Arquivo da tag: Cultura

Feira de Artes da Vila Madalena chega a 39ª edição

Tradicional evento reunirá arte, cultura, música e gastronomia

 

No dia 28 de agosto acontece a 39ª edição da tradicional Feira de Artes da Vila Madalena. O evento, que acontece anualmente no boêmio bairro na zona oeste da capital, tem como principal objetivo ocupar o espaço público com diferentes atrações e artistas, difundir iniciativas culturais e promover oportunidades aos pequenos produtores. Para este ano, a organização preparou atrações exclusivas para todos os gostos e idades. Ocupando seis quarteirões entre as ruas Fradique Coutinho, Wisard, Fidalga, Purpurina e Aspicuelta, o evento funcionará das 9h às 19h.

Tradicional Feira de Arte acontece domingo na Vila Madalena. (Foto: Divulgação)
Tradicional Feira de Arte acontece domingo na Vila Madalena. (Foto: Divulgação)

Produzida pelo Centro Cultural Vila Madalena, a feira é conhecida por seu caráter democrático, abrindo as portas para todo tipo de arte. As atrações variam desde pequenos artesãos locais levando esculturas, pinturas e artesanato até itens de moda, acessórios e decoração expostos ao longo da Rua Fradique Coutinho. Haverá ainda atrações gratuitas para toda a família como a Rua das Crianças (R. Felipe de Alcaçova), trazendo oficinas e brincadeiras infantis, e o espaço Pet Zone (R. Fradique Coutinho), que reunirá expositores de produtos e acessórios personalizados para animais, além de atrações especiais ao vivo, serviços e alimentação. Ainda, a Rua dos Esportes (R. Mourato Coelho) levará diferentes atividades físicas com aulas abertas ao público. Os proprietários do restaurante Spadaccino, atletas olímpicos de Esgrima, ministrarão aulas gratuitas para crianças de todas as idades, das 10h às 15h, em frente ao restaurante (R. Mourato Coelho, 1267). A Rua Mourato Coelho terá também espaço dedicado à moda em parceria com o Mercado Mundo Mix.

Já enraizada na cultura de São Paulo, a gastronomia urbana também divide o cenário entre pequenos produtores e os populares food trucks (R. Fidalga), que ficarão responsáveis por levar os mais variados sabores de comidas típicas de diversos países, além de sanduíches especiais, doces, sobremesas, pimentas, queijos e sucos a preços variando entre R$ 8 e R$ 25. Para animar a festança, uma extensa programação musical contará com apresentações de rock, MPB, groove, folk, pop, samba, entre outros, espalhados pelos 4 palcos do espaço. Para fechar em grande estilo, a bateria da escola de samba Pérola Negra, expoente do bairro, encerrará o dia no palco Fidalga.

A Feira da Vila nasceu em 1977 como um movimento cultural democrático e já foi palco de inúmeros debates e manifestações socioculturais. São mais de 450 expositores celebrando uma festa oferecida pela comunidade do bairro Vila Madalena para o público de São Paulo. No evento será comemorado ainda o aniversário de 456 anos do bairro Pinheiros, que ganhará um bolo às 14h30 no palco Rádio.

Serviço:

Data: 28/08/2016

Horário: 9h às 19h

Local: Ruas Fradique Coutinho, Wisard, Fidalga, Purpurina e Aspicuelta

Entrada gratuita

Programação no site: www.centroculturalvilamadalena.com.br

Parceiros:

2east

Acqua Sports

Angapoena

Bumerangue Reboques

Casa Capello

Escola de dança Pulsarte

Escolas Aprendendo a Aprender e Horizontes Uirapuru

Ink Spirit

Mercado Mundo Mix

NSF Eventos

Outlet Pet Shopping

Press Content

Anúncios

“Turma da Mônica Visita Papa” é um dos principais lançamentos da Editora Santuário na Bienal de SP

Grupo Editorial terá cerca de 10 lançamentos dos segmentos religioso, filosófico e académico. Mônica de Sousa, filha do cartunista Mauricio de Sousa, Cebolinha e Mônica estarão no evento.

O grupo editorial virá com uma programação especial e com muitas novidades. A primeira é o lançamento do novo livro da Série “Turma da Mônica Visita”, com ilustração de Mauricio de Sousa. Desta vez, a turminha mais amada do país vai desembarcar no Vaticano e visitará, nada mais nada menos, que o Papa Francisco.

Editora Santuário leva edição especial da Turma da Mônica para a Bienal do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)
Editora Santuário leva edição especial da Turma da Mônica para a Bienal do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)

“A Editora Santuário, em parceria com Mauricio de Sousa Produções, proporcionou à Turma da Mônica visitas às cidades de Aparecida (SP), de Trindade (GO) e ao Círio de Nazaré, em Belém (PA), considerada a maior manifestação religiosa do país. Este último livro foi lançado ano passado na Bienal do Rio de Janeiro. Agora eles irão mais longe, desembarcando no Vaticano, país-sede da Igreja Católica, e vocês podem esperar por grandes aventuras da Mônica, do Cebolinha, da Magali e do Cascão, guiadas por Vitinho”, detalha o Missionário Redentorista Padre Ferdinando Mancilio, autor dos livros da série e diretor de periódicos do grupo, que estará no stand juntamente com a Mônica de Sousa, filha do cartunista, autografando os livros. A sessão de autógrafos acontecerá no dia 3 de setembro, às 11hs, e terá a participação dos personagens Mônica e Cebolinha.

