Arquivo da tag: Clint Eastwood

‘Cry Macho’ – Clint Eastwood mostra que tem gasolina no tanque

Filme estreia em 16 de setembro e conta a história de um cowboy falido e um garoto rumo a uma inesperada jornada

Por Antonio Lemos

(Foto: divulgação)

Chegar aos 91 anos e continuar fazendo o que gosta é o sonho de muita gente. Conhecido pelas atuações nos longas western spaghetti, Clint Eastwood é proganonista de ‘Cry Macho: O Caminho Para a Redenção’, filme no qual é diretor, e chega aos cinemas a partir do dia 16 de setembro. Baseado no romance homônimo de 1975 de N. Richard Nash, o roteiro foi escrito por Nash antes de sua morte em 2000 ao lado de Nick Schenk.

Mike Milo é um ex-astro do rodeio e criador de cavalos fracassado no estado do Texas. Depois de ser demitido, ele retorna ao seu último trabalho em 1979 para ouvir a oferta de seu ex-empregador Howard Polk (Dwight Yoakam) para ver o seu filho, Rafo (Eduardo Minett). Bem que o próprio Polk poderia executar esta tarefa se não fosse por problemas com a lei além da fronteira. Para pagar uma dívida de gratidão pelo fato de ter ficado famoso e ter conquistado vários prêmios nas arenas, o personagem de Eastwood aceita e começa a sua jornada até o México.

Rafo é um adolescente de 13 anos e sofre tanto pelo abandono quanto pelos maus-tratos de sua mãe Leta (Fernanda Urrejola), uma cantora da noite mexicana e que manda soltar e prender qualquer um que ousar a lhe desafiar. Sem o carinho maternal, o jovem sobrevive nas ruas, e acaba metido em contravenções e rinhas de galos, na qual cria ‘Macho’. Ele não confia nem na própria sombra, quer se mostrar viril, mas no fundo ainda é uma criança cheia de mágoa pelo abandono do pai, que não o vê há anos.

No primeiro momento Milo desiste da missão, mas acaba sendo surpreendido pelo destino e o ex-cowboy acaba retomando sua tarefa e ambos vão para uma trilha difícil rumo aos Estados Unidos.

Durante sua passagem pelas estradas, a dupla aprende lições, e foragidos pelo capanga de Leta, Aurélio (Horacio Garcia-Rojas), eles se escondem em um viralejo e fazem amizade com a dona de um restaurante, Marta (Natalia Traven), uma senhora cheia de dramas pessoais, como a morte de sua filha e genro, na qual acaba cuidando de suas quatro netas, além do falecimento do seu esposo. No clima hospitaleiro da mexicana, todos acabam se cuidando e estreitam laços.

Com problemas no seu veículo, Milo é obrigado a ficar na cidade, com isso, arruma um bico adestrando cavalos e ensina o jovem Rafo a montar, em preparação para a rotina no rancho do pai. No restaurante de marta, o veterano cowboy é uma espécie de “faz tudo” desde a montagem de tortilhas até consertar coias. Além disso, a sua afinidade com os animais logo chega aos ouvidos da população e o personagem de Eastwood fica famoso como veterinário.

No final das contas, a missão é cumprida e Rafo reencontra o pai. E Milo, qual é o seu destino? É bom acompanhar até a última cena. ‘Cry Macho’ explora temas sobre a superestimada virtude do machismo e a descoberta de novas abordagens para a vida com a idade. O longa dá aos protagonistas a chance de escapar de um mundo regido pela brutalidade para seguir um novo caminho. Aos 91 anos, Eastwood segue atuando e produzindo muito bem, mostra que tem muita gasolina no tanque e não tem data para pendurar o seu chapéu de cowboy.

Clássicos: Cinema Western

Streaming do Telecine tem disponível clássicos de western. (Foto: divulgação)

Filmes de cowboys, faroeste ou bangue-bangue. O cinema western, cujo nome refere-se à região do Velho Oeste durante o período da colonização nos Estados Unidos, é um dos gêneros mais populares da história do cinema, que consagrou grandes estrelas como Clint Eastwood, Henry Fonda e Kirk Douglas.

