Arquivo da tag: Ficção

Ataques com ácido: os vestígios da violência contra a mulher impressos em lançamento ficcional

Crime hediondo é gancho do romance policial da protagonista Betina Zetser, jornalista investigativa que enfrenta traumas e ameaças quatro anos após denúncia de trabalho escravo no interior do Brasil

(Foto: divulgação)

Vestígios é segundo volume da saga de Betina Zetser, protagonista da escritora e romancista Luciana de Gnone. O ataque com ácido, crime hediondo que frequentemente ganha as manchetes por todo o mundo, é o gancho da próxima matéria investigativa da jornalista.

Da realidade para a ficção, Luciana de Gnone alerta os leitores sobre os vestígios e sinais da violência contra a mulher a partir da história de vítimas que sofreram o ataque dentro da narrativa. Jackeline Fernández, por exemplo, é fundadora de uma organização que dá apoio às mulheres que foram atacadas. Vítima do crime, a personagem é uma das fontes de Betina para a investigação jornalística.

 “— O que quero dizer, Richard, é que não importa qual a cifra percentual dos ataques atuais. Estamos falando de vidas que são destruídas, vidas como a minha, a sua ou de qualquer pessoa que passe por uma situação como essa. Quero muito ajudar de alguma maneira a essas mulheres, quero entender o que está por trás desses ataques, quero ser útil para a sociedade. Esse é o nosso papel, pelo amor de Deus!

Ele não disse mais nada, apenas fez um gesto com as mãos para que me retirasse.

Estava muito decepcionada com sua indiferença. Não entendia como ele poderia reagir assim, tendo uma filha da mesma idade das vítimas da Tanzânia.”
(Vestígios, pág. 65)


Enquanto isso, Bruno, marido de Betina, enfrenta um inimigo do passado que retorna para perturbar a vida do casal. É com esse enredo que Luciana aprofunda a história do primeiro volume da saga, mas sem comprometer o entendimento de quem não leu o primeiro livro. Os pesadelos com Hermano, criminoso responsável por gerenciar trabalhadores escravizados, ganham força após a notícia de que ele está foragido.

Além da saga de Betina Zetser – o lançamento do terceiro e último volume previsto para dezembro de 2020, Luciana é autora de “Crimes em Copacabana”. Semanalmente novos capítulos da série são lançados no Wattpad. As narrativas, apesar de terem tramas diferentes, possuem a mesma protagonista e os crimes acontecem nos anos 1980 no bairro de Copacabana, Rio de Janeiro.

Ficha Técnica:
Título
: Vestígios
Autor: Luciana de Gnone
ISBN: 978-65-86069-56-3
Editor: Casa do Escritor
Páginas: 360
Tamanho: 14 x 21 cm
Preço: R$ 39,90
Link de venda: https://amzn.to/3pfQeLb

Warner Channel estreia segunda temporada de “Roswell, New Mexico”

Série de ficção científica volta ao canal no próximo dia 03 de novembro

‘Roswell, New Mexico chega na Warner Channel Brasil. (Foto: divulgação)

A Warner Channel anuncia a estreia da segunda temporada da intrigante série de ficção-científica ‘Roswell, New Mexico’, a partir de terça, dia 03 de novembro, com episódios semanais sempre na faixa da 00h30. A série, composta de 13 episódios, se baseia nos livros da série Roswell High e traz a história de uma filha de imigrantes, Liz Ortecho, que, relutantemente, decide voltar à cidade de Roswell, no Novo México, e acaba descobrindo que a cidade está lotada de alienígenas.

Por lá, ela reencontra Max Evans, sua paixão da adolescência que agora é policial. A química entre os dois é imediata, mas Liz logo descobre que Max também é um alienígena que manteve suas habilidades extraterrestres em segredo durante toda a sua vida, assim como sua irmã Isobel Bracken e o amigo Michael Guerin.

