festa Julina  – https://www.facebook.com/events/197781204191230/
Data: 21 e 22 de julho
Horário: das 11h às 21h (apresentações de quadrilhas a partir das 14h)
Local: Memorial da América Latina – Praça Cívica
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 (ao lado da estação metrô/trem Barra Funda)
Estacionamento: Portões 4 e 15 (pago)
Bicicletário: ao lado do portão 9

QCeviche! tem uma seleção de drinques peruanos

Drinque mais emblemático do Peru, o pisco sour encabeça a carta de bebidas do QCeviche!, com seu sabor único. Nas duas unidades da casa (Faria Lima e Barra Funda), ele é produzido com destilado de uva quebranta, cepa típica peruana, cultivada em uma região delimitada do litoral do Peru.

O clima seco e a ampla variação térmica (manhãs quentes e noites muito frias) fazem a quebranta ter uma alta concentração de açúcar, qualidade que a leva facilmente ao grau alcoólico acima de 40% em única destilação. Por tudo isso, tornou-se a uva preferida para o pisco sour, casando perfeitamente com a acidez do limão. “Ela não é aromática, mas tem bom corpo”, aponta o barman Remy Salazar, no comando dos drinques da unidade Barra Funda.

Limão, aguardente e açúcar? Já vimos isso!

O pisco sour pode lembrar nossa caipirinha, com sua base de aguardente e limão. A ela são adicionados xarope de açúcar e clara de ovo. Por fim, gotas de angostura, que imprimem um leve amargor ao drinque. “Ele combina muito bem com ceviches, há equilíbrio no encontro da acidez de ambos”, aponta Maria Julia Coreixas, responsável pelo bar da unidade Faria Lima. Além do pisco sour (R$ 22), ela indica uma novidade da casa, o chicha sour (R$ 24), que leva chicha morada, refresco feito a partir de maíz morado, espécie de milho roxo cujo cultivo é bastante comum na cordilheira andina.

Na carta do QCeviche! estão ainda mais quatro drinques preparados a partir do pisco: chilcano de fresas (pisco, morangos, soda e xarope de açúcar, R$ 22); pisco sprits (pisco, aperol e suco de laranja, R$ 24); pisco punch (pisco, suco de abacaxi, pedaços de abacaxi, rodela de limão e xarope de açúcar, R$ 22); e nuestro chilcano (pisco, gengibre, angostura, limão, xarope de açúcar e soda, R$ 22). Todos perfeitos para a happy hour e que também podem fazer parceria com o menu de petiscos da casa, como a alitas peruanas (asinhas de frango fritas salteadas de molho agridoce e servidas com creme de gorgonzola, R$ 24) ou a trilogia de tequeños (pasteis peruanos recheados com ceviche quente, lomo saltado ou ají de galinha, acompanhados de guacamole e molho huancaína, R$ 29).

QCeviche – Restaurante de cozinha peruana. Em dois endereços: Faria Lima (rua Tavares Cabral, 61, Pinheiros, tel.: 11 3093-7200) e Barra Funda (rua Marquês de São Vicente, 1619, Barra Funda, tel.: 11 3576-5517), 12h/15h e 19h/22h30. Cartões: todos.

Juntos e misturados: Festivais de Hambúrguer e Cerveja Artesanal até R$10,00

Evento acontece no Memorial da América Latina, dias 09 e 10 de junho, com entrada gratuita e cerveja comercializada em copos descartáveis

Hambúrguer e cerveja artesanal foram feitos um para o outro… E o que o homem uniu, a Art Shine não separa!!! Então prepare-se para aproveitar esse duplo Festival de delícias embalado por apresentações musicais no palco Talentos (são quatro no sábado e quatro no domingo a partir das 13h), fazendo comprinhas no minishopping que tem produtos de moda, acessório, decoração, higiene, beleza etc., curtindo com as crianças na área kids (atrações a partir de R$6,00), relaxando a tensão no espaço Quick Massage, e até mesmo brincando com seu pet, pois os animais de estimação são muito bem recebidos no Memorial. Anote na agenda para não ficar de fora: 09 e 10 de junho, das 11h às 21h.