Já pela Editora Ideias & Letras, os visitantes poderão conhecer Leonardo Boff – teólogo, expoente da Teologia da Libertação e conhecido mundialmente pela luta dos direitos dos necessitados – e um dos autores do livro “Memórias inquietas e persistentes de L.Boff”. Nesse livro, os autores puderam esboçar o quadro de um período feroz, revelando cenários inéditos por trás da história da Santa Igreja.

O teólogo também aborda no livro sua admiração pelo Papa Francisco, pela Carta da Terra, da preocupação com a ecologia e o meio ambiente e dos tesouros escondidos nas culturas dos marginalizados.

Serviço:

Editoras Santuário e Ideias & Letras na 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Data: 26 de agosto a 4 de setembro de 2016

Local: Pavilhão Anhembi – R. Prof. Milton Rodrigues, 13 – Santana, São Paulo.

Aleph relança Os Sete, best-seller de André Vianco

Publicado de forma independente em 2000, o livro ganha nova edição que será lançada na Bienal do Livro de SP

Grande nome da fantasia na literatura nacional, André Vianco assinou contrato com a editora Aleph no começo do ano. E o primeiro fruto dessa parceria poderá ser adquirido pelos leitores na Bienal do Livro de SP: Os Sete, um dos maiores sucessos de Vianco, sai em uma nova edição, com capa de Pedro Inoue e ilustração de Rodrigo Bastos Didier.

Clássico de André Vianco é relançando pela Aleph, durante a Bienal do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)
Clássico de André Vianco é relançando pela Aleph, durante a Bienal do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)

Lançado de forma independente no ano 2000, com apenas mil exemplares, a obra logo conquistou uma multidão de fãs e se tornou um best-seller – vendendo mais de 100 mil exemplares. O sucesso foi tão grande que consagrou o autor como um dos mais importantes na literatura de fantasia nacional.

Os Sete mistura diversos elementos já conhecidos na escrita de Vianco: terror, suspense, fantasia, sobrenatural, romance e um tema pelo qual o autor é reconhecido, vampiros. “Encontrei na literatura o lugar para dar vazão a minha curiosidade, a minha angústia e a vontade de tentar deslindar o que é dessa nossa jornada, essa nossa sucessão repetida de vigília e inconsciência e o que fazemos dela. Falhei em encontrar repostas, mas venho escrevendo coisas curiosas enquanto sigo procurando”, afirma.

Na trama ambientada em terras brasileiras, uma caravela portuguesa naufragada com mais de 500 anos é descoberta no litoral do país. Dentro dela, uma estranha caixa de prata lacrada esconde um segredo. Apesar do aviso grafado, com a recomendação de não abri-la, a equipe de mergulhadores que a descobriu decide seguir em frente, e encontra sete cadáveres. Esses corpos misteriosos são levados para estudos e tudo parece estar sob controle até  o despertar do primeiro deles.

Bienal SP – 2016

O lançamento oficial de Os Sete será na Bienal do Livro de São Paulo – que acontece entre os dias  26 de agosto e 4 de setembro. Abaixo, a agenda de autógrafos do autor no evento:

27/08 – sábado
– 15h: Autógrafos no estande da Aleph

28/08 – domingo

– 14h: Bate-papo e autógrafos no estande da SUBMARINO
– 15h: Continuação dos autógrafos no estande da Aleph

03/09 – sábado

– 14h: Autógrafos no estande da Aleph
– 20h às 22h: Bate-papo seguido de sessão de autógrafos, no estande da SARAIVA (distribuição de senhas no dia, a partir das 10hrs na Saraiva para 150 pessoas)

04/09 – domingo

– 14h: Autógrafo no estande da Aleph

André Vianco está disponível para entrevistas!

Ícone feminista e diva da música, Valesca lança livro que diverte, emociona, faz pensar e provoca

Cantora escreve com coragem sobre assuntos polêmicos, como os proibidões do início da carreira, as desavenças e desafios do mundo do funk e a liberdade sexual das mulheres. Também revela histórias de seu cotidiano e da relação com artistas, amigos e a sua família

Valesca Popuzuda lança livro durante a Bienal Internacional do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)
Valesca Popozuda lança livro durante a Bienal Internacional do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)

Imagina encontrar a Valesca num supermercado fazendo compras e sentar para tomar um longo café com ela, bater um papo sobre diversos assuntos, desde os cuidados com o filho adolescente até a relação carinhosa com os fãs, passando pelas histórias de bastidores dos seus shows e da indústria musical, o último modelo de sapato que ela comprou, a amizade com os artistas que admira. Ou ainda sobre temas tidos como mais sérios, como as humilhações que a mãe sofreu no trabalho de faxineira e dentro de casa, onde enfrentou violência doméstica; a sua defesa da comunidade LGBT, o seu posicionamento sobre educação sexual ou o papel da mulher na sociedade?

