Arquivo da tag: Editora Rocco

Rocco lança “O Conto da Aia” e “Os Testamentos” em edição especial

A Rocco vai lançar no dia 30 de maio, edições em capa dura, nova diagramação e guarda fitilho de “O Conto da Aia” e “Os Testamentos”, da Margaret Atwood. O primeiro livro tem posfácio inédito da autora. A lateral das folhas também são coloridas, o que deixa a edição ainda mais especial.

Os exemplares também acompanham um marcador e um card com as frases  “Nolite te bastardes carborundorum” (que significa “Não permita que os bastardos reduzam você a cinzas”) e “Liberdade para as mulheres de Gilead”.

No texto inédito, Atwood reflete sobre as perguntas que mais fazem para ela. Uma delas é se o livro é uma previsão e ela responde: “Não, não é uma previsão, porque é impossível prever o futuro: existe um número grande demais de variáveis e de possibilidades imprevistas. Digamos que é uma antiprevisão: se este futuro pode ser descrito em detalhes, talvez ele não aconteça. Mas não podemos também confiar neste pensamento otimista.”

A quarta temporada de “Handmaid’s Tale”, série inspirada em “O Conto da Aia”, foi lançada este mês na Paramount.

Rocco lança no Brasil “Nomadland – Sobrevivendo na América do século XXI”, da premiada jornalista Jessica Bruder

Livro-reportagem que deu origem ao grande ganhador do Oscar de 2021 conta a história de norte-americanos que perderam suas casas e passaram a viver como nômades após a crise de 2008

(Foto: divulgação)

 A Editora Rocco lança em maio “Nomadland – Sobrevivendo na América do século XXI”, da premiada jornalista Jessica Bruder. Nele a autora acompanha diferentes personagens que, após a grande recessão econômica de 2008, passaram a viver em trailers, ônibus e vans, formando uma crescente comunidade de nômades. O livro-reportagem inspirou o longa-metragem de mesmo nome, estrelado por Frances McDormand e dirigido pela chinesa Chloé Zhao, e foi vencedor do Oscar de Melhor Filme e outras estatuetas como Melhor Atriz e Melhor Direção.

No livro, Jessica Bruder conta a história de pessoas “sem casa”, em sua maioria idosos como Linda May, que com uma aposentadoria de apenas 500 dólares, não pode pagar um aluguel ou uma hipoteca. Assim como outros, ela vive em um automóvel e roda pelas estradas dos Estados Unidos em busca de trabalhos temporários. Dos campos de beterraba da Dakota do Norte aos acampamentos da Floresta Nacional de San Bernardino, na Califórnia, empregadores descobriram nesse grupo de nômades uma nova força de trabalho educada, disposta e de baixo custo.

Recusando o rótulo de “sem teto”, os nômades compartilham seus sonhos e a vida em comunidade – se ajudam na montagem dos veículos e com as refeições do dia, por exemplo. Apesar da maioria serem idosos, há alguns jovens também com dívidas estudantis e sem dinheiro para construir suas vidas.

A bordo de um veículo de segunda mão, Bruder segue os passos dessas pessoas e percorre vários estados, encontrando personagens como um ex-professor, um ministro, um administrador de faculdade, uma ex- garçonete, entre tantos outros.

NOMADLAND – Sobrevivendo na América do século XXI

Jessica Bruder

Tradução: Ryta Vinagre

Número de páginas: 304

Dimensões: 16 x 3 x 23 cm

Preço: R$ 59,90

Autor best-seller da saga “Eragon”, Christopher Paolini lança ficção científica para adultos

Com narrativa detalhista, livro apresenta um épico espacial com de mais de 800 páginas que promete encantar os fãs de sci-fi

(Foto: divulgação)

Aos 19 anos, Christopher Paolini se tornou um fenômeno mundial com a série de livros “Eragon”, publicada no Brasil pela Editora Rocco. Agora, com 37 anos, retorna com o lançamento de “Dormir em um mar de estrelas”, reforçando sua habilidade em construir narrativas hiper detalhistas e vibrantes. A obra chega às livrarias em 30 de abril.

