Arquivo da tag: Cultura

Com mais de 2,5 milhões de exemplares vendidos nos Estados Unidos, “A garota do calendário”, série erótica que é fenômeno mundial, chega ao Brasil pela Verus Editora

Ao todo são 12 livros que acompanham, mês a mês, a rotina de Mia, uma acompanhante de luxo em busca de dinheiro para pagar uma dívida milionária

A partir de junho os leitores brasileiros irão conhecer Mia Saunders. Ela é jovem, bonita, tenta seguir a carreira de atriz e tem um péssimo gosto para homens. Prova disto é ter se envolvido com Blaine, um agiota disfarçado de “executivo”, que iria emprestar uma grande quantia para o seu pai, viciado em jogos. A dívida chegou a um milhão de dólares e, sem ter como pagar, o pai foi espancado. A surra o deixou em coma e agora Mia precisa conseguir o dinheiro ou Blaine irá atrás dela e de Maddy, sua irmã mais nova.

Sucesso nos EUA, Verus Editora lança "A Garota do Calendário". (Foto: Divulgação)
Sucesso nos EUA, Verus Editora lança “A Garota do Calendário”. (Foto: Divulgação)

A única solução parece ser trabalhar para a sua tia Millie, dona de uma agência de acompanhantes de luxo, na qual cada encontro pode render um cheque de até seis dígitos. A proposta é simples: Mia passará um mês na casa de cada cliente, disponível para o que for necessário. Sexo não está incluído, exceto se for consensual. Neste caso, o dinheiro vai diretamente para a conta de Mia. Desta forma, em um ano, ela poderá juntar a quantia necessária para salvar o pai.

No primeiro livro, Mia se envolve com Wes, um charmoso roteirista que precisa de alguém para acompanhá-lo nos eventos profissionais e afastar as interesseiras do meio artístico. Já em fevereiro, ela viaja até Seattle para tornar-se a musa de Alec, um pintor excêntrico.

Nova sensação do gênero erótico, “A garota do calendário” já conquistou milhares de leitores. A autora, que começou com uma publicação independente na internet, foi contratada pela editora Waterhouse Press em 2015, lançou a edição impressa e alcançou a lista dos mais vendidos do The New York Times. A série foi muito disputada e já teve os direitos vendidos para 27 países. Em breve “A garota do calendário” também chegará à televisão: os produtores da série “Gossip Girl” adquiriram os direitos de adaptação.

A obra aposta em uma protagonista convicta de suas escolhas, preparada para viver aventuras e se autoconhecer em um ano. Drama, sensualidade e muito erotismo ditam o ritmo de “A garota do calendário”. Os doze livros serão lançados ainda em 2016 pela Verus. “Janeiro” e “Fevereiro” chegam juntos às livrarias este mês.

A série foi vendida para mais de 30 países pela Bookcase, uma agência literária composta por brasileiras e com foco na venda de direitos internacionais.

Anúncios

Lendas dos quadrinhos mundiais, Alan Davis e Mark Farmer estão confirmados na CCXP 2016

Quadrinistas vem ao Brasil para a 3ª edição do maior evento de cultura pop da América Latina, que acontece de 1 a 4 de dezembro de 2016 no São Paulo Expo

Alan Davis desenhou personagens da DC. (Foto: Divulgação)
Alan Davis desenhou personagens da DC. (Foto: Divulgação)

Para a terceira edição da CCXP – Comic Con Experience (www.ccxp.com.br) está confirmada a vinda do britânico Alan Davis, quadrinista de peso ativo desde a década de 1980 com passagens em diversos títulos e personagens da DC Comics e, mais destacadamente, da Marvel. O artista vem ao Brasil acompanhado do arte-finalista e colaborador frequente Mark Farmer.

Davis e Farmer juntam-se a Gerardo Zaffino, Brian Azzarello, Arthur Adams, Joyce Chin, Marcello Quintanilha, Frank Quitely, Eduardo Risso, Yanick Paquette, Mateus Santoloco, Julian Totino, Max e Sebastian Fiumara no time de quadrinistas já anunciados para a CCXP 2016. A vinda da dupla é uma parceria entre a CCXP e a Comix Book Shop, maior loja de quadrinhos do Brasil, que estará pela terceira vez no evento com um estande próprio.

