Arquivo da tag: coronavírus

Aplicativo de e-book cresce 275% durante a pandemia

Skeelo dobrou o número de usuários no período de confinamento

Leituras de e-book crescem na quarentena. (Foto: Divulgação)

O isolamento social fez com que a sociedade adotasse novos hábitos e a leitura está entre o passatempo preferido da quarentena, principalmente tendo as telas dos smartphones e tablets como grandes aliadas. Prova disso é o aumento do consumo de livros digitais durante a pandemia, que fortaleceu o mercado editorial quebrando paradigmas de que o Brasil é um país que não aprecia livros.

O Skeelo, maior negócio do segmento de e-books do país, registrou um crescimento de 275% no consumo de livros durante o período de confinamento, comparado com o primeiro trimestre de 2020. De 23 de março, data que marcou oficialmente o início do isolamento social, até 30 de junho, a ferramenta registrou mais de 300 mil livros baixados em sua plataforma e mais do que o dobro de usuários cadastrados. “Em março contávamos com um pouco mais de 10 milhões de assinantes e saltamos para a casa dos 21 milhões de usuários contabilizados até o final de junho”, afirma Rodrigo Meinberg, do Skeelo.

O app que atualmente é disponibilizado como benefício aos clientes de telefonia pós-paga das operadoras Claro, TIM, Oi, Nextel e Algar Telecom, também tem parceria com o Banco do Brasil e empresas de TV por assinatura. O grande diferencial da ferramenta é que o Skeelo oferece um título best-seller a cada 30 dias, sendo possível a troca prévia, de acordo com o interesse pessoal de cada leitor. O catálogo inclui mais de 1000 títulos disponíveis.

Para atender também quem não possui acesso à ferramenta, desde o mês de março o Skeelo está com uma ação especial de incentivo à leitura. A plataforma liberou títulos gratuitos para todo o público que incluem desde clássicos literários até um especial sobre a Covid-19, guia completo sobre a atuação do vírus, prevenção e que debate também as fake news sobre o tema com informações validadas pelo Ministério da Saúde. “Até o momento distribuímos mais de 15 milhões de livros gratuitamente para cerca de 1 milhão de pessoas, incluindo obras de autores como Augusto Cury, Paulo Coelho, entre outros”, acrescenta Meinberg.

Com os smartphones e tablets como equipamentos de leitura digital e com a parceria dos grandes grupos de telecomunicações do Brasil, o Skeelo enxerga um mercado promissor, conforme diz Rafael Lunes, sócio do Skeelo: “O segmento de livros digitais ganhará um impulso fabuloso, inédito em termos mundiais e que começará justamente no Brasil, um país com enorme demanda de democratização de cultura e conhecimento e com um hábito de leitura ainda a se desenvolver” finaliza.

Ubisoft anuncia reformulação no Six Major de agosto e premiação de 100 mil dólares para equipes brasileiras

Campeonatos online para cada região substituirão Six Major devido à pandemia da COVID-19; novas competições acontecerão também em agosto

Six Major, de agosto, sofrerá reformulação. (Foto: Divulgação)

A Ubisoft anunciou na última quinta-feira (18) uma reformulação do Six Major de agosto deste ano devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. O torneio que aconteceria presencialmente será substituído por campeonatos regionais disputados de forma online pelas equipes ao redor do mundo. No Brasil, quatro times da elite nacional do Rainbow Six Siege brigarão pela premiação total de 100 mil dólares (cerca de R$525 mil na cotação atual) entre os dias 7 e 9 de agosto.

A decisão de remodelar o formato do campeonato surgiu com o objetivo de garantir a saúde e o bem-estar de equipes, jogadores, torcedores e parceiros, após os avanços da COVID-19 em diversas áreas do mundo. Na região latino-americana, por exemplo, a Copa Elite Six da América de agosto, que reuniria presencialmente os melhores times do continente, foi cancelada.

Sendo assim, para manter a alta competitividade do cenário, serão realizados eventos online durante o mês de agosto nas quatro regiões que abrangem o competitivo: Europa, América do Norte, América Latina e Ásia-Pacífico. Cada uma delas distribuirá US$125 mil nestes torneios. O valor é parte da premiação destinada a etapa mundial do Six Major e foi dividido igualmente entre todas as regiões do circuito.