Após o declínio do gênero, que foi popular nos EUA na década de 1950, o western ganhou uma segunda onda de sucesso na Itália com o ascensão do subgênero spaghetti western. Daí surgiram nomes como Sergio Leone, Giulio Petroni e Ennio Morricone.

Trilogia dos Dólares de Sergio Leone; Bravura Indômita, que rendeu o Oscar de Melhor Ator a John Wayne; Matar Ou Morrer, que também premiou Gary Cooper na mesma categoria; entre outros sucessos do gênero, estão disponíveis no streaming do Telecine.

Hub de cinema mais completo do país, o streaming Telecine oferece os primeiros 30 dias de acesso gratuitos para novos usuários da plataforma. Com mais de dois mil filmes no catálogo, tem opções para os mais variados estilos. Dos clássicos do cinema aos segmentos mais nichados, passando pelas crianças e por opções de diversão para a família inteira.

Por Uns Dólares A Mais

Durante sua jornada atrás do bandido Indio, um caçador de recompensa conhece um coronel que tem o mesmo alvo. Em princípio rivais, eles acabam unindo forças na busca pelo fora da lei.

Direção: Sergio Leone
Elenco: Clint Eastwood, Lee Van Cleef, Gian Maria Volontè

Alemanha. Espanha. Itália. 1965. Faroeste. 131 min.
Link no Telecine


A Marca da Força

Em Oklahoma, Jed Cooper é acusado injustamente de um crime após ser confundido com um assassino. Linchado e levado à força por um grupo de justiceiros, sobrevive por pouco ao ataque. Agora, ele volta à cidade como xerife e em busca de vingança.

Direção: Ted Post
Elenco: Clint Eastwood, Inger Stevens, Pat Hingle

EUA. 1968. Faroeste. 114 min.
Link no Telecine

Por Um Punhado de Dólares

A pequena cidade de San Miguel vive em meio à guerra entre dois grupos rivais. Quando o pistoleiro Joe chega ao local, as duas gangues percebem suas habilidades e oferecem propostas pelos seus serviços. Visando ganhar mais dinheiro, Joe acaba aceitando ambas.

Direção: Sergio Leone
Elenco: Clint Eastwood, Gian Maria Volonté, Marianne Koch
Alemanha. Espanha. Itália. 1964. Faroeste. 100 min.
Link no Telecine

Três Homens Em Conflito

Três homens, entre eles um misterioso pistoleiro, juntam forças para tentar encontrar uma fortuna em ouro durante a Guerra Civil. Mas tudo se complica, já que nenhum tem intenção de dividir a riqueza.

Direção: Sergio Leone
Elenco: Clint Eastwood, Eli Wallach, Lee Van Cleef
Alemanha. Espanha. Itália. 1966. Faroeste. 178 min.
Link no Telecine

Era Uma Vez No Oeste

Trabalhando para um barão ferroviário, a gangue de Frank assassina a família de Brett McBain para tomar suas terras. Com contas a acertar com Frank, um homem misterioso que anda sempre com uma gaita se une a um fora da lei para proteger a bela viúva de Brett, que acaba de chegar de Nova Orleans.

Direção: Sergio Leone
Elenco: 
Charles Bronson, Claudia Cardinale, Henry Fonda, Jason Robards
EUA. Itália. 1968. Faroeste. 166 min.
Link do Telecine

Matar Ou Morrer

O dia do casamento do xerife Will Kane é marcado pela adrenalina e perseguição do perigoso bandido Frank Miller. Tudo isso porque Miller fugiu da prisão, imposta por Kane, atrás de vingança. Nem mesmo a população local irá ajudá-lo. Vencedor de 4 Oscars.

Direção: Fred Zinnemann
Elenco: 
Gary Cooper, Grace Kelly, Thomas Mitchell
EUA. 1952. Faroeste. 84 min.
Link do Telecine

O Homem Que Matou O Fascínora

No Velho Oeste, o senador Ransom Stoddard retorna a Shinbone para o funeral de um amigo: o vaqueiro Tom Doniphon. Entrevistado por um jornalista, Ransom conta uma nova versão sobre a morte do fora da lei Liberty Valance, história que lhe rendeu fama de matador.