Inglês de 60 anos, Davis iniciou a carreira desenhando para fanzines em seu país de origem. O sucesso veio depois de ilustrar as histórias do Capitão Britânia, escrita por Alan Moore no início dos anos 1980. Os dois artistas formaram uma frutífera parceria, criando a tirinha D.R. and Quinch para a revista 2000AD. Mais tarde, Davis assumiu os lápis do personagem Marvelman na revista Warrior – publicado nos EUA e no Brasil com o nome de Miracleman -, trabalhando novamente ao lado de Moore.

Alan Davis também desenhou diversos personagens da Marvel. (Foto: Divulgação)
Alan Davis também desenhou diversos personagens da Marvel. (Foto: Divulgação)

Nos Estados Unidos, ele atraiu a atenção desenhando para as revistas do Batman, Liga da Justiça e Legião dos Super-Heróis, todos da DC Comics. Foi na Marvel, porém, que Davis fez história, principalmente ao lado do roteirista Chris Claremont, ao desenhar histórias dos X-Men, Excalibur, ClanDestino, Quarteto Fantástico e Wolverine.

Mark Farmer foi um dos desenhistas de Wolwerine. (Foto: Divulgação)
Mark Farmer foi um dos desenhistas de Wolwerine. (Foto: Divulgação)

O inglês Mark Farmer, arte-finalista vencedor do Eagle Awards, uma das mais antigas premiações de HQs, iniciou sua carreira na Inglaterra para as editoras Marvek UK e 2000AD. Em 1983, foi convidado por Dave Gibbons para arte-finalizar uma história do Lanterna Verde publicada em 1983. Desde então tem trabalhado regularmente para a DC e para a Marvel como arte-finalista de grandes nomes dos quadrinhos como Adam Hughes, José Luis Garcia-López, Gil Kane, Adam Kubert e Rags Morales. Farmer tem sido o arte-finalista regular de Alan Davis desde a década de 90 e a dupla assinou histórias aclamadas nas revistas Wolverine, Vingadores, Quarteto Fantástico e a minissérie Liga da Justiça: O Prego, entre inúmeros outros títulos.

“Davis e Farmer formam uma dupla lendária no mundo dos quadrinhos, passando por histórias e personagens marcantes de diferentes gerações. A presença deles na Comic Con Experience é uma honra para nós, organizadores, e um presente para os fãs”, completa Ivan Freitas da Costa, sócio da CCXP e curador da programação de quadrinhos do evento.

A 3ª edição da CCXP – Comic Con Experience acontece entre 1 a 4 de dezembro no São Paulo Expo, próximo à estação Jabaquara do Metrô, com conteúdos para fãs de quadrinhos, cinema, programas de TV, desenhos animados e outras áreas da cultura pop. O evento ocupará 100 mil metros quadrados (80% a mais que na edição de 2015) e espera receber 180 mil visitantes de todos os Estados do Brasil e também do exterior, firmando-se como a maior comic con da América Latina e a terceira maior do mundo em público, atrás apenas da San Diego Comic Con e da New York Comic Con. Para adquirir ingressos no segundo lote promocional de ingressos e saber mais sobre o evento, acesse o site www.ccxp.com.br.

24º Bienal Internacional do Livro de SP traz programação multicultural e anuncia primeiros autores confirmados

Para compor a programação da Arena Cultural, já estão confirmados Lucinda Riley, Ava Dellaira, Jennifer Niven, Amy Ewing, Tarryn Fisher e Kevin Hearne

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo, realizada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), chega à sua 24ª edição, com atrações multiculturais voltadas para celebrar a leitura. O evento que ocorre entre 26 de agosto e 4 de setembro de 2016, no Anhembi, reunirá as principais editoras, livrarias e distribuidoras, e trará ao público atrações exclusivas, com presença de autores nacionais e internacionais, lançamentos de livros, tardes de autógrafos, oficinas, brincadeiras e debates.

24ª Bienal do Livro de São Paulo acontece entre agosto e setembro. (Foto: Divulgação)
24ª Bienal do Livro de São Paulo acontece entre agosto e setembro. (Foto: Divulgação)

Em sua última edição, em 2014, a Bienal do Livro se reinventou, trazendo para o público um evento democrático, diverso e multicultural, indo muito além da “feira de livros”. Com o tema “Histórias em Todos os Sentidos”, este ano o evento reafirma esse posicionamento, e convida o visitante a vivenciar as muitas histórias que a Bienal do Livro pode contar, de acordo com seus interesses.

