Arquivo da tag: Geek

Nicola Scott, artista de Mulher Maravilha, é a primeira confirmada da CCXP 2017

Quadrinista australiana participa do Artists’ Alley na quarta edição da CCXP, que acontece entre 07 e 10 de dezembro em São Paulo

A CCXP Comic Con Experience (www.ccxp.com.br), maior comic con do planeta, que reuniu 196 mil pessoas em 2016 e bateu o recorde de público em comic cons no mundo, anuncia a primeira quadrinista confirmada para sua quarta edição, que acontece de 07 a 10 dezembro, no São Paulo Expo. Pela primeira vez no Brasil, a australiana Nicola Scott, artista de Mulher-Maravilha, estará no evento todos os dias em uma mesa no Artists’ Alley, área destinada a quadrinistas e ilustradores.

nicola1170508_165933.jpg
Artista da Mulher-Maravilha, Nicola Scott está confirmada na CCXP. (Foto: Divulgação)

Depois de uma breve carreira de atriz, Scott decidiu em 2001 se tornar artista de quadrinhos. Sua estreia aconteceu na série australiana The Watch, publicada pela Phosphorescent Comics, onde a artista foi responsável pelos desenhos das capas. Contratada pela Top Cow Comics em 2003, teve participação em Star Wars: Império #26, publicado pela Dark Horse Comics. Esses trabalhos chamaram a atenção da DC Comics, que a contratou em meados de 2004.

Na DC, a artista colaborou com a escritora Gail Simone em Birds of Prey (Aves de Rapina) e Secret Six (Sexteto Secreto). Em 2010, desenhou a Mulher Maravilha pela primeira vez para Blackest Night (A Noite Mais Densa) e foi anunciada como a artista oficial de Teen Titans (Novos Titãs), onde ficou até 2011, ano em que desenhou os volumes 3, 5 e 6 de Superman.

Em 2012, a DC anunciou Scott e o escritor James Robinson como a equipe criativa da Terra 2, uma série com foco na Sociedade da Justiça da América. O trabalho de Scott nessa série foi descrito como seu “avanço mainstream“. A artista desenhou ainda a série Black Magick, escrita por Greg Rucka, com quem manteve a parceria até o ano passado para lançar Mulher Maravilha: Ano Um, dentro da série Renascimento, que a Panini já começou a publicar no Brasil. “Ano Um” tem previsão de chegar por aqui nos próximos meses.

Ninja Jiraiya, TM Revolution e mais de 100 horas de conteúdo sobre cultura japonesa agitam o Anime Friends 2017

Tradicional evento de cultura japonesa recebe remodelagem inovadora, novo formato e deve surpreender público de 70 mil pessoas em São Paulo. Anime Friends acontece de 7 a 9 de julho no Transamerica Expo Center, chega à 15ª edição com espaço de 27 mil m²

O Anime Friends (www.animefriends.com.br), um dos maiores eventos multitemáticos de entretenimento das Américas organizado pela Yamato Cultural, anuncia sua 15ª edição entre os dias 7 e 9 de julho no Transamerica Expo Center, localizado em Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo (Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, 387). O centro de convenções e exposições contempla cinco palcos, um auditório, estandes e outras áreas de entretenimento capazes de receber mais de 70 mil visitantes nos três dias de evento. Estrategicamente pensado para melhor receber os visitantes, o local fica próximo ao Aeroporto de Congonhas, Marginal Pinheiros, Av. 23 de Maio e do Autódromo de Interlagos.

Realizado desde 2003 na capital paulista, o Anime Friends estabeleceu como um dos mais tradicionais do país dedicados à cultura japonesa, quando ainda era focado em atender a demanda de público gerada pela invasão dos quadrinhos e desenhos japoneses no Brasil em meados dos anos 90. Com o passar dos anos, o Anime Friends passou a abraçar outros nichos do universo geek.