Sou dessas: pronta para o combate é mais ou menos como esse encontro hipotético com a diva, que começou a sua batalha profissional como frentista em um posto, depois atuou como dançarina de funk num grupo de mulheres até se tornar a cantora que mandou um “Beijinho no ombro” para a sociedade e agora está lançando um livro para compartilhar a sua visão sobre os assuntos que a movem e contar histórias, de forma leve e divertida, sobre a sua vida.

Com a coragem de quem gravou um clipe sentada ao lado de um tigre de verdade, Valesca não deixou de fora do livro nenhum assunto polêmico. Ela fala sobre aborto, liberdade sexual, os funks proibidões que cantava no início de carreira, as desavenças com as mulheres-fruta, a sua experiência num reality show da TV, as decepções com artistas que a ignoraram em bastidores de programas de TV e o preconceito que enfrentou para se estabelecer como cantora independente, sem gravadora, numa sociedade extremamente machista. Com a mesma elegância com a qual evita citar nomes de quem a destratou, ela conta que adora fazer caridade e ajudar mulheres e pessoas da comunidade LGBT que a procuram, mas não faz disso propaganda.

A Valesca do livro é aquela que adora fazer compras e achar promoções no supermercado, mas que não pode mais se dar a esse luxo (luxo, sim!) porque são muitos os fãs que pedem para tirar foto e conversar e ela não deixa de atender ninguém, sem exceção. É a filha que chora ao lembrar do dia em que uma patroa se recusou a fornecer duas marmitas, para ela e para a mãe, num dia de trabalho. É a mãe que liga para o ex-marido de madrugada quando o filho não chega em casa no horário combinado e pede socorro para encontrar o moleque. No livro, ela confessa que fuça o celular do filho e faz tudo o que pode para tentar saber se ele está fazendo alguma coisa errada. Quem nunca, não é?

Com seu estilo inconfundível, Valesca diverte, emociona, faz pensar e provoca. Quando fala, por exemplo, das letras de funk conhecidas como proibidões, ela conta que ajudou muita mulher a se libertar de maridos opressores ou a ver que elas podem sim gostar de sexo e exigir respeito. A diva manda recados para os meninos, ao condenar a cultura do estupro e as cantadas abusivas nas ruas, mas também alerta as garotas para o cuidado com a gravidez precoce e as doenças sexualmente transmissíveis. Nos trechos mais engraçados, conta casos como o dia em que foi ao show da sua musa Beyoncé e ficou na fila, junto com os fãs, até entrar e ser levada pela produção da americana para um local VIP do evento. Ou do dia em que passou três horas num supermercado sendo confundida com atriz de novela e ex-BBB.

“Sou dessas” é surpreendente para os leitores e leitoras que já são fãs e para aqueles que ainda não conhecem a história e os pensamentos de Valesca. Se você bater de frente, já sabe que é “tiro, porrada e bomba”. Mas, se quiser se divertir, saiba que ela é “dessas que gosta de zuar e, de vez em quando, gosta de aprontar” também.

HQ traz surfista negra com deficiência física como protagonista

A saga, ambientada em Natal, no Rio Grande do Norte, conta a história de Irene, uma jovem surfista negra que perdeu parte de uma das pernas num ataque de tubarão. Com um clima mais dramático que “As Empoderadas”, título de estreia do selo, a HQ de Milena Azevedo, traz à tona a questão do deficiente físico, numa protagonista que sofre com fantasmas de seu passado e que passará por uma experiência extraordinária ao ser transportada para um mundo paralelo.

A novidade deste quadrinho é que por ter um linguajar próprio dos potiguares, além de diversas gírias do mundo do surf – o próprio título “Haole” significa, entre os surfistas, alguém que pega onda numa praia fora da sua – logo na primeira página, há um glossário para ninguém ficar “boiando” na história.

Editora Cândido lança título exclusivo para o Social Comics. (Foto: Divulgação)
Editora Cândido lança título exclusivo para o Social Comics. (Foto: Divulgação)

O selo Pagu Comics foi criado com o intuito de fomentar a produção feminina no gênero e foi anunciado em 08 de março, no Dia Internacional da Mulher. O nome é uma homenagem à poeta Patrícia Galvão, a Pagu, que além de ser uma importante personagem na luta das mulheres, também era cartunista.

A coordenação editorial é da roteirista Ana Recalde, autora de “Beladona”, HQ que ganhou o Troféu HQ Mix como Melhor Web Quadrinho de 2014. Além de “As Empoderadas”, de Germana Viana e “Haole”, mais duas histórias serão lançadas pela Editora Cândido em 2016 dentro do Social Comics, com roteiros criados por Cris Peter e Roberta Araújo.