A história gira acompanha a cientista Kira Naváres, que seguiu seu sonho de descobrir novos mundos, se tornando uma exploradora de planetas não colonizados. Durante uma missão de rotina para estabelecer uma colônia humana for a da Terra, ela descobre uma relíquia alienígena. O seu entusiasmo inicial transforma-se em terror quando o pó que cobre todas as superfícies começa a se mexer. Na nave, Kira descobre que algo vive dentro dela e isso a coloca em uma odisseia de descobertas e transformações que a levarão a questionar sua própria condição humana e limites. Ao mesmo tempo, a Terra e as suas colônias encontram-se à beira da aniquilação e uma guerra começa em meio às estrelas.  O primeiro contato com seres alienígenas não é como se imaginava e Kira, mesmo tendo que encarar seus próprios medos, se torna a última esperança da humanidade.

Cada cena e batalha é narrada com muita riqueza de detalhes por Paolini, que nomeou seu universo científico de Fractalverse. Para escrever o livro, se debruçou em pesquisas sobre como as naves espaciais funcionariam, como seria uma guerra com gravidade zero e que tipo de tecnologia poderia ser desenvolvida. Durante um ano, conversou com cientistas e físicos para entender melhor algumas teorias experimentais.

O livro já teve confirmada sua adaptação para o cinema pela Made Up Stories e Snoot Entertainment, além de ter sido considerado pelo Good Reads como o melhor livro de ficção científica de 2020.

DORMIR EM UM MAR DE ESTRELAS – CHRISTOPHER PAOLINI

Tradução: Ryta Vinagre

Formato: 16 x 23 cm

Nº de páginas: 832

Preço: R$ 99,90

Novo lançamento mundial de J.K. Rowling chegará ao Brasil em outubro pela Rocco

Anunciado pela autora na terça, dia 13, The Christmas Pig contará a história do amor de um menino por seu brinquedo favorito

 (Foto: Debra Hurford Brown © J.K. Rowling, 2018)

A Editora Rocco irá publicar no Brasil o novo livro infantil de J.K. Rowling, The Christmas Pig (título em Português a ser definido). Com lançamento previsto para 12 de outubro de 2021, será publicado simultaneamente no Reino Unido, na Austrália, Nova Zelândia, Irlanda e Índia pelo Hachette Children’s Group, nos Estados Unidos e no Canadá pela Scholastic e em mais de vinte traduções por editoras do mundo todo, o que faz dele um lançamento verdadeiramente global.

The Christmas Pig é uma aventura comovente e dinâmica sobre o amor de um menino por seu brinquedo preferido e a que extremos ele chega para encontrá-lo. É uma história independente, sem relação com nenhuma obra anterior de J.K. Rowling, apropriada para crianças a partir de oito anos, mas que encantará toda a família.

Jack ama seu brinquedo de infância, o Dur Pig. Dur Pig sempre esteve a seu lado, nos bons e nos maus momentos. Até que em uma véspera de Natal acontece uma coisa horrível — Dur Pig desaparece. Mas a véspera de Natal é uma noite de milagres e causas perdidas, uma noite em que todas as coisas podem ganhar vida — até os brinquedos. E o brinquedo mais novo de Jack — o Porquinho de Natal (um substituto irritante do Dur Pig) — tem um plano audacioso. Juntos, eles embarcam em uma jornada mágica em busca de algo perdido e para salvar o melhor amigo que Jack já conheceu.

The Christmas Pig é o primeiro romance infantil de J.K. Rowling desde Harry Potter e sucede seu brilhante retorno à publicação para crianças com a fábula do ano passado O Ickabog, publicado em série e gratuitamente para crianças em quarentena e editado em seguida com todos os direitos autorais doados ao fundo filantrópico Volant, para ajudar grupos vulneráveis afetados pela pandemia de Covid-19. A autora está ansiosa para voltar a se envolver com leitores mais novos neste ano com a publicação de The Christmas Pig.

O livro será editado em formato especial, com capa dura, apresentando desenhos em preto-e-branco do premiado ilustrador Jim Field. O projeto de capa será revelado nos próximos meses.

