Arquivo da tag: Biografia

CINÉPOLIS ANUNCIA PRÉ-VENDA DE ROCKETMAN, A BIOGRAFIA MUSICAL DE ELTON JOHN

A rede Cinépolis, maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, anuncia que a pré-venda de “Rocketman” já está disponível, e os ingressos podem ser adquiridos por meio do site:http://www.cinepolis.com.br/pre-vendas/.

Com Taron Egerton (Kingsman) no papel principal, “Rocketman” reconta a carreira deElton John, um dos maiores ícones da música pop. Com traços de fantasia e surrealismo, o longa biográfico resgata a história e estilo do artista de forma nunca vista antes.

(Foto: Divulgação)

Com direção de Dexter Fletcher, “Rocketman” chega ao Brasil em 30 de maio e receberá o selo “Garantia Cinépolis”, que passa a valer em sua data de estreia.

O cliente que não gostar do longa com o selo “Garantia Cinépolis”, no prazo máximo de 30 minutos de início do filme, pode avisar a equipe da Cinépolis e terá direito a receber uma cortesia para assistir a qualquer outro filme do circuito por um prazo de 30 dias.

SINOPSE
Rocketman é uma épica fantasia musical sobre a incrível história de Elton John. O filme acompanha sua fantástica jornada de transformação de um garoto prodígio tímido no piano para a superestrela que é Elton John. Essa história inspiradora – embalada pelas maiores canções de Elton John e interpretadas por Taron Egerton – conta uma história universal de como um garoto do interior se transformou em uma das figuras mais icônicas da cultura pop. Rocketman também apresenta Jamie Bell como Bernie Taupin, letrista e parceiro de composições de Elton, Richard Madden como seu primeiro agente, John Reid e Bryce Dallas Howard como sua mãe, Sheila Farebrother.

Ficha Técnica
Rocketman
EUA, 2019.
Biografia | Drama | Fantasia.
Diretor: Dexter Fletcher.
Elenco: Taron Egerton, Jamie Bell, Richard Madden, Bryce Dallas Howard.
Duração: 121 minutos.
Distribuidora: Paramount Pictures.

‘Rocketman’ ganha trailer oficial

FILME DA PARAMOUNT PICTURES ESTREIA NOS CINEMAS DIA 30 DE MAIO

A Paramount Pictures acaba de divulgar o primeiro trailer oficial de “ROCKETMAN”,  que estreia no dia 30 de maio.  Dirigido por Dexter Fletcher, o longa é uma fantasia musical épica sobre a incrível história da carreira de Elton John. O filme mostra a fantástica jornada de transformação do tímido garoto e pianista prodígio Reginald Dwight no superstar internacional Elton John, uma das figuras mais icônicas da cultura pop.  

A Paramount Pictures acaba de divulgar o primeiro trailer oficial de “ROCKETMAN”,  que estreia no dia 30 de maio.  Dirigido por Dexter Fletcher, o longa é uma fantasia musical épica sobre a incrível história da carreira de Elton John. O filme mostra a fantástica jornada de transformação do tímido garoto e pianista prodígio Reginald Dwight no superstar internacional Elton John, uma das figuras mais icônicas da cultura pop.  

Biografia de Silvio Santos traz detalhes inéditos do apresentador

Silvio Santos_300Ainda que procure manter distância dos repórteres, Silvio Santos já falou publicamente sobre diversos assuntos: de empreendedorismo até homossexualidade, passando por economia, sexo, drogas e política. Silvio Santos – A trajetória do mito (Matrix Editora) traz detalhes sobre o dono do SBT nunca antes publicados em livro:

– Revela bastidores inéditos da gravação dos programas políticos de Silvio Santos quando se candidatou à presidente da República.

– Traz a primeira crítica que Silvio Santos recebeu da imprensa e a surpreendente resposta do apresentador.

– É a obra com mais detalhes sobre a carreira de Silvio Santos no rádio. Conta como sua famosa gargalhada já lhe custou o emprego em uma emissora.

– Contém detalhes sobre os bastidores de mudanças de impacto que Silvio Santos fez na programação do SBT.

– Inclui um levantamento inédito de mais de 360 frases ditas por Silvio Santos ao longo de sete décadas. Muitas são raríssimas, garimpadas em jornais e revistas antigas. E foram organizadas por temas: negócios, dono de televisão, artista, política e vida pessoal, revelando seu pensamento desde o tempo em que era camelô nas ruas do Rio de Janeiro.

