Arquivo da tag: Daniel Boaventura

Do palco às telonas: Daniel Boaventura dá dicas de 5 musicais para assistir em casa

Referência da arte no Brasil, o cantor e ator revisita sua trajetória e elege os preferidos para curtir na quarentena

A união entre músicas emblemáticas e atuações brilhantes não é apenas a fórmula de sucesso para os teatros musicais, é também a especialidade do cantor e ator Daniel Boaventura, referência desta arte no Brasil. Com quase 30 anos de carreira na atuação, o artista domina os palcos e já passou por grandes montagens ao longo da trajetória, desde os maiores clássicos até adaptações inéditas e outras que lhe renderam prêmios na categoria. Enquanto não é possível assistir presencialmente, o especialista no assunto dá dicas de 5 filmes musicais para maratonar e curtir em casa. 

1 – La La Land (2016)

(Foto: divulgação)

Indicado para 14 categorias do Oscar em 2017, vencendo seis delas, a obra de Damien Chazelle traz a história apaixonante de um pianista de jazz e uma aspirante a atriz que vivem o amor na cidade de Los Angeles. O roteiro e direção de Chazelle com a trilha sonora de Justin Hurwitz e as atuações dos protagonistas Emma Stone e Ryan Gosling renderam não só as premiações mais importantes do gênero, como também o recorde de conquistas. Disponível na plataforma Netflix.

2 – Chicago (2002)

(Foto: divulgação)

Um brilhante caso de clássico nos palcos e sucesso nas telonas. O filme é considerado um dos maiores musicais do cinema norte-americano, segundo o American Film Institute. Vencedor de seis prêmios do Oscar, o longa tem a direção assinada por Rob Marshall, com roteiro de Bill Condon e os lendários Renée Zellweger, Catherine Zeta-Jones, Queen Latifah e Richard Gere no elenco. O enredo explora o status de fama instantânea na cidade de Chicago da década de 1920, embalado por uma trilha sonora de tirar o fôlego. Disponível pelo Google Play e YouTube Films.

3 – West Side Story / Amor, sublime amor (1961)

(Foto: divulgação)

Sucesso na Broadway e grande vencedor de prêmios do cinema, o longa, assim como a montagem, é uma adaptação livre de Romeu e Julieta, de William Shakespeare. Aclamado pela crítica e pelo público, o filme é o musical mais premiado da história do cinema, com 10 Oscars, 3 Globos de Ouro e 2 Grammys. A trama é ambientada na Zona Oeste de Nova Iorque e mostra o amor proibido entre Tony, antigo líder da gangue Jets, e María, irmã do líder da gangue rival, os Sharks.

4 – Os Miseráveis (2012)

(Foto divulgação)

Neste drama musical, baseado no romance homônimo de Victor Hugo, a história se passa durante a Revolução de Julho, no século 19, entre as batalhas de Waterloo e a insurreição republicana de junho de 1832. Repleto de sensibilidade, intrigas e dramas, o filme é um dos dos musicais mais aclamados da crítica na década e foi indicado a oito categorias do Oscar de 2013. No elenco estão grandes nomes como, Hugh Jackman, Anne Hathaway, Amanda Seyfried e Russell Crowe.

5 – O Rei do Show (2017)

(Foto: divugação)

Considerado o terceiro filme musical mais lucrativo da história do cinema, o drama biográfico traz a história da criação do circo Barnum & Bailey Circus e as vidas dos seus artistas. A trilha sonora da obra ganhou destaque na crítica e foi vencedora de um Globo de Ouro de Melhor Canção Original, além da indicação ao Oscar, além das atuações e performances dos protagonistas Hugh Jackman, Zac Efron, Michelle Williams, Rebecca Ferguson e Zendaya terem sido bastante aclamadas pelo público.

