Arquivo da tag: Colagem

GALERIA RECORTE APRESENTA O UNIVERSO FEMININO DE BOMJU COELHO

Única galeria do Brasil especializada em recorte e colagem estreia exposição “Cabeça-Coração”

Galeria Recorte, única galeria de arte especializada em colagem no Brasil, apresenta a exposição “Cabeça-Coração”, que reúne obras analógicas e digitais da artista mineira Bomju Coelho. A exposição, com 14 trabalhos de colagens e vídeos, será inaugurada no dia 09/05. A entrada é gratuita.

Coelho traz para a mostra obras que mesclam elementos gráficos, texturas e corpos garimpados em revistas antigas de moda e viagem, catálogos, livros e autorretratos produzidos pela artista. “Eu vejo uma recombinação de imagens, uma possibilidade de articular o que muitos chamariam de absurdos e sensações”, afirma.

Os trabalhos de Bomju Coelho têm o movimento e a pesquisa com corpo da mulher como temáticas e mostram cores quentes e vibrantes em perfeito equilíbrio imagético. “Criar arte a partir do corpo e suas representações tem uma imensa dimensão política e, como mulher, isso diz respeito a questões particulares e históricas, por isso busco colaborar na construção de uma cultura visual feminista e liberal”, afirma.

SERVIÇO

 EXPOSIÇÃO “CABEÇA-CORAÇÃO”, BOMJU COELHO

Local: Galeria Recorte

Endereço: Rua Augusta, 829, Consolação

Encerramento: 06 de junho

Horário para visitação: terças às sextas, das 12h às 21h e sábados das 10h às 18h

Entrada Gratuita

Facebook: www.facebook.com/galeriarecorte

Contato: 11 3368-9824 / 98200-0805

“COLA NA RECORTE” REÚNE COLAGENS, ILUSTRAÇÕES, ZINES, MÚSICA E CORTES DE CABELO POR PREÇOS ESPECIAIS

Evento ocorre domingo, em SP, com cortes de cabelo por preços especiais, 
Djs e comidinhas especiais com opção vegana

A Galeria Recorte promove, no dia 5 de maio, a quinta edição do evento “Cola na Recorte”, com diversos artistas independentes apresentando seus trabalhos de colagens, ilustrações e moda. Os cortes de cabelo terão preços especiais (R$ 60 – sem lavagem e sem escova). A feira irá ocorrer das 14h às 19h..

O público ainda poderá conferir o último dia da exposição “Des(catálogo)”, do artista Daniel Lima, que reúne livros que sofreram interferências por meio de tinta, lápis, solventes e técnicas como a monotipia, deixando evidente a sua intenção processual de apagar e reconstruir imagens.

Exposição “Des(catálogo)” . (Foto: Divulgação)

Durante todo o evento, os visitantes poderão adquirir obras e publicações diretamente de quem faz, além de tirar dúvidas e aprender mais sobre os processos de produção com os artistas participantes.

Ainda haverá um troca-troca de colagens, zines, ilustrações e adesivos entre os artistas e visitantes. Às 18h, haverá apresentação do Tráfico, projeto sonoro de Daniel Lima que constrói paisagens sonoras a partir de captações e áudios hackeados, com participação de Blasfemea, de Luisa Leão, uma das idealizadoras e residentes da festa e coletivo DARQ.

“A Galeria Recorte promove o Cola na Recorte desde 2016, como uma forma de viabilizar que diferentes artistas possam expor seus trabalhos autorais em um espaço voltado para a difusão de arte independente”, afirma Anna Gadelha, sócia e idealizadora da Galeria.

A Galeria Recorte é um espaço multicultural que une salão de cabeleireiros, barbearia, café e galeria de arte, a única no Brasil voltada exclusivamente para colagem.

SERVIÇO  “COLA NA RECORTE – QUINTA EDIÇÃO” Local: Galeria Recorte Endereço: Rua Augusta, 829, Consolação Horário de funcionamento: das 14h às 19h Data: 5/5/2019 Facebook: http://www.facebook.com/galeriarecorte Contato: 11 3368-9824 / 98200-0805 Entrada Gratuita

GALERIA RECORTE APRESENTA EXPOSIÇÃO “A LINGUAGEM DO DESEJO”

A Galeria Recorte, espaço multicultural localizado na região do Baixo Augusta, em São Paulo, apresenta a partir de 1° de fevereiro, a exposição “A Linguagem do Desejo”, com obras do colagista Bruno Barnabé. A mostra permanecerá aberta ao público até o dia 17 de março com entrada gratuita.