Editora BestSeller lança biografia não autorizada de Jennifer Lawrence

Jennifer Lawrence tem biografia não-autorizada lançada pela Editora BestSeller. (Foto: Divulgação)
Jennifer Lawrence tem biografia não-autorizada lançada pela Editora BestSeller. (Foto: Divulgação)

Aos 26 anos e com três indicações ao Oscar, Jennifer Lawrence é um nome de destaque entre as tantas estrelas de Hollywood. A pouca idade é inversamente proporcional ao seu cachê, considerado um dos mais altos do mercado. Neste livro, Nadia Cohen fala sobre a autenticidade da jovem, mostra detalhes de sua vida e traça um cronograma da carreira de sucesso da atriz.

Menina que veio de uma comunidade de fazendeiros no Sul dos Estados Unidos, Jennifer sonhava em ser médica, mas começou a atuar aos seis anos e, em pouco tempo,  sua carreira decolou. A primeira indicação ao Oscar veio por “Inverno da alma”. A atriz começou a ser conhecida pelo grande público quando interpretou a mutante Mística na franquia de “X-Men”. Logo em seguida, foi escolhida para viver Katniss Everdeen, a heroína da saga best-seller “Jogos Vorazes”. Além do Oscar de melhor atriz por “O lado bom da vida”, Jennifer ganhou três vezes o Globo de Ouro – duas vezes como melhor atriz e uma como atriz coadjuvante – e um BAFTA de melhor atriz coadjuvante.

Longe das polêmicas em que alguns jovens atores se envolvem, Jennifer se mantém distante de escândalos com drogas, bebidas ou declarações infelizes. Evita falar de sua vida pessoal e prefere focar no trabalho. Por outro lado, Jenny-Lou, como é conhecida pelos familiares, se destaca pelo seu senso de humor peculiar. Ela não esconde que adora comer (principalmente junk food), admite a sua falta de jeito e raramente mantém a compostura quando vê, em festas ou tapetes vermelhos, alguns de seus ídolos de infância.

“Jennifer Lawrence – A garota em chamas” mostra como a atriz, que se tornou um ícone da simpatia, conquistou milhares de fãs e ainda manteve a humildade, apesar de todos os holofotes.

Nadia Cohen é jornalista de entretenimento e já trabalhou em diversos jornais e revistas. É autora de biografias de artistas como Beyoncé, Justin Bieber e do grupo One Direction. Formou-se na universidade de Durham e vive atualmente em Londres.

Raça, filme que conta a história do atleta Jesse Owens, estreia no dia 23 de junho

Dirigido por Stephen Hopkins, o longa-metragem biográfico é estrelado por Stephan James

Uma trajetória marcada por determinação para vencer o preconceito. O filme Raça (Race, Canadá/2016), primeiro longa-metragem sobre o inspirador Jesse Owens – um dos maiores atletas dos últimos tempos revelado nos Jogos Olímpicos de 1936, em Berlim, Alemanha – chega aos cinemas no dia 23 de junho.

Dirigido por Stephen Hopkins (A Colheita do Mal), a produção é estrelada por Stephan James (Selma: Uma Luta Pela Igualdade) e conta com a participação dos vencedores do Oscar Jeremy Irons (Batman vs Superman: A Origem da Justiça) e William Hurt (Capitão América 3: Guerra Civil).

Em Raça, Owens, interpretado por Stephan James, é o primeiro da família a ir para a faculdade. Ele também demonstra um extraordinário talento para corrida. Com o apoio do treinador Larry Snyder (Jason Sudeikis, de Dormindo com Outras Pessoas), enfrenta dificuldades por ser um atleta negro em uma América ainda inundada pelo preconceito racial.

Ao cenário, juntam-se as questões nazistas que chegam a colocar em cheque a participação dos Estados Unidos nos jogos, problema resolvido pelo emissário Avery Brundage (Jeremy Irons). O esportista parte então para a concretização do seu sonho, mas os desafios só aumentam ao se deparar com Adolf Hitler e sua visão de supremacia ariana na Alemanha, sede do evento.

“Take a walk on the wild side”

Editora Aleph lança Transformer, a biografia definitiva do ícone do Velvet Underground, Lou Reed

Finalmente chega ao Brasil a biografia definitiva de um dos maiores ícones da música. Publicado pela Editora Aleph e escrito pelo jornalista Victor Bockris, o livro Transformer: A história completa de Lou Reed é um retrato fiel do músico – que além de ter sido um dos maiores guitarristas e compositores de todos os tempos, foi também, ao lado do Velvet Underground, precursor do rock alternativo e padrinho do punk. A primeira edição do livro foi lançada em 1994 e, em 2014, após a morte de Reed, uma nova edição atualizada foi publicada, com informações adicionais sobre o fim da vida e da carreira do músico.