Marisa Orth e Daniel Boaventura serão as estrelas do Musical “Sunset Boulevard”

Musical vencedor de sete Tony Awards estreia em março de 2019 no Teatro Santander

Uma das duplas mais aplaudidas do teatro musical brasileiro estará de volta aos palcos a partir de março do ano que vem. Marisa Orth e Daniel Boaventura acabam de ser confirmados como protagonistas do espetáculo “Sunset Boulevard”, com músicas de Andrew Lloyd Weber e direção de Fred Hanson. A montagem, que acontecerá no Teatro Santander, é uma coprodução da empresária e produtora Stephanie Mayorkis, da EGG Entretenimento (na foto com os atores) e da IMM Esporte e Entretenimento.

 Marisa Orth terá o desafio de viver Norma Desmond, uma estrela da era do cinema mudo que vive em sua mansão na Sunset Boulevard em um mundo de fantasia. Na Broadway e em Londres, o papel foi de Glenn Close, que arrebatou público e crítica, levando a estatueta de Melhor Atriz no Tony Awards pela performance.

0e397a83d0ecf110daae12662ec66f0b.jpg
Daniel Boaventura e Marisa Orth estreiam musical vencedor de sete Tony Awards. (Foto: Marcos Mesquita/ Divulgação)

Já Daniel Boaventura será Max von Mayerling, mordomo de Norma, que na montagem original foi interpretado por George Hearn, também vencedor de um Tony pelo papel.

A superprodução brasileira contará ainda com 26 atores/ cantores, além de uma orquestra de 16 músicos. Todos os nomes serão divulgados em breve.

Sunset Boulevard – Baseado no filme de Billy Wilder, o espetáculo tem música de Andrew Lloyd Webber com letras de Christopher Hampton e Don Black; e orquestrações de David Cullen & Andrew Lloyd Webber.  No total, “Sunset Boulevard” recebeu 11 indicações ao Tony Awards e venceu 7:

  • Melhor Musical
  • Melhor Música Original – Andrew Lloyd WebberDon BlackChristopher Hampton
  • Melhor Libreto de Musical – Don Black e Christopher Hampton
  • Melhor Performance de uma Atriz Principal em Musical – Glenn Close
  • Melhor Performance de um Ator Coadjuvante em Musical – George Hearn
  • Melhor Design Cênico – John Napier
  • Melhor Design de Iluminação – Andrew Bridge

A apresentação de “Sunset Boulevard” no Brasil é feita através de um acordo especial com a The Really Useful Group, com realização do Ministério da CulturaIMMEGG Entretenimento e Brasil Governo Federal.

Daniel Boaventura regrava clássico “I’d Rather Hurt Myself”

NOVA VERSÃO DA BALADA JÁ ESTÁ NAS RÁDIOS E NAS PLATAFORMAS DIGITAIS

A voz que já interpretou alguns dos maiores clássicos da música internacional está de volta em mais uma canção romântica. Daniel Boaventura lançou no último dia 15 o novo single “I’d Rather Hurt Myself”, que já foi tema de novela e propagandas brasileiras. O sucesso, original dos anos 1970, já está disponível nas rádios e plataformas digitais, além de contar com lyric vídeo no canal VEVO do artista.

Daniel Boaventura regrava “I’d Rather Hurt Myself". (Foto: Divulgação)
Daniel Boaventura regrava “I’d Rather Hurt Myself”. (Foto: Divulgação)

Com novo arranjo, a canção de Randy Brown manteve os tradicionais metais, riffs e coros, comuns ao R&B norte-americano, além de ganhar vídeo que faz referência à fama adquirida no Brasil através da televisão. Lançada em 1978, “I’d Rather Hurt Myself” virou um clássico no país ao integrar a trilha internacional da nova “Pai Herói” (1979) e ser tema de propagandas da Rádio Mundial AM 860. Com imagens que traziam asas-delta sobrevoando praias cariocas, a música entrou para a memória afetiva de muitos como o “melô da asa”.

Na trilha sonora da novela das 18h, Êta Mundo Bom, com “Besame Mucho”, Daniel Boaventura segue dividindo-se entre a TV e a agenda de shows. Além de passar por diversas cidades brasileiras com a turnê “Love Song”, o cantor foi ovacionado por plateias de até três mil pessoas em recentes shows no México.