A segunda temporada chega recheada de novidades, entre elas a entrada da atriz Cassandra Jean Amell, que ficou conhecida como Noira Fries, de Arrow. Ela interpreta Louise, uma outra alienígena que está à procura de refúgio na cidade, mas logo descobre que as pessoas que cruzam seu caminho não são muito amigáveis.

Segunda temporada estreia amanhã, na WC Brasil. (Foto: divulgação)

Outra novidade é a entrada da atriz Jamie Clayton que se junta ao elenco como Agente Grace Powell. Ela chega a Roswell para investigar uma série de desaparecimentos. Quando alguém que ela ama desaparece, ela descobre que a cidade é o lar de mais segredos enterrados do que ela esperava.

O elenco inclui ainda Nathan Parsons, Jeanine Mason, Heather Hemmens, Tyler Blackburn, Lily Cowles e Michael Vlamis.

Romântica e emocionante, esta história é sobre pessoas que se sentem como estrangeiros em seu próprio mundo, alienadas por diferentes motivos.

Roswell, Nem Mexico. (Foro: divulgação)

Não perca a estreia da segunda temporada de Roswell, New Mexico, a partir de terça, dia 03 de novembro de 2020, na faixa da 00h30 na Warner Channel

Horários de Brasília. Programação sujeita a alterações sem aviso prévio.

‘Ultraman R&B’ e ‘Professor’ estreiam com exclusividade no Cinema Virtual

Filme mais recente da saga ‘Ultraman’ chega no Cinema Virtual. (Foto: Divulgação)

Dois novos títulos da Elite Filmes chegam ao Cinema Virtual, plataforma que tem a proposta de conectar distribuidores e exibidores para levar virtualmente e com exclusividade filmes inéditos ao público de cinema. O projeto segue o modelo dos cinemas físicos, com estreias todas as quintas.

Os filmes são “Ultraman R&B, um dos capítulos mais recentes da grande franquia japonesa de tokusatso, e o drama americano “Professor” . Confira sinopses, cartazes e trailers:

  • Ultraman R&B (Ultraman R/B The Movie) [Ação, Ficção Científica] – Após a paz ser restaurada em Ayaka-shi, Isami e Asahi lutam para alcançar seus sonhos. Katsumi é enviado para um planeta distante. Na Terra, o monstro Snake Darkness aparece e Katsumi terá que encontrar seu caminho de volta à Terra e se reunir com sua família.  
  • Professor (Teacher) [Drama] – James Lewis é professor de inglês em um colégio conceituado e quando ele presencia uma briga, começa a notar que um de seus alunos é alvo de constante provocação. Agora, para resolver a situação, ele deve enfrentar os agressores, mas vai acabar se envolvendo com pessoas mais perigosas do que imaginava.

Outros nove filmes da Elite também estão disponíveis no Cinema Virtual: Até que Você me Ame, Fluidity, O Candidato, A Mulher Invisível, Ultraman Geed – O Filme, Kaleb – O Cão Herói, O Garoto do Leito 6, O Guardião dos Mundos e Com Amor, Scott.

Série de ficção “Sonhadores” estreia em julho na Amazon Prime Video

‘Sonhadores’ estreia dia 5 de julho. (Foto: Divulgação)

 A série de ficção baiana “Sonhadores”, distribuída pela O2 Play, será exibida na Amazon Prime Video a partir do dia 5 de julho.

Minissérie de oito episódios, totalmente filmada em Salvador, em 2018, “Sonhadores” foi escrita e dirigida por Julia Ferreira, com produção executiva de Fabíola Aquino, sócia-diretora da Obá Cacauê Produções. No elenco, estão atores de projeção nacional, como Fernando Alves Pinto, Antônio Pitanga.

Na minissérie, a atriz Aicha Marques é Angela, mãe de Rafa, interpretado pelo finalista do The Voice Kids, Brunno Pastori, protagonista da série. A cineasta Julia Ferreira também atua em “Sonhadores”, já que se trata de uma comédia dramática autobiográfica.

