Arquivo da tag: Decoração

EM SEU 14º ANO NA CASA COR GATTAI PARTICIPA DE DOIS AMBIENTES

A Gattai Estruturas em Aço estará presente em mais uma edição da Casa Cor São Paulo, maior mostra de arquitetura e decoração da América Latina, e pelo segundo ano consecutivo a Boutique do Aço fará os corrimãos de acessibilidade do evento. A empresa também participará de dois lindos ambientes, da Paola Ribeiro e do Olegário de Sá e Gil Cioni.

Denilson Machado.jpg
Espaço de Paola Ribeiro. (Foto: Denilson Machado)

No espaço da arquiteta, a Gattai realizou o pergolado e a cobertura de vidro que completou o ambiente externo harmonizando com o jardim vertical, unindo beleza e conforto para o local.

Já no escritório de Olegário e Gil, a serralheria artística para o corrimão, o vidro e o reforço metálico interagiram no cenário dos arquitetos, resultando em detalhes refinados para o acabamento do projeto.

A assinatura da Boutique do Aço originou-se em uma decoração única e contemporânea pela versatilidade do aço, destacando a qualidade e seu atendimento personalizado.

“Em nosso 14º ano na Casa Cor São Paulo, nossa intenção é sempre levar o melhor das estruturas metálicas e serralheria artística para os ambientes de nossos parceiros. A Gattai preza pela qualidade de nossos produtos e tenho certeza de quem comparecer ao evento admirará os projetos”, afirmou o sócio-diretor da Gattai Estruturas em Aço, Antonio Gattai.

Serviço:
CASA COR
Data: 23 de maio a 23 de julho
Horário: Terça a domingo das 12h às 21h
Local: Jockey Club d São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1075
Mais informações: casacor.abril.com.br ou (11) 3037- 6857Denilson Machado.jpg

Conforto, masculinidade e tons neutros

Arquitetos assinam apartamento de jovem solteiro no centro de Florianópolis

 Transformar um apartamento antigo em uma planta atual, jovem e integrada. Esse foi o maior desafio dos arquitetos Antônio Medeiros e Roberta Feijó, da StudioVert Arquitetura, ao conceber o projeto para um jovem solteiro no centro de Florianópolis; o cliente deixou claro o seu desejo: ambientes contemporâneos, confortáveis, com um toque masculino e neutro.

ViewImage.jpg
Tons neutros ditam a tendência para ambientes integrados. (Foto: José Luis Somensi)

Um dos principais pedidos do cliente foi a valorização da área social. Para isso, a solução da dupla foi remover as paredes da cozinha e integrá-la ao living, e inverter a antiga sala de jantar com o home.

Dessa maneira, foi utilizado a base sóbria na paleta de cores fendi, com pinceladas de preto e cinza. A madeira entra trazendo calor e aconchego em contraponto aos móveis soltos em inox e vidro (como a mesa de centro e lateral, no home). O piso foi substituído por porcelanato padrão concreto no formato 1M X 1M. O rebaixo de gesso escondeu a estrutura e acentuou a contemporaneidade através de rasgos e iluminação indireta. A porta de entrada foi revestida com a mesma lâmina utilizada na marcenaria e ganhou um puxador imponente. Já no hall, a parede foi revestida em espelho com arandela “fileto” embutida e bancada com vaso suspenso com arranjo conceitual.

Para valorizar a parede principal, disfarçando as portas que dão acesso tanto à área de serviço como à área íntima, foi feito um grande painel em espelho junto com um revestimento cimentício “castelatto”. No centro desta parede se destacam a ilha com acabamento em laca e bancada em silestone compondo com o vidro argentado bronze da torre. A mesa de jantar em vidro se encaixa nesta e recebe cadeiras design madeira Studio Ambientes e banco com um encosto em tecido.

O painel do home no formato “L” dá continuidade ao espaço. Nele, foi aplicado o vidro preto disfarçando a TV, a madeira e a laca fendi, dando unidade ao conjunto. “O proprietário é grande admirador de fotografias, sendo assim reunimos o acervo pessoal do mesmo para compor a parede de fotografias black & White e utilizamos luminárias balizadoras no rodapé imponente dando mais charme ao espaço”, explica o arquiteto Antônio Medeiros.