Divulgação Collage - Uma luta sagrada - Bruno Barnabé - Galeria Recorte - Fevereiro 2018  IMG 2 (1).jpg
Obra exposta na Galeria Recorte. (Foto: Divulgação)

 

Serão apresentadas 24 obras em que o artista utiliza fotos, selos, técnica de monotipia, entre outros elementos, para abordar questões sobre a objetivação e fragmentação do corpo, a crença no pecado original e suas consequências, indicando um percurso que começa na busca individual do artista e termina na deformidade do corpo coletivo. Barnabé traz para a discussão o vazio pornográfico e como isso se reflete na imaginação do expectador.

Nascido em Indaiatuba, no interior paulista, e radicado na cidade de São Paulo desde 2005, Bruno Barnabé materializa suas pesquisas epistemológicas e imagéticas por meio da sobreposição de resíduos gráficos e fotográficos que coleta em suas explorações pelo mundo. “Sinto-me principalmente atraído pelas questões da antropologia da imagem e, assim, procuro pelos resíduos gráficos com potencial simbólico, como fotografias de família, cartões-postais, selos, ilustrações e desenhos para usar nas minhas composições”, afirma.

Barnabé encontrou a colagem em 2005, período em que frequentou a Associação dos Amigos do Museu de Arte Moderna (AAMAM) e conheceu integrantes do movimento surrealista paulistano. Estudou gravura e desenho experimental em Londres, onde descobriu a monotipia. De volta ao Brasil, estudou com o artista, pensador e poeta Sergio Franceschi Lima, considerado o maior especialista em surrealismo em nosso país. Com trabalhos publicados em diversos periódicos nacionais e internacionais, Barnabé já expôs individualmente em 2017, na Biblioteca Central Cesar Lattes da Unicamp, em Campinas.

ARTISTA VISUAL MÁRIO DE ALENCAR LANÇA EXPOSIÇÃO “TRANSITORIEDADE ATEMPORAL” EM SP

Trabalhos do paranaense estarão expostos na Galeria Recorte até 02 de setembro

A Galeria Recorte, espaço multicultural de São Paulo, apresenta a partir de 14 de julho, sexta-feira, até 02 de setembro, a exposição do artista visual paranaense Mário de Alencar. Intitulada “Transitoriedade Atemporal”, a mostra é composta por 13 obras feitas com a técnica de colagem de papel sobre papel e aquarelo-colagens, criadas por meio da apropriação de imagens de revistas, enciclopédias e catálogos de roupas, retratando um momento em que muito acontece, mas nada muda, exatamente como nos dias atuais.

divulgação oficina Mário de Alencar (2).png
Mário de Alencar apresenta exposição na Galeria Recorte. (Foto: Divulgação)

Alencar vive e trabalha em Curitiba e já teve ilustrações publicadas em renomados jornais de todo o Brasil, além de sua forte relação na cena underground. O artista também é conhecido por suas participações em filmes de curta metragem, com colorização, e por ter desenvolvido diversas capas de disco para bandas como por exemplo, Ratos de Porão e Ruído por MM, dentre outros.

Após a abertura da exposição, Alencar irá ministrar uma oficina de colagem, na própria Galeria Recorte, intitulada “Pseudo ciência da colagem”, nos dias 15 e 16 de julho, das 15h às 19h. O valor cobrado pela oficina será de R$ 120,00.

