Arquivo da tag: Decoração

Marrs Green: a favorita na opinião popular

Há um ditado que diz: A voz do povo é a voz de Deus. Muitas vezes, essa máxima prevalece. Eleita pela Pantone, a cor Greenery foi desbancada pela Marrs Green, que caiu no gosto dos consumidores

ViewImage.jpg
Canto de leitura projetado por Carmen Calixto tem poltrona estofada com tecido na cor Marrs Green. (Foto: Henrique Queiroga)

A Pantone, fornecedora profissional de padrões de cores para a moda e o design, determinou o Greenery, um verde musgo, como a cor de 2017. Mas, após uma pesquisa realizada pelo projeto World’s Favourite, descobriu-se que entre os consumidores, outra cor, com tom até similar ao Greenery, é mais popular: o Marrs Green.

Formado pela mistura de tons de verde, azul e cinza, essa cor – de fato – caiu no gosto popular e a prova disso é que seu uso já se faz presente em diversas composições do décor. “Desde que usada de maneira correta, esse tom combina com todos os estilos de decoração proporcionando aos espaços alegria e leveza”, explica a arquiteta Carmen Calixto.

Certamente esses foram os motivos que fizeram com que a Marrs Green fosse eleita a favorita de milhares de pessoas em mais de cem países. Porém, por ser um tom que não passa desapercebido, é importante ficar atento a alguns detalhes, como explica a arquiteta Carmen: “O Marrs Green é uma cor fresh, mas marcante. Sendo assim, para não errar, é indicado usá-la de maneira pontuada. Caso a pessoa opte por usar em grandes áreas – como numa parede, por exemplo – é interessante mesclá-la com o tom branco para não criar uma sensação de ambiente infantil e também para não enjoar”, comenta Carmen.

Uma outra boa dica para não errar no uso dessa cor é usá-la em adornos. “Os adornos, por serem peças menores, criam elementos de cor na composição sem – no entanto – demarcá-la demais. Em nossa loja, os objetos em Marrs Green têm tido grande saída e isso se deve ao seu alto poder de personalizar os espaços transmitindo uma agradável sensação de frescor e aconchego aos ambientes”, destacam Míriam Gatti, designer de produto, e a arquiteta Gabriela Brasil, sócias-proprietárias da loja Oca Brasil.

Na Oca, cachepôs, vasos e porta velas nesse tom são os itens mais procurados. “São objetos que despertam um sentimento afetivo, de lembranças do lar e de momentos agradáveis; principalmente relacionados à espiritualidade e a natureza”, encerram Míriam e Gabriela.

Aser Decor sugere papeis de parede diferenciados para todos os tipos de ambientes

Variações de cores, texturas e estampas podem criar um visual moderno, tradicional, aconchegante ou espaçoso

Os papeis de parede são tendências e excelentes alternativas para aqueles que pretendem mudar a decoração da casa sem gastar muito. Existe uma variedade de opções que vão dos mais clássicos ao despojado, dentre eles estão os desenhos geométricos, neutros, com flores, listras e estampas de animais.

Papel de parede quarto.jpg
Aser Decor sugere papeis de parede para os mais variados ambientes. (Foto: Divulgação)

Segundo Daniel Palhares, proprietário da Aser Decor, diferente do que muitas pessoas pensam, os papeis de parede não estão restritos apenas as salas e living, também estão presentes na cozinha, quarto e até no lavabo. “ Para decorar um ambiente devemos levar em conta o gosto do proprietário da casa, mas não basta apenas gostar do designer, é preciso pensar no tamanho do local, móveis e decoração que irão compor o espaço”, afirma.

A escolha do papel de parede também faz toda a diferença, alguns modelos fazem com que os cômodos pareçam maiores ou menores, mais ou menos iluminados. As variações de cores, texturas e estampas podem criar um visual moderno, tradicional, aconchegante ou espaçoso.

Além das vantagens estéticas e econômicas, a instalação do papel de parede é simples e não deixa cheiro e nem resíduos na casa. “Depois de aplicado permanece perfeito por mais de cinco anos, uma duração maior que de algumas tintas”, ressalta o empresário.

Os papeis de paredes custam podem ser adquiridos pelo site http://www.aserdecor.com.br ou pessoalmente na loja  da Aser Decor,  localizada na Av.  Pompeia, 887, São Paulo, de segunda a sexta-feira, das 9 às 19hrs, e aos sábados das 9 às 14hrs.