Na suíte master a palavra de ordem foi conforto: cabeceira e cama baixa estofados e revestidos em camurça cinza. Detalhe do papel parede cobrindo a parede/forro e recebendo iluminação indireta. O outro dormitório abrigou o closet e o office. “Nele repetimos a paleta sóbria com destaque ao papel de parede mais ousado, com espelho apoiado com moldura preta”, explica a arquiteta Roberta Feijó.

Para finalizar, o box foi integrado ao quarto através de um pano de vidro. O banheiro recebeu pastilhas coloridas, espelhos amplos, bancadas em porcelanato e nichos embutidos.

Decoração com pedras naturais

O ser humano usa pedras naturais em seus lares desde sempre. Mas, se no passado fazia isso por necessidade, hoje faz devido a fatores estéticos. As pedras naturais são parte integrante da decoração da casa e ajudam a deixar os ambientes mais bonitos e confortáveis.

Mas escolher pedras naturais para decorar a casa não é tão fácil quanto parece. Hoje em dia existe uma grande variedade de pedras e o visual delas instaladas não depende apenas do material escolhido, mas também do local em que ela será instalada. Uma parede interna revestida com pedras naturais e uma iluminação especial, por exemplo, pode ser o destaque da casa.

ViewImage (1).jpg
Itanhangá Pisos e Revestimentos dá dicas de como utilizar pedras naturais na decoração. (Foto: Divulgação)

Não existem restrições na hora de criar uma decoração com pedras naturais, mas é preciso estar atento aos detalhes característicos de cada material para aproveitá-los da melhor maneira possível. Além disso, verificar se a extração da pedra foi feita de forma sustentável também é sempre importante. Por isso, conheça as principais características das pedras naturais mais usadas na decoração:

Mármore: oferece ótima durabilidade e resistência a impactos. Mas, como é muito poroso, o mármore acaba se desgastando rápido e manchando devido ao acúmulo de líquidos. Entretanto, quando bem tratado, o mármore é um ótimo material para se usar numa decoração mais elegante. Ele é recomendado para ambientes principalmente com pouca circulação de pessoas.

Granito: um bom material para se usar em vez do mármore é o granito, que também é bastante resistente a impactos e peso, oferecendo uma ótima durabilidade. O granito pode ser usado no piso e em paredes tanto em ambientes internos quanto externos, ajudando a compor um ambiente mais refinado.

Ardósia: com o valor bastante acessível, a ardósia é uma pedra natural popular e resistente, mas extremamente escorregadia quando molhada. Por isso, é mais comum vê-la em paredes, como um detalhe decorativo. Como é porosa, a ardósia mancha com facilidade e não deve ficar molhada por muito tempo.

Miracema: usada muito para o calçamento de áreas externas por ter um valor bastante convidativo, a miracema é muito resistente à água e a impactos e. Além disso, por ser um antiderrapante natural, deixa o calçamento muito seguro. Sua instalação é muito simples, pois as peças são cortadas para se encaixarem com facilidade.

Arenito: costuma apresentar um visual rústico, porém incrível. Fica lindo tanto em pisos quanto em paredes. Como o arenito é cortado de forma irregular, o material costuma ser mais difícil e demorado de instalar, exigindo atenção especial de profissionais especializados. Depois de instalado, o arenito deve ser limpo com frequência, pois apesar de não manchar, pode acumular sujeira.

Quartzito: naturalmente antiderrapante, o quartzito absorve líquidos com facilidade. Costuma ser muito usado em áreas de lazer a ao redor de piscinas pois não absorve calor e se mantém fresco sempre, o que a torna uma ótima opção para murais decorativos dentro de casa, contribuindo para manter o espaço menos quente.

Misture estampas nesse inverno

Companheiras de sofá, as almofadas da Art Maison transformam a decoração

Almofadas estampadas é umas das tendências de decor em 2017 e, com as temperaturas caindo, vale lembrar que o visual do sofá também merece uma repaginada para ser abrigo nos dias de cobertor e aconchego.

A Art Maison dá dicas de como combinar as almofadas de várias maneiras, e uma delas é: estampas coordenadas na mesma gama de cor. Perfeitas em suas formas geométricas, combinam com aquele estilo de decoração mais despojada.

imagem_release_932654.jpg

Para os mais discretos, uma estampa + duas da mesma paleta valorizam o sofá monocromático e dão o charme que o ambiente precisa, sem fugir do clássico:

Inovar é trazer as cores da tendência de moda para sala. A dupla rosa e vermelho é aposta certa para fugir do comum.

E que tal a mesma cor em estampas diferentes? Essas almofadas remetem a natureza e podem ser companheiras daquelas tardes amenas.

