Arquivo da tag: Gal Gadot

Warner Channel apresenta “Mulher-Maravilha”

Canal exibe filme de origem da personagem no sábado, dia 27 de junho

‘Mulher-Maravilha’ chega dia 27 de junho, na Warner. (Foto: Divulgação)

Considerada a melhor adaptação para os cinemas da DC da última década, Mulher-Maravilha é o primeiro filme solo da heroína que foi apresentada ao público no longa Batman vs. Superman: A Origem da Justiça e mostra sua ligação com o universo da Liga da Justiça. No sábado, dia 27 de junho, às 22h30*, a Warner Channel estreia o longa em sua programação. Sucesso de público e crítica, o filme começa mostrando Diana, protagonista interpretada pela atriz israelense Gal Gadot, treinando entre outras Amazonas na secreta ilha Themyscira.

A trama se passa durante a Primeira Guerra Mundial e tudo muda quando o avião do espião britânico Steve Trevor (Chris Pine) cai na costa da ilha e é salvo por Diana. Ao saber dos perigos que a humanidade corre, ela decide contrariar a própria mãe e parte na missão de ajudar acabar com a guerra.

“Mulher-Maravilha”, estrelado por Gal Gadot e direção de Patty Jenkins, estreia na Warner Channel no sábado, dia 27 de junho, às 22h30.

Horários de Brasília. Programação sujeita a alterações sem aviso prévio.

‘Amor em Jogo’, comédia romântica estrelada por Gal Gadot, estreia no streaming

Série com Gal Gadot já está nos streamings. (Foto: Divulgação)

Já estreou nos principais serviços de streaming do país o filme “Amor em Jogo”, uma divertida comédia romântica para todos os gostos, protagonizada pela superestrela de Hollywood Gal Gadot. O filme está disponível nas seguintes plataformas digitais: NOW, Looke, Google Play, iTunes, Vivo Play, Microsoft Store e Sky Play.

Sinopse: Na conservadora cidade de Jerusalém, o jogador de futebol israelense Ami (Oshri Cohen) é forçado pelo chefão da máfia a fingir que é gay, uma punição por ter flertado com Mirit (Gal Gadot), a namorada do criminoso. Ami é banido pelos jogadores e torcedores do time, mas acaba virando um herói da comunidade gay do país.

O casal protagonista é formado pelos israelenses Oshri Cohen e Gal Gadot, esta uma superestrela do cinema atual por seu papel como Mulher Maravilha, atuando em seu trabalho mais recente em uma produção de sua terra natal. A cativante história se baseia em um roteiro que mistura elementos de mundos distintos de maneira leve e irreverente.

MULHER-MARAVILHA 1984 CHEGA AOS CINEMAS DO BRASIL EM 13 DE AGOSTO

A diretora Patty Jenkins e a estrela Gal Gadot unem-se novamente para o retorno da Super-Heroína da DC à tela grande

A Warner Bros. Pictures anuncia a nova data de estreia do aguardado longa Mulher-Maravilha 1984, que chega aos cinemas do Brasil no dia 13 de agosto.

Sobre o filme
Avançando para a década de 1980, a próxima aventura da Mulher-Maravilha nos cinemas a coloca frente a dois novos inimigos: Max Lord e Mulher-Leopardo.

Com a diretora Patty Jenkins de volta ao comando e Gal Gadot no papel-título, Mulher-Maravilha 1984, da Warner Bros. Pictures, é a sequência da estreia da super-heroína da DC como protagonista nas telas de cinema com o filme “Mulher-Maravilha”, que em 2017 quebrou recordes e arrecadou US﹩ 822 milhões nas bilheterias mundiais. O filme também tem em seu elenco Chris Pine como Steve Trevor, Kristen Wiig como Mulher-Leopardo, Pedro Pascal como Max Lord, Robin Wright como Antíope e Connie Nielsen como Hipólita.

Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder, Patty Jenkins, Gal Gadot e Stephen Jones produzem o filme. Rebecca Steel Roven Oakley, Richard Suckle, Marianne Jenkins, Geoff Johns, Walter Hamada, Chantal Nong Vo e Wesley Coller são os produtores-executivos.