Além das publicações desta editora, os assinantes também podem conferir quase 2.500 histórias em quadrinhos no formato digital. Para ter acesso a todo acervo, basta assinar o Social Comics por R$ 19,90 por mês. A plataforma digital, lançada em 2015 e pertencente ao Omelete Group, tem o objetivo de fomentar a indústria nacional de Histórias em Quadrinhos, utilizando o mesmo conceito do Netflix, mas para HQs. Os usuários podem testá-la por 14 dias gratuitamente.

24ª Bienal Internacional do Livro de SP apresenta grandes nomes da gastronomia

Com curadoria dos chefs André Boccato e Daniela Narciso, o espaço Cozinhando com Palavras une culinária, literatura e cultura, em uma verdadeira gourmet experience, estilo sarau

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo, realizada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), chega à sua 24ª edição, com atrações multiculturais voltadas para celebrar a leitura. O evento que ocorre entre 26 de agosto e 4 de setembro de 2016, no Anhembi, reunirá as principais editoras, livrarias e distribuidoras, e trará ao público atrações exclusivas, com presença de autores nacionais e internacionais, lançamentos de livros, tardes de autógrafos, oficinas, brincadeiras e debates.

Erick Jacquin dará palestra durante a 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)
Erick Jacquin dará palestra durante a 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)

Para os amantes da gastronomia, o Cozinhando com Palavras chega à sua 4ª edição na Bienal do Livro. Com curadoria dos chefs André Boccato e Daniela Narciso, o espaço une culinária, literatura e cultura. A programação trará grandes nomes da gastronomia divididos em apresentações com lançamento de livros, palestras e em diferentes temáticas.

A latinidade será representada pelos chefs colombiano Dagoberto Torres, do Suri Ceviche e Bar, e da peruana Marisabel Woodman, do La Peruana. Juntos, os chefs trarão à mesa como preparar e montar um verdadeiro ceviche.

A culinária e cultura francesa terão destaque na Bienal. Os chefs franceses Erick Jacquin, do Le Bife, e Emmanuel Bassoleil, do Skye Restaurante, darão palestra com o tema “Como é gostoso o meu francês”.  O chef do Skye Restaurante também receberá os chefs franceses Claude Troisgros e Laurent Suaudeau para uma mesa de bate papo sobre o livro “Vive La Cuisine”. Além deles, o jornalista Alexandre Staut falará do lançamento do seu livro Paris-Brest em bate-papo com André Boccato, que apresentará o Guia de Paris para Brasileiros. Outra convidada direto da França é a sommelier Marina Giuberti que atua em Paris e falará sobre os vinhos franceses.

A cozinha nacional será bem representada pela chef Ana Luiza Trajano, do Brasil a Gosto. Com o livro Misture a Gosto – Glossário de Ingredientes do Brasil, escrito pela autora, a chef dará uma aula-show exclusiva sobre as matérias-primas do país.

Para os cervejeiros, um bate-papo com o chef alemão Stevan Paul, autor com mais livros de receitas alemãs vendidos no mundo, será mediado por Ana Rusche, escritora e sommelier de cerveja, e terá como convidados David Michelsohon, da Cervejaria Júpiter, e Luís Celso Junior, do blog Bar do Celso.

O chef Jefferson Rueda, do tradicional A Casa do Porco, dará uma aula show de gastronomia para crianças com presença de Mônica Sousa, filha do Mauricio de Sousa, e o personagem Chico Bento para o lançamento do livro do personagem. Já a chef Morena Leite, do Capim Santo, e convidados debaterão a cozinha baiana no cenário atual.

Aos adoradores de chocolate, a chef chocolatière Arcelia Gallardo transformará os grãos de cacau ao vivo, mostrando como se faz o chocolate. Enquanto isso, o mediador, chef e escritor Danilo Rolim discutirá o livro Macunaíma, de Mario de Andrade, que fala dos grãos de cacau usados como dinheiro, “o tesouro das Icamiabas”.

Ainda no espaço, o chef Luís Simões fará uma aula-show e bate-papo sobre a cozinha de países lusófonos. Depois de passar por São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau e Timor-Leste, o chefe de cozinha decidiu reunir no livro “Sabores da Lusofonia” exemplos da gastronomia desses países, que, acredita, ser “tão boa ou melhor” que outras cozinhas conhecidas mundialmente.

O espaço também trará: Angelo Sabatino Perrella, Myriam Castanheira Perrella, Patrícia Souto Maior, Raul Lody, Carlos Ribeiro, Tereza Paim, Paulo Machado, Ana Rita Dantas Suassuna, Alexandre Staut, Charlie Carving, Joyce Cavalcante, Flavia Costa, Cristina Senna, Bruno Cabral, Paulo Turziani, Carolina Brandão, Ricardo Maranhão, Mauricio Schuartz, Márcio Silva, Adolfo Schaeffer, André Fischer, Luna Garcia, Ivan Achcar, Lucas Corazza, Rebeca Chamma, Eudes Assis, Gabriella Barreto, Anna Elisa de Castro, Sandro Ferrari, Bianca Paulino Chaer, Graziella Marraccini, os participantes de reality shows Denise Guerschman, Marcos Baldassari, Jiang-Pu, Mohamed Hindi Neto, Arthur Sauer, Lorenzo Ravioli, Jéssica Isac e Bianca Folla.

