Arquivo da tag: Diretor

CONVENÇÃO DAS BRUXAS CONVIDA O PÚBLICO PARA UMA VIAGEM PELO ALABAMA, NA DÉCADA DE 1960

Do diretor vencedor do Oscar Robert Zemeckis, longa já está nos cinemas brasileiros

Chegando nas telonas o filme Convenção das Bruxas, inspirado no livro do escritor Roald Dahl. A mais nova produção dirigida pelo diretor vencedor do Oscar Robert Zemeckis (“Forrest Gump: O Contador de Histórias”), e estrelada pelas vencedoras do Oscar Anne Hathaway (“Os Miseráveis”, “Oito Mulheres e um Segredo”) e Octavia Spencer (“Histórias Cruzadas”, “A Forma da Água”), com grande elenco, apresenta uma aventura de fantasia ambientada na década de 1960, no Alabama, nos Estados Unidos, e não na Europa, como na obra literária. O ajuste do relógio para a década de 1960 também foi uma adaptação da nova produção.

Apesar de se manterem fiéis à natureza das personagens e da premissa original, a mudança de ambientação “permitiu uma narrativa mais charmosa, onde ainda não havia celulares, câmeras de segurança e vigilância 24 horas. O mais importante era manter o tom do livro, crucial para nós”, afirma o diretor Zemeckis.

Para dar vida à sua visão e versão de Convenção das Bruxas, Zemeckis foi para a Warner Bros. Studios Leavesden, e reuniu seu time de produção de confiança, como o diretor de fotografia Don Burgess, o designer de produção Gary Freeman, os editores Jeremiah O’Driscoll e Ryan Chan, a figurinista Joanna Johnston e o compositor Alan Silvestri.

Convenção das Bruxas já está nos cinemas do Brasil. (Foto: divulgação)

Ansioso para explorar a estética marcante das locações como pano de fundo da história, o designer de produção Gary Freeman explica: “Eu amo a América dos anos 1960 e o Sul tinha um olhar e um tom únicos nesse período. Bob é um profissional reconhecidamente convicto sobre o que quer realizar, então foi um convite irrecusável”.

O designer de produção abraçou o estilo antebellum da arquitetura – um amálgama do estilo europeu e clássico particular desta região do Sul norte-americano, do qual as grandes mansões e casas de fazenda pré-Guerra da Secessão são um marco. Freeman aproveitou a escala e grandeza do estilo, particularmente sedutoras para ele nos elementos do design, porque elas lhe deram a oportunidade de construir cenários em grandes proporções.

No estúdio de Leavesden, a equipe construiu a cidade rural do Alabama, Demopolis, onde a Vovó recebe o Garoto Herói para morar com ela. Freeman diz: “Tudo começou com algumas casas e uma tela azul, mas avançou para algo muito maior. Acabamos construindo uma cidade inteira!”.

Para isso, a equipe de construção precisou, primeiro, escavar uma área não usada do estúdio, que se revelou um terreno com uma vista notável. “Foi ótimo, porque estávamos tentando eliminar o máximo possível de efeitos visuais que consumiriam tempo de filmagem. No local, temos 270 graus de rotação da câmera, com uma ótima vista para um vale sobre um campo esparramado e intocado”, explica o design de produção.

Em uma extremidade do set, era Demopolis 1932, e na outra, Demopolis 1967, uma construção eficiente. A equipe de verdes trouxe árvores de 10 metros e plantou arbustos assim que Freeman confirmou a autorização para utilização do local. A decoração do cenário deu vida à Demopolis, adicionando cercas de jardim, luzes e placas de rua no lado dos anos 1960, mantendo o lado dos anos 1930 mais rural, com máquinas agrícolas nos campos, barris e caixas de madeira pontilhadas, roupas penduradas em varais externos das casas e varandas simples, decoradas com panelas velhas e cadeiras de balanço.

A equipe de Freeman ainda pavimentou uma estrada metálica de 2,5 quilômetros para transportar os equipamentos de filmagens e construiu as colunas do hotel bem em frente às colunas romanas do Leptis Magna, ruínas da cidade romana na Líbia, trazidas para Virginia Water no século 18.