Patty Jenkins dirigiu a partir de um roteiro que ela escreveu com Geoff Johns & David Callaham, uma história de Jenkins & Johns, baseada nos personagens da DC. Juntando-se à diretora nos bastidores estão vários membros de sua equipe de “Mulher-Maravilha”, incluindo o diretor de fotografia Matthew Jensen, a designer de produção indicada ao Oscar Aline Bonetto (“O Fabuloso Destino de Amélie Poulin”), e a figurinista ganhadora do Oscar Lindy Hemming (“Topsy-Turvy: O Espetáculo”). O editor indicado ao Oscar Richard Pearson (“Voo United 93”) está editando o filme. A música é do compositor ganhador do Oscar Hans Zimmer (“Dunkirk”, “O Rei Leão”).

A Warner Bros. Pictures apresenta uma produção da Atlas Entertainment/Stone Quarry, um filme de Patty Jenkins, Mulher-Maravilha 1984. Com estreia prevista para 13 de agosto de 2020, o filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures.

WARNER BROS. QUEBRA A CCXP19 COM PAINÉIS ÉPICOS E BATE RECORDE DE DECIBÉIS NO AUDITÓRIO THUNDER CINEMARK XD

Painel de Mulher-Maravilha quebra recorde na CCXP. (Foto: Warner Bros Pictures)

Painel de Mulher-Maravilha 1984 registrou 118 decibéis com reação do público, recorde do evento

A Warner Bros. Pictures quebrou a CCXP com três painéis épicos: Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa), fechando o primeiro dia de evento na quinta-feira, e Mulher-Maravilha 1984além do próprio painel da Warner Bros. Pictures, que encerraram o domingo e último dia.

O painel de Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa),apresentado por MariMoon, começou com uma performance de patinadoras profissionais no palco, vestidas com diversos looks da personagem Arlequina, enquanto todos os fãs na plateia recebiam versões infláveis do clássico martelo da personagem – tudo embalado ao som da DJ Samhara. Com todos os fãs devidamente “armados”, as convidadas subiram ao palco apresentadas por um vídeo especial com cenas do filme: Margot Robbie (Arlequina), Mary Elizabeth Winstead (Caçadora), Jurnee Smollett-Bell (Canário Negro), Rosie Perez (Renee Montoya) e Ella Jay Basco (Cassandra Cain), além da diretora Cathy Yan. Os presentes puderam acompanhar com exclusividade um bate-papo com as atrizes e diretora e vibraram muito ao assistir os primeiros cinco minutos do filme e uma prévia especial, exibidos ao público pela primeira vez.

Já o painel da Warner Bros. Pictures, apresentado por Marcos Mion, trouxe inúmeras novidades dos próximos lançamentos do estúdio. A apresentação começou com a futura animaçãoScooby! O Filme, trazendo uma mensagem em vídeo de Orlando Drummond, ator que deu voz ao personagem principal por décadas, e a exibição do trailer – além da participação de Alexandre Drummond, neto de Orlando e um dos dubladores da animação; houve também destaque paraTom & JerrySpace Jam 2DC Super Pets, que têm estreia prevista para 2020, 2021 e 2022, respectivamente.

Na sequência foi exibido um material inédito de bastidores e entrevistas do musicalEm Um Bairro de Nova York, que tem estreia marcada para 20 de agosto de 2020, e um teaser exclusivo do terror Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio, que tirou o ar do público. O filme, que teve seu título em português revelado no evento, está previsto para estrear em 10 de setembro de 2020. Para os fãs do aclamado diretor Christopher Nolan, a Warner Bros. exibiu um vídeo de Tenet, que estreia em 23 de julho de 2020.

E para finalizar o painel do estúdio, o universo DC fez os fãs vibrarem com muitas novidades. Matt Reeves, diretor deThe Batman, apareceu em um vídeo feito especialmente para a CCXP19 com uma mensagem para os fãs e prometendo presença de conteúdo do filme na edição de 2020 do evento.The Suicide Squad 2 também esteve presente com um recado em vídeo do diretor James Gunn e da atriz Alice Braga, que está presente no elenco do longa.