“Existem várias Bienais dentro da Bienal do Livro, e queremos que cada visitante descubra a sua. Para os mais cults, conversas com autores conceituados no Salão de Ideias, para os mais jovens, presença de best-sellers de literatura Young Adults na Arena Cultural; para os fãs de gastronomia, oficinas no Cozinhando com Palavras; para as crianças, muita diversão e literatura infantil no Espaço Mauricio de Sousa e BiblioSesc, e por aí vai” afirma Luiz Antônio Torelli, presidente da CBL.

Para a criação da programação cultural, além da própria Câmara Brasileira do Livro, o evento contará novamente com a curadoria do SESC, e do Itaú Cultural (também apoiador cultural do evento). Juntas, as instituições serão responsáveis pela programação do Salão de Ideias, que contemplará discussões atuais e de amplo interesse com escritores, pensadores e artistas, abordando temas de relevância social e cultural.

Na Arena Cultural, os visitantes terão o contato com autores de best-sellers, nacionais e internacionais, em bate-papos e palestras exclusivas. Nomes como Harlan Coben, Cassandra Clare, Mário Sergio Cortella e Paula Pimenta já passaram por este que é o maior espaço do evento. Neste ano, outros grandes nomes prometem marcar essa edição. Já estão confirmados: a romancista Lucinda Riley, as autoras para Young Adults, Ava Dellaira, Jennifer Niven, Amy Ewing e Tarryn Fisher, e o autor de literatura fantástica, Kevin Hearne.

Focado no público infantil, o Espaço Mauricio de Sousa trará diversas atividades interativas, com brincadeiras, teatro de fantoches, pinturas e desenho, além de uma exposição sobre os 80 anos do criador da Turma da Mônica.

O SESC também trará para o evento dois espaços BiblioSesc, com caminhões biblioteca e uma programação que vai de contação de histórias a espetáculos de música e literatura, sempre buscando o prazer de ler e de ouvir uma boa narrativa.

Para os amantes da gastronomia, o Cozinhando com Palavras chega à sua 4ª edição na Bienal do Livro. Com curadoria do chef André Boccato, o espaço une culinária, literatura e cultura, em uma verdadeira gourmet experience, estilo sarau.

O evento conta ainda com 150 expositores individuais e autores independentes. Entre os nomes confirmados estão: Grupo Autêntica, Companhia das Letras, Editora Cortez, Distribuidora e Edições Loyola, Editora Melhoramentos, Editora Moderna, Editora Novo Século, Panini, Grupo Record, Editora Rocco, Saraiva e Sextante.

AUTORES CONFIRMADOS

AVA DELLAIRA
Autora do sucesso juvenil “Cartas de amor aos mortos”, que foi publicado em julho de 2014 pela Editora Seguinte (selo do Grupo Companhia das Letras) e está sendo adaptado para o cinema com roteiro da própria Ava Dellaira. Ela atualmente vive em Santa Monica, na Califórnia, onde trabalha na indústria cinematográfica e escreve seu segundo romance (“17 Years”, previsto para 2018).

JENNIFER NIVEN
“Por Lugares Incríveis”, seu primeiro livro voltado para jovens leitores, foi publicado pela Editora Seguinte (selo do Grupo Companhia das Letras) em 2015, tornou-se um best-seller do New York Times e teve os direitos vendidos para 37 países. Em 2017 a história estreará nos cinemas com Elle Fanning no papel principal. O próximo livro juvenil de Jennifer Niven, “Holding up the universe”, será lançado no final deste ano. Além disso, ela é autora de quatro romances para adultos (“American Blonde”, “Becoming Clementine”, “Velva Jean Learns to Fly”, “Velva Jean Learns to Drive”), dois livros de não ficção (“The Ice Master” e “Ada Blackjack”) e um livro de memórias sobre suas experiências no ensino médio (“The Aqua-Net Diaries”).

LUCINDA RILEY
A autora irlandesa do gênero romance histórico participa de sua segunda Bienal Internacional do Livro de SP. Escritora desde seus 24 anos, já teve suas obras traduzidas para 22 línguas e publicadas em 36 países. Apaixonada pelo Brasil, ela volta ao país para lançar dois novos livros pela Editora Arqueiro: A garota italiana e o terceiro volume da série As Sete Irmãs.

AMY EWING
Autora de livros para Young Adults, escreveu a trilogia “A Cidade Solitária”, publicada pela Editora Leya. “The White Rose”, segundo livro da série, chega ao Brasil ainda em 2016. “The Black Key”, o último da trilogia, será lançado nos EUA no final deste ano.