Sobre o filme

Do diretor vencedor do Oscar Robert Zemeckis (“Forrest Gump: O Contador de Histórias”), chega a aventura de fantasia Convenção das Bruxas, baseada no livro do escritor Roald Dahl. O filme é estrelado pelas vencedoras do Oscar Anne Hathaway (“Os Miseráveis”, “Oito Mulheres e um Segredo”) e Octavia Spencer (“Histórias Cruzadas”, “A Forma da Água”), o indicado ao Oscar Stanley Tucci (franquia “Jogos Vorazes”, “Um Olhar do Paraíso”), com Kristin Chenoweth (série de TV “Glee: Em Busca da Fama” e “BoJack Horseman”) e a lenda premiada da comédia Chris Rock. Também estrelam o longa o estreante Jahzir Kadeem Bruno (série de TV “Atlanta”) e Codie-Lei Eastick (“Holmes & Watson”).

Reimaginando a adorada história de Dahl para uma audiência moderna, o filme visualmente inovador de Zemeckis conta a história sombria, divertida e comovente de um jovem órfão (Bruno) que, no final de 1967, vai morar com sua adorável avó (Spencer) na cidade rural de Demopolis, no Alabama. Quando a dupla encontra algumas bruxas ilusoriamente glamorosas, mas completamente diabólicas, a avó sabiamente leva nosso jovem herói para um exuberante resort à beira-mar. Lamentavelmente, eles chegam ao local exatamente ao mesmo tempo em que a Grande Rainha Bruxa (Hathaway) reúne suas colegas de todo o planeta – disfarçadas – para realizar seus planos nefastos.

Baseado no livro de Roald Dahl, o roteiro foi coescrito por Robert Zemeckis & Kenya Barris (série de TV “Black-ish”, “Shaft”) e o vencedor do Oscar Guillermo del Toro (“A Forma da Água”). Zemeckis também produziu o filme ao lado de Jack Rapke, del Toro, Alfonso Cuarón e Luke Kelly. Os produtores executivos são Jacqueline Levine, Marianne Jenkins, Michael Siegel, Gideon Simeloff e Cate Adams.

A equipe de bastidores de Zemeckis inclui uma lista de seus colaboradores frequentes, como o diretor de fotografia indicado ao Oscar Don Burgess (“Forrest Gump: O Contador de Histórias”), o designer de produção Gary Freeman, os editores Jeremiah O’Driscoll e Ryan Chan, a figurinista indicada ao Oscar Joanna Johnston (“Aliados”, “Lincoln”) e o compositor indicado ao Oscar Alan Silvestri (“O Expresso Polar”, “Forrest Gump: O Contador de Histórias”).

A Warner Bros. Pictures apresenta uma produção da Image Movers / Necropia / Experanto Filmoj Production, um filme de Robert Zemeckis, Convenção das Bruxas .

WARNER BROS. PICTURES ANUNCIA ‘FESTIVAL NOLAN’ COM FILMES DO DIRETOR NOS CINEMAS

Parte das ações de retomada das salas de cinema brasileiras, Festival Nolan traz de volta às telonas quatro sucessos de Christopher Nolan

A partir de 15 de outubro, os cinéfilos e fãs do aclamado diretor Christopher Nolan poderão assistir (ou reassistir) a quatro de seus sucessos de bilheteria nas telonas do Brasil. O Festival Nolan apresentará os seguintes filmes: A Origem, que comemora seu aniversário de 10 anos de lançamento, DunkirkInterestelar e Batman – O Cavaleiro das Trevas. O Festival também será um aquecimento para o mais novo lançamento de Christopher Nolan, Tenet, com a exibição de um material especial e inédito de bastidores, com 10 minutos de duração. Com estreia prevista para 29 de outubro no Brasil, o filme é um espetáculo de ação e ficção científica, em que o protagonista, vivido por John David Washington, está armado com apenas uma palavra – Tenet – e lutando pela sobrevivência de todo o mundo, enquanto viaja por um obscuro mundo de espionagem internacional em uma missão que se desdobra em algo além do tempo real.

A exibição dos longas nos cinemas é mais uma opção para os espectadores dentro do calendário de lançamentos da retomada do setor cinematográfico, e só estará disponível em cidades em que os protocolos de segurança autorizam a exibição e funcionamento das salas de cinema.

Sobre A Origem

(Foto: divulgação)

O aclamado diretor Christopher Nolan dirige um elenco estelar internacional em A Origem, filme de ação original que viaja ao redor do mundo e também pelo íntimo e infinito mundo dos sonhos.

Dom Cobb é um talentoso ladrão, o melhor na arte de arrancar sonhos na origem: rouba segredos valiosos do profundo subconsciente durante o sono das pessoas, quando a mente está em seu estado mais vulnerável. A rara habilidade de Cobb o tornou um jogador hábil neste novo e escorregadio mundo da espionagem corporativa, porém também fez dele um fugitivo internacional e lhe custou tudo o que ele sempre amou na vida. Agora, Cobb tem a chance de se redimir. Um último trabalho poderá lhe devolver sua vida, se ele conseguir o impossível: acesso à origem das informações. Em vez do roubo perfeito, Cobb e sua equipe de especialistas têm de fazer o oposto; a tarefa deles não é roubar uma ideia, e sim plantá-la. Se eles conseguirem realizá-la, poderá ser o crime perfeito.

