Arquivo da tag: Dueto

Pitty e Elza Soares lançam “Na Pele”

Música já está disponível nas plataformas online

Acaba de ser lançada “Na Pele”, o primeiro dueto de Elza Soares e Pitty. Pitty conta como tudo aconteceu: “Eu sempre tive muita vontade de fazer alguma coisa com Elza, por ser uma mulher que admiro totalmente, carreira, vida, postura e energia” – conta. “Compus ‘Na Pele’ durante a produção do SETEVIDAS, mas naquele momento eu senti que essa música não pertencia àquela obra e deixei ela “descansar”. Guardei e fiquei com ela na cabeça esse tempo todo, acho que determinadas músicas precisam de um tempo para florescer e encontrar seu espaço no mundo, faço isso com muitas composições, deixo “descansar”, meditar. E aí um dia isso soprou na minha orelha, ‘Elza e Na Pele’. Mandei uma demo da música dizendo que ela fizesse o que tivesse vontade; gravasse no seu disco, cantasse no show, o que ela quisesse, que a música era dela. E ela sugeriu de gravarmos juntas, o que me deixou imensamente honrada. Cada palavra dessa letra na boca dela adquire um significado maior e mais profundo; eu escrevi essa música exatamente pra Elzinha, eu só não sabia disso naquele momento” – finaliza ela.

Pitty e Elza - Na Pele (single).jpg
Elza Soares e Pitty lançam música. (Foto: Divulgação)

“Quando recebi ‘Na Pele’, foi na pele mesmo que senti. Me arrepiei. Identificação total, cara. Quando li o trecho “o olhar tentado e atento. Se essas são marcas externas, imagine as de dentro”. Ali tomei coragem e escutei, enlouqueci. Pitty é doce e rocha ao mesmo tempo. É como se de algum modo eu me enxergasse no olhar dela, uma Elza lá de trás. Estranho é que quando ela me olha, sinto como se enxergasse uma Pitty lá da frente. A música selou essa conexão maluca” – acrescenta Elza.

“Na Pele” (Pitty) foi gravada nos estúdios El Rocha, em São Paulo, e Tambor, no Rio de Janeiro. As cantoras foram acompanhadas por Duda (bateria), Guilherme Kastrup (percussão), Marcelo Cabral (baixo e synth), Martin (guitarra) e Rodrigo Campos (guitarra).

A capa do single é de Eva Uviedo. Para ouvir, acesse: https://ElzaSoaresePitty.lnk.to/NaPeleSinglePR

Anúncios

Ana Cañas estreia seu novo espetáculo MULHERGALÁXIA em São Paulo

No espetáculo intimista, que estreia em 19 de janeiro, Ana Cañas interpreta repertório autoral e clássicos da música brasileira acompanhada apenas de seu violão e dos contrabaixos de Fábio Sá

Em total contraste com seu álbum de estúdio mais recente, o roqueiro “Tô na Vida” (2015), a cantora e compositora paulista Ana Cañas estreia no dia 19 de janeiro o delicado show MULHERGALÁXIA. Além de cantar, Ana toca todos os violões do espetáculo, em números individuais ou em duos com o músico Fábio Sá, que se reveza nos contrabaixos elétrico e acústico.

imagem_release_842024.jpg
Ana Cañas apresenta novo show em São Paulo. (Foto: Caroline Bittencourt)

O formato ressalta a carga intimista das canções e, em alguma medida, leva Ana Cañas de volta às suas origens artísticas, antes de começar a gravar discos, quando era uma das atrações mais esperadas do Baretto, o pequeno bar do hotel Fasano, reduto do jazz em São Paulo.

A direção artística de Marcus Preto quis colocar à frente de tudo justamente as sutilezas da voz de Ana Cañas e sua grande versatilidade como intérprete, características que nem sempre são exploradas em seus trabalhos de pegada mais pop. Para tanto, o repertório precisava ser abrangente, cobrindo não apenas a carreira da cantora, mas também sua memória afetiva.

O roteiro mistura clássicos da música brasileira – como “As Curvas da Estrada de Santos” (Roberto Carlos/ Erasmo Carlos), “Mamãe Natureza” (Rita Lee), “Retrato em Branco e Preto” (Tom Jobim/ Chico Buarque), “Índia” (José Asunción Flores/ Manuel O. Guerrero/ José Fortuna) e “Eu Amo Você” (Cassiano/ Silvio Rochael) – com canções escritas por Ana Cañas que os fãs sempre pedem – como “Hoje Nunca Mais”, “Bandido”, “Urubu Rei” e “Tô na Vida” – , além de “Luz Antiga” e “Pra Você Guardei o Amor” , dois temas de Nando Reis que fizeram sucesso em sua voz. Há também a inédita “Mulhergaláxia”, de Ana, que batiza o show.

Para chegar ao clima de intimidade necessário ao espetáculo, o lugar escolhido para a estreia foi a pequena sala Cabaré, em Perdizes, com plateia restrita a 120 pessoas. A iluminação foi criada por Miló Martins. A artista Ana Turra fez os cartazes a partir das fotos de Jorge Bispo.

SERVIÇO DO SHOW
Datas dos show: 19 e 26 de Janeiro de 2017
Local: Sala Cabaret (Teatro Viradalata) – Rua Apinajés, 1387, Sumaré
Horário: 21:00h
Faixa etária: 16 anos
Tempo de duração: 75 minutos
Estacionamento: Valet 20 reais
Lotação da casa: 120 lugares
Preços: Inteira: R$ 60,00 / Meia: R$ 30,00
Ingressos:ingressorapido.com.br ou Bilheteria – tel (11) 3868-2535