Principais atrações

Para a 15ª edição, a Anime Friends preparou uma programação de 116 horas ininterruptas formada por: onze shows – sendo quatro deles de bandas internacionais e dois de grupos nacionais, mas conhecidos em todo o mundo –, sete influenciadores, oito campeonatos, quarenta painéis, três atores internacionais, dois painéis temáticos e três dubladores. Isso tudo divido em cinco palcos: Arena Friends, Palco Fantasy, Auditório BBC,Palco Anime e Palco Animekê. Algumas das atrações já foram anunciadas, confira:

Takumi Tsutsui – o Jiraiya

Anime01 (1)
Jiraya será um dos destaques da Anime Friends. (Foto: Divulgação)
Um dos principais convidados de 2017, em parceria com a Fontt Energy Drink, é o Takumi Tsutsui, que já trabalhou como ator, dublê e dublador. No Brasil, ganhou fama por interpretar protagonizar a série Jiraiya como Yamashi Touha, um jovem órfão que é treinado para se tornar um ninja pelo pai adotivo. O papel foi tão importante, que Takumi fez diversas aparições em séries e filmes, sendo a mais recente delas em Shuriken Sentai Ninninger. No Japão, ele também é bem conhecido por uma série de filmes chamada “Tsuri Baka Nishi” como um dos vilões.

TM Revolution

O primeiro sucesso de T. M. Revolution veio em 1996, com a canção “Dokusai –monopolize”. De lá pra cá, Takanori Nishikawa não parou, colecionando hits em sua carreira, sendo que muitos deles fizeram parte da trilha sonora de animações e games renomados, incluindo “Mobile Suit Gundam” e “Sengoku BASARA”. Durante duas décadas de trabalho, o artista rodou o mundo com suas turnês, foi indicado como o primeiro“Embaixador da Boa Vontade da Cidade Natal de Shiga” e tem apresentado o primeiro grande festival anual de música de rua do Distrito de Shiga, o “Inazuma Rock Festival”, em cooperação com as autoridades locais. Em 2016, ele participou do NHK Kohaku Uta Gassen cinco vezes, o que prova seu status como um artista nacionalmente popular.

Do As Infinity

Conhecidos no Brasil pelos temas dos animes Inuyasha e Vampire Hunter D, Do As Infinity é formado por Tomiko Van (vocalista) e Ryo Oowatari (vocal e guitarra) e estão na estrada desde 1999. Famosos por estrelarem mais de cem shows na praça de Shibuya, no Japão, quando ainda estavam na cena underground, os dois deram uma pausa na carreira em 2005. Contudo, em 2008, participaram do festival A-Nation com apenas uma música como atração secreta e em seguida, decidiram declinar o hiatus.

Asian Kung-Fu Generation

Responsáveis por assinarem “Haruka Kanata”, a segunda abertura de Naruto, os meninos do Asian Kung-Fu Generation se conheceram ainda na faculdade, em Yokohama, no Japão e decidiram formar um grupo musical. Outros destaques da trajetória dos rapazes são as faixas “After Dark”, um dos temas de Bleach e “Rewrite”, última abertura do anime Fullmetal Alchemist.

Dubladores – Hora da Aventura

Quem também tem presença confirmada no AF são Luciano Monteiro e Eduardo Borgerth, dubladores da dupla Finn e Jake do desenho Hora de Aventura, febre no Cartoon Network. Em uma palestra descontraída, os dois profissionais falam sobre curiosidades, bastidores e conquistas da carreira.

Campeonatos

Durante os três dias de evento acontecem diversas disputas como o Animekê, Animekê Show, Ribbon Fashion Contest e Kpop Cover Challenge. Os destaques dessa seção ficam para o YCCI concurso individual internacional de cosplay mundial, marcado para o sábado (08), traz mais de quinze apresentações cheias de efeitos especiais, tendo participantes da Argentina, República Dominicana, Espanha, Itália, entre outros. Já no domingo (09), acontece o WCS Brasil, o maior concurso de duplas de cosplay do mundo e reúne competidores de diversos lugares do país. O duo vencedor vai para o Japão com tudo pago para representar o Brasil em na final mundial.

Ingressos

As vendas de passaportes para garantir entrada no Anime Friends 2017 já estão disponíveis e para aqueles que compram antes pela Ticket POP(acesse o link e confira as vantagens: http://animefriends.com.br/friends17/ingressos/), além de poder parcelar em até 6x no cartão de crédito, o comprador concorre a uma viagem para o Japão. Confira os diferentes tipos de ingressos:

  • Avulsos – Ingresso individual: R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia)
  • Ingresso solidário – R$ 80 –Todos que doarem 500g de alimento não perecível (exceto sal e açúcar) tem direito a meia-entrada
  • Free – Crianças de 0 a 5 anos não pagam entrada
  • Kids – Ingresso individual para crianças de até 12 anos: R$ 50
  • Pacote – Dá direito aos três dias de evento: R$ 400 (inteira) e R$ 200 (meia)
  • Friendship – (R$ 700)
A modalidade Friendship é ideal para os otakus que querem aproveitar o máximo que a AF pode proporcionar. O kit reúne uma série de vantagens, como por exemplo, ingressos para os três dias de evento com entrada exclusiva e livre de filas; acesso à Hotzone do palco principal nomeado como Arena Friends; acesso às sessões de Meet & Greet de artistas selecionados e cadeira cativa próxima do Palco Fantasy, que recebe os cosplays.