Em sua última edição, em 2014, a Bienal do Livro se reinventou, trazendo para o público um evento democrático, diverso e multicultural, indo muito além da “feira de livros”. Com o tema “Histórias em Todos os Sentidos”, este ano o evento reafirma esse posicionamento e convida o visitante a vivenciar as muitas histórias que a Bienal do Livro pode contar, de acordo com seus interesses.

Programação completa e credenciamento pelo site: www.bienaldolivrosp.com.br

Serviço

24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

26 de agosto a 04 de setembro de 2016

Pavilhão de Exposições do Anhembi

Av. Olavo Fontoura, 1.209 – Santana

02012-021 São Paulo – SP

www.bienaldolivrosp.com.br

Ingressos

Os visitantes podem fazer a compra antecipada pelo site http://www.bienaldolivrosp.com.br, ou pontos físicos da Tickets For Fun. Até 25 de agosto, serão disponibilizados três pacotes com descontos especiais:

·         15% de desconto = 12 de Agosto (sexta – 0h até 23h59)

·         10% de desconto = 17 de Agosto (quarta – 0h até 23h59)

·          5% de desconto = 22 de Agosto (segunda – 0h até 23h59)

Compras pelo site: http://www.bienaldolivrosp.com.br

2ª feira a 5ª feira: R$ 20,00

6ª feira a Domingo: R$ 25,00

Meia-entrada: Estudante / Funcionário SESC SP e matriculados no SESC SP credencial plena

Menores de 12 anos e maiores de 60 não pagam ingresso

Pontos de vendas: http://premier.ticketsforfun.com.br/shows/show.aspx?sh=pdv

Paulinas participa da Bienal Internacional do Livro de São Paulo pela 19ª vez

Editora marca presença no maior evento literário do país desde 1976

Paulinas Editora, parte integrante da instituição católica Pia Sociedade Filhas de São Paulo, fundada em 1915 com o objetivo de evangelizar na cultura da comunicação, está presente mais uma vez na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que, neste ano, acontece entre 26 de agosto e 4 de setembro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

Paulinas, que é referência de qualidade, ética e respeito pela diversidade cultural, apresenta diversas novidades e atrações para diferentes perfis de público, de crianças a religiosos, no estande M028 do evento realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL).

Editora Paulinas está pela 19ª vez na Bienal do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)
Editora Paulinas está pela 19ª vez na Bienal do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)

Lançamentos, oficinas, contação de história e sessões de autógrafos com autores da capital e de fora de São Paulo estão na programação da editora. Entre as atrações direcionadas a crianças e professores, está a carioca Anna Claudia Ramos, que chega para bater um papo sobre seu 75º livro, “Enfim, atleta!”. A obra conta a história de Antônia, uma garotinha do interior de Minas Gerais que sonhava em ser tenista. Elysanna Louzada vem do Espírito Santo para contar a história de seu último livro, “Eu sou o galo”, protagonizado por Niquei, um galo jovem e atrapalhado que tem como melhor amigo o cãozinho Pankekas e, com ele, parte para uma jornada cheia de aventuras e perigos em busca de sua verdadeira identidade. Para animar as crianças, Elysanna traz para o estande os bonecos dos personagens e um livro gigante.

O educador e escritor recifense Fábio Monteiro apresenta seu último livro, “Sertão”, ao lado do ilustrador Mauricio Negro e propõe, com a obra, que as crianças descubram realidades diferentes de um modo muito lírico. A mineira Elizete Lisboa comanda o bate-papo “Inclusão na Literatura”, seguido de sessão de autógrafos. Ela, que é deficiente visual desde que nasceu, possui diversos livros acessíveis, com duas escritas (à tinta e em braile), publicados por Paulinas.

Professores e interessados que quiserem participar da oficina “Artes na Pedagogia”, ministrada pela artista plástica Ir. Natividade Pereira, fsp, receberão um kit de material gratuitamente. E os amantes de Contos de Fadas podem conferir o lançamento do livro “Contos de Charles Perrault”, traduzido por Eliana Bueno-Ribeiro, carioca residente em Paris que vem para São Paulo especialmente para a feira. A obra apresenta 11 contos do escritor francês Charles Perrault (1628-1703), traduzidos diretamente da versão original.

Quem busca autoconhecimento e motivação precisa conhecer as obras das escritoras Ceiça Schettini e Maria Elisa Moreira, que lançam e autografam seus livros e participam de bate-papos com leitores, visitantes e blogueiros.