TARRYN FISHER
Autora best-seller do The New York Times, escreveu a “Trilogia Amor & Mentiras” (Love me With Lies): “A Oportunista”; “A Perversa” e “O Impostor”. Iniciou suas publicações de maneira independente e agora traz para o Brasil “A Oportunista”, sua primeira obra traduzida para o português, pela Editora Faro. Em 2015, seu suspense, “Marrow”, ficou entre os cinco melhores livros de Suspense e Mistério do ano do portal Goodreads, disputando espaço com autores como Stephen King.

KEVIN HEARNE
Fã incondicional de Star Wars desde criança, quando já adorava brincar com caças TIE, X-Wings e bonecos, Kevin Hearne é autor de “Herdeiro do Jedi”, parte do cânone oficial de Star Wars, publicado pela Editora Aleph. Hearne também é autor da série de fantasia urbana “The Iron Druid Chronicles”.

Em breve mais informações sobre a programação, ingressos e credenciamento no site: www.bienaldolivrosp.com.br/.

Serviço
24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

26 de agosto a 04 de setembro de 2016
Pavilhão de Exposições do Anhembi
Av. Olavo Fontoura, 1.209 – Santana
02012-021 São Paulo – SP
www.bienaldolivrosp.com.br

Chega às livrarias pela Galera Record segundo volume da série Brilhantes

Em “Um mundo melhor”, os Estados Unidos está à beira de uma guerra civil provocada pelas divergências entre brilhantes e normais

Grupo Editorial Record lança segundo livro da série "Brilhantes". (Foto: Divulgação)
Grupo Editorial Record lança segundo livro da série “Brilhantes”. (Foto: Divulgação)

Descrito pela escritora Gillian Flynn como “o mestre da leitura empolgante e inteligente”, Marcus Sakey é autor de “Brilhantes”, obra finalista do Prometheus Awards na categoria romance. Este mês, chega às livrarias pela Galera Record o segundo volume da série, o livro Um mundo melhor. Nesta continuação, a tensão entre “brilhantes” e “banais” está a um passo de eclodir em uma guerra civil.

Nick Cooper, um dos brilhantes nascidos a partir de 1980 – alguém dotado de uma inteligência que supera a de grande parte da humanidade –, sempre lutou para tornar o mundo um lugar melhor. Ex-agente do governo, Cooper caçava anormais terroristas até descobrir que o diretor do órgão em que trabalhava foi responsável por um ataque que matou 73 pessoas. Não apenas isso: ele também forjou provas que incriminavam um enxadrista chamado John Smith, de forma a justificar o monitoramento das atividades dos brilhantes.

Em Um mundo melhor, Cooper é recrutado como consultor do novo presidente, Lionel Clay. O chefe de estado precisa desesperadamente de sua ajuda para conter o caos em que o país se encontra. “Há normais que querem aprisionar ou até mesmo escravizar os brilhantes. Há anormais que defendem o genocídio de todos os normais”, conta o líder. Para piorar, uma rede terrorista liderada por excepcionais, os Filhos de Darwin, estão queimando pessoas vivas, deixando três cidades americanas à beira da fome e instaurando o pânico entre a população.

O ex-agente é exatamente aquilo de que o presidente precisa: alguém com princípios e disposto a lutar pelo que é certo. Pai de duas crianças, um normal e uma brilhante, tudo o que ele mais quer é tornar o mundo um lugar onde seus filhos possam viver em paz e sem discriminação. No entanto, nesta batalha, Cooper se verá em um jogo perigoso de terror e manipulações, no qual perder pode significar a destruição de tudo o que ele conhece e acredita.

Recheado de reviravoltas, Um mundo melhor se aproxima perigosamente da realidade em que vivemos ao abordar temas comuns ao mundo real como corrupção, preconceito e ganância. O primeiro volume da série de Sakey já teve seus direitos vendidos para o cinema. O longa será produzido pela Legendary Pictures – responsável pela trilogia “Batman – The Dark Knight” e pelo filme “Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos”.

