Arquivo da tag: Editora Planeta

#EuAchoQueVocêÉMuitoDoidoSim

A artista sensação do Instagram, Nath Araújo ensina como ser você mesmo em obra publicada pela Editora Planeta

Se parar para analisar todas as suas vontades e ideias mais secretas, por exemplo, gostar de leite com manga (isso pode dar muito ruim!), achar que a vida se resolve com um GIF da Gretchen, tentar enganar a própria sombra e até tentar mover objetos com a mente, certamente vai chegar à conclusão de que sua vida, e talvez você, sejam na verdade muitos loucos. E também: muito normais!

Fato é: todo mundo é um pouco “estranho” e todos nós gostaríamos de ser bizarros do nosso jeitinho. Mas como?

Pensando nisso, a Nath Araújo, mineira que virou febre na internet com as séries de desenhos “Quem é você no Instagram” e “Zodíaco da Nanaths”, e conquistou seguidores como, Bruna Marquezine, Grazi Massafera, Maria Casadevall e Manu Gavassi, resolveu ilustrar vontades, angustias e situações pelas quais as novas gerações passam em “Eu acho que você é meio doido, sim”. Publicada pelo selo Outro Planeta, da Editora Planeta, a obra contém tirinhas e ilustrações sobre esquisitice, ansiedade, autoestima e amor-próprio; testes e relatos pessoais da autora que ensina como um meme da Gretchen é capaz de resolver tudo!

Com mais de 400 mil fãs e muito bom humor a jovem que vê seus textos e desenhos viralizarem com frequência abordando questões existenciais de forma poética, sarcástica, divertida e lúdica, agora traz também para a literatura sua irreverência. Com uma linguagem bem moderna, Nath elaborou um mix de textos, ilustrações e reflexões que acabam por abrir mais um pouco do mundo e da intimidade da artista para os seus fãs e leitores com o objetivo de fazer com que eles mantenham sempre sua essência. Ela ainda garante que para sonhar é preciso pensar fora da caixinha, sim. E não adianta questionar se seus sonhos são muito doidos e sim se você é muito louca (o) para concretizá-los.

Mario Sergio Cortella lança novo livro pela Editora Planeta: ‘Viver em paz para morrer em paz’

Viver em paz para morrer em paz (capa aprovada).inddSe você morresse hoje, que falta faria? Já pensou sobre isso? Em Viver em paz para morrer em paz, o filósofo e escritor Mario Sergio Cortella oferece ao leitor a oportunidade de refletir sobre isso.  “Viver em paz não é viver sem problema, sem encrenca, sem dificuldade. Viver em paz é viver com a certeza de que não está vivendo de forma morna!”, escreve Cortella no prefácio do livro.

Para o autor, o ponto chave para se gozar uma vida que, de fato, valha a pena, é não desejar fama nem acumular coisas e propriedades. “Existe uma obsessão consumista, uma ideia de que as pessoas são aquilo que elas possuem, e não e verdade. Eu sou aquilo que eu faço, relaciono, convivo com outros. Afinal de contas, o que vale na vida é ser importante”, aponta.

E o que, exatamente, significa ser importante? O filósofo discorre sobre isso e considera que importante é o que faz falta. E fazer falta não tem nada a ver com ser famoso, por exemplo.

Alguns pontos abordados no livro Viver em paz para morrer em paz

  • O que se aprende com o óbvio
  • A diferença está na atitude
  • Saudade e nostalgia, raízes e âncoras
  • Experiências e imprevistos
  • O acolhimento da discordância
  • O raio da paixão e a construção do amor
  • A graça da vida
  • A sociedade da exposição
  • Como me tornei eu mesmo
  • A criação de diferenciais
  • Fabricação do passado, anseio do futuro
  • Desejo, necessidade, vontade
  • Razões da existência

Editora Planeta lança best-seller que será adaptado ao cinema por Reese Whiterspoon

