Arquivo da tag: Dubladora

DANNA PAOLA SERÁ A VOZ DE “RAYA” NA VERSÃO EM ESPANHOL PARA A AMÉRICA LATINA DE RAYA E O ÚLTIMO DRAGÃO

Danna Paola será a voz de Raya, na América Latina, em novo filme da Disney. (Foto: divulgação)

 A cantora e atriz mexicana Danna Paola dará voz para a guerreira Raya na versão em espanhol para a América Latina de “Raya e o Último Dragão”, novo filme da Walt Disney Animation Studios. A artista também interpretará a música “Hasta Vencer”, que fará parte dos créditos finais do longa em países de língua hispânica, o videoclipe da canção estará disponível em breve no canal oficial da Disney Music LA VEVO no YouTube. “Raya e o Último Dragão” chega no Disney+ (via Premier Access) e nos cinemas do Brasil em 5 de março.

Sobre sua participação na dublagem e trilha sonora da animação Danna comenta: “Retornar à dublagem depois de tantos anos é um sonho que se tornou realidade. Sem dúvida, ter recebido a proposta de interpretar uma guerreira independente como Raya, para representar o empoderamento feminino e para contar uma história tão bonita é um dos melhores presentes que tive no início deste ano. O processo foi muito interessante, eu me diverti e fiquei muito animada e acho que Raya se tornou uma das minhas personagens favoritas”. E acrescenta: “Fico feliz em contribuir com a trilha sonora em espanhol com uma música tão mágica como “Hasta vencer”, sei que os fãs ficarão muito contentes em ouvi-la”.

Danna Paola nasceu em 23 de junho de 1995 na Cidade do México e aos 25 anos se posicionou como a nova Princesa do Pop Latino. Danna Paola lançou seu primeiro álbum Mi Globo Azul aos seis anos de idade e continua fazendo sucesso desde então. Sua versatilidade a fez participar da dublagem de filmes de referência mundial como “Home” e “Enrolados”, da Walt Disney Animation Studios, onde emprestou sua voz a personagem Rapunzel na versão em espanhol para a América Latina e também colaborou com a trilha sonora para a região; no cinema mexicano trabalhou em filmes como Arráncame la Vida e Lo Más Simcillo es Complicarlo Todo.

Com uma carreira de mais de 21 anos, é internacionalmente reconhecida por sua participação em dezenas de novelas, séries e outros projetos televisivos de sucesso nacional e internacional, incluindo Elite, Rayito de luz, María Belén, ¡Vivan los Niños!, Of Few, poucas pulgas, Amy, a menina da mochila azul, Pablo e Andrea e Dare to dream. No teatro, ela estrelou, entre outros projetos, a primeira versão em espanhol do musical Wicked e foi descrita pela Broadway como um “orgulho latino” por sua incrível amplitude e habilidade vocal que surpreendeu o público nos Estados Unidos e na América Latina.

RAYA E O ÚLTIMO DRAGÃO é o primeiro filme da Disney que tem estreia simultânea nas salas de cinema e no Disney+ Premier Access, o que amplia as opções dos espectadores, que podem decidir como, quando e onde assistir à nova animação que estreia na América Latina em 5 de março.

Por R$ 69,90, e pelo tempo limitado entre 5 a 19 de março, os assinantes do Disney+ poderão ver e rever RAYA E O ÚLTIMO DRAGÃO quantas vezes quiserem nos seus dispositivos preferidos, ao mesmo tempo em que o filme entra em cartaz nos cinemas. Os assinantes Premier Access visualizarão a animação assim que clicarem na área exclusiva, sem prazos para assisti-la, sem interrupções e sem outras limitações além das já estipuladas no contrato de assinantes e enquanto mantiverem sua assinatura ativa. Para os assinantes que não optarem pelo Premier Access, RAYA E O ÚLTIMO DRAGÃO estará disponível no Disney+ a partir de 23 de abril sem custos extras.