A série narra a emocionante história de Rafa, adolescente de grande sensibilidade e o seu rito de passagem para a vida adulta. Seus desafios são inúmeros: o afastamento da sua maior referência, seu pai Miguel (Fernando Alves Pinto), artista roqueiro desempregado – tendo que salvá-lo da pobreza extrema e depressão; a difícil tentativa de unir os pais novamente; o bullying homofóbico violento que sofre na escola, por vestir-se de forma andrógina; a descoberta da sexualidade e das drogas, despertando ainda mais sua imaginação mórbida; a busca da sua vocação e “voz” enquanto artista.

O enredo é revelado através do olhar e imaginação de Rafa, dando à série toques de realismo fantástico. Também é permeado pelo pop e rock’n’roll, enquanto estética e movimento cultural, revelando uma Salvador underground, dark, alternativa – sobretudo no boteco roqueiro que Miguel frequenta – com trilhas inspiradas em Raul Seixas, Pepeu Gomes e Novos Baianos. “É uma Salvador, uma Bahia completamente diferente de tudo que já se viu na TV até hoje”, destaca Julia Ferreira. “Algo inovador em termos de representação que se faz da Bahia e do Nordeste no audiovisual brasileiro.”

Sinopse
“Sonhadores” conta a história de Rafa, um menino de 14 anos e rara criatividade, que enfrenta o afastamento da sua maior referência: seu pai Miguel, um artista roqueiro desempregado. Rafa passava as tardes com Miguel desenhando, criando histórias ao som do bom rock’n’roll baiano, enquanto a mãe, Angela, sustentava e cuidava da casa sozinha. Após expulsar o marido, Angela arruma um novo emprego, ânimo e um namorado mau caráter. Para além desses problemas, Rafa tentará salvar o pai da miserabilidade numa pensão em Salvador – e da depressão. Na escola, o menino tem de lidar com o bullying violento dos colegas, a descoberta da sexualidade, das drogas e da sua vocação artística. Todos esses eventos são vistos sempre através do seu olhar, sua fértil imaginação artística e lado mórbido, tendo como pano de fundo o rock baiano e o rock’n’roll enquanto movimento cultural e atitude. Exímio desenhista como o pai, Rafa está se descobrindo em seus desenhos, histórias sombrias e travestindo-se de personagens. A mãe, Angela, teme que ele repita o histórico de artista fracassado do pai.

Youtuber indica 5 séries para debulhar durante a quarentena

Lista agrada a todos os gostos: da comédia à ficção científica

É certo que o isolamento começou a ser flexibilizado em maior parte do Brasil. Mesmo assim, ainda não é hora de estarmos reunidos com muitos amigos e participando de festas!  E, por isso, seguimos na maratona de séries! Hoje o escritor e Youtuber Felippe Barbosa nos traz algumas dicas de séries dignas de serem maratonadas. 

Além de autor do livro “Os Quase Completos” (Ed. Arqueiro), vencedor do 1º Prêmio Pólen de Literatura, Felippe é um influenciador “geek” viciado crônico em séries e indicou 5, das melhores séries, para você curtir durante seu tempo livre no #isolamento.

Com certeza alguma se encaixa para o seu momento 🙂 

(Foto: Divulgação)

1- Para quem está sentindo falta do trabalho no escritório, uma boa comédia pode ajudar: “The Office” é uma das comédias mais aclamadas da história da TV norte-americana, e com razão. A série que deslanchou a carreira do ator Steve Carrel adota um formato de pseudodocumentário, acompanhando o cotidiano dos funcionários de um escritório em Scranton, Pensilvânia, filial da empresa fictícia Dunder Mifflin, uma indústria de papel. No ambiente de trabalho mais desinteressante possível, as situações mais bizarras acontecem, capazes de tirar boas risadas de quem está com saudade dos colegas de emprego.