AGENDA

 

EXPOSIÇÃO “TRANSITORIEDADE ATEMPORAL”, de MÁRIO DE ALENCAR

De 14 de julho a 02 de setembro – Abertura às 19h

De terça à sexta, das 12h às 21h, e sábado, das 11h às 18h

Entrada gratuita

OFICINA “PSEUDO CIÊNCIA DA COLAGEM”, COM MÁRIO DE ALENCAR

De 15 e 16 de julho das 15h às 19h

Valor R$120,00

Mais informações no contato@galeriarecorte.com.br

GALERIA RECORTE – Rua Augusta, 829 – São Paulo

Site: www.galeriarecorte.com.br – Facebook:www.facebook.com/galeriarecorte

Telefone: (11) 3368-9824/ (11) 98200-0805

GALERIA RECORTE APRESENTA A EXPOSIÇÃO “[partir]” DE LIDIA BRANCHER

Com trabalhos minimalistas, cortes sinuosos e até composições complexas, a artista explora diferentes extremos da técnica de colagem

A Galeria Recorte promove a primeira exposição individual da artista plástica Lidia Brancher utilizando somente técnicas de recorte e colagem. Intitulada “[partir]”, a mostra começa a ser exibida no dia 08 de dezembro, com duração até 28 de janeiro. Conhecida por seus desenhos, gravuras e intervenções urbanas, a artista gaúcha explora a colagem como uma pesquisa paralela e constante em sua trajetória.

Do Sagrado.jpg
Obras de Lídias estarão expostas na Galeria Recorte. (Foto: Divulgação)

Nesta exposição, Lidia reúne trabalhos minimalistas, com apenas um corte sinuoso e um deslocamento, até composições complexas, orientadas pelo desenho. Com curadoria de Lucas Ribeiro, a artista aborda relações entre mãe e filho, entre o homem e a natureza e entre o terreno e o espiritual.
Multicultural, a Galeria Recorte se inspira nos lugares híbridos de Nova York e Barcelona, e é o primeiro espaço da cidade de São Paulo voltado exclusivamente para obras que utilizam a técnica de colagem.
SERVIÇO
Exposição “[partir]”
Local: Galeria Recorte
Endereço: Rua Augusta, 829, Consolação
Horário de funcionamento: Terça a sexta, das 12h às 21h; e sábado, das 11h às 18h
Visitação: de 08/12/2016 até 28/01/2017
Entrada: grátis
Telefone para contato: (11) 3368-9824 / 98200-0805

EXPOSIÇÃO EM SP MOSTRA COLAGENS INSPIRADAS NA INFLUÊNCIA DA MÚSICA NAS ARTES VISUAIS

A Galeria Recorte realiza a exposição ‘Todas as Brisas’, do artista plástico e guitarrista Lê Almeida. A mostra reúne 29 colagens do carioca de 32 anos inspiradas na influência da música no interesse das pessoas pelas artes visuais, quer seja pela apreciação de capas de discos ou pelo trabalho de personalidades da cena pop internacional que atuam de forma paralela com música e artes plásticas.

Galeria Recorte inaugura exposição do artista plástico Lê Almeida. (Foto: Divulgação)
Galeria Recorte inaugura exposição do artista plástico Lê Almeida. (Foto: Divulgação) 

Único espaço especializado na arte de recorte e colagem em São Paulo, a Galeria Recorte tem como objetivo dar visibilidade a esse tipo de arte que está em ebulição em cidades como Nova York, Londres, Berlin e Barcelona. O espaço acompanha a produção de artistas como Thais Rivoire, Lidia Brancher, Fernando Denti, Lucas Cabu, André Bergamin, Florian Foerster entre outros.
Sons de praia
A exposição, que tem curadoria de Ana Dienstmann, abrange trabalhos feitos com base no quarto e mais recente álbum de Lê Almeida. “Eu já tinha terminado de gravar o disco, mas não havia criado as artes para ele. Os trabalhos foram produzidos pela vibe de ‘sons de praia’ “, revela o artista. E é isso que se pode observar ao visitar a galeria: paisagens e situações que dialogam com um lugar estranhamente familiar, onde praias, nuvens, sol e outros elementos se mostram acolhedores, mas que também beiram o surrealismo e são a porta de entrada para todas as brisas mais inconscientes.
Lê Almeida pode ser considerado um exemplo de artista que cria para duas vertentes criativas distintas – a música e as artes plásticas. A mistura acontece tanto pelo interesse em arte ter sido gerado por encartes de álbuns de bandas como ‘Guided by Voices’ ou ‘Pavement’, quanto por, atualmente, ter uma produção criativa coesa, conjuntamente nas artes visuais, com a colagem, e na música, com sua guitarra distorcida. Ele conta que o início dessa fusão de seus interesses por arte e música aconteceu em função da necessidade de divulgar os próprios projetos musicais e os de sua gravadora, a ‘Transfusão Noise Records’.
Os trabalhos expostos na Galeria Recorte abrangem colagens que, nos primórdios, limitavam-se ao ambiente digital. Isso porque Almeida diz que não conseguia se desprender dos livros e revistas que possuía, então ele escaneava as imagens e criava as artes e colagens no computador. A partir de 2011, porém, o desapego finalmente aconteceu e as obras passaram a ser físicas, permitindo uma nova leitura para as imagens, que deixaram de ser cartazes e informativos de shows para se tornarem obras com reflexões mais subjetivas.