Além disso, o comprador ainda recebe vários presentes oficiais da feira: camiseta, motelom, caneca, ecobag, cordão, credencial e caderneta. E não para por aí: voucher de 1 mês grátis da Crunchyroll; dois mangás da editora New POP (no máximo R$ 16 por cada exemplar), um postal da editora New POP, um marca-página editora New POP, uma caneta Pokémon Frixion Pilot (tinta mágica que apaga), um vale Mupy e um vale Fontt Energy Drink.

Meet & Greet
O Anime Friends dá ainda a possibilidade para os fãs encontrarem seus fãs, tirarem fotos e terem um momento inesquecível. Confira os nomes que já estarão no meet & greet Hotzone e os valores:

  • Dia 07, às 15h, Do As Infinity – R$ 100
  • Dia 07, às 19h30, Do As Infinity – R$ 60
  • Dia 08, às 15h, Asian Kung-fu Generation – R$ 100
  • Dia 08, às 19h30, Hotzone Asian Kung-fu Generation – R$ 60
  • Dia 09, às 14h30, Asian Kung-fu Generation – R$ 100
  • Dia 09, às 16h, TM Revolution – R$ 100
  • Dia 09, às 17h30, Asian Kung-fu Generation – R$ 60
  • Dia 09, às 19h30, TM Revolution – R$ 60
Para mais informações sobre o Anime Friends, acesse: animefriends.com.br

Venda de ingressos para a CCXP 2017 começa na próxima terça e o evento traz novidades para o público

Pela primeira vez o evento terá a Spoiler Night: A abertura dos portões na noite que antecede a inauguração

A CCXP – Comic Con Experience, a maior comic con do planeta, que reuniu 196 mil pessoas em 2016 e bateu o recorde de público em comic cons no mundo, realiza sua quarta edição entre os dias 7 e 10 de dezembro no São Paulo Expo e dá início à venda de ingressos na próxima terça, dia 09 de maio. Confira os valores:

  • 07/12 (quinta-feira) – R$ 79,99*
  • 08/12 (sexta-feira) – R$ 109,99*
  • 09/12 (sábado) – R$ 139,90*
  • 10/12 (domingo) – R$ 129,90*
  • Pacote para os 4 dias de evento – R$ 379,99

* valores da meia-entrada

ccxp1.jpg

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site www.ccxp.com.br e parcelados em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito ou à vista por boleto. O benefício da meia-entrada é estendido a todos que doarem um livro – entregue em bom estado de conservação na entrada do evento –, que posteriormente serão doados à Prefeitura de São Paulo. A meia-entrada é também garantida por lei a estudantes de posse da carteirinha, idosos, aposentados, professores da rede municipal e estadual e portadores de necessidades especiais.

A edição de 2017 da CCXP traz novidades:

  • A Spoiler Night, uma visita ao evento no dia 06/12 das 18 às 21h, onde os compradores do pacote FULL EXPERIENCE e EPIC EXPERIENCE poderão conhecer o evento um dia antes que o público geral.
  • O ingresso Epic Experience, que foi criado na edição CCXP Tour Nordeste, também está disponível, por R$ 999,00. Ele dá direito ao Spoiler Night, à entrada VIP ao pavilhão 1h antes da abertura dos portões ao público geral durante os 4 dias, ao pôster exclusivo e à camiseta oficial.
  • O Full Experience inclui tudo que o EPIC tem e mais: entrada exclusiva no Auditório Cinemark com um lugar reservado e garantido, colecionáveis exclusivos, fotos e autógrafos com 4 artistas convidados do evento por R$ 6.999,99.

Os ingressos para o CCXP Unlock, evento definitivo de negócios do entretenimento que acontece dentro da CCXP, também estão disponíveis no site oficial por R$ 1.299,00. Ano passado o evento contou com mais de 20 convidados nacionais e internacionais, como Sillen Thomas, produtora de Hollywood e Jim Michaels, produtor da série Supernatural. A programação 2017 será divulgada ao longo dos próximos meses.