Modernizar vale para todas as estações do ano, mas em especial neste “friozinho”, as almofadas da Art Maison aquecem a família toda!

Conheça as luminárias e portas-vela feitos à base de Sal Rosa do Himalaia

Além de decorar e iluminar, peças trazem benefícios à saúde e ao ambiente

Em relação ao consumo do Sal Rosa do Himalaia, diversos benefícios são conhecidos quanto à sua versão alimentícia, mas, tratando-se de um elemento composto, é possível trabalhar sua essência em diversas formas, como por exemplo: sal de banho, chapa de cristal, temperos, cosméticos e até mesmo peças decorativas, como portas-vela e luminárias.

imagem_release_931847.jpg
Natural Wonder lança luminárias feitas à base do Sal Rosa do Himalaia. (Foto: Divulgação)

As luminárias e os portas-vela de Sal Rosa do Himalaia são combinações entre a luz (lâmpada) e o Sal Rosa – o que gera íons negativos, que só são provocados, normalmente, em caso de ondas marinhas, quedas d’águas e até mesmo raios. Esses íons são liberados quando se toma banho de mar, ou até mesmo chuva, por isso essas situações normalmente geram uma sensação de bem-estar e renovação, pois neutralizam os íons positivos gerados por aparelhos eletrônicos com esses negativos.

“Além de serem peças charmosas, que iluminam e decoram a casa, a Luminária e o Porta-vela de Sal Rosa do Himalaia trazem vida, literalmente, ao ambiente pois equilibram a ionização do local, auxiliando, inclusive, a retirar partículas de mofo, fungos e fumaça”, comenta o sócio-diretor da empresa, Andres Vicencio.

As luminárias e os portas-vela podem ter tons e formatos diferentes em suas peças, primeiramente por serem produtos produzidos de forma manual, esculpidos por artesãos no Paquistão, e extraído das rochas. “A cor pode variar entre vermelho e laranja por conta da presença de minerais, como ferro e manganês”, comenta a sócia-diretora da empresa, Valéria Simonini.

Para conhecer os modelos de luminárias e portas-vela da Natural Wonder e saber mais sobre a empresa, acesse: http://www.naturalwonder.com.br 

PARANATEX SE INSPIRA NO DESERTO E TRAZ ESTAMPA DE CACTOS PARA DECORAÇÃO DE INTERIORES

A empresa aposta no padrão botânico como tendência no décor na coleção Magna Casa lançada recentemente e feita em 100% algodão com acabamento semi-impermeável Easy Clean

A decoração inspirada no deserto comemora a força da natureza que moldou o mundo fora de nossas portas e muitas pessoas desejam trazer essa beleza majestosa para dentro de casa. Então, uma dica é usar os tecidos de decoração da Paranatex Têxtilcom estampas divertidas de cactos da coleção Magna Casa com acabamento Easy Clean, obtido por meio de um tratamento especial que confere uma cobertura semi-impermeável, o qual protege as fibras de possíveis manchas.

ViewImage (2).jpg
Paranatex apresenta novos tecidos com cactos. (Foto: Divulgação)

Os cactos são vistos em algumas culturas como símbolo de amor incondicional, porque mesmo em condições difíceis ele prospera. E por ser um tipo de planta que possui capacidade de armazenar água simboliza também o “tesouro escondido”, bem como a resistência e a capacidade de se adaptar a situações e ambientes, pois sobrevive em habitats extremamente quentes e secos.

Com os tecidos da Paranatex nesta estampa é possível produzir uma série de itens com um estilo mais descontraído, como móveis estofados, almofadas, cúpulas de abajur, cortinas, artesanatos em geral e servem também para revestir até paredes. Os cactos são desenhados nos tons de azul e verde com flores na cor rosa e vermelha em um fundo off white.

Os cactos apresentam algumas curiosidades bem interessantes, por exemplo, os espinhos têm dois papéis principais: eles impedem a perda de água através da transpiração e mantém a planta segura de animais. Além disso, a água do cacto tem uma densidade mais alta comparada com a água da torneira, todavia comenta-se que é segura para beber.