Fechando o evento com chave de ouro, o estúdio apresentou o painel deMulher-Maravilha 1984, com introdução de Érico Borgo e apresentação de Aline Diniz, cujo sucesso foi tão estrondoso que quebrou o recorde de decibéis emitidos pelo público da CCXP, atingindo 118 decibéis! Antes do início da apresentação, os fãs receberam pulseiras com emissão de luz e ativação por som, fazendo com que a plateia fizesse parte do espetáculo. O painel começou então com um vídeo de abertura que levou a plateia à loucura, incluindo a revelação de 6 telas nas laterais do Auditório – pela primeira vez na história da CCXP e exclusivamente para o evento de Mulher-Maravilha 1984. Após isto, era chegada a hora de chamar ao palco as ilustres convidadas: a diretora Patty Jenkins e a protagonista Gal Gadot foram apresentadas de forma épica com a atriz saindo de um elevador subterrâneo e shows de luz e som, além da participação de 20 cosplayers brasileiros. Os presentes puderam então acompanhar um bate-papo com as convidadas, conferir com exclusividade as novas artes dos personagens do filme, assistir a uma mensagem dos atores Chris Pine, Kristen Wiig e Pedro Pascal e, finalmente, testemunhar a exibição inédita do primeiro trailer do longa – em versão estendida e exclusiva da CCXP19. E, pela primeira vez na história, um painel do evento foi transmitido mundialmente, em parceria com o Twitter – com a exibição de tweets de usuários ao redor do mundo nas telas principais e laterais.

MULHER-MARAVILHA 1984: GAL GADOT E PATTY JENKINS CONTAM SOBRE O FILME

Por Luigi Buratto e Thuane Piccolo

No dia 08 de Dezembro de 2019, na CCXP 2019, foi lançado o trailer oficial do novo filme da Mulher-Maravilha. Os produtores fizeram um ótimo trabalho em manter as informações em sigilo, pois até agora, não foi divulgada nem a sinopse dele.

Nesse mesmo dia a diretora, Patty Jenkins, e a atriz, Gal Gadot, estavam na coletiva de imprensa, da qual tivemos o privilégio de participar, e você pode conferir logo abaixo, os melhores tópicos dessa entrevista.

Sessão de fotos antes da coletiva. (Foto: Thuane Piccolo)

SEGUINDO AS PEGADAS DO PASSADO

Patty Jenkins, a diretora do filme, nos conta como foi diferente realizar o segundo filme, pois não havia mais aquele clima tenso da Primeira Guerra Mundial e ela pode trazer um aspecto mais colorido, vibrante e animado para uma ambientação moderna. “Foi muito divertido fazer essas cenas, onde a Mulher-Maravilha se encontrava num mundo moderno, junto com Steve (Chris Pine), e todos estes maravilhosos vilões…”

“Um dos elementos mais incríveis de poder fazer um filme que se passa nos anos 80, é que tudo é muito autêntico, parece que nós realmente voltamos no tempo. Foi uma ótima escolha de fazer este filme nessa época”, comenta Gal Gadot.

GIRL POWER

Além de ser um ícone feminista, e inspiração de muitas mulheres, Patty nos diz que Diana é uma personagem que luta não somente pelas mulheres, mas assim como Super-Homem, é um símbolo de força e igualdade para todo o mundo. “Ela vive em tempos machistas, onde as mulheres precisam ser protegidas, no entanto ela não precisa disso, pois ela é fodona.”

“Eu sou uma mulher forte, independente, e quando me perguntavam que tipo de papel eu queria interpretar, eu sempre dizia exatamente isso. E é engraçado, porque se você olhar para trás, você não vê muitos filmes assim.”, disse Gal, quando questionada sobre o ícone que a Mulher-Maravilha havia se tornado.

Ela contou que teve uma experiência única ao assistir pela primeira vez o filme “Teve uma cena que me tocou muito e eu estava assistindo não como Gal Gadot, a atriz, mas como Gal, a menina que nasceu no subúrbio de Israel. Eu fiquei tão emocionada que comecei a chorar e, chegando em casa, falei para o meu marido: eu sei que você vai adorar o filme, mas quando chegar nessa parte, tenho certeza que não vai te tocar do mesmo jeito que me tocou. Porque você viveu essa emoção a vida toda, sendo um homem, mas eu não e poder agora fazer parte de um trabalho tão grande, é incrível.”

Além de ser uma atriz completa, Gal quando mais jovem já serviu o exército de Israel. Nas forças armadas por dois anos após completar o colegial. Isso serviu como exemplo para compor a personagem, que possui cenas de lutas complexas, e mostrar o quanto ela é dedicada e impecável.

A atriz encerrou o tópico encorajando todas as mulheres a serem fortes e nunca desistirem de seus sonhos e ainda deixa um recado para todas aquelas que já sofreram ou sofrem abusos. Busquem ajuda sempre, seja contando pra sua família, polícia, ou amigos, não lutem sozinhas”.