Rocco lança “A calça dos mortos”, de Irvine Welsh

Livro é a continuação de “Trainspotting”, primeiro livro do autor, que comemora 25 anos de lançamento nos cinemas

(Foto: divulgação)

Há 25 anos, era lançado nos cinemas o polêmico sucesso “Trainspotting – Sem Limites”, inspirado no livro homônimo do romancista escocês Irvine Welsh. No dia 20 de março, a Editora Rocco lança a continuação da obra, “A calça dos mortos”. 

Se no primeiro livro, Irvine Welsh apresenta uma Escócia underground e um grupo de garotos rebeldes, em “A calça dos mortos” ele traz o retorno de um dos personagens mais marcantes: Mark Renton agora ganha muito dinheiro gerenciando DJs, mas as viagens constantes, saguões de aeroportos, quartos de hotel sem alma e relacionamentos superficiais o deixaram insatisfeito com sua vida. 

Um encontro casual com Frank Begbie, de quem ele se escondeu por anos após uma terrível traição e uma grande dívida, o deixa abalado. Mas o psicótico Begbie parece ter se reinventado como um artista famoso e – para a surpresa de Mark – não parece interessado em vingança. Sick Boy e Spud, que têm planos próprios, ficam intrigados ao saber que seus velhos amigos estão de volta à cidade, mas quando eles entram novamente em mundo sombrio, as coisas começam a dar terrivelmente errado. 

Pulando de crise em crise, os quatro homens circulam entre si, movidos por suas histórias pessoais e vícios, confusos, com raiva. Um desses quatro não sobreviverá até o final deste livro, mas qual deles? Acelerado, furioso, repleto de humor negro e estranhamente comovente, o mais novo romance de Irvine Welsh é a sequência direta de “O artista da faca”, que marca o retorno espetacular da gangue de Trainspotting.

A CALÇA DOS MORTOS – Irvine Welsh

Tradução: Ryta Vinagre

Formato: 16 x 23 cm  Preço: R$ 89,90  || págs: 432

Niksen – Abraçando a arte holandesa de não fazer nada

Livro lançado pela Rocco, apresenta nova tendência de comportamento que busca praticar o ócio para eliminar o estresse e aumentar o bem-estar físico e mental

(foto: divulgação)

Em tempos de pandemia, são bem-vindas técnicas de bem-estar que promovam o equilíbrio e a redução do estresse. Atualmente, há uma crescente onda de pessoas sobrecarregadas e a própria Organização Mundial da Saúde reconheceu oficialmente a síndrome de Burnout – quando um indivíduo chega ao limite da exaustão mental e física. Além disso, a recente expressão FOMO – do inglês, fear of missing out, isto é, medo de ficar de fora de algo – trouxe a dimensão das consequências de um mundo hiperconectado.

Mas como diminuir o ritmo ou simplesmente tirar um tempo para não fazer nada sem culpa? Em “Niksen – Abraçando a arte holandesa de não fazer nada”, que será lançado no Brasil pela Editora Rocco no dia 19 de fevereiro, a autora Olga Mecking apresenta o conceito de niksen, palavra em holandês que significa “fazer algo sem utilidade e aproveitar o ócio”. Apoiada nas opiniões dos maiores especialistas do mundo em felicidade e produtividade, a jornalista examina a prática de fazer menos.

Em uma sociedade que estimula a produtividade constante, a ociosidade acaba sendo um obstáculo – embora esteja cientificamente provado que, mesmo quando estamos inativos, nossos cérebros continuam processando informações. Mecking afirma, porém, que essa vontade constante de trabalhar é capaz de nos levar à diminuição do bem-estar mental e, paradoxalmente, a ser menos produtivos. Em cada capítulo, a autora aborda um aspecto da filosofia do niksen, baseada em várias disciplinas como sociologia, biologia, história e psicologia, servindo-se de histórias interessantes que ilustram os efeitos positivos da prática, deixando as pessoas mais criativas e relaxadas.