(Foto: Divulgação)

2- Para quem está precisando manter distância ou evitar contato no relacionamento amoroso, trago o romance ideal: “Pushing Daisies” foi definitivamente uma série a frente de seu tempo, motivo pelo qual acabou sendo cancelada. Mas mesmo assim, a série continua sendo uma boa escolha até hoje, trazendo a história do jovem Ned, que trabalha como confeiteiro e esconde do mundo sua estranha habilidade de trazer os mortos de volta à vida com um simples toque. A questão é que seus poderes só funcionam permanentemente se ele nunca tocar novamente a pessoa ressuscitada, e isso se torna um problema quando ele ressuscita a garota por quem era apaixonado na infância, se apaixonando por ela, sabendo que nunca poderá tocá-la.

(Foto: Divulgação)

3- Para quem acha que a relação com familiares e vizinhos tem sido muito complicada em tempos de quarentena, uma ficção científica que prova como as coisas podiam ser mais complicadas: “Dark” é definitivamente a melhor série da Netflix até o momento em questão de produção e roteiro bem amarrado. Com a sua terceira e última temporada chegando esse mês na rede de streaming, a série acompanha quatro famílias vivendo numa pequena cidade alemã, que tem suas vidas pacatas interrompidas pelo desaparecimento de duas crianças e estranhos fenômenos envolvendo viagem no tempo. Após conhecer a árvore genealógica dos personagens da série, você nunca mais irá reclamar que sua família é complicada.

(Foto: Divulgação)

4- Para quem é forçado a conviver trancafiado com os irmãos em casa, um bom exercício pode ser assistir juntos a um terror familiar: “A Maldição da Residência Hill” é um drama psicológico de horror, que acompanha os traumas de uma família que se mudou para uma casa assombrada por espíritos quando os cinco filhos eram crianças. Após a morte da mãe e uma vida tentando superar os traumas vividos na infância, os cinco irmãos juntos terão que reunir as peças do que aconteceu quando viveram na casa, e unir forças para enfrentar seus demônios interiores. Uma das obras mais emocionantes e arrepiantes do catálogo da Netflix, que tem tudo para unir ainda mais sua família durante o isolamento (seja pelo carinho, ou seja pelo medo).

(Foto: Divulgação)

5- Para quem necessita de uma visão esperançosa e otimista sobre a vida, o drama mais fofo de todos os tempos: “Anne with an E” também foi uma série que deixou os fãs de coração partido após seu cancelamento, mas pode-se dizer que ela teve um final digno. A jovem órfã Anne é mandada para morar com um casal de irmãos que planejavam adotar um garoto, sendo que há treze anos a menina sofria em orfanatos, sendo considerada estranha por sua imaginação fértil. Ao causar um susto inicial em sua nova família e nos colegas da nova cidade por ser extremamente criativa e inteligente, a garota passa a transformar a vida de cada uma das pessoas ao seu redor, lutando pela sua aceitação e pelo seu lugar no mundo. Em tempos onde o mundo precisa tanto de mais amor, aceitação e conhecimento, “Anne with na E” é com certeza a escolha perfeita para essa quarentena.

LANA WACHOWSKI É ROTEIRISTA E DIRETORA DE NOVO FILME DA FRANQUIA MATRIX

Keanu Reeves e Carrie-Anne Moss irão reprisar os mesmos personagens

A Warner Bros. Pictures anuncia que Lana Wachowski – cocriadora do ultra recordista e definidor de gênerosMatrix – irá escrever, dirigir e produzir um novo filme da franquia, devolvendo ao público o universo que se mistura à realidade. Keanu Reeves e Carrie-Anne Moss vão estrelar o longa, reprisando seus papéis como Neo e Trinity, respectivamente. A Warner Bros. Pictures e a Village Roadshow Pictures produzirão e distribuirão globalmente o filme. O anúncio foi feito por Toby Emmerich, presidente da Warner Bros. Pictures Group.

“Nós não poderíamos estar mais empolgados em reapresentar Matrix com a Lana”, disse Emmerich. “Lana é uma verdadeira visionária – singular, original e criativa cineasta – e nós estamos muito animados que ela vai escrever, dirigir e produzir o novo capítulo do universo de Matrix”.