Para que as partidas ocorram sem complicações, a região latino-americana foi organizada em sub-regiões. No Brasil, o Six Major Agosto 2020 vai reunir as quatro melhores equipes do primeiro turno do Brasileirão Rainbow Six Siege.

O torneio será disputado no sistema de dupla eliminação com partidas no formato MD3 (melhor de três mapas) ao longo da competição e MD5 (melhor de cinco mapas) na grande decisão, com um mapa de vantagem para o campeão da chave dos vencedores. Nos dias 7 e 8 de agosto, as quatro equipes definem os dois finalistas que se enfrentam no dia 9, às 14h (horário de Brasília), na briga pelo título. O primeiro colocado fatura US$50 mil, enquanto o segundo fica com US$25 mil. O terceiro leva para casa US$15 mil e o quarto US$10 mil.


No México, as duas melhores equipes do país vão competir em um embate em MD5. Já na Divisão Sul-Americana – que reúne times de Chile, Argentina e Peru – não haverá uma competição adicional, e o primeiro colocado do turno do Campeonato Sul-Americano terá um bônus de US$8 mil no prêmio. Nas outras regiões do cenário, os torneios locais acontecerão entre os dias 3 e 9 de agosto (Ásia-Pacífico), 14 e 16 de agosto (América do Norte) e de 20 a 23 de agosto (Europa).

Pontuação Global para o Six Invitational 2021

Em 2020, a Ubisoft iniciou seu programa de regionalização no cenário competitivo de Rainbow Six Siege. Desta forma, cada uma das quatro regiões decidirá sobre as particularidades de seus campeonatos. As equipes envolvidas nestes torneios se classificarão com base em um sistema de pontos mundial, o que resultará em uma emocionante corrida em direção ao Six Invitational, o auge do ano competitivo.

Como as ligas regionais e o Six Major fazem parte da jornada rumo à classificação para o SI 2021, a reformulação do Major de agosto resultou em ajustes na maneira como os pontos da Classificação Global serão distribuídos durante o primeiro estágio do novo circuito competitivo. 

A LATAM, por exemplo, não poderá determinar um top-8 regional por meio dos jogos realizados online. Portanto, essas regiões terão equipes de suas subdivisões (Brasileirão, Campeonato Mexicano e Campeonato Sul-Americano) classificadas em um ranking regional por meio de um sistema de pontuação estabelecido pela Ubisoft.

Sendo assim, a pontuação da região latino-americana neste primeiro estágio será dividida desta forma:

1º) 1º colocado do Brasileirão – 510 pontos

2º) 2º colocado do Brasileirão – 390 pontos

3º) 3º colocado do Brasileirão – 330 pontos

4º) 4º colocado do Brasileirão – 275 pontos

5º) 1º colocado da Liga Mexicana – 225 pontos

6º) 5º colocado do Brasileirão – 180 pontos

7º) 2º colocado da Campeonato Mexicano – 140 pontos 

8º) 1º colocado da Campeonato Sul-Americano – 115 pontos

Comunicado Oficial – Adiamento da 13ª edição da Brasil Game Show

BGS 2020 é oficialmente adiada para o ano que vem. (Foto: Divulgação)

A Brasil Game Show anuncia o adiamento da BGS 2020, em decorrência da evolução da covid-19 no país. O evento estava programado para acontecer entre os dias 8 e 12 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo, e foi transferido para os mesmos dias de 2021.

Desde 11 de março, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou estado de pandemia, a equipe da Brasil Game Show acompanha os esforços no país para combater o novo coronavírus, se solidariza com as famílias das milhares de vítimas e torce pelo controle da doença. Têm sido meses de expectativa, trabalho e vontade de oferecer um pouco de diversão e lazer.

Adiar a 13ª edição da BGS para 2021 foi uma decisão difícil. Foram ouvidos visitantes, expositores, parceiros, patrocinadores, colaboradores e equipe interna. Apaixonados por games, todos gostariam de estar juntos novamente. Mas, nesse momento triste e sem precedentes, essa era a decisão responsável a tomar, pensando na saúde e bem-estar de todos.