Mas todo cuidado, planejamento ou experiência são pouco para que a equipe consiga lidar com o perigoso inimigo que parece prever cada um de seus movimentos. Um inimigo que apenas Cobb consegue detectar.

Sobre Dunkirk

Dunkirk começa com centenas de milhares de soldados ingleses e aliados cercados por forças inimigas. Encurralados na praia, com o mar em suas costas, eles enfrentam uma situação impossível à medida que o inimigo se aproxima.

A história se desenvolve em terra, no mar e no ar. Aviões de combate da RAF – Força Aérea Real Britânica – assumem o combate ao inimigo no céu sobre o Canal da Mancha, na tentativa de proteger os soldados indefesos na praia. Enquanto isso, centenas de pequenos barcos conduzidos por militares e civis preparam uma ação desesperada de resgate, arriscando suas vidas numa corrida contra o tempo para salvar mesmo que uma pequena fração de seu exército.

Sobre Interestelar

(Foto: divulgação)

Interstelar narra as aventuras de um grupo de exploradores que fazem uso de uma recém-descoberta fenda espacial (wormhole) para superar as limitações das viagens humanas pelo espaço e vencer as grandes distâncias envolvidas em uma viagem interestelar.

Sobre Batman – O Cavaleiro das Trevas

(Foto: divulgação)

Continuação do sucesso “Batman Begins”, Batman – O Cavaleiro das Trevas reúne novamente o diretor Christopher Nolan e o ator Christian Bale, que reprisa o papel de Batman/Bruce Wayne em sua luta contra o crime.

Com a ajuda do tenente Jim Gordon e do promotor público Harvey Dent, Batman prepara-se para acabar com o crime organizado em Gotham de uma vez por todas. O triunvirato se mostra eficiente, mas logo todos se descobrem vítimas de um genial criminoso em ascensão conhecido Coringa, que transforma Gotham em uma anarquia e força o Cavaleiro das Trevas a caminhar na linha tênue entre herói e justiceiro.

O ator indicado para o Oscar Heath Ledger (“O Segredo de Brokeback Mountain”), estrela como o arqui-inimigo do Homem Morcego e Aaron Eckhart interpreta o promotor público Harvey Dent. Maggie Gyllenhaal une-se ao elenco no papel de Rachel Dawes. Retomando seus papéis de “Batman Begins” estão Gary Oldman como tenente Jim Gordon; o ator vencedor do Oscar Michael Caine (“Regras da Vida”) como Alfred; e o ator vencedor do Oscar Morgan Freeman (“Menina de Ouro”) como Lucius Fox.

Universal TV estreia segunda temporada de Unidade Básica

Série que retrata o cotidiano da saúde pública no país retorna em maio com enredos inéditos e direção do protagonista Caco Ciocler em alguns episódios

Unidade Básica volta ao Universal TV em maio. (Foto: Pedro Saad)

Depois do sucesso da primeira temporada, exibida em 2016, o Universal TV estreia novos episódios de Unidade Básica, no dia 3 de maio, às 23h. A série, produzida pela Gullane e criada por Newton Cannito e as irmãs Helena e Ana Petta, traz como protagonistas, além da própria Ana, o ator Caco Ciocler, que interpreta o Dr. Paulo, um médico de família experiente, completamente envolvido nos casos e histórias de seus pacientes, no cotidiano de uma Unidade Básica de Saúde, porta de entrada do SUS no país.

“Estamos muito felizes, mais uma vez, por essa parceria com o Universal TV. Unidade Básica é uma série brasileira super relevante e extremamente atual, porque mostra nossos grandes profissionais da saúde pública, em meio aos seus desafios, seus dramas, suas conquistas diárias e as relações potentes e profundas que estabelecem com as comunidades nas quais atuam”, afirma o produtor Caio Gullane.

A diretora geral, Caroline Fioratti, adianta que o espectador vai poder identificar os seus dramas pessoais nessa nova temporada, que além de falar de saúde, fala de cura, de laços humanos, de afeto, tudo isso tendo como cenário uma unidade básica de saúde. Para ela, essa é uma ficção que procura não só entreter, mas levar também informação. “Estamos vivendo um momento único e doloroso. A pandemia do covid-19 escancarou os problemas enfrentados pelos profissionais de saúde e a importância do SUS na vida dos brasileiros. Nossa estreia coincide com esses tempos de incertezas, mas de profunda gratidão aos médicos, enfermeiros, agentes comunitários e todos que estão na linha de frente na luta pelas vidas”, afirma.