O livro ‘Nem tudo será esquecido’, de Wendy Walker, conta a história de uma adolescente que lida com as consequências de ter a memória apagada após um estupro

Editora Planeta lança novo livro. (Foto: Divulgação)
Editora Planeta lança novo livro. (Foto: Divulgação)

Selecionado um dos dez melhores livros de julho de 2016 pela Amazon, Nem tudo será esquecido já está nas livrarias de todo o Brasil. A obra teve os direitos cinematográficos adquiridos pela produtora da atriz Reese Witherspoon, responsável pelo sucesso das adaptações dos livros ‘Garota Exemplar’ e ‘Livre’, e deve chegar às telonas em 2017.

 Este thriller psicológico retrata uma pequena cidade de Connecticut, onde tudo parece perfeito até a noite em que a adolescente Jenny Kramer é violentada durante uma festa. Nas horas posteriores ao ataque, os pais autorizam que a filha seja submetida a um controverso tratamento, no qual as memórias do estupro seriam varridas de sua mente.

 O método, entretanto, não fora tão bem-sucedido quanto os médicos imaginavam e Jenny passou a demonstrar que, mesmo sem a lembrança do ataque, o terror permanecia em seu corpo. A jovem, então, busca recuperar a memória para finalmente lidar com o trauma. Esta jornada não será fácil e trará à tona segredos de todos os personagens, que passam por complexas análises psicológicas ao longo do livro inteiro.

Enquanto isso, o pai da garota segue obcecado em descobrir quem foi o autor do crime, ao passo que a mãe tenta fazer de conta que seu mundo de aparências não fora abalado. Em Nem tudo será esquecido, revelações de uma cidade inteira emergem durante a caçada pelo monstro que invadiu a comunidade – ou que talvez tenha sempre estado lá – guiando este thriller para um fim chocante e inesperado.

Editora Planeta lança biografia revista e ampliada de Renato Russo

O livro Renato Russo – O filho da revolução traz novo capítulo de entrevistas com familiares e músicos que conviveram com Renato no período final de sua vida

 A mais completa biografia do vocalista da Legião Urbana ganha edição revista, atualizada e ampliada pelo autor, Carlos Marcelo. Escrita a partir de mais de cem entrevistas realizadas ao longo de nove anos, Renato Russo — O filho da revolução narra a transformação do adolescente Renato Manfredini Junior no líder da maior banda do rock brasileiro.

Editora Planeta lança livro sobre Renato Russo. (Foto: Divulgação)
Editora Planeta lança livro sobre Renato Russo. (Foto: Divulgação)

A efervescência de Brasília nos anos 1970 e 1980 é reconstituída em detalhes pelo jornalista Carlos Marcelo neste best seller lançado em 2009, presença constante na lista dos mais vendidos de não-ficção daquele ano. Manuscritos com os planos ambiciosos do iniciante Renato e os rascunhos de sucessos como Faroeste caboclo, Eduardo & Monica e Tempo perdido também são reproduzidos com exclusividade, bem como as letras vetadas pela ditadura militar.

Além dos depoimentos de integrantes da Legião, Capital Inicial, Plebe Rude, Paralamas, Titãs, entre outros grupos da era de ouro do rock nacional, a biografia inclui um capítulo inédito elaborado a partir de entrevistas com colegas, como Marisa Monte, e músicos que conviveram com Renato Russo no período final de sua vida, encerrada prematuramente aos 36 anos, em 11 de outubro de 1996.

Renato Russo — O filho da revolução é uma rica coleção de lembranças e histórias de um cantor que, mesmo 20 anos depois de sua morte, continua a fascinar – e emocionar – fãs de todas as idades. Um diálogo rico entre a vida e a obra de um dos nossos maiores compositores e intérpretes. Na figura multifacetada e inquieta de Renato Russo, a junção da trajetória de uma vida breve com o momento histórico nacional. Um livro que traça o retrato de tempos ásperos, em que a revolta e a indignação davam o tom das ilusões perdidas de várias gerações.