A autora explica que niksen não é igual a outras tendências como o dinamarquês hygge ( que explora o ato de ficar em casa e transformar o lar em templo); o sueco lagom ( que aborda tudo com moderação); o mindfulness (atenção plena); konmari (método de organização e limpeza da casa da especialista Marie Kondo); ou  o japonês kigai (conceito de minimalismo). A arte holandesa também não significa fazer uma pausa para assistir um filme, ler um livro ou navegar pelas redes sociais. O conceito está mais próximo de abrir espaço na agenda para a mente divagar, sem a necessidade de regular a atenção ou de se concentrar em algo. Afinal, por que as melhores ideias surgem no chuveiro? É quando nossa mente está tediosa e busca seu próprio estímulo, assim, as ideias se conectam com mais facilidade.

O livro também traz ao final de cada capítulo perguntas para o leitor refletir, além de exercícios práticos para para impulsionar sua criatividade, aumentar seu foco, melhorar seus relacionamentos e se tornar uma pessoa mais calma e feliz. Entre as sugestões estão não checar o celular enquanto estiver almoçando, ter intervalos no trabalho para não fazer nada ou andar no transporte público sem outra distração como livros ou redes sociais.

SOBRE A AUTORA

Olga Mecking, polonesa, é escritora, jornalista e tradutora. Seus artigos em defesa da prática de não fazer nada foram publicados em veículos de comunicação como New York Times, The Washington Post, The Guardian, BBC, entre outros. Vive na Holanda com o marido alemão.

NIKSEN – OLGA MECKING

Subtítulo: Abraçando a arte holandesa de não fazer nada

Tradução: Ana Rodrigues

Gênero: não ficção, comportamento, autoajuda

Nº de páginas: 192       

Preço: R$ 49,90

PRESENTES DE NATAL – Dicas de livros – ROCCO

PARA OS AMANTES DE CLARICE LISPECTOR

(foto: divulgação)

TODAS AS CARTAS – CLARICE LISPECTORTodas as cartas reúne correspondências escritas por Clarice Lispector ao longo de sua vida. A seleção de cartas, das quais cerca de meia centena é inédita para o público, configura um acervo fundamental para compreender a trajetória literária da escritora. Ponto alto de Todas as cartas, o conjunto de correspondências inéditas endereçadas aos amigos escritores tem entre os destinatários João Cabral de Melo Neto, Rubem Braga, Lêdo Ivo, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos, Nélida Piñon, Lygia Fagundes Telles, Natércia Freire e Mário de Andrade.  Editora : RoccoCapa dura : 864 páginasDimensões : 14 x 4 x 21 cmPreço: 119,90

BOX 100 ANOS CLARICE LISPECTOR – EDIÇÃO LIMITADA Quatro livros, quatro romances, que espelham as quatro décadas de escrita de Clarice Lispector, apontam para os quatro pontos cardeais da literatura brasileira e se situam no último e mais alto patamar da criação artística: o passado, o presente, o futuro e o eterno. “Perto do Coração Selvagem”, “A maçã no escuro”, “A Paixão Segundo G.H.” e “A Hora da Estrela”.
Editora : RoccoPreço: 164,90

PARA OS AMANTES DE HARRY POTTER

(foto: divulgação)

EDIÇÃO ILUSTRADA MINALIMA STUDIOS – HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFALUma nova edição impressionante de Harry Potter e a Pedra Filosofal! Experimente a história de magia mais amada do mundo de uma nova forma. Totalmente ilustrada em cores brilhantes, com capa dura e elementos interativos artesanais em papel, criados pelo premiado estúdio MinaLima, essa nova versão do primeiro livro da série Harry Potter vai encantar os leitores de todas as idades!  Editora : Rocco; 1ª edição (5 dezembro 2020)Capa dura : 368 páginas Dimensões : 16 x 3 x 23 cmPreço: R$ 199,90

BOX HARRY POTTER 20 ANOS – Há 20 anos a magia aterrissou no Brasil com a chegada de Harry Potter e a Pedra Filosofal. Para comemorar este aniversário tão especial de um dos livros mais vendidos da história, a Rocco lançou este box de luxo em edição limitada com os sete livros em capa dura, com ilustrações de Brian Selznick (vencedor da Medalha Caldecott) e Mary GrandPré. Uma novidade que irá encantar novos leitores e fãs que acompanham a série por todos esses anos. Venha explorar esse universo mágico!  
Editora : Rocco; 1ª edição Capa comum : 3067 páginasDimensões : 22 x 24.2 x 14.4 cmPreço: R$ 429,90