Patty Jenkins e Gal Gadot na coletiva de imprensa de Mulher Maravilha 1984. (Foto: Luigi Buratto)

PROXIMOS PASSOS

A diretora disse que sempre imaginou uma trilogia para a história da Diana Prince e que já andou discutindo algumas ideias com a Gal, sobre um possível terceiro filme. Claro, muitas dessas ideias só serão implementadas caso MM84 seja um sucesso de bilheteria, mesmo assim, ela se mostra otimista e animada para encerrar seu trabalho de forma magistral.

Citando uma das últimas falas do primeiro filme, Diana diz “Eu ficarei aqui e vou lutar pela humanidade”, e é exatamente isso que podemos esperar nessa sequência.

Patty nos dá um spoiler sobre um novo filme que está produzindo, um spin-off do universo da Mulher-Maravilha, e teremos como personagens principais as Amazonas. Esse não contará com a presença de Gal Gadot, mas Patty afirma que está muito ansiosa para poder mostrar a sua visão destas magníficas guerreiras de Themyscira.

Quando questionada sobre qual outro super-herói ela gostaria de fazer um filme, ela respondeu “Meu segundo herói favorito é o Superman, então, nunca se sabe… Mas eu amo minha Mulher Maravilha”

Gal fala sobre como está sendo a evolução da sua personagem do primeiro filme, onde Diana se mostrava perdida no mundo dos homens, e pouco a pouco foi aprendendo sobre as complexidades humanas, ganhando a confiança deles e se tornando cada vez mais envolvida nesse mundo. Já na continuação, após algumas décadas, ela se vê trabalhando sozinha, nas sombras, sem amigos, pois todos se foram com o passar dos anos, e ela continua ajudando a proteger os seres humanos da melhor forma possível.

MANO A MANO

Gadot se pronuncia sobre a ausência de armas usadas pela Diana no novo filme “Nós nos livramos da espada, pois isso remete à violência e a Diana não precisa disso. Também achamos desnecessário o uso do escudo, pois ela é uma Deusa, super forte e sabe se defender. Ela tem seus braceletes e seu laço e é tudo que ela precisa.

Ou seja, neste novo filme, podemos esperar cenas de ação mais intensas, melhor coreografadas e muito mais corpo à corpo.

Cartaz oficial do novo filme Mulher Maravilha 1984, estréia Junho de 2020. (Foto: Thuane Piccolo)

STEVE TREVOR DE VOLTA?

Após sua possível morte no primeiro filme, Steve Trevor nos deixa apenas uma memória de que o par romântico de Diana se foi. Porém, Patty nos afirma que ele estará de volta, e que esta medida foi premeditada já durante as gravações do primeiro. “Nós temos uma ótima razão para trazer o Steve de volta, e ele é uma parte fundamental para esta sequência. Não o trouxemos apenas porque ele fez sucesso, mas sim pois ele complementa o arco desta nova história”.

Confira abaixo o trailer, que foi lançado com exclusividade na CCXP, durante o painel de MM84.

CCXP19 tem recorde de público e conteúdo marcado pela diversidade

Último dia da CCXP teve lotação máxima e muita diversão dos fãs. (Foto: Marcelo Paixão)

Quarto dia do festival recebeu as estrelas Gal Gadot, Henry Cavill e o elenco de “La Casa de Papel”, além de Ryan Reynolds, que retornou ao palco do Auditório Cinemark XD

Um festival de proporções épicas. Assim pode ser resumida a CCXP19, que terminou neste domingo, 8, após quatro dias de intensa programação. Em sua sexta edição no Brasil, o maior festival de cultura pop do mundo reuniu 280 mil pessoas vindas de todas as partes do país. Dentre os estados que mais compareceram, São Paulo aparece na frente com 72% – sendo 70% de fora da capital – seguido por Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná. A organização estima que o evento tenha injetado cerca de R$ 265 milhões na economia da cidade e gerado 11 mil empregos diretos e indiretos.

“A CCXP alcançou um lugar de destaque no cenário do entretenimento mundial. Mais uma vez entregamos ao público um festival de qualidade internacional, reconhecido pelos estúdios e que traz para o Brasil conteúdos que vão reverberar pelos próximos meses. Fazer tudo isso pelos fãs e ainda poder gerar emprego e movimentar a economia são coisas que tornam tudo isso ainda mais incrível. Estamos entregando mais um evento épico e já pensando na edição de 2020. Aliás, a CCXP20 já tem data marcada: de 3 a 6 de dezembro”, anuncia Pierre Mantovani, CEO da CCXP.