Em um cenário de incertezas, a BGS optou por não surpreender expositores, patrocinadores e público com mudanças repentinas que inviabilizem o planejamento e a organização, provocando ainda mais decepções e transtornos em um ano já tão difícil para todos.

Os visitantes que já adquiriram os ingressos para a BGS 2020 têm suas entradas garantidas na 13ª edição da Brasil Game Show, em outubro de 2021. Eles  contarão com bônus e benefícios exclusivos, o Superingresso, cujas vantagens estão detalhadas no site da Brasil Game Show: https://www.brasilgameshow.com.br/superingresso

No aquecimento para a 13ª edição da BGS acontecerão várias atividades digitais, cuja programação será detalhada nas próximas semanas.

INVASÃO ZUMBI 2: PENÍNSULA GANHA NOVOS CARTAZES – CONFIRA O QUE SABEMOS ATÉ AGORA DO NOVO FILME

Paris Filmes apresenta novos cartazes de “Invasão Zumbi 2: Península”. (Foto: Divulgação)

Por Luigi Buratto

“Invasão Zumbi”, que não é uma sequência direta do primeiro filme, se passará quatro anos após o início do apocalipse zumbi na região de Busan, na Coréia do Sul, e será lançado exatamente o mesmo período após o original que saiu em 2016. O longa é aguardado para o segundo semestre de 2020, ainda sem data confirmada devido à pandemia de coronavirus.

De acordo com a sinopse oficial, “Jung-seok, um soldado que conseguiu escapar do apocalipse, revive o terror quando é enviado para uma missão secreta com dois simples objetivos: resgatar e sobreviver. Quando sua equipe acaba se encontrando com novos sobreviventes, suas vidas dependerão apenas caso o melhor – ou pior – da natureza humana prevaleça dada as circunstâncias atuais”.

O filme é dirigido por Yeon Sang-ho e promete ser muito mais épico e com uma história mais ampla do que o seu antecessor, que se passava apenas no trem. Segundo a Paris Filmes, “Invasão Zumbi 2: Península” “revela uma Coreia do Sul completamente destruída devido a um vírus misterioso que transformou seus habitantes em zumbis. Com isso, inicia-se uma luta desesperada para escapar da península abandonada”.

J.K Rowling lança nova história original com capítulos disponíveis online e gratuitamente para crianças em isolamento social

(Foto: Site The Ickabog)

J.K. Rowling anunciou na última terça-feira, 26 de maio, em seu site (www.jkrowling.com) e nas suas redes sociais a publicação online e gratuita de O Ickabog, obra escrita há mais de dez anos como uma história de ninar para seus filhos mais novos. Rowling decidiu compartilhar a história favorita de sua família para ajudar a entreter crianças, pais e cuidadores confinados em casa durante o isolamento social provocado pelo Coronavírus.

A história foi lançada às 11h (no horário de Brasília) e dois dos primeiros capítulos já foram publicados no site www.theickabog.com. Serão 34 capítulos no total, publicados todos os dias úteis da semana até 10 de julho. Escrito para ser lido em voz alta, O Ickabog é um conto de fadas ambientado em uma terra imaginária. É uma história independente, não relacionada a qualquer outra obra de J.K Rowling e vai agradar crianças e jovens, assim como toda a família. A história será traduzida para outros idiomas e disponibilizada no site logo após a estreia da versão em Inglês.

Em novembro de 2020, O Ickabog será publicado nas versões impressa, e-book e audiolivro. J.K. Rowling irá ceder os royalties das vendas do livro a projetos e organizações que ajudam os grupos mais afetados pela COVID-19 – mais detalhes serão anunciados posteriormente.

Para que as crianças se envolvam enquanto a história se desenrola, J.K. Rowling convida pequenos e jovens artistas a ilustrar o enredo e seus vívidos personagens. Os pais e responsáveis são convidados a submeter as artes de seus filhos em uma competição oficial de ilustrações realizada pelas editoras que publicam J.K Rowling em todo o mundo. Os desenhos escolhidos em cada país irão ilustrar o livro publicado em seus territórios. A competição tem lançamento hoje no Reino Unido, Irlanda, Austrália, Nova Zelândia, Índia, EUA e Canadá e, em breve, será lançada nos demais países, em uma colaboração verdadeiramente internacional entre a autora e jovens artistas de todo o mundo. J.K. Rowling não fará parte do processo de seleção, mas fará sugestões de cenas e personagens a serem desenhados diariamente durante a publicação dos capítulos online.