Keanu Reeves vai voltar a viver Neo. (Foto: Divulgação)

“Muitas ideias que eu e Lilly exploramos 20 anos atrás sobre nossa realidade são até mais relevantes atualmente”, falou Wachowski. “Estou muito feliz por ter esses personagens novamente na minha vida e grata por mais uma chance de trabalhar com brilhantes amigos”.

Wachowski irá produzir o filme junto com Grant Hill. O roteiro é de Wachowski, Aleksandar Hemon e David Mitchell.

Os três filmes anteriores da franquia – “Matrix” (1999), “Matrix Reloaded” (2003), “Matrix Revolutions” (2003) – arrecadaram mais de 1.6 bilhão de dólares na bilheteria mundial e todos estiveram no top-10 de filmes nos Estados Unidos em seus respectivos anos de lançamento. “Matrix Revolutions” ainda foi o primeiro filme a ser lançado simultaneamente nos principais países no mesmo horário no mundo.

Wachowski é representada pela WME, Circle of Confusion e pelo advogado Peter Grossman. Reeves é representado pela WME e Ziffren Brittenham. Moss é representada pela WME, e por sua agente de longa data Elizabeth Hodgson e pelo advogado Bob Lange.

Remodelando a galáxia com toques de caos e ironia, Kurt Vonnegut transforma o livre-arbítrio em uma grande piada sem graça

No livro As Sereias de Titã, lançado este mês pela editora Aleph, o autor de Cama de Gato nos transporta para um universo tragicômico no qual marcianos, viagens interdimensionais e religiões teatrais fazem tanto sentido quanto a própria gravidade

5a0cbcee-c42e-4882-a9e1-8c42e2f9e282Em um mundo tão caótico quanto o nosso, cada passo em falso pode significar, literalmente, o fim de tudo. Por exemplo, basta que a pessoa errada aperte o botão certo para que tudo vá para os ares. Assim, explorar elementos naturais à nossa já tão conturbada realidade, com mais caos e desordem, parece uma tarefa complexa entre os contadores de histórias. Ao menos para a maioria deles. Pois para o escritor norte-americano Kurt Vonnegut, nomeado profeta da danação, essa tarefa se assemelha a um belo passeio no parque em um domingo de manhã. E As Sereias de Titã, romance lançado este mês pela editora Aleph, é a prova incontestável dessa curiosa relação.

Publicado originalmente em 1959 e fonte de inspiração para o clássico O Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams, a obra narra a jornada interplanetária do excêntrico milionário Malachi Costant, protagonista de uma louca profecia que não apenas o faz conhecer os pontos mais “diferentes” do Sistema Solar, como também o coloca no centro de uma cadeia de acontecimentos que desafia a lógica, tradições religiosas, disciplina militar e o bom senso. Isso fica ainda mais claro quando somos apresentados ao exército de Marte, às criaturas primitivas de Mercúrio, ao infundíbulo cronossinclástico (espécie de buraco de minhoca criado por Vonnegut) e às famosas sereias que vivem na maior lua de Saturno, Titã.

Percebeu? Construindo sua história sob diferentes temas, camadas e estruturas, Vonnegut primeiro cria o caos para dele extrair, depois, uma das mais divertidas e criativas histórias da ficção científica. O autor de Cama de Gato (também publicado pela Aleph) usa ironia e humor ácido, seus grandes aliados, para questionar temas polêmicos (como fanatismo religioso e sociedades militarizadas), sem a necessidade de apresentá-los com seriedade. Na sua escrita, os elementos tornam-se caricatos, exagerados, expressões dos vícios humanos. Ele elucida uma santidade há muito tempo corrompida.