PARA CRIANÇAS

O ICKABOG – J.K. ROWLINGCom a altura de dois cavalos, olhos que brilham como bolas de fogo, garras afiadas e compridas feito navalhas, o Ickabog está chegando. Um monstro mítico, um reino em perigo e uma aventura que irá testar a bravura de duas crianças. Descubra uma história brilhantemente original, divertida e irônica, sobre o poder da esperança e da amizade, de J.K. Rowling, autora de Harry Potter, uma das maiores contadoras de história de todos os tempos. O reino da Cornucópia já foi o mais feliz do mundo. Tinha muito ouro, um rei com os melhores bigodes que você poderia imaginar, e açougueiros, padeiros e queijeiros cujas comidas deliciosas faziam uma pessoa dançar de prazer. Tudo parecia perfeito, mas nos pântanos enevoados ao norte, segundo a lenda, vivia o monstruoso Ickabog. Qualquer pessoa sensata sabia que o Ickabog era apenas um mito para assustar as crianças e fazê-las se comportar. Mas quando esse mito ganha vida própria, lançando uma sombra sobre o reino, duas crianças – os melhores amigos Bert e Daisy – embarcam em uma grande aventura para desvendar a verdade, descobrir onde está o verdadeiro monstro e trazer a esperança e a felicidade de volta para Cornucópia. Em uma bela edição capa dura O Ickabog traz 34 ilustrações coloridas de crianças brasileiras de 7 a 12 anos de vários estados do Brasil, vencedoras do Concurso de Ilustração Ickabog.  Editora : Rocco; 1ª edição Capa dura : 288 páginasDimensões : 17 x 2 x 22 cmPreço: R$ 69,90

SULWE – LUPITA NYONG’O – Coleção Orgulho de ser eu (desde pequenx). SULWE TEM A PELE DA COR DA MEIA-NOITE. Ela é mais escura que todos de sua família. Ela é mais escura que todos de sua escola. A Sulwe só queria ser bonita e cheia de luz como sua mãe e sua irmã. Quando ela menos esperava, uma jornada mágica no céu da noite abriu seus olhos e fez com que tudo mudasse. Editora : Rocco Pequenos Leitores; 1ª edição (15 outubro 2019)Capa dura : 48 páginasDimensões : 27 x 21 x 1 cmPreço: R$ 59,90

PARA OS FÃS DE SÉRIES E FILME

MODERN LOVE – DANIEL JONES – Livro que inspirou a série da Amazon Prime. – Uma jovem passa pelos cinco estágios da dor fantasma. – Um homem termina seu quarto encontro promissor numa sala de emergência. – Uma advogada com transtorno bipolar vivencia os altos e baixos do namoro. – Um viúvo hesita em apresentar os filhos à nova namorada. – Um homem divorciado, na casa dos 70, contempla a beleza e os escombros de antigos relacionamentos. Estas são algumas das pessoas que contam suas histórias em Modern Love, uma coletânea de relatos memoráveis publicados na coluna “Modern Love” do The New York Times. Editora : Rocco; 1ª ediçãoCapa comum : 304 páginasDimensões : 20.8 x 14 x 2.2 cmPreço: R$ 26,90

(foto: divulgação)



A CANTIGA DOS PÁSSAROS E DAS SERPENTES (TRILOGIA JOGOS VORAZES) – SUSANNE COLLINS
é a manhã do dia da colheita que iniciará a décima edição dos Jogos Vorazes. Na Capital, o jovem de dezoito anos Coriolanus Snow se prepara para sua oportunidade de glória como um mentor dos Jogos. A outrora importante casa Snow passa por tempos difíceis e o destino dela depende da pequena chance de Coriolanus ser capaz de encantar, enganar e manipular seus colegas estudantes para conseguir mentorar o tributo vencedor.Editora : Rocco Jovens LeitoresIdioma: : PortuguêsNúmero de páginas : 490 páginas Preço: R$ 34,90 

PAI EM DOBRO – THALITA REBOUÇAS

(foto: divulgação)

Baseado no filme homônimo que estreia na Netflix em janeiro de 2021, trazendo Maisa como protagonista. Vicenza é uma menina doce e super espiritualizada que cresceu em uma vila ecológica longe de sinal de celular e de toda a poluição da cidade. Tudo parece ser uma maravilha, mas ela sabe que um pedaço dela está faltando. O mistério que sua mãe mantém sobre seu pai é algo que Vicenza não consegue deixar para lá, e todo ano no dia do seu aniversário ela faz o mesmo pedido: saber quem ele é. Depois de sempre ouvir “não” como resposta, ela está quase desistindo. Quase. Porque o universo não brinca em serviço e algumas pistas no dia em que completa 18 anos podem acabar levando a menina direto para o seu pai… Ou pais? 