Usando a hashtag #TheIckabog, as crianças (ou pais/responsáveis no caso das crianças menores de 13 anos) são incentivadas a postar pinturas e desenhos nas redes sociais. J.K. Rowling poderá aparecer no Twitter ocasionalmente para comentar algumas de suas ilustrações favoritas. Uma seleção de imagens também será publicada em uma galeria no site de O Ickabog.

Mais informações sobre a história, seus capítulos e links para as competições de ilustração podem ser encontradas em www.theickabog.com.

J.K. Rowling apresenta sua história em www.jkrowling.com/j-k-rowling-introduces-the-ickabog/

“A ideia para O Ickabog me ocorreu enquanto eu ainda escrevia Harry Potter. Escrevi a maior parte do primeiro rascunho entre meus intervalos nos livros da série com a intenção de publicá-lo depois de Harry Potter e as Relíquias da Morte.

No entanto, após o último livro de Potter, eu quis fazer uma pausa nas publicações, o que acabou durando cinco anos. Naquela época, escrevi Morte Súbita, sob o pseudônimo de Robert Galbraith, escrevi O Chamado do Cuco (The Cuckoo’s Calling). Depois de um pouco de hesitação (e também após o meu paciente agente registrar The Ickabog – desculpe, Neil), decidi que queria me afastar dos livros infantis por um tempo. Foi assim que o primeiro rascunho de O Ickabog subiu para o sótão, onde permaneceu por quase uma década. Com o tempo, passei a pensar nele como uma história que pertencia aos meus dois filhos mais novos, porque eu lia para eles à noite quando eram pequenos, o que sempre foi uma lembrança feliz da família.

Algumas semanas atrás, durante o jantar, considerei timidamente a ideia de tirar O Ickabog do sótão e publicá-lo gratuitamente para crianças em isolamento social. Meus filhos, agora adolescentes, ficaram emocionados e entusiasmados com a ideia. Então a caixa empoeirada com os rascunhos desceu as escadas e, nas últimas semanas, estive imersa em um mundo fictício que nunca imaginei visitar novamente. Enquanto trabalhava para terminar o livro, comecei a reler os capítulos todas as noites para a família. Essa foi uma das experiências mais extraordinárias da minha vida de escritora, pois os dois primeiros leitores do Ickabog me contaram do que se lembravam quando eram pequenos e exigiram a reposição das partes que mais gostavam (e eu obedeci).

Acho que O Ickabog funciona como série porque foi escrito como um livro para ser lido em voz alta (talvez tenha sido moldado inconscientemente pelo modo como o li para meus próprios filhos), mas é adequado para que crianças de 7 a 9 anos leiam sozinhas.

Postarei um capítulo (ou dois ou três) todos os dias úteis entre 26 de maio e 10 de julho no site do Ickabog. Planejamos publicar algumas traduções em breve, inclusive em português, e divulgaremos mais detalhes no site quando estiverem disponíveis.

O Ickabog é uma história sobre a verdade e o abuso de poder. E para evitar uma pergunta óbvia: a ideia me surgiu há mais de uma década, por isso não tem a pretensão de ser lida como uma resposta a qualquer coisa que esteja acontecendo no mundo neste momento. Os temas são atemporais e podem se aplicar a qualquer época ou país.

Ao decidir publicar, pensei em como seria maravilhoso se as crianças confinadas ou que precisassem de distração durante este tempo estranho e difícil que estamos vivendo ilustrassem a história para mim. Haverá sugestões sobre as ilustrações que precisamos para cada capítulo no site do Ickabog, mas ninguém deve se sentir limitado por essas ideias. Eu quero ver a imaginação correr solta! Criatividade, inventividade e empenho são as coisas mais importantes: não estamos necessariamente procurando a habilidade mais técnica!

Em novembro de 2020, O Ickabog será publicado em inglês nos formatos impresso, e-book e audiolivro, seguido pelas edições em outros idiomas. Os melhores desenhos de cada território serão incluídos nos livros publicados em seus respectivos países. Como os editores de cada local precisarão decidir quais imagens funcionam melhor para suas próprias edições, não julgarei pessoalmente as ilustrações. No entanto, se pais e responsáveis postarem o desenho de seus filhos no Twitter usando a hashtag #TheIckabog, poderei compartilhar e comentar! Para saber mais sobre o concurso de ilustrações, acesse o site The Ickabog quando for lançado em seu território.