Como usar plantas naturais na decoração

Especialista indica algumas espécies ideais para ter em casa

A beleza, requinte e personalidade de um espaço, depende diretamente da escolha dos elementos que vão compor o ambiente. Saber identificar aquilo que converge com as próprias preferências e alinhá-lo ao conforto, praticidade e elegância, exige um olhar crítico. Para a professora do curso de Design de Interiores do Centro Europeu, Jordana Fraga, o uso de plantas naturais como itens de decoração, é uma ótima opção para ressignificar e dar vida ao espaço.

decorsuculentas.jpg
Jordana Fraga, do Centro Europeu, dá dicas de como utilizar plantas na decoração. (Foto: Divulgação)

Segundo a especialista, cada canto da casa ou apartamento precisa trazer felicidade ao morador, sensação transmitida com frequência pelas plantas. Ela atribui o êxito da tarefa especialmente às espécies naturais, que, quando utilizadas em consonância às condições disponíveis – espaço, iluminação e pontos hidráulicos, por exemplo – podem transformar um espaço.

Avaliadas as circunstâncias do local, há algumas plantas “coringa”, que funcionam bem em diferentes tipos de ambientes. As suculentas são um exemplo disso. “Você consegue montar seu próprio vaso com suculentas para uma mesa lateral ou de centro, transformando aquilo em uma marca personalizada”, sugere. Outra possibilidade é reservada às orquídeas, cuja sofisticação as tornam clássicos e, por consequência, uma aposta certeira. “Assim como as orquídeas, os lírios têm uma durabilidade mais longa, de seis meses, e são ideais para ambientes fechados”, complementa.

A professora, ainda faz uma ressalva. Assim como as cores, móveis e revestimentos, as plantas devem corresponder ao perfil do local. “É importante que as escolhas de flores e plantas estejam de acordo com as preferências e necessidades dos moradores ou frequentadores do espaço. Ter esse cuidado garante a total harmonia na composição do ambiente”, finaliza.  

ESPAÇO DA VIVERE RECEBE 6ª EDIÇÃO DA MOSTRA ARTE & DECORAÇÃO

Assinados pelo arquiteto Gustavo Martins e pela paisagista Catê Poli os ambientes ganham decoração que destaca o charme da casa dos anos 40

A tradicional Mostra Da Vivere Arte & Decoração inaugura sua 6º edição, em Campos do Jordão Na edição 2017, o Espaço Da Vivere conta com ambientes inspirados no charme da região, reconhecida pelo clima frio e aconchegante. “A ideia foi interferir o mínimo possível na arquitetura original, valorizando alguns elementos arquitetônicos e buscando um resultado cênico para os ambientes”, destaca o arquiteto Gustavo Martins, responsável pela decoração da casa construída na década de 1940.

ViewImage.jpg
Espaço da Vivere inaugura 6ª Mostra  de Arte & Decoração. (Foto: Divulgação)

O preto e branco foram as cores definidas como base deste projeto. À partir delas, diferentes padrões geométricos criam movimentos inspiradores nos lounges e no espaço de leitura. Na Gourmeteria, ambiente central considerado o coração da casa, chamam atenção o mobiliário Florense e a bancada em Staron, superfície lançada recentemente pela Samsung.  Recheado de design, os destaques do espaço ficam por conta da Poltrona Sotto, Luminária Sputnik e Arandela Globo, respectivamente assinadas pelos designers Ronald Sasson, Ana Neute e Marcelo Caruso para a Itens. Quadros de Fernanda Naman , telas da Liberal Marini e tapetes da Hariz, para a  Christiane Brito Maison – Moveis e objetos, complementam o espaço.

Já a paisagista Catê Poli, em seu espaço de 40m² criou dois lounges externos bem contemporâneos e confortáveis para receber os convidados dos eventos. Os destaques dos espaços ficam por conta do gazebo de aço da Gattai e do Sofá Caçua, assinado peço designer Sergio Matos, para a Artefacto Beach & Country. Ainda no jardim, podem ser encontrados diversos tipos de plantas, como costelas-de-adão, guaimbês, zamioculcas, crássulas, suculentas, lavandas, aspargos rabo-de-gato e orquídeas Phaleonopsis.

Uma parede em branco serviu como tela para a artista Gislaine Eras apresentar seu trabalho na mostra com a obra “A originalidade nos pequenos detalhes”. Na instalação, ela utilizou uma caneta posca em várias espessuras, na cor preta. Outra obra de arte que poderá ser conferida na Da Vivere é a Seleta – feita em tinta acrílica, óleo e areia, com predominância das cores branco, preto, amarelo nápoles, vermelho cadmiun, e cinza, do artista brasileiro Joarez Filho.

