Arquivo da tag: Gaia

Restaurante GAIA é inaugurado em Mônaco

Liderado pelo aclamado chef Izu Ani, o GAIA é o mais novo restaurante do Principado de Mônaco. Nomeado em homenagem à mãe-terra mitológica, o GAIA é inspirado nas montanhas, no sol e no mar gregos e serve cozinha grega autêntica com uma abordagem contemporânea.

Criado pelos especialistas culinários chef Izu Ani e chef Orestis, o menu GAIA combina sabores tradicionais, ingredientes frescos e a simplicidade da comida caseira. Cada prato possui a verdadeira essência da cozinha Aegean, adaptada para se adequar à cena cosmopolita atual. Com sabores harmoniosos, cada prato complementa o anterior, criando uma experiência gastronômica deliciosa. Entre os mais emblemáticos estão os pães fresquinhos, uma salada grega requintada, queijo feta assado, carpaccio de dourados e cabrito, seguidos de sobremesas gregas tradicionais.

GAIA. (Foto: Divulgação)

“Para criar o GAIA, nós realmente nos aprofundamos nos fundamentos da cultura grega e exploramos os elementos de sua culinária, seus rituais alimentares e como eles desfrutam as refeições. As partes mais importantes são geralmente as que você não consegue ver, como as raízes de uma árvore ou a parte submersa do iceberg. O GAIA surgiu dessa filosofia, um empreendimento nascido da profundidade, história e experiência”, disse o chef Izu Ani. “Entender nossos ingredientes é uma das nossas principais prioridades, eles são nossos parceiros na cozinha e os tratamos com respeito, assim como os gregos. Em todo o menu do GAIA, uma abordagem simples e humilde cria alguns dos pratos mais poderosos, nós medimos os sabores para criar um equilíbrio bonito”.

Cheio de artefatos tradicionais e aspectos intrigantes equilibrados harmoniosamente com detalhes modernos, o GAIA oferece um vislumbre da Grécia no coração de Mônaco, decorado com Bougainvilleas, em tons pastel do sol, das montanhas e do mar.

O restaurante também tem uma mesa exclusiva do chef, que cria uma experiência intimista entre ele e os clientes.

Para mais informações sobre o GAIA, acesse o link.

Para saber mais sobre o destino, acesse www.visitmonaco.com e o site Bureau Mundo, escritório virtual da GVA: www.bureaumundo.com.

CRIS BARROS MINI apresenta coleção AW19

“A coleção AW19 é a minha homenagem à Gaia, criatura mitológica simbolizando a ligação da mulher com a Terra, a capacidade de criar algo único e novo. (…) Eternizando a beleza do momento presente dentro do fluxo contínuo do ciclo da vida.” – Cris Barros

Seguindo a mesma inspiração de sua coleção de Inverno 19 intitulada GAIA, a Cris Barros apresenta as novidades de sua linha infantil Cris Barros Mini.

Coleção Aw19 – Gaia da Cris Barros Mini. (Foto: Erika Verginelli)


O conceito é explorado através de uma releitura lúdica que carrega a essência da coleção especialmente para as pequenas. Detalhes florais nas estampas e nos bordados em ponto cruz são aplicados em tecidos leves e modelagens confortáveis que permitem o movimento. Da ligação genuína com a Mãe-Terra, derivam o algodão, lã, seda e linho em tons exclusivos como o rosa buquê, o vermelho envy, o azul sonho e o verde sage que permeiam por toda a coleção.

Este lançamento fecha o primeiro capítulo (BOOK 1) da coleção AW19 e também traz novidades na linha AW19 para adultos. Vestidos, saias, calças, camisas levam um mix de estampas inspirados na riqueza da tapeçaria artesanal, e tecidos de veludo que conversam com os modelos infantis. Bijoux de perolas, sapatos de crochê, flores encapsuladas em botões de resina permeiam a linha de acessóriosdesenvolvidos usando técnicas artesanais.

As novidades chegam às lojas da marca nesta quarta-feira 13/03 em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre e Curitiba, e também com exclusividade online em seu e-commerce próprio.

Cris Barros apresenta preview de Inverno 19

AW 19 – GAIA

Nas civilizações antigas, os cultos de fertilidade e renascimento da natureza eram voltados para um arquétipo feminino universalizado que doava e sustentava a vida.

“A coleção AW19 é a minha homenagem à GAIA, criatura mitológica simbolizando a ligação da mulher com a Terra, a capacidade de criar algo único e novo.

Quis explorar e revisitar essa força poética, esse intuito feminino, eternizando a beleza do momento presente dentro do fluxo contínuo do ciclo da vida.

Enxerguei um paralelo metafórico em várias obras de artistas que me inspiram. Nas instalações feitas de flores da artista Rebecca Louise, que vão secando durante a exposição ao público. Nas pinturas clássicas do renascimento mostrando uma natureza sensível. Nas séries de fotografias “Flowers” do Irving Penn que documentou flores murchas, imortalizando a obra em seu tempo.”