Arquivo da tag: Crítica

Deadpool quebra paradigmas e conquista uma legião de fãs

Por Rodrigo Bocatti

Visto a reputação da Fox não ser muito boa, em relação a alguns personagens da Marvel, quando Deadpool foi anunciado muitos fãs ficaram com um pé atrás, mas também a felicidade foi maior, já que esperavam há muito um filme do Mercenário Tagarela.

O filme do Lanterna Verde, com Ryan Renolds, foi um fracasso perante as críticas e muito pela atuação do ator como Hal Jordan. Com isso muita gente não queria o ator novamente encarnando um personagem do universo da Marvel ou Dc Comics.

Filme de Deadpool é um dos melhores de quadrinhos. (Foto: Divulgação/Fox)
Filme de Deadpool é um dos melhores de quadrinhos. (Foto: Divulgação/Fox)

Porém tudo isso foi por água abaixo com a estreia de Deadpool. A Fox trouxe o personagem o mais próximo do quadrinho que seria possível, com piadas internas e a quebra da quarta parede, o que foi feito com maestria sem quebrar o ritmo do longa. Ryan Renolds também está muito bem na pele de Wade Wilson, brilhou e o personagem caiu como uma luva no ator, que também atuou como produtor do longa.

O filme se passa em uma história clássica que o mocinho tem que salvar a mocinha que corre perigo de vida na mão do vilão. Porém em Deadpool não é simplesmente uma narrativa tão simples, quando tudo está bem na vida de Wade Wilson, ele descobre que está com um câncer terminal que o levará a morte. Porém um homem dá a oportunidade dele sofrer um procedimento que poderia curá-lo e transformá-lo em um super-herói.

E foi quase o que aconteceu, ele se curou, mas não virou um herói e sim um anti-herói que faz o que acha melhor para ele e só pensa em si, tanto que Colossus (Andre Tricoteux) e a Negasonic Teenage Warhead (Brianna Hildebrand), que tentam levar o Mercenário Tagarela para o time dos X-Men (onde há uma das melhores piadas do filme), que claro que recusa.

Com o rosto deformado, Wade Wilson/Deadpool vai atrás de vingança ainda mais quando a mulher que ama Vanessa Carlysle (Morena Baccarin) é sequestrada pelo vilão Francis (Ed Skrein) e sua comparsa Angel Dust (Gina Carano), que tem uma luta muito boa com Colossus, que com a ajuda de Negasonic vai resgatar Vanessa. E na luta principal, Deadpool faz uma bela batalha com Francis.

No geral, o filme agrada e muito aos fãs brasileiros de Deadpool e a Fox vendo isso já está planejando o segundo filme, que pode vir com uma surpresa ainda maior para quem gosta dos quadrinhos de mutantes.