Arquivo da tag: Egito

WARNER BROS. PICTURES APRESENTA PRIMEIRO TRAILER E PÔSTER DA ANIMAÇÃO AS MÚMIAS E O ANEL PERDIDO

A nova aventura do estúdio estreará em 2023 em todos os cinemas do Brasil

A Warner Bros. Pictures acaba de divulgar o primeiro trailer de As Múmias e o Anel Perdido, sua nova animação que acompanha as divertidas aventuras de três múmias egípcias que vivem numa cidade secreta subterrânea sob as pirâmides do antigo Egito. Uma princesa, um piloto de corrida de bigas e o irmão mais novo dele, inseparável de seu bebê crocodilo de estimação, também dão o tom da animação, que está prevista para estrear nos cinemas brasileiros em 2023.

Após uma série de infelizes acasos, o trio de múmias e seu pet embarcam numa hilária e agitada jornada na Londres atual à procura de um anel ancestral, de propriedade da Família Real das Múmias, roubado pelo ambicioso arqueólogo Lorde Carnaby.  

Dirigido pelo cineasta espanhol Juan Jesús García Galocha, o longa tem roteiro coescrito por Jordi Gasull e trilha sonora composta pelo Fernando Velazquez, vencedor do Prêmio Goya.

As Múmias e o Anel Perdido será lançado globalmente nos cinemas em 2023.

CONHEÇA OS PERSONAGENS DE “MORTE NO NILO”, NOVO FILME BASEADO EM ROMANCE DE AGATHA CHRISTIE

O longa da 20th Century Studios estreia nos cinemas em 10 de fevereiro e traz um elenco renomado

Dirigido por Kenneth Branagh e protagonizado por um elenco de destaque, Morte no Nilo chega aos cinemas em 10 de fevereiro. Baseado no romance homônimo de Agatha Christie de 1937, o filme é um suspense sobre o caos emocional e as drásticas consequências de um amor obsessivo.

Em Morte no Nilo, as férias do detetive belga Hércules Poirot (Kenneth Branagh) a bordo de um glamuroso navio a vapor no Egito se transformam em uma terrível procura por um assassino, enquanto a lua-de-mel idílica de um casal perfeito é tragicamente interrompida. Ambientada em uma épica paisagem de vistas arrebatadoras do deserto e as majestosas pirâmides de Gizé, esta história de paixão desenfreada e ciúmes apresenta um grupo cosmopolita de viajantes impecavelmente vestidos, e as reviravoltas inesperadas suficientes para deixar o público inquieto e perplexo até o chocante desfecho.

Para se preparar para a estreia, conheça, abaixo, os personagens do filme, interpretados por grandes nomes:

Hercule Poirot (Kenneth Branagh)

(Foto: divulgação)

Kenneth Branagh interpreta Hercule Poirot, uma das criações mais amadas e mais conhecidas de Agatha Christie. O personagem é um detetive belga perspicaz, autodepreciativo, cavalheiro e gentil, que aproveita as regalias de uma vida socializando em meio à elite.

Bouc (Tom Bateman)

(Foto: divulgação)

Os personagens Euphemia Bouc (Anette Bening) e Bouc (Tom Bateman) em cena de Morte no Nilo

Tom Bateman retorna como o belo, charmoso e bem-humorado Bouc, o braço direito de Hercule Poirot. O ator conta que ficou feliz por reprisar seu papel de “Assassinato no Expresso do Oriente” (2017), e abraçou o enredo emocionante. “Foi muito interessante retornar a ele”, afirma Bateman. “No filme anterior, Bouc não se importava com ninguém além dele mesmo, mas agora ele cresceu e aprendeu a se importar.”

Euphemia Bouc (Annette Bening)

(Foto: divulgação)

Anette Bening dá vida a Euphemia Bouc, mãe de Bouc, uma pintora renomada, que é desdenhosa, cheia de si e superprotetora em relação ao filho. Animada por fazer parte do elenco, Bening se entregou totalmente à personagem no contexto do período em que a história se passa, e sua atitude aparentemente cínica em relação ao amor. “Eu me diverti muito lendo sobre mulheres do período e o mundo boêmio na virada do século”, afirma Bening. “Aprender sobre pintoras do período, e onde Euphemia pode ter treinado e como isso pode ter impactado sua vida romântica foi uma parte muito importante no processo de entender a personagem.”