Entre subtramas que abordam a amizade, o amor e a busca por um sentido na vida, As Sereias de Titã também subverte os livros de autoajuda ao ter como resultado desse “caos organizado” uma das mais caricatas e geniais narrativas sobre o poder de escolha do homem. Somos livres para decidir o nosso destino ou tudo já está planejado? Para Vonnegut, as duas opções são a resposta para a mesma pergunta, em um mundo no qual não existem soluções. E embora não pareça, isso faz todo o sentido dentro da lógica do escritor.

Em resumo, o livro agrada gregos e troianos, mesmo que personificado como um cavalo de madeira já ardendo em chamas. Uma das obras mais expressivas de Kurt Vonnegut, inspiração para clássicos do gênero e hoje referenciada por sucessos contemporâneos (como a série Westworld), As Sereias de Titã se alimenta da desordem para colocar a galáxia em uma excêntrica sincronia na qual ficção científica e realidade se confundem e se complementam. Nela, tudo foi para os ares graças à pessoa e ao botão certos.

SOBRE O AUTOR
Kurt Vonnegut nasceu em 1922 no estado de Indiana, nos Estados Unidos. Ainda jovem, se alistou no exército e lutou na Segunda Guerra Mundial, onde presenciou bombardeios e até foi feito prisioneiro pelos alemães. Depois de voltar para os Estados Unidos, dedicou-se à literatura e, ao longo de mais de 40 anos, publicou 14 romances e diversos contos, peças de teatro e contos de não ficção. Entre seus romances mais famosos estãoCama de Gato, já publicado pela Aleph, e o best-seller Matadouro 5. Faleceu em­­ 2007.

As Sereias de Titã
Autor: Kurt Vonnegut
Tradutor: Livia Koeppl
Páginas: 304 páginas
Preço: R$ 46,90

Livro de Terry Pratchett em co-autoria com Stephen Baxter chega às livrarias pela Bertrand Brasil

image005.jpgImagine um encontro entre o autor de ficção que mais vendeu livros na Inglaterra na década de 1990 com um grande nome da ficção cientifica, dono de uma imaginação incrivelmente fértil. Foi assim que nasceu “Terra longa”, livro do fenômeno Terry Pratchett em parceria com o também britânico Stephen Baxter.

Na trama há uma série de terras alternativas dentro de um mesmo espaço-tempo. Mas apenas a “Terra original” permite a vida humana. As demais são variações de fauna e flora virgens, com diferentes espécies de animais e até tribos um pouco hostis. Os saltadores são aqueles que conseguem viajar naturalmente por estes locais, como Joshua Valienté. Mas não são apenas os saltadores que possuem este dom. Graças aos experimentos de um excêntrico homem, foi criado um protótipo capaz de auxiliar nesta experiência de transitar entre os universos paralelos. E este é exatamente o problema: exploradores gananciosos investem tudo o que possuem para dominar outros territórios e expandir os domínios da humanidade para além da Terra Longa.

A história é um equilíbrio perfeito entre o universo cientifico de Baxter e o humor de Pratchett. “A terra longa”, primeiro livro da série de mesmo nome, chega às livrarias este mês pela Bertrand.

Terry Pratchett foi o autor de ficção que mais vendeu livros na Inglaterra na década de 1990, com mais de 65 milhões de exemplares vendidos em 37 idiomas. Vencedor de diversos prêmios, publicou mais de oitenta obras, das quais quarenta são romances do universo Discworld®. Morreu em 2015.

Stephen Baxter nasceu em Liverpool, Inglaterra. Estudou matemática na Universidade de Cambridge e obteve o título de doutor em engenharia na Universidade de Southampton. Já lecionou matemática, física e tecnologia da informação antes de se dedicar exclusivamente à literatura, em 1995. Foi vice-presidente da H.G. Wells Society até 2006.

“O sol da meia-noite” é novo livro de Jo Nesbo pela Record

image001.jpgQuem lê os livros do norueguês Jo Nesbo talvez nem imagine que antes de se encontrar na literatura ele já foi jogador de futebol profissional, economista e até integrante de uma banda de rock. Hoje, Nesbo é um dos mais aclamados escritores de ficção noir, com mais de 40 milhões de exemplares vendidos nos 50 países em que é publicado.