Diagnósticos imediatistas, corporativismo e feminicídio são alguns dos temas abordados na nova leva de episódios. “A ideia da série é divulgar para o Brasil o que se passa dentro das Unidades Básicas de Saúde e, atualmente, elas viraram o foco de atenção. Eu acho que foi uma feliz coincidência dramatúrgica, embora seja uma infeliz coincidência histórica”, afirma Caco Ciocler a respeito do contexto atual da pandemia do novo Coronavírus.


Em sua segunda temporada, o protagonista assina também a direção de dois episódios. “Para mim é uma super alegria. Eu já havia dirigido dois documentários e estava louco para começar na ficção. Achei que seria no cinema, mas fico feliz que tenha sido numa série que eu já amava as pessoas, os personagens e tinha um entendimento de dentro, como ator. Então, foi muito interessante essa passada para um universo que eu já tinha vivido tão intimamente”, afirma o ator.

Caco fala ainda sobre a rotina corrida de gravação e os bastidores. O ator conta que para se dirigir, muitas vezes, ele precisou de um ator substituto, pois não tinha tempo de se ver. Ele armava a cena com o ator, entendia os outros personagens, a melhor maneira de se encaixar e gravava. “Para mim foi um grande aprendizado, que me fez ter uma compreensão do todo, que eu jamais poderia sonhar em ter quando fiz a primeira temporada”.

Inspirada em fatos reais, a ficção acompanha a rotina de trabalho de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros e agentes comunitários que atuam em uma Unidade Básica de Saúde, cujo objetivo é oferecer atendimento à população. “As minhas expectativas já eram imensas para essa estreia. Nós tivemos feedbacks muito interessantes na primeira temporada. Fico feliz, por exemplo, de saber que a série está sendo objeto de estudo para profissionais de saúde e universidades. Os temas da segunda temporada são muito complexos, dialogam com a realidade brasileira e levantam questões e problemáticas bem profundas e corajosas”, completa o ator.

O Universal TV irá exibir episódios duplos, todo domingo, às 23h e às 23h30. O elenco conta ainda com Vinícius de Oliveira e a Carlota Joaquina, que também fizeram parte da primeira temporada, e novos nomes como Fabiana Gugli, Lina Mello e Gabriel Calamari.

“Há um grupo de pessoas que busca a medicina com o imaginário das séries médicas clássicas de televisão, com os médicos sempre trabalhando em hospitais de ponta e descobrindo doenças raras e uma adrenalina, como se estivessem em filme de ação. Unidade Básica desconstrói isso, sem desconstruir o heroísmo do médico, que aqui está em outro lugar. Não está na pompa, no glamour da medicina. E a gente está sentindo isso na pele agora, diante do contexto da pandemia. Esses caras são os heróis, estão na linha de frente, contaminados, expondo suas vidas, para salvar a vida de outras pessoas. E a série traz muito esse lado, esse heroísmo real, da pessoa que escolhe essa profissão. Da pessoa que escolhe trabalhar em uma Unidade Básica de Saúde, que é o caso do meu personagem, Dr. Paulo”, conclui Caco.

“Unidade Básica é uma série que investiga casos, através do olhar profundo para o ser humano. O espectador será fisgado nessa investigação e se emocionará com os dilemas dos personagens, pacientes e profissionais da saúde”, completa a diretora.

Diretor do remake de “O Grito” está confirmado na CCXP19

Takashi Shimizu é conhecido por seus filmes japoneses de terror e participará todos os dias do festival

Nos anos 2000, Hollywood se apropriou do formato japonês de fazer filmes de terror. Um dos destaques dessa produção foi o lançamento de “O Grito”, que chegou às telas em 2004 e arrecadou 187,2 milhões de dólares, marcando a estreia de Takashi Shimizu na capital mundial do cinema. Celebrado diretor do gênero, Shimizu acaba de confirmar sua presença em todos os dias da CCXP19, que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. O diretor encontrará com os fãs em painéis e sessões de Fotos & Autógrafos que serão anunciados em breve. Sua participação no festival é uma parceria com o Consulado Geral do Japão em São Paulo.