 

Últimos dias para conferir a exposição “Loteamento Castro” de Thais Rivoire

A mostra fica em cartaz na Galeria Recorte, até dia 25 de Junho, na Rua Augusta, Consolação 

A Galeria Recorte apresenta a exposição “Loteamento Castro”, da artista colagista Thaís Rivoire. As obras refletem um lugar inventado com conjuntos de paisagens agradáveis e genéricas. A artista contempla pessoas de diferentes épocas e contextos existindo em perfeita harmonia com o espaço em uma coreografia de narrativas múltiplas. Para dar vida à narrativa visual, Thaís utiliza de figuras decorativas e garimpadas em edições antigas de enciclopédias, revistas e outras publicações encontradas em sebos.

Obras de Thais Rivoire entram na última semana na exposição na Galeria Recorte. (Foto: Divulgação)
Obras de Thais Rivoire entram na última semana na exposição na Galeria Recorte. (Foto: Divulgação)

“A obra de Thais Rivoire se revela aos poucos, pela grande quantidade de informação visual que carrega, possibilitando diversas leituras e narrativas. Entre as muitas cores, paisagens e sorrisos, estão mistérios, assassinatos e situações bizarras. Se por um lado as colagens são meticulosamente recortadas e coladas, por outro, quando as composições estão finalizadas, recebem estileteadas irregulares “, comenta o curador Lucas Pexão sobre a complexidade do trabalho da artista.

Único espaço especializado na arte de recorte e colagem em São Paulo, a Galeria Recorte tem como objetivo dar visibilidade a arte que está em ebulição, acompanhando a produção de artistas como Lidia Brancher, Lucas Cabu, Francesco Di Tillo e Florian Foerster .

Serviço

Galeria Recorte

Endereço: Rua Augusta, 829, Consolação

Horário de funcionamento: Terças a sextas, das 12h00 às 21h00 e

Sábados, das 11h00 às 18h00

Circulação: até 25 de junho

Site: www.galeriarecorte.com.br

Facebook: www.facebook.com/galeriarecorte

Contato: 11 3368-9824 / 98200-0805

 

‘Nenhum de Nós’ apresenta show inédito no Teatro J. Safra dias 29 e 30 de julho

Nos dias 29 e 30 de julho, o Teatro J.Safra recebe o grupo de rock Nenhum de Nós para o show de lançamento de seu álbum, inédito em São Paulo, gravado na serra gaúcha durante o inverno de 2014. “Sempre é Hoje” é uma homenagem ao músico argentino Gustavo Cerati, que faleceu em 2014, com produção de JR Tostoi e mixagem de João Milliet. A foto de capa ficou por conta do fotógrafo argentino Martin de Pasquale.

Teatro J.Safra apresenta show inédito. (Foto: Divulgação)
Teatro J.Safra apresenta show inédito. (Foto: Divulgação)

O novo disco é o 16º álbum da banda e tem participação da cantora paulista Roberta Campos no single “Foi Amor”, canção que conta violinos e violoncellos do “Quinteto da Paraíba”, cujos arranjos também estão presentes em “Estrela do Oriente”, faixa que encerra o álbum.

Prestes a completar 29 anos de estrada, o grupo já ultrapassou a marca de 1870 shows e é uma das principais formações em plena atividade da história do pop&rock brasileiro.

SERVIÇO – Nenhum de Nós

Datas: 29 e 30 de julho

Horário: 21h30

Duração: 70 minutos

Classificação:  14 anos

Preço: de R$ 40 a R$ 100

 

SERVIÇO Teatro J Safra

Endereço: Rua Josef Kryss, 318 – Barra Funda – São Paulo – SP

Telefone: (11) 3611-3042

Vendas pelo site: www.teatrojsafra.com.br

Abertura da Casa: 2 horas antes de cada horário de espetáculo, com serviço de lounge-bar no saguão do Teatro.

Acesso para deficientes físicos

Capacidade da casa: 627 lugares

Estacionamento:

Valet Service (Estacionamento próprio do Teatro) – R$ 25,00

Estacionamento conveniado com a MultiPark (Rua Josef Kryss, 120) – R$ 20,00

Horário de Funcionamento da bilheteria

Quartas e quintas – 14 às 21h

Sextas, Sábados e Domingos – 14h até o horário dos espetáculos

Vendas on-line:

www.teatrojsafra.com.br

ou

http://www.compreingressos.com/teatros/497-Teatro-J+-Safra

Aceita Todos os Cartões de Crédito. Não aceita Cheques.

Festa Junina: Pousada Casa de Maria investe em “Arraiá” com comidas típicas e música de qualidade

O mês de junho é sinônimo de festas juninas para todo o Brasil. Lembradas pela fartura de suas comidas típicas que remetem à casa da vovó, como a canjica, pé de moleque e os tradicionais caldos, as festas recordam os santos juninos Santo Antônio, São João e São Pedro, e celebram a cultura típica popular de cada região.