A INCERTEZA DA CONDIÇÃO HUMANA É TEMA DE EXPOSIÇÃO DE ANDRÉ BERGAMIN EM SP

Mostra de trabalhos feitos com a técnica de colagem começa no dia 6 de julho na Galeria Recorte

A Galeria Recorte inaugura no dia 6 de julho, a partir das 19hs a sua mais nova exposição, intitulada “Entre o Êxtase e a Demência”, do artista visual André Bergamin.Em sua produção atual, o artista consciente de que o vínculo entre o homem e mundo se perdeu, opta justamente por não retratar mais o mundo, mas sim o vínculo desfeito, e o faz a partir de retalhos.

Obras de André Bergamin serão expostas na Galeria Recorte. (Foto: Divulgação)
Obras de André Bergamin serão expostas na Galeria Recorte. (Foto: Divulgação)

As obras de Bergamin são compostas por fragmentos que sugerem ritmo e movimento. Cada imagem é como um retrato instantâneo de um universo sem sentido e em expansão. O caráter ilógico desses universos retratados é resultado do processo de criação do artista que combina imagens previamente recortadas de forma aleatória e livre de narrativas para que da interação entre as partes surja de forma espontânea. “Eu cresci no meio de reproduções do Volpi. Faz pouco que eu percebi o quanto eu era influenciado pela ideia de movimento dessas bandeirinhas que eu acabei incorporando com panos, pedras e outros elementos voadores”, afirma o artista, ao falar sobre as suas influências.

O nome da exposição – que também é título de uma das obras em cartaz – sugere um estado de incerteza da condição humana e revela a natureza ocasional de sua produção artística. A identificação das obras também é feita de forma casual: após cada trabalho estar finalizado, o artista elege frases randômicas de livros que estão ao seu alcance para nomear suas criações. Esse método reforça a ideia de desconexão entre cada parte dos elementos que ele usa para compor as obras de arte. “Acredito que há uma violência no ato de cortar. É quase uma perversão manifesta quando monto algo novo, vivo, feito de imagens desmembradas. Há alguma coisa de fundamentalmente subversiva em tudo isso que vai bastante ao meu encontro”, completa.

A curadoria da exposição é de Francisco Ribeiro. Curador independente e produtor cultural, Francisco colabora desde 2009 com a Galeria Fita Tape, além de integrar a equipe de programação artística do Theatro São Pedro (RS).

GALERIA RECORTE ABRE AS SUAS PORTAS NA REGIÃO DO BAIXO AUGUSTA, EM SP, COM CONCEITO INOVADOR

Ambiente multicultural une primeiro espaço para exposições de arte feita exclusivamente com técnicas contemporâneas de colagem com salão de cabeleireiros e café

Inspirada nas grandes galerias e espaços híbridos de Barcelona, Milão, Nova York e Tóquio, a Galeria Recorte abre suas portas no dia 20 de abril em novo endereço na cidade de São Paulo. Conhecida pelo sincretismo de várias tribos, a icônica região conhecida como Baixo Augusta, na Rua Augusta, passa a abrigar essa galeria de arte para exposição e venda de obras feitas exclusivamente com a técnica de recorte e colagem de papel. Ela está instalada em um espaço multiuso, pois, além das exposições de arte, o imóvel abrigará também um salão de beleza, com renomados cabeleireiros em seu casting e barbearia. O cerne da proposta da Recorte é que todos os serviços oferecidos pelo empreendimento tenham a arte como elo.