Prometo ceder todos os direitos autorais de O Ickabog, quando publicado, para ajudar grupos particularmente afetados pela pandemia da Covid-19. Mais detalhes estarão disponíveis no final do ano.”

6 ferramentas tecnológicas para facilitar sua vida durante a quarentena

Focadas em soluções para o dia a dia, diversas empresas atuam em todo Brasil com serviços de excelência em várias áreas

Com novidades tecnológicas “pipocando” diariamente, fica um pouco mais fácil superar a quarentena voluntária ou obrigatória no Brasil. Não faz mais sentido algum viver sem a comodidade e a segurança propostas por ferramentas que surgiram para facilitar o nosso dia a dia. São inúmeras opções que englobam os mais variados segmentos do mercado, do tradicional delivery de comida até o agendamento de consultas médicas, aulas de empreendedorismo, cursos de idiomas e visitas de profissionais para serviços domésticos. 

Você é adepto aos aplicativos e demais ferramentas tecnológicas? Ficou curioso para conhecer novas possibilidades que podem tornar sua quarentena mais leve? Listamos algumas ferramentas, disponíveis em todo Brasil, que irão mudar a sua vida.

Docway (www.docway.com.br): pmrincipal aplicativo médico do Brasil, a Docway surgiu em 2015 com o objetivo de facilitar a vida de quem precisa de atendimento médico humanizado, levando o médico até o paciente por meio da tecnologia. Hoje, conta com mais de 55.000 usuários, está presente em mais de 340 cidades, entre elas todas capitais do país. Graças ao projeto inovador, hoje é possível chamar o médico para uma visita onde quer que o paciente esteja, facilitando o dia a dia de quem precisa de cuidados médicos com um atendimento exclusivo e diferenciado. Além disso, nos últimos meses, em parceria com as principais operadoras de saúde do Brasil, a Docway passou a oferecer soluções em telemedicina focadas na Covid-19.

(Foto: Divulgação)

Juno (www.juno.com.br): Depois de abandonar o nome BoletoBancário.com e apostar em diversas outras soluções para facilitar pagamentos, reduzir a burocracia e democratizar serviços financeiros, a fintech curitibana Juno acaba de se tornar uma instituição de pagamentos autorizada pelo Banco Central (BC), entrando no seleto grupo de 20 companhias do país que contam com essa chancela. A empresa é uma solução completa para a emissão de cobranças e recebimento de pagamentos para MEIs, e-commerces, marketplaces, empresas de qualquer tamanho e, também, para pessoas físicas. A Juno surgiu para desmistificar os serviços financeiros e não deixar que boas ideias sejam travadas pela papelada. Ou seja, tem por objetivo fazer com que todo empreendedor possa crescer e transformar o mundo da sua maneira, dando para cada negócio as ferramentas necessárias para que eles elevem o seu potencial ao máximo. 

(Foto: Divulgação)

HealthYou (www.healthyou.com.br/covid): Desde o início da pandemia da COVID-19, o mundo tem procurado incansavelmente formas de tratamentos e atendimentos eficazes para a população, especialmente para os grupos prioritários. Com o número de testes disponíveis reduzidos no Brasil, o temor pela identificação da doença tem atingido inúmeras pessoas. Pensando nisso, a HealthYou, startup focada na eficiência de dados de saúde, acaba de lançar um serviço gratuito capaz de realizar a triagem e a identificação de grupos de riscos. Em caso de criticidade, a plataforma direciona o usuário para o teleatendimento 24h e, posteriormente, para unidades de saúde indicadas por geolocalização.