Ceiça, baiana de Salvador, é conhecida por seu alto-astral e sua energia. Autora dos livros “Energia e bom humor” e “A felicidade é uma escolha”, ambos publicados por Paulinas Editora, está na Bienal para bate-papos e sessões de autógrafos. Já a psicóloga Maria Elisa Moreira marca presença para lançar seu segundo livro, “Era uma vez dentro de nós”, que aborda a criatividade e a inovação nos contextos profissionais, partindo de uma dimensão fundamental: o indivíduo em busca de si mesmo. Maria Elisa também comanda o bate-papo “Liderança, inovação e criatividade” no estande da editora.

Para o visitante que faz parte do assustador dado de quase 12 milhões de desempregados do país ou conhece alguém que está fora do mercado de trabalho, o Grupo de Apoio Psicoprofissional (GAP), organização que trabalha no atendimento a desempregados e visa colaborar com a reestruturação psicológica desses cidadãos, elaborou o livro “Desemprego – Da crise à oportunidade de crescimento”. A obra é um guia para quem está em busca de um emprego, repleto de informações essenciais para o enfrentamento dos problemas decorrentes do desemprego, como a importância de atentar-se ao estado físico e emocional, a administração de finanças, a opção emergencial por um trabalho que gere renda etc. A organizadora do livro, a advogada trabalhistaRosy Rodrigues, realiza sessão de autógrafos no primeiro domingo da feira.

Ainda sobre o mercado de trabalho, Luciano Montenegro Jr., administrador e superintendente de uma grande instituição financeira, faz uma sessão de autógrafos de seu livro “A presença de Deus no trabalho”, que apresenta um conjunto de reflexões sobre o mundo do trabalho. Partindo de excertos bíblicos, o autor mostra como é possível conjugar de forma harmônica a vida cristã e a profissional, colocando em prática, no dia a dia, o que entende como aquilo que Cristo quer de nós: fazer o bem em todos os momentos e ambientes.

A professora e pesquisadora Ir. Helena Corazza, fsp, lança o livro “Educomunicação – Formação pastoral na cultura digital”, que pretende contribuir com a Educação para a Comunicação (Educomunicação) voltada à pastoral e ao ambiente educativo, em todas as linguagens da comunicação e na cultura digital.

Para o último fim de semana da feira, Paulinas traz a São Paulo a escritora Rose Ferreira, para lançar e autografar seu livro “Nem todas as mães amam os filhos” – um relato comovente e emocionante sobre a rejeição e a violência das quais foi vítima durante toda a infância e a adolescência. Na obra, Rose conta como passou boa parte de sua vida tentando conquistar o amor de sua mãe e buscando motivos para o desprezo com que foi tratada. Rose sofreu maus-tratos físicos e psicológicos e foi espancada, humilhada e difamada pela própria mãe, que repetia constantemente o quanto seu nascimento a fizera infeliz e trouxera dissabores para sua vida. Ainda assim, Rose escolheu o perdão e cuidou de sua progenitora na velhice.

Para fechar a feira com chave de ouro, o sacerdote católico, teólogo, educador, pregador, compositor, músico e escritor padre Zezinho marca presença no estande de Paulinas. Pe. Zezinho, scj, é um dos autores católicos mais lidos e cantados do Brasil e do mundo, há mais de 50 anos. Autor de mais de 1.500 canções e 300 obras, entre livros, discos e vídeos, padre Zezinho lança o livro “Amores que deram certo”, que trata da suave e difícil arte de amar, dos casos em que o amor deu certo e daqueles em que foi preciso passar por vários amores até dar certo. A obra também trata de misericórdia e perdão, porque para um amor dar certo é preciso aprendizado, ajustes e concessões, além de abraços, beijos e admiração.

Paulinas Editora está presente no Brasil desde 1931 e, ao longo de sua trajetória, vem sendo reconhecida por sua atuação com inúmeras premiações, com destaque para sete Prêmios Jabuti – o mais importante prêmio literário do país, conferido pela CBL. Diversas obras também receberam a menção “Altamente recomendável” ou indicações ao “Acervo básico”, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), entre outras distinções conferidas por associações literárias nacionais e do exterior.

SERVIÇO:

 Programação do estande de Paulinas na Bienal do Livro de São Paulo

Sábado, 27 de agosto

Às 11h – Sessão de autógrafos com Ceiça Schettini, autora de “A felicidade é uma escolha” e “Energia e bom humor”

Às 13h – Lançamento de “Era uma vez dentro de nós”, de Maria Elisa Moreira, e sessão de autógrafos com a autora

Domingo, 28 de agosto

Às 11h – Lançamento de “Educomunicação – Formação pastoral na cultura digital”, de irmã Helena Corazza, e sessão de autógrafos com a autora

Às 14h – Sessão de autógrafos com Rosy Rodrigues, organizadora de “Desemprego – Da crise à oportunidade de crescimento”

Às 16h – Sessão de autógrafos com Luciano Montenegro Jr., autor de “A presença de Deus no trabalho”

Segunda-feira, 29 de agosto

Às 10h – Sessão de autógrafos com Anna Claudia Ramos, autora de “Enfim, atleta!”