“O Grito” ocupou o topo das bilheterias americanas por duas semanas. O filme foi um remake de Ju-On, franquia de terror japonês cujos longas “Ju-On: The Curse” e “Ju-On: The Curse 2” foram dirigidos por Takashi Shimizu. Seu primeiro trabalho como diretor, um curta de três minutos, foi elogiado pelos grandes nomes do terror japonês – o diretor Kiyoshi Kurosawa e o roteirista de mangá Hiroshi Takahashi. Shimizu ainda dirigiu “Almas Reencarnadas” e a versão de 2014 do filme “O Serviço de Entregas da Kiki”, que traz para o live action o clássico do mestre Hayao Miyazaki, além de ter produzido “Resident Evil: A Vingança”, entre outros. Seu filme mais recente, “Howling Village”, será lançado em 2020.

Takashi Shimizu, diretor do remake de O Grito, estará na CCXP. (Foto: Divulgação)

Além de Takashi Shimizu, já estão confirmados para a CCXP19 os atores Lesley-Ann Brandt, a Mazikeen de “Lucifer”; Lana Parrilla, de “Once Upon a Time”; Iain Glen, do elenco de “Game of Thrones”; e escalado para viver Bruce Wayne em “Titãs” e Jason David Frank, o eterno Power Ranger Verde. O maior festival de cultura pop do planeta também já anunciou a participação de diversos quadrinistas e do cosplayer italiano, Leon Chiro. O terceiro lote de ingressos para o evento já está disponível pelo site www.ccxp.com.br.

Ingressos CCXP  

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro  

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social). 
Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social). 
Sábado: (ESGOTADO)
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social). 
4 dias: (ESGOTADO)
Epic: R$ 1.500,00
Full: (ESGOTADO)
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00

CCXP19

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019 

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)

ANDY E BARBARA MUSCHIETTI, DE IT: CAPÍTULO DOIS, CONFIRMAM VINDA AO BRAS

O diretor Andy Muschietti e a produtora Barbara Muschietti estarão em São Paulo em agosto

A Warner Bros. Pictures anuncia que o diretor de IT: Capítulo Dois Andy Muschietti, e a produtora do longa Barbara Muschietti, virão ao Brasil para conversar com a imprensa do país sobre o aguardado filme de terror, que tem estreia marcada para 5 de setembro. Ambos estarão em São Paulo em agosto, com datas finais ainda a confirmar.

Produtora e diretor de ‘It: Capítulo Dois” vem pra São Paulo, em agosto. (Foto: Divulgação)

Sobre o filme

O mal ressurge em Derry quando o diretor Andy Muschietti reúne o Clube dos Otários em um retorno para onde tudo começou na sequência IT: Capítulo Dois, a conclusão do filme de terror de maior bilheteria de todos os tempos.

Vinte e sete anos depois do Clube dos Otários derrotar Pennywise, ele volta a aterrorizar a cidade de Derry mais uma vez. Agora adultos, os Otários há muito tempo seguiram caminhos separados. No entanto, as crianças estão desaparecendo novamente, então Mike, o único do grupo a permanecer em sua cidade natal, chama os outros de volta para casa. Traumatizados pelas experiências de seu passado, eles devem dominar seus medos mais profundos para destruir Pennywise de uma vez por todas… colocando-se diretamente no caminho do palhaço, que se tornou mais mortal do que nunca.

O filme é a continuidade de Muschietti para o sucesso de bilheteria mundial “IT – A Coisa” de 2017, aclamado pela crítica e que arrecadou mais de US$ 700 milhões de dólares em todo o mundo. Redefinindo e transcendendo o gênero, “IT – A Coisa” tornou-se umfenômenocultural.

IT: Capítulo Dois tem em seu elenco James McAvoy (filmes “X-Men”, “Fragmentado”, “Vidro”) como Bill, a indicada ao Oscar Jessica Chastain (“A Hora Mais Escura”, “Mama”, “A Grande Jogada”) como Beverly, Bill Hader (série de TV “Barry”, “Irmãos Desastre”) no papel de Richie, Isaiah Mustafa (“Caçadores de Sombras”) como Mike, Jay Ryan (série de TV “Mary Kills People”) interpretando Ben, James Ransone (série de TV “The Wire”) como Eddie, e Andy Bean (“Swamp Thing”, “A Série Divergente: Convergente”) como Stanley. Reprisando seus papéis como os membros originais do Clube dos Otários estão Jaeden Martell como Bill, Wyatt Oleff como Stanley, Jack Dylan Grazer como Eddie, Finn Wolfhard como Richie, Sophia Lillis como Beverly, Chosen Jacobs como Mike, e Jeremy Ray Taylor como Ben. Bill Skarsgård também está de volta no papel seminal de Pennywise.