“Conquistamos o posto de maior comic con do mundo – à frente da SDCC e NYCC – graças ao nosso público. Para esse ano, os fãs podem aguardar um evento ainda mais épico. Quem comprar no primeiro lote não irá se arrepender: os anúncios de convidados começam nessa semana.”, comenta Ivan Costa, sócio do evento.

Horários:

  • Quinta-feira: 12h às 21h
  • Sexta-feira: 12h às 21h
  • Sábado: 11h às 21h
  • Domingo: 11h às 20h

A CCXP em números:

2014

2015

2016

Área

39 mil m²

55 mil m²

115 mil m²

Público

97 mil

142 mil

196 mil

Staff

400 pessoas

700 pessoas

1100 pessoas

Estandes

75

120

140

Artists’ Alley

215 quadrinistas

265 quadrinistas

460 quadrinistas

Creators

Novidade: 75

canais de YouTube

Auditório

principal

2000 lugares

2500 lugares

3340 lugares

A CCXP – Comic Con Experience (www.ccxp.com.br) é o maior evento de cultura pop do mundo. A quarta ediçãoacontece de 7 a 1o de dezembro no São Paulo Expo e espera receber mais de 220mil visitantes. Os ingressos estão à venda pelo site a partir de R$ 79,99.Para saber mais, acesse:

www.ccxp.com.br

www.facebook.com/CCXPoficial/

www.twitter.com/CCXPoficial

www.instagram.com/ccxpoficial/

Star Wars: FORCE COLLECTION comemora o Dia Star Wars com o relançamento do minijogo Contra

Jogo inspirado no clássico título Contra tem Han Solo como protagonista e oferece cartas 5 estrelas como prêmio

A Konami Digital Entertainment, Inc., anuncia que o minijogo Contra volta para o popular game para smartphones Star Wars™: Force Collection. Bem a tempo para o Dia Star Wars™, 4 de maio, os jogadores receberão a versão retrô  Operation: Going Solo, uma aventura de quatro fases com corridas e tiros, estrelada por Han Solo.

Durante um período limitado, todos os jogadores do Star Wars™: Force Collection poderão jogar o game inspirado no Contra original, levando Han Solo e sua infalível pistola pelas florestas de Endor e outras instalações bem protegidas do Império. Além disso, os jogadores ganharão prêmios especiais por jogar. Os prêmios incluem cartas 5 estrelas ou do lado negro da força, que também podem ser utilizadas num evento “Elite Operatives” (Operadores de elite) realizado simultaneamente com o game para qualquer jogador que queira desafiar suas estratégias de formação.

image006.jpg
Konami lança jogo de Star Wars baseado no clássico Contra. (Foto: Divulgação)

Novas cartas 5 estrelas também chegam ao Star Wars™: Force Collection com os favoritos Finn e Capitão Phasma de Star Wars: The Force Awakens™. Ambos serão uma força a considerar no baralho de qualquer jogador. Outras cartas 5 estrelas chegarão ao Star Wars™: Force Collection nas próximas semanas e incluem Lor San Tekka e um flametrooper.

Star Wars™: Force Collection é um jogo de batalha de cartas que acontece dentro do universo de Star Wars. Os jogadores controlam mais de 500 heróis, vilões e veículos, inclusive Darth Vader e Luke Skywalker. Crie seu próprio baralho com temíveis formações de combate e enfrente rivais de todo o mundo em batalhas entre Legiões realizadas em tempo real.

Star Wars™: Force Collection já está disponível na iTunes App Store para iPad®, iPhone® e iPod touch®, e no Google Play para dispositivos Android™. Para informações adicionais, acesse www.starwars.com/games-apps/star-wars-force-collection.

TIM lança aplicativo para fãs de cultura pop com curadoria do Omelete

O canal de entretenimento TIM Geek chega com notícias em primeira mão sobre filmes, séries, jogos, músicas e quadrinhos

Com conteúdos exclusivos do Omelete, um dos principais portais de cultura pop da América Latina, , o TIM Geek é a mais nova plataforma de entretenimento lançada pela TIM. O aplicativo já está disponível para Android e, em breve, para iOS, abastecido com materiais para todos os apaixonados por filmes, HQs, séries, games e toda a cultura pop e nerd.