Editora Aleph lança no Brasil a biografia de Lou Reed. (Foto: Divulgação)
Editora Aleph lança no Brasil a biografia de Lou Reed. (Foto: Divulgação)

A obra – fruto de extensas pesquisa e entrevistas – traz relatos de amigos próximos a Lou, como John Cale, Andy Warhol, Nico, Laurie, Anderson, William S. Burroughs e David Bowie, além de familiares e pessoas com quem conviveu. Eles contam o que viveram ao lado dele – histórias que muitas vezes podem soar surreais – e como percebiam e lidavam com a personalidade peculiar e frequentemente complicada de Reed. Desde a adolescência conturbada, assombrada pelo tratamento de eletrochoques ao qual foi submetido na tentativa frustrada de seus pais de sanar as atitudes rebeldes e as inclinações homossexuais do filho, passando pelos primeiros contatos com a música, pelos relacionamentos conturbados e o abuso de drogas, até o fim da carreira como um artista ranzinza.

A edição, em capa dura, ainda conta com um caderno de imagens exclusivo, com fotografias de grandes momentos da vida do artista – a casa no Brooklyn onde nasceu, sua banda de ensino médio, shows com Patti Smith e David Byrne, a cena da Factory e momentos com amigos como Diana Ross e Clive Davis – e com duas entrevistas com Reed, incluindo uma em que o autor entrevista Lou Reed e William S. Borroughs ao mesmo tempo.

Bockris – que também biografou ícones como Keith Richards, Blondie, Patti Smith e John Cale – é capaz de levar o fã ao mito original de Lou Reed, dissecando como um garoto judeu do subúrbio norte-americano se tornou um membro tão importante de vanguardas artísticas e o precursor de um estilo de performance agressiva e inovadora, que viria a influenciar nomes como David Bowie, The Smiths, REM, U2 e The Strokes. Transformer – nome do segundo albúm solo de Lou que dá título ao livro – é obra fundamental não apenas para fãs do artista e do Velvet Underground, mas para qualquer um que se interesse por boas histórias com uma trilha sonora empolgante.

Biografia de David Bowie revela o homem por trás dos personagens

Obra da jornalista e escritora Wendy Leigh, “Bowie” narra a história do artista desde a infância em Brixton até o derradeiro álbum

Wendy Leigh lança, através do Grupo Editorial Record, a biografia de David Bowie. (Foto: Divulgação)
Wendy Leigh lança, através do Grupo Editorial Record, a biografia de David Bowie. (Foto: Divulgação)

Muito já se falou sobre o quanto David Bowie revolucionou a música, a arte, o comportamento e a moda desde que seu primeiro sucesso, “Space Oddity”, veio ao mundo. Os espectadores se acostumaram a vê-lo em diferentespersonas, fosse Ziggy Stardust, Thin White Duke ou Alladin Sane. Mas sua vida pessoal não costumava ganhar tantos flashes. Isso ficou muito claro em janeiro de 2016, quando Bowie morreu, aos 69 anos, três dias depois de lançar seu último álbum, surpreendendo os fãs que não tinham ideia do câncer contra o qual o artista lutava há mais de um ano.

Em “Bowie”, biografia que a BestSeller lança em maio, a jornalista e escritora Wendy Leigh se dedica a revelar o homem por trás dos personagens. Tendo como base um imenso trabalho de pesquisa e dezenas de entrevistas com amigos, parceiros musicais, ex-namoradas, ex-amantes e fãs, ela conta os bastidores da vida de Bowie, desde a infância em Brixton, no sul de Londres, até o lançamento de “Blackstar”, seu derradeiro disco.

O texto revela a complicada relação com sua mãe, o apoio que recebeu do pai para lançar-se na carreira artística, sua vida sexual intensa e o talento para quebrar tabus, além do problema com as drogas e o casamento com Iman, sua mulher por 24 anos. A obra mostra a jornada de Bowie para tornar-se um dos artistas mais icônicos dos séculos 20 e 21, e ainda fornece detalhes de sua personalidade: da enorme criatividade à também gigantesca ambição, da rebeldia a seu lado mais doce.

O livro tem capa com tratamento metalizado e traz um encarte com fotos de diversos momentos da vida de Bowie: com a famíila, amigos, a primeira esposa, Angie, e alguns de seus icônicos figurinos.

“Venha comigo e se divirta. A galáxia é um barato…”

Aleph lança a biografia autorizada de Douglas Adams com trechos inéditos de “O Guia do Mochileiro das Galáxias”

A editora Aleph lança A espetacular e incrível vida de Douglas Adams e do Guia do Mochileiro das Galáxias,biografia escrita por Jem Roberts – a qual recebeu total aprovação da família e dos amigos mais próximos de Adams. Após a morte repentina do autor, essa é a primeira vez que seus arquivos pessoais foram examinados, revelando ideias, trechos inéditos de sua maior obra, relatos e novas piadas. Um verdadeiro tesouro para apreciação dos fãs, o livro representa algo como uma celebração à mais louca odisseia da história da comédia britânica.