Em 150 metros quadrados, o espaço da Galeria Recorte conta com um layout que permite aos clientes transitar livremente entre a exposição em cartaz e o salão de beleza. O projeto é assinado pela sócia e também arquiteta responsável Anna Gadelha, que adotou estilos rústicos e industriais para a construção, com a utilização de materiais reciclados e de demolição, além de outras soluções eco-friendly. A Recorte valoriza a questão da sustentabilidade e este aspecto é algo bem presente em nosso cotidiano. Foi pensando nisso que trouxemos elementos para nosso espaço, como uma mini horta, uma cisterna para captação e reutilização da água da chuva no jardim e a separação entre lixo orgânico e reciclável”, afirma a empresária.

Só colagens

Com direção curatorial de Lucas Ribeiro “Pexão”, que acumula passagens pelas galerias LOGO e Fita Tape, a Recorte é a primeira galeria de arte de São Paulo especializada em colagem e está programada para abrigar sete exposições por ano, com uma média de 50 dias de duração cada. A iniciativa nasceu da percepção de Anna Gadelha e de Pexão de que existem muitos artistas contemporâneos de diferentes gerações trabalhando com colagem, recortando e colando imagens para criar obras de arte. A Recorte tem como objetivo dar visibilidade a essa produção que está em ebulição, acompanhando a produção de artistas como Charlotte Marchand, Lidia Brancher, Fernando Denti, Carlos Dias, Lucas Cabu, Florian Foerster e Sesper.

A primeira exposição no novo espaço, intitulada “Loteamento Castro”, é da artista visual Thaís Rivoire. Trata-se de sua aguardada nova mostra individual depois de “Papelzinho Picado”, que aconteceu na galeria Choque Cultural em 2011. Serão expostas obras inéditas que trazem cenários horizontais superpovoados por mascotes, figuras esquecidas de revistas antigas e uma infinidade de elementos enciclopédicos, sempre sugerindo narrativas insólitas.

Exposição de Thais Rivoire abre a temporada na Galeria Recorte. (Foto: Divulgação)
Exposição de Thais Rivoire abre a temporada na Galeria Recorte. (Foto: Divulgação)

Visagismo, corte, coloração, química e barbearia

A Galeria Recorte conta também com um salão de beleza que tem como proposta diluir os velhos conceitos de gênero, excluindo as definições de “masculino” e “feminino” nos cortes e colorações de cabelos. O casting é composto por experientes e renomados profissionais de diferentes especialidades, como Natacha D’Alessandro, Kátia Kall, Fernando Spud Spud e Alex Sudati.

Um dos diferenciais da Recorte é que a precificação será feita levando em consideração o tamanho e o volume dos cabelos a serem trabalhados, sendo que todos os serviços disponíveis serão para ambos os sexos, como corte, química, manicure, depilação, Dia da Noiva e do Noivo, entre outros. O espaço contará com uma barbearia, com atendimento em um ambiente exclusivo e personalizado para os homens.

Com mais de dez anos de experiência, Natacha D’Alessandro aplica o visagismo para criar cortes personalizados e realizou diversos cursos em academias de hair sytlists no Brasil e no exterior, como a Toni&Guy, em Londres.

Formada na tradicional Soho Academy, Kátia Kall tem em seu DNA a paixão pelas madeixas, sendo especialista em cortes e processos químicos, com passagens pelo Soho, Berlin Hair e Go Hair Beauty. Tem no currículo cursos nas escolas Redken e Wella, entre outras.
Fernando Spud Spud tem passagens pelos salões Retrô Hair e Circus, além de encabeçar um projeto autoral itinerante pelo qual passeia pela cidade de São Paulo trocando cortes de cabelo por boas histórias.

Completa a equipe da Galeria Recorte, o profissional Alex Sudati, ex-Novo Arte e Retrô Hair. Ele é especialista em corte, coloração e finalização.

 

Serviço

Galeria Recorte

Endereço: Rua Augusta, 829

Inauguração: 20/04

Horário de funcionamento: Terça a sexta, das 12h00 às 21h00

Sábado, das 11h00 às 18h00

Site: www.galeriarecorte.com.br

Facebook: www.facebook.com/galeriarecorte

Contato: 11 3368-9824 / 98200-0805