(Foto: Divulgação)

Jaworski Consultoria Empresarial (www.jaworskiconsultoria.com.br): motivado pela crise gerada pelo novo coronavírus no Brasil, o consultor Milton Rui Jaworski acaba de lançar um novo produto para ajudar empresas brasileiras que estão sofrendo com os efeitos da pandemia: uma consultoria online com valores extremamente acessíveis. Quanto a sua empresa gerou de lucro no mês passado? Você conhece o ponto de equilíbrio da sua empresa? São essas algumas das questões que o novo serviço pretende responder. A partir das informações fornecidas pelo cliente, o consultor faz uma análise detalhada que se estende a todos os setores da empresa. Em seguida, é realizada uma reunião oficial por meio de plataformas online de chamadas de vídeo para explicar o documento, passar orientações e responder dúvidas.

(Foto: Divulgação)

Kultivi (www.kultivi.com): em tempos de isolamento social, que tal aproveitar o tempo livre para estudar e tornar o período de reclusão mais proveitoso? A startup Kultivi, uma plataforma gratuita de ensino, conta com mais de 80 cursos em diferentes áreas, como idiomas, empreendedorismo, medicina e voltados ao Enem e à OAB. Grande destaque da plataforma, o curso de inglês, por exemplo, oferece cerca de 220 aulas, além de materiais especiais de apoio. Todas as aulas disponíveis na plataforma da Kultivi são desenvolvidas por especialistas renomados em cada segmento e integralmente gratuitas para o usuário.

(Foto: Divulgação)

Rappi (www.rappi.com.br): Comida, livros, temperos, remédios, roupas, perfumes, ração para cachorro e bebidas. Esses são só alguns itens que você pode comprar via Rappi, aplicativo que permite que o usuário compre qualquer coisa e receba em casa, após poucos minutos. Basta escolher o local, o produto e pedir. Após o pedido finalizado, um entregador da plataforma vai até a loja, realiza a compra e entrega onde o usuário solicitar.  

(Foto: Divulgação)

Koh Pee Pee Thai Restaurante completa 31 anos

Tradicional thai de Porto Alegre precisou se adaptar à nova realidade do coronavírus

A capital gaúcha tem em sua gastronomia o premiado Koh Pee Pee Thai Restaurante, que completou 31 anos esse ano precisando se adaptar à  nova realidade do coronavírus.  A casa, nessas três décadas, consagrou-se como um dos melhores restaurantes de Porto Alegre e um dos mais aclamados restaurantes tailandeses do Brasil. A seleção de ingredientes, a arquitetura, a decoração e os elementos culturais originários da Tailândia fazem do Koh Pee Pee um ponto turístico aos amantes dos sabores exóticos, dos aromas perfumados e das belezas da cultura tailandesa, indicado por guias de viagens, blogs e publicações especializadas.

Devido à covid-19, o restaurante que ainda não tinha o serviço de Delivery adaptou-se à nova realidade imposta pelas leis de isolamento social e antecipou o lançamento do delivery, um projeto que já estava previsto para o segundo semestre deste ano. O Grupo Koh Pee Pee elaborou um cardápio com uma seleção de pratos consagrados visando garantir que a autêntica culinária tailandesa chegue até seus apreciadores. Para isso, foram produzidas embalagens especiais eco-friendly, buscando entregar a qualidade reconhecida de sua gastronomia aliada aos cuidados de higiene necessários. 

O Menu de Delivery do Koh Pee Pee inclui entradas, pratos vegetarianos, opções de pratos principais com carne vermelha ou ave, pratos de frutos do mar e sobremesa. Também há refrigerantes e uma seleção de vinhos, espumantes e cervejas. Ciente de sua responsabilidade social, além do serviço de entrega, o Koh Pee Pee se engaja em ação de solidariedade e a cada pedido feito pelos canais diretos do restaurante (site e telefone) será doado 1kg de alimento não perecível a instituições sociais.

O serviço de delivery funciona de terça a sábado, das 18h às 23h, pelo sistema online direto do site do restaurante e/ou pelo site do delivery – www.kohpeepeedelivery.com.br (com pagamento online nas bandeiras Visa e Máster) e também através do telefone (51) 3307.9279. Pedidos online pelo site e pelo telefone tem entrega cortesia.

Representante da autêntica culinária tailandesa no Brasil

Reconhecido pela qualidade e fidelidade de sua culinária, o que rendeu diversos prêmios e certificados de excelência, como The Pride Of Thailand, do National Food Institute, principal entidade do setor gastronômico da Tailândia.  Esta certificação reconhece o Koh Pee Pee como fiel representante da autêntica culinária tailandesa. Além disso, possui também o selo Thai Select, concebido pelo governo tailandês.

