Arquivo da tag: EcoTurismo

3 roteiros de ecoturismo para desbravar o Norte e Nordeste brasileiro

As regiões Norte e Nordeste abrigam algumas das paisagens mais bonitas do Brasil. Não a toa, sua exuberante natureza é cenário de diversos roteiros de ecoturismo que envolvem trilhas, banhos de cachoeira, escaladas em paredões e muito mais. Tanto os aficionados por belezas naturais, quanto os apaixonados por adrenalina encontram, por ali, diversas opções de lazer e aventura.

Pensando nisso, a operadora e agência de turismo Eco Valley Bahia, situada em Luís Eduardo Magalhães, no oeste baiano, com fácil acesso a importantes destinos de ecoturismo do Maranhão, Tocantins, Piauí e Goiás, reuniu a seguir três roteiros imperdíveis para quem busca por experiências únicas e roteiros personalizados em contato com a natureza.

Confira:

Jalapão, Tocantins

Destino de águas abundantes, chapadões, dunas, serras e fervedouros, o Jalapão já é famoso entre os viajantes que buscam por esse tipo de viagem. Integrando belas paisagens a atividades de aventura como rafting, canoagem e rapel, o local está pronto para o turismo e concentra diversos circuitos que podem ser explorados a partir das cidades de Mateiros e Ponte Alta do Tocantins – consideradas como base para os visitantes da região.

Entre os atrativos locais, o destaque fica por conta das dunas douradas, que chegam até 40 metros de altura, e os fervedouros, que são nascentes de rios subterrâneos que formam piscinas naturais de água cristalina onde – por conta da pressão da água – os visitantes não afundam.

Mas o Parque Nacional ainda conta com cachoeiras, como a da Velha, de 15 metros de altura em formato de ferradura, e a da Formiga, com águas verde-esmeralda; assim como enormes paredões de rocha; o Cânion Sussuapara, de 12 metros; a Lagoa do Japonês, e muito mais.

São Desidério, Bahia

Integrante do circuito Caminhos do Oeste, na Bahia, e sendo considerado um dos maiores patrimônios espeleológicos do Brasil, a cidade de São Desidério é um refúgio de ecoturismo ainda pouco explorado. Apesar de sua distância de Salvador, de aproximadamente 900 quilômetros , o lugar tem fácil acesso via Barreiras, cidade a apenas 27 quilômetros dali, com aeroporto que recebe voos regulares de Belo Horizonte, Brasília e Salvador.

Entre grutas, cavernas e paredões, suas principais atrações são: a Gruta do Catão, com cem metros de extensão e duas colunas de 10 metros de altura formando um portal natural, além de estalactites, formações de rocha calcária e um rio subterrâneo passando gruta adentro; a Lagoa Azul, cercada por paredões rochosos e águas de até 40 metros de profundidade, criando um cenário exuberante para contemplação; e o Paredão do Deus me Livre, com rochas de até 30 metros de altura.

Estando na cidade, vale ainda conhecer a Fazenda Gruta das Pedras Brilhantes, onde se reúnem pinturas rupestres, artefatos e indícios de um cemitério indígena, a Gruta da Sopradeira e a Garganta do Bacupari, assim como as produções de artesanato local, feito com capim dourado e palha do buriti.

A cidade conta ainda com um dos maiores e mais renomados ornitólogos do Brasil, Luiz Trinchão. Aos 81 anos, ele dá verdadeiras aulas a céu aberto durante a condução de grupos para o avistamento de pássaros por toda a região de São Desidério.

Serras Gerais, Tocantins

A região das Serras Gerais é formada por oito municípios dispostos no maior conjunto de serras do país. Entre Aurora do Tocantins e Taguatinga, esse destino conta com rios, cânions, cachoeiras e cavernas que atraem a atenção dos amantes do ecoturismo.

Para conhecer o melhor do lugar, situado no sudoeste tocantinense, é possível fazer um roteiro desbravando sua rica fauna e flora, que conta inclusive com exemplares de pau brasil, até chegar a pontos imperdíveis como o Cânion Encantado, na cidade de Almas. O local nada mais é do que um imponente paredão de mais de 70 metros de altura com quatro quedas d’água que completam a paisagem.

Outra parada obrigatória é na Cidade de Pedra, uma concentração de formações rochosas esculpidas pelo tempo em uma área de 15 quilômetros quadrados. Suas formas indefinidas ganham vida na imaginação dos visitantes, que enxergam uma espécie de cidade com edifícios de diversos tamanhos.