RAYA E O ÚLTIMO DRAGÃO, doWalt Disney Animation Studios, se passa no reino fantástico de Kumandra, onde humanos e dragões viviam juntos e em harmonia até que os monstros terríveis conhecidos como Drun sequestraram o mundo, fazendo com que os dragões precisassem se sacrificar para salvar a humanidade. Passaram-se 500 anos até que esses mesmos monstros voltassem e agora a humanidade depende de Raya, uma guerreira independente que precisa encontrar o último dragão e acabar para sempre com os Drunn. Ao longo de sua viagem, Raya aprende que além do dragão também é preciso mais uma coisa pra salvar o mundo: confiança.

O filme é dirigido por Don Hall e Carlos López Estrada e codirigido por Paul Briggs e John Ripa. Osnat Shurer e Peter Del Vecho são os produtores e os roteiristas do projeto são Qui Nguyen e Adele Lim.

Conheça os dubladores por trás do longa Como Cães e Gatos 3: Peludos Unidos! da Warner Bros. Pictures

(Foto: divulgação)

Como Cães e Gatos 3: Peludos Unidos!, terceiro filme da franquia Como Cães e Gatos, da Warner Bros. Pictures, chegou aos cinemas brasileiros na última quinta-feira. Dirigido por Sean McNamara, a aventura para toda família que envolve animais no mundo da espionagem, possui uma rede de grandes dubladores brasileiros que levam ao público diversão e boas risadas.

“Na dublagem nós só temos a voz para conseguir passar toda a emoção do personagem, ao contrário de outros trabalhos que fazemos como ator em que podemos usar o corpo e as expressões faciais”, explica Renan Freitas, 35, que é o grande responsável por dublar Roger, o cão protagonista do filme. “Eu amei o convite, primeiro porque já sou fã da franquia, assisti aos outros dois filmes com minha família. E segundo porque eu amo demais cachorro, sempre criei”, conta.

(Foto: divulgação)

Para Renan, a parte de encontrar a voz do personagem é a mais interessante. “É o momento em que viro uma chave e o Renan Freitas não está mais ali. Tento pegar os trejeitos e a forma de falar do personagem. Tento ir o mais próximo da voz original e o Max Greenfield (voz original do Roger) fez um ótimo trabalho, o que me ajudou muito, além dos efeitos especiais no qual nós conseguimos ver expressão humana nos olhos e na boca”.

Renan não só se divertiu na experiência de dublar um cão, e na troca com os colegas dubladores, o filme teve um significado mais do que especial para ele. “No primeiro dia de dublagem do filme minha filha me mandou uma foto de um filhote de cachorro dizendo que tinha aparecido na casa da tia dela. Ela se apaixonou e já deu o nome de “Chocolate”. Assim que vi a foto eu tive a certeza de que devíamos adotá-lo. O filme ajudou na minha decisão. Nesse mesmo dia nossa família aumentou”, conta.

“Nós nunca sabemos com antecedência para qual papel somos escalados ou qual produção iremos dublar, sempre é uma surpresa boa”. Mesmo sendo fã do “time dos cães”, o dublador Hércules Franco, 60, afirma que foi um grande presente ser chamado para dublar a ave Pablo, o líder do POPÓ – Pets Originais sem Pedigrees Ordinários .

“Eu seria um vilão, com uma voz forte de vilão e que no fim, é uma pequena cacatua, não tem como não ser mais divertido do que isso”, afirma.

(Foto: divulgação)

Para Hércules os “bons moços” são chatos e a voz do personagem vem totalmente da interpretação do dublador. “Adoro dublar os vilões, são os melhores personagens, e também os mais divertidos com diversos desafios para trabalhar a voz.

A maior dificuldade foi achar o tom da Cacatua em seus gritos durante a gravação”, explica.Com mais de 30 anos dedicados ao trabalho de dublagem, Hércules traz em seu currículo grandes dublagens como a dos atores Hugh Jackman, Kevin Bacon, Luke Evans, Woody Harrelson e Bruce Willis.

(Foto: divulgação)

Aline Ghezzi, 56, é quem confere não somente a voz, mas toda a graça, elegância e inteligência de Gwen, a gata que divide o protagonismo com os outros personagens.