Direção: John Ford
Elenco: 
James Stewart, John Wayne, Vera Miles, Lee Marvin
EUA. 1962. Faroeste. 123 min.
Link do Telecine

A Morte Anda A Cavalo

Bill cresceu com desejo de vingar a morte de seus pais enquanto Ryan procura por quem o colocou na prisão. Eles então decidem se juntar para ir atrás dessas pessoas, mas os acontecimentos posteriores revelam que esta não é a primeira vez que seus caminhos se cruzam.

Direção: Giulio Petroni
Elenco: 
Lee Van Cleef, John Phillip Law, Mario Brega
Itália. 1967. Faroeste. 114 min.
Link do Telecine

Os Brutos Também Amam

Shane, um pistoleiro misterioso, decide proteger a família Starret das ameaças de um rico fazendeiro acreditando ser a coisa certa a se fazer. Enquanto enfrenta a batalha, Shane repensa sua própria vida. Vencedor do Oscar de Melhor Fotografia.

Direção: George Stevens
Elenco: 
Alan Ladd, Jean Arthur, Van Heflin, Brandon De Wilde
EUA. 1953. Faroeste. 117 min.
Link do Telecine

Bravura Indômita

O xerife Rooster Cogburn é contratado pela jovem Mattie Ross para matar o assassino de seu pai. A garota faz questão de acompanhá-lo, deixando Rooster contrariado. Ao mesmo tempo, eles são seguidos por um caçador de recompensas que também quer a cabeça do criminoso.

Direção: Henry Hathaway
Elenco: 
John Wayne, Kim Darby, Glen Campbell
EUA. 1969. Faroeste. 128 min.
Link do Telecine

Sua Última Façanha

O melhor amigo de Jack Burns está na cadeia e, para tirá-lo de lá, ele cria uma situação para ser preso propositalmente. No entanto, quando se encontram atrás das grades, Paul revela a Jack que não deseja escapar. Ele então foge sozinho e passa a ser perseguido pelo xerife Johnson.

Direção: David Miller
Elenco: 
Kirk Douglas, Gena Rowlands, Walter Matthau
EUA. 1962. Faroeste. 107 min.
Link do Telecine

Sem Lei, Sem Alma

No famoso duelo de Ok Corral, uma aliança inusitada é formada: agora lado a lado, lutando contra o bando de Ike Clanton, estão o lendário homem da lei Wyatt Earp e o pistoleiro Doc Holliday.

Direção: John Sturges
Elenco: 
Burt Lancaster, Kirk Douglas, Rhonda Fleming
EUA. 1957. Faroeste. 122 min.
Link do Telecine

FILME DE CLINT EASTWOOD, A MULA, GANHA PÔSTER E TRAILER

Eastwood dirige e estrela o longa que está previsto para chegar nos cinemas em 14 de fevereiro de 2019

A Warner Bros. Pictures divulga o primeiro pôster e trailer de A Mula, novo filme dirigido e estrelado por Clint Eastwood. O longa ainda traz Bradley Cooper, Laurence Fishburne, Michael Peña, Dianne Wiest, Alison Eastwood, Taissa Farmiga e Ignacio Serricchio em um drama sobre um homem de 80 anos que se torna uma “mula” responsável pelo transporte de drogas para um cartel mexicano.

cdn_strip_239382_0_web.jpg

Sobre o filme
A Warner Bros. Pictures, Imperative Entertainment e BRON Creative apresentam o drama A Mula, o filme mais recente de Clint Eastwood. O veterano ator dirige e estrela o longa, ao lado de Bradley Cooper, Laurence Fishburne, Michael Peña, Dianne Wiest e Andy Garcia, além de Alison Eastwood, Taissa Farmiga, Ignacio Serricchio, Loren Dean e Eugene Cordero.

Eastwood estrela como Earl Stone, um homem de 80 anos que está falido, sozinho e enfrentando o fim de seus negócios quando lhe é oferecido um emprego cuja única responsabilidade é dirigir. Sem perceber, e pensando ser um trabalho fácil, Earl acaba se tornando uma “mula” responsável pelo transporte de drogas para um cartel mexicano. E ele se sai bem – tão bem que sua carga aumenta exponencialmente, e designam um receptador para Earl. Mas ele não é o único de olho em Earl; a misteriosa nova “mula” também entrou no radar do agente da DEA Colin Bates. E mesmo que seus problemas financeiros tenham ficado para trás, os erros passados de Earl começam a pesar sobre ele, e é incerto se ele terá tempo para corrigir esses erros antes que os policiais, ou os executores do cartel, o alcancem.