Douglas Adams tem biografia lançada pela Editora Aleph. (Foto: Divulgação)
Douglas Adams tem biografia lançada pela Editora Aleph. (Foto: Divulgação)

Douglas Adams iniciou sua carreira escrevendo alguns esquetes para o famoso grupo britânicoMonty Phyton. Depois de um mochilão pela Europa, surgiu a ideia de escrever o livro que se tornaria não apenas um marco do entretenimento mundial, mas também uma das séries mais importantes, influentes e divertidas já escrita: O Guia do Mochileiro das Galáxias. Lançada em 1979, a obra vendeu mais de 250 mil cópias em apenas três meses, o que tornou o humorista conhecido mundialmente.

Desde a infância, passando pela adolescência e chegando à vida adulta, Roberts desvenda todo o processo que transformou Adams em um ícone da cultura pop. Assim, o livro apresenta um novo olhar sobre o escritor, contando detalhes da vida pessoal e do começo da carreira  –  quando seu estilo de escrita inovador causava estranheza ao grande público –, além da  forte influência dos Beatles e da música em geral para a sua escrita – Adams sempre escrevia escutando música –, abarcando também a paixão pelo violão e a frustação por não se tornar um ídolo do rock. Assim como relações com a série Doctor Who, da qual Adams era grande fã e chegou, inclusive, a escrever alguns episódios.

O conteúdo extremamente rico, repleto de histórias engraçadas e dilemas da vida de Douglas Adams, a escrita envolvedora de Jem Roberts e um trabalho excepcional de design gráfico com ilustrações em cada capítulo, tornam esta edição da Aleph indispensável aos leitores. A espetacular e incrível história de Douglas Adams e do Guia do Mochileiro das Galáxias é um convite para mergulhar no universo de Adams e, junto com ele, reviver a criação de sua maior obra. Não entrem em pânico. E preparem as toalhas…

Editora Aleph lança A vida e a música de Iggy Pop – Open up and bleed, a biografia definitiva do lendário vocalista dos Stooges

Aleph lança biografia de Iggy Pop. (Foto: Divulgação)
Aleph lança biografia de Iggy Pop. (Foto: Divulgação)

A história de uma das figuras mais icônicas do rock está, finalmente, chegando ao Brasil. Escrito por Paul Trynka, ex-editor da revista britânicaMOJO, A vida e a música de Iggy Pop: Open up and bleed é um retrato fiel de James Osterberg Jr. – nome de batismo de Iggy Pop –, que foi, ao lado dos Stooges, um dos precursores do punk.

Durante anos, Trynka percorreu os Estados Unidos e realizou mais de 250 entrevistas, falando com amigos, familiares, parceiros e o próprio Iggy Pop, a fim de traçar um perfil completo de um dos maiores provocadores do mundo do rock.

O livro conta cronologicamente a escalada de Iggy, passando por sua infância e adolescência na periferia de Michigan, seus primeiros passos na música ao lado dos Iguanas – banda que o fez ser conhecido por “Iggy” –, o que viveu ao lado dos Stooges e seu esforço para criar e firmar uma carreira solo.

Open up and bleed – título da música gravada pelos Stooges que também dá título a um álbum ao vivo lançado em 1995 – engloba todas as polêmicas esperadas de uma biografia de rock: atentado ao pudor, sexo com menores de idade, automutilação, transtornos psiquiátricos, abuso de drogas, infidelidade, traição e violência.

Mas o encanto da obra está na trajetória musical e artística. É curioso que, apesar do papel altamente influente dos Stooges como precursores de um estilo de performance punk, que influenciou gente do calibre dos Sex Pistols e do Nirvana, a banda vendeu poucos discos, mesmo em seu auge. A imagem de Iggy Pop no mainstream foi consolidada como artista solo, inclusive graças à sua prolífica parceria com David Bowie – que é descrita aqui com detalhes por Trynka.

Iggy, que nunca foi muito benquisto pela crítica musical, ainda enfrenta duras críticas desde que retomou sua carreira. As letras das músicas e sua recusa em envelhecer são frequentemente execradas em publicações especializadas. Apesar disso, Open up and bleed é um lembrete oportuno de que, assim como no passado, quem ri por último pode rir melhor.

O livro tem previsão de lançamento para meados de outubro e chega às livrarias em uma edição em capa dura e que inclui um caderno com mais de 20 fotos de diferentes períodos da vida do ídolo rock. No dia 16 do mesmo mês, Iggy visita o país para se apresentar no Popload Festival.