Sem título.jpg

O conteúdo disponibilizado na ferramenta é selecionado a partir de uma cuidadosa curadoria de especialistas do universo geek do Omelete e traz detalhes e lançamentos dos principais jogos e consoles, curiosidades e críticas sobre os filmes e séries mais populares, informações sobre quadrinhos e indicação para os eventos mais importantes do segmento. O assinante do aplicativo pode acessar vídeos e podcasts exclusivos e receber em primeira mão todas as novidades do universo de games. O projeto utilizará 100% da tecnologia Samba Tech, pioneira na distribuição de vídeos online na América Latina.

O download do TIM Geek é gratuito. A assinatura pode ser feita por todos os clientes TIM e possui sete dias de degustação. O plano semanal custa R$ 3,99 e o mensal custa R$ 9,90, com renovação automática. Para mais informações sobre o serviço, download e visualização do conteúdo, basta acessar a página http://www.tim.com.br/para-voce/servicos-tim/tim-geek.

Guardians of the Galaxy Vol. 2: Um Futuro no Presente seguindo os anos 1970-80

Por Renan Villalon

Vivemos uma contemporaneidade audiovisual na qual o velho é constantemente utilizado como novidade, como forma nostálgica de trazer uma época midiática antiga dentro do atual mercado da cultura pop. Guardians of the Galaxy Vol.2 (Guardiões da Galáxia Vol. 2), de James Gunn, atende muito bem a esse aspecto, propondo (novamente) um filme que trata de uma adaptação das HQs da Marvel (especificamente das edições pós-2008) com uma temática que traz um sentimento nostálgico à plateia mais velha, o que torna o filme agradável a diversas faixas etárias. Dessa forma, é quase premeditado que nossos pais se sintam mais à vontade quando assistirem ao filme, isso porque, em diversas características, é quase impossível não afirmar que a obra gira em torno dos anos 1970-80.

v-guardioes-da-galaxia-vol2-760x428.jpg
“Guardiões da Galáxia Vol.2” continua a história dos aventureiros espaciais. (Foto: Divulgação)

Essa identificação pode ser indicada, primeiramente, através do gênero cinematográfico do qual faz parte, que é exatamente uma space-opera intergalática, dentro de uma ficção científica, com diversos elementos medievalistas (espada, adagas ou mesmo uma flecha voadora), curiosamente um gênero que “explodiu” na passagem dos anos 1970-80 a partir do filme Star Wars: A New Hope (1977). A influência temática da obra de George Lucas é tão presente que, mesmo tratando-se de um universo completamente diferente, possui ideias convergentes com a galáxia desses guardiões: batalhas intergaláticas; referências à tradicional velocidade da luz; seres fantasiosos em forma humanóide; caçadores de recompensas interestelares; diversos planetas a serem explorados e etc. É possível observar um “espelhamento” nos vários filmes de Star Wars, tornando a história um característico episódio galático no universo da Marvel.

Adicionado ao gênero, temos a temática retrô fortemente estilizada complementando a história do filme, que é simples e divertida. O trabalho estético e sonoro na composição fílmica, além das referências que surgem nos diálogos dos personagens, é a nossa grande pista e inquietação que nos faz viajar no tempo da juventude retrô.

A direção de arte trabalha o visual do filme com diversas ideias datadas dos anos 1980. É possível vermos, em parte da colorização do filme, uma paleta de cores voltada para diversas tonalidades de roxo, azul escuro, amarelo, rosa e vermelho, normalmente muito fortes e intensas, que era algo copiosamente utilizado em discotecas ou demais eventos festivos e dançantes nos anos 1980 (reveja o pôster, a referência começa por ali!).

Fora esse interessante uso das cores, identificamos durante o filme outros aspectos oitentistas: como o estilo neon, em um dos pontos de encontro dos mercenários intergaláticos; seriados como Knight Rider (Super Máquina) surgindo como uma lembrança (principalmente devido à participação de David Hasselhoff no filme, a estrela do programa de TV naquela época); além do divertido uso de um ícone dos games, Pac-Man, como motivo visual no filme.