Ainda nessa região, o visitante pode apreciar um belo entardecer no Arco do Sol, também chamado de Pedra Furada, aproveitar cachoeiras como a do Pelado e experimentar a gastronomia local.

Na Amazônia, turismo ecológico e contemplativo sem ser passivo

Conversas com guias nativos e plantio de árvore são atividades sustentáveis propostas aos hóspedes pelo Juma Amazon Lodge

O isolamento geográfico da Amazônia foi importante para que ali se desenvolvesse uma expressiva biodiversidade. Sua fauna e flora, boa parte delas ainda desconhecidas pela ciência, costumam exercer grande fascínio à primeira vista. Contemplativo por natureza, o turismo ecológico é a oportunidade ideal de explorar toda essa plasticidade traduzida em cores e formas. Quando estimula o viajante a ter atitude positiva e de integração respeitosa com o meio ambiente, esse contato se torna ainda mais enriquecedor.

No coração da floresta, o Juma Amazon Lodge oferece aos hóspedes uma vivência plena em matéria de sustentabilidade. Na travessia entre Manaus e o hotel, localizado a 100 km da capital do Amazonas, dois trechos são feitos de barco, o primeiro deles passa pelo famoso encontro dos rios Negro e Solimões. E ninguém melhor que sua gente ribeirinha, conhecedora dos segredos da mata, para explicar o valor da maior floresta tropical do mundo.

Diariamente, as atividades propostas pelo Juma são lideradas por guias nascidos nas comunidades locais. É com eles que os visitantes aprendem a respeito dos processos naturais que regem a vida na Região Norte brasileira. Sabedoria ancestral que ainda ensina como extrair de plantas remédio e alimento. Da pesca de piranha à focagem de jacaré, passando pela visita à Samaúma — a mais alta e mais larga árvore amazônica —, a cada excursão eles têm seus sentidos despertados para novos cheiros, tons, sabores e sons.

E ainda descobrem o que fez do Juma Amazon Lodge sinônimo de hospedagem de alto nível em uma área de natureza intocada. O tour ao redor da propriedade revela as práticas sustentáveis adotadas pelo hotel, entre elas o uso de energia solar, o tratamento de esgoto e a reciclagem de lixo. Com o objetivo de ajudar na preservação da floresta, os hóspedes são convidados a plantar sua árvore. Pequeno gesto de grande valor para as futuras gerações.

6 cachoeiras para conhecer na Serra da Canastra

A região do sudoeste de Minas Gerais, que abriga o Parque Nacional da Serra da Canastra, é destino de natureza exuberante e diversas belezas naturais. Quem visita o lugar, se encanta com os cenários típicos de cerrado com campos rupestres, vegetação de Mata Atlântica e, principalmente, com suas cachoeiras. Isso porque, por lá, há diversas quedas d’água que ultrapassam os cem metros de altura e formam paisagens de tirar o fôlego.

O Parna Serra da Canastra abrange as cidades de São Roque de Minas, Delfinópolis, Sacramento, São João Batista do Glória e Capitólio e, em seus quase 200 mil hectares, é destino para ecoturismo, aventura e turismo contemplativo. Não à toa, em 2018, o lugar foi considerado – de acordo com o Observatório do Turismo de Minas Gerais – o ponto turístico mais visitado do Estado, com mais de cem mil turistas.

Cachoeiras são atrações da Serra da Canastra. (Foto: Divulgação)

Para desbravar os atrativos do parque, há diversas trilhas, desde as mais leves até algumas que exigem maior condicionamento físico. Entre as cachoeiras, estima-se que são cerca de 30 catalogadas, algumas têm acesso liberado, outras disponíveis somente para contemplação.

A seguir, listamos seis quedas imperdíveis para se conhecer em um roteiro pela Serra da Canastra. Confira:

Cachoeira Casca D’Anta

Com 186 metros de altura, a Casca D’Anta é a mais famosa da região e está listada entre as maiores quedas livres do Brasil. Para admirá-la, é possível fazer dois roteiros: o primeiro, pela parte baixa do parque, tem uma trilha de cerca de um quilômetro até seu poço. De lá, é possível observar bem de perto toda a abundância da queda formada pelas águas do rio São Francisco; já a rota da parte alta oferece vista para o cânion por onde o rio desce a serra, além de um mirante de onde é possível avistar parte da queda principal e algumas piscinas naturais.

Cachoeira da Chinela

Com fácil acesso de carro e uma trilha de menos de um quilômetro, a cachoeira, situada em uma propriedade particular em Vargem Bonita tem poço profundo bom para banho e uma queda de 30 metros.