Pousada Casa de Maria proporciona arraial. (Foto: Divulgação)
Pousada Casa de Maria proporciona arraial. (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de intensificar as comemorações em Prado, extremo sul da Bahia, a Pousada Casa de Maria, iniciou os preparativos para o seu arraial, que será realizado no dia 25 de junho. Aliando atrações turísticas com comemorações diferenciadas, a Pousada Casa de Maria desenvolveu um pacote especial para a data. Os clientes que se hospedarem na pousada entre os dias 24 (entrada a partir das 12h) e 26 de junho (saída até às 16h) terão tarifas especiais nos apartamentos duplo, triplo e quádruplo. Os valores variam de R$340 a R$510. No pacote estão inclusos café da manhã e a tradicional festa junina da pousada com delícias típicas da região (quentão, caldos, pipoca, canjica, amendoim, doces caseiros) e uma programação musical especial.

Com uma distância de 250 metros da praia, a Pousada Casa de Maria possui arquitetura rústica, charme e essência simples. A pousada oferece 24 apartamentos devidamente equipados com ar-condicionado, TV de Led, cofre digital, frigobar livre e ventilador de teto. As roupas de cama foram trazidas dos EUA, todas de algodão egípcio 700 fios e travesseiros de plumas de ganso.

Localizada no extremo sul da Bahia, a cidade de Prado integra a região da Costa das Baleias e possui o maior e mais diversificado conjunto de recifes de corais do Atlântico Sul, além de uma vasta fauna e flora, ilhas vulcânicas, manguezais e canais de maré. Através de embarcações, é possível visitar as formações de corais ideais para a prática do mergulho, além de fotografar as baleias Jubarte que costumam dar o ar da graça nos meses de inverno. As praias também atendem todos os gostos, sendo possível desfrutar desde as mais agitadas com barraquinhas às semidesertas.

O PINTOR DE MEMÓRIAS

Romance de estreia da norte-americana Gwendolyn Womack une fantasia e mistério para falar de um amor que atravessa os séculos

Grupo Editorial Record lança "O Pintor de Memórias". (Foto: Divulgação)
Grupo Editorial Record lança “O Pintor de Memórias”. (Foto: Divulgação)

Bryan Pierce é um artista de fama internacional. Em suas aclamadas telas, ele retrata momentos históricos e personagens de diferentes épocas. Mas Bryan guarda um segredo: suas criações são inspiradas em sonhos que frequentemente o atormentam. Sonhos que, vez ou outra, acabam dando a ele habilidades impressionantes, como falar línguas obscuras ou jogar xadrez como um profissional. Em O pintor de memórias, obra de Gwendolyn Womack que chega ao Brasil pela editora Record, os leitores acompanham a trajetória de Bryan enquanto ele tenta compreender o funcionamento de sua mente. Seriam aquelas imagens lembranças de vidas passadas? Ou ele estava lidando com experiências de outras pessoas?

A história de Bryan fica ainda mais intrigante quando ele conhece Linz Jacobs, uma jovem que já havia aparecido em seus sonhos. Pesquisadora brilhante e dedicada, Linz está tentando decifrar os genes que ajudam o cérebro a armazenar memórias. O encontro dos dois desencadeia a visão mais intensa do pintor: a de uma equipe de cientistas que, na iminência de descobrir a cura para o Alzheimer, morre em uma explosão no laboratório. Juntos, Bryan e Linz começam a perceber um padrão para aquelas imagens. Ao poucos, vão descobrir também que um inimigo tem feito de tudo para mantê-los separados por milhares de anos.

‘100 dicas para arrumar um namorado’ a partir de 30 de junho no Teatro J. Safra

 ‘100 dicas para arrumar um namorado’ a partir de 30 de junho no Teatro J. Safra

Inspirado no livro romântico da atriz e escritora Daniele Valente, o espetáculo “100 dicas para arranjar namorado” estreia em São Paulo, na quarta-feira, 30 de junho, para finalizar o mês dos namorados, no palco do Teatro J.Safra. A peça, sucesso de público em São Paulo, em 2013, e no Rio de Janeiro, em 2014, volta repaginada com Flávia Monteiro e Daniel Del Sarto no elenco, direção de Eduardo Figueiredo e produção da Manhas & Manias projetos culturais.