A Mula marca a primeira vez que Eastwood, vencedor do Oscar, assume papéis dos dois lados da câmera desde que estrelou o aclamado “Gran Torino”, de 2009.

Cooper, que estrela como Bates, recebeu sua indicação mais recente ao Oscar por seu trabalho com Eastwood em “Sniper Americano”, que ele estrelou e produziu. Ele pode ser visto em “Nasce uma Estrela”, que marca sua estreia como diretor. O indicado ao Oscar Fishburne (“Tina”, série de TV “Black-ish”) vive o agente do órgão de combate às drogas responsável pelo caso; Peña (“Homem-Formiga e a Vespa”, série da Netflix “Narcos”) vive outro agente do órgão; a vencedora do Oscar Wiest (“Tiros na Broadway”, “Hannah e Suas Irmãs”, série de TV “Life in Pieces”) vive a ex-esposa de Earl; o indicado ao Oscar Garcia (“O Poderoso Chefão 3”) interpreta um chefe do cartel; Alison Eastwood (“Trilhos do Destino”) vive a filha de Earl; Farmiga (“A Freira”) interpreta o papel da neta de Earl; Serricchio (série da Netflix “Perdidos no Espaço”, “Padrinhos Ltda.”) vive o receptador de Earl; Dean (“Cowboys do Espaço”) interpreta outro receptador; e Cordero (“Kong: A Ilha da Caveira”) é um dos membros do cartel.

Clint Eastwood (“Sully – O Herói do Rio Hudson”, “Sniper Americano”) dirigiu o filme a partir de um roteiro assinado por Nick Schenk (“Gran Torino”), inspirado no artigo da New York Times Magazine “The Sinaloa Cartel’s 90-Year-Old Drug Mule”, de Sam Dolnick. Eastwood também produziu o filme através de sua produtora, a Malpaso, com Tim Moore, Kristina Rivera e Jessica Meier, além de Dan Friedkin e Bradley Thomas da Imperative Entertainment. Os produtores executivos do filme são Dave Bernad, Ruben Fleischer, Todd Hoffman e Aaron Gilbert. Jillian Apfelbaum e David M. Bernstein foram coprodutores.

Nos bastidores, a equipe de Eastwood inclui o diretor de fotografa Yves Bélanger (“Brooklin”, “Clube de Compras Dallas”) e o desenhista de produção Kevin Ishioka (“15h17 – Trem para Paris”), além da figurinista Deborah Hopper e do editor vencedor do Oscar Joel Cox (“Os Imperdoáveis”), que já trabalharam com Eastwood em diversos projetos ao longo dos anos.

A Warner Bros. Pictures apresenta, em associação com a Imperative Entertainment e a BRON Creative, A Mula, uma produção da Malpaso. O filme chegará aos cinemas em 14 de fevereiro de 2019, com distribuição da Warner Bros. Pictures.

NOVO FILME DE CLINT EASTWOOD, 15H17 – TREM PARA PARIS, GANHA NOVOS VÍDEOS

Longa está em cartaz nos cinemas brasileiros

  Warner Bros. Pictures divulga novo vídeo do filme de Clint Eastwood, 15h17 – Trem para Paris. Em cartaz nos cinemas de todo o país, o longa fala sobre verdadeiros heróis que combatem um ataque terrorista durante uma viagem de trem em alta velocidade.

Em um dos vídeos, os heróis da vida real contam como foi retornar à França para interpretarem a si mesmos. Em outro, é possível conferir também o diretor do longa, Eastwood, falando sobre a produção.