Luminárias divertidas para uma decoração despojada

Modelos incomuns que viraram luminárias ganham cada vez mais lugares nas casas

A decoração também serve para exibir tudo o que o morador mais ama, por isso, nada melhor do que apostar em objetos que, além de serem funcionais, são modernos e despojados. Com o fun design, luminárias podem compor a decoração de todos os ambientes da casa, desde a sala à área gourmet.

imagem_release_891415.jpg
Ilumini Light lança luminárias divertidas. (Foto: Divulgação)

Engana-se quem pensa que luminárias assim só fazem a cabeça das crianças. De vários estilos, tamanhos e cores, a Ilumini Light oferece vários modelos de luminárias. As de lightbox são uma boa opção para quem gosta de frases divertidas, como: “Keep Calm and Turn Me On” e “Antes só vinho do que mal acompanhado”. E, para a área de lazer: a lightbox “Beer” ou o cachepot no formato de vaso de planta.

Foguetes, unicórnios, vaquinha, elefantes, dinossauro e Hello Kitty, opções de abajures não faltam para o quarto das crianças, assim, até o medo do escuro vai embora. Porém, diferentemente dos abajures, que só iluminam um pequeno espaço do cômodo, os lustres pendentes oferecem luz geral. Para quem gosta de diversificar, a Ilumini Light também possui pendentes em formatos de nuvens e estrelas.

A decoração que parecia “morna” ganha um toque alegre com os inusitados objetos, e passam a iluminar a casa e o sorriso de quem mora nela.

PARANATEX LANÇARÁ A COLEÇÃO MAGNA CASA NA 3ª ABUP TÊXTIL

Na feira, o público encontrará uma variedade de estampas, como listras e abacaxis, em acabamento semi-impermeável nos tons vermelho, verde, azul, ouro rosé,

image020.jpgA fabricante de tecidos de decoração Paranatex Têxtil lançará a coleção Magna Casa na Abup Têxtil, que acontecerá de 21 a 24 de março, no Centro de Eventos Pro Magno, em São Paulo. Prestes a completar 50 anos, a empresa pesquisou e reuniu as últimas tendências para apresentar aos seus clientes estampas inspiradas em aspectos vindos de várias regiões do mundo, como também na natureza, frutas, figuras geométricas, tapetes kilinsikatstie dye, listras, falsos lisos, além dos estilos étnico africano e folk, com destaque para cultura brasileira representada através das bananeiras.

Nos coordenados, as cores são intensas assim como as referências dos motivos kilinsikats e folks vindas de vários países tais como: Turquia, Irã, Rússia, China, Paquistão, Marrocos, Índia e Indonésia . A Designer Têxtil Angélica Giovannini comenta: “são utilizados, principalmente, os tons de vermelhos, verdes, azuis e amarelos. Numa outra família de inspiração mais natural e tropical, trabalhamos coordenados com desenhos temáticos de folhas de bananeiras, cachos de bananas com fundos coloridos contrastantes, cactos e abacaxis com listras”.

Tecidos que continuam no catálogo da Paranatex

O público que for ao estande da empresa, poderá apreciar outras coleções que não são novidades, mas permanecem linha. São elas: OmegaOlimpoAcrópoleCentauroSantorini e (lisas). Já as estampadas são: Centauro Plus, Omega Plus e Grécia. Inclusive, a cor da Pantone 2017, Greenery, pode ser vista em detalhes de folhas e flores.

Acerte na decoração do quarto infantil

Repaginar esse ambiente não é uma tarefa simples, mas a arquiteta Cris Paola reuniu algumas dicas que vão te ajudar nessa transformação sem nenhum estresse

O bebê já saiu das fraldas há alguns anos e pede para os pais um quarto com as suas cores prediletas e um cantinho todo especial para receber os amigos. Calma, não se desespere! Entender as necessidades dos pequenos é o primeiro passo para a mudança, seguido pela atenção com a praticidade e a segurança deles. Já que o ambiente, independentemente da metragem, é o lugar onde eles têm autonomia e privacidade, vale estudar em cada detalhe.

ViewImage.jpg
Studio Cris Paola dá dicas para decorar o quarto do(a) filho (a). (Foto: Divulgação)

A arquiteta Cris Paola, do Studio Cris Paola, reuniu algumas sugestões para transformar o quarto da criança em um palco das suas melhores brincadeiras e, ao mesmo tempo, um espaço de relaxamento e do início da vida estudantil.

Uso das cores

A escolha do tom do ambiente é essencial, pois ditará a qualidade do sono da criança e influenciará no humor dela. Pensando nisso, as cores predominantes da decoração devem ser neutras. Nuances quentes devem ser evitadas e colocadas apenas pontualmente para garantir uma atmosfera alegre e viva. Mas atenção: nada de pintar o ambiente inteiro com uma paleta intensa, pois além de se tornar cansativa com o tempo também deixará a criança agitada.