Conhecido por ambientar suas histórias na fria Oslo, em “O sol da meia-noite”, sequencia de “Sangue na neve”, Nesbo leva a trama para uma cidade nórdica onde o sol nunca se põe – e na qual já morou quando era jovem.

Jon era um mero traficante de haxixe, o que era conveniente para sustentar o seu próprio vicio na droga, até acabar se envolvendo com o Pescador, um bandido tão influente quanto impiedoso. Jon foi chamado para cobrar dívidas em nome do Pescador, o que significava que precisaria matar algumas pessoas, mas isso, definitivamente, não era a especialidade (e nem a vontade) de Jon. Cansado do acordo, ele acaba traindo o chefe e agora precisa se esconder.

A cidadezinha escolhida é Finnmark, um local no norte da Noruega, perto do oceano Ártico, isolado o suficiente, e onde o sol nunca se põe. Jon tenta evitar os moradores locais em uma tentativa de passar despercebido, mas seu caminho cruza com o de Lea e o filho, Knut. Seus improváveis aliados o abrigam em uma velha cabana de caça no meio da floresta. Lá Jon poderia ter paz. Ou era o que pensava.

Um dia ele recebe a noticia de que os homens do Pescador estão a caminho. E ele sabe que o seu ex-chefe sempre encontra o que procura.

“O sol da meia noite” chega às livrarias este mês pela Record.

Jo Nesbø vive em Oslo. É músico e economista, além de um dos escritores mais bem-sucedidos e aclamados na Europa atualmente. É autor de Garganta vermelha, A estrela do diabo e O redentor, entre outros títulos publicados pela Editora Record. Seu primeiro thriller policial estrelado pelo detetive Harry Hole tornou-se sucesso instantâneo na Noruega, conquistando o Prêmio Glass Key como melhor romance nórdico de 1988.

Diamond Films Brasil divulga pôster oficial de O Espaço Entre Nós

Com Gary Oldman e Asa Butterfield, o filme estreia no início de 2017nos cinemas brasileiros

oespacoentrenos-1Dirigido por Peter Chelsom (Hector e a Procura da Felicidade), O Espaço Entre Nós (The Space Between Us, EUA, 2016), com Gary Oldman (Batman: O Cavaleiro das Trevas), Asa Butterfield (O Menino do Pijama Listrado) e Britt Robertson (Tomorrowland – Um Lugar Onde Nada é Impossível) ganha pôster oficial nacionalizado (Confira link abaixo). A produção chega aos cinemas brasileiros no início de 2017.

Gênero Ficção científica/Romance, o longa conta a história de Gardner Elliot (Asa Butterfield), um menino curioso e altamente inteligente, nascido e criado em Marte. Sua mãe descobriu a gravidez após decolar no ônibus espacial que carregava a missão de colonizar o planeta vermelho, e morreu por complicações no parto sem nunca ter revelado o nome do pai.

Convivendo com apenas 14 pessoas nos primeiros 16 anos de vida, o jovem astronauta recebeu uma educação restrita e pouco convencional, que alimentou uma enorme vontade de conhecer o seu pai biológico. Mas com a ajuda de Tulsa (Britt Robertson), uma garota do Colorado, USA, que se torna uma grande amiga virtual, Gardner consegue criar forças para descobrir a qual lugar do universo pertence.

Quando finalmente tem a chance de viajar para a Terra e conhecer sobre tudo o que leu enquanto esteve no espaço, Gardner descobre que seus órgãos não resistem à atmosfera do planeta. Ansioso para encontrar seu pai, o garoto escapa da equipe de cientistas que o cuidaram desde o nascimento e junto com Tulsa embarca em uma inesquecível corrida contra o tempo.

O Espaço Entre Nós tem roteiro de Allan Loeb (Quebrando a Banca, Esposa de Mentirinha, Coincidências do Amor) e Stewart Schill (editor de séries de TV como American Horror Story e Dexter).