 CCXP19 em números 

O festival ocupou um espaço de 115 mil m² com ativações de 15 estúdios e plataformas de streaming, 35 lojas especializadas em produtos com temática geek e 55 marcas que, segundo estimativa dos organizadores, tiveram faturamento de R$ 52 milhões. Quem passou pela CCXP19 gastou, em média, R$ 325,00. Na praça de alimentação, foram disponibilizados 42 restaurantes e outras opções de alimentação. Ao todo, 150 toneladas de alimentos foram servidas aos visitantes e convidados. Os produtos mais consumidos foram hambúrguer e refrigerante, sendo esta considerada a maior venda de refrigerante em eventos indoor em São Paulo.

Com relação ao público, 51% eram homens e 49% mulheres, o que refletiu em uma programação mais igualitária e jovem uma vez que dados indicam que 66% dos visitantes tinha entre 15 e 34 anos.

A CCXP19 reforçou sua relevância global no mercado de entretenimento ao reunir celebridades como Gal Gadot, Margot Robbie, Henry Cavill, Ryan Reynolds, John Boyega, Oscar Isaac, Daisy Ridley, o diretor J. J. Abrams e o elenco de “La Casa de Papel”, entre outros nomes aclamados. O festival ainda foi palco da pré-estreia de “Frozen 2”, da divulgação do trailer inédito de “Viúva Negra”, do teaser de “Eternos” e do aguardado trailer de “Mulher-Maravilha 1984”, que teve uma inédita transmissão global via Twitter.

A cobertura do festival também teve números superlativos, com mais de dois mil formadores de opinião, entre jornalistas e influenciadores, vindos de 25 países, além de 170 profissionais de foto, vídeo, redes sociais e conteúdo. Foram exibidas mais de 130 horas de transmissão ao vivo, com uma unidade móvel dedicada à transmissão da Omeleteve, canal do Omelete no Youtube. A conectividade foi outro ponto alto da CCXP19, que teve 60 quilômetros de fibra ótica conectando todo o pavilhão com wi-fi gratuito disponibilizado para os todos os visitantes e tecnologia 5G para cobertura de conteúdos em tempo real, com aparelhos celulares de última geração.

 Surpresas e grandes elencos no Auditório Cinemark XD

O último dia no Auditório Cinemark XD recebeu o aguardado painel da Netflix, que teve início com uma grande surpresa: Henry Cavill, protagonista de “The Witcher”, que subiu no palco e foi recebido por uma plateia extasiada. Outro elenco aclamado foi o da série “La Casa de Papel”. Os atores Rodrigo de la Serna, Esther Acebo, Pedro Alonso, Alba Flores e Darko Peric contaram um pouco sobre série e o público pôde conferir metade do primeiro episódio da próxima temporada. Em seguida, foi a vez de Ryan Reynolds retornar ao Auditório Cinemark XD para divulgar seu segundo trabalho nesta edição da CCXP19, “Esquadrão 6”, junto com os colegas de elenco Adria Arjona, Mélanie Laurent, Corey Hawkins e Manuel Garcia-Rulfo.

Mas foi a Warner que comandou os dois últimos painéis do Auditório Cinemark XD neste domingo. Primeiro, o estúdio apresentou suas estreias de 2020 e projetos para os próximos anos como “Scooby! O Filme”, “Tom & Jerry”, “Space Jam 2”, “DC Super Pets”, “Em um Bairro de Nova York” e “Esquadrão Suicida”, filme que terá a brasileira Alice Braga no elenco. Fechando a noite, Gal Gadot e Patty Jenkins encontraram uma legião de fãs apaixonados. A atriz e a diretora contaram ao público um pouco sobre a produção de “Mulher-Maravilha 1984”, em um painel que teve transmissão pelo Twitter e colocou a CCXP19 nos trending topics da rede social.