Escolha dos Móveis

Antes de comprar o mobiliário é preciso prestar atenção na sua resistência e segurança, que sempre devem estar em primeiro lugar. Isso não significa que as peças precisem ser feias e sem graça. Na seleção da cama, vale investir em um colchão com tamanho de adulto, de modo a gastar uma vez só – depois basta substituir apenas a base da cama, caso ela tenha uma temática infantil. Aposte em um armário com prateleiras ajustáveis, apropriado para acompanhar o seu filho por longos anos em diferentes idades.

Cantinhos especiais

Ter espaços para cada momento é muito importante para que o pimpolho aprenda a se organizar e comece a entender que tudo tem um lugar certo. Mas, não é necessário ter um espaço delimitado para cada coisa. Um cestinho e uma prateleira já são suficientes. Na primeira infância, que se estende até os sete anos, o ato de brincar é muito importante para o desenvolvimento da criança.

Por isso, deixe os brinquedos ao alcance dela. E para que as mamães não fiquem loucas com tantos brinquedos espalhados pelo chão, use e abuse de cestos e bancadas baixas, possibilitando que os pequenos criem suas brincadeiras ou usem para desenhar. Também convém ter um canto de leitura, já que é primordial estimular o hábito de leitura desde cedo. Um tapetinho, uma estante ou mesmo prateleiras compõem muito bem o cenário.

Como utilizar o papel de parede no décor do quarto do bebê

*Por Ellen Silveira

Decorar o quarto do bebê nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente se você é mamãe de primeira viagem. São inúmeros detalhes e muitas vezes não sabemos por onde começar.

Neste caso, a minha dica é priorizar o décor das paredes. Eu sempre opto pelos papéis de parede, já que garantem aconchego e conforto ao ambiente. Na maioria das vezes, o cliente nos sinaliza tons ou temas específicos e baseamos a escolha do item em cima desses pilares, já que sempre o tratamos como protagonista do projeto, buscando o conceito e estilo da decoração. Feito isso, escolhemos os móveis e os tecidos.

6f28e0f12ee9329306776af7b129a3ad_L.jpg
WVS Arquitetura dá dicas de como utilizar papel de parede no quarto do bebê. (Foto: Divulgação)

Se você ainda está em dúvida com relação às cores, priorize os matizes mais claros e suaves, como os pastéis, para proporcionar um cantinho tranquilo para o sono e dia a dia do bebê.

Hoje em dia é muito comum usarmos papéis em todo o quarto. Gosto da uniformidade que essa instalação traz ao cômodo, mas, caso resolva usar em uma parede específica, é importante escolher aquela de maior destaque, como a do berço ou da cama da babá.

Para que a aplicação do papel fique perfeita, é imprescindível que a superfície esteja nivelada. Caso a parede apresente ondulações, é necessário prepará-la com gesso ou massa corrida. Já nivelada, o próximo passo é passar um pano úmido para que fique limpa e livre de pó antes da aplicação.

Como existem várias estampas, texturas e padronagens para os papéis, é muito importante que ele seja aplicado por um profissional, que irá assessorar para que os desenhos e estampas sejam casados e que as emendas fiquem perfeitamente ajustadas, além de evitar o desperdício e compra desnecessária de material.

Para indicar a durabilidade do papel, deve-se ter certeza de que o local a ser colocado esteja livre de umidade, mofo, pó ou sujeira constante, pois isso fará com que ele desgrude e danifique facilmente. Outro cuidado que deve ser tomado é verificar se não existe infiltração ou se ele ficará exposto ao sol, pois isso ajuda a diminuir a vida útil do produto. Caso o local siga todos esses requisitos, a durabilidade deve ultrapassar os cinco anos, dependendo da qualidade.

Com as novas tecnologias investidas na fabricação deste tipo de revestimento, alguns chegam a durar até o dobro deste período. Os papéis de fibras naturais são mais delicados e não devem ser molhados. A limpeza deve ser feita somente com espanador ou aspirador de pó. Já os papéis vinílicos, tem uma durabilidade ainda maior. São fabricados em PVC e resistem à umidade e poeira, além de serem mais fáceis de limpar: apenas um pano úmido com detergente liquido é suficiente.

*Ellen Silveira é decoradora da WVS Arquitetura, sócia do arquiteto Dino Vasconcelos e colaboradora da Celina Dias Bebê.