Arquivo da tag: Canal Brasil

“Em Chamas”, longa sul-coreano inédito, estreia no Canal Brasil dia 8 de maio

“Em Chamas” estreia, com exclusividade, no Canal Brasil. (Foto: Divulgação)

“Em Chamas”, longa vencedor do prêmio FIPRESCI e de Melhor Direção de Arte no Festival de Cannes 2019, estreia no Canal Brasil na próxima sexta, dia 8, às 23h10. Dirigido por Lee Chang-Dong, a produção coreana inédita abre a mostra especial dedicada ao festival francês, que toma a programação do canal de 8 a 24 de maio.

No drama, Jogn-soo (Yoo Ah-In) é um entregador solitário que reencontra Hae-mi (Jeon Jong-seo), uma antiga amiga do colégio, durante um dia normal de trabalho. Os personagens rapidamente engatam em uma conversa para lembrar os velhos tempos e a moça lhe pede para alimentar seu gato enquanto ela viaja à África. Ao retornar à Coréia do Sul, no entanto, a jovem volta acompanhada por Ben (Steven Yeun), um jovem rico e misterioso, dono de um passatempo nada convencional: atear fogo em velhos celeiros.

O roteiro acompanha a transformação de uma pequena faísca em uma fogueira incessante em personagens mais complexos do que o primeiro olhar imagina. Ao longo da trama, o diretor aborda detalhes da crise econômica no país, a relação conflituosa com a Coréia do Norte, a influência americana na cultura asiática e discute uma perspectiva histórica da luta entre classes ao colocar no mesmo plano dois personagens humildes e um da elite.

EM CHAMAS

INÉDITO E EXCLUSIVO

Horário: Sexta, 8/05, às 23h10

Reapresentação: Terça, 12/05, às 4h.

Classificação: 16 anos

Babu Santana protagoniza “Tim Maia – Vale O Que Vier”, que estreia dia 10 no Canal Brasil

“Tim Maia”, com Babu Santana, será exibido, nessa sexta-feira, no Canal Brasil. (Foto: Divulgação)

Minissérie traz ainda no elenco Cauã Reymond, Alinne Moraes, Luis Lobianco, entre outros

A biografia de uma das maiores vozes da história da música brasileira poderá ser conferida a partir desta sexta, dia 10, no Canal Brasil. “Tim Maia – Vale O Que Vier” percorre toda a história do artista, desde a infância pobre na Tijuca, bairro da zona norte do Rio de Janeiro, o início conturbado da carreira, a consolidação com seu timbre inconfundível no topo das paradas e os problemas causados por sua personalidade difícil.

A minissérie, dividida em dois episódios, tem um elenco de peso com nomes como Babu Santana, Robson Nunes, Alinne Moraes, George Sauma, Cauã Reymond, Luis Lobianco, entre outros. Tim Maia é interpretado por Robson Nunes na adolescência e por Babu Santana na fase adulta.

Tim começou a carreira no Rio de Janeiro como parceiro de Roberto e Erasmo Carlos, mas demorou mais tempo para decolar. Decidido a alcançar o estrelato e confiante em seu talento, persistiu em sua missão e seguiu rumo aos Estados Unidos, onde conheceu a black music, gênero pouco disseminado em um Brasil dividido entre o rock e a bossa nova. Ao retornar, conseguiu gravar os primeiros discos e deixou para trás o subúrbio carioca. Com sua voz inconfundível, adicionou elementos do soul norte-americano aos estilos brasileiros e compôs diversos sucessos. O dom, no entanto, era constantemente afetado por seu comportamento furioso, piorado pelo uso contínuo de drogas. Para trazer mais veracidade à atração, cenas ficcionais mesclam-se aos depoimentos de grandes nomes da cultura nacional que conviveram com o cantor, como Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Caetano Veloso e Nelson Motta.

TIM MAIA – VALE O QUE VIER

ESTREIA

Horário: Sexta, 10 de abril, às 22h30

Horários alternativos: Sábado, às 13h; domingo, às 9h; segunda, à 0h15 e domingo, às 2h.

Classificação: 14 anos

Canal Brasil exibe o inédito “Trem Trilhos Trump” nesta sexta-feira dia 20

Americanos discutem a eleição de Donald Trump à presidência americana. Filme vai ao ar no dia da posse do novo presidente

A eleição do presidente norte-americano é tema do filme inédito “Trem Trilhos Trump”, de Luís Nachbin, que o Canal Brasil exibe na próxima sexta, dia 20, às 21h, com exclusividade. O filme vai ao ar no mesmo dia da posse de Donald Trump. O documentarista cruzou os Estados Unidos em um trem e entrevistou pessoas comuns para saber suas visões sobre o processo eleitoral e seus candidatos. Foram 6.500 km de trilhos e quatro dias de viagem. Pela janela, há deserto, montanhas nevadas e pequenas cidades. Dentro dos vagões, são 13 entrevistados que revelam seus sonhos, angústias e diferentes visões sobre o que está por vir.