Muschietti dirigiu a partir do roteiro de Gary Dauberman (“IT: A Coisa”, filmes “Annabelle”) baseado no romance de Stephen King. Barbara Muschietti, Dan Lin e Roy Lee produziram o filme, com Richard Brener, Dave Neustadter, Gary Dauberman, Marty Ewing, Seth Grahame-Smith e David Katzenberg como produtores executivos.

A equipe criativa dos bastidores incluiu o diretor de fotografia Checco Varese (“Os 33”), o designer de produção vencedor do Oscar Paul D. Austerberry (“A Forma da Água”), o editor Jason Ballantine (“IT: A Coisa”, “Mad Max: A Estrada da Fúria”) e o figurinista indicado ao Oscar Luis Sequeira (“A Forma da Água”, “Mama”). A trilha sonora foi composta por Benjamin Wallfisch (“Shazam!”, “Blade Runner 2049”, “IT: A Coisa”).

A New Line Cinema apresenta, uma produção Double Dream/Vertigo Entertainment/Rideback Production, um filme de Andy Muschietti, IT: Capítulo Dois. Com lançamento previsto para os cinemas brasileiros em 5 de setembro de 2019, o filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures.

JAMES WAN FALA SOBRE O UNIVERSO SOMBRIO DE ‘INVOCAÇÃO DO MAL’ EM NOVO VÍDEO DE A FREIRA

O novo longa de terror tem previsão de estreia para 6 de setembro

A Warner Bros. Pictures divulga vídeo legendado de A Freira, o mais recente filme da franquia “Invocação do Mal”. Em meio a cenas inéditas do filme, o produtor James Wan e o diretor Corin Hardy falam sobre a linha do tempo e a conexão entre as histórias de “Annabelle”, “Invocação do Mal” e A Freira.

Sobre o filme
O cineasta James Wan, diretor dos bem-sucedidos filmes de horror “Invocação do Mal” e “Invocação do Mal 2”, explora outro lado sombrio desse universo com A Freira. Dirigido por Corin Hardy (“A Maldição da Floresta”), o novo filme é produzido por Wan e Peter Safran, que produziu todos os filmes da franquia “Invocação do Mal”.

Quando uma jovem freira que vive enclausurada em um convento na Romênia comete suicídio, um padre com um passado assombrado e uma noviça prestes a fazer seus votos finais são enviados ao Vaticano para investigar o caso. Juntos, eles desvendam o segredo profano da ordem. Arriscando não só suas vidas, mas também sua fé e suas almas, eles confrontam a força malévola que assume a forma da mesma freira que aterrorizou o público em “Invocação do Mal 2”, à medida que o convento se torna um horripilante campo de batalha entre os vivos e os amaldiçoados.

A Freira é estrelado pelo indicado ao Oscar Demian Bichir (“Uma Vida Melhor”) no papel do padre Burke, Taissa Farmiga (da série de TV “American Horror Story”) como a Irmã Irene e Jonas Bloquet (“Elle”) como o habitante local Frenchie.

O elenco também inclui Charlotte Hope (da série de TV “Game of Thrones”) como a Irmã Victoria, que vive no convento; Ingrid Bisu (“Toni Erdmann”) como a irmã Oana; e Bonnie Aarons, reprisando seu papel em “Invocação do Mal 2” no papel-título.

Hardy dirige A Freira a partir de um roteiro escrito por Gary Dauberman (“It – A Coisa”), com história de James Wan & Gary Dauberman. Richard Brener, Walter Hamada, Dave Neustadter, Gary Dauberman, Michael Clear e Todd Williams são os produtores executivos.

Juntam-se a Hardy nos bastidores o diretor de fotografia Maxime Alexandre (“As Vozes”, “Annabelle 2: A Criação do Mal”), a designer de produção Jennifer Spence (“Annabelle 2: A Criação do Mal”, “Quando as Luzes se Apagam”, filmes “Sobrenatural”), os editores Michel Aller (“Quando as Luzes se Apagam”, “Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma”) e Ken Blackwell (“Ouija: A Origem do Mal”, “Sexta-Feira 13”) e a figurinista Sharon Gilham (série de TV “Black Mirror”).Música por Abel Korzeniowski (“Animais Noturnos”).

New Line Cinema apresenta uma produção da Atomic Monster / Safran Company, A Freira. Com estreia prevista para 6 de setembro de 2018 nos cinemas do Brasil, o filme será distribuído pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment.