A Mostra já conta com importantes eventos programados para os cinco finais de semana de julho, todos voltados a arquitetos e decoradores. Ao fim da exposição, a elegante casa se torna cenário ideal para receber eventos corporativos, oficinas de gastronomia, música erudita e ações de networking após a famosa temporada de inverno de Campos do Jordão. “O Da Vivere está preparado para receber grupos de até 70 pessoas, e sedia também apresentações de produtos e serviços durante todo o ano”, complementa Bruno Alvim, diretor da marca.

Arquitetos convidados: Área externa – Catê Poli, Área Interna– Gustavo Martins/ Artistas Convidados: Gislaine Eras, Joarez Filho/Realização: Teaser, Programa Tudo com Estilo/ Patrocínio:Blum, Florense/ Apoio Área Externa: Artefacto Beach & Country, Casa Mansur, Gattai Estruturas em Aço/ Apoio Área Interna: Christiane Brito Maison – Moveis e objetos, Elite Superfície, Itens, Samsung Staron/ Buffet: Buffet Cintra, Enoteca Decanter SJC.

SERVIÇO
ESPAÇO DA VIVERE
6ª EDIÇÃO DA MOSTRA ARTE & DECORAÇÃO
Duração: 1 mês
Entrada Gratuita – com agendamento
Tel: (12) 3923-4040
Rua Alexandre Machado, 22 – Capivari, Campos do Jordão
www.davivere.com.br

Quarto que abraça

Criar um quarto que ultrapasse as barreiras do aconchego e permita uma experiência única de prazer e relaxamento não é fácil, mas é possível! O segredo está na decoração

No final de um longo dia de trabalho tudo o que se deseja é chegar em casa logo, tomar um banho, jantar e, enfim, relaxar no quarto para recarregar as energias para o dia seguinte. Por isso mesmo, esse ambiente é um dos mais importantes da casa. Não é à toa que os projetos contemplam nesse espaço uma decoração mais acolhedora.

Mas para que as pessoas se sintam realmente à vontade nesse ambiente é necessário ser criterioso com a decoração. Ela faz toda a diferença para criar um clima intimista e relaxante. A designer de interiores Melina Mundim tem o dom e a sensibilidade em captar tudo que é necessário para criar um quarto que ultrapassa o conceito de conforto e faz as pessoas se sentirem abraçadas, culminando no máximo de descanso. “Para um quarto ser realmente acolhedor e relaxante ele precisa assumir a função primordial: ser um quarto. Local de recolhimento. Para tanto, no máximo uma poltrona para leitura. Depois dessa premissa, a composição certa de materiais e texturas ajuda o olhar a também ver o aconchego”, destaca a designer.

Apto Lourdes
Projeto Melina Mundim: Cortina de madeira com reposteiro em linho, cama fofinha, criado mudo em madeira maciça, iluminação indireta da arandela e abajur ajudam a criar um clima extremamente acolhedor ao quarto. (Foto: Rodrigo Tozzi)

Melina conta quais recursos lança mão para garantir uma atmosfera tão prazerosa no quarto: “Um dos principais requisitos é a iluminação. De preferência a indireta com arandelas, abajures e sancas. Não é necessário iluminação geral no quarto, nem de muita iluminação. A luz deve sempre ser amarela”.

Outras opções amarram a decoração e ajudam a tornar o quarto mais confortável. “Para aquecer o espaço, uso papel de parede ou revestimentos como tijolinhos, bem como painéis de madeira. Cabeceiras de tecido também são um coringa para este efeito. Uma cama fofinha é muito convidativa para o descanso. As cortinas também fazem diferença. Sempre que possível, utilizo as de tecidos pesados e fartos”, detalha a designer.

A profissional aponta que quartos multiuso desfavorecem o descanso, mas esclarece que o perfil do morador é quem vai determinar o tipo ideal de projeto. “Eu gosto de criar ambientes com sentimento. Tenho a preocupação de como o espaço vai ser utilizado, se estará agradável para a convivência familiar. Gosto muito de casa com história, com lembrança” completa Melina.