Às 14h – Contação de história e sessão de autógrafos com Elysanna Louzada, autora de “Eu sou o galo”

Terça-feira, 30 de agosto

Às 10h – Contação de história e sessão de autógrafos com Elysanna Louzada, autora de “Eu sou o galo”

Às 14h – Sessão de autógrafos com Anna Claudia Ramos, autora de “Enfim, atleta!”

Às 19h – Bate-papo “Liderança, inovação e criatividade”, com Maria Elisa Moreira, autora de “Era uma vez dentro de nós”

Quarta-feira, 31 de agosto

Às 10h – Sessão de autógrafos com o autor Fábio Monteiro e com o ilustrador Mauricio Negro, de “Sertão”

Às 14h – Sessão de autógrafos com Fábio Monteiro, autor de “Sertão”

Às 16h – Sessão de autógrafos com irmã Helena Corazza, autora de “Educomunicação – Formação pastoral na cultura digital”

 Quinta-feira, 1º de setembro

Às 10h – Bate-papo “Inclusão na Literatura” e sessão de autógrafos com Elizete Lisboa, autora de livros com duas escritas

Às 14h – Bate-papo “Inclusão na Literatura” e sessão de autógrafos com Elizete Lisboa, autora de livros com duas escritas

Às 18h – Encontro de blogueiros, com a presença de Ceiça Schettini, Elizete Lisboa e Maria Elisa Moreira

Sexta-feira, 2 de setembro

Às 10h – Oficina “Artes na Pedagogia”, com Natividade Pereira (kit de material gratuito)

Às 17h – Sessão de autógrafos com Maria Elisa Moreira, autora de “Era uma vez dentro de nós”

Às 19h – Sessão de autógrafos com Ceiça Schettini, autora de “A felicidade é uma escolha” e “Energia e bom humor”

Sábado, 3 de setembro

Às 14h – Lançamento de “Contos de Charles Perrault” e sessão de autógrafos com a tradutora Eliana Bueno-Ribeiro

Às 16h – Lançamento de “Nem todas as mães amam os filhos”, de Rose Ferreira, e sessão de autógrafos com a autora

Domingo, 4 de setembro

Às 14h – Lançamento de “Nem todas as mães amam os filhos”, de Rose Ferreira, e sessão de autógrafos com a autora

Às 16h – Presença de Pe. Zezinho, scj

Em exposição intimista, Giovani Caramello promete comover o público com obras que refletem sentimentos universais

Com três peças inéditas, a mostra Introspecção reúne três instalações e as primeiras esculturas em escala real

De uma poesia incontestável e técnica que surpreende e o coloca entre as grandes revelações da arte nacional, o único escultor hiper-realista do Brasil, Giovani Caramello, instiga o público com temas recorrentes em seu íntimo por meio de suas obras. Dentro deste contexto, neste mês, a partir do dia 19 de agosto, quase dois anos depois de sua primeira mostra em Santo André, no museu da cidade, o artista de apenas 26 anos retorna à sua terra natal, agora na Casa do Olhar, para apresentar três instalações feitas com esculturas inéditas. Dessa vez, na exposição intitulada Introspecção, vai ser possível conhecer características profundas da personalidade do artista, tais como timidez, ansiedade e solidão, que segundo o Caramello são sentimentos universais e que costumam gerar proximidade com seus admiradores.  “Tento transmitir, de uma forma visual, sensações que já superei em minha vida, mas que outras pessoas podem estar passando ou refletindo sobre este mesmo tema. Para isso, optei por experimentar e inovar dentro da minha técnica e fazer uma obra autobiográfica”, comenta.

Giovani Caramello realiza exposição em Santo André. (Foto: Divulgação)
Giovani Caramello realiza exposição em Santo André. (Foto: Divulgação)

Ambientes 

Em Introspeção, diferente das demais exposições que realizou anteriormente, o artista apresenta três instalações que estarão localizadas em salas distintas para que o público tenha uma experiência única durante a visitação.

Para ter-se uma ideia, a sala com as obras da instalação “Solidão” é composta por quase mil monges, feitos em gesso e com uma única peça localizada ao centro revestida por folhas de ouro, o diferenciando dos demais. Na sala “Me Deixe em Paz” há uma obra, no tamanho próximo ao de uma criança real dentro de uma caixa de papelão. Na “Fobia Social”, que é uma obra autobiográfica em tamanho real, o artista está soterrado por pedras.

Segundo Thomaz Pacheco, que assina a curadoria da mostra e é galerista da OMA Galeria, espaço que representa Giovani Caramello, nesta exposição o público poderá entrar em contato com o novo momento, mais amadurecido, do artista. “Mesmo tendo uma curta carreira, ele tem mostrado um trabalho muito denso no sentido poético. Em suas obras Giovani parece esculpir emoções em que muitas vezes parecem se dar em um tempo expandido. Seria o mesmo que dizer que as obras estão sentindo, pensando, vivendo… sempre no gerúndio”, comenta.