yyeq5dABF0259.jpg
Canal Brasil estreia “Trem Trump Trilhos”, nesta sexta-feira. (Foto: Divulgação)

Os vagões do trem a cruzar o país são o cenário para as entrevistas realizadas pelo diretor em sua tentativa de compreender o sentimento do povo americano sobre a eleição. Votantes do candidato republicano ratificam suporte às ideias dele de austeridade em questões imigratórias, ao discurso contra o terrorismo e à manutenção do direito ao porte de armas. Simpatizantes democratas manifestam receio ao tratamento de negros e homossexuais, e repudiam o machismo das falas do empresário. Gravando livremente, o cineasta revela as esperanças e os medos com relação ao homem que vai guiar a “terra da liberdade”.

“Janelas Abertas” estreia dia 8 no Canal Brasil com conversas sobre cinema

Diretores como Alfonso Cuarón e Juan José Campanella falam sobre influências e motivações

Os diretores Felipe Nepomuceno e Pablo Giorgelli, argentino responsável por “Las Acacias” (2013), fizeram a mesma pergunta para 15 renomados diretores: o que é o cinema?. A partir disso, as conversas – que estarão em “Janelas Abertas”, a partir do dia 8 no Canal Brasil – relatam motivações, influências, ideias e sonhos que regem um set de filmagem. Ao longo de cada entrevista, sempre aos domingos, às 21h30, os convidados falam da relação com a sétima arte, curiosidades dos sets e tudo que passa na cabeça deles durante a produção de um filme, além de imagens de arquivo. A atração é uma parceria com a Nepomuceno Filmes e a TV Zero.

7fZM0fABF0248.jpg
Alfonso Cuarón participou da série “Janelas Abertas”, que estreia domingo no Canal Brasil. (Foto: Divulgação)

No episódio de estreia, o mexicano Alfonso Cuarón, vencedor do Oscar de Melhor Diretor pelo longa “Gravidade” (2013), fala sobre as influências de clássicos como “Ladrões de Bicicleta” (1948), de Vittorio De Sica, que viu acidentalmente na televisão ainda pequeno, e como sempre quis ser diretor. Cuarón faz parte dos novos mexicanos que arrebataram Hollywood nos últimos anos, ao lado de nomes como Guillermo del Toro e Alejandro Gonzalez Iñarritu. O diretor fala também sobre outras produções que dirigiu, como o elogiado “Y Tu Mama También” (2001), além de “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban” (2004) e “Paris Je T’Aime” (2006).

Na sequência, o americano Terry Gilliam recorda as produções “12 Macacos” (1995), icônico filme estrelado por Bruce Willis, e “O Teorema Zero” (2013), as inspirações para “Brazil: o Filme” (1985), e os hilários bastidores de “Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado” (1975), obra protagonizada pelo famoso coletivo britânico. Em seguida, Juan José Campanella, ganhador do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro pelo aclamado “O Segredo dos Seus Olhos” (2009), é o convidado. Ainda entre os prêmios, o filme também venceu o Prêmio Goya de Melhor Filme Ibero-Americano.

Há ainda entrevistas com Fernando Trueba (“Belle Époque”, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro), Fernando Coimbra (“O Lobo Atrás da Porta”), Todd Haynes (“Eu Não Estou Lá”, quebra-cabeça biográfico de Bob Dylan), Diego Luna (“Y Tu Mama También”) e Hirozaku Koreeda (“Pais e Filhos”). Há ainda a presença de Jia Zhangke, expoente do cinema chinês, que ganhou um documentário sobre sua trajetória, assinado pelo brasileiro Walter Salles, “Jia Zhangke: Um Homem de Fenyang” (2014), e o músico David Byrne, que integrou a banda britânica Talking Heads e foi além da música, dirigindo o longa “True Stories” e tendo ganhado Oscar de Melhor Trilha Sonora por “O Último Imperador”.

“Janelas Abertas” (2017) (13 x 25′)
– Estreia: domingo, dia 8/01, às 21h30
– Horário: domingo, às 21h30
– Horários alternativos: quinta, às 12h30, e sábado às 17h
– Inédito e Exclusivo
– Classificação: 14 anos

– Alfonso Cuarón (estreia) – 8 janeiro
– Terry Gilliam – 15 janeiro
– Juan José Campanella – 22 janeiro
– Hirozaku Koreeda e Jia Zhangke – 29 janeiro
– Fernando Coimbra – 5 fevereiro
– Atom Egoyan – 12 fevereiro
– Diego Luna – 19 fevereiro
– Amat Escalante – 26 fevereiro
– Sebastian Lelio – 5 março
– Todd Haynes – 12 março
– Fernando Trueba – 19 março
– Bertrand Tavernier e David Byrne – 26 março
– Santiago Segura – 2 abril