Em um de seus vários projetos, em destaque na foto acima, com o intuito de criar um quarto que fosse o mais acolhedor possível para um viúvo que viaja muito a trabalho, a designer trabalhou com tons sóbrios que combinassem com a personalidade do cliente, porém, com pitadas de texturas. “O papel de parede é de palha marrom. A cortina de madeira com reposteiro em linho, bem masculino. O criado mudo em madeira maciça de design dá personalidade. A iluminação indireta da arandela e abajur ajudam no clima acolhedor, ao mesmo tempo em que as peças são em metal”, enumera Melina.

Arquiteto fala sobre a importância do projeto de arquitetura para espaços pequenos

Quando uma empresa pequena decide abrir um escritório é comum que o próprio dono defina como o ambiente será ocupado. No entanto, quando falamos de projetos de arquitetura para áreas pequenas, o trabalho de um profissional é tão importante ou mais do que para uma grande empresa.

A arquiteta Sonia Acciaris, sócia da Casa 3 Arquitetura e especialista em projetos corporativos conta que pequenos espaços precisam de soluções ainda mais bem pensadas. “É comum que escritórios pequenos precisem de um projeto que otimize o espaço, tornando-o não só esteticamente bem composto, como também funcional, tanto para a equipe quanto para os clientes”.

ViewImage.jpg
Casa 3 arquitetura dá dicas para decoração de espaços pequenos. (Foto: Divulgação)

A ocupação criativa de um escritório tende a garantir um ambiente harmonioso de trabalho, criando uma sensação de amplitude visual mesmo que a área seja realmente reduzida. “A utilização de um mobiliário apropriado, assim como o melhor aproveitamento das características arquitetônicas do espaço, garante um local de trabalho confortável e agradável para todos os usuários”.

Sonia conta que, quando o ambiente agrada aos colaboradores, a produtividade fica garantida. “Além disso, mesmo em um ambiente pequeno é possível se passar credibilidade aos clientes, principalmente quando se percebe que o espaço foi projetado pensando prioritariamente no desenvolvimento das atividades da empresa e no conforto dos usuários”.

A arquiteta lembra que todo o detalhe pensado influencia na forma como o espaço é percebido e é por isso que é tão importante contar com um projeto feito por um arquiteto ao se abrir um escritório, mesmo se tratando de uma empresa em área reduzida.

“Nem sempre damos a devida importância a um ambiente corporativo, mas desde a cor da parede à disposição dos móveis, passando pela iluminação, tudo interfere em como enxergamos a empresa. E nenhum empresário quer deixar de ser levado a sério porque errou na escolha de um detalhe. Por isso, é sempre importante contar com um projeto personalizado de arquitetura corporativa”.

Ela lembra que profissionais especializados em arquitetura corporativa são capazes de indicar as melhores formas de utilização do espaço, assim como indicar como unir estética e funcionalidade e, ainda, respeitando a legislação: “Também é importante levar em consideração a legislação vigente para que o projeto fique adequado e atenda a todas as normas e exigências dos órgãos reguladores”.

Sonia finaliza lembrando que a arquitetura corporativa existe justamente para ajudar as empresas a se instalarem corretamente e fazer uso do espaço disponível de forma eficiente e econômica. “Se uma empresa não consegue se adaptar ao espaço que possui, é provável que a falta de um projeto corporativo personalizado esteja realmente afetando-a”.

 

Praticidade e sofisticação unidos em apartamento para jovem no centro de Florianópolis

Os ambientes escuros e um bom espaço de bar foram umas das poucas exigências feitas pelo cliente

Neste projeto, tudo foi pensado para se adequar ao gosto e estilo do proprietário, que adora receber visitas e viajar. Os arquitetos do StudioVert trouxeram um ar cosmopolita e sofisticado ao local com referências internacionais.

O proprietário adquiriu seu primeiro imóvel no centro de Florianópolis pelo fácil acesso ao trabalho, e solicitou que a duração da obra não fosse muito extensa, já que desejava mudar-se o quanto antes. Apenas itens pontuais do imóvel foram modificados: pintura, revestimentos do banheiro e a inclusão de uma parede de elemento vazado esmaltado (elemento V) para separar a cozinha da circulação íntima e dar personalidade ao projeto.

ViewImage (2).jpg
StudioVert apresenta apartamento apartamento prático. (Foto: Divulgação)

“As paredes de todos os ambientes receberam tinta acetinada de Tubarão Cinza (Suvinil) e caprichamos na marcenaria, que mescla MDF preto, MDF metalizado cinza e lâmina de madeira”, explica o arquiteto Antônio Medeiros.