BestSeller lança livro sobre americanos que impediram ataque terrorista e que inspirou novo filme de Clint Eastwood

image005Em agosto de 2015, o marroquino Ayoub El-Khazzani estava prestes a ser mais um soldado do Estado Islâmico a matar dezenas de pessoas em um atentado terrorista. Ele embarcou num trem em Bruxelas com destino a Paris armado com uma AK-47, uma pistola, um estilete e muita munição. Mas ele não contava com a surpreendente iniciativa de três amigos americanos que, em meio à viagem de lazer, acabaram conseguindo impedir o ataque. A história está contada em detalhes no livro “15h17 – Trem para Paris”, que chega às livrarias pela BestSeller em março. O título foi ainda a base para o filme homônimo, dirigido por Clint Eastwood, que estreia nos cinemas brasileiros em 8 de março.

O livro é assinado pelos três – Anthony Sadler, Alex Skarlatos e Spencer Stone –, que tiveram ajuda do jornalista Jeffrey E. Stern não apenas para narrar os acontecimentos daquela tarde na França, mas também as trajetórias que os levaram até aquele momento. Curiosamente, Anthony, Alex e Spencer interpretam a si mesmos no longa dirigido por Eastwood. O cineasta já afirmou em entrevistas que “15h17 – Trem para Paris” fecha sua trilogia dedicada a celebrar heróis do cotidiano, que se completa com “Sniper americano” e “Sully – O herói do Rio Hudson”. Mas aqui, Eastwood deixou de lado nomes do calibre de Bradley Cooper e Tom Hanks e recrutou os próprios homenageados para viverem suas histórias.

Os três não conseguiram impedir um ataque terrorista apenas por impulso: Stone e Skarlatos eram, respectivamente, um entusiasta das artes marciais da primeira classe aérea na Força Aérea dos Estados Unidos e um membro da Guarda Nacional do Oregon. Mas Sadler, por sua vez, não tinha qualquer treinamento militar. O controle e a eficiência do trio só foi possível graças à rede de apoio e lealdade que construíram ao longo de anos de amizade, desde a escola.

Assim, o livro conta como os três se conheceram, no ensino médio em um colégio religioso, e como ficaram amigos; as idas à igreja, as partidas de paintball e as bagunças na escola estão lá. O texto narra também os caminhos distintos seguidos pelos três, e o reencontro, que motivou a viagem pela Europa que os levou ao fatídico trem. Eles ainda descrevem em detalhes a ação contra o terrorista, quando Stone decide tentar desarmá-lo mesmo após ter sido golpeado com um estilete e sob a mira de uma arma.

Anthony Sadler é aluno do último ano da Universidade do Estado da Califórnia, em Sacramento, especializando-se em cinesiologia e treinamento atlético. Alek Skarlatos é especialista da Guarda Nacional do Oregon. Recentemente foi finalista da vigésima primeira temporada do programa Dancing with the Stars. Spencer Stone é segundo sargento da Força Aérea dos Estados Unidos. Jeffrey E. Stern é Jornalista e escritor. Foi nomeado pesquisador do Pulitzer Center on Crisis Reporting e também do Stanford Center on International Conflict and Negotiation. As reportagens de Stern foram publicadas em veículos como Vanity Fair, The Atlantic, Esquire, Foreign Policy, Newsweek, Slate, Time e The New Republic.

NOVO FILME DE CLINT EASTWOOD, 15H17 – TREM PARA PARIS GANHA PRIMEIRA ARTE

Longa tem estreia prevista para 8 de março no Brasil

A Warner Bros. Pictures divulga a primeira arte do novo filme de Clint Eastwood, o drama 15h17 – Trem para Paris. Com estreia prevista para 8 de março, o longa fala sobre verdadeiros heróis que combatem um ataque terrorista durante uma viagem de trem em alta velocidade.

Os heróis da vida real que preveniram o ataque retornaram à França para interpretarem a si mesmos.

15PRS_BPO_Main_1080x1920.png

Sobre o filme

De Clint Eastwood chega 15h17 – Trem para Paris, que conta a história verídica de três homens cujo ato de bravura os tornou heróis durante uma viagem em um trem de alta velocidade.