Já pela ambientação sonora, fica claro também o sentimentalismo retrô, agora referente aos anos 1970, através das músicas escolhidas para compor a história. Com diversas canções de época, essencialmente de gêneros derivados do rock, como: art rock, blues rock, soft rock, country rock, pop rock, hard rock, entre outros, a nostalgia musical setentista é outro dos grandes destaques no filme. Esse direcionamento musical ajuda não apenas a criar aquele sentimento característico, como também funciona enquanto elemento narrativo, tanto que algumas letras das músicas compõem as motivações de alguns personagens, principalmente no relacionamento entre Ego (Kurt Russell) e Star-Lord (Chris Pratt), ou entre o protagonista e Gamora (Zoe Saldana).

Entretanto, é possível considerar que a música mais interessante e nostálgica, unindo referências sonoras e visuais no filme, seja a canção Guardians Inferno, composta por Tyler Bates e James Gunn, que trata-se de uma música eletrônica, ao melhor estilo disco music (com seu auge em meados dos anos 1970), que segue a melodia do tema principal e original do filme. Nessa mesma música, temos não apenas o prazeroso resgate das discotecas setentistas, mas principalmente a participação de David Hasselhoff como cantor, e assim, em apenas uma trilha, a direção musical consegue juntar as referências das duas décadas que são trabalhadas durante toda a obra (não por acaso, essa é uma das canções que escutamos durante os créditos).

No geral, é interessante observar essas referências em um filme contemporâneo, principalmente porque as HQs adaptadas tiveram suas primeiras publicações pós-2008, ou seja, a equipe de direção de arte e musical poderia muito bem remeter à essa época mais próxima do principal público-alvo do universo Marvel. Curiosamente, há também um contraponto entre seu estilo e sua forma técnica, já que mesmo remetendo a diversos tipos de referências teoricamente antigas, há um acúmulo de CGI, devido às necessidades do filme, que o impede de ser reconhecido enquanto uma narrativa oldschool, por assim dizer. Entretanto, se podemos tirar uma conclusão do trabalho desses artistas é que Guardians of Galaxy Vol. 2 é uma obra que “atualiza o velho”, que relembra o antigo ao mesmo tempo em que necessita mostrar-se enquanto obra atual, o que dá ainda mais destaque às referências, pois essa distância e aproximação naturalizada entre as diversas épocas é instigante.

Já o seu roteiro também trabalha com outras ideias e referências.

Essencialmente, enquanto os arcos dramáticos particulares de seus diversificados personagens são bem explorados durante a narrativa, temos sua história principal colocando em crise a ideia do mito cosmogônico da criação divina, através de um leitura direcionada pelas mitologias cristã e grega, isso devido ao desenvolvimento do passado familiar de Star-Lord. Seu relacionamento com Ego, seu pai, é tratado através da ideia de um deus único (próprio dos ideais cristãos) com adição de múltiplos semideuses pela galáxia (o que nos leva aos mitos gregos). Observa-se assim, novamente, mais elementos medievalistas dentro de uma narrativa que visa uma ideia de futuro, isso quando relacionada com o nosso hoje, uma interessante mistura entre ideais já vividos em meio à uma imaginação de algo que ainda está por vir (sim, isso nos dá um “nó” na cabeça!).

Além disso, é válido relembrar neste texto do humor muito bem trabalhado durante o roteiro, com piadas que se integram na história principal ao mesmo tempo que servem enquanto quebra da narrativa, diversas vezes, nos tirando de um possível foco excessivo na seriedade das ameaças que os guardiões sofrem durante todo o filme. Certamente é um filme que não se leva tão a sério, e é isso que o torna tão prazeroso no sentido de acompanhar seu desenvolvimento, pois além das piadas servirem enquanto “quebra”, nos permitem identificarmos melhor as curvas dramáticas presentes na história (momentos de alta e baixa dinâmica na linha narrativa, com sentimentos de alegria, tristeza, tensão, suspense e etc).

Automaticamente, as piadas também ajudam o espectador a se aproximar mais dos personagens e/ou do universo intergaláticos – lembrando aqui que a referência mais próxima da Terra é Peter Quill (Star-Lord). Os momentos cômicos fazem com que esses seres fantásticos, e seus respectivos ambientes estelares, percam aquele distanciamento da nossa realidade, isso porque as piadas naturalizam a presença deles durante o filme, principalmente quando tratam de referências terráqueas (o que não é pouco!). E nesse aspecto é interessante o uso do personagem Peter Quill, já que ele serve como uma “ponte”, como uma conexão entre o universo no qual está presente e a realidade nostálgica vivida por diversos espectadores, como mostram as constantes referências setentistas e oitentistas.