No living com home e jantar integrados o destaque vai para o bar, que foi especialmente desenhado para o cliente, um bom apreciador de vinhos. O espaço abriga duas adegas refrigeradas com fundo em espelho, dando profundidade e iluminação cênica com efeitos diferenciados.

Para quebrar a base escura e sóbria foram utilizados móveis soltos com cores marcantes – sofá em capitonê azul turquesa, mesa de jantar em laca amarela e mesa de centro em vidro berinjela, os quais juntamente com tapete de listrar diagonais, desenhados pelos próprios arquitetos, trouxeram vida ao espaço. O papel de parede aveludado com arabescos atribui um ar de “boutique” e sofisticação ao apartamento.

“No banheiro social trouxemos um toque de cor e divertido através do revestimento hexagonal Chez Moi Bleu da Portobello, e deste fabricante também foi selecionado o sofisticado porcelanato esmaltado Noir Saint Laurent para compor o banheiro da suíte, que tem móveis em espelho e bancada esculpida em silestone preto”, explica a arquiteta Roberta Feijó.

A suíte master repete a paleta sóbria para dar unidade ao conjunto, e recebe papel de parede listrado e cabeceira imponente Sierra Móveis.

EM SEU 14º ANO NA CASA COR GATTAI PARTICIPA DE DOIS AMBIENTES

A Gattai Estruturas em Aço estará presente em mais uma edição da Casa Cor São Paulo, maior mostra de arquitetura e decoração da América Latina, e pelo segundo ano consecutivo a Boutique do Aço fará os corrimãos de acessibilidade do evento. A empresa também participará de dois lindos ambientes, da Paola Ribeiro e do Olegário de Sá e Gil Cioni.

Denilson Machado.jpg
Espaço de Paola Ribeiro. (Foto: Denilson Machado)

No espaço da arquiteta, a Gattai realizou o pergolado e a cobertura de vidro que completou o ambiente externo harmonizando com o jardim vertical, unindo beleza e conforto para o local.

Já no escritório de Olegário e Gil, a serralheria artística para o corrimão, o vidro e o reforço metálico interagiram no cenário dos arquitetos, resultando em detalhes refinados para o acabamento do projeto.

A assinatura da Boutique do Aço originou-se em uma decoração única e contemporânea pela versatilidade do aço, destacando a qualidade e seu atendimento personalizado.

“Em nosso 14º ano na Casa Cor São Paulo, nossa intenção é sempre levar o melhor das estruturas metálicas e serralheria artística para os ambientes de nossos parceiros. A Gattai preza pela qualidade de nossos produtos e tenho certeza de quem comparecer ao evento admirará os projetos”, afirmou o sócio-diretor da Gattai Estruturas em Aço, Antonio Gattai.

Serviço:
CASA COR
Data: 23 de maio a 23 de julho
Horário: Terça a domingo das 12h às 21h
Local: Jockey Club d São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1075
Mais informações: casacor.abril.com.br ou (11) 3037- 6857Denilson Machado.jpg

Conforto, masculinidade e tons neutros

Arquitetos assinam apartamento de jovem solteiro no centro de Florianópolis

 Transformar um apartamento antigo em uma planta atual, jovem e integrada. Esse foi o maior desafio dos arquitetos Antônio Medeiros e Roberta Feijó, da StudioVert Arquitetura, ao conceber o projeto para um jovem solteiro no centro de Florianópolis; o cliente deixou claro o seu desejo: ambientes contemporâneos, confortáveis, com um toque masculino e neutro.

ViewImage.jpg
Tons neutros ditam a tendência para ambientes integrados. (Foto: José Luis Somensi)

Um dos principais pedidos do cliente foi a valorização da área social. Para isso, a solução da dupla foi remover as paredes da cozinha e integrá-la ao living, e inverter a antiga sala de jantar com o home.

Dessa maneira, foi utilizado a base sóbria na paleta de cores fendi, com pinceladas de preto e cinza. A madeira entra trazendo calor e aconchego em contraponto aos móveis soltos em inox e vidro (como a mesa de centro e lateral, no home). O piso foi substituído por porcelanato padrão concreto no formato 1M X 1M. O rebaixo de gesso escondeu a estrutura e acentuou a contemporaneidade através de rasgos e iluminação indireta. A porta de entrada foi revestida com a mesma lâmina utilizada na marcenaria e ganhou um puxador imponente. Já no hall, a parede foi revestida em espelho com arandela “fileto” embutida e bancada com vaso suspenso com arranjo conceitual.