RPPN do Cerradão

A cachoeira do Cerradão fica em uma reserva Particular do Patrimônio Natural localizada a cerca de dez quilômetros de São Roque de Minas. Com uma queda de 200 metros de altura dividida em três lances, a formação tem poços profundos bons para banho.

Cachoeira dos Rolinhos

Considerada a cachoeira mais alta do Parque Nacional, com 300 metros, a queda cai em forma de cascata formando poços de até 50 metros de extensão. Para admirá-la, há um mirante com acesso fácil via trilha.

Cachoeira do Capão Forro

O conjunto fica a cerca de cinco quilômetros de São Roque de Minas e abrange cinco cachoeiras e piscinas naturais. A do Mato, considerada a mais bonita, tem acesso a partir de uma caminhada de vinte minutos.

Poço das Orquídeas

A área pertencente à Cooperativa Agropecuária de São Roque de Minas é também conhecida como Lagoa dos Patos, uma referência a uma pequena lagoa que teria secado. Seu nome faz referência à maior atração da imensa fazenda de quase 560 hectares: uma piscina natural arredondada, com praia de cascalho, pequena cachoeira e muitas árvores com orquídeas.

Onde ficar

O Hotel Chapadão da Canastra é a opção ideal para curtir um roteiro completo na região. Unindo o rural e o urbano, com estrutura de hotel e aconchego de pousada, o empreendimento ocupa um terreno de cinco mil metros quadrados onde mais da metade é composta de exuberantes jardins que chamam a atenção de seus visitantes.

Localizado à margem do Rio do Peixe, é possível encontrar ainda, pequenos animais silvestres e diversas espécies de pássaros.  São 24 apartamentos com uma área de 25 metros quadrados, com banheiro completo, com frigobar, TV LED 32’, telefone, ventilador e ar condicionado, além de varandas com vistas da exuberante serra e do bosque que margeia a propriedade.

Para o lazer o hotel oferece: piscina adulto e infantil, hidromassagem aquecida e barzinho, além de salão de jogos, loja de artesanatos, lavanderia, videoteca, lan house e wi-fi. Para conhecer melhor a região, o Chapadão da Canastra disponibiliza veículos 4X4 para passeios nos melhores e mais procurados roteiros da Serra da Canastra.

Mais informações: chapadaodacanastra.com.br

Ecoturismo e história nas ilhas paradisíacas da Grécia

A operadora Françatur conta com roteiros atraentes para explorar a natureza e os tesouros arqueológicos do destino

A Grécia é sinônimo de praias paradisíacas e uma rica bagagem histórica. Seja para desfrutar das paisagens naturais repletas de tons azuis e verdes ou mergulhar na cultura tradicional e misteriosa, o país atrai turistas de todas as partes do mundo. Com roteiros de quatro a 12 dias, a operadora Françatur oferece experiências extraordinárias e completas, para conhecer o destino a partir de diversas perspectivas.

Para uma viagem pelas regiões mais tradicionais, como Atenas, Santorini e Mykonos, opte pelo roteiroBeleza Grega, com visitas programadas à parte histórica de Atenas, englobando todo o centroneoclássico ateniense e sua esplendorosa Acrópole. Além disso, há um passeio de barco que leva o viajante às pequenas ilhas de Nea Kameni e Palea Kameni, que compõem a atmosfera paradisíaca do local. O roteiro Sonata Grega, por sua vez, inclui ainda visita aos tesouros arqueológicos da ilha de Heraklion (Creta) e uma noite na charmosa ilha de Rodes, que abrigava a estátua Colosso de Rodes, considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

Françatur oferece ecoturismo na Grécia. (Foto: DIvulgação)

Também é possível explorar o mar Jônico, conhecendo as paisagens naturais que misturam mar e montanha nas exuberantes ilhas de Zaquintos – conhecida como Zantes – e Cefalônia, por meio de passeios de barco e ferry boat. Já para quem gosta de história, a opção mais atraente é o circuito clássico, que apresenta as belezas e mistérios dos tesouros arqueológicos, museus, construções e monastérios espalhados por Atenas, Olímpia, Delfos e Meteora.

Os roteiros incluem café da manhã, todos os traslados necessários, acomodação e os passeios programados em cada opção. Mais informações no site www.francatur.com.br, nas redes sociais @francaturturismo ou nos telefones (11) 3149-3163 e (21) 2102-2440.