Gênero: jovem adulto; juvenil; adolescente            

Selo: Rocco

Formato: 14 x 21 cm

Nº de páginas: 256

Preço: R$ 34,90

PARA OS ENGAJADOS

NÓS SOMOS O CLIMA – JONATHAN FOER – Em Nós somos o clima, Foer nos conta histórias aparentemente desconectadas. Todas, porém, têm um ponto em comum com a atual crise ambiental: elas nos mostram que a diferença entre saber o que está acontecendo e agir a tempo de evitar o pior sempre está em nossas mãos. Além de apresentar números, estatísticas e projeções sobre a mudança climática através de um jogo de perspectivas, o autor nos oferece diferentes maneiras de encarar as informações das quais muitos de nós já dispomos sobre a crise planetária que nos afeta de forma desigual e continua a se agravar. Sobretudo, Foer nos desafia a assumir que ela é resultado direto da vida humana na Terra – e cada vida significa um conjunto de hábitos que precisam ser transformados.  Editora : Rocco; 1ª edição Capa comum : 288 páginasDimensões : 21 x 13.8 x 1.8 cmPreço: R$ 39,90 

EU E A SUPREMACIA BRANCA – LAYLA F. SAAD– Um livro para todos que estão prontos a examinar de perto as próprias crenças e preconceitos, e a fazer o trabalho necessário para mudar o mundo. Baseado num desafio no Instagram que conquistou a atenção de pessoas ao redor do mundo, Eu e a supremacia branca conduz os leitores por uma jornada de 28 dias, com sugestões de exercícios e dicas para realizar o necessário e indispensável trabalho capaz de levar a uma melhoria das relações sociais. Revisto e atualizado após o desafio on-line, aqui o trabalho antirracista proposto será aprofundado com contextos históricos e culturais, emocionantes histórias pessoais, definições expandidas, e exemplos e referências, oferecendo aos leitores o que cada um precisa para entender o racismo e desmontar seus preconceitos. Foi originalmente publicado em 2020 e entrou na lista de best-sellers do The New York Times.  Editora : Rocco; 1ª ediçãoCapa comum : 240 páginasDimensões : 14 x 2 x 21 cmPreço: 39,90

VOCÊ SABE COM QUEM ESTÁ FALANDO? – ROBERTO DAMATTA – Você sabe com quem está falando? é composto por três ensaios que abordam aspectos complementares do autoritarismo no Brasil. As mais diversas “autoridades”, pessoas abastadas ou celebridades têm oferecido um espetáculo deprimente de racismo, machismo, ignorância, arrogância e injustiça por se considerarem superiores aos demais e, portanto, dispensados de obedecer às leis e às normas da boa convivência social. Assim, ao examinar o fenômeno do “Você sabe com quem está falando?”, Roberto DaMatta nos confronta com um incômodo espelho que projeta uma imagem tanto mais repulsiva quanto verdadeira e precisa.  