Restaurante inova, leva experiência romântica na casa de clientes e tem 15% a mais no faturamento

Diante da crise pandêmica, restaurante de Curitiba cria loja on-line com pacotes românticos completos e espera aumentar em até 15% o faturamento

Jantar romântico direto na casa dos clientes, essa é a saída do 38 Floor Bistrô Romântico durante a crise. (Foto: Divulgação)

Se por um lado os efeitos do coronavírus diminuíram o número de clientes nos restaurantes de todo o mundo, a pandemia trouxe aos empresários do setor uma oportunidade de olhar para o mercado de modo a explorar demandas que os mesmos não atendiam, reinventando seus modelos de trabalho e, até mesmo, expandindo os negócios.

Cenário de celebrações, aniversários de casamento e novas histórias de amor com uma média de um pedido de casamento por dia – de segunda a sábado – o recém inaugurado 38 Floor Bistrô Romântico  (que fica na mesma cobertura do famoso restaurante panorâmico Terrazza 40 em Curitiba) diminuiu sua capacidade de atendimento em prevenção ao coronavírus, seguindo todas as medidas preventivas. E, diante da esperada queda no número de clientes, rapidamente lançou um novo serviço.

A experiência do restaurante na casa do cliente

Muitos casais gostam de celebrar datas especiais no conforto e intimidade de sua casa, preferindo não sair. De olho nesse público, o restaurante desenvolveu um novo produto que – no mês e lançamento – teve uma média de duas entregas diárias. “No momento de crise surgem diversas oportunidades. Basta estarmos atentos a demanda do público para criar novos produtos que não sejam concorrentes do nosso atual. Foi o que fizemos em abril: ampliamos nossos serviços e, consequentemente, nossa receita”, fala Marcelo Stebner Campos, gestor da casa. O faturamento da casa tem expectativa de aumentar até 15% com essa novidade.

O dia a dia corrido ou até mesmo a falta de habilidade na cozinha, também são fatores que fazem com que as pessoas busquem serviços para conseguir fazer surpresas e proporcionar momentos de romantismo. Para isso, todos os serviços oferecidos pelo Bistrô  incluem rosas vermelhas, vela para o centro da mesa e marcadores de taças que podem ser guardados como uma lembrança do dia.

No menu, opções da gastronomia internacional com receitas para todos os paladares. O pedido e pagamento são feitos somente on-line e o restaurante entra em contato com o cliente para agendar o melhor horário de entrega!  “Quem antes só podia receber aqui tudo o que temos para jantares românticos, agora pode ter também em casa. Nesse novo formato está uma seleção de entradas, pratos principais e sobremesas que o cliente escolhe na hora de fazer a compra em nossa loja on-line”, explica Marcelo. Os valores vão de R$ 270 até R$ 410 para duas pessoas.

A casa também já tem desenhado alguns outro serviços, como a possibilidade de disponibilizar um violista para receber a outra pessoa com uma surpresa na casa, montagem da mesa decorada para aqueles que precisam de mais ideias. “Queremos tornar a experiência ainda mais próxima do real. Em breve teremos um canal no Youtube e o cliente poderá acessar pela televisão de sua casa. Lá disponibilizaremos uma playlist de duas horas com as mesmas músicas tocadas no nosso restaurante e, ao mesmo tempo que as músicas passam, a casa será invadida por uma filmagem do sunset e da noite curitibana, feita no próprio bistrô”, acrescenta  o gestor.

Manter o contato próximo com o cliente, mesmo com esse atendimento online e serviço em casa, continua sendo prioridade. “Decidimos não terceirizar esse serviço. Temos uma equipe interna treinada que faz toda a gestão da entrega, pois somente assim conseguimos garantir que o cliente receba em casa exatamente do jeito que preparamos, como se fosse servido aqui. Sem falar na questão da higiene que nesse momento é primordial”, finaliza Marcelo Campos.

Site: http://www.skycuritiba.com/bistroemcasa

A magia de Hogwarts e de Harry Potter chegou ao Spotify!