Linnet Ridgeway (Gal Gadot)

(Foto: divulgação)

A alegre, elegante e podre de rica Linnet Ridgeway, herdeira de uma família conhecida e bem respeitada, é interpretada por Gal Gadot. Confiante e graciosa, a personagem nunca conheceu o amor verdadeiro, e fez diversos inimigos ao longo dos anos por conta de sua riqueza. “Ela é muito autocentrada, mas, ao mesmo tempo, muito compassiva”, afirma Gadot. “Ela está acostumada a ter as coisas do seu jeito, mas é solitária, então ela tem um grande vazio por dentro.”

Simon Doyle (Armie Hammer)

(Foto: divulgação)

Armie Hammer e Gal Gadot como os personagens Simon Doyle e Linnet Ridgeway

Desempregado, porém belo e naturalmente charmoso, Simon Doyle é apaixonado por Jackie de Bellefort, até que ela o introduz à sua amiga de escola Linnet Ridgeway. Armie Hammer é quem dá vida ao personagem, e o ator achou o papel desafiador por se tratar de alguém que passa boa parte do tempo escondendo seu verdadeiro eu. “O quanto você pode mostrar, o quanto pode deixar escapar?”, pondera o ator. “Tem que acertar o equilíbrio; meu personagem precisa ser crível durante toda a história.”

Louise Bourget (Rose Leslie)

(Foto: divulgação)

Rose Leslie interpreta Louise Bourget, a criada pessoal de Linnet Ridgeway, a quem é devota. “Louise está muito envolvida na extravagância da coisa toda”, diz a atriz, “mas isso deve ser um pouco doloroso. Ela está curtindo a vida de luxo, querendo se associar a esse grupo, querendo fazer parte do clã. No entanto, Linnet está sempre colocando o dedo na ferida de Louise ao lembrá-la qual seu lugar na hierarquia.”

Jacqueline de Bellefort (Emma Mackey)

(Foto: divulgação)

Gal Gadot (que interpreta Linnet Ridgeway), Emma Mackey (Jacqueline De Bellefort) e Armie Hammer (Simon Doyle) em cena de Morte no Nilo

Emma Mackey é Jacqueline De Bellefort, que é atraente, espirituosa e mais inteligente do que aparenta, graças à sua educação em um internato. Nascida na aristocracia francesa, mas atualmente pobre, ela está perdidamente apaixonada por Simon Doyle. “Mesmo sendo uma mulher independente, forte e resiliente, ela faz tudo por Simon”, diz Mackey. “Jacqueline é movida por seu amor por Simon… sua razão de existir é Simon.”

Salome Otterbourne (Sophie Okonedo)

Sophie Okonedo interpreta Salome Otterbourne, a sensual cantora americana contratada para se apresentar no casamento egípcio de Simon Doyle. “Ela é uma mulher que simplesmente ama a vida”, diz Okonedo. “Ela é muito confiante sobre si mesma e sobre seu corpo.”

Rosalie Otterbourne (Letitia Wright)

A sobrinha de Salome Otterbourne, Rosalie, que administra a carreira de cantora de sua tia, é interpretada por Letitia Wright, uma personagem sofisticada, espirituosa e ambiciosa. A atriz se atraiu pelo papel de Rosalie por causa de sua garra e determinação. “Ela é jovem e ainda assim muito motivada e diligente”, diz Wright. “É muito interessante trazer para a história uma personagem sensata como essa e ver certas situações que derrubam essa confiança.”

Andrew Katchadourian (Ali Fazal)

Andrew Katchadourian é o belo e gentil “primo” e amigo de infância de Linnet Ridgeway, cujo escritório de advocacia lida com todos os assuntos da família Ridgeway. O papel é interpretado por Ali Fazal, que ficou encantado por fazer parte do elenco. “Minha infância foi repleta de livros de Agatha Christie. O ‘Assassinato no Expresso do Oriente’ foi tão impressionante e tão rico.”

(Foto: divulgação)

Os personagens Andrew Katchadourian (Ali Fazal), Rosalie Otterbourne (Letitia Wright) e Salome Otterbourne (Sophie Okonedo)

Linus Windlesham (Russell Brand)

Russell Brand é Linus Windlesham, um médico aristocrático, gentil e obcecado pela saúde. Ele já foi noivo de Linnet Ridgeway e deseja fazer o bem no mundo. O ator optou por focar “no calor e na integridade do personagem”, buscando autenticidade no papel, abraçando pesquisas sobre a medicina dos anos 1930.

Morte No Nilo estreia exclusivamente nos cinemas em 10 de fevereiro.

De faraós a sultões, os laços que unem Egito e Turquia

Pirâmides e palácios estão nos roteiros da Françatur, que incluem cruzeiro pelo Rio Nilo e mergulho no Mar Vermelho

Berço da civilização, o Egito é dono de uma tradição histórica singular, cujo legado exerce fascínio em viajantes do mundo todo. Na terra dos antigos faraós, tesouros arqueológicos como as pirâmides de Gizé resistiram ao tempo e às invasões, sobretudo aos quase três séculos de domínio do Império Turco-Otomano, a partir de 1517.

Uma das sete maravilhas do mundo antigo, que ainda existe, as pirâmides Quéops, Quéfren e Miquerinos são parte de um roteiro sagrado de quem visita o Cairo, capital do país. A enigmática Esfinge também está entre os cartões-postais dessa viagem. No Egito, a água cristalina de Hurghada é outro ponto de interesse de turistas, que escolhem essa região de resorts às margens do Mar Vermelho para mergulhar ou relaxar sob o sol.

Françatur tem destinos pela história do Egito. (Foto: Divulgação)

Essas maravilhas egípcias são vistas no roteiro da Françatur dedicado ao país, que inclui ainda um cruzeiro de quatro noites pelo Rio Nilo. Pelo caminho, a embarcação atraca para os viajantes descobrirem outros lugares, como os Templos de Luxor e Karnak. Essa navegação pelo mais extenso e um dos mais emblemáticos rios da humanidade faz parte também do programa da operadora que visita o Egito com a Turquia.

Separado geograficamente pelo Mar Mediterrâneo, o Egito foi anexado à Turquia como parte dos planos de expansão dos sultões. Governantes se notabilizaram pelo estilo de vida excêntrico, que deu origem a lugares como o Palácio Topkapi, na cidade de Istambul. O Grand Bazaar é mais um destino obrigatório, com as suas mais de 4.000 lojas ao longo de cerca de 60 ruas cobertas, a fim de apreciar (e comprar) tapetes, joias, tecidos e roupas na cidade turca.

Já o melhor lugar para saber sobre toda a complexidade do passado do país é o Museu das Civilizações da Anatólia, uma das atrações da capital, Ankara. Mas é distante dos luxuosos palácios e da agitação urbana, que está um dos grandes atrativos de uma jornada pela Turquia: o sobrevoo de balão para apreciar o nascer do sol na região da Capadócia.

Os dois programas da Françatur levam o viajante a conhecer cartões-postais e a identificar os fortes laços culturais e religiosos presentes até hoje no Egito e na Turquia. Mais informações podem ser obtidas no site www.francatur.com.br, nas redes sociais @francaturturismo e nos telefones (11) 3149-3163 ou (21) 2102-2440.

Museu Egípcio Itinerante passará por Curitiba

Mais de 400 peças serão expostas entre os dias 17 e 26 de maio na Feiarte – Feira Internacional do Artesanato

Entre os dias 17 e 26 de maio, além de aproveitar uma das maiores feiras de artesanato do sul do país, a Feiarte – Feira Internacional de Artesanato, curitibanos e turistas poderão visitar uma atração especial: o Museu Egípcio Itinerante, que desembarca em Curitiba com espaço inédito no evento.

A exposição conta com mais de 400 peças e artefatos que contam a história de uma das civilizações mais antigas do mundo. Uma ótima oportunidade para quem quer mergulhar nesse universo e conhecer um pouco mais sobre o assunto.

Serão dez dias de evento, com mais de 180 expositores de 15 países com os mais variados estilos e as mais variadas tradições. Além disso, os visitantes contam com espaço gastronômico, espaço kids e mais de 15 oficinas de artesanato durante o evento.

Feiarte – Feira Internacional de Artesanato, acontece entre os dias 17 a 26 de maio, de segunda à sábado, das 14h às 22h e aos domingos das 14h às 21h, no Expo Barigui (Rua Batista Ganz, 430 – Santo Inacio). As entradas custam R$12 (inteira) e R$6 (meia-entrada); a primeira hora de evento terá sempre entrada gratuita. Para mais informações, acessewww.feiartepr.com.br ou as páginas oficiais do evento no Facebook (www.facebook.com/feirafeiarte ) ou Instagram (www.instagram.com/feirafeiarte).

Belezas e outros fascínios do Egito

Viagens de tirar o fôlego e guardar na memória são oferecidas para o país pela operadora de turismo Françatur

Dono das pirâmides mais famosas e conhecidas do mundo, o Egito está na mira de todos que buscam conhecer de perto um dos lugares mais importantes para a história das civilizações. A operadora de turismo Françatur oferece roteiros de oito e três noites para descobrir, ver e vivenciar tudo de melhor que o país tem a oferecer.

Além das belezas naturais e das pirâmides, há templos para se extasiar em diversas cidades egípcias, incluindo a capital, Cairo. As esfinges e o Rio Nilo, o mais importante do continente africano e um dos maiores do mundo, são outros pontos altos, assim como shows de luzes e museus que contam a história do período dos faraós.

Para quem quer explorar tudo o que a cidade do Cairo tem para oferecer, o roteiro “Cairo Fascinante” é perfeito. Em quatro dias, fazem parte da programação passeios pelos pontos mais famosos e requisitados da capital, como a necrópole de Gizé, onde estão as pirâmides Keops, Kefren e Micerinos, além de visitas à Esfinge e ao Templo do Vale.

Já para os que estão mais interessados em viagens mais longas e que ultrapassem as fronteiras do Cairo, há o roteiro “Cairo com Cruzeiro”, que contempla navegações pelas águas que foram o principal meio de transporte para mercadorias e pessoas no início das civilizações. Na programação também estão passeios nas cidades de Assuão, Kom Ombo, Edfu, Esna e Luxor com visitas a templos simbólicos e que criam a possibilidade de uma imersão real na cultura e história locais.

Os roteiros da Françatur incluem hospedagem com café da manhã, traslados e passeios. Mais informações podem ser obtidas no site www.francatur.com.br, nas redes sociais @francaturturismo ou nos telefones (11) 3149-3163 ou (21) 2102-2440.

3 desertos pelo mundo para se conhecer

Ao contrário do que muita gente imagina, os desertos são lugares que guardam paisagens exuberantes. E para provar, a plataforma colaborativa Lugares Pelo Mundo separou três desertos que são belíssimos cenários e ótimos destinos para aventureiros e amantes da natureza. Confira:

Namíbia

_nambia_HerryB on Visual hunt.jpg
(Foto: Divulgação)

Acredita-se que esse seja o deserto mais antigo do mundo. Ocupa parte da Angola, Namíbia e África do Sul.  Está protegido por uma série de Parques Nacionais, Áreas de Recreação e Áreas Diamantadas Protegidas.

Um dele é o Parque Nacional Namib-Naukluft. Lá está localizado o Sossusvlei, local onde é possível  encontrar as icônicas dunas vermelhas gigantes. Suas dunas sobem até quase 400 metros – algumas das mais altas do mundo. Se revelam um espetáculo à parte durante o nascer e pôr do sol, e atraem entusiastas da fotografia de todo o mundo. Os visitantes podem também escalar ‘Big Daddy’, uma das dunas mais altas de Sossusvlei.

A parte sul do deserto é extremamente seca, o guelengue-do-deserto é o único  grande mamífero que habita o local. E lá também se encontra uma das plantas mais notáveis do mundo. Conhecidas como fósseis vivos,  a Welwitschia são as folhas mais longevas de qualquer membro do reino vegetal, estima-se que as maiores possuem cerca de 2.500 anos de idade.

Saara

saara.jpg
(Foto: Divulgação)

É considerado o terceiro maior deserto do mundo, isso pois a Antártida e o Ártico são considerados desertos. Ocupa os países:  Argélia, Chade, Egito, Líbia, Mali, Mauritânia, Marrocos, Níger, Saara Ocidental, Sudão e Tunísia.

Marraquexe e Agadir são cidades de entrada pelo Marrocos para safáris no deserto. O Egito também é famoso por seus passeios e oásis, como: Bahariya Oasis, Dakhla Oasis, Farafra Oasis, Kharga Oasis e Siwa Oasis.

A Tunísia oferece vários tipos de passeios pelo deserto, como Cânions e Oásis, “The Grand Erg”, Região do Douz e vilas tradicionais. Os outros países também fazem safaris pelo deserto, e possuem locais famosos, e importantes como é o caso do Vale M’zab, da Argélia, que é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Atacama

the-atacama-desert-2832866_1920.jpg
(Foto: Divulgação)

Localizado no norte do Chile, o Deserto do Atacama reserva muitas surpresas para o visitante. É um destino para toda família!  São gêiseres, praias e vales. E inúmeras paisagens incríveis.

Além disso oferecem ainda o chamado “astroturismo”, são observatórios astronômicos abertos em que é possível ver constelações inteiras. São várias cidades que é possível se visitar no norte do país, que fazem parte ou estão próximas ao deserto, como: Arica, Alto El Loa, Iquique, San Pedro de Atacama, Antofagasta, Vale de Copiapó, Limarí, La Serena, Vale del Huasco e Vale del Elqui.