Para valorizar a parede principal, disfarçando as portas que dão acesso tanto à área de serviço como à área íntima, foi feito um grande painel em espelho junto com um revestimento cimentício “castelatto”. No centro desta parede se destacam a ilha com acabamento em laca e bancada em silestone compondo com o vidro argentado bronze da torre. A mesa de jantar em vidro se encaixa nesta e recebe cadeiras design madeira Studio Ambientes e banco com um encosto em tecido.

O painel do home no formato “L” dá continuidade ao espaço. Nele, foi aplicado o vidro preto disfarçando a TV, a madeira e a laca fendi, dando unidade ao conjunto. “O proprietário é grande admirador de fotografias, sendo assim reunimos o acervo pessoal do mesmo para compor a parede de fotografias black & White e utilizamos luminárias balizadoras no rodapé imponente dando mais charme ao espaço”, explica o arquiteto Antônio Medeiros.

Na suíte master a palavra de ordem foi conforto: cabeceira e cama baixa estofados e revestidos em camurça cinza. Detalhe do papel parede cobrindo a parede/forro e recebendo iluminação indireta. O outro dormitório abrigou o closet e o office. “Nele repetimos a paleta sóbria com destaque ao papel de parede mais ousado, com espelho apoiado com moldura preta”, explica a arquiteta Roberta Feijó.

Para finalizar, o box foi integrado ao quarto através de um pano de vidro. O banheiro recebeu pastilhas coloridas, espelhos amplos, bancadas em porcelanato e nichos embutidos.

Decoração com pedras naturais

O ser humano usa pedras naturais em seus lares desde sempre. Mas, se no passado fazia isso por necessidade, hoje faz devido a fatores estéticos. As pedras naturais são parte integrante da decoração da casa e ajudam a deixar os ambientes mais bonitos e confortáveis.

Mas escolher pedras naturais para decorar a casa não é tão fácil quanto parece. Hoje em dia existe uma grande variedade de pedras e o visual delas instaladas não depende apenas do material escolhido, mas também do local em que ela será instalada. Uma parede interna revestida com pedras naturais e uma iluminação especial, por exemplo, pode ser o destaque da casa.

ViewImage (1).jpg
Itanhangá Pisos e Revestimentos dá dicas de como utilizar pedras naturais na decoração. (Foto: Divulgação)

Não existem restrições na hora de criar uma decoração com pedras naturais, mas é preciso estar atento aos detalhes característicos de cada material para aproveitá-los da melhor maneira possível. Além disso, verificar se a extração da pedra foi feita de forma sustentável também é sempre importante. Por isso, conheça as principais características das pedras naturais mais usadas na decoração:

Mármore: oferece ótima durabilidade e resistência a impactos. Mas, como é muito poroso, o mármore acaba se desgastando rápido e manchando devido ao acúmulo de líquidos. Entretanto, quando bem tratado, o mármore é um ótimo material para se usar numa decoração mais elegante. Ele é recomendado para ambientes principalmente com pouca circulação de pessoas.

Granito: um bom material para se usar em vez do mármore é o granito, que também é bastante resistente a impactos e peso, oferecendo uma ótima durabilidade. O granito pode ser usado no piso e em paredes tanto em ambientes internos quanto externos, ajudando a compor um ambiente mais refinado.

Ardósia: com o valor bastante acessível, a ardósia é uma pedra natural popular e resistente, mas extremamente escorregadia quando molhada. Por isso, é mais comum vê-la em paredes, como um detalhe decorativo. Como é porosa, a ardósia mancha com facilidade e não deve ficar molhada por muito tempo.

Miracema: usada muito para o calçamento de áreas externas por ter um valor bastante convidativo, a miracema é muito resistente à água e a impactos e. Além disso, por ser um antiderrapante natural, deixa o calçamento muito seguro. Sua instalação é muito simples, pois as peças são cortadas para se encaixarem com facilidade.

Arenito: costuma apresentar um visual rústico, porém incrível. Fica lindo tanto em pisos quanto em paredes. Como o arenito é cortado de forma irregular, o material costuma ser mais difícil e demorado de instalar, exigindo atenção especial de profissionais especializados. Depois de instalado, o arenito deve ser limpo com frequência, pois apesar de não manchar, pode acumular sujeira.

Quartzito: naturalmente antiderrapante, o quartzito absorve líquidos com facilidade. Costuma ser muito usado em áreas de lazer a ao redor de piscinas pois não absorve calor e se mantém fresco sempre, o que a torna uma ótima opção para murais decorativos dentro de casa, contribuindo para manter o espaço menos quente.