Assim, como últimas considerações, Guardians of Galaxy Vol. 2 funciona tranquilamente como um filme solo, ainda que seja o “segundo volume” de uma trilogia ainda em produção e integrante do projeto cinematográfico da Marvel. Na verdade, o fato da obra nos permitir esse certo distanciamento do ambiente terrestre no qual os principais personagens fílmicos estão presentes, no pós-Guerra Civil (Capitão América 3), a enaltece excessivamente. Isso porque permite enxergarmos o seu potencial narrativo, independentemente do mesmo ser simples e quase restrito ao próprio destino de seus personagens. Vejamos se, em um futuro próximo, os guardiões continuarão em uma space-opera repleta de elementos nostálgicos, mantendo o seu bom humor enquanto escutamos o Awesome Mix Vol. 3.

P.s.: Divirtam-se com as cenas DURANTE os créditos!

Ass.: I’m Groot.

Ganesha, deus do sucesso e um dos mais venerados do hinduísmo, é novo personagem jogável de Smite

Conteúdo foi adicionado ao jogo junto com o patch de atualização 4.7 e jogadores já podem utilizar a divindade nos campos de batalha virtual; entre os poderes de Ganesha está a invocação dos Quatro Grandes Pilares da Retidão, que aprisionam, reduzem a velocidade e aumentam os danos em seus inimigos

Os fãs de Smite, game do gênero MOBA desenvolvido pela Hi-Rez Studios e distribuído no Brasil pela Level Up, estão acostumados a encarnar diversos deuses antigos em suas aventuras pelo jogo, mas agora têm à disposição uma das divindades mais veneradas da atualidade pelos hinduístas: Ganhesha, o deus do sucesso e da prosperidade e que remove obstáculos.

image009.jpg
Deus Ganesha se torna personagem jogável em SMITE. (Foto: Divulgação)

Primogênito de Parvati e Shiva, Ganesha tem cabeça de elefante em um corpo de menino. Suas características físicas representam os dois primeiros passos para a autorrealização: escutar os ensinamentos e refletir sobre eles.  Em Smite, Ganesha é um personagem jogável muito poderoso, capaz de fortalecer seus aliados e enfraquecer os inimigos com ataques exclusivos.

Passiva – Boa Sorte: Ao abater um deus inimigo, Ganesha creditará o abate ao deus aliado mais próximo e receberá as recompensas de uma assistência.

Mudança do Destino: Com enorme força de vontade, amaldiçoa e causa dano aos inimigos. Para cada inimigo atingido (no máximo de 5), os deuses aliados em até 55 unidades de distância ganham dano bônus.

Ohm: Ganesha inicia um cântico e ascende em posição de lótus, ficando um pouco mais lento, mas podendo avançar em qualquer direção. Enquanto canta, silencia os deuses inimigos em um cone à sua frente e aumenta as Proteções Físicas de todos os aliados próximos.

Remover Obstáculos: Puxa um inimigo com seu aguilhão, mantendo-o no lugar e causando grande dano antes de arremessá-lo para cima. Enquanto avança, Ganesha atravessa obstáculos deixados por jogadores.

Pilares Dármicos: Invoca os Quatro Grandes Pilares da Retidão para aprisionar seus inimigos. Entre cada par de pilares uma barreira mágica é criada e inimigos que atravessarem a barreira recebem dano, ficam lentos e têm suas proteções reduzidas por 3 segundos.

Patch 4.7

Além da possibilidade de encarnar Ganesha, o pacote de atualizações 4.7 oferece aos usuários de Smite cinco aparências (Cila Vampírica, Mercúrio Mensageiro Moderno, Nike A Pardal, Uller Ordem Secreta e Jano Andamundo), dois emotes (palmas de Ganesha e acenar de Ganesha), mudanças em itens e em deuses e correções de bugs.

Mais informações sobre Smite estão disponíveis em https://www.smitegame.com/

Guardiões da Galáxia: do cinema para casa

Colecionáveis da franquia do momento estão à venda nas lojas físicas e no e-commerce da Iron Studios Concept Store

Guardiões da Galáxia Vol. 2 chega aos cinemas com a equipe cósmica do universo Marvel Comics: Senhor das Estrelas, Gamora, Drax, Thanos, Groot, Rocket,Nebula e muito mais. O longa é sequência ao filme de 2014, roteirizado e dirigido por James Gunn, e é aguardado por milhões de fãs.