Tierra Patagonia, no Chile, lança novas excursões

O hotel fica no entorno do Parque Nacional Torres del Paine

O premiado hotel Tierra Patagonia, da rede chilena Tierra Hotels, acaba de lançar novas excursões. Agora os hóspedes poderão contar com mais uma cavalgada e uma caminhada, que se somam às 25 opções já existentes de passeios no Parque Nacional Torres del Paine e seu entorno.

Tierra Patagonia - Cavalos.jpg
Tierra Patagônia é ideal para quem gosta de curtir a natureza. (Foto: Divulgação)

Quem gosta de cavalos e tem interesse em conhecer o estilo de vida patagônico pode fazer visitas à fazenda Dos Elianas. Lá sobe-se uma colina em meio à fauna local (composta por ovelhas, guanacos e raposas) até chegar a um mirante que oferece vistas de Cerro Castillo, na fronteira com a Argentina, da Serra e do lago del Toro, o maior da região de Magalhães. A expedição tem duas horas de duração e nível fácil.

Já quem prefere caminhar pode escolher a excursão Cidadela, que começa no posto pecuário do Valle de Las Chinas, chamado assim em alusão às mulheres indígenas que habitavam o território. O trekking passa pela margem oeste do rio Las Chinas e continua por uma trilha em subida, onde é possível encontrar uma enorme variedade de flora nativa sazonal, para depois chegar à Cidadela, aos 1.000 metros de altitude. Lá existem formações de rocha basáltica caprichosamente esculpidas pela natureza e lindas vistas do Maciço Paine, Serra Contreras, Cerro Guido e Sierra del Toro, com seus vales e lagoas. Na volta ao hotel ainda há uma parada em uma casa patronal, típica das estâncias patagônicas, para descansar e compartilhar histórias ao redor do fogo.

América do Sul proporciona belas e empolgantes viagens de ecoturismo

Operadora Descubra Turismo tem o pacote ideal para qualquer tipo de aventura

Sítios arqueológicos que ainda intrigam os estudiosos, um deserto incrivelmente multifacetado, vulcões, montanhas desafiadoras que são o sonho de trekkers, ilhas ricas em biodiversidade, lagos de águas calmas e transparentes… Os brasileiros são privilegiados com a variedade de atrativos naturais ostentados por vizinhos como Peru, Argentina, Chile e Equador. É possível fazer viagens fantásticas pela América do Sul, em meio a paisagens deslumbrantes, e com uma vantagem e tanto em tempos de crise: gastando menos do que para a Europa ou os Estados Unidos. E é para esses adoráveis países sul-americanos, os quais concentram muitos dos grandes destinos de ecoturismo e aventura do continente, que a Descubra Turismo (www.descubraturismo.com.br), operadora especializada em tais segmentos, oferece uma variada gama de pacotes.

pacote-calafate M  - Crédito shutterstok.jpg
Calafate é uma das opções de ecotursimo da Descubra Turismo. (Foto: Shutterstok)

Uma das opções mais fascinantes é Machu Picchu, no Peru, destino que os viajantes realmente precisam visitar pelo menos uma vez na vida. Para essa espécie de Egito sul-americano, ainda hoje envolto em lendas e mistérios, a Descubra Turismo propõe uma série de roteiros. O mais básico, chamado Machu Picchu Express, dura cinco noites, três delas em Cuzco, antiga capital do império inca e cercada de sítios arqueológicos, a exemplo de Saqsayhuaman e Tambomachay; uma noite é passada no Vale Sagrado, visitando pontos como a feira de Pisac e o sítio de Ollantaytambo; e um pernoite é feito em Machu Picchu Pueblo (também conhecida como Aguas Calientes), povoado que dá acesso ao cartão-postal número 1 do Peru: as ruínas de Machu Picchu. O programa custa a partir de US$ 1.095 por pessoa em apartamento duplo e inclui hospedagem com café da manhã, traslados, algumas refeições e passeios – o tour por Machu Picchu figura entre eles ­–, além de seguro. A passagem aérea é paga à parte. A operadora também oferece a viagem por Cuzco e Machu Picchu combinada a outras regiões do país, como Arequipa, Nazca e Lima, capital peruana, sem contar o Lago Titicaca, na fronteira com a Bolívia. E, para os trekkers de carteirinha, a proposta é a famosa Trilha Inca, em que os aventureiros, para alcançar a cidade perdida dos incas, caminham em altitudes que chegam a passar dos 4 mil metros. Para detalhes sobre todos os pacotes para Machu Picchu da Descubra turismo, acessehttps://www.descubraturismo.com.br/viagens-internacionais/america-do-sul/machu-picchu/.