No início da noite de 21 de agosto de 2015, o mundo assistiu atônito às notícias de um ataque terrorista frustrado no trem n° 9364 da Thalys a caminho de Paris – uma tentativa impedida por três corajosos jovens americanos que viajavam pela Europa. O filme acompanha a vida dos três amigos, das dificuldades da infância, passando pela descoberta de seu propósito na vida, até a série de eventos improváveis que culminaram com o ataque. Durante essa experiência angustiante, a amizade entre eles, que nunca se abala, tornou-se sua melhor arma, permitindo que eles salvassem a vida de mais de 500 passageiros a bordo.

O trio heroico é composto por Anthony Sadler, o soldado Alek Skarlatos e o piloto da Força Aérea Spencer Stone, que interpretam a si mesmos no filme. Estrelam com eles a atriz Jenna Fischer (“Passe Livre”, série de TV “The Office”); Judy Greer (“Planeta dos Macacos: A Guerra”); Ray Corasani (série de TV “The Long Road Home”); PJ Byrne (“O Lobo De Wall Street”); Tony Hale (série de TV “Veep”); e Thomas Lennon (“Transformers: A Era da Extinção”). Paul-Mikél Williams interpreta o jovem Anthony; Bryce Gheisar interpreta o jovem Alek; e William Jennings interpreta o jovem Spencer.

Eastwood (“Sully – O Herói do Rio Hudson”, “Sniper Americano”) dirige o filme a partir de um roteiro assinado por Dorothy Blyskal, baseado no livro de Anthony Sadler, Alek Skarlatos, Spencer Stone e Jeffrey E. Stern. Eastwood também produz o filme, com Tim Moore, Kristina Rivera e Jessica Meier. O produtor executivo do filme é Bruce Berman.

Nos bastidores, a equipe criativa inclui os colaboradores frequentes de Eastwood Tom Stern, que foi cinematógrafo em 13 filmes de Eastwood; e Deborah Hopper, figurinista de Eastwood em 17 de seus filmes; o editor Blu Murray, que editou, mais recentemente, “Sully – O Herói do Rio Hudson”; e o compositor do filme, Christian Jacob. O veterano diretor de arte Kevin Ishioka, cujo trabalho pode ser visto em “Sully – O Herói do Rio Hudson” e “Dunkirk”, foi o desenhista de produção.

A Warner Bros. Pictures apresenta, em associação com a Village Roadshow Pictures, uma produção da Malpaso,15h17 – Trem para Paris. O filme será lançado nos cinemas brasileiros a partir de 8 de março. Será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment; e, em territórios selecionados, pela Village Roadshow Pictures.

SULLY – O HERÓI DO RIO HUDSON, NOVO FILME DE CLINT EASTWOOD, GANHA TRAILER LEGENDADO

Baseado em uma história real e com Tom Hanks como protagonista, longa chega aos cinemas brasileiros em 1º de dezembro

A Warner Bros. Pictures divulga novo trailer legendado de Sully – O Herói do Rio Hudson, que estreia no Brasil em 1º de dezembro. O vídeo mostra momentos angustiantes vividos pelo Capitão “Sully”, interpretado por Tom Hanks, antes de pousar no Rio Hudson.

Do diretor vencedor do Oscar Clint Eastwood (“Sniper Americano”, “Menina de Ouro”) chega o drama da Warner Bros. Pictures, Sully – O Herói do Rio Hudson, estrelado pelo vencedor do Oscar Tom Hanks (“Ponte dos Espiões”, “Forrest Gump – O Contador de Histórias”) no papel do Capitão Chesley “Sully” Sullenberger.

Em 15 de janeiro de 2009, o mundo testemunhou o “Milagre no Hudson”, quando o Capitão “Sully” planou com seu avião danificado até cair nas águas geladas do Rio Hudson, salvando as vidas dos 155 passageiros a bordo. Contudo, apesar de Sully ser saudado pelo público e pela mídia por seu feito sem precedentes na história da aviação, inicia-se uma investigação que ameaça sua reputação e sua carreira.

Sully – O Herói do Rio Hudson também é estrelado por Aaron Eckhart (“Invasão à Casa Branca”, “Batman – O Cavaleiro das Trevas”) no papel do copiloto de Sully, Jeff Skiles e a indicada ao Oscar Laura Linney (“A Família Savage”, “Kinsey – Vamos Falar de Sexo”, da série de TV “The Big C”) no papel da esposa de Sully, Lorrie Sullenberger.

