Arquivo da tag: Cinema nacional

Nas férias, museu leva crianças a uma volta ao passado do cinema nacional

Vida e obra de Amácio Mazzaropi são contadas com a ajuda de 20 mil itens. Acervo fica em Taubaté, no mesmo espaço onde filmes eram produzidos

Com a chegada das férias de julho não faltam às crianças opções para aproveitar o tempo livre de aulas. Uma alternativa aos sempre sedutores eletrônicos é embarcar numa jornada a fim de conhecer um capítulo importante da história do cinema brasileiro: a vida e a obra de Amácio Mazzaropi, campeão de bilheteria em um tempo em que a televisão ainda engatinhava.

Novidade nos Brasil dos anos 1950, a TV também fez parte da vida do artista, que teve no rádio e no circo suas principais escolas antes de estourar nas telonas. A trajetória do astro de mais de 30 filmes é narrada com a ajuda dos 20 mil itens que integram o acervo do Museu Mazzaropi, em Taubaté, a aproximadamente 140 quilômetros da cidade de São Paulo.

Museu Mazzaropi é atração no Hotel Fazenda Mazzaropi. (Foto: Divulgação)

A despeito do sobrenome italiano, na vida artística Mazzaropi sempre encarnou a figura do homem simplório do Brasil rural, imortalizado pelo personagem Jeca. No museu, fotos, objetos de cena e pôsteres reconstroem de modo afetivo a vida desse tipo caboclo, sempre às voltas com confusões. Pesadas câmeras e grandes equipamentos de som e edição dão às crianças uma noção de como era a tecnologia disponível para fazer filmes na metade do século 20.

Amigo pessoal do cineasta, João Roman Júnior criou o museu em 1992, no mesmo espaço ocupado pelos estúdios da produtora que Mazzaropi fundou para rodar seus filmes. Um cinema preocupado apenas em divertir mesmo focando em temas como religião e preconceito. Herói sem capa, Mazzaropi lutou nas telas contra poderosos, contra a discriminação, fazendo do humor seu superpoder.

O museu funciona dentro da propriedade onde fica o Hotel Fazenda Mazzaropi, que tem 146 apartamentos, parquinhos, pedalinhos, monitoria infantil, sala de massagem, sauna a vapor, quatro piscinas, vôlei de areia, campos de futebol e de minigolfe, quadras poliesportivas, quadras de tênis e salão de jogos.

Mais informações sobre o museu podem ser obtidas no site https://museumazzaropi.org.br ou no telefone (012) 3634.3447. Para o hotel, acesse o site www.mazzaropi.com.br ou entre em contato notelefone (12) 3634.3400.

CINÉPOLIS ANUNCIA PRÉ-VENDA DO LIVE-ACTION “TURMA DA MÔNICA – LAÇOS”

O longa-metragem é baseado na HQ homônima dos irmãos Vitor e Lu Cafaggi

O primeiro live-action de “Turma da Mônica – Laços” estreará em todo Brasil no dia 27 de junho e a rede Cinépolis, maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, anuncia que a pré-venda do filme já está disponível, e os ingressos podem ser adquiridos por meio do site:http://www.cinepolis.com.br/pre-vendas/.

Cinépolis inicia pré-venda de “Laços”. (Foto: Divulgação)

O filme se passará nos anos 80 e seguirá a linha dos clássicos norte-americanos “Os Batutinhas”, “Os Goonies” e “Conta Comigo”, Mônica (Giulia Benite), Cebolinha (Kevin Vechiatto), Magali (Laura Rauseo) e Cascão (Gabriel Moreira) vão embarcar numa grande aventura em busca do desaparecido Floquinho.

Adaptado da graphic novel homônima de Vitor e Lu Cafaggi, o longa é dirigido porDaniel Rezende, indicado ao Oscar de Melhor Montagem, em 2003, pelo longa “Cidade de Deus” e terá participações de Mônica Iozzi (Dona Luíza), Paulo Vilhena (Seu Cebola), Rodrigo Santoro (Louco), além do próprio Maurício de Sousa.

Sinopse
Floquinho, o cachorro do Cebolinha, desapareceu. Ele desenvolve um plano infalível para resgatar o cãozinho, mas para isso vai precisar da ajuda de seus fiéis amigos: Mônica, Magali e Cascão. Juntos, eles irão enfrentar desafios e viver grandes aventuras para levar Floquinho de volta para casa.

Ficha Técnica
Turma da Mônica – Laços
Brasil,  2019.
Gênero: Aventura.
Direção: Daniel Rezende.
Roteiro: Thiago Dottori.
Elenco: Giulia Benite, Kevin Vechiatto, Laura Rauseo, Gabriel Moreira, Mônica Iozzi, Paulo Vilhena, Ravel Cabral e Rodrigo Santoro.
Distribuidora: Paris Filmes.