Se em Machu Picchu salta aos olhos a engenhosidade das construções que a genialidade humana concebeu tantos séculos atrás, a Patagônia, maravilha natural compartilhada por Chile e Argentina, não cansa de impressionar pela grandiosidade das paisagens, que alterna geleiras – a região é dona da área com o maior número de glaciares fora das zonas polares –, montanhas, lagos transparentes e estações de esqui, sendo a argentina Bariloche a mais famosa delas. Para esse destino tão versátil em atrações, a Descubra Turismo também apresenta pacotes bem flexíveis. Entre os programas disponíveis está o que contempla Ushuaia e El Calafate, na Patagônia Argentina. Esse roteiro prevê três noites em Ushuaia, a cidade mais austral do globo, com direito a passeio no parque Tierra del Fuego e navegação no Canal Beagle, e três noites em El Calafate, casa do Glaciar Perito Moreno, que esbanja magnitude com seus 60 metros de altura e cinco quilômetros de extensão. Com hospedagem, café da manhã, traslados, passeios e seguro, o pacote tem preço desde US$ 875 por pessoa em apartamento duplo. O aéreo não está incluso.

Já o roteiro que leva ao Parque Nacional Torres del Paine, na Patagônia Chilena, é outro destaque entre os turistas, e começa, na realidade, na Argentina, em El Calafate, onde ocorrem três pernoites. Depois, os participantes são transportados de ônibus 4×4 para a região de Torres del Paine e, assim que chegam, já começam a explorar a reserva. Os quatro dias seguintes na região são livres, e uma boa dica é fazer a caminhada chamada Base das Torres, a qual começa na Hosteria Las Torres e vai, como diz o nome da trilha, até a base das Torres del Paine, totalizando 19 quilômetros de caminhada. Incluindo hospedagem com café da manhã, transfers, alguns passeios e seguro, o pacote, que não tem bilhete aéreo, custa a partir de US$ 1.785 por pessoa em apartamento duplo. Os pacotes para Patagônia estão reunidos emhttps://www.descubraturismo.com.br/viagens-internacionais/america-do-sul/patagonia/.

A Patagônia conta com mais um roteiro magnífico, ultraindicado para quem só quer relaxar e fazer esforço zero: os Lagos Andinos, também compartilhados por Argentina e Chile e situados mais ao norte da região. Na versão Express, o pacote da Descubra Turismo começa no lado chileno, em Puerto Varas, uma graciosa cidadezinha às margens do Lago Llanquihue que serve de base para os viajantes conhecerem a adorável vizinha Frutillar e explorarem o entorno do Vulcão Osorno. Também é de Puerto Varas que se parte para a Ilha de Chiloé e para a famosa travessia dos Lagos Andinos, que dura dois dias e termina na igualmente famosa estação de esqui argentina de Bariloche. Essa jornada de ritmo sossegado e permeada por tantas paisagens deslumbrantes inclui traslados e hospedagem em Puerto Varas (três noites), seguida da travessia dos Lagos Andinos por dois dias, com um pernoite em Peulla, e estada por três noites em Bariloche, sempre com café da manhã. Completam o tour, cujo preço mínimo é de US$ 1.415 por pessoa em apartamento duplo, uma série de passeios – em Bariloche, há excursão ao Cerro Catedral e Circuito Chico –, além de seguro. Veja todos os detalhes dos pacotes da Descubra Turismo para os Lagos Andinos em https://www.descubraturismo.com.br/viagens-internacionais/america-do-sul/lagos-andinos/.

Já em total contraste com o gelo e a neve que dominam os cenários patagônicos em boa parte do ano, o Deserto do Atacama brilha apresentando uma beleza árida e impressionantemente diversa, já que o destino chileno vai muito além das areias e exibe vulcões, lagoas povoadas por flamingos, salares e gêiseres. Toda essa miscelânea paisagística é contemplada no tour de cinco noites da Descubra Turismo, que mostra aos viajantes o Salar de Atacama, o povoado de Toconao, os vales da Lua e da Morte, as lagoas Cejar e Tebimquiche e os Gêiseres del Tatio, entre outros pontos icônicos. Sem parte aérea, o pacote custa a partir de US$ 1.270 por pessoa em apartamento duplo e inclui traslados, hospedagem com café da manhã, passeios e seguro. As opções da Descubra para o Atacama pode ser vistas no link https://www.descubraturismo.com.br/viagens-internacionais/america-do-sul/deserto-de-atacama/.