Concurso Cosplay

Último dia do concurso de cosplay. (Foto: Ariel Martini)

O último dia da CCXP19 também foi marcado pela grande final do Concurso Cosplay. Dividida em três etapas, a competição contou com o voto popular para selecionar os 12 artistas que subiram ao palco do Creatos Stage by Trigg neste domingo. Quem levou o prêmio principal, um carro 0 km e credenciais Full Experience da CCXP20, foi Jaqueline Fernandes Santos, com o personagem Diablo Prime Evil, de “Diablo III”. Também foram eleitos o Cosplayer Destaque (Nathália Casalecchi, com Winifred Sanderson), Melhor inventividade (Rogerio Silva, com Davy Jones), Melhor Figurino (Rafael Silva, com Dohvakiin) e Melhor Apresentação (Bruno Leão, com Li Shang).

GAL GADOT E A DIRETORA PATTY JENKINS ESTARÃO NA CCXP19 PARA UM PAINEL ESPECIAL DE MULHER-MARAVILHA 1984, FECHANDO O EVENTO DE FORMA INESQUECÍVEL PARA OS FÃS E INICIANDO A CONTAGEM REGRESSIVA PARA A ESTREIA DO FILME EM 2020

Em parceria com o Twitter, o painel da super-heroína da DC será transmitido ao vivo para que fãs de todos os lugares possam fazer parte da apresentação em São Paulo, levando a CCXP ao mundo – e o mundo à CCXP

Em homenagem ao Dia da Mulher-Maravilha, comemorado hoje em todo o mundo, a Warner Bros. Pictures anuncia que a Mulher-Maravilha 1984 encerrará a CCXP deste ano de modo inesquecível no domingo, 8 de dezembro. A apresentação no Auditório Thunder Cinemark XD contará com várias estreias, incluindo a primeira participação da estrela Gal Gadot e da diretora Patty Jenkins no evento, que apresentarão o primeiro trailer do filme, previsto para chegar aos cinemas em junho do próximo ano.

Gal Gadot estará na CCXP. (Foto: Divulgação)

E, pela primeira vez na história da CCXP, o painel será transmitido ao vivo no Twitter, conectando em tempo real as estrelas e os 3.500 fãs presentes no local aos fãs da Mulher-Maravilha em todo o mundo. Além disso, os participantes do painel poderão ver tweets de fãs ao redor do mundo em uma tela gigante no palco. O painel também contará com um bate-papo com as estrelas e outras grandes surpresas.

Para seguir o evento ao vivo: o perfil @WonderWomanFilm vai transmitir o evento ao vivo, com outros perfis do Twitter ao redor do mundo compartilhando a transmissão. Os fãs também terão a oportunidade de se inscrever para receber novidades sobre Mulher-Maravilha através do perfil @TwitterMovies.

Sobre o filme

Avançando para a década de 1980, a próxima aventura nos cinemas da Mulher-Maravilha a coloca frente a novos inimigos. Mulher-Maravilha 1984, da diretora Patty Jenkins, é estrelado por Gal Gadot no papel-título ao lado de Chris Pine como Steve Trevor, Kristen Wiig como A Mulher-Leopardo, Pedro Pascal como Max Lord, Robin Wright como Antíope e Connie Nielsen como Hipólita. Jenkins dirige a partir de um roteiro que escreveu com Geoff Johns e Dave Callaham, com história de Jenkins e Johns.

Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder, Patty Jenkins, Gal Gadot e Stephen Jones produzem o filme. Rebecca Steel Roven Oakley, Richard Suckle, Marianne Jenkins, Geoff Johns, Walter Hamada, Chantal Nong Vo e Wesley Coller são os produtores-executivos. O filme é baseado nos personagens da DC. Mulher-Maravilha foi criada por William Moulton Marston.

Juntando-se a Jenkins nos bastidores estão vários membros de sua equipe de “Mulher-Maravilha”, incluindo o diretor de fotografia Matthew Jensen, a designer de produção indicada ao Oscar Aline Bonetto (“O Fabuloso Destino de Amélie Poulin”), a figurinista ganhadora do Oscar Lindy Hemming (“Topsy-Turvy: O Espetáculo”). O editor indicado ao Oscar Richard Pearson (“Voo United 93”) está editando o filme.

A Warner Bros. Pictures apresenta uma produção da Atlas Entertainment/Stone Quarry, um filme de Patty Jenkins, Mulher-Maravilha 1984. O filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures.