O cardápio do Festival oferece diversas opções de carnes (fraldinha bovina, pernil, picanha, costela Black Angus, cordeiro, frango e salmão); pães (brioche, australiano, batata, mandioquinha, francês e o tradicional com gergelim); molhos (barbecue, tártaro, sour cream, mostarda, maionese artesanal/verde, pasta de alho, creme de cebola); queijos (cheddar, prato, requeijão, cream cheese, gorgonzola, muçarela, gouda, emental, parmesão); e acompanhamentos (picles, alface, rúcula, salada verde, tomate fresco/seco, cebola roxa, cebola ao vinho, crispy onion, pimenta jalapeno, geleia artesanal de pimenta, cebolinha, peperoni, farofa, e bacon – defumado, em tiras caramelizadas com mel ou açúcar mascavo).

338643_795641_festival_hamburguer_ceret_abril_2017_50_web_.jpg
No próximo fim de semana, Memorial da América Latina recebe festival de hambúrguer. (Foto: Rafael Guirro)

Quer saborear um hambúrguer vegetariano? Tem de purê de batata com soja, abobrinha e cenoura; de cogumelos shimeji e Paris empanado; e de berinjela. Para as crianças há versões kids e em alguns expositores é possível montar o lanche exatamente como você quer. Os hambúrgueres custam entre R$13,00 e R$32,00 dependendo do tipo e peso do burguer (de 130g a 210g), pão e acompanhamentos. Se quiser um combo de hambúrguer com batata chips ou palha e refrigerante, tem também. Você também encontra água, sucos, outros pratos salgados e diversos doces.

 

Cerveja Artesanal até R$10,00: a companhia perfeita para o seu hambúrguer

Se um Festival de Cerveja Artesanal já é bom demais, o que dizer então de um Festival em que essa bebida dos deuses, servidas em copos descartáveis, custa até R$10,00 (exceto garrafas e canecas)? As mais de 20 cervejarias que já confirmaram presença no evento levarão mais de 100 rótulos de chope/cerveja para fazer a alegria dos amigos e amigas cervejeiros.

São mais de 50 estilos, dentre os quais estão  Amber, American IPA, American Lager, APA, Belga com rapadura, Belgian Strong Ale, Black, Black Pumpkin, Bock, Brown Porter, Double Bock, Double IPA, Dunkel, English IPA, ESB, Fruit Manga, German Pils, Gose Tomate, Helles, Ice, Imperial IPA, Imperial Sout,  Irish Red, Lager, Märzen,  Munich Helles, New England APA, New England IPA, Pale Ale, Pilsen, Pilsen Extra, Pilsen Verde, Porter, Puro Malte, Red Ale, Red IPA, Session IPA, Soul, Stout, Stout Cacao, Summer Ale, Vienna, Vienna Ale, Vienna Lager, Vermont IPA, Vinho, Weiss, Weizen, Witbier.

É a ocasião perfeita para você conhecer as novidades, experimentar novos estilos, se iniciar no mundo das cervejas artesanais, ou simplesmente apreciar o seu rótulo preferido. Se ficar em dúvida, é só bater um papo com os expositores que certamente eles te conduzirão por uma experiência incrível.

 

Os Festivais de Hambúrguer e Cerveja Artesanal até R$10,00 que acontecem simultaneamente ao Festival da Sopa são realizações da Art Shine Promoções e Eventos com apoio cultural da Fundação Memorial da América Latina, Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Cultura do Estado.

 

Serviço – entrada gratuita
Festival de Hambúrguer
 – https://www.facebook.com/events/745125242357714/
Festival de Cerveja Artesanal até R$10,00 – https://www.facebook.com/events/589920291372912/
Data
: 09 e 10 de junho
Local: Memorial da América Latina (ao lado do metrô/trem Barra Funda)
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664
Horário: das 11h às 21h
Estacionamento (pago): portões 4 e 15
Bicicletário: portão 9