E se o negócio é mergulhar ainda mais profundamente na natureza, o destino certeiro é Galápagos, conjunto de ilhas a mil quilômetros da costa do Equador que forma um dos mais impressionantes e ricos ecossistemas do globo, lar de tartarugas-gigantes, leões-marinhos, iguanas e aves, junto dos quais os turistas podem chegar bem pertinho – dá até para nadar em meio aos leões-marinhos. Esse arquipélago tão fundamental para que o explorador Charles Darwin desenvolvesse, no século 19, a revolucionária Teoria da Evolução das Espécies, é mais um senhor destino de ecoturismo sul-americano a contar com programas da Descubra Turismo, que o desbrava com diferentes itinerários realizados a bordo do navio MN Santa Cruz. Tanto o cruzeiro pelas Ilhas do Norte como pelas Ilhas do Leste, por exemplo, custam a partir de US$ 3.965 por pessoa em acomodação dupla e sempre incluem passeios nas paradas, ora para fazer caminhadas, ora para avistar os mais famosos moradores daquelas bandas, sejam eles golfinhos, lobos marinhos, as centenas de espécies de aves… À parte as quatro noites de navegação por Galápagos, com pensão completa, o pacote prevê três noites de estada em Quito, capital do Equador, com café da manhã, transfers, passeios guiados e seguro. Confira as opções de pacotes da Descubra em https://www.descubraturismo.com.br/viagens-internacionais/america-do-sul/galapagos/.

Lembrando que, para os passageiros que embarcam em São Paulo (SP), a Descubra Turismo oferece ainda cortesia no traslado de ida e volta para o aeroporto de Guarulhos. Para mais informações sobre esses e outros roteiros da operadora, acesse www.descubraturismo.com.br.

Confira 11 motivos para visitar Brotas/SP em 2017!

Com nada menos do que 13 feriados prolongados, 2017 promete ser um ano bastante ativo para aqueles que gostam de viajar. Considerada a terra dos esportes de aventura, a estância turística de Brotas, localizada a cerca de 240 km de São Paulo, também é destino para quem busca tranquilidade em meio à natureza e tem ainda inúmeras opções gastronômicas de qualidade.

Faça chuva ou faça sol, com frio ou calor, a cidade tem opções para turistas de qualquer idade. Um bom exemplo é o Hotel Fazenda & Ecoturismo Areia que Canta, que reúne turismo rural, ecoturismo e restaurante em um único e amplo espaço, além de um dos pontos turísticos mais famosos da cidade, a nascente Areia que Canta.

e1dcf2ff45c97b3efc655e0d43447b99_XL.jpg
Hotel Fazenda Areia que Canta dá dicas para curtir Brotas. (Fotos: Divulgação)

Mês a mês, confira 11 motivos para incluir a cidade no roteiro de passeios para 2017:

1. Curtir o Carnaval em clima de fazenda

Alguns hotéis, como o Areia que Canta, permitem que o hóspede aproveitem o clima de festa longe dos grandes centros, com matinês para os hóspedes, com fantasias e brincadeiras para a criançada, ao som das tradicionais marchinhas de Carnaval. Pela extensão da fazenda, o destino também é excelente para quem quer fugir da folia e aproveitar para descansar. Para quem busca agito, pela cidade há desfiles de blocos, som na praça da cidade e também bailes programados para atravessar a madrugada.

No feriado do Carnaval, o Hotel Fazenda Areia que Canta oferece pacotes de quatro ou cinco diárias incluindo pensão completa, para casais e famílias, com condições especiais e descontos no pagamento à vista.

O hotel tem apartamentos para até 05 pessoas, e preço diferenciado para crianças de 06 a 11 anos. Oferece, ainda, para crianças de até 05 anos acompanhadas por dois adultos, uma cortesia por apartamento. Pacotes acima de 05 diárias podem ter descontos especiais. Para saber mais, o telefone é o (14) 3653-1382 e o e-mail,areiaquecanta@areiaquecanta.com.br.

2. Ver e praticar Eventos Esportivos

Março é dedicado ao esporte em Brotas, que mais uma vez sedia o TRIREX, evento que reúne provas de corrida, triathlon e até maratona aquática. Para os esportistas amadores, os principais hotéis da cidade, como oHotel Fazenda & Ecoturismo Areis que Canta, têm infraestrutura completa de lazer, com piscina, quadras e trilhas, para praticar as mais diversas atividades, incluindo a pesca esportiva.