A mostra Introspecção tem abertura marcada para o dia 19 de agosto, na Casa do Olhar (Rua Campos Sales, 414, Centro, Santo André-SP), a partir da 19h. A visitação é gratuita e de classificação livre. O encerramento dá-se no dia 24 de setembro. Após a data, Giovani Caramello viaja ao Rio de Janeiro para participar da ArtRio – feira reconhecida como um dos mais importantes eventos do segmento no mundo – entre os dias 28 de setembro e 2 de outubro. “Esta é primeira vez que a OMA Galeria integra o elenco de expositores, o que representa um grande passo para um espaço ainda considerado novo no circuito. Então, para nos destacarmos entre os demais, vamos levar obras ainda inéditas para o público local e dar a oportunidade para que os visitantes conheçam os nomes que integram o quadro de representados pela galeria”, adianta.

Serviço:

Introspecção, com obras inéditas de Giovani Caramello, na Casa do Olhar Luiz Sacilotto

Abertura: 24 de agosto, a partir das 19h – Encerramento: 24 de setembro

Endereço: Rua Campos Sales, 414, Centro – Santo André

Horário: Visitação de terça a sexta, das 10h às 17h; aos sábados, das 10h às 15h

Classificação livre 

Gratuito

Disney levará um espaço temático da nova animação MOANA – UM MAR DE AVENTURAS para a 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Visitantes também terão oportunidade inédita de encontrar em um só lugar toda a linha de títulos Disney

A 24ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo terá um toque da Polinésia que promete encantar os cerca de 700 mil visitantes esperados no evento. A Disney levará um espaço temático inspirado em MOANA – UM MAR DE AVENTURAS, a nova animação da Disney que estreia em janeiro de 2017 nos cinemas brasileiros. Idealizado para ser literalmente um “mar de aventuras”, o espaço apresentará um circuito com o chão repleto de bolinhas onde o público poderá conhecer e interagir com curiosidades e atividades relacionadas ao tema e aos personagens principais da animação. As atividades não terão limite de idade e os fãs poderão participar dessa aventura quantas vezes quiserem para se aprofundarem na história e cultura da Oceania, cenário do filme.

Disney marca presença na Bienal do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)
Disney marca presença na Bienal do Livro de São Paulo. (Foto: Divulgação)

Além de participar dessa experiência, pela primeira vez, visitantes de todas as idades poderão encontrar em um espaço tematizado os títulos mais importantes do acervo das marcas Disney, Marvel e Lucasfilm publicados no Brasil.

Estarão disponíveis mais de 400 títulos entre livros, quadrinhos e revistas, de BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES, primeiro longa-metragem de animação de The Walt Disney Studios a PROCURANDO DORY, da Disney•Pixar, de A CASA DO MICKEY MOUSE e PRINCESINHA SOFIA, do Disney Junior a SOU LUNA, do Disney Channel, passando pelos super-heróis da Marvel e pela saga de Star Wars, da Lucasfilm.


Serviço 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

De 26 de agosto a 4 de setembro
Segunda à Sexta: 9h às 22h

Sábado e Domingo: 10h às 22h

Dia 04/09 das 10h às 21h
Pavilhão do Anhembi – São Paulo, SP

Mais informações sobre ingressos acesse: http://www.bienaldolivrosp.com.br

Edição especial de “Asterix nos Jogos Olímpicos” tem capa dura e páginas extras

Na trama, os protagonistas viajam com toda a trupe da Gália para a Grécia na tentativa de vencer os jogos

Novo livro de Asterix traz homenagem aos jogos olímpicos.  (Foto: Divulgação)
Novo livro de Asterix traz homenagem aos jogos olímpicos. (Foto: Divulgação)

Lançado pela primeira vez na França em 1968, “Asterix nos Jogos Olímpicos” volta às livrarias brasileiras em edição especial, com capa dura e 16 páginas extras, para celebrar a realização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A trama acompanha a viagem de Asterix, Obelix e todos os amigos da Gália até Olímpia, na Grécia, onde pretendem disputar as provas. Os gauleses confiam na vitória graças à famosa poção mágica desenvolvida pelo mago Panoramix – que garante força sobre-humana a quem bebe. Mas nem tudo sai como o esperado e eles verão que os gregos e os romanos são adversários fortes.

O conhecido texto mordaz de Goscinny aproveita a viagem da trupe gaulesa para brincar com alguns dos piores hábitos de turistas contemporâneos, além de fazer piada com o patriotismo exacerbado que se revela em tempos olímpicos.

Nas 16 páginas extras desta edição especial, há material exclusivo de pesquisa, manuscritos e curiosidades sobre a elaboração de “Asterix nos Jogos Olímpicos” e sobre seus autores, René Goscinny e Albert Uderzo.

Os livros de Asterix e Obelix já venderam mais de 350 milhões de exemplares em todo o mundo, sendo 1,5 milhão apenas no Brasil. Publicada há mais de 30 anos, a série já deu origem a 110 traduções, 8 filmes de animação, 4 filmes de ação e 1 parque temático.