Selo: Rocco

Formato: 14 x 21 cm

Nº de páginas: 208

Preço: R$ 39,90

POLÍTICAS DE PODER – MARGARET ATWOOD – Edição bilíngue. Margaret Atwood, cuja obra foi publicada em mais de 45 países, é autora de mais de 50 livros, entre ficção, poesia, ensaios e graphic novels. Publicado originalmente em 1971, Políticas do poder, de Margaret Atwood, surpreendeu os leitores ao apresentar a imprescindível dança entre uma mulher e um homem. E ainda surpreende hoje, com poemas que ocupam esferas de foro íntimo, político e mítico. Neste livro, Atwood nos faz perceber que podemos pensar que nossas dicotomias pessoais são únicas, mas que, na verdade, elas são múltiplas e universais. Claro, direto, amargo e implacável, os poderes poéticos da autora de O conto da aia estão afiados rumo à perfeição neste texto seminal – inédito no Brasil e em edição bilíngue – dos primeiros anos de sua carreira literária. Gênero é um tema importante no livro, e a autora traz questões de exploração feminina e de relacionamentos abusivos entre um homem e uma mulher.  Editora : Rocco; 1ª ediçãoCapa comum : 144 páginasDimensões : 14 x 2 x 21 cmPreço: 32,90

PARA OS FÃS DE MÚSICA

QUEM MATOU JONH LENNON? – LESLEY-ANN JONES

Da aclamada jornalista e escritora Lesley-Ann Jones, responsável pela biografia mais vendida no Brasil do cantor Freddy Mercury. No dia 8 de dezembro de 1980, o planeta inteiro entrou em choque ao saber da notícia de que o maior ídolo do rock havia sido morto a tiros, a sangue frio, na cidade de Nova York. Em uma investigação fascinante, a aclamada jornalista e biógrafa musical Lesley-Ann Jones apresenta um retrato completo desse homem: sua vida, seus relacionamentos, sua morte prematura e seu legado musical eterno. 

Dimensões: 16 x 3 x 23 cm

Número de páginas: 453 páginas

Editora: Rocco; 1ª edição

Preço: R$ 44,90

J.K Rowling lança nova história original com capítulos disponíveis online e gratuitamente para crianças em isolamento social

(Foto: Site The Ickabog)

J.K. Rowling anunciou na última terça-feira, 26 de maio, em seu site (www.jkrowling.com) e nas suas redes sociais a publicação online e gratuita de O Ickabog, obra escrita há mais de dez anos como uma história de ninar para seus filhos mais novos. Rowling decidiu compartilhar a história favorita de sua família para ajudar a entreter crianças, pais e cuidadores confinados em casa durante o isolamento social provocado pelo Coronavírus.

A história foi lançada às 11h (no horário de Brasília) e dois dos primeiros capítulos já foram publicados no site www.theickabog.com. Serão 34 capítulos no total, publicados todos os dias úteis da semana até 10 de julho. Escrito para ser lido em voz alta, O Ickabog é um conto de fadas ambientado em uma terra imaginária. É uma história independente, não relacionada a qualquer outra obra de J.K Rowling e vai agradar crianças e jovens, assim como toda a família. A história será traduzida para outros idiomas e disponibilizada no site logo após a estreia da versão em Inglês.

Em novembro de 2020, O Ickabog será publicado nas versões impressa, e-book e audiolivro. J.K. Rowling irá ceder os royalties das vendas do livro a projetos e organizações que ajudam os grupos mais afetados pela COVID-19 – mais detalhes serão anunciados posteriormente.

Para que as crianças se envolvam enquanto a história se desenrola, J.K. Rowling convida pequenos e jovens artistas a ilustrar o enredo e seus vívidos personagens. Os pais e responsáveis são convidados a submeter as artes de seus filhos em uma competição oficial de ilustrações realizada pelas editoras que publicam J.K Rowling em todo o mundo. Os desenhos escolhidos em cada país irão ilustrar o livro publicado em seus territórios. A competição tem lançamento hoje no Reino Unido, Irlanda, Austrália, Nova Zelândia, Índia, EUA e Canadá e, em breve, será lançada nos demais países, em uma colaboração verdadeiramente internacional entre a autora e jovens artistas de todo o mundo. J.K. Rowling não fará parte do processo de seleção, mas fará sugestões de cenas e personagens a serem desenhados diariamente durante a publicação dos capítulos online.

Usando a hashtag #TheIckabog, as crianças (ou pais/responsáveis no caso das crianças menores de 13 anos) são incentivadas a postar pinturas e desenhos nas redes sociais. J.K. Rowling poderá aparecer no Twitter ocasionalmente para comentar algumas de suas ilustrações favoritas. Uma seleção de imagens também será publicada em uma galeria no site de O Ickabog.