“Fiquei extremamente feliz com convite, estávamos voltando aos estúdios, com todos os rigorosos protocolos de segurança, nossa rotina de trabalho mudou. Então, poder dublar um longa tão fofo, foi muito especial nesse período”.

No caso da gata Gwen, a dubladora explica que no movimento labial, o processo é o mesmo que usamos para personagens humanos. “O nosso objetivo é sincronizar as falas, sempre, de modo que você esqueça que é dublador. O maior desafio acontece quando você tenta imaginar qual a voz os animais teriam, caso falassem. Quando dublamos, seguimos o que ouvimos, para ficar o mais fiel possível ao original”, conta.

A preparação vocal é extremamente importante na rotina de um dublador, para Aline, não faz diferença se você irá dublar um ator ou animal. “Eu tenho o hábito de fazer um aquecimento vocal e exercícios de dicção, antes de qualquer trabalho, independente de qual seja. Mesmo dublando animas eles têm personalidades muito humanas na voz”, explica.

“O maior desafio nesta dublagem foi respeitar o limite entre a gatinha fofinha e a gata poderosa e independente, decidida e determinada. Foi uma experiência maravilhosa! Além do filme ser muito legal, contracenar com colegas tão talentosos, e dublar em um estúdio pelo qual tenho tanto carinho, como a Cinevideo, é um privilégio! Espero que todos que assistam ao filme sintam o carinho dos dubladores em cada personagem e se divirtam”.

Além de dubladora Aline é cantora, diretora musical e de dublagem e mãe. Mesmo com 18 gatos, Aline diz que é não é nem do time dos Cães e nem dos Gatos ,mas sim dos animais, e incentiva aos que podem, que realizem a adoção e castração de cães e gatos abandonados para que possam ter um lar.

O elenco de dubladores conta ainda com Isabelle Cunha (Zoe), Dudu Drumond (Max), José Leonardo (Ollie), Eduardo Borgerth (Velho Ed), Malta Júnior (Schnauzer), Oziel Monteiro (Zeek), Marcio Simões (Buck), Isis Koschdoski (Suzan) e Jackie Melo (Tarântula).

Show da cantora e dubladora, Bianca Alencar, é confirmado para o segundo dia de World Pop Festival

Dona da voz de personagens como a Mabel de Gravity Falls, Twilight de  My Little Pony e Zoe de League of Legends, a atriz, cantora, youtuber e dubladora, Bianca Alencar, está entre os nomes mais citados da cultura pop nacional da atualidade. 

ViewImage (2).jpg 

Já com longa carreira no mercado artístico – iniciando  com apenas 4 anos, no programa “Pequenos Brilhantes”, no SBT, hoje aos 23 anos, o videoclipe de sua segunda música, ““Tudo Vai Mudar”, já ultrapassa a marca das 650mil visualizações. No youtube, já são mais de 440mil seguidores e, em seus vídeos, de forma descontraída e autoral,  Bianca sempre transmite mensagens positivas, comenta sobre seus trabalhos, faz paródias e  recebe convidados também envolvidos com o universo da dublagem e cultura pop.

Fã de cultura pop e, sobretudo, declaradamente apaixonada por K-pop, no World Pop Festival, Bianca irá apresentar na sexta, um pocket show, que reúne seus sucessos e também bate papo com fãs.   Após o show, a youtuber e dubladora recebe os fãs para meet and greet  

Ingressos à venda – Os ingressos já se encontram a venda pelo site do Clube do Ingresso e em postos de venda espalhados pela cidade de São Paulo. Os locais físicos de venda poderão ser consultados no site do evento.  O primeiro lote dos ingressos custará R$40 por dia na meia entrada social, com a doação de 1kg de alimento não perecível (exceto sal e açúcar) e ficará disponível durante um mês e meio. 

Pensado para o público de todas idades, crianças de até 10 anos terão gratuidade na entrada, desde que acompanhada dos pais ou responsáveis pagantes.  

Serviço:

Mart Center – Rua Chico Pontes,1500 – Vila Guilherme 

19 a 22 de julho  

Ingressos disponíveis em http://www.clubedoingresso.com /wpf  
www.worldpopfestival.com.br 
Página Oficial: facebook.com/worldpopfestival