STEVEN SPIELBERG FALA SOBRE JOGADOR N°1 EM NOVO VÍDEO

Dirigido por Spielberg, longa está em cartaz nos cinemas brasileiros

A Warner Bros. Pictures divulga novo vídeo de Jogador Nº1. No material, o diretor Steven Spielberg fala sobre o longa, que está em cartaz nos cinemas brasileiros, e também sobre a sociedade que é apresentada no filme e como a realidade virtual se tornou tão relevante nela. Além disso, o vídeo traz o elenco, incluindo Tye Sheridan e Ben Mendelsohn, falando sobre os seus personagens.

Katsuhiro Harada, diretor de Tekken, é o primeiro convidado internacional confirmado para a Brasil Game Show 2018

Responsável por uma das mais icônicas séries de jogos eletrônicos de luta participará da abertura do evento, de sessões de meet & greet, fará apresentações no BGS Talks, será jurado de concurso de cosplay e receberá dois prêmios na maior feira de games da América Latina, que acontecerá de 10 a 14 de outubro de 2018

A Brasil Game Show (BGS) já deu a largada para 2018 e anuncia sua primeira grande atração: Katsuhiro Harada, diretor dos jogos da série de luta Tekken, um dos criadores mais importantes da indústria mundial de games, estará na 11ª BGS, que acontece de 10 a 14 de outubro de 2018, no Expo Center Norte, em São Paulo. No maior evento de games da América Latina, os visitantes da feira poderão acompanhar e participar de uma série de atividades com a presença de Harada, como a abertura oficial do evento, sessões de meet & greet e apresentações no palco do BGS Talks. O famoso produtor japonês também será jurado de concursos de cosplays e receberá duas homenagens: o prêmio Lifetime Achievement Award e um lugar no Wall of Fame, ambas oferecidas apenas a lendas do setor, como Hideo Kojima, Phil Spencer, Ed Boon e Nolan Bushnell.

tekken-7tn.jpg
Diretor de Tekken confirma vinda pra BGS. (Foto: Divulgação)

“A #BGS10 foi inesquecível e entrou para a história como a maior e mais importante edição até aqui. Trouxemos grandes nomes da indústria, apresentamos muitas novidades e batemos recordes de público, expositores, estações de jogos e lançamentos. Agora é o momento de partir para o ‘next level’, ou seja, o desafio é crescer ainda mais e entrar de vez para o calendário global dos mais importantes eventos mundiais de games”, disse Marcelo Tavares, CEO e fundador da Brasil Game Show. “Estamos trabalhando muito para que a BGS 2018 seja ainda melhor e a participação do Harada inaugura uma série de grandes anúncios que faremos ao longo dos próximos meses”, completou.

Tekken

Lançada em 1994 pela NAMCO Inc., Tekken é uma das mais importantes e mais vendidas séries de jogos de luta de todos os tempos. Um dos primeiros games do gênero a mergulhar no mundo do 3D, Tekken tem milhões de fãs por todo o mundo e entre seus diferenciais estão as centenas de combinações diferentes de golpes para cada personagem. O título mais recente da série, Tekken 7, lançado em 2 de junho, já vendeu mais de 2 milhões de cópias para PlayStation, XBOX e PC.

JORDAN VOGT-ROBERTS E ELENCO FALAM SOBRE KONG: A ILHA DA CAVEIRA EM NOVO VÍDEO

Longa com Tom Hiddleston, Samuel L. Jackson e Brie Larson está em cartaz nos cinemas brasileiros

 A Warner Bros. Pictures divulga novo vídeo de Kong: A Ilha da Caveira. O diretor Jordan Vogt-Roberts e parte do elenco falam sobre a grandiosidade e fúria de Kong.

Sobre o filme

Os produtores de “Godzilla” recriaram as origens de um dos mais poderosos monstros mitológicos em Kong: A Ilha da Caveira, da Warner Bros. Pictures, Legendary Pictures e Tencent Pictures.  

Esta aventura fascinante e original do diretor Jordan Vogt-Roberts (“Os Reis do Verão”) conta a história de uma diversa equipe de cientistas, soldados e aventureiros que se unem para explorar uma ilha mítica e intocada no oceano Pacífico, tão bela quanto perigosa. Longe de tudo e todos que podem os ajudar, a equipe se aventura no território do poderoso Kong, dando início à maior das lutas entre o homem e a natureza. Quando sua missão de descoberta se transforma em uma missão de sobrevivência, a equipe deve lutar para escapar de um paraíso primitivo ao qual a humanidade não pertence.

Em 2017, todos saúdam o Rei.