Eastwood dirige o filme a partir de um roteiro de Todd Komarnicki, baseado no livro Highest Duty, de Sullenberger e Jeffrey Zaslow. O projeto está sendo produzido por Eastwood, Frank Marshall, Allyn Stewart e Tim Moore, com Kipp Nelson e Bruce Berman como produtores executivos.

O filme reúne Eastwood com vários de seus colaboradores frequentes, que mais recentemente trabalharam com o diretor no sucesso mundial “Sniper Americano”: o diretor de fotografia Tom Stern e o designer de produção James J. Murakami, ambos indicados ao Oscar por seus trabalhos em “A Troca”; a figurinista Deborah Hopper; e o editor Blu Murray. A trilha sonora foi composta por Christian Jacob e The Tierney Sutton Band.

A Warner Bros. Pictures apresenta, em associação com a Village Roadshow Pictures, Sully – O Herói do Rio Hudson, uma produção da Flashlight Films, Kennedy/Marshall Company e Malpaso. O filme, que tem estreia marcada para 1° de dezembro de 2016 no Brasil, será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment, e em territórios selecionados pela Village Roadshow Pictures.

TOM HANKS VIVE DRAMA NO PRIMEIRO TRAILER DE SULLY – O HERÓI DO RIO HUDSON

Com direção de Clint Eastwood, longa chega aos cinemas brasileiros em 1º de dezembro

A Warner Bros. Pictures divulga os primeiros materiais nacionais de Sully – O Herói do Rio Hudson. O trailer mostra o Capitão “Sully”, interpretado por Tom Hanks, em conflitos pessoais e no momento mais tenso e emblemático de sua carreira como piloto profissional, conhecido como o “Milagre Hudson”, que aconteceu em Nova York em 2009. O pôster (anexo) traz em destaque o protagonista Tom Hanks.

Do diretor vencedor do Oscar Clint Eastwood (“Sniper Americano”, “Menina de Ouro”) chega o drama da Warner Bros. Pictures, Sully – O Herói do Rio Hudson, estrelado pelo vencedor do Oscar Tom Hanks (“Ponte dos Espiões”, “Forrest Gump – O Contador de Histórias”) no papel do Capitão Chesley “Sully” Sullenberger.

Em 15 de janeiro de 2009, o mundo testemunhou o “Milagre no Hudson”, quando o Capitão “Sully” planou com seu avião danificado até cair nas águas geladas do Rio Hudson, salvando as vidas dos 155 passageiros a bordo. Contudo, apesar de Sully ser saudado pelo público e pela mídia por seu feito sem precedentes na história da aviação, inicia-se uma investigação que ameaça sua reputação e sua carreira.

Sully – O Herói do Rio Hudson, também é estrelado por Aaron Eckhart (“Invasão à Casa Branca”, “Batman – O Cavaleiro das Trevas”) no papel do copiloto de Sully, Jeff Skiles e a indicada ao Oscar Laura Linney (“A Família Savage”, “Kinsey – Vamos Falar de Sexo”, da série de TV “The Big C”) no papel da esposa de Sully, Lorraine Sullenberger.

Eastwood dirige o filme a partir de um roteiro de Todd Komarnicki, baseado no livro Highest Duty, de Sullenberger e Jeffrey Zaslow. O projeto está sendo produzido por Eastwood, Frank Marshall, Allyn Stewart e Tim Moore, com Kipp Nelson e Bruce Berman como produtores executivos.

O filme reúne Eastwood com vários de seus colaboradores frequentes, que mais recentemente trabalharam com o diretor no sucesso mundial “Sniper Americano”: o diretor de fotografia Tom Stern e o desenhista de produção James J. Murakami, ambos indicados ao Oscar por seus trabalhos em “A Troca”; a figurinista Deborah Hopper; e o editor Blu Murray.

A Warner Bros. Pictures apresenta, em associação com a Village Roadshow Pictures, Sully – O Herói do Rio Hudson, uma produção da Flashlight Films, Kennedy/Marshall Company e Malpaso. O filme, que tem estreia no Brasil marcada para 1 de dezembro de 2016, será distribuído pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment Company e, em territórios selecionados, pela Village Roadshow Pictures.