Mais informações sobre a história, seus capítulos e links para as competições de ilustração podem ser encontradas em www.theickabog.com.

J.K. Rowling apresenta sua história em www.jkrowling.com/j-k-rowling-introduces-the-ickabog/

“A ideia para O Ickabog me ocorreu enquanto eu ainda escrevia Harry Potter. Escrevi a maior parte do primeiro rascunho entre meus intervalos nos livros da série com a intenção de publicá-lo depois de Harry Potter e as Relíquias da Morte.

No entanto, após o último livro de Potter, eu quis fazer uma pausa nas publicações, o que acabou durando cinco anos. Naquela época, escrevi Morte Súbita, sob o pseudônimo de Robert Galbraith, escrevi O Chamado do Cuco (The Cuckoo’s Calling). Depois de um pouco de hesitação (e também após o meu paciente agente registrar The Ickabog – desculpe, Neil), decidi que queria me afastar dos livros infantis por um tempo. Foi assim que o primeiro rascunho de O Ickabog subiu para o sótão, onde permaneceu por quase uma década. Com o tempo, passei a pensar nele como uma história que pertencia aos meus dois filhos mais novos, porque eu lia para eles à noite quando eram pequenos, o que sempre foi uma lembrança feliz da família.

Algumas semanas atrás, durante o jantar, considerei timidamente a ideia de tirar O Ickabog do sótão e publicá-lo gratuitamente para crianças em isolamento social. Meus filhos, agora adolescentes, ficaram emocionados e entusiasmados com a ideia. Então a caixa empoeirada com os rascunhos desceu as escadas e, nas últimas semanas, estive imersa em um mundo fictício que nunca imaginei visitar novamente. Enquanto trabalhava para terminar o livro, comecei a reler os capítulos todas as noites para a família. Essa foi uma das experiências mais extraordinárias da minha vida de escritora, pois os dois primeiros leitores do Ickabog me contaram do que se lembravam quando eram pequenos e exigiram a reposição das partes que mais gostavam (e eu obedeci).

Acho que O Ickabog funciona como série porque foi escrito como um livro para ser lido em voz alta (talvez tenha sido moldado inconscientemente pelo modo como o li para meus próprios filhos), mas é adequado para que crianças de 7 a 9 anos leiam sozinhas.

Postarei um capítulo (ou dois ou três) todos os dias úteis entre 26 de maio e 10 de julho no site do Ickabog. Planejamos publicar algumas traduções em breve, inclusive em português, e divulgaremos mais detalhes no site quando estiverem disponíveis.

O Ickabog é uma história sobre a verdade e o abuso de poder. E para evitar uma pergunta óbvia: a ideia me surgiu há mais de uma década, por isso não tem a pretensão de ser lida como uma resposta a qualquer coisa que esteja acontecendo no mundo neste momento. Os temas são atemporais e podem se aplicar a qualquer época ou país.

Ao decidir publicar, pensei em como seria maravilhoso se as crianças confinadas ou que precisassem de distração durante este tempo estranho e difícil que estamos vivendo ilustrassem a história para mim. Haverá sugestões sobre as ilustrações que precisamos para cada capítulo no site do Ickabog, mas ninguém deve se sentir limitado por essas ideias. Eu quero ver a imaginação correr solta! Criatividade, inventividade e empenho são as coisas mais importantes: não estamos necessariamente procurando a habilidade mais técnica!

Em novembro de 2020, O Ickabog será publicado em inglês nos formatos impresso, e-book e audiolivro, seguido pelas edições em outros idiomas. Os melhores desenhos de cada território serão incluídos nos livros publicados em seus respectivos países. Como os editores de cada local precisarão decidir quais imagens funcionam melhor para suas próprias edições, não julgarei pessoalmente as ilustrações. No entanto, se pais e responsáveis postarem o desenho de seus filhos no Twitter usando a hashtag #TheIckabog, poderei compartilhar e comentar! Para saber mais sobre o concurso de ilustrações, acesse o site The Ickabog quando for lançado em seu território.

Prometo ceder todos os direitos autorais de O Ickabog, quando publicado, para ajudar grupos particularmente afetados pela pandemia da Covid-19. Mais detalhes estarão disponíveis no final do ano.”