Teatro J.Safra estreia "100 dicas para arrumar um namorado". (Foto: Divulgação)
Teatro J.Safra estreia “100 dicas para arrumar um namorado”. (Foto: Divulgação)

Em turnê pelo País, a peça é uma divertida brincadeira na qual Flávia dá dicas claras e objetivas para homens e mulheres conseguirem um (a) namorado (a). Em diferentes esquetes, a atriz mostra os caminhos para as mulheres a se darem bem nas relações afetivas. Os homens são representados pelo ator Daniel Del Sarto, que dá vida a todos os papeis masculinos da peça.

“As brincadeiras com Santo Antônio, as simpatias e os jogos emocionais são colocados em cena de forma muito engraçada e leve, o que propicia uma identificação imediata tanto para homens quanto as mulheres. A peça também mostra que mesmo na atualidade as mulheres buscam relacionamentos sérios, sim, e fazem de tudo para conseguir o  esperado companheiro (a)”, comenta o diretor Eduardo Figueiredo.

“100 dicas para arrumar um namorado” fica em cartaz no Teatro J.Safra até o dia 28 de julho, com apresentações sempre às quartas e quintas-feiras às 21h.

SERVIÇO – Teatro J Safra

Endereço: Rua Josef Kryss, 318 – Barra Funda – São Paulo – SP

Telefone: (11) 3611-3042

Vendas pelo site: www.teatrojsafra.com.br

Abertura da Casa: 2 horas antes de cada horário de espetáculo, com serviço de lounge-bar no saguão do Teatro.

Acesso para deficientes físicos

Capacidade da casa: 627 lugares

Estacionamento:

Valet Service (Estacionamento próprio do Teatro) – R$ 25,00

Estacionamento conveniado com a MultiPark (Rua Josef Kryss, 120) – R$ 20,00

Horário de Funcionamento da bilheteria

Quartas e quintas – 14 às 21h

Sextas, Sábados e Domingos – 14h até o horário dos espetáculos

Vendas on-line:

www.teatrojsafra.com.br

ou

http://www.compreingressos.com/teatros/497-Teatro-J+-Safra

Aceita Todos os Cartões de Crédito. Não aceita Cheques.

 

Bertrand Brasil lança “A sociedade Santa Zita”, da best-seller britânica Ruth Rendell

Livro é uma sátira social que mistura assassinatos, disputas por pequenos poderes, traumas e brigas familiares de moradores e empregados domésticos de uma rua chique de Londres

Bertrand Brasil lança "A Sociedade Santa Zita", no Brasil, em junho. (Foto: Divulgação)
Bertrand Brasil lança “A Sociedade Santa Zita”, no Brasil, em junho. (Foto: Divulgação)

Uma jovem au pair que encobre as traições da dona da casa onde vive com um ator de televisão; uma babá muçulmana que perdeu seus dois filhos e trata o filho da patroa como se fosse seu; um motorista que namora escondido a filha do patrão ao mesmo tempo em que se torna amante da mulher dele; um jardineiro com problemas mentais que já cometeu assassinato, mas hoje é considerado curado; uma mulher que mora de favor na casa de um casal gay, onde também vive uma misteriosa e isolada senhora no porão, e é explorada por todos; um motorista negro e cristão, que condena a vida imoral de seus colegas, uma acompanhante de uma idosa que se apresenta como “Princesa”, mas que não tem o título oficial. Todos trabalham na Hexam Place, uma rua de casarões num dos bairros mais chiques de Londres, que decidem se reunir num pub local para criar a Sociedade Santa Zita, padroeira dos empregados domésticos. O objetivo não é muito claro, mas a ideia é que, juntos, eles possam  reivindicar direitos e serem porta-vozes dos problemas administrativos do bairro.

Este é o cenário do A sociedade Santa Zita, novo livro de Ruth Rendell, conhecida como “a rainha do crime” da literatura britânica. Misturando assassinatos com ambições, disputas por pequenos poderes, traumas, dramas, brigas familiares, preconceitos, intrigas e a vida cotidiana própria de uma metrópole, onde a mistura de classes e de origens provoca pequenos e grandes conflitos, Rendell constrói uma excelente sátira social da sociedade contemporânea de Londres. Como escreveu um crítico “Mail on Sunday”, é uma Downton Abbey modernizada.

O livro chega às livrarias em junho, pela Bertrand Brasil.