Kong: A Ilha da Caveira é estrelado por Tom Hiddleston (“Os Vingadores”, “Thor: O Mundo Sombrio”), Samuel L. Jackson (indicado ao Oscar por “Pulp Fiction – Tempo de Violência”, “Vingadores: Era de Ultron), John Goodman (“Transformers: A Era da Extinção”, “Argo”), a vencedora do Oscar Brie Larson (“O Quarto de Jack”, “Descompensada”), Jing Tian (“Em Nome da Lei”), Toby Kebbell (“Planeta dos Macacos: O Confronto”), John Ortiz (“Steve Jobs”), Corey Hawkins (“Straight Outta Compton – A História do N.W.A.”), Jason Mitchell (“Straight Outta Compton – A História do N.W.A.”), Shea Whigham (“O Lobo de Wall Street”), Thomas Mann (“Eu, Você e a Garota que Vai Morrer”), com Terry Notary (“Planeta dos Macacos: O Confronto”) e John C. Reilly (“Guardiões da Galáxia”, indicado ao Oscar por “Chicago”). 

Vogt-Roberts dirigiu o filme a partir de um roteiro de Dan Gilroy, Max Borenstein e Derek Connolly, com história de John Gatins. Kong: A Ilha da Caveira é produzido por Thomas Tull, Mary Parent, Jon Jashni e Alex Garcia. Os produtores executivos são Eric McLeod e Edward Cheng.

A equipe de criação nos bastidores incluiu o diretor de fotografia Larry Fong (“Batman vs Superman – A Origem da Justiça”), o designer de produção Stefan Dechant (supervisor de direção de arte em “Bravura Indômita”, “Avatar”), o editor indicado ao Oscar Richard Pearson (“Voo United 93”, “Protegendo o Inimigo”, “A Supremacia Bourne”), a figurinista Mary Vogt (dos filmes “Homens de Preto”) e o compositor Henry Jackman (“Capitão América: Guerra Civil”). A equipe também incluiu o supervisor de maquiagem vencedor do Oscar Bill Corso (“Desventuras em Série, Star Wars – O Despertar da Força”) e o coordenador de dublês George Cottle (“Interstelar”, “Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge”). A tarefa de dar vida ao Kong coube à Industrial Light & Magic, com o supervisor de efeitos visuais duas vezes vencedor do Oscar Stephen Rosenbaum (“Avatar”, “Forrest Gump – O Contador de História”).

Para levar o público à misteriosa Ilha da Caveira, o diretor Jordan Vogt-Roberts, seu elenco e equipe filmaram em três continentes durante seis meses, capturando as paisagens principais na ilha de Oahu, Havaí – onde as filmagens começaram – na Costa Dourada da Austrália e, por fim, no Vietnã, com filmagens realizadas em diversas locações, algumas das quais nunca antes vistas em filme.

A Warner Bros. Pictures/Legendary Pictures e a Tencent Pictures apresentam Kong: A Ilha da Caveira, uma produção da Legendary Pictures Production, um filme de Jordan Vogt-Roberts. O filme, que está em cartaz nos cinemas brasileiros, foi lançado em 2D e 3D, em salas selecionadas; e IMAX pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment.

MATT REEVES SERÁ DIRETOR E PRODUTOR DO NOVO FILME THE BATMAN

Diretor é consagrado pelos filmes “Planeta dos Macacos: O Confronto” e “Cloverfield – Monstro”

A Warner Bros. Pictures anuncia que Matt Reeves (“Planeta dos Macacos: O Confronto” e “Cloverfield – Monstro”) será o diretor do filme The Batman, ainda sem título em português. Reeves também atuará como produtor na nova aventura do Homem-Morcego, um dos super-heróis mais antigos e populares da DC. O anúncio foi feito por Toby Emmerich, Presidente e Diretor de Conteúdo da Warner Bros. Pictures Group.

affleck.jpeg
Matt Reeves é novo diretor e produtor do filme do Batman, com Ben Affleck. (Foto: Divulgação)

“Estamos muito felizes por ter Matt Reeves no comando do novo filme do Batman, a joia da coroa do universo DC. Suas profundas raízes em filmes de gênero e sua evolução como um diretor cheio de emoção capaz de construir novos mundos fazem dele o cineasta perfeito para guiar o Cavaleiro das Trevas nesta próxima jornada”, afirma Emmerich.

O diretor Matt Reeves afirma que ama a história do Batman desde a infância. “Ele é um personagem muito icônico e atraente, além de ter muita importância para mim. Estou incrivelmente honrado e animado por trabalhar com a Warner Bros. para trazer uma nova história épica e emocionante do Homem-Morcego para os cinemas”, completa Reeves.

Batman foi criado por Bob Kane e Bill Finger.

The Batman será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment.