Arquivo da tag: Esqui

Na neve e fora dela, temporada na estação de esqui Portillo é repleta de muita ação

Competições entre hóspedes, tubing em família, shows de mágica e degustação de vinhos são alguns dos destaques da estação chilena neste inverno

O coquetel de boas-vindas anuncia dias de alegria na temporada de inverno da estação de esqui Portillo, localizada a cerca de duas horas de Santiago do Chile. Atividades dentro do hotel Portillo incluem massagens e shows de mágica. Na parte externa, a família inteira pode curtir deslizar em grandes boias na neve, no tubing, e se aventurar em esqui e snowboard.

Os ensinamentos passados na neve pela experiente equipe de instrutores são colocados à prova na Corrida Sol de Portillo. A cada quinta-feira, os hóspedes participam dessa divertida competição de esqui slalom, de acordo com seu nível de habilidade. A cerimônia de premiação ocorre à noite no living do hotel. Uma versão infantil da competição é realizada no programa Kids’ Camp, com aulas voltadas a crianças de 4 a 6 anos.

Portillo é opção nas férias para quem gosta de esportes radicais. (Foto: Divulgação)

Quando não estão na neve, meninos e meninas podem aproveitar jogos de tabuleiro, caça ao tesouro, aula de culinária ao estilo Masterchef e outras brincadeiras propostas pela equipe de recreação. Há ainda mesas de ping pong, pebolim, brinquedos infláveis e até uma parede de escalada.

Nas noites de sexta, a semana de atividades chega ao fim com a tradicional Descida de Tochas. Com elas em mãos, os professores da escola de esqui e os hóspedes mais experientes percorrem a pista Plateau em um espetáculo que pode ser acompanhado a partir da varanda do hotel.

Mais informações em www.skiportillo.com ou com os principais operadores e agentes de turismo do Brasil.

Gastronomia faz de Portillo um lugar tão gostoso para comer quanto para esquiar

Receitas do chef Rafael Figueroa valorizam ingredientes como pescados e carnes. Complexo chileno possui restaurante na montanha e lanchonete na base

Na estação de esqui Portillo, comer é uma experiência tão especial quanto esquiar. Há mais de 30 anos, o chef Rafael Figueroa é a mente criativa por trás das refeições servidas no restaurante principal do Hotel Portillo, que faz parte do complexo.

Das panelas comandadas por ele saem ricas combinações de ingredientes chilenos, entre pescados, frutas e verduras, além de cortes nobres de carne. Pode-se provar, por exemplo, um tradicional pastel de jaiba (torta de caranguejo) e um delicioso côngrio na chapa, ambos acompanhados com os pães caseiros feitos no forno do próprio hotel. Também há opções vegetarianas, como o curry de legumes e o tofu assado. Todos os pratos unem o melhor da tradição culinária chilena com pitadas de modernidade. Diariamente, o hóspede pode escolher entre oito opções do cardápio, que não se repetem no almoço e no jantar. E, claro, é quase impensável provar uma das criações de Figueroa sem a companhia de um prestigiado vinho chileno.

Portillo oferece gastronomia com ingredientes típicos. (Foto: Divulgação)

Com 35 pistas de todos os níveis, Portillo oferece outras opções na hora de fazer suas refeições. Um restaurante self-service funciona desde as 7h30 no térreo do hotel e atende tanto aos hóspedes dos lodges Octagon e Inca quanto a quem estiver acomodado no Hotel Portillo. Como essa área tem sempre movimento, é a opção mais descontraída para o almoço entre 12h30 e 14 horas. Já o bar do hotel é uma alternativa para quem busca praticidade. Além de saborosos petiscos, oferece sushis e a clássica fondue. À noite, é nele que os hóspedes se reúnem para experimentar típicos drinques chilenos, como o Pisco Sour, e ouvir uma ótima música ao vivo.

Outra opção é o Tío Bob’s, no alto da montanha, especializado em grelhados e saladas. Com rústicas mesas de madeira ao ar livre e uma visão magnífica aos Andes e à Laguna del Inca, este restaurante funciona de meio-dia às 15 horas e também serve pescados, hambúrgueres e opções vegetarianas.

Aos que tem que fome de viver intensamente toda a adrenalina contida nas descidas de esqui e snowboard, uma alternativa de pausa rápida é o Ski Box, aberto das 9h às 17 horas. Ao lado da base de Las Lomas, o mais novo restaurante de Portillo serve snacks, sanduíches e empanadas, além de cerveja e vinho.

3 lugares que vão te surpreender

Existem lugares pelo mundo que quebram paradigmas e estereótipos. Alguns o fazem de maneira cultural ou social. Porém outros fazem isso na sua paisagem. Separamos hoje três lugares que temos certeza que ao pensar nestes destinos não são essas paisagens que vem à mente.

Praia na Noruega

(Foto: Divulgação)

Como o país está localizado no norte da Europa, o primeiro pensamento que vem às nossas mentes ao pensar no destino naturalmente é frio e neve, entre outras coisas relacionadas. Certo? Pois é aí que você se engana.

A cidade de Kristiansand é considerada a capital do sul do país e é um dos destinos preferidos dos noruegueses durante o verão. Trata-se de uma verdadeira cidade praiana da Noruega, por isso, além de apreciar toda a vida cultural e gastronômica do local, torna-se obrigatório um passeio pelas praias. Pertinho do centro da cidade está Bystranda, uma praia de areia clara e mar calmo, ideal para a prática de stand up paddle ou uma tarde em família.

Mergulho na Jordânia

(Foto: Divulgação)

Egito e Israel são famosos por seus mergulhos no Mar Vermelho, o que de certa forma já é um tipo de quebra de paradigma para os desavisados que pensam em países do Oriente Médio apenas como desertos e afins. Entretanto, a Jordânia mesmo não tendo uma larga costa como outros destinos também oferece, em grande estilo, mergulhos no lendário  Mar Vermelho.

Aqaba é a junção de todas as coisas boas que a Jordânia tem para oferecer. Inclui uma  história fascinante, excelentes hotéis, atividades e locais para compras. É também um ótimo local para ficar se você planeja visitar o Wadi Rum.  Os passeios de um dia podem ser facilmente organizados e, como a distância é curta, você terá mais tempo para conhecer o local.

Esqui no Líbano

(Foto: Divulgação)

Assim como a Jordânia e os outros países do Oriente Médio, o Líbano carrega o rótulo de país desértico. O que é um tremendo engano. O destino oferece ao turista opções desde praias a florestas. Além disso também possui locais onde é possível esquiar. Isso mesmo.

Cedars, Faraya e Laklouk são três das principais cidades que dispõe das montanhas nevadas e resorts para prática do esporte.

Esquecemos de algum local? Envie sua dica e também sua história, faça parte dos Amigos Lugares Pelo Mundo.

6 estações de esqui para aproveitar o melhor da temporada de neve no hemisfério norte!

Enquanto no hemisfério sul – e especialmente aqui no Brasil – estamos no auge do verão, as estações de esqui mais charmosas e famosas do hemisfério norte já estão cobertas de neve e repletas de atrativos para a alta temporada. E para os apaixonados por esportes de inverno, iniciantes ou não, já é hora de se programar e aproveitar o que há de melhor e mais exclusivo em termos de esqui e snowboard.

Pensando nisso, a Interpoint Viagens e Turismo, agência de viagens especializada em viagens de luxo e experiências de esportes de inverno, selecionou 6 estações de esqui imperdíveis na Europa e nos Estados Unidos.

  • Lech, Arlberg – Áustria
(Foto: Divulgação)

No oeste da Áustria, na região de Arlberg, a simpática cidade de Lech surge como um dos melhores destinos para a prática de esqui no mundo. Com a vantagem de ser um dos picos mais nevados de toda a Europa, Lech oferece cerca de 340 quilômetros de pistas para todos os níveis de dificuldade e é o único lugar de toda a Áustria para a prática de Heli Ski – modalidade na qual permite acesso a pontos de neve virgem por meio de um helicóptero. Outra grande vantagem que o vilarejo dispõe é a proximidade dos chalés com as pistas, evitando longos deslocamentos por meio de teleféricos.

  • Snowmass, Aspen – USA
(Foto: Divulgação)

Em solo norte-americano, no estado do Colorado, situa-se um dos complexos de esqui mais balados do país. Com mais de 12 km² de pistas, declives, snowparks e halfpipes, o pico mais alto da montanha está a incríveis 3.813 metros e conta com o mais longo ski lift vertical dos Estados Unidos. A região também oferece uma grande variedade de condomínios e hotéis de alto padrão e reúne ruas com grifes internacionais, galerias de arte, cafés aconchegantes, bares, pubs e restaurantes e vida noturna pra lá de agitada. 

  • Courchevel, França
(Foto: Divulgação)

No velho continente, há a icônica estação de Courchevel, uma das mais luxuosas e badaladas do mundo. Separada por vilarejos nomeados de acordo com a sua altitude, a região, que é a mais alta, faz parte do complexo Les 3 Vallés, que consiste na junção das três maiores estações do destino – Courchevel, Méribel e Val Thorens -, para tornar-se a maior área esquiável interligada do mundo.

  • Crans Montana, Suíça
(Foto: Divulgação)

Do outro lado dos Alpes, na Suíça, em um vasto planalto, está situado o complexo de Crans Montana. Composto da junção de duas estações de esqui, as quais formam o maior resort do país, o local agrada tanto os esquiadores principiantes quanto os mais experientes. 

  • Jackson Hole, Wyoming – USA
(Foto: Divulgação)

Aproveite o espírito do Velho Oeste no ski resort Jackson Hole: música country, fachadas de madeira, natureza intocada, paisagens alucinantes. Para quem sabe esquiar, o lugar oferece uma mistura de terrenos verticais e intermediários para aperfeiçoar qualquer tipo de manobra de ski ou snowboard. A estação de ski também tem ótima infraestrutura para crianças e iniciantes. Destaque para passeios em trenós puxados por cachorros, excursões em cross-country para os vizinhos Parque Nacional de Yosemite e National Elk Refuge, com seus grandes paredões e a possibilidade de vista de alces e búfalos.

  • Mammoth, Califórnia – USA
(Foto: Divulgação)

Mammoth Mountain é, inquestionavelmente, uma das melhores montanhas para esqui alpino do mundo. Com 3.500 acres de áreas esquiáveis e 3.369 metros de altura, a região recebe, em média, mais de 9 metros de neve anualmente e é muito procurada por todos os estilos de esquiadores. Escolha entre os grandes bumps ou os enormes bowls, caso tenha experiência. Para os iniciantes, há quilômetros de pistas demarcadas que rendem muita diversão. 

Para mais informações sobre pacotes e destinos:
Interpoint Viagens e Turismo
Tel: +55 11 3087-9400
www.interpoint.com.br 

Park City apresenta novidades para a temporada de neve 2018/2019

A cidade americana prepara sua estrutura para receber turistas a partir de novembro

É hora de começar a contagem regressiva para o inverno do Hemisfério Norte, especialmente de Park City, cidade norte-americana onde ficam as mundialmente famosas estações de esqui Park City Mountain Resort e Deer Valley Resort e cuja temporada de neve 2018/2019 vai de novembro a abril. Trata-se do destino de montanha de mais fácil acesso na América do Norte, a apenas 35 minutos do aeroporto de Salt Lake City, no Estado de Utah.

Detentor da maior área esquiável dos Estados Unidos, com mais de 2.954 hectares, o Park City Mountain Resort terá suas portas abertas de 21 de novembro a 7 de abril. São 41 meios de elevação e 348 pistas. Para a nova temporada, a estação promete remodelar alguns de seus restaurantes e seu meio de elevação High Meadow, como parte do projeto de criação da área familiar, dedicada a iniciantes, crianças e famílias.

Para garantir a superfície de neve ideal, serão adicionadas máquinas de fabricação de neve artificial, tecnologia também utilizada na Red Pine Road, uma pista intermediária alcançada pelo meio de elevação Tombstone, o que permitirá que ele seja aberto mais cedo durante a temporada.

Além disso, o Park City Mountain Resort fará mudanças em sua estrutura de alimentação, como o aumento de mais de 60% da capacidade do restaurante Cloud Dine, um dos mais populares, e a reforma completa do icônico Mid-Mountain Lodge, a fim de criar uma atmosfera que ofereça uma experiência única na montanha, combinando requinte e conforto.

Já o Deer Valley Resort, destinado exclusivamente para esquiadores e que conta com 820 hectares, 101 pistas e 21 meios de elevação, terá sua temporada de 8 de dezembro a 7 abril. A grande novidade é que foi feito um investimento de US$ 8,1 milhões – o maior da década – em melhorias. A principal delas é a substituição do meio de elevação Homestake por um quádruplo de alta velocidade, que beneficiará os usuários ao reduzir pela metade o tempo de trajeto, da Silver Lake Village até o topo da montanha Bald Eagle, e aumentará sua capacidade para 400 esquiadores por hora. Além disso, a estação aperfeiçoou seu sistema de fabricação de neve e passou a integrar o IKON Pass (www.ikonpass.com), ideal para quem quer esquiar 5 ou 7 dias gastando menos.

Os visitantes da cidade de Park City também encontrarão diversos eventos e atrações. Um deles é o Campeonato Mundial de Snowboard, Freestyle e Freeski, organizado pela Federação Internacional de Esqui (FIS), entre os dias 1º e 10 de fevereiro. Detalhes e programação já estão disponíveis no site https://2019worldchamps.com/.

Outra novidade é o tour de tirolesa do Parque Olímpico de Utah, com sete paradas e criado especialmente para os que buscam fortes emoções. A quase 50 metros de altura, os corajosos vão cruzar uma área de vistas espetaculares em uma velocidade de mais de 60 km/h. A atração funcionará das 9h às 18h. Entradas e detalhes no linkhttps://utaholympiclegacy.org/.

Ainda durante a temporada de inverno, entre os dias de 24 de janeiro e 3 de fevereiro, acontecerá o Sundance Film Festival, maior e mais importante evento de cinema independente dos Estados Unidos, que une celebridades, cineastas, produtores e cinéfilos, e proporciona uma movimentação única de pré-estreias, tapetes vermelhos, festas e painéis de discussão.

Para os amantes de compras, Park City também é um destino atraente, com 314 lojas e 20 galerias de arte. Uma parada obrigatória é o famoso Tanger Outlet Center, que reúne mais de 65 marcas de diferentes segmentos, como Nike, Tommy Hilfiger e Polo Ralph Lauren. Além disso, os turistas podem encontrar de tudo um pouco nas diversas lojas da Main Street, a principal e mais movimentada rua da cidade. Para completar, há mais de 100 opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos, mais de 150 restaurantes e bares de diversas especialidades, duas destilarias e muitos SPAs.

Mais informações podem ser obtidas em www.visitparkcity.comwww.instagram.com/visitparkcity,www.instagram.com/visiteparkcitywww.facebook.com/VisitParkCity e www.facebook.com/VisitParkCityBR.

Promoção de Portillo é ideal para curtir dias de aventura em dois destinos do Chile

O pacote combina hospedagem na estação de esqui e nos hotéis da rede Tierra, em Atacama, Chiloé e Patagônia

Dias de neve combinam perfeitamente com atividades de aventura. A estação de esqui de Portillo, localizada a aproximadamente duas horas do aeroporto de Santiago, capital do Chile, é o destino ideal para os turistas que desejam praticar esportes de neve em uma paisagem única, formada pelas montanhas dos Andes e a Laguna del Inca, e, ainda, contar com infraestrutura completa de hospedagem. Para completar a experiência, na temporada 2018, que vai de junho a outubro, será possível comprar um programa que inclui também um dos hotéis da rede Tierra, que pertence aos mesmos donos de Portillo: o Tierra Atacama, o Tierra Patagônia e o Tierra Chiloé.

Portillo selko_160823_j_korsic_084
Portillo é um dos destinos favoritos para quem gosta de esporte radical. (Foto: Divulgação)

Com a promoção, é possível combinar um pacote de quatro ou sete noites, mini week e ski week, respectivamente, de estada em Portillo, no Hotel Portillo, com três diárias em qualquer uma das propriedades do grupo Tierra, o que resultará em 20% de desconto na tarifa dos hotéis escolhidos. A hospedagem nos empreendimentos Tierra não precisa ser na sequência da visita a Portillo – e vice-versa –, e é preciso ficar de olho nas datas de funcionamento dos meios de hospedagem nesta temporada: o Tierra Chiloé abre entre 1° de setembro de 2018 a 30 de abril de 2019; o Tierra Patagônia, de 1° de outubro de 2018 a 31 de maio de 2019; e o Tierra Atacama funciona o ano todo.

Ao longo dos últimos 60 anos, Portillo ganhou reputação pela excelente qualidade da neve local, que se dá pelo empenho da equipe em preparar as pistas, todas as noites, a fim de mantê-las lisas e em perfeito funcionamento. São 1.235 hectares de terreno esquiável, que abrange 35 pistas para todos os níveis de esquiadores e snowboarders, 14 meios de elevação e uma ampla área fora das pistas demarcadas. Enquanto os experts praticam novas técnicas de corrida, os iniciantes podem aprender o básico nas aulas de esqui comandadas por instrutores vindos de todo o mundo, que podem ser particulares, coletivas ou adaptadas. As crianças podem participar do Kid’s Camp.

Portillo - Externa P
Portillo proporciona lindas paisagens. (Foto: Divulgação)

O turista também pode usufruir da estrutura completa da estação, que conta com fitness center, sala de ioga e alongamento, ginásio com quadra poliesportiva, piscina, jacuzzi, salão de beleza, sala de massagem, sauna, sala de internet, cinema, salão de jogos, piano bar, casa noturna, clínica médica e serviço de aluguel e guarda de equipamentos. Às quintas-feiras, é realizada a Competição Sol de Portillo e são realizados cursos de slalom, para todas as idades e habilidades, enquanto nas noites de sexta-feira, instrutores e hóspedes descem a montanha esquiando com tochas acesas, em um lindo espetáculo de luzes.

Os pacotes regulares de Portillo variam entre três ou quatro noites de hospedagem, no programa Mini Week, e sete noites, no programa Ski Week. Todos incluem passes para os meios de elevação, quatro refeições diárias (café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar), acesso livre às instalações da estação e atividades programadas para crianças, jovens e adultos.

Mais informações em www.skiportillo.com ou com os principais operadores e agentes de turismo do Brasil.

Inverno de Park City conta com atrações que vão muito além do esqui e snowboard

Atividades como pescaria e tours de snowmobile podem ser praticadas por toda a família

Reconhecida mundialmente como um dos principais destinos de neve do Hemisfério Norte, Park City, localizada no estado de Utah e endereço das estações Deer Valley Resort e Park City Mountain Resort, reserva aos amantes do inverno uma série de atividades que vão muito além dos tradicionais esqui e snowboard. Indicados para pessoas de todas as idades, os tours de snowmobile, moto de neve, e de dog sledding, trenó puxado por cães, por exemplo, são perfeitos para curtir o clima e conhecer as belezas da exuberante natureza local. Os que apreciam uma boa pescaria, conhecida por lá como “fly fishing”, podem aproveitar as águas cristalinas para capturar trutas em meio a cenários belíssimos também durante a estação mais fria do ano. A atividade pode ser feita na companhia de guias especializados, que auxiliam praticantes experientes e iniciantes em programas que podem ser personalizados de acordo com os desejos dos pescadores.

MS-Snowmobiling-05md.jpg
Park City é uma das opções para quem gosta de esportes na neve. (Foto: Divulgação)

Com mais de 400 quilômetros de trilhas para mountain bike, Park City não decepciona os apaixonados pelas duas rodas. O “snow biking” é praticado com bicicletas dotadas de pneus especiais, totalmente adaptados à neve. Já aqueles que gostam de andar podem praticar o “snowshoeing”, termo que se refere às caminhadas por trilhas pelas montanhas nevadas. Feita em grupo de amigos ou em família, a excursão tem tudo para garantir momentos de diversão.

Em busca de adrenalina? O bobsled é a escolha perfeita. O esporte, que consiste na descida de uma espécie de cápsula por uma estreita pista, pode ser praticado no Parque Olímpico de Utah, palco dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2002. Por lá, é possível vivenciar a aventura a mais de 100 km por hora. Um detalhe importante: só os maiores de 16 anos podem participar da experiência.

Férias na neve

Atividades especiais estão programadas para o mês de julho na estação de esqui Portillo, no Chile, como a Semana do Vinho

A estação de esqui Portillo preparou uma série de atividades para seus hóspedes em julho. Situada a duas horas de carro de Santiago do Chile, o local combina a excelente qualidade das pistas para prática de esportes de neve com uma paisagem única e belíssima e uma infraestrutura completa.

munita_DMC_70067.jpg
Portillo é uma das opções para as férias. (Foto: Divulgação)

Nas ski weeks que acontecem entre os dias 15 e 22 e de 22 a 29, alguns dos destaques são observação das estrelas com orientações e explicações de um astrônomo, coquetel de boas-vindas, oficina de lego para as crianças, uma sessão especial de tubbing para adultos e aulas do treinamento físico TRX. Também estão previstos passeios com raquetes de neve sobre a Laguna del Inca, que fica bem em frente ao Hotel Portillo, exibição profissional de nado em águas geladas, oficinas de hip hop – com aulas e apresentação – grafite, cupcakes e cozinha chilena, e ainda shows de mágica e festas temáticas. Para completar, em todas as noites de sexta-feira, instrutores e hóspedes descem a montanha esquiando com tochas acesas, em um lindo espetáculo.

Já no período de 29 de julho a 5 de agosto acontece a tradicional Semana do Vinho, em que representantes de algumas das principais vinícolas do Chile farão degustações e palestras gratuitas aos hóspedes. São elas: Perez Cruz, Casa Silva, Lapostolle, Montes, Arboleda e Errazuriz.

Porque visitar Park City durante a primavera

São muitos os motivos para curtir temperaturas mais amenas e programações especiais no maior complexo de esqui dos Estados Unidos

A maior área esquiável dos Estados Unidos, Park City, ganha um cenário encantador com a chegada da primavera. A combinação do branco da neve com o sol que volta a brilhar cria um contexto perfeito para aproveitar as temperaturas mais amenas e curtir momentos memoráveis durante todo o dia e à noite.

A divertida festa Pond Skimming Contest, na qual esquiadores fantasiados devem atravessar uma lagoa de cerca de 30 metros com esquis ou pranchas de snowboard nos pés,já se tornou o ícone da chegada da estação no complexo e é uma amostra de que a diversão estará garantida nos dias que virão.

snowshoe21.jpg
Park City tem opções para curtir a primavera. (Foto: Divulgação)

Park City conta com uma extensa programação que tem como intenção agradar a visitantes de todos os estilos durante a estação mais colorida do ano. Os eventos ao ar livre ganham destaque e asseguram muito agito e badalação no começo do mês de abril, como é o caso das Spring Grüv e Spring Concert Series, que trazem apresentações outdoor diárias de artistas das mais diversas cenas musicais.

Para os aficionados pelos esportes brancos, a neve de seus quase 3 mil hectares esquiáveis ganha maciez nesta época. As temperaturas mais altas possibilitam um tratamento especial nas mais de 300 pistas para atletas de todos os níveis, que podem usufruir dos 41 meios de elevação até meados de abril.

Também é na primavera que o tradicional après-ski ganha mais charme. Com os dias mais quentes, o descontraído encontro de esquiadores após um dia intenso na montanha pode ser tranquilamente desfrutado nas “Praias de Esqui”, onde espreguiçadeiras são colocadas na neve para o máximo aproveitamento fora de lugares fechados.

Após o fechamento das pistas,as horas extras de claridade asseguram boas condições para a prática de outras atividades como caminhadas com raquetes de neve, passeios em trenós puxados por cães, pedaladas na neve, aventuras no bobsled e voos panorâmicos de balão.

Para quem não abre mão de relaxar, a primavera também se coloca como o ponto alto para curtir as belas piscinas ao ar livre dos hotéis e resorts do complexo. Ainda, a programação se estende em Park City em seus diversos museus, teatros, galerias de arte, lojas e shoppings.

Além disso, as refeições ao longo de todo o dia podem ser desfrutadas em deques outdoor disponíveis nos restaurantes que criam um cenário perfeito para apreciar vistas de tirar o fôlego.

Por fim, mas não menos importante, promoções especiais dão ainda mais cor à primavera em Park City. Para possibilitar que os visitantes aproveitem ao máximo os dias no complexo, descontos estão disponíveis a partir do mês de março. Há preços especiais para acomodação, atividades e aluguel de equipamentos para esqui, entre outros.

A Semana Santa éa última oportunidade para quem quer curtir toda a atmosfera que Park City oferece a seus visitantes durante a primavera e ainda aproveitar as pistas de esqui abertas, pois a temporada de neve neste anotermina no dia 16 de abril, domingo de Páscoa.

Canadá concentra premiadas estações de esqui

Atividades vão muito além da neve, em majestosas paisagens

Está aberta a temporada de esqui no Canadá. As opções incluem ao menos 52 centros de esqui em todo o país, dentre eles o melhor centro da América do Norte – Whistler; Banff – eleita entre os melhores lugares do mundo para 2017 –; e Tremblant, dono do sistema de neve mais sofisticado da América do Norte. Tudo no país número 1 para se visitar, o Canadá.

Com a eleição do Canadá como o melhor país para visitar em 2017, pelo ranking Best in Travel da Lonely Planet, os olhos do mundo voltaram-se para lá. Nesta época do ano – até o começo de abril -, evidentemente, a neve será a grande vedete. São inúmeras as atrações disponíveis, atendendo a todos, desde quem adora atividades outdoor a quem prefere programas relaxantes ou até mesmo os cassinos.

p120011_017rr.jpg
Temporada de esqui está aberta no Canadá. (Foto: Divulgação)

A charmosa Whistler, na província de British Columbia, foi reconhecida pela terceira vez consecutiva pela conceituada revista internacional Ski, como o centro de esqui número 1 da América do Norte. Localizada a apenas duas horas de Vancouver, a vila está na base das montanhas Whistler e Blackcomb, formando a maior área de esqui da América do Norte, com mais de 3,3 mil hectares. Interligando as duas montanhas está a Peak 2 Peak, apontada mundialmente como a gôndola mais longa e mais alta, com distância de 3.024 metros e 324 metros de altura.

A histórica vila de esqui de Whistler, que completou 50 anos em 2016, também foi palco das Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2010. Talvez por isso, conte com uma extensa lista de atividades de inverno, como esqui cross-country, passeios de snowmobile, snowshoeing, bobsleigh, tube park, hockey tour, skeleton, Heli-esqui, patinação ao ar livre e muito mais. Há ainda as atrações de lazer e culturais como o Centro de Cultura Squamish, a cervejaria artesanal Whistler Brewery, tratamentos relaxantes no Spa Escandinavo, atividades indoor para a família, festivais e uma ótima gastronomia.

Partindo para a província de Alberta, as belas montanhas rochosas canadenses também reúnem ótimas atrações de inverno, como as estações de esquipróximas à cidade de Banff, nomeada pela revista National Geographic Traveler para a lista ‘Melhores do Mundo 2017’. Outra opção atraente é patinação ao redor de esculturas de gelo, no icônico Lake Louise. Dogsleding, snowshoeing, passeio de trenó, ski cross country, uma visita às cataratas congeladas deJohnston Canyon, um mergulho ao ar livre nas Banff Hot Springs e a alta gastronomia de carnes exóticas dão um toque especial às férias no inverno canadense de Alberta.

A melhor estação da costa leste canadense, de acordo com a revista Ski, Mont-Tremblant, na província de Quebec, é facilmente acessível a partir de Montreal – apenas 90 minutos de carro – ou de avião saindo de Toronto (65 minutos de voo). Ao desembarcar na charmosa vila alpina, os mais de 2,4 milhões de visitantes anuais logo percebem a dimensão e potencialidade de atividades na neve. São cerca de 79 quilômetros nas 96 trilhas para esquiar em quatro montanhas, com altitude máxima de 875 metros. Os 14 teleféricos, incluindo um elevador, transportam atletas e iniciantes por 662 acres de área esquiável. Para famílias e principiantes, aulas com mais de 400 instrutores e trilhas exclusivas. Snowshoeing, dogsledding, patinação no gelo e tubing aumentam ainda mais a diversão. Se o turista é daqueles que preferem diversificar, 30 restaurantes, 50 lojas e boutiques, uma praia, um tennis club, um Aquaclub e até um cassino também podem fazer parte do itinerário.

Em 2017 o Canadá completa 150 anos, uma ótima oportunidade para sair do comum e explorar milhares de atrações do segundo maior país do mundo. Além dos parques nacionais passarem a ter entrada gratuita e as cidades centenas de festividades, o dólar canadense está em média R$ 2,70.