Para quem quer levar um pouco desse universo para casa, a Iron Studios Concept Store, uma das principais lojas conceito de colecionáveis do país com três unidades espalhadas por São Paulo e Rio de Janeiro, e que recentemente inaugurou o e-commerce www.ironstudios.com.br, apresenta peças que estão à venda com preços especiais. Confira:

Gamora

2170427_120130
(Foto: Divulgação)

No universo Marvel cinematográfico, Gamora é interpretada por Zoe Saldana em Guardiões da Galáxia (2014), onde age a serviço do terrorista Kree, chamadoRonan, que atua em parceria com Thanos. No filme, aparentemente Thanos foi o responsável pela morte de sua família.

Com cerca de 30 cm, a peça da Gamora da Hot Toys tem Scale 1/6. São 28 pontos de articulação, seis mãos extras, espadas longas e curtas, e base personalizada.R$899,90.

O colecionável Gamora da Iron Studios tem edição limitada e foi produzido em Art Scale 1/10 com base em referências 3D originais do filme, em polystone e com pintura manual. A peça tem 19,5 cm e acompanha base. R$ 299,99.

Rocket

4170427_120130
(Foto: Divulgação)

No universo Marvel dos cinemas, Rocket fez estreia no Guardiões da Galáxia, em 2014, dublado por Bradley Cooper. Sua parceria com Groot rende alguns dos momentos mais divertidos no longa.

O Rocket da Hot Toys tem Scale 1/6 e 17 pontos de articulações, com três pares de mãos intercambiáveis e um rifle. O colecionável tem aproximadamente 16 cm de altura, expressão facial precisa e textura de pele detalhada. R$999,90.

Em edição limitada, a peça da Iron Studios tem Art Scale 1/10 e foi produzida com base em referências 3D originais do filme em polystone e com pintura manual. Tem cerca de 13,5 cm e acompanha base. R$269,99.

Para comemorar a estreia do segundo filme, as duas unidades da Concept Store de São Paulo estão com promoção para as peças da fabricante Iron Studios. Na compra da Gamora Iron Studios Art Scale 1/10 e Rocket Iron Studios Art Scale 1/10, o combo sai por R$ 449,99. Aproveite!

 

Brasil Game Show prepara a maior edição de sua história e promete anunciar uma atração por dia até o início do evento – Conheça 10 fatos curiosos sobre a feira

Diariamente, o site www.brasilgameshow.com.br informará as principais novidades da maior feira de games da América Latina; BGS 2017 já superou em 42% a média da venda de ingressos das edições passadas; Mais de 250 marcas estarão na décima edição

BGS
Conheça curiosidades sobre a BGS. (Foto: Divulgação)

10 fatos curiosos sobre a BGS

1 – O primeiro evento de games organizado por Marcelo Tavares e considerado o embrião da BGS foi o Game Churrasco, realizado em 2002 no Rio de Janeiro.

2 – As quatro primeiras edições da BGS aconteceram no Rio de Janeiro, sendo que as duas primeiras ainda sob o nome de Rio Game Show.

3 – Em nove edições, a Brasil Game Show já recebeu 1,2 milhão de pessoas. O suficiente para lotar 15 estádios do Maracanã.

4 – Ao doar 1kg de alimento não perecível, visitante paga meia entrada e ainda faz o bem. Até hoje, foram recolhidos e doadas para entidades assistenciais 300 toneladas de alimentos, o suficiente para encher 50 caminhões de mudança.

5 – Se as nove edições da BGS fossem realizadas em sequência, haveria mais de um mês corrido de evento. Até hoje foram 34 dias de feira.

6 – Ralph Baer, criador do Magnavox Odyssey (primeiro console doméstico) e considerado o inventor do videogame, participou da segunda edição da Brasil Game Show, aos 87 anos de vida, via videoconferência e conversou com o público do evento.

7 – Em nove edições da BGS já foram credenciados mais de 13 mil profissionais de imprensa.

8 – A área de piso ocupada por todas as edições da BGS até aqui soma quase 310.000 m², o equivalente a 43 campos de futebol ou 247 piscinas olímpicas.

9 – Desde sua primeira edição, a BGS já contou em seu staff com mais de 300 pessoas com deficiência.

10 – A Brasil Game Show já teve mais de mil estandes ao longo de sua nove edições. Além das principais companhias do setor de games, centenas de marcas de outros segmentos já participaram em diferentes ocasiões.