3. Curtir a programação especial de Páscoa em abril

Já pensou em aproveitar o feriado da Páscoa para curtir uma caçada aos ovos de chocolate com as crianças? Isso é possível no Hotel Fazenda & Ecoturismo Areia que Canta, que conta com programação especial de brincadeiras para a criançada nesta época do ano. Faz sucesso entre as crianças o Circuito Fazendinha, que permite a intgeração dos hóspedes com o cotidiano de verdade da fazenda, da moagem de cana à colheita de frutas no pé, passando por passeios de charrete, trator e o contato com os animais do campo como galinhas, ovelhas, carneiros, cabras, bois, touros, e muitos pássaros.

4. Tradição do interior: Desfile de Cavaleiros em Maio

Brotas faz aniversário em maio. Para comemorar, a cidade promove todos os anos a Festa de Santa Cruz. A abertura costuma ser no dia 1º de maio, com o tradicional desfile e benção dos cavaleiros, que acontece há mais de 20 anos. A festa segue durante o mês, com quermesse, apresentações musicais, parque de diversões e queima de fogos.

5. Festas Juninas na Fazenda em Junho

As festas juninas ganham novos ares quando celebradas na fazenda, por exemplo. Em Brotas, vários locais oferecem uma programação especial para a época, e é em junho que ocorre na cidade o tradicional Encontro de Violeiros. No Hotel Fazenda & Ecoturismo Areia que Canta, por exemplo, os festejos já são tradicionais, com as festas de Santo Antônio (13), com direito à fogueira, música ao vivo, baile “arrasta-pé”, brincadeiras e comidas típicas, e São João (24), quando é feita é a famosa costela de chão.

6. Julho: Férias Escolares em Família

Descanso para os pais, atividades e diversão para crianças, conforto e comida farta. Dá para encontrar essa combinação perfeita em Brotas! Com o tempo mais ameno, invista nas trilhas em meio à natureza. Uma das mais famosas leva até a nascente Areia que Canta, onde a água que brota em meio a uma areia muito branca e de finíssimos grãos de quartzo, produz som de cuíca quando friccionada. Não é preciso se molhar no passeio e a paisagem vale muito a pena!

7. Brotas Gourmet em Agosto

Em 2017, o Festival de Gastronomia e Música de Brotas chega à 6ª edição, sempre no terceiro fim de semana do mês de agosto. Seguindo a cada ano uma temática diferente, os chefs de diversos restaurantes locais elaboram pratos especialmente para o festival, um evento imperdível, sempre acompanhado de shows de música ao vivo de alta qualidade.

8. Celebrar a chegada da primavera com a Observação de Pássaros

A chegada da primavera, em setembro, é uma boa oportunidade para conhecer e experimentar a prática do birdwatching, ou observação de pássaros. Essa é uma prática, que não exige nenhum tipo de experiência, já é bastante difundida entre turistas estrangeiros, mas vem conquistando também o público brasileiro. No HotelFazenda & Ecoturismo Areia que Canta, por exemplo, já foram catalogadas mais de 200 espécies de aves do cerrado paulista. Quem quiser ‘passarinhar’, pode fazer o passeio sozinho ou agendar a companhia de um guia especializado – nesse caso é preciso fazer uma reserva com no mínimo 48 horas de antecedência para grupos até dez pessoas. É recomendado uso de binóculos, chapéu, tênis confortável, protetor solar e roupas leves.

9. Divertir-se com e como criança em Outubro

Além de ser o mês do Dia das Crianças, em que hotéis e agências preparam oficinas e brincadeiras especiais – incluindo as comemorações de halloween, outubro começa com o Brotas Beer Fest, um evento para degustação de cervejas artesanais que conta ainda com food trucks e música ao vivo.

10. Recarregar as energias em novembro, com os últimos feriados prolongados do ano

Novembro traz os últimos feriados prolongados antes das festas de fim de ano, e costuma ser um mês excelente para quem quer aproveitar descontos nos pacotes promocionais, recarregar as baterias e se preparar para o verão. Para tornar a viagem ainda mais saborosa, tem o festival de Food Trucks de Brotas.

11. Curtir um  fim de ano inesquecível no interior

Aproveitar as festas e esperar o novo ano no clima rural é bem acolhedor, e pode ser muito divertido também! Para esta época, os hotéis trabalham com pacotes especiais, com atrativos como ceia, jantares especiais, festas com música ao vivo, entre muitas outras opções. Vale a pena se programar e fazer as reservas com antecedência!