Sobre a CCXP19

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019  
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)

Saiba mais em www.ccxp.com.br

MULHER-MARAVILHA 1984 GANHA ARTE OFICIAL

Arte traz heroína, vivida por Gal Gadot, em novo traje dourado

A Warner Bros. Pictures revelou a primeira arte oficial de Mulher-Maravilha 1984. A arte traz a heroína, vivida por Gal Gadot, em um novo traje dourado. O longa, que será dirigido novamente pela aclamada diretora Patty Jenkins, tem estreia prevista para 4 de junho de 2020 e apresenta uma nova inimiga: a Mulher-Leopardo, interpretada por Kristen Wiig; além de Chris Pine reprisando seu papel como Steve Trevor. O filme também é estrelado por Pedro Pascal.

(Foto: Divulgação)

Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder, Patty Jenkins, Stephen Jones e Gal Gadot produzem o filme. Rebecca Roven Oakley, Richard Suckle, Wesley Coller, Geoff Johns e Walter Hamada são os produtores executivos.

Juntando-se ao time nos bastidores estão vários membros da equipe de “Mulher-Maravilha”, incluindo o diretor de fotografia Matthew Jensen, a designer de produção indicada ao Oscar Aline Bonetto (“O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”) e a figurinista ganhadora do Oscar Lindy Hemming (“Topsy-Turvy – O Espetáculo”). Já Richard Pearson (“Vôo United 93”), indicado ao Oscar, será o editor do filme.

A produção será filmada em Washington, D.C. e Alexandria (Virgínia), nos EUA, e também em locações no Reino Unido, Espanha e Ilhas Canárias.

Com lançamento previsto para os cinemas brasileiros em 4 de junho de 2020, Mulher-Maravilha 1984 é baseado na personagem criada por William Moulton Marston, aparecendo nos quadrinhos publicados pela DC Entertainment. O filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment Company.

DC Comics corrige erros e entrega um filme digno da Liga da Justiça

Por Rodrigo Bocatti

“Batman vs Superman – A Origem da Justiça” recebeu diversas críticas da imprensa e também o trailer entregou MUITA coisa que aconteceria, porém apresentou o Universo Cinematográfico da Dc Comics, mas com muitos erros. “Mulher-Maravilha” veio para concertar o tom dos filmes da editora e nos entregou um belo longa. Mas, diversos fãs e grande parte da imprensa estava com receio da “Liga da Justiça”, que está em exibição nos cinemas, e os trailers mostraram o essencial, sem se estender e guardar as surpresas do longa para as telas.

O filme, no meu ver, acerta em deixar as histórias de origens de Aquaman (Jason Momoa), Flash (Erza Miller) e Cyborgue (Ray Fisher) para seus filmes solos. E eles são apresentados do jeito que foram demonstrados nos trailer, exceto o último, que tem um jeito peculiar de chamar a atenção de Diana (Gal Gadot).

6-coisas-que-queremos-ver-no-filme-da-liga-da-justica_f.png
Maiores heróis da DC Comics chegam aos cinemas. (Foto: Divulgação

“Liga da Justiça” vai direto ao ponto. Logo no começo, Bruce Wayne (Ben Affleck) nota que tem algum problema acontecendo no mundo e logo seus temores são confirmados por Diana. Com isso, já vai buscar os outros integrantes da equipe. O primeiro é o Aquaman, que recusa, mas logo é atacado pelo Lobo da Estepe (Ciarán Hinds) muda de ideia. Flash, que é o alívio cômico, com piadas bem colocadas, aceita logo de cara. Cyborgue entra depois que um membro de sua família é sequestrado por causa das Caixas Maternas.

Com a Liga reunida, os heróis tentam descobrir uma maneira de derrotar o Lobo. E vão enfrenta-lo, com destaque para Mulher-Maravilha na luta, que toma a liderança da equipe e como a mais forte, luta diretamente contra o vilão.

Durante o filme e no fim temos algumas referências do que pode acontecer, uma das insinuações é que a antiga mansão Wayne pode ser o QG da Liga e parece que veremos mais integrantes nos próximos filmes, além claro de um vislumbre de um antigo Lanterna Verde, na primeira vez que Lobo invadiu a terra.

Nas cenas pós-créditos (existem duas), na primeira temos uma corrida que lembra os quadrinhos, e é uma continuação de uma piada do fim do longa. Na segunda, e a mais importante, vemos Lex Luthor (Jesse Eisenberg) recebendo o Exterminador (Joe Manganiello) e deixa entender que podemos ter a Sociedade Secreta de Supervilões.

O filme é muito bom. Fãs e quem for ao cinema apenas para se divertir não vão se arrepender. Tomara que a DC e a Warner continuem nessa linha os próximos filmes.