Arquivo da tag: Efeitos Visuais

Pav Grochola, supervisor de efeitos visuais de “Homem-Aranha: No Aranhaverso”, vem à CCXP19

Pav Grochola (Foto: Divulgação)

Profissional convidado pelo VFXRio, parceiro do festival há cinco edições, vai revelar os segredos por trás do filme ganhador do Oscar de Melhor Animação em 2019

A CCXP tornou-se o epicentro da cultura pop ao redor do mundo, onde os fãs podem expressar seu amor, compartilhar ideias e ficar frente a frente com seus artistas favoritos. E como são pessoas apaixonadas pelo conhecimento, descobrir como as obras tomam forma e ganham vida tem grande importância para essa experiência. Por isso, na quinta-feira (5), o festival recebe Pav Grochola, supervisor de efeitos visuais (VFX Supervisor) da Sony Pictures Imageworks e integrante do time responsável pelo ganhador do Oscar 2019 na categoria de Melhor Animação, o longa “Homem-Aranha: No aranhaverso”. Sua participação na CCXP19 – que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo – é um convite do VFXRIO, um dos mais importantes eventos dedicados à tecnologia e entretenimento, realizado entre 30 de novembro e 2 de dezembro, na Casa Firjan, no Rio de Janeiro.

Os segredos utilizados pela equipe do filme, e que foram responsáveis por torna-lo um marco na história das animações, serão revelados por Pav Grochola. Um dos elementos mais elogiados pelos especialistas foi o estilo escolhido. Com uma mistura de animação tradicional, quadrinhos e CGI, “Homem-Aranha: No aranhaverso” adotou um formato híbrido, descartando-se como algo nunca antes visto nos cinemas e como um filme aclamado pela crítica e público. O longa rendeu a ele o prêmio da Visual Effects Society na categoria Simulação de efeitos especiais em animação.

Atualmente, Pav Grochola é supervisor e Lead VFX artist da Sony Pictures Imageworks. Depois de terminar o curso de Belas Artes na Austrália, em 1999, Grochola viu seu futuro na produção digital de conteúdo. Ele começou a carreira produzindo efeitos visuais para comerciais e, logo depois, mudou-se para Londres para trabalhar com cinema. O profissional passou cinco anos na Double Negative, especializou-se em animação e trabalhou em vários filmes da franquia Harry Potter. Sua carreira inclui 29 longas-metragens e inúmeros prêmios, entre eles o Annie Award por seu trabalho em “Edge of Tomorrow” (No Limite do Amanhã).

Ingressos CCXP  

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro  

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social). 
Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social). 
Sábado: (ESGOTADO)
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social). 
4 dias: (ESGOTADO)
Epic: R$ 1.500,00
Full: (ESGOTADO)
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00 

CCXP19 

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019  

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP) 

AXIS usa efeitos visuais para transformar Daya Luz em personagem de videogame do novo clipe da cantora

Videoclipe de “Vai Pirar”, nova música de Daya Luz, contou com o trabalho dos profissionais da principal escola de efeitos visuais do Brasil na conceituação dos personagens, roupas e cenários, e na modelagem virtual da versão digital da artista

Com diversas técnicas de animação 3D e efeitos visuais, a AXIS – School of Visual Effects transportou a cantora Daya Luz para dentro de um jogo de videogame no clipe de “Vai Pirar”, o novo single da artista que será lançado nesta quarta-feira, 16 de maio, e tem a participação do cantor Buchecha. A equipe da principal escola de efeitos visuais do Brasil participou do storyboard, concept de personagem e cenário do clipe, além da modelagem 3D e rigging da versão digital de Daya Luz.

image004 (2).jpg
Em novo clipe, Daya Luz vira personagem digital. (Foto: Divulgação)

“O videoclipe se passa em um ambiente tecnológico e gamer, com ar retrô e várias cenas de animação 3D. O concept, modelagem e rigging da Daya Doll, como apelidamos a personagem virtual, foram desenvolvidos com o auxílio dos profissionais da escola, liderados pelo Raul Salles, que comanda o acadêmico da AXIS. Ele participou ativamente de todo o processo, principalmente, na parte de finalização da personagem”, explicou Alessandro Bomfim, CEO e fundador da AXIS. “Vale lembrar que as técnicas aplicadas no clipe da Daya são ensinadas nos três programas acadêmicos da AXIS, o Concept Art, Personagem 3D e Visual Effects (VFX)”.

“Minha relação com os games começou na infância e os jogos me acompanham até hoje. Tenho um arcade com centenas de títulos e um Xbox One na sala. Sou uma das três cantoras brasileiras a fazer parte do Just Dance e sempre que posso encontro maneiras de me aproximar desse universo que eu adoro”, disse Daya Luz. “O trabalho de efeitos visuais e animação feito em ‘Vai Pirar’ ficou incrível e considero esse clipe mais um sonho realizado. Além da temática, teve a participação do cantor Buchecha. Estou muito ansiosa pelo lançamento”.

            A AXIS conta com três programas acadêmicos relacionados a efeitos visuais, game design, 3D e concept art, abrangendo técnicas e conhecimentos tanto de arte tradicional quanto digital. No “Concept Art & Entertainment Design” os alunos aprendem desde fundamentos básicos até conceitos avançados de desenho, produção e pintura digital, design de personagens e cenários e narrativa. Em “Personagem 3D”, os cursos são direcionados às técnicas de desenhos de anatomia humana e design de personagens e criaturas, explorando também arquétipos, direção de arte, figurino, modelagem, pintura digital, render e as ferramentas mais usadas no mercado. Por fim, o “Visual Effects (VFX)” é direcionado aos efeitos visuais, composição digital, CGI e animação, passando por todos os aspectos técnicos e conceituais para o uso do MAYA e NUKE, os softwares dominantes nos mercados nacional e internacional de cinema, TV e publicidade.

Mais informações pelo site www.axis.art.br, e-mail info@axis.art.br, telefone (11) 3141-1681, ou na própria unidade da escola, que fica na Avenida Paulista, 568 – 2ª andar, em São Paulo.