Onde se hospedar: Hotel Fazenda & Ecoturismo Areia que Canta

Num cenário de impressionar, a fazenda conta com mais de 300 hectares e cerca de 100 mil metros de área verde exclusiva para o hotel. Uma das principais atrações é a nascente “Areia que Canta”, que completa o cenário da fazenda, instalada na região no final do Século XIX e que abriu suas portas ao turismo em 1994. mantendo-se produtiva até hoje. Com acomodações amplas e bem equipadas, o hotel alia opções de descanso e relaxamento, com opções de lazer variadas, incluindo os circuitos de ecoturismo: Areia que Canta, Circuito da Fazenda, Passeio a Cavalo e tirolesa sobre o lago.

Serviço

Hotel Fazenda e Ecoturismo Areia que Canta

Rodovia Paulo Nilo Romano, KM 124,5 – Brotas/SP

As diárias têm início às 17h e se encerram às 14h.

Taxas opcionais: 5% de serviço e R$ 2,00 de taxa de turismo por dia

Informações: (14) 3653-1382 / areiaquecanta@areiaquecanta.com.br / www.areiaquecanta.com.br

Trilhas na República Tcheca

Para turistas experientes no destino ou mesmo novatos, aqui vão algumas rotas de trilhas na República Tcheca que  podem despertar o espírito aventureiro de cada um

Sabia que a República Tcheca tem uma das mais extraordinárias sinalizações turísticas do mundo? Na República Tcheca, e também em outros países europeus, diz-se que onde há um tcheco há um músico. Mas também deve ser dito que onde há um tcheco, há um turista. Por quê? Porque caminhada é uma tradição secular do país. A beleza natural das montanhas tchecas, aldeias mineiras, vales profundos e bosques  ainda mais profundos atraem a passeios curtos e longos. E não há com que se preocupar  com a orientação do caminho porque a sinalização  turística da República Tcheca é uma das mais elaboradas do mundo.

As primeiras sinalizações turísticas da República Tcheca surgiram no final do século XIX. Desde então as rotas turísticas, com pequenas interrupções vão aumentando continuamente. Atualmente estão trabalhando na sinalização turística de uma antiga área militar chamada Brdy, situada não muito longe de Pilsen (Plzeň), que, até hoje, não havia sido pisada por turistas.

Pelas cristas das montanhas

viewimage-2

É certo que se pode passar o dia todo em rotas turísticas das montanhas mais populares do País: Krkonoše, localizada na fronteira da República Tcheca e  Polônia.  Há dois tipos de caminhos verdes nas montanhas de Krkonoše: O primeiro leva ao cume da montanha  Sněžka,  a mais ala da República Tcheca. Pode-se chegar ao cume passando pelo vale de Obří důl,  com magníficas vistas panorâmicas. Quem tem menor condicionamento físico pode subir ao alto da  Sněžka com o  teleférico de Pec pod Sněžkou.

A nascente do rio Elba representa o segundo ponto forte das montanhas de Krkonoše. O rio, que flui pela Boêmia do leste e do norte e continua pela Alemanha até o mar do Norte, tem sua nascente  no campo do Elba  (Labská louka). É possível chegar lá  a partir de Horní Misecky, complexo desportivo famoso, localizado perto de Spindleruv Mlyn, onde os turistas menos experientes podem chegar ao seu destino por teleférico.

Especialistas em turismo de alta montanha recomendam uma rota específica na República Tcheca pelas montanhas Jeseníky, que fazem parte das mais belas em todo o país.

A tranquila natureza vinícola

viewimage-3

As rotas do vinho poderiam ter seu próprio capítulo no livro dedicado ao turismo de trilhas na República Tcheca. Os passeios ao longo da natureza tranquila da Morávia do Sul representam a antítese das dramáticas  caminhadas através das montanhas. Uma caminhada por Pálava  leva à metrópole de vinho de Mikulov com seu popular Monte Santo (Svatý Kopeček). Depois de completar esse caminho virão as ruínas românticas de Sirotci Hrádek. Durante o passeio,  o ambiente agradável da Morávia do Sul e, claro, excelentes vinhos que podem ser  provados  em uma  de suas adegas.

Na companhia de rios e lagos

viewimage-4

Quem visitar o Sul da República Tcheca encontrará paisagem pitoresca e densos bosques em  Šumava. Aqui também  se recomenda dezenas de rotas como, por exemplo  os lagos de Černé jezero y Čertovo jezero, que encantam os viajantes. Ambos se ocultam num profundo bosque, onde não é possível chegar de carro. É uma beleza a ser descoberta a pé.

Ficando um pouco mais em Šumava, a recomendação é a rota pelo rio Vydra. Sua calha tranquila torna-se dramática quando passa através de áreas pedregosas e cachoeiras e é um excelente companheiro durante as excursões em busca da beleza de Šumava.