Em parceria com J.K Rowling a plataforma lança podcasts exclusivos sobre o personagem

Spotify lança conteúdos especiais de Harry Potter. (Foto: Divulgação)

Wizarding World e J.K. Rowling anunciaram um lançamento: Harry Potter At Home (Harry Potter em Casa, em inglês), uma coleção de iniciativas gratuitas projetadas para ajudar a trazer a magia de Harry Potter e Hogwarts para crianças, pais e cuidadores em isolamento social. A iniciativa trará podcasts semanais do primeiro livro de Harry Potter, Harry Potter e a Pedra Filosofal, para harrypotterathome.com, Spotify e SpotifKids.

Os fãs do bruxo mais famoso do cinema e dos livros, sejam crianças ou adultos, podem esperar um elenco estelar e eclético de narradores e algumas participações especiais nesses podcasts. A partir de hoje, os 17 capítulos do livro serão lançados a cada semana até o final de junho.

Assim como neste vídeo, alguns dos nomes mais amados do entretenimento global, música, esporte e do Mundo Mágico deram sua voz à história que amam. O primeiro capítulo, “O garoto que viveu”, será narrado pelo próprio Harry Potter, o ator Daniel Radcliffe.

Toda semana, estrelas como David BeckhamStephen FryDakota FanningClaudia Kim, Eddie RedmayneNoma Dumezweni entre outros, vão ler partes deste livro icônico, com os temas de família, amizade, bravura e superação de adversidades, com o objetivo de surpreender e encantar fãs ao redor do mundo.

Os capítulos em áudio estarão disponíveis exclusivamente no Spotify, para usuários Free e Premium, e no novo aplicativo Spotify Kids, disponível exclusivamente para assinantes do plano Premium Familiar em mercados selecionados. Os vídeos dessas gravações serão exibidos exclusivamente no HarrPotteAHome.

escritora cria narrativa e lança livro sobre período da pandemia

Durante a quarentena, Gisele Mirabai criou a ficção “Ana de Corona”, em que fala sobre o planeta, os problemas ambientais e a situação vivida em todo o mundo

Gisele Mirabai lança livro sobre vida durante a pandemia. (Foto: Divulgação)

A escritora Gisele Mirabai lançou o livro “Ana de Corona”, que conta a história da ambientalista Ana, que vê a própria vida atravessada pela pandemia, enquanto dá conta da família, do trabalho, do corte em uma bolsa de mestrado e de uma nova paixão. A obra, cuja ficção se entrelaça absurdamente com a realidade foi escrita em apenas nove dias, durante o período de quarentena. 

A autora, que também publicou o livro Machamba, vencedor do Prêmio Kindle e finalista do Prêmio Jabuti conta que a proximidade com o tema se dá pela própria história de vida dela, que há cerca de 20 anos possui envolvimento ambiental, tendo sido membro do Greenpeace e desenvolvido ansiedade quando percebeu que o planeta possui recursos finitos e pode acabar. Além disso, ela publicou a obra “Guerreiras de Gaia” e há pelo menos 10 anos trabalha com palestras e visitas em escolas que adotaram o livro como parte do material didático. 

O pensamento voltou com a entrada do país no isolamento social e após ficar uma noite inteira sem dormir, ela se sentou para escrever o romance, que chega às mãos dos leitores de forma gratuita, através da plataforma do Kindle, neste feriado. 

“Fiquei uma noite inteira sem dormir e quando deu 6h, consegui pegar no sono. Deu 8h30, meu filho me acordou e eu pensei: ou eu durmo e fico o dia todo letárgica, ou sento para escrever um texto. E eu levantei 9 dias depois, no final da quaresma, no sábado de aleluia, com o livro pronto”, contou. 

Todo o processo, entre os dias de escrita, submissão da obra a 12 leitores beta, revisão, produção de capa e registro para distribuição foram 15 dias. “Sinto-me bem feliz com a publicação do livro, tanto pela necessidade imensa que tive de expressar o tema, quanto pelo feedback maravilhoso que tive dos leitores, como nunca antes”, acrescentou. 

No livro, a autora estabelece uma conversa entre a narradora e o leitor e a obra, embora estarreça, aponta caminhos de mudança possíveis diante da pandemia que vivemos. 

Serviço – O livro estará gratuito para download até sexta-feira. Para ler: https://www.